Gudi Padwa, Meditation in thoughtless awareness

New Delhi (India)


Send Feedback
Share

Gudi Padwa, Delhi, Índia, 30.03.1976

Nós não podemos meditar, nós só podemos estar em meditação. Quando dizemos que vamos meditar, isso não faz nenhum sentido. Nós temos de estar em meditação. Ou você está dentro da casa ou fora da casa. Você não pode estar dentro da casa e então dizer: “Agora estou fora da casa.” Ou quando você está fora da casa, você não pode dizer: “Eu estou dentro da casa.” Da mesma maneira, você está se movendo nas três dimensões de sua vida, do ser emocional, físico e mental. Você não está dentro de si mesmo. Mas quando você dentro disso, você está em consciência sem pensamentos. Então você não somente está lá, mas você está em todo lugar, porque esse é o lugar que é o ponto onde você realmente está no universal. A partir de lá, você está em contato com o Princípio, com a Shakti, com o Poder que permeia em cada partícula que é matéria, em cada pensamento que é emoção, em cada planejamento e pensamento do mundo inteiro.

Você permeia em todos os elementos que criaram esta bela Terra. Você permeia na Terra, você permeia no Akasha (o céu, o éter), no teja (luz), no som. Mas seu movimento é muito lento. Então você diz: “Eu estou meditando”, isso significa que você está se movendo em permeação com o Ser Universal. Mas você não está se movendo, você apenas está se descarregando para ficar livre do peso das coisas que não permitem que você se mova. Quando você está em meditação, você deve se permitir estar em consciência sem pensamentos. Lá, o próprio Inconsciente, o próprio Achetana, tomará conta de você. Você começará a se mover com a força de Achetana. O Inconsciente irá realizar isso. Ela vai levá-lo lá, onde Ele quer que você vá.

Mantenha-se em consciência sem pensamentos o tempo todo. Tente permanecer em consciência sem pensamentos o tanto que você conseguir. Quando você está em consciência sem pensamentos, você deve saber que você está no Reino de Deus, e o Seu povo, Suas providências, Sua consciência vão cuidar de você. Mesmo quando você está dando vibrações a outras pessoas, Eu tenho notado que você não está em consciência sem pensamentos. Se você der vibrações em consciência sem pensamentos, você não contrairá nada, porque todas essas entidades que entram em você, todos esses problemas materiais que entram em você, surgem quando você está nestas três dimensões. Através da Sahaja Yoga, você abriu os portões de seu próprio ser. Você entrou em seu próprio reino, mas você não se mantém lá. Você sai dele e novamente você retrocede e se acomoda, não importa. Você não deve ficar tão desapontado com isso, tão frustrado. Vocês sabem que pessoas trabalharam por milhares de anos e elas não conseguiram se separar de si mesmas.

Somente vocês, os Sahaja Yogis, que são feitos de acordo com o padrão do próprio Shri Ganesha, são tão poderosos que podem dar o despertar e a Realização a outras pessoas. Mesmo que você esteja bloqueado, você tem visto que tem poderes. Mesmo que você sinta que as vibrações não estão vindo, você sabe que tem poderes. Você pode dar a Realização aos outros. Em sua presença, as pessoas obtêm a Realização. Mas você tem de ser esse poder completamente. Vamos supor que haja algo errado com o seu carro. Mas contando que ele esteja se movendo, está tudo bem. Você tem de consertá-lo. Você tem de consertar o tempo todo todos os nossos temperamentos com os quais nos bloqueamos através de nossa tolice, através de nossa luxúria, através de nossa ganância, através de tantas falsas identificações que carregamos conosco.

Nós devemos ter uma atenção completa em relação às nossas fraquezas e não em relação às nossas conquistas. Se soubermos quais são as nossas fraquezas, é melhor, pois nós podemos realmente atravessar melhor. Vamos supor que haja um buraco em um navio e a água esteja entrando através desse buraco, a atenção de toda a tripulação, de toda a equipe e do próprio capitão estará nesse buraco por onde a água está entrando, e em nenhum outro lugar. Da mesma maneira, você deve estar alerta. Há tantas armadilhas para um Sahaja Yogi, Eu tenho observado isto. É claro, até mesmo o passado acabou, até mesmo o passado pode ser superado. No presente também, eles têm muitas sombras do passado atuando. Por exemplo, quando vocês estão sentados em um grupo, vocês ficam envolvidos uns com os outros. Aqueles que estão envolvidos uns com os outros por seja qual for o relacionamento devem saber que esse tipo de envolvimento não vai ajudá-los a alcançar a ascensão individual deles. Todo mundo está ascendendo individualmente, embora vocês estejam coletivamente em contato uns com os outros e em comunicação, mas a elevação é individual, totalmente individual.

Assim, quer a pessoa seja seu filho, irmão, irmã, esposa, amigo, você deve se lembrar que você não é responsável pela elevação deles. Você não pode ajudá-los na elevação deles. Somente a Graça da Mãe e o próprio desejo deles, o esforço deles de abandonar tudo que é tridimensional os ajudará. Assim, sempre que um pensamento surgir dessa forma, você deve saber que você não alcançou a consciência sem pensamentos em sua completa extensão, e é desse modo que você tem problemas que são tridimensionais. Às vezes um Sahaja Yogi perceberá que uma emoção virá em sua mente. Ela pode ser uma emoção de desânimo ou frustração, e ele ficará desgostoso consigo mesmo ou com os outros. Ambas as coisas são exatamente o mesmo. Tenho visto alguns Sahaja Yogis ficarem muito desgostosos com os outros. Não deve haver nenhum desgosto que dure. É claro, por um curto tempo, talvez você sinta um desgosto, tudo bem, é uma fase passageira.

Ou talvez você se sinta desgostoso consigo mesmo, talvez uma fase passageira. Mas se você continuar desejando isso ou se você continuar se apegando a isso, significa que você está se condicionando, significa que você não está em consciência sem pensamentos, significa que você está em seu passado, você está transformando o seu passado em uma massa sólida em sua cabeça. No presente, tudo está passando rapidamente. Tudo que não é eterno está passando rapidamente. No presente, o eterno fica, todo o resto desaparece. É como um rio em movimento que não para em nenhum lugar. Mas o rio em movimento é eterno. Todo o resto das coisas está mudando. Se você está no Princípio Eterno, tudo que não é eterno muda e desaparece, se dissolve e se torna não existente. Nós temos de entender nossa própria dignidade, nossa própria essência.

O mais importante é que todos os Sahaja Yogis são os escolhidos. Eles são as pessoas que Deus escolheu. Nesta cidade de Delhi, há milhares e milhares de pessoas. Pelo mundo inteiro, há muitas pessoas que estão sofrendo por causa da superpopulação, mas na Sahaja Yoga, há muito, muito poucas pessoas. E quando você é escolhido primeiro, vocês devem também se dar conta de que vocês são as fundações. Vocês são as pedras que devem ser assentadas e têm de ser fortes, têm de ser tolerantes, e é por isso que é necessário que todos vocês que são poucos agora, que são as primeiras lâmpadas, que vão iluminar as outras lâmpadas no mundo, vocês têm de desfrutar a força da eternidade, a força do Amor Divino, a força deste Ser Universal que você é. Isso é o que é a meditação. Assim, quando os Sahaja Yogis Me perguntam: “O que devemos fazer para ficar em meditação?” Fique em consciência sem pensamentos, só isso. Não faça nada. Nesse momento, não somente você está se movendo para o objetivo ou o Inconsciente está tomando conta de você, não somente isso, mas também você está emitindo pela primeira vez o Divino na natureza, em sua volta, nas outras pessoas que estão universalmente conectadas a você. A única coisa é que nós estamos acostumados a uma coisa, isto é, que devemos fazer algo sobre isso e então é por isso que começamos a fazer algo.

A meditação é o método mais sahaja. Então nós temos orações e também temos o puja. As orações também se ditas de coração, com o sentimento de completa entrega e pedindo o Eterno, isso será concedido. Apenas peça isso e o resto o levará, porque eles se movem passo a passo. Todos os Sahaja Yogis têm um problema. E eles têm problemas por causa de seu passado, por causa de suas aspirações futuras. Agora, quando você tem problemas, na Sahaja Yoga, você aprendeu como superá-los. Há tantos métodos além da meditação, vocês os conhecem muito bem, vocês devem saber qual é o chakra onde a Kundalini está. Agora, se a Kundalini foi parada por um determinado chakra que não está funcionando, você não deve ficar frustrado com isso. Vamos supor que seu instrumento ou seu carro parou no caminho, de que adianta ficar frustrado com isso?

Você tem de estudar o mecanismo, você tem de ser um bom técnico e então você pode lidar com isso muito bem. Portanto, todas as técnicas da Sahaja Yoga devem ser aprendidas e dominadas. Isso você só pode fazer dando-a aos outros e aprendendo corrigindo-os e se corrigindo. Não há nada para ficar frustrado. Essa é a pior coisa. Se você ficar frustrado e infeliz consigo mesmo, então haverá um problema. Você tem de rir de si mesmo e rir do seu mecanismo que está sem funcionar. Quando você começa a se identificar até mesmo com o instrumento, então você não está lá. Você não é os chakras, você não é os diferentes canais. Você é a consciência, você é o poder, você é a Kundalini.

