Puja de Aniversário, Um Grande Dia na História

Sydney (Australia)

Feedback
Share

Puja de Aniversário Sidney, Austrália, 21.03.1981

Eu estou tentando Me lembrar se Eu tive… um aniversário mais fantástico do que este. Onde as palavras não vêm, a alegria não pode ser expressa. Quando isso se torna tão profundo, então não há nenhum movimento. Este é um grande país. A Austrália foi criada… para um propósito especial na Sahaja Yoga. Este é o Muladhara Chakra deste mundo, onde reside Shri Ganesha. Como é importante manter este centro despertado interiormente. A informação sobre a Minha vinda… só pode ser propagada a partir deste centro. Então a Kundalini do mundo irá se elevar. Quando vocês estão colocando suas mãos em Minha direção, então o Amor Divino passa através de seus dedos, desce através do seu Ida e Pingala… e informa Shri Ganesha sobre a Minha presença; e então a Kundalini se eleva. Assim, hoje, nós devemos dizer, é um grande dia… na história do trabalho Divino, em que Eu vim para a Austrália.

Eles Me perguntaram: “Houve alguma encarnação na Austrália?” “Deus visitou a Austrália na forma humana?” Eu disse: “Não é fácil alcançar Shri Ganesha.” “Mesmo Brahma, Vishnu, Mahesh não conseguiram alcançar Shri Ganesha.” E vocês sabem que Ele está situado como um lótus, onde todos os tipos de pessoas que são insultadas, torturadas, ignoradas, são salvas. Aqui Ele realmente decide quem salvar do inferno e quem não salvar. As decisões de Deus são muito diferentes, elas são absolutas. As decisões humanas são extremamente cruéis e cegas. E hoje você encontra muitos santos neste Muladhara. Isso simplesmente significa que é obra de Shri Ganesha.

Ele tem sustentado vocês neste grande chakra, onde Brahma, Vishnu, Mahesha também não podem entrar, vocês devem ficar aqui e crescer e transformar-se em belos santos… de grande magnitude na espiritualidade. Um domínio tão glorioso é colocado sobre este lugar… e é uma tamanha bênção… que até mesmo os indianos poderiam ter inveja de vocês. Temos de ver como Shri Ganesha atua dentro de nós. É muito importante reconhecê-Lo, entendê-Lo e absorver, caso contrário, vocês estarão desperdiçando… todas as energias Dele ficando neste lugar, vivendo neste lugar, tão perto Dele. E embora Ele seja o doador da sabedoria, Eu Me pergunto quantas pessoas entendem a palavra “sabedoria”. Sabedoria é o centro de gravidade dentro de nós… que nos dá o ponto de apoio no qual nós giramos, através do qual percebemos que estamos inclinados… para a esquerda ou para a direita. Nós temos de estar cientes deste ponto de apoio, porque do contrário, nós não saberemos até onde fomos. Não somente isso, mas você deve saber que este é muito… o centro de gravidade e nosso ponto de apoio tão perto dele. Porque se seu centro de gravidade e ponto de apoio são separados, não há integração. Você pode ser arruinado, completamente.

Portanto sabedoria significa essa integração entre a sua compreensão… e a compreensão de Shri Ganesha dentro de você. Por exemplo, nós vamos a extremos: comportamento extremo. Eu lhes darei um exemplo muito simples: Eu estava indo para Hong Kong… e a senhora que organizou aquilo telefonou para Mim repetidas vezes, e ela Me disse: “Um grande grupo de pessoas está vindo vê-La.” “E a Senhora estará na televisão por duas noites,” “e isso irá acontecer e aquilo irá acontecer”. E ela estava gastando muito dinheiro, tudo, descrevendo a cena; que Eu serei a notícia recente e todos os tipos de coisas, desse jeito, ela estava falando Comigo. E ela continuava sem parar. E também, ela disse ao Dr. Warren. Exceto por fornecer o jornal, ela não queria pagar. Isso estava indo longe demais. Naquela conjuntura, Eu lhe disse que não era necessário… ir a tal limite e planejar que haveria pessoas… entrando no avião só para Me receber, não faz diferença para Mim.

E haveria um carro esperando próximo ao avião só para Me receber. Eu não sei. Eu não sei quem estava esperando, onde, em cada ponto. E quando nós chegamos lá, estava seis horas atrasado… e Eu disse ao Warren: “Vai ser tudo um fracasso desta vez.” E o avião simplesmente de nos deixou em Bangkok. Não houve jeito, seis horas. E nós tivemos de pegar outro avião, no qual ninguém entrou, não havia nenhum carro, nada. Nós descemos procurando por ela, não conseguimos encontrá-la. Telefonamos para o hotel, eles disseram: “Sem acomodações.” Warren pensou: “A Mãe foi a outro extremo agora”.

