5o Dia do Navaratri, Qual é o seu destino?

Pune (India)

1988-10-15 Navaratri Celebrations 5th Night Pune NITL HD, 17' Download subtitles: EN,FR,PTView subtitles:
Download video (standard quality): Listen on Soundcloud: Transcribe/Translate oTranscribe

Feedback
Share

Dia do Navaratri, Qual é o seu destino?, Pune, India, 15-10-1988

Sant Eknath vem de Pratishthana. Pratishthana é chamado de Paithan. E foi ele quem compôs este “Jogawa”, que significa Yoga… e naquela época, ele a cantava em uma língua da aldeia… e ela é cantada por muitas pessoas por todo o Maharastra. Vocês podem imaginar que essa música foi escrita há tantos anos? Agora eles a converteram em uma espécie de – quero dizer para a Sahaja Yoga, mas é muito – e na verdade, está descrito com precisão o que eles queriam naquela época. [Marathi] Agora, no começo ele diz: a Deusa de Maharasthra foi chamada de “Baya”. Vocês ficarão surpresos, na Minha infância, Meu nome era Baya. Eles costumavam Me chamar em Minha família de Baya. Então, ele está dizendo: “Eu pedirei à Mãe para me dar a Yoga”. Nas aldeias, isso é dito, “Jogawa”. Novamente, ele diz “Aicha Jogawa”, significa o “jogawa” da Deusa Baya, e ele está pedindo o “jogawa”.

Agora, “Anadi nirguni”, Aquela que é primordial, “Adi”, além da guna, é Aquela que não tem gunas… que se manifestou como “Bhawani” nesta Terra. E Ela veio para matar esse Mahishasura. Além disso, Ela veio, “Prividh. Tapanzi Karavaya Zharani”. Cinco tipos de dores. Somente demônios. Dores de aquecimento. Três tipos de dores de aquecimento. “E agora Ela virá para o nosso Nirvana”, ele disse naquela época. Ele diz: “O que eu farei quando Ela vier para o meu Nirvana?”

“Eu obtive esse dvaita.” Significa: “Eu estou pensando em mim mesmo separado de Deus.” Dvaita é isto: você pensa que este mundo é separado de Deus. “Quando nós pensamos que é dessa maneira, que nós somos todos um só com Deus,” “então eu removerei esse dvaita e colocarei uma guirlanda Nela,” “eu colocarei uma guirlanda Nela e na minha mão,” “eu levarei a bandeira do conhecimento iluminado.” Já está descrito nisto. “E sem qualquer discriminação de casta, religião ou qualquer coisa,” “eu irei visitá-La “. “Então o que eu vou fazer?” “Por nove dias, eu farei nove tipos de bhakti desta Deusa.” “E então eu abandonarei todas as outras perguntas ou qualquer coisa,” “e pedirei um filho que é o conhecimento.” “Então o que eu vou fazer?”

O canto de uma senhora, ele canta como uma senhora. Então, ele diz: “Este mundo está cheio de ego”. O dambha é o falso orgulho. “Então, eu abandonarei esse tipo de filho mau”. É um filho mau. “E o que vou fazer no paradi?” É o lugar em que você leva flores para Deus. “Então, naquele paradi (cesto), eu colocarei…” “o conhecimento iluminado completo.” “E todo o Asha manishanchya”, significa todos os desejos… e todas as aspirações, “Eu acabarei com eles.” [Marathi] “Quebrá-los.”

“Quebrá-los completamente”. “Mano vikara karin. Kurvandi”. “E todos os meus mano vikaras”, toda a mente que é muito condicionada, [Marathi] “Então, eu a tirarei e a esbofetearei.” “Amrut rasachi bharin mi duradi”. ‘Duradi’ é uma cesta. “Eu ficarei enchendo a cesta com Amrut rasa”, que é a ambrosia. “Ata sazani”. Ela está dizendo ao seu amigo: “Oh meu amigo, agora eu me tornei completamente desapegada,” nihsang, “e meu marido que estava em dúvida, que estava em dúvida,” “meu marido que estava em duvida,” “eu desisti de morar com esse meu marido”, significa que a dúvida desapareceu de mim. E ela diz: “Kama e Krodha são dois mang,” são as pessoas da casta destinada a queimar os corpos.

“E eu os abandonei, e o que eu fiz? Eu fiz meu canal e abri meu túnel”, isto é, do Sushumna, vejam agora. “Eu pedi uma Yoga assim e guardei-a comigo.” “E quando eu a consegui, eu fui até a grande porta…” “e agradeci a Deus Todo-Poderoso,” “e agora eu saí desses problemas de vida e morte”. Naquela época, ele escreveu tudo isso e hoje vocês estão obtendo todos os resultados. Apenas isso, tão claro e a senhora cantando isso. Faça alguma promessa, algo sobre você mesmo e sobre os outros. Nós temos de nos lembrar de uma coisa grandiosa, que nós somos Yogis agora, que também somos Sahaja Yogis. E como Sahaja Yogis, nós temos de ser excelentes… em nosso comportamento, em nosso temperamento, em nosso relacionamento com os outros, em lidar com qualquer situação… ou obter alguma solução de alguns problemas. Vocês têm de ser equilibrados.

Agora, alguns de vocês descobrem que têm um cérebro muito bom. Quero dizer, são inteligentes, mas falta em vocês coração. Alguns de vocês têm um coração muito grande, mas falta em vocês inteligência. Então, o equilíbrio deve ser trazido. Mas o maior conhecimento, o maior de todos os maiores conhecimentos é… saber que Deus é Amor. Ele é Amor e se você não consegue amar nem mesmo um Sahaja Yogi, então você também deve saber que há algo muito errado com você, que deve acabar. O amor tem de estar presente. E esse amor é o que chamamos de “Nirvajya”, significa que não há interesse em vocês, apenas o patrimônio, significando que vocês se amam de tal maneira… que vocês apenas dão e não esperam nada. Apenas dão e a alegria de dar é a maior. Eu lhes digo a partir de Minha experiência.

