Atenção

London (England)

1980-05-26 Talk to Sahaja Yogis, Attention, Questions on Joy, Dreams, 75' Download subtitles: EN,FI,FR,HU,LT,PT,ROView subtitles:
Download video (standard quality): Listen on Soundcloud: Transcribe/Translate oTranscribe

Feedback
Share

A Atenção Londres, Inglaterra, 26.05.1980

Hoje Eu irei lhes falar sobre atenção. O que é a atenção, qual é o movimento da atenção… e quais são os caminhos e métodos para elevar nossa atenção. Mantenham isso de uma forma geral. Tudo bem? Mas quando Eu estou dizendo todas essas coisas, vocês devem saber que Eu estou lhes falando, individualmente, não é sobre os outros. A primeira coisa que os seres humanos sempre fazem… é que quando Eu estou lhes falando, vocês tentam descobrir sobre quem Mataji está falando. Essa é a melhor maneira de colocar sua atenção em alguma outra coisa. Se você colocar sua atenção em si mesmo: “Isso é para mim, eu e eu sozinho”, então isso terá um efeito, porque essas palavras são mantras. E é por isso que é desperdiçado, porque o que quer que lhe seja dado é jogado em outra pessoa. Então a atenção que você tem é a única maneira de conhecer a realidade. Sua própria atenção é importante, não a atenção dos outros ou sua atenção nos outros.

Isso deve ser claramente compreendido. Se você entender este ponto que a coisa toda deve ser consumida por você, através de sua atenção para elevar-se a uma situação mais elevada, isso dará certo. Caso contrário, é como lhe dar comida e indo para outra pessoa… que está ficando nutrida, enquanto você não está recebendo nada. E essa pessoa também pode não ser capaz de ser nutrida, porque ela não sabe que você está jogando para ela. Então, hoje, como Eu irei lhes falar sobre a atenção, vocês devem saber que sua atenção deve absorver tudo que Eu estou dizendo. Não é destinado a mais ninguém. É melhor você se sentar em consciência sem pensamentos, essa é a melhor maneira, de modo que isso entre em você. Caso contrário, é como uma palestra, em que Me ouvir não tem nenhum efeito. Toda palestra o tranformará porque, afinal, Eu estou falando. Mas porque você sempre pensa nos outros… e você pensa em seus problemas o tempo todo, algo sem sentido está acontecendo, sobre o qual você está preocupado, e a atenção fica tão sobrecarregada… que o que quer que seja lhe dito não entra em você.

Então, agora mesmo, utilize-a ficando atento e sabendo… que todas essas coisas insensatas não têm nenhum valor. É sua atenção que tem de se elevar e tem de crescer. Então, a atenção é toda a tela do seu ser, é uma tela completa, é a atenção. A tela completa do seu ser é a atenção. O quanto você entrou nisso, o quanto você descobriu, o quão longe você a elevou é um ponto diferente. Atenção é Chitta e Deus é atenção. Até que ponto sua atenção foi iluminada é uma questão diferente. Mas sua atenção é Deus, se você se tornar iluminado a essa extensão. É como uma tela. Você pode dizer que é como uma tela que é estendida para um filme, e sejam quais forem as aptidões… ou você pode dizer, os arrastos ou movimentos que sua atenção tem… mostra-se nessa tela.

Eu não sei qual é a palavra para “vritti” em inglês. Não é aptidão, mas uma pessoa fica propensa a algo ou sua atenção é arrastada, Eu não sei se há uma palavra como essa na língua inglesa, “vritti”. Vocês conseguem sugerir alguma palavra? Portanto nossa atenção é apenas uma tela pura, completamente pura… e é atuada pelas três gunas que temos, antes de tudo. E as três gunas vêm até você, como você sabe, uma do seu passado, uma do seu sentido futuro e uma do presente. Agora, quaisquer que tenham sido suas experiências sobre… uma determinada coisa ou uma determinada ocasião, até agora, estão completamente gravadas em sua memória. Por exemplo, se você vir a cor preta, tudo que combina com a cor preta é gravado em sua memória. Assim que você vê esta cor preta, muito disso aflora. Isso significa que assim que você vê isso com sua atenção, a atenção fica confusa ou você pode dizer que a atenção fica colorida… com todas as memórias sobre essa cor preta. E então sua ação acontece… de acordo com a forma como sua atenção é afetada.

Por exemplo, exatamente agora algo foi queimado por essas chamas. Agora, todos vocês se tornaram conscientes disso. Da próxima vez, sempre que você vir uma chama, a primeira coisa que vai acontecer será que você será cauteloso sobre isso. Isso não irá acontecer novamente, mas toda a memória virá até você… e você tentará ser cauteloso ou avisará os outros, porque sua atenção se tornará consciente disso… assim que você vir isso, porque essa tela de sua atenção… por si só começará a jogar fora esses quadros, a partir de si mesma, através de suas experiências passadas, para a tela. Esta é uma tela viva. Ou pode ser que se você tem algumas ideias que você tenha premeditado… ou pensado sejam do futuro. Por exemplo, você deve ter pensado em alguém: “Se eu encontrar esse homem, eu lhe direi assim.” Assim que você se encontrar com esse homem, sua atenção começará a borbulhar com essas ideias… que estão vindo sobre esse homem, e você começará a se dirigir a ele conforme for. Está tudo armazenado dentro de você, quer seja sobre o futuro ou sobre o passado. É causado a partir da atenção, através desse processo borbulhante… que depende de sua natureza que arrasta, onde você é arrastado.

Isso é chamado de vritti, mas Eu não sei como você chama isso em inglês. Eu não sei o que é o – ao que você está propenso. Vritti é uma palavra muito neutra, ela não significa nada ruim. Significa para onde você é atraído. Vritti significa um temperamento pelo qual você é atraído. E seja qual for o seu temperamento, ele atua assim. Por exemplo, se você vir um homem andando, digamos, cegamente, ele não pode ver as coisas, uma pessoa pode ficar com raiva desse homem, outro pode ter pena dele, um terceiro pode vir à frente para ajudá-lo. É o vritti, é o temperamento que você desenvolveu através de suas três gunas. É por isso que essa atenção se torna identificada com você. E quando você está identificado com isso, com seu vritti, com seus temperamentos, então você ainda está em uma área mal identificada.