Muito preocupado pois não havia ninguém… para nos receber no aeroporto agora. É tudo uma brincadeira. Ir aos extremos tem de ser corrigido em vocês também, porque se vocês tiverem sucesso com esse tipo de planejamento, então vocês continuarão fazendo esse tipo de planejamento artificial… e não o planejamento do Divino. O Divino tem seus próprios planos e nós temos de sentir os planos do Divino. Ele realiza isso. Você é apenas um instrumento para resolver isso. Então, se você tentar fazer algo por conta própria, algo demasiado, então quem irá lhe sugerir o equilíbrio é Shri Ganesha. E esse equilíbrio, uma vez estabelecido em vocês, vocês sabem como devem se equilibrar e como não há alternativa… para a Sahaja Yoga, nenhuma alternativa; deve-se saber. Tudo que está vivo não tem alternativas. Por exemplo, se uma mangueira diz: “Eu vou gerar uma romã”, ela não pode.

Não há alternativa. O que quer que esteja lá, tem-se de ver e desfrutar, mas não forçar seu caminho sobre isso. Essa é uma das coisas que temos de entender… para estabelecer nossa sabedoria. Por causa de nosso conceito, nossa ideia, qualquer coisa nossa, mesmo sobre Deus, por exemplo, sobre nossas próprias realizações, pode estar absolutamente errado se não tivermos sabedoria. Mas na natureza, se você observar, aqueles que crescem… nunca se preocupam com que forma eles vão tomar, se preocupam? Uma árvore se mede para saber quantas dimensões ela vai crescer? Ela cresce o tanto quanto pode, lentamente, de forma constante, ela está em coordenação com a natureza. Assim, a sabedoria é a que entende. É um estabelecimento e um estado da mente. Nós podemos alcançar o estado do ser, quando você se torna a sabedoria.

Uma sabedoria assim externamente também é expressada tão belamente. Uma sabedoria assim lhe concede um cavalheiro e uma dama… apenas em uma personalidade que esteja estabelecida. Se você está frustrado com um certo problema, se você está infeliz, se você está reprimido, qualquer extremo não permitirá que essa flor da sabedoria cresça. Então, mesmo na frustração, você tem de refletir sobre isso, você tem de recuar e ver por si mesmo: “Por que eu estou tão frustrado?” Conte suas bênçãos uma a uma, conte suas bênçãos uma a uma. Eu direi novamente, conte suas bênçãos uma a uma. Uma vez que você comece a contar suas bênçãos, você descobrirá em um tempo tão curto onde você está. Agora, as projeções extremas da mente podem levá-lo a: “Eu não irei enfrentar”; embora você gostaria de fazê-lo. Mas na projeção sábia, você pode ver que você é o que você tem de ser. Vocês são santos.

Vocês nasceram para serem santos neste grande país. Vocês são pessoas especialmente abençoadas nos céus… e são enviados a esta Terra para fazer esta Maha Yoga, para expandi-la. Vocês alcançaram esse estado. E se vocês são santos, vocês não devem ficar incomodados em relação a algumas coisas como: “Oh! Eu não comprei uma mala” ou algo assim, um tipo tipo de coisa assim, com a qual você nunca ficou muito preocupado. Vocês podem ver isso? Qualquer tipo de comportamento extremo. Por exemplo, em relação ao materialismo, vocês não estão tão mal, no sentido de que vocês entendem o valor da estética. Mas nas posses, vamos pegar o caminho sábio, a sabedoria; logicamente, isso tem de ser lógico: “O que possuímos neste mundo?” Apenas pensem em uma única coisa que nós podemos possuir.

Exceto o seu próprio Espírito, vocês não possuem nada. Exceto o seu desenvolvimento evolutivo, vocês não possuem nada. Por exemplo, agora que você é um santo, você nascerá um santo sempre. isso é o que você possui. O resto você não possui. É lógico, lógico. Você não precisa ser realizado para entender o que Eu estou dizendo. Então por que as pessoas aqui deveriam se preocupar com suas posses? Quando você deixa essa preocupação, essa é outra sabedoria, essa é uma sabedoria mais elevada… que você está desenvolvendo dentro de si mesmo. E se deixarmos nossas posses, nossos problemas materiais são resolvidos.