Portanto, você não tem de se preocupar com o fato de que todas essas coisas não estão em suas condições apropriadas. Se elas não estiverem, você pode resolver isso. Há pouco as luzes se apagaram. Se as luzes se apagaram por causa de falha elétrica, é uma coisa séria. Mas se as luzes se apagaram porque há uma lâmpada queimada, você pode repô-la, você pode fazer tudo isso. Portanto, não há nenhuma necessidade de se preocupar se seus chakras estão estragados. Se preocupar ou ficar frustado por si só é uma atitude errada em relação à Sahaja Yoga. “Sahaja” em outra terminologia também significa “uma coisa simples”. “Sahaja” significa, “ser sahaja” significa em – Eu posso dizer, como Tulsidas disse: “Jaise rakha hu taise hi rahu”, “mantenha-me como você quiser”. Esse tipo de atitude leva sua atenção para dentro, porque o exterior é deixado de lado, não se incomode.

Nós não estamos preocupados com a parte externa. “Como você me mantém, eu ficarei dessa maneira”. E você ficará surpreso ao ver que tudo se encaixa muito bem. Algumas vezes, você até mesmo pode sentir: “Eu devo alcançar um certo lugar”, “Eu devo fazer este bhajan”, “Eu devo conseguir fazer essas coisas”, e às vezes não é feito. Às vezes por erro, alguma coisa não é feita como você quer. Você deve aceitar isso como a vontade de Deus. Isso é o que Ele deseja, tudo bem. Esse é o desejo de Deus e agora você está unificado com o desejo Dele. Você está aqui para comunicar o desejo de Deus ao mundo inteiro e nesse estágio, se você começa a ter seus próprios desejos e ideias a respeito de si mesmo, então quando você se tornará o desejo de Deus? Esse “eu-ismo” tem de ir embora.

Isso é o que é a meditação. Onde você não é mais “eu”, mas é “Você”. Kabirdasji escreveu um belo poema sobre isso, quando uma cabra está viva e dando coice, ela diz: “mé, mé”, isto é, “eu, eu”. Mas então ela morre e são feitos fios de seus intestinos e algum santo os fixa no “tutari”, esse instrumento que eles têm, “ektari” como eles o chamam. E ele fica esticando o fio com seus dedos, então o som é: “Tuhi, tuhi, tuhi”, isto é, “Tu és, Tu és, Tu és”. É desse modo que temos de morrer e temos de ser ressuscitados. Vocês já foram, mas a Sahaja Yoga, como Eu lhes disse, é um “kheer” (leite doce indiano), ou o que vocês chamam de doce cozinhado em um pote cru. “Kachche ghade ki kheer hai” (kheer cozinhado em um pote de barro). Assim, a terra do pote cru também é misturada. Mas a sua atenção pode estar no kheer, no leite, e pode desligar-se de tudo que é o barro do pote cru.

Esse discernimento é espontâneo. Ele está lá. Você o obteve, a concretização do Si. Você pode sentir o seu Si. Você sabe que você não é aquilo. Você começou a falar sobre seus chakras da mesma maneira. Mas a única coisa, o único problema ou o único defeito que existe no Sahaja Yogi é que ainda assim, embora ele esteja lá, sua atenção está envolvida com o externo. Esse é o único defeito. Se a atenção é removida Como remover? Esse é o ponto.

Essa é a primeira coisa. Uma vez que você diga: “Como remover? “, significa que você criou o envolvimento tridimensional. Você não deve remover. Ela está lá. Se sua atenção estivesse fora, então Eu teria dito:” Não, sua atenção tem de ir para dentro,” “ela ainda não está.” Mas ela está lá. Você está sentado lá. “Eu estou sentado aqui,” “mas minha atenção está fora”. “Eu só tenho de sentir onde eu estou, só isso”.

Alguns sentiram isso, alguns alcançaram isso. Vocês sabem que entre vocês há alguns que se elevaram muito. O outro método que empregamos é o Puja. Eu percebi que funciona muito bem com os seres humanos, Puja. Porque ele satisfaz muitas demandas de hábitos passados, em que você sente que está fazendo alguma coisa. Então você começa a dar seja o que for que Deus lhes deu, as bênçãos. E os Rishi e Muni descobriram isso, eles eram pessoas muito inteligentes, eles descobriram como agradar as Divindades, como agradar a Mãe. Então eles lhes contaram, eles lhes falaram até mesmo neste período de Minha vida como agradá-La. Eles dizem que Ela é Stutiprya, significa que Ela gosta de louvores. Não é isso.