Para Mim, a maior alegria é quando Eu posso dar a Realização. A segunda é quando Eu posso dar coisas. Ou a terceira poderia ser o que Eu posso fazer pelos outros. Assim agora, como vocês não são as pessoas que estão sentadas na parte que recebe, mas sim na parte que doa, vocês devem saber o que vocês têm dado aos outros. Pelo contrário, mesmo agora, se vocês apenas derem sua raiva, mostrarem sua ganância e todos os tipos de coisas… que não são apropriadas a um Sahaja Yogi, então vocês têm de saber que ainda há algo deixado para trás. Ou então, se vocês são muito meticulosos com coisas pequenas como roupas, como comida, como confortos, então saibam que há algo faltando, a personalidade não está plena. E lembre-se também de uma frase sempre, pergunte a si mesmo: “Eu cumpri o meu destino?”. Esta é uma pergunta que você deve fazer: “Eu cumpri meu destino?” E isso esclarecerá a situação para você, porque agora você é seu próprio guru, você sabe, você entende. Vocês sabem muito sobre a Sahaja Yoga, mentalmente.

Mas quando ela penetra em seu ser… e todo o conhecimento se torna uma parte integrante do seu ser, então é uma coisa muito diferente. Toda a atitude sobre enfrentar qualquer coisa… é muito diferente para uma alma realizada. Como Eu, Eu diria, se Eu vejo um problema, imediatamente Eu entro em meditação, imediatamente, e o problema é resolvido. Porque esse é o Meu poder. Da mesma forma, se vocês virem um problema e entrarem em meditação, o problema será resolvido por Mim. Isso significa que em meditação, vocês se entregam a Mim, então é o Meu trabalho. Mas se vocês começarem a resolvê-lo mentalmente ou oralmente, vocês cairão em armadilhas. A melhor coisa é: qualquer desses problemas que os incomodem, vocês devem apenas entrar em meditação, não precisam nem mesmo orar, apenas entrem em meditação com esse problema… e vocês sairão vitoriosos. Hoje vocês Me pediram a vitória, Eu tenho de lhes dizer que vocês estão muito seguros na fortaleza… do seu estado meditativo. E somente quando vocês estão em meditação, vocês podem crescer.

Vocês não podem crescer de outra forma. É como a luz do sol para qualquer árvore. Portanto, vocês têm de estar em meditação, em Nirvichara. Vocês não têm de se opor a ninguém, vocês não têm de agredir ninguém, vocês não têm de dizer nada. Especialmente para outros Sahaja Yogis, vocês não têm de se preocupar. Qualquer pessoa que vocês achem estranha, apenas entrem em meditação. E vocês ficarão surpresos ao ver como as coisas mudarão, esse é o seu poder. Quantas pessoas obtiveram a Realização neste mundo? Muito poucas. Elas estão crescendo, tudo bem, estão trabalhando isso.

Mas o que falta nelas é a Força Meditativa. A melhor maneira é se entregar. E a entrega é mais fácil. Apenas Me coloquem em seu coração o tempo todo, é a maneira mais simples. Depois vocês não conseguem viver sem isso. Vocês não conseguem existir sem isso. Vocês se sentem completamente perdidos. É um tipo de amor muito desapegado. Vocês apenas se sentem totalmente descansados, felizes e contentes. Então vocês não querem nada, vocês não precisam de nada.

Esse é o estado que devemos estabelecer. Isso é tão fácil para vocês, porque Eu estou aqui em pessoa. O único problema que existe, como Eu lhes disse, na Sahaja Yoga… é que vocês, antes de tudo, têm de Me reconhecer. Mas Me reconhecer é muito difícil, porque Eu sou Mahamaya. E então, normalmente, vocês podem entrar nessa confusão criada pela Mahamaya. Mas como Eu lhes disse outro dia, vocês não conseguiriam estar diante de Mim em Minhas outras formas. Imaginem uma pessoa com uma espada na mão sentada em um leão. Vocês não conseguiriam estar diante disso. Então, Eu tinha de ser Mahamaya. E isto é o que é: nesta forma, vocês podem chegar perto de Mim, vocês podem falar Comigo, vocês podem Me contar seus problemas, vocês também podem aceitar Meu conselho, se vocês quiserem.

Assim, esse aconselhamento pode ser feito melhor. Eu poderia decodificar tudo para vocês. Eu poderia contar tudo sobre isso. Mas saber que vocês estão sentados diante de Mahamaya, em si é muito útil. Portanto, não se percam nas vestes de Mahamaya. No protocolo de vocês, no seu entendimento, em tudo, vocês têm de lembrar: “Nós não devemos cometer erros”, ou “Nós devemos tentar nos entregar, sermos entregues.” Automaticamente, vocês aprenderão tudo, automaticamente. Não há nada a ser ensinado a vocês. Esse estado é tal, como uma árvore, quando ela chega ao seu florescimento total, ela dá flores. E a flor atinge sua própria maturidade, ela dá frutos.

É desse modo que vocês estão formados, é desse modo que vocês crescem. Quando isso acontece, vocês mesmos sentem o seu próprio crescimento e o desfrutam, e apenas vivem felizes com isso. Assim, no final das contas, Meu destino é um só: Eu devo tornar todos vocês muito felizes e alegres. Esse é o Meu destino. É por isso que toda essa luta continua. Eu espero ter cumprido Meu destino e o destino de vocês também. Que Deus os abençoe.