Isso não significa você jogá-los no mar, mas sim o apego a isso. Então isso fica resolvido, já resolvido dentro de você mesmo. Por exemplo, Kay perdeu seus cheques de viagem, ela não os jogou fora. De repente, um homem deu de cara com ela. Eu estava com ela. Ele disse: “Imagine, eu nunca pensei que eu iria encontrá-la.” “Quando eu fui a um determinado caixa ou em algum lugar, ele disse:” “Você conhece essa senhora? Eu tenho os seus cheques de viagem comigo.” “E aqui, de repente, eu dou de cara com você.” Como a notícia foi organizada, na natureza, quando as flores florescem, como essas abelhas vão por todo o caminho.

Como os pássaros voam por todo o caminho da Sibéria até a Austrália? Que sabedoria, é esse magnetismo neles, o magnetismo que está na Mãe Terra… que lhes diz: “Este é o caminho que vocês têm de ir.” Então nós temos de cuidar desse magnetismo dentro de nós. O que nos torna magnéticos… não é o que poderíamos ter, quais coisas não naturais nós temos, mas o que naturalmente nós alcançamos interiormente… e não temos medo de expressar. No medo, você nunca é agressivo. Mas mesmo no destemor, você nunca é agressivo. No medo, você talvez diga que você não tem medo, mas você poderia ser agressivo. Quando as pessoas parecem muito assustadas, se você empurrá-las… ao extremo do direito, elas podem voltar. Mas se você é destemido, você é inocente, você apenas fica em pé lá, observando. Destemor nunca significa agressão.

Então a confusão de nossos conceitos… só pode ser removida se houver luz dentro de nós. Para nós, se alguém está nos agredindo, então nós pensamos: “Se não agredimos a outra pessoa, nós ficamos com medo deles,” “não há vingança, então nós somos os mais fracos, “somos fracos, somos pessoas fracas,” “então devemos revidar.” Mesmo quando vocês estão revidando, vocês são pessoas fracas. Se não fosse assim, o que há para revidar? No destemor, você se torna a testemunha. Você vê a piada, a piada por trás… de todo esse comportamento extremo de outra pessoa. E também você conhece a técnica, kaushalam. Yoga também significa kaushalam, significa técnica, como administrar o show… pelo qual a ação da pessoa não o incomoda; se você quiser. Se você não quiser, você pode até mesmo assumir a ação, para provar: “O que quer que você está fazendo é um pouco tolo e estúpido.” Como Cristo se deixando crucificar.

Foi uma decisão sábia, porque se você tem de provar que a vida é eterna, a melhor coisa é morrer e mostrar. E ser de forma pública, de modo que ninguém diga que Ele não estava morto. Ainda há muitas pessoas que estão dizendo que Ele não estava morto. Ainda há pessoas que estão falando isto: “Ele não estava morto.” “Ele estava vivo. Então Ele saiu do lugar.” Porque eles não sabem como explicar. Então Ele teve de morrer publicamente… e então Sua Ressurreição devia ser vista por muitas pessoas. Esse drama tinha de ser encenado… para vocês terem a sabedoria de saber que a vida é eterna. Isso não significa que Ele era fraco, de maneira alguma.

Então a ideia de nossa agressão ou nossa opressão, ambas vêm… do medo ou de algum tipo de prazer satânico de oprimir os outros. Assim, a sabedoria está em observar a si mesmo também. Vejam como a sabedoria é tão importante. Por toda parte, se você verificar, em cada chakra reside o pranava, é a vida de cada chakra. Porque é a sabedoria que lhe diz se você está em um chakra ou não. Então, como a sabedoria é importante de modo que você até se torna um sakshi, se você tem sabedoria, caso contrário você não pode. Você se torna uma testemunha… somente quando você tem esse ponto focal ajustado ao seu centro de gravidade. Isso é sabedoria. Quando as pessoas Me falam sobre alguém que os prejudicou, eles pintam uma imagem tão sombria da coisa toda, como se fosse uma outra guerra que foi travada. Então você vai e ouve o outro lado, eles pintam… uma outra imagem horrível desse lado.