Mas quando você venera alguém de coração, isso significa que você a está aceitando. E esse é o momento em que os chakras começam a criar uma força através da qual vocês são lançados, vocês são atirados neste Reino de Deus. Assim, esses métodos de Pujas e orações e mantras têm sido delineados e descobertos pelos grandes pensadores da Sahaja Yoga, pelos grandes mestres da Sahaja Yoga. E isso é o esforço, ou você pode dizer, é o esforço sem esforço dos Sahaja Yogis que faz Meu corpo vibrar, extrai a essência de Meu corpo, Eu devo dizer. Isso faz o próprio Infinito se liberar através deste ser finito, e isso funciona, isso faz sentido, Eu tenho visto, isso funciona muito bem. Mas vocês sabem que após o Puja, Eu fico um pouco cansada, porque se vocês não conseguem receber isso, essa força, Eu preciso dormir e Me livrar dessas vibrações adicionais entrando no Sushupti (sono profundo), entrando no estado infinito. Se vocês puderem receber tudo que Eu estou emitindo, em equilíbrio, com seu Puja, somente então isso ajudará de uma forma melhor. Isso significa que quando estão fazendo o Puja, vocês também recebem isso. Fiquem em consciência sem pensamentos quando estiverem fazendo o Puja, completamente concentrados em receber. Mas durante o Puja as pessoas ficam conversando, Elas ficam se movendo de um lugar para o outro, não sei como explicar isso.

Esse é o momento em que alguma coisa está escoando lentamente, o néctar, e vocês só o recebem nesse momento com total devoção. Ele está escoando lentamente. Se vocês sentirem as vibrações de Meus chakras nesse momento, vocês perceberão que mesmo as minúsculas, as pequeninas rodas em Meu corpo estão se movendo em espaços diferentes, em uma velocidade diferente, em uma dimensão diferente. E Eu realmente não sei como explicar, mas vocês percebem que isso cria uma melodia. Vocês têm de recebê-la e ela é uma melodia individual, adequada para cada indivíduo, e quando vocês a recebem, ela desencadeia em você esse estado de infinito. Portanto, no momento do Puja, vocês devem saber que toda a sua atenção deve estar em receber. Hoje é um dia muito importante, é o Ano Novo. Dentro de dois anos a partir de hoje, a Satya Yuga vai começar. É um dia importante para muitas coisas em que nove dias são celebrados depois deste dia para o Advento da Mãe. É a data ou devo dizer, o calendário que começou com Meus antepassados e eles perceberam que este é o dia em que a Mãe começou a criar.

E este é o dia em que Ela criou Ganesha, antes de tudo. No estágio Utpatti, Ela começou Seu trabalho neste dia. E é por isso que eles colocam esta data como a primeira data, porque o tempo começou a partir desta data há muito tempo atrás. E é por isso que esta data é muito importante e se você transpõe esta data, então você está além do tempo. Você tem de passar por esta data e ir além. Você tem de passar pelo seu dharma, pela sua religião e ir além, “dharmateet”. Você tem de estar nestas três gunas e ir além, “gunateet”. Vocês são todos esses três. Mas os passos nos quais você está se sustentando têm de estar bem, ou aqueles que são transpostos têm de estar bem também. Assim, quando você está além, você tem de reparar esses passos, os quais você transpôs de algum modo, o que pode ser feito através da meditação, puja, orações.

Mas o mais importante, o maior avanço é feito dando o universal através de seu ser universal. Todos vocês devem dedicar sua vida à Sahaja Yoga e dar mais e mais. Entre nós, há algumas pessoas que têm dado muito, e através disso, elas alcançaram muito também. Você tem de dar, falar sobre ela, expandi-la e trazer mais pessoas para alcançar isso. Senão eles serão deixados fora do processo evolutivo. Não há tempo para vocês duvidarem e pensarem; não desperdicem seu tempo em todas essas atividades inúteis. Se você ainda tem dúvidas, é melhor desistir. Está na hora de você começar a se envolver nesse processo. Então, hoje, Eu lhes desejo um feliz Ano Novo para uma jornada na vida espiritual deste mundo. Vocês têm de pensar em todos os Sahaja Yogis que estão longe de nós, e nossos pensamentos devem carregar nosso amor para eles e eles devem ser abençoados assim como todos vocês são abençoados aqui.

Eu espero que nestes dias importantes em que Eu estou aqui, vocês se dediquem totalmente à sua emancipação nestas quatro linhas que Eu lhes falei. E sejam quais forem os programas que surjam, leve-os de forma sahaja. Vocês não devem insistir nas horas e na regulação do tempo. Seja o que for que venha sahaja, aceite isso. Que Deus os abençoe.