Public Program, Confusion the Subtle Slavery

(England)


Send Feedback
Share

Public Program, “Confusion: the Subtle Slavery”. Birmingham (UK), 9 July 1982.

[Os 40 segundos iniciais estão sem som e com imagem fixa.]

Temos que compreender que os tempos modernos são os tempos de confusão. Vocês não sabem o que querem. Vocês não sabem o que querem perguntar. Vocês não sabem se o que estão fazendo está certo ou errado. A confusão é necessária. Sem a confusão, nós não ficamos desesperados. Sem o desespero, nós não buscamos. Mas a confusão só é visível… quando uma pessoa alcança uma certa área da consciência ou podemos dizer, um grau de consciência. Digamos, no estágio quando Moisés veio a esta Terra, em que o desespero era diferente, em que eles queriam livrar-se da escravidão, era um tipo diferente de compreensão que eles tinham. Como organizar uma sociedade em um determinado padrão… de modo que você alcance o máximo de eficiência a partir dessa sociedade.

E era uma emergência. Era uma situação muito crítica para os judeus naquela época. Isso aconteceu em muitos países, em muitas gerações, em que eles chegaram a um estado onde se sentiram… extremamente desesperados. A escravidão do homem era muito evidente naquela época. Mas antes disso, as pessoas não se sentiam mal em relação à escravidão. Elas a aceitavam. Elas a aceitavam naturalmente, sem questionar. E então veio o momento em que elas perceberam: “Isto é escravidão…” “e nós não teremos mais isso.” E um líder veio, esse líder realizou isso para eles. Hoje, nestes tempos modernos, temos um tipo muito sutil de escravidão… que está nos devorando a cada dia, que é tão autodestrutiva… que não temos nem mesmo consciência dela. E nós somos destruídos.

Essa destruição está atuando de tantas formas que, se nós realmente não despertarmos para a Verdade, há uma possibilidade de não restar nada desta Criação. Existem pessoas que dão grandes palestras. Eu tenho Me encontrado com muitas pessoas importantes… das Nações Unidas e de todas essas grandes agências. Elas falam sobre a destruição iminente, o choque do futuro… e que isso irá acontecer, eles escrevem livros, livros volumosos. Eles discutem. Eles estão na rua, eles discutirão. Eles estão em um bar, estão discutindo. Eles estão em uma festa, estão discutindo. Mas eles não se dão conta do que isso significa. Essa destruição é um tipo de destruição… que nunca aconteceu antes.

Porque essa destruição está vindo de dentro… e não de fora. Nós atingimos uma certa profundidade em nossa consciência… e se nós não tocarmos a fonte de nossa sustentação, essa destruição irá se realizar. Agora, para muitas pessoas é assim: “Oh! Esqueça isso, esqueça isso.” “Nós trataremos disso.” Algumas pessoas são desta opinião: “Tudo bem, esqueça isso. O quê?” “Destruição? Tudo bem, não importa.” “Veremos isso amanhã.” E algumas delas, Eu tenho visto sentadas esperando: “Oh! Deus, graças a Deus há uma destruição, assim tudo isso se acaba.”

“Nós não temos de preocupar nossas cabeças.” “Graças a Deus há uma destruição prometida.” Seja qual for a atitude que alguém possa tomar, devem compreender… que essas coisas são muito sérias. A Criação atingiu o desenvolvimento máximo agora. O desenvolvimento está expresso como seres humanos. Estes seres humanos são os atores no palco. Toda a natureza está executando esse novo acontecimento. Agora, a única coisa que tem de acontecer a vocês… é que vocês têm de estar conectados com o Divino. Vocês têm de estar conectados com o Todo. Vocês têm de saber o seu próprio significado… e conhecer o seu propósito. Se isso puder acontecer a vocês, então vocês estarão em outro mundo.

Vocês são feitos para isso. Você é criado como um ser humano com um propósito. Nós devemos refletir. Todos os cientistas devem pelo menos uma vez perguntar: “Por quê?” “Por que nós fomos criados como seres humanos?” “A partir do estágio animal, por que chegamos a este estágio? Qual é a razão?” Essa pergunta está inserida no inconsciente de cada buscador hoje. É desse modo que nós temos tantos buscadores em todo o mundo. E esses buscadores… estão apenas tentando descobrir porque estamos aqui. Alguns deles encontram uma resposta, às vezes, em algum bem-estar material.

Por exemplo, nossas greves hoje em dia. Estradas de ferro. É uma visão muito estreita de toda a coisa, uma visão muito estreita. Vocês querem ter salário maior? Tudo bem, tenham. Depois, e daí? Aqueles que falam de comunismo… Eu estive em Moscou, Eu estou voltando novamente. Se vocês lhes perguntarem, eles dirão: “Oh! Ainda não obtivemos a felicidade.” Eu não sou contra o comunismo ou contra a democracia. Ambas as coisas são somente brincadeiras para Mim.