Entre essas duas imagens, você se coloca. Você descobre que um está refletindo o outro, o outro está refletindo o outro. Não há fim para isso, fica eternamente acontecendo deste para aquele, daquele para este. Como você acaba com isso? Somente através de sua sabedoria, entendendo que é uma ilusão. A coisa principal é o espelho no qual isso é refletido, é apenas uma ilusão que está aparecendo e nós ficamos preocupados com isso. Toda a ilusão desaparecerá assim que você vir o espelho… e não se preocupar com os reflexos. Elas vêm e vão, é para você apenas testemunhar, só isso. Não é – o espelho é um espelho, que é uma coisa sólida, e todos os reflexos são ilusões. É desse modo que perdemos toda a doçura do nosso próprio ser.

A sabedoria reside em entender que você é o Espírito. Você não é todas essas ilusões, você é o Espírito, você é o Espírito. Como animais, a atenção estava apenas na comida, vocês podem dizer. Você estava consciente da comida, nada mais além da comida. Isso cresce cada vez mais alto na consciência… do que você sente, chegava a um ponto onde a pessoa começava a pensar que é… o primeiro-ministro ou é um ator ou uma atriz… e isso e aquilo, e todos os tipos de supostas coisas que eles alcançaram. Ou talvez eles comecem a pensar: “Oh, eles são ateus,” “agnósticos e todos os tipos de coisas, comunistas e socialistas.” É um drama que acontece o tempo todo. Elas estão usando perucas e mais perucas. Se elas gostam desta peruca, elas usarão, caso contrário elas jogarão fora. Isso acabou com o romance completamente.

Você começa a amar as perucas de uma pessoa. E perucas podem ser compradas, elas podem ser trocadas. Você entra na loja, pode conseguir, digamos, cerca de dez tipos de perucas. Supondo que você diga: “Oh, eu gosto desta cor de cabelo”, então a senhora irá e usará isso e sairá, e então você gostará dela por causa da peruca que ela comprou. Então uma outra pode usar a mesma. Ou essa mesma senhora, que fica bem com uma peruca, poderia aborrecê-lo completamente. Porque não há nenhum dinamismo vivo, esse carisma. Cada momento é tão belo, ele irrompe em novas ondas… de cores tão belas e bela música. Tudo isso está perdido com essas imagens compradas. A cada minuto a imagem muda, com uma personalidade viva, em imensa beleza.

Mas o primeiro ponto é a sabedoria… para saber que nossas imagens não podem ser adquiridas… ou compradas ou criadas ou feitas, elas evoluem. Então nós temos de somente observar nossa força em evolução: nós estamos mais perto ou estamos fora disso? Nós estamos nos movendo com nossa força evolutiva ou ficando nós mesmos… crucificados com todas essas artificiais identificações erradas que dizem: “Você é isso, você é aquilo, você é…”? Você não é nada além de um buscador. É uma categoria, Eu disse muitas vezes que você é um buscador… e você tem de buscar. Agora, o que você busca? É o seu Espírito. E uma vez que você O tenha encontrado, estabeleça-se nisso. Isso é o que você é. E saber que você é o próprio Espírito é tão gratificante; Ele próprio fica emitindo sabedoria em você, o que é tão doador de alegria, e não é nada além de amor. É amor, Eu lhes digo.

Quero dizer, Eu não posso ir além disso. Não há nenhuma palavra na linguagem humana para dizer o que é o amor. Para Mim não é nada além de silêncio, tudo cessa nesse ponto. Apenas sinta isso dentro de si mesmo; onde a sabedoria se torna amor… e o amor se torna sabedoria, essa é a verdadeira integração da vida. Abram seus corações, permitam que Shri Ganesha… seja estabelecido nisso, essa inocência que aprimora tudo. Olhem as crianças, como elas se aproximaram para Me dar flores: cada passo, cada movimento era tão alegre, ficou criando uma onda tão bela e delicada em Meu coração. E está escrito como história para Mim, ver esses pequeninos, doces, inocentes Ganeshas se aproximando. E a sabedoria se torna tão poderosa… que vocês conhecem a fonte do amor como Ganesha em vocês. Para Ele, Ele não conhecia ninguém mais, exceto Aquela que é a fonte do amor. Nunca questionou, nunca discutiu, nenhuma alternativa.

Nenhuma ideia nova veio à mente Dele, apenas absorvendo. Trabalhando isso dentro de você mesmo, a coisa toda simplesmente dá certo. Quanto mais você entrar nisso, você entenderá que você realmente entrou… no Reino de Deus onde Ele cuida de tudo. Você quer uma casa? Tudo bem, tenha-a. O que você quer? Você quer isso? Tudo bem, tenha isso. Você tem algum problema? Tenha isso.