Vamos pegar um caso de alguém que já esteve possuído antes. Agora, chegando à Sahaja Yoga, a possessão dele vai embora. Mas a memória permanece no cérebro de que ele estava possuído. E a memória é mais forte em uma pessoa, o canal esquerdo é mais forte, então essa memória persiste, e assim que essa pessoa entra em contato com alguém… que tem algo a ver com a possessão passada, isso dá um clique. E a coisa toda começa a entrar em você borbulhando… e você acha que está novamente possuído. É a memória que lhe dá isso. É um mito. É a memória que lhe diz: “Oh, você está novamente possuído.” Porque seu canal esquerdo é fraco, significa que você sempre vive com sua memória. Sua memória é mais forte que você.

Se você puder se tornar mais forte que sua memória, nada pode possuí-lo. Mas depois que você obtém sua Realização, você ainda não está identificado com esse estado da mente… no qual você vê seu ego e superego como mitos. Você ainda fica bloqueado em seu ego e superego, e é por isso que sua atenção ainda está em uma bagunça. Em uma forma pura e simples de atenção em uma criança inocente, ela vê tudo em pratyaksha, significa na experiência real de algo, para uma criança, porque ela não tem nenhuma memória. Então ela terá de queimar a mão dela para sentir que aquilo queima. Ela tem de tocar em algo frio para saber que é frio. A memória dela ainda não está formada. Então, na experiência real dela, ela vive. Mas essa experiência real se torna memória. E uma vez que a memória é construída mais forte, toda a personalidade é afetada pela memória.

Todos os condicionamentos de todos os tipos vêm através disso; sua leitura, mesmo todo o ambiente pode vir a você. Às vezes você cheira um determinado sabonete… ou digamos, você cheira uma rosa, então todas as memórias de cheirar essa rosa, às vezes, vem a você e você pode se sentir realmente exultante às vezes, talvez às vezes, talvez, ou às vezes muito infeliz, seja qual for a situação. Então você pode se sentir feliz ou infeliz. Porque quaisquer experiências que você teve lhe deu uma memória. Essa memória pode ter lhe dado um superego… ou pode ter lhe dado um ego. Essa varredura pode ter ocorrido. Se foi um ego e um superego, então pode ser que se fosse o ego, você deve ter se sentido feliz. Se é satisfatório ao seu ego, você se sente muito feliz. Se não for, se for superego, se você for reprimido por isso, então você se sente muito infeliz. Então, ambas as coisas como felicidade ou infelicidade… são os estados onde você ainda está no mito, o mito ainda existe.

Você ainda tem de ir além. Então, se você se sente feliz com alguma situação, você deve saber que você… somente é feliz antes da Realização, porque isso está dando algum apoio ao seu ego para inchar. E se você está infeliz, então você deve saber que… há algum tipo de repressão em seu ego… e há um superego se desenvolvendo. Então, ambas as situações não têm sido de nenhuma ajuda para você, de nenhuma ajuda para você, para o seu crescimento, exceto que ambas as instituições psíquicas se desenvolvem tanto… que você fica longe da experiência verdadeira. A verdadeira experiência pára, porque sua atenção está muito confusa. Assim, de um lado, se você se mover – no canal esquerdo – sua atenção está confusa com o medo, com a dor, com a infelicidade, com a desesperança, o desânimo. Do outro lado, se você se entrega demais ao canal direito, um pouco também, você começa a ficar eufórico, animado, super dominador. A cor do canal esquerdo é azul. E a cor azul começa a mudar para a cor preta. Enquanto do canal direito é, antes de tudo, amarelo, amarelo claro ou você pode dizer dourado, depois amarelo, depois laranja e depois vermelho.

Então você vai para a agressão no canal direito. No canal esquerdo, você entra em um estado completo… de entropia, você pode chamar isso, ou um estado onde você está separado de si mesmo, em um completo estado congelado. Então de um lado você fica completamente congelado, do outro lado você se torna completamente “esquentado”. Ambas as coisas estão, novamente, se movimentando na direção errada. Mesmo quando a atenção é mantida no centro, de modo que você mantém sua atenção mais no centro, lá também, porque é um ponto muito sensível, ela não fica lá. Por exemplo, quando nós, digamos, usamos fogo, podemos usá-lo para queimar a casa, da mesma forma nós podemos usá-lo para criar fumaça. Mas nós também podemos usar esse fogo da maneira adequada, se você usá-lo… em sua proporção adequada para cozinhar o alimento, para nos fornecer luz. Se for demais, ele pode queimar como um grande incêndio. Se for muito pequeno, ele pode queimar como fumaça. Mas no centro quando você sabe como equilibrá-lo, então você pode usá-lo para o seu próprio propósito, para cozinhar ou para fornecer luz, e depois para um puja também.

Então, da mesma forma, quando realmente equilibramos nossas gunas corretamente, então nos tornamos gradualmente o mestre de toda a situação. A atenção não é arrastada… em coisas que nós temos feito ou que nós entendemos através de nossas memórias… ou através de nossas experiências ou seja o que for, e também não é arrastada em direção, muito, para o canal direito, de modo que tentamos subjugar ou tentamos dominar alguém. Porque se você se mover demais desse lado, você percebeu que se torna cor de sangue. É difícil para as pessoas entenderem como, quando as pessoas se tornam muito religiosas, como agora o Irã, o movimento está à direita, todas as austeridades, tudo isso, tudo, agora derramamento de sangue. Os cristãos também fizeram o mesmo. Os brâmanes fizeram o mesmo na Índia. Os budistas fizeram o mesmo, eles até mesmo falaram de não-violência, eles chegaram ao ponto de derramamento de sangue, porque o movimento começou do canal direito. O movimento do canal esquerdo o levará a métodos muito astuciosos e sombrios. Assim, pessoas de canal direito, como as grandes nações… que deveriam ser nações desenvolvidas, eles justificam a guerra. “Nós devemos ter armas para enfrentarmos uns aos outros.”

Mas todos vocês, cada um, são as mesmas pessoas do ponto de vista de Deus. Por que vocês estão lutando? Quando Deus lhes pergunta: “Por que vocês estão lutando? Qual é a necessidade?” “Por que não se sentam apropriadamente e escutam um ao outro?” “Sobre o que vocês estão lutando?” Vocês estão lutando por terras. A terra é do seu pai? Ela pertence a Deus. Deus criou esta terra.

Por que vocês estão lutando? Mas sua atenção é tal que imediatamente você pensa: “Oh, esta é a minha terra, esta é a minha pátria,” “esta é a minha terra natal, esta é a terra dos meus irmãos.” Mas e quanto a sua terra que está dentro de você? Ela não é sua. Então, se você continuar dizendo a essas pessoas… que nós não devemos ter guerra, elas não ouvirão. A Realização é a única maneira. Através da Realização, sua atenção fica mais elevada… e fica separada desse estrato de onde essas coisas borbulham. Vocês entendem Meu ponto de vista agora? O estrato vai mais alto, a atenção vai mais alto, fica em um estado mais elevado. E essas coisas que costumam trazer, pelo movimento do canal direito, você tem vikshepa, confusão.

Primeiro você tem confusão. Todo intelectual, por mais que ele seja brilhante, ele está confuso. E quanto mais confuso ele está, mais ele se afirma, porque ele está confuso, ele não tem certeza de si mesmo, então ele afirma: “Esse é o fato; esse é o fato.” Quero dizer, se é assim, por que você deveria afirmar isso? Mas ele continua afirmando: “Este é o fato.” Então entenda que agora ele está indo para o manicômio, sem dúvida. E a maneira como ele afirma e continua falando sobre isso, O tempo todo, isso significa que ele não tem certeza. Ele se torna uma personalidade possuída. Quando ele explica tudo através de seu intelecto: “Esse é o fato, isso está correto. Todos nós devemos fazer, isso é o que…”, ele convence muitos outros que estão confusos como ele.

Eles dependem dele, ele se torna um líder porque eles estão muito mais confusos… e eles encontram alguém que não está muito confuso externamente, eles ficam grudados nele e todos eles vão à guerra… ou a algum tipo de derramamento de sangue ou meio que eles querem ver sangue. Eles se tornam sem coração, impassíveis, sem compaixão, você pode dizer, pessoas sem compaixão, sem amor. O outro movimento é o lado azul, é como o luar azul. Então, por causa do romantismo, começa. Sentado ao luar. As ideias começam vindo de Lord Byron. E elas vêm em sua atenção, então torna-se uma paixão muito forte em você. Você pensa: “Oh, eu ainda sou, eu tenho que descobrir meus amores!” E você continua em busca de seus amores e isso e aquilo. Essas coisas não estão realmente dando alegria.

É por isso que tantos poemas foram escritos: “O amor é a coisa mais dolorosa, é pior que a morte”, e todos os tipos de poemas são escritos assim, então por que você entrou nisso? Quero dizer, já está escrito, livros e mais livros, ainda assim, por que você entra nisso? Você já está avisado sobre isso: “Não vá atrás do amor, o amor é a decepção, o amor é isso, aquilo,” “é muito temporário, é por pouco tempo que você consegue isso.” Por acaso, se alguém pudesse parar em um ponto… casando-se com alguém que é gentil o suficiente e perceber… que o amor e o casamento e todas essas coisas estão no centro, são como o fogo na cozinha, são como o fogo no templo, cuida dele e não exagera em algo sobre isso, então talvez isso possa ser utilizado. Da mesma forma, o movimento do canal direito da linha do sol. Se as pessoas pensam: “Sim, o sol é importante,” “nós temos de ter sol na casa”, mas você não deve ficar despido e insultar o sol e contrair câncer de pele. O sol não é para o câncer de pele. Mas se você exagerar, isso também é perigoso. Uma pessoa que se expõe demais ao planejamento… e fica fazendo aquilo e fazendo isso e fazendo tudo isso, pode acabar em dificuldades muito grandes. Portanto você tem de equilibrar esse lado também… e esse lado e você tem de estar no centro, no equilíbrio.

Agora essa palavra “equilíbrio” não existe no nosso dia-a-dia. Ela só existe na ficção ou pode estar na chamada pesquisa científica. Mas no que diz respeito aos seres humanos, eles não sabem o que é equilíbrio. Por causa disso, a atenção, embora depois da Realização se eleve, ainda nos canais, eles simplesmente decaem, deste lado ou daquele lado de acordo com seus vrittis. E quando essas identificações ainda atuam neles, eles são propensos a decair novamente em sua atenção… e novamente começar a borbulhar a mesma coisa que eles tinham. Agora nós temos de nos tornar mais leves na própria mente… e devemos pensar: “Nós abandonamos tudo isso agora, por que estamos lá?” Devemos nos tornar mais leves com toda essa carga fluindo para fora, porque vocês estão aqui para elevar sua atenção cada vez mais alto, de modo que vocês cheguem a um ponto… onde vocês se tornam um com a atenção de Deus. A sua atenção já está brilhando, porque através de sua atenção, você pode ver o que está errado em você, você pode ver o que está errado nos outros… e você pode ver até que ponto você está indo consigo mesmo. Mas o progresso é retardado, porque você não sabe que essa atenção… é a forma pura e tudo que você obtém dentro dessa atenção… é uma coisa mítica, é um mito. Se você largar esse mito gradualmente, trate tudo como um mito… e não dependa de se tornar infeliz ou feliz, apenas observando a coisa, sua atenção alçará um voo… e estará em um nível muito mais elevado, residindo lá.

Em vez disso, em cada momento você vai por este caminho ou por aquele caminho, isso continua assim e o movimento para cima é muito menor. Mesmo no Sattvoguna, quando você se eleva, você pode ir muito pior nessa condição também. Por exemplo, se você disser: “Estou tentando ser Sattwoguni.” Em Sattwoguni é que você começa a ver tudo, discriminando através de sua compreensão, não através de vibrações, através da compreensão: “Oh! Nós não devemos de uma forma ou do outro tirar nossa atenção daqui?” “Não devemos abandonar isso?” “Devemos ser caridosos?” “Devemos ir e servir o povo?” Há pessoas que pensam: “Nós iremos fazer algo grande”, como seu Exército da Salvação. Deixem que eles sejam salvos por eles mesmos.

Eu não sei que salvação eles irão fazer. Então essas ideias – ideias, estou dizendo – de Sattvoguna, também podem imobilizá-lo e podem realmente congelá-lo de uma vez por todas, e isso também pode trabalhar em você de uma maneira tão furtiva, podemos dizer, de uma maneira tão secreta que você não sentirá isso. Todas essas ideias de ajudar os outros, ser caridoso, “Vamos ter uma associação de caridade! “, acabou-se. Uma vez que você trabalhe em uma associação de caridade, sua atenção é liquidada lá. Mas se sua atenção vai mais alto, por exemplo, minha atenção é: não sou nada além de caridade. Quero dizer, o que Eu sou? Ela apenas flui. Você simplesmente se torna a caridade. Então a diferença entre… uma pessoa que é realizada e uma que não é realizada é esta: a atenção que estava propiciando mito como realidade para você… acabou agora, ela foi mais elevado.

Ela pode ver que é mito. A atenção pode ver claramente que é mito… e você pode ver isso você mesmo e você pode se afastar deles. Nisso, é claro, Eu tenho de lhes dar um empurrão, sem dúvida, e Eu estou trabalhando duro nisso para lhes dar um empurrão. Mas vocês também devem saber que as coisas míticas devem ser abandonadas, caso contrário, vocês não crescerão. Todas as coisas míticas devem ser abandonadas. E a melhor maneira de fazer isso é estar em consciência sem pensamentos, porque assim que você transcender essas três gunas, você se torna consciente sem pensamentos. Você tem de atravessar o Agnya. Uma vez que você atravesse o Agnya, essas três gunas, sem dúvida, você entra em um estado onde você é gunateet, você está além das gunas. Então você não faz nada deliberadamente, mas isso simplesmente funciona. Mas a análise é uma das doenças do Ocidente.

O que você está analisando? O que você está analisando? Você se pergunta. Eu fico com vontade de rir de toda a análise que acontece. Eles se sentarão, tirarão um cabelo, dividirão o cabelo em cem. E grandes analisadores ficam sentados lá. Eles não podem sequer dizer como os cromossomos… têm essa ação de fuso… e, quero dizer, a esse nível minúsculo as coisas são trabalhadas. Eles não podem dizer como uma célula se divide. O que eles estão analisando sentados aqui? Agora, eles analisaram com um propósito, também feito por Deus.

Através da análise deles, agora Minhas coisas estão gravadas. Através da análises deles, Eu posso ir para a TV, se eles Me permitirem em algum momento, por causa da análise, não se encaixa em Mim, eles não permitirão, eles não podem, isso pode ser acelerado. Mas digamos, por exemplo, se vocês não tivessem descoberto essas coisas, por exemplo, pegue isso assim, e a ciência não fosse descoberta, a atenção de vocês teria estado pelo menos melhor. Por causa da ciência, a atenção de vocês também está muito confusa. Então Eu não sei quem elogiar, se a ciência ou o estado primitivo. Quando você se levantou para a ciência também, você chegou a outro extremo, como de costume. Até você queimar sua atenção completamente, você não está satisfeito. Quero dizer, se vocês tivessem mantido o seu equilíbrio na ciência também, isso teria ajudado, mas o equilíbrio foi perdido lá. Dê qualquer coisa aos seres humanos e eles sabem como fazer o pior com isso. Eles irão ao extremo.

Você lhes dá um cavalo, eles não podem ir… em um trote comum ou galopando, eles devem ter um galope duplo, até que eles caiam e morram. Em tudo, eles estão apenas correndo o tempo todo. Então a primeira coisa que é necessária é se estabilizar… e dizer a si mesmo: “Agora todas essas coisas míticas,” “eu não permitirei virem à minha atenção.” Todas essas coisas não são nada além de mitos. Mas vocês ficam dando muita importância aos mitos. Vocês os estão levando muito a sério. Eles são apenas míticos. Agora, quero dizer, quando você é realizado, agora você ri das pessoas… que simplesmente enlouquecem em, digamos, uma noite de lua. Tudo bem? Mas pergunte ao sujeito que está fazendo isso, ele dirá: “Você é cruel, você não tem sentimentos.”

Ele lhe mostrará uma grande poesia com isso. Vá e veja qualquer uma dessas pessoas arrogantes que se acham superiores, que estão no comando dos negócios, e você sentirá vontade de rir deles. Mas eles pensarão: “Vocês são inúteis, vocês não estão fazendo nenhum trabalho,” “vocês são imprestáveis, você são apenas gastadores.” Então agora para vocês, porque vocês estão iluminados agora, devem entender… que nossa atenção tem de se mover cada vez mais alto, em um espaço mais elevado. Agora, na verdade, o que aconteceu na Realização? Sua Kundalini se elevou e aflorou… exatamente como, você pode dizer, um pequeno cabelo fino, um cabelo, e rompeu seu Sahasrara, e agora a Graça está fluindo em você. Mas é um movimento muito pequeno que ocorreu, é claro, é um movimento muito difícil, sem dúvida, mas ocorreu. Agora vocês não têm se expandido assim. Seus chakras só estão perfurados no centro, mas o resto da atenção ainda está intacta. Na verdade, isso está tão intacto que você nem mesmo sente que isso está perfurado.

Agora você tem de expandir isso, abrir isso, de modo que mais fios da Kundalini possam se elevar… e sua atenção, que está nesses centros, se expanda. Pela expansão, Ela expulsa tudo que é mítico nos canais. Em cada centro, nós temos nossa atenção… que está sendo iluminada no centro através dessa luz passando. Mas a luz é muito pequena para a escuridão que você juntou. Especialmente para as pessoas do Ocidente, Eu diria, suas confusões, vocês devem se livrar delas. Mas vocês ainda se identificam. Porque se Eu lhes perguntar alguma coisa: “Como você está?” Significa o quê? Significa que você ainda está confuso. Tudo bem?

A confusão deve ir embora. Uma confusão estava lá: “Isso é a Realização ou não?” Eu espero que isso tenha acabado agora em vocês. Pelo menos agora vocês acreditam que é a Realização do Si. Eu tinha de dizer às pessoas: “Não, vocês têm a Realização do Si agora, vocês são.” Ainda assim, eles pulavam como uma caixa de supresas. Eles diziam: “Não, nós não somos, Mãe!” “Como a Senhora diz que isso é a Realização?” “Esperamos isso com a Realização e aquilo com a Realização,” “nós estaremos voando para fora da porta se somos Realizados”, ou algo insensato assim. Graças a Deus, essas ideias desapareceram.

Mas quando nós somos Realizados, há luz que entra em nós, nós temos de cultivá-la apenas separando nossa atenção dos mitos. É tudo mítico. Eu também brinco com vocês, porque a menos e até que vocês tenham certeza, Eu não irei lhes dar uma ideia errada sobre vocês. Eu quero ver até onde sua atenção ainda está se movendo, e Eu sei que você ainda não tem certeza, você ainda não tem certeza de si mesmo, é por isso que a confiança não existe. Antes de tudo, você tem de aprender a dirigir, então você é testado. Haverá cinco pedras juntas, a distância será somente para que um carro mal consiga passar… e o sujeito dirá: “Faça em zigue-zague.” E você não pode fazer isso. Por quê? É desse modo que ele o torna um mestre. O domínio de sua atenção… virá quando você começar a ver que é tudo um mito que o perturba.

É tudo um mito que o perturba. Simplesmente jogue isso fora. Simplesmente jogue fora e entenda que você é a atenção eterna, que você é a vida eterna, que a única coisa que o mantém longe disso é a ignorância, e a ignorância é muito simples de entender: você aceitou o mito como verdade. Apenas abandone isso. É tudo mito. Você ficará surpreso ao ver como sua atenção se elevará… e você verá todas essas coisas insensatas… que o assustavam ou o enchiam de orgulho… desaparecerão e você apenas sorrirá para isso. E somente então você desfrutará de si mesmo totalmente, porque sua atenção ficará completamente encharcado na felicidade do Si. Eu estou lhe dizendo que você será, Eu digo que você… já está encharcado nessa felicidade. Conserve isso. Agora, como fazer isso?

Na verdade, em toda vida diária, como matar a memória do passado? Matar a memória do passado é ter novas memórias. Você deve se lembrar de quando você teve sua Realização, sempre pense nisso. Sempre que alguma memória assim vier em você, tente pensar como você obteve sua Realização. Qualquer memória que seja problemática ou mesmo a chamada exaltação, apenas tente lembrar como a Realização chegou a você. Quando você se sentir agressivo sobre algo ou com raiva de algo, apenas tente lembrar como você sentiu a alegria da entrega. Apenas pense nessa alegria da entrega, de se dissolver. Portanto as novas memórias devem ser construídas. Se você começar a construir novas memórias, então você começará a juntar momentos… para estabelecer outros momentos que têm essas memórias. Como uma memória de quando você tentou ajudar alguém, você elevou a Kundalini de alguém.

Agora o problema seria quando você estiver elevando a Kundalini dos outros, você estará em consciência sem pensamentos, não haverá nenhum pensamento, e o pensamento é a única coisa que impressiona. Mas nesse momento, você pode registrar a alegria de levantar a Kundalini. Se você puder registrar a alegria de elevar a Kundalini dos outros, você sentirá que uma nova riqueza… desses belos momentos será acumulada. E todos aqueles momentos que estavam lhe causando confusão… ou medo ou a chamada infelicidade e felicidade desaparecerão… e a alegria pura permanecerá, porque agora a maioria das experiências que você teve são mais de alegria. A alegria não tem pensamentos. É apenas uma experiência, um pratyaksha. É por isso que Eu lhes disse: “Mantenham seus olhos abertos.” Eu espero que entendam o que Eu quero dizer com isso. Que Deus abençoe todos vocês. [N.T: Meditação e perguntas dos yogis] Vamos meditar hoje.

Talvez essa meditação nos ajude. Por favor, fechem seus olhos. [pausa na gravação] …todos vocês, essas coisas, coloquem no fogo. Douglas, pegue estas duas, estas coisas, e leve-as para o fogo. [pausa na gravação] …ou sem prestar atenção aqui ou ali ou sem se preocupar. Preocupação e todas essas coisas são vikshepas, todas são confusões, surgem da confusão. Vocês souberam sobre Mim que Eu posso sentar por nove horas em uma pose. Quero dizer, Eu fiz isso, mas Eu posso fazer ainda mais. Então é preciso desenvolver um baithak, é uma postura sentada, por algum tempo. Vocês devem se acomodar em alguma posição.

Tudo bem? Devem tentar fazer isso, e seja o que for necessário para isso deve ser feito, porque essa é a única maneira com a qual você pode fazê-lo. Se você estiver andando, sua atenção ainda estará se movendo por aí. De qualquer forma, se há um movimento, então o tempo, o espaço e tudo entram em ação. Mas se você pode se acomodar, se você pode ter um lugar onde você pode se sentar… E é por isso que a fotografia ajuda. Se você pode olhar para a fotografia continuamente, com olhos relaxados, não o tempo todo olhando fixamente, mas com olhos relaxados. Você pode fechar os olhos com respeito, novamente você pode abrir os olhos. Com essa acomodação da posição, você ficará surpreso ao ver como sua atenção gradualmente se elevará, você a sentirá. Nesse instante, todos vocês estão em consciência sem pensamentos, então entrem em meditação. Tudo bem, se vocês não conseguem se sentar, vocês podem pegar um assento, embaixo.

Mas como Eu disse, as roupas devem ser um pouco mais leves. Coloquem suas mãos em Minha direção. Vocês têm de se sentar por cerca de cinco minutos. Eu não os farei ficar muito. Mas Eu espero que desenvolvam da próxima vez sua forma de sentar. Mão direita no coração, Eu acho que ajudará. Mão direita no coração. Agora façam isso com seu coração. Façam isso com seu coração. Mão direita no coração.

Pensem interiormente: “Eu sou a vida eterna, eu sou o Espírito.” Soltem a respiração. Segurem a respiração. Façam isso. Desta vez, quando prenderem a sua respiração, vocês devem saber… que Eu sou a Mãe do Universo e a personalidade mais poderosa. E Eu sou a sua Mãe e todos vocês estão protegidos. Segurem a respiração. Haa! Soltem a respiração. Bom.

Vocês ainda são crianças, Eu devo dizer. Vocês não sabem que Eu sou muito poderosa? Eu tenho de lhes dizer? Até mesmo as crianças pequenas sabem disso. Tudo bem? Relaxem. Vamos ter um pouco de música e algo assim. Agora, alguma pergunta em algum lugar? Eu tenho uma pergunta. A Senhora poderia explicar a diferença entre alegria e felicidade?

  • Alegria e? – Alegria e felicidade. Muito simples. A alegria não tem uma coisa dupla como felicidade e infelicidade. A alegria é singular, absoluta. É absoluta. É sem pensamento. É a concretização. A felicidade é sempre sombreada pela infelicidade, é a moeda cunhada, as duas faces de uma moeda. A felicidade será seguida pela infelicidade, a infelicidade pela felicidade.

É uma terminologia relativa. Mas a alegria é absoluta, absoluta. Ela está além do pensamento. É beatitude. Yogi: É mais como contentamento. Contentamento ainda pode ser relativo. Mas é tudo isso em um. A alegria é onde você não pede nada, nunca mais, você apenas está lá. Ela só emite então. Apenas emite.

Você não quer nada, simplesmente continua transbordando. Não tem nada a ver com sua racionalidade, não pode ser percebida através de sua racionalidade. Ela está além, você só a sente. Jeremy? Yogi: Por que sonhamos? – Hã? – O que nos faz sonhar? Sonhos? Agora, os sonhos são, vejam, há três estágios de nossa consciência da maneira normal, não o quarto, agora vocês estão no quarto estado, mas normalmente há três estágios. E o terceiro estágio é chamado de shushupti, onde você fica em um estágio onde você está dormindo profundamente.

Nesse momento, você entra em contato com o Inconsciente. O Inconsciente, na verdade, entra em sua atenção, e você começa a obter informação a partir disso. Mas alguém que ainda não é realizado… ainda não está muito despertado nesse estado, no sentido de que… seja o que for que ele registre fica novamente nublado… quando ele está voltando através desses estágios de… ele vem através de áreas subconscientes, muitas áreas, nós podemos dizer, de modo que ele sai de todas as áreas subconscientes… que ele tem dentro dele e das áreas supraconscientes dentro dele, e então ele volta à mente consciente. Então, muitas coisas nublam isso, como se cobrissem isso. Então a interpretação ou mesmo a memória do sonho poderia ser bastante confusa. Mas depois da Realização, você atinge ainda mais fundo porque você entra no Inconsciente. Não que o Inconsciente tenha de fazer alguma coisa, mas você entra no Inconsciente. Sua atenção entra na atenção e ela registra o que ela vê. Quanto mais você se tornar Realizado, o estado dos sonhos desaparecerá. Por exemplo, Eu nunca sonho.

Na verdade, Eu estou em sonho. Eu nunca sonho no sentido de que quando Eu estou sonhando, assim chamado, na verdade, Eu estou lá trabalhando isso. E posso verificar com outros: “Eu estava naquele tempo com você.” Ele diz: “Sim, isso aconteceu.” Portanto, é um estado diferente da mente. Mas na verdade isso acontece, você nunca tem um sonho, você está sempre na realidade. Mas isso é uma coisa diferente. Mas pelo menos… o que você gravar nisso proveniente do Inconsciente, pelo menos deve ser seu. Mas a maioria dos sonhos das pessoas são nublados, então o sonho não tem muito significado. Mas com a Sahaja Yoga, você é tão iluminado que… em seus sonhos também, você vê o que o Inconsciente tem de dizer na verdade.

O que não é confuso, o que não está nublado, que está absolutamente com isso, você está despertado. Quero dizer, por exemplo, você pode Me ver, muitas vezes, em sonhos. E você receberá sugestões de Mim. Quero dizer, Eu trabalho através de sonhos somente, através do Inconsciente. Mas algumas pessoas sempre dirão: “Oh, eu vi a Senhora em algum lugar.” “Eu tenho visto a Senhora muitas vezes, eu não sei onde vi.” “A Senhora estava em Nova York?” Eu disse: “Não”. “Então, onde eu vi a Senhora?” Eles me viram no sono deles.

Mas eles não conseguem conectar que foi no sono que eles Me viram. Eles não são pessoas Realizadas, mas eles Me viram. Yogini: A Senhora pode dar a Realização às pessoas no sono delas? Não. Não, Eu não posso. Eu nem mesmo quero dar a Realização às pessoas… quando eles não estão diante de Mim ou de minha fotografia ou dos Sahaja Yogis. Não deveria ser assim, porque o reconhecimento é o único ponto… na Sahaja Yoga. A Sahaja Yoga moderna só dará certo se vocês Me reconhecerem. Se vocês não me reconhecerem, não dará certo. Essa é a única maneira.

Essa é a única chave. Porque até agora vocês nunca reconheceram. Somente no reconhecimento, todas as suas coisas do passado serão perdoadas, tudo será feito. Mas se você se recusar a Me reconhecer… ou for devagar com isso, seu progresso será lento. O que Eu lhes disse francamente. Embora seja um trabalho embaraçoso, mas Eu tenho de lhes dizer. Isso é um fato. Então, no sonho, você não pode dar a Realização. Mas no sonho, você pode ver a situação em que estará dando, como você deve dar. Soluções serão sugeridas a você, como abordar uma determinada pessoa.

Mas você não pode dar a Realização a ninguém. Eles têm de saber que eles obtiveram a Realização através de Mataji Nirmala Devi. Na realidade, quando você lhes dá a Realização, eles não têm nenhum valor. Se eles não Me conhecerem, eles não terão nenhum valor. Mas ainda assim Eu sugeriria que não se deve ficar analisando os sonhos demais. Novamente o mesmo problema começará. Porque Eu sei que Jung e todas essas pessoas fizeram isso. Mas tudo bem naquele estágio, porque eles não eram pessoas Realizadas, ou eles eram Realizados de uma maneira muito confusa, no sentido de que eles não estavam certos de si mesmos. Mas não continuem se preocupando tanto com sonhos. Os sonhos estão vindo a vocês para lhes dar uma solução de um problema.

O Inconsciente está os ajudando nos sonhos. Por exemplo, quando Eu vou para a Índia, a maioria deles sonha que a Mãe está vindo. Quero dizer, age como televisão. Yogi: Eu sonhei com a Senhora depois da primeira vez que vim aqui. Depois que você veio aqui? Não antes? Mas há pessoas que vieram até Mim porque elas sonharam Comigo também. Agora, isso é uma coisa boa. Sonhar Comigo significa que você foi muito profundo. A verificação entra em ação.

Yogi: Quando eu estava aqui, a Senhora colocou Sua mão sobre este olho, quando eu sonhei com isso, era como se algo fosse tirado dele, como um cristal. E caiu no chão e meio que cresceu pernas e fugiu. Yogi: Eu sofria de dores de cabeça e desde então eu não sofro. Vejam! Isso é verdade. Isso é verdade. Quero dizer, na verdade é feito assim. Eu vou lhe contar um exemplo, um exemplo muito concreto disso. Um homem que costumava vir à Sahaja Yoga e estava muito profundo nela. Um dia, ele estava – Alguns dos discípulos de Rajneesh queriam meio que prejudicá-lo.

Então eles ligaram para ele e disseram: “Nós vamos lhe oferecer um paan (folha)”, que nós comemos e tudo mais. E eles realmente o hipnotizaram e deram-lhe um paan, ele comeu o paan e tudo mais. Isso foi depois do programa, por volta de 10:30, ele comeu o paan, e ele entrou nas áreas subconscientes dele. Mas ele estava voltando à consciência pouco, e então eles o levaram no táxi e bateram nele. Mas eles não conseguiam bater. Ele podia ver que eles vinham e batiam nele e suas mãos foram seguradas por alguém. Não podia sentir o espancamento nele de forma alguma. E ele ficava consciente, novamente inconsciente, e então ele ficou totalmente consciente. Ele os viu batendo nele e eles estavam recebendo a dor… como se fossem espancados, mas ele não foi espancado. E então eles o deixaram em um lugar… e então eles tiraram sua corrente, corrente de ouro, e ele tinha um anel… de um rubi verdadeiro em seus dedos, eles tiraram tudo isso, e eles o deixaram em um lugar em algum lugar.

E ele caminhou todo o caminho de lá até sua casa. Então, Eu vi tudo isso acontecendo com ele… e que Eu fiquei tentando esbofetear, bater naquelas pessoas e tudo mais. Eu vi tudo aquilo, Eu estava fazendo aquilo. Então, de manhã cedo, Eu Me levantei, por volta das 6:00 e telefonei para casa dele… e Eu disse: “Como ele está agora?” Sua esposa disse: “Ele chegou muito tarde.” Quero dizer, ele chegou realmente de manhã por volta das 5:00. “E agora ele está dormindo”. Eu disse: “Deixe-o dormir.” “Ele passou por maus momentos na noite passada,” “e ele sofreu muito e essas pessoas de Rajneesh o perturbaram muito”, Eu disse a ela. Ela ficou muito surpresa, ela não sabia todas essas coisas.

Quando ele se levantou, ela perguntou: “Onde você foi?” E ele contou toda a história sobre isso. Então ele telefonou para Mim e disse: “Mãe, você estava lá para me salvar.” Eu disse: “Tudo bem”. Eu disse a ele, mas normalmente Eu não lhes digo. Mas naquele dia, Eu só queria descobrir. Então ele disse: “Eu perdi meu anel que me foi dado pelo meu pai…” “e eu realmente estou triste com isso.” Então Eu disse: “Tudo bem, você vai encontrá-lo.” “Ambas as coisas você vai conseguir.” E quando ele estava descendo a escada, ele encontrou uma espécie de pacote vermelho deixado lá.

E sua esposa disse: “Para que esse pacote vermelho está aqui?” Então ele pegou. Dentro estava o anel e dentro estava sua corrente. Então ele imediatamente telefonou para Mim, “Mãe, eu encontrei as duas coisas, como a Senhora conseguiu fazer isso?” Isso pode ser feito. Então tudo aquilo foi feito para eles, porque pode-se resolver isso. Pode acontecer assim. Mas… você deve saber que tudo é feito através do poder de Brahma. Esse é o brilho da Adi Shakti. Tudo é feito através disso.

O resto é tudo mito. Se você não tem medo do mito e se você não reconhece o mito, você está acima dele. Mas você ainda o reconhece, esse é o problema. Yogi: Se você é um cientista, digamos, a Senhora está dizendo que não se deve continuar o trabalho científico? Não, não, não. Se você é um cientista, veja, você é um cientista. então, depois da Realização, o que você deve fazer é trazer… a ciência e a Realização juntos. Você pode explicar ciência e a Realização juntos. Você tem de explicar a Realização através do método científico. Este deve ser o seu esforço, uma nova direção, porque você descobriu que você é realizado, você descobriu que existe o Poder Onipresente.

Se você conseguir colocar isso na linguagem científica, você pode falar com eles. Assim esse conhecimento não é desperdiçado. Supondo que você seja um geólogo, você pode explicar muitas coisas de geologia… que você não explicou até agora através da Realização. Então você propicia, na verdade, a concretização da própria ciência. Há tantas perguntas que eles não podem responder. Cada coisa, política, tudo, por que falhou? O que aconteceu? Qual é a razão? Tudo pode ser explicado através da ciência da Sahaja Yoga. Tudo.

Por que isso funciona? Por que isso não funciona? Qual é a situação? Qual é a falha? Tudo pode ser explicado. O comportamento humano, tudo. Então use seu conhecimento para iluminar o conhecimento… que está coberto de ignorância. Por exemplo, vejam agora, vocês criaram filmes, cinemas, isso, aquilo. Usem isso para a Sahaja Yoga. Como podem usar isso para a Sahaja Yoga?

Devem tentar descobrir maneiras e métodos. Supondo que você seja um dramaturgo, use esse drama. Faça uma peça teatral sobre a Sahaja Yoga. Coloque sua mente nisso e você pode fazê-lo. Por exemplo, supondo que alguém esteja fazendo um curso de jornalismo, então ele deve usar seu jornalismo para propagar a Sahaja Yoga. Você deve tentar descobrir na geologia também, ou em qualquer assunto, seja qual for, a luz da Sahaja Yoga está sendo perdida até agora pelos cientistas, pelos geólogos, pelos psicólogos, por todos, porque é tudo uma ciência que é isolada, que está na escuridão, que não tem nenhuma conexão com o todo. Agora você vê que seu fogo está aqui, certo? Agora, quando Eu coloco Minha mão lá, o que acontece é que este fogo é iluminado. Esse poder suga de você ou de qualquer um de vocês que são Almas Realizadas, o que quer que esteja dentro de vocês que possa ser queimado pelo fogo, e queima-o. Este fogo você analisou na ignorância, mas agora você está iluminado.

Eu dei a Realização na Índia… a alguns cientistas que estavam trabalhando na agricultura. Eles começaram a usar vibrações para a agricultura… e eles ficaram surpresos ao ver que eles poderiam produzir dez vezes mais. Você pode ver a diferença entre os tipos de coisas que estão sendo produzidas… e eles estão fazendo um enorme trabalho sobre isso. Eles publicar artigos e coisas assim e estão fazendo isso. Você também pode ver como as vibrações trabalham, digamos, em um núcleo de um átomo. Eles serão operados através de mesotrons. Se você vir isso, os mesotrons reagirão imediatamente a ele, porque… eles são arbitrários e você ficará surpreso ao ver que você pode lidar com eles… e manobrá-los através de suas vibrações, se você observá-los sob o microscópio. Se você quiser entrar nele, você pode entrar nele, porque antes de tudo você tem de convencer essas pessoas horríveis… sobre o que mais poderia ser e abandonar todo o resto… e apenas aceitar isso, estar dentro disso. Nós estamos curando pessoas sem nenhuma ciência conosco. Nós estamos curando pessoas loucas sem nenhuma ciência.

Afinal, tudo é para aprimoramento dos seres humanos. Nós estamos melhorando a questão alimentar. Nós estamos melhorando até mesmo a questão material, todo mundo obteve melhoramento, quero dizer, o Lakshmi Tattwa está melhorando neles. Todas essas coisas podem ser feitas. E os cientistas podem mostrar que a ciência levada ao extremo… pode levar à destruição, que não está relacionada com o todo. Se você se mover em uma direção, um movimento linear, ele apenas enrola de volta e volta para você. Mas se você está relacionado ao todo, então você sabe como equilibrar isso, caso contrário, o nariz começa a crescer ou as orelhas começam a crescer, é maligno. O crescimento da ciência, da ciência moderna, é maligno. Mesmo na Terra, se parte da Terra começar a crescer, por exemplo, de um lado, todo a harmonia e o equilíbrio desaparecerão da Terra, não é? Se você observar a natureza em sua verdadeira completude, então você verá que há tamanho equilíbrio ocorrendo.

A ciência somente se move como um cavalo cego em uma direção. De que adianta? Então você vai para o átomo e do átomo… você vai para a energia atômica e de lá para a parte de destruição. Mas se vocês tivessem se mantidos fiéis à verdade e ao completo, então você não teria ido tão longe assim. Tudo bem, isso é útil para nós, use-o. A análise os destrói, destrói todo o nosso caráter, tudo. Se você começar a se analisar, você será destruído. Torne-se como um todo. Há pessoas que Eu conheço que Me analisam também. Esses tolos estúpidos que Eu tenho visto.

Sim, há. É tão fantástico, a maneira como os seres humanos vão por aí… com o pequeno cérebro deles. Qualquer coisa eles não conseguem explicar na Sahaja Yoga. Quando vocês têm a ciência superior para descobrir, esqueçam as ciências inferiores. Então quando você era um sapo, você só estava preocupado com o poço onde você viveu, mas agora, hoje você é um ser humano, você está preocupado com outras coisas. Se você se tornar um super ser humano, você deveria se preocupar com ciências superiores. Agora, o que vocês conseguiram através da ciência? Nós podemos alcançar em um segundo através da Sahaja Yoga. Seu bem-estar material, em um segundo, nós podemos melhorá-lo. Se você obtiver sua Realização, materialmente você estará em melhor situação.

A maioria das pessoas que eles declaram em coma e mortas… ou loucas e casos perdidos, eles não foram capazes de curar nenhum louco, seja qual for. Uma vez que ele vá ao manicômio, ele só sai como um cadáver. Ele nunca volta como uma pessoa sã. O que sua ciência conseguiu até agora? E de que maneira? Leve para qualquer coisa: problemas políticos, qualquer coisa. Você tenta ter política, digamos, democracia, você criou “demoniocracia”. Você queria ter comunismo, ele não é nada além de matar todo mundo. Tudo é um estado de confusão e caos. Olá!

Como você está? Vem para cá, venha para cá. Seu pai chegou? Onde ele está? – Criança: Lá dentro. – Oh, Eu entendo. Sente-se, sente-se, sente-se. Bom. Agora alguma outra pergunta? Devemos ter alguma música?

Yogi: Mãe, qual é o verdadeiro significado do Seu nome ‘Shri Bhagawati’? Eu vi várias traduções diferentes do nome. Veja, Yogi: totalmente diferente uma da outra. ‘Bh’ ‘ga’. “Bhaga” significa seis coisas juntas. São os seis atributos de Deus, e Bhagawati é o Poder de Deus, é por isso que Ela é chamada assim. Os seis atributos básicos de Deus. Primeiro é inocência, o segundo é criatividade, o terceiro é… paternidade, você pode dizer, mas é aquele que nutre. Se você colocar o jardineiro e a Mãe Terra juntos, então qual é a qualidade deles? É a nutrição para crescer, cuidar, chamado de “palanhaar”.

Em inglês deve ser uma palavra em algum lugar. O ‘Patrono’? Mas “patrono” não significa tudo isso, não é? Yogi: Atividade rural? Atividade rural. “Atividade rural” é uma palavra estranha. Algo assim. ‘Paternal’ Mas isso também é maternal. Yogini: Guardião? Guardião só está no controle.

Todas essas coisas juntas são “palanhaar”. Yogi: Sustentador. Sustento também está lá. Mas a bondade, o controle, o cuidado, o joio. Todas as belezas disso e o prazer de ver sua criação. O crescimento. Aquele que torna nosso crescimento possível. Então Ele é Todo-Poderoso. Todo-Poderoso. Ninguém é mais poderoso do que Ele.

Ele é o mais poderoso. E Ele abrange tudo. Ele é Onipresente e Ele sabe tudo, Sarvarupa. Ele sabe tudo, Onisciente. Este é “Bhaga”. E Bhagawati é o Poder de Deus. Sem Bhagawati, Deus não tem sentido. É como a lua e o luar, é como o sol e a luz solar. Você não pode diferenciar. Eles são apenas um e o mesmo.

Yogi: É Bhagawati Adi Shakti, então? Adi Shakti é o mesmo que Bhagawati. Ela é chamada por muitos nomes. Um deles é Nirmala também.