Vocês não são comunistas nem democratas. Somente após a Realização, vocês podem se tornar… ambos simultaneamente, porque vocês não têm nenhum poder para ser capitalista ou democrata, vocês não têm nenhum poder para votar. Vocês não sabem nada a respeito de si mesmos. Em que vocês estão votando? Vocês não conseguem ver. A menos e até que haja luz, a menos e até que nós possamos ver, como nós iremos votar? Por exemplo, nós votamos em uma pessoa, para quê? “Oh! Ele é um homem muito bom”, tudo bem. O que é bom a respeito dele?

Como vocês sabem que ele é um homem bom? Como vocês sabem que ele não será um homem ruim? Vocês podem dizer que hoje alguém que parece ser uma pessoa muito boa, não irá lançar escorpiões ou cobras em tudo em volta dele? Uma pessoa que aparentemente parece ser uma bela personalidade, pode tornar-se uma pessoa horrível. Não existe uma forma absoluta de julgar ninguém. Portanto, como nós vamos votar em algum deles? Se vocês acham que sabem como julgar, então Eu acho que vocês ainda têm de aprender. Porque até que você cometa muitos erros, você não irá admitir que: “eu não sei”. Essa é a questão. Uma vez que você alcance este estágio de dizer: “eu não sei,” “eu digo que este é um bom homem, mas eu não posso dizer,” “eu não tenho certeza em relação a essa pessoa.” Esse é o ponto que vocês alcançam quando não têm certeza sobre isso, em que vocês querem saber seguramente… se algo é realmente verdadeiro e honesto.

Nosso senso de honestidade e tudo mais é tão superficial, é tão superficial. Para nós, honestidade significa: “Se você me der cinco libras,” “devolverei cinco libras para você.” Está feito, acabou-se, é honesto. Tudo é tão superficial. É por isso que nunca conseguimos ficar satisfeitos, mesmo se você ganhar 10% a mais de salário ou 20% a mais de salário, você não ficará feliz. Acreditem em Mim. Coisas materiais não nos dão felicidade, nunca. Mas, Eu não digo que nós não precisamos de coisas materiais. Nós precisamos de coisas materiais. Mas a matéria é como uma taça que tem o néctar nela. Se você está com sede, você não pode beber algo de uma taça vazia, nada.

Pode ser uma taça de ouro, o que importa? (Faz) diferença para você? Você precisa ter algo para saciar a sua sede… e a menos e até que essa sede seja saciada, você não será feliz. E o que é essa sede? É isto: você ainda não conheceu a si mesmo. É uma sede muito inconsciente. Ela surge, você não sabe o que está procurando, você não sabe por que está infeliz, você não sabe o que você quer. Este é o inconsciente que está trabalhando. Mas, o momento chegou em que vocês devem saber o que vocês são… e o que é a sua glória, o que é a sua grandeza, quais são os seus poderes. Todos eles estão formados dentro de vocês mesmos.

Todos esses dias em que vocês cresceram em seu processo evolutivo, todas essas coisas foram formadas dentro de vocês… como é mostrado aqui. Todas essas coisas estão lá. Na verdade, Eu sou apenas um catalisador, vocês podem dizer. Apenas uma vela que está iluminada. E esta vela, quando toca uma outra vela que está pronta, a torna iluminada. Vocês podem dar a isso um nome científico importante, eles criam uma personalidade encarregada disso, daquilo… Eu não entendo. É muito simples para Mim. Nós todos estamos prontos para isso. Eu simplesmente toco vocês e vocês se tornam iluminados e vocês obtêm luz. E quando vocês tocam alguém, essa pessoa também se torna iluminada.

Agora, vocês podem dizer: “Mãe, como pode ser tão simples?” Tantas pessoas dizem: “Mãe, a Senhora é tão simples.” “Como pode ser?” Eu simplesmente não entendo. O que Eu dever ter, duas trombetas… ou alguma coisa para tornar isso complicado? Tudo que está vivo é a coisa mais simples. Esse é o sinal da vida. Vocês têm visto as flores? Como é simples cultivar uma flor. Simplesmente funciona. Você apenas pega algumas sementes, as semeiam e você obtém as plantas. Como é simples.

Em algum momento, nós pensamos como isso funciona? Parece muito complicado, se você começar a pensar sobre isso. Você ficará louco, se começar a analisar isso. Mas é tão simples. Da mesma maneira, esse acontecimento é também algo muito, muito simples. É chamado Sahaja. Sahaja tem dois significados. Sahaja significa simples, também significa algo que é nascido com você. Sahaja é algo simples porque é nascido com você. O seu nariz nasceu com você, tudo bem, é algo simples.

Você não tem de fazer nada, pressioná-lo ou, de alguma maneira, fazer qualquer coisa para ele respirar. Está lá. Da mesma maneira, esse processo formado está dentro de você, está simplesmente lá. Para Mim, é absolutamente simples… e para você também será simples tão logo vocês o obtenham. Assim, essa discussão sobre ser tão simples, Eu mesma simplesmente não entendo. Por que deve haver uma discussão? Supondo que você coma dessa maneira, por que deveria perguntar: “como pode ser tão simples comer dessa maneira?” É tão simples porque é tão vital. É tão importante. Todas as coisas vitais são simples e facilmente disponíveis, como a sua própria respiração.

Se para isso, você tivesse que fazer algo especial, então essa respiração seria impossível. Quantas pessoas sobreviveriam? Agora, esta coisa simples, este método simples… é o método do Poder Divino Onipresente, o Espírito Santo. Este Poder Divino Onipresente é a Shakti, o Poder Primordial que realiza isso. Nós percebemos como esta Shakti trabalha também? Nós alguma vez observamos uma flor se transformando em fruto? Quem faz isso? Não uma flor, mas vocês devem ter visto milhões e milhões, bilhões e bilhões… dessas flores se transformando em frutos. E quem faz isso? Nós nunca pensamos.

Nós não damos atenção, somos indiferentes a isso. Todas as coisas vivas são criadas por este Poder Divino. Os seres humanos não conseguem criar nada que esteja vivo. O que eles conseguem fazer é algo que está morto… ou morrendo. Como, por exemplo, as greves são uma coisa morta. O que nós podemos fazer é criar algo como uma mesa, uma cadeira, se a árvore estiver morta. Nós não estamos fazendo nada além de trabalho morto. E essas coisas mortas nos dominam porque formamos hábitos. Nós formamos hábitos. Com esses hábitos, essa matéria nos domina.

E o Espírito, que é algo vibrante, que é a fonte, que é algo que controla, torna-se adormecido, inativo. Esta força adormecida, se de algum modo se torna iluminada… e nossa atenção se torna iluminada, nossa atenção se torna iluminada, nos tornamos uma pessoa diferente. Nós nos tornamos um yogi. Nós nos tornamos uma pessoa que está unida com Deus. Para isso, você não tem de vestir roupas esquisitas. Não faz nenhuma diferença qual tipo de roupa você veste. Não faz nenhuma diferença como você penteia o seu cabelo… ou qual tipo de comida você come. É algo tão interno, não tem nada a ver com essas coisas externas. Todas as nossas idéias, até mesmo sobre caridades… e sermos gentis com os outros e todas essas coisas, são muito superficiais. Quando você se torna a luz, a compaixão, quando você se torna o amor, então você não tem de dizer para si mesmo, de forma alguma.

Você não tem de argumentar. Simplesmente se torna. Simplesmente flui. A compaixão flui, ela atua. Você não tem de argumentar sobre isso, não tem de falar para si mesmo: “eu devo ser compassivo, eu devo ser gentil”, você simplesmente se torna. Eu fui à Itália e havia três, quatro pessoas… que ficaram interessadas nos Sahaja Yogis, mas elas disseram: “Nós não queremos participar da Sahaja Yoga.” Eu disse: “Por que?” “Porque essas pessoas não fumam.” Eu disse: “Nunca lhes disse para não fumar. Perguntem a eles, Eu disse?” “Eu nunca disse: não fumem.” “Apenas perguntem para eles: vocês fumam ou vocês pararam de fumar…” “ou sua Mãe forçou vocês a não fumar?” Eles disseram: “Nada disso.” “Nós costumávamos fumar pacotes de cigarro,” “nós costumávamos beber, nós éramos viciados em drogas,” “mas algo aconteceu a nós, apenas abandonamos, não sabemos como.”

“É tão simples.” “A Mãe nunca nos disse, nós simplesmente nos tornamos assim.” O que há para dizer? Uma vez que encontraram isso, uma vez que viram a luz, vocês não estão preocupados. Vamos supor que vocês vejam uma corda aqui. Vocês podem ficar com medo, vocês podem achar que é uma cobra, porque não há nenhuma luz, vocês não conseguem ver. Vocês podem sair correndo precipitadamente, a casa inteira pode desabar, mas uma vez que a luz está lá, vocês dizem: “Oh! É uma corda. Tudo bem.” Portanto, todos os medos vão embora, porque vocês viram a corda. Todas as pressões vão embora.

Todos os problemas emocionais vão embora. Seja o que for anormal vai embora. E vocês se tornam uma pessoa completamente normal, uma pessoa absolutamente normal. Isso é o que vocês têm de se tornar. Mas é muito, muito mais que isso. Não é somente que vocês obtêm bom estado físico, muitas pessoas foram curadas, Telas devem ter lhes contado que o câncer é curado. Sim, verdade, o câncer é curado. Muitas doenças são curadas, doentes mentais são curados, se vocês foram a gurus horríveis, vocês são curados. Todas essas coisas acontecem, mas não é o fim disso. Esta é somente a parte da redenção.

A parte da redenção é que vocês são libertados… de todos esses problemas físicos, mentais e emocionais. Mas a outra parte disso é que vocês próprios adquirem o poder. Vocês se tornam os profetas.. “Os homens de Deus se tornarão profetas.” Foi isto o que o grande poeta William Blake disse: “Os homens de Deus se tornarão profetas e eles terão o poder…” “de transformar os outros em profetas.” Esse é