É tudo de Deus, a coisa toda. Quem é o dono disso exceto Deus? Ele é Aquele que é dono de tudo e Ele é Aquele que desfruta tudo. E Ele quer que vocês desfrutem tudo. Somente através do poder da sabedoria, vocês podem Me alcançar. Hoje, embora Eu tenha de mostrar um caminho… dessa conquista em sua sabedoria na qual não há nenhuma coisa artificial, ela é tão natural. Mas natural não significa mais baixo. Algumas pessoas acham… que ficar com raiva também é natural. Mas você é um ser humano e um Sahaja Yogi. O que quer que seja natural para um Sahaja Yogi… não é o mesmo do que é natural para um búfalo.

Nós não temos nada a aprender com eles, eles têm de aprender conosco. Então, o que quer que seja natural para um Sahaja Yogi… tem de ser aprendido na escola da sabedoria. Não através de qualquer regra de qualquer tipo ou qualquer coisa… que Eu diga: “Não faça isso” e “Faça isso”, “Você não deve fazer assim”, “Você não deve fazer dessa maneira.” Mesmo na mão, se você observar: esta parte é a Austrália. Agora apenas vejam: esta parte é a fonte para todos os dedos, é o ponto de conexão, é este ponto, mas não exprime nada. Por exemplo, este dedo significa algo, este polegar significa algo, este dedo significa algo, este significa algo, mas esta parte não expressa nada, não faz nada. Mas sem isto, nada existe. Se isto for cortado aqui, você fica paralisado, todos os movimentos são aniquilados. Este é o elo de conexão com o Divino e o elo orientador. Somente este diz qual dedo mover, onde pegar, como contrair qual músculo.

Todos os músculos são controlados nesta parte. Chegará o dia em que a informação alcançará o mundo inteiro… através do despertar de Ganesha em Meus filhos, os Sahaja Yogis na Austrália. E o mundo inteiro irá receber as bênçãos vindas de Shri Ganesha. Vocês sabem que a Kundalini está na Índia e somente lá a Kundalini pode se elevar. Mas uma coisa vocês têm de lembrar: vocês estão realmente situados em um ponto muito crucial… e essa responsabilidade é muita sobre vocês. A responsabilidade é manter toda a atmosfera pura… e enviar toda a fragrância do lótus. Embora talvez vocês sintam que estão cercados apenas por lama e tudo mais, mas ainda assim, vocês têm de ser flores de lótus muito fortes. Vocês têm de se elevar para o mundo inteiro… e emitir essa bela fragrância… do anúncio de que o Tempo de Florescimento chegou. Eu estava perguntando o nome do rio, qual é o nome do rio. Eu Me pergunto se vocês pensaram sobre isso.

O nome do rio é Parramatta. “Para” em grego significa “acima, além”; deve ser, “Parra”. E “Mata” significa “a Mãe”. O nome do seu rio é Parramatta. É uma palavra grega e como os gregos conheciam esta palavra “Parramatta”? Este rio tinha de estar aqui, a própria Adi Shakti somente tinha de estar aqui… para abençoar o Ganesha o tempo todo que tem de trabalhar arduamente. Ele é Aquele que seleciona, o Lambodara. O que você vê na Capela Sistina, muito bem apontado, o estômago enorme. É realmente um caráter australiano, a personalidade, em pé lá, selecionando as pessoas, lançando para todos os lados. É tão belo, Eu gostaria que vocês pudessem adquirir essa imagem algum dia.

E vocês se surpreenderão, é um australiano. Você pode ver isso perfeitamente, é o caráter australiano. Isso é Cristo, sem dúvida, um corpo australiano, em pé. Eu não sei como Michelangelo pôde ver aquilo tão claramente, que Ele tinha de ser australiano assim. Foi tão belo vir, tão belo. É maravilhoso para vocês, talvez, mas para Mim não é nada além de completa alegria, completa alegria. Eu tinha dito que Eu não faria nada depois de três anos, Eu apenas vou Me estabelecer, porque não se supõe que a pessoa santa… se mude de lugares para lugares, elas devem se estabelecer, elas devem ter seu próprio travesseiro ou assento, que é chamado de takiya, e você não deve deixar isso. Mas Eu sou a Mãe de vocês, ótimo, se movendo por toda parte. E vocês podem imaginar, Eu estive em todos os lugares, mas nunca na Austrália antes. Então, vir aqui, a primeira coisa foi tão grandiosa que mesmo hoje, Eu não tenho sido capaz de colocar tudo isso em palavras.

Que Deus abençoe todos vocês. Vocês são realmente os Ganeshas, a quantidade de comida que vocês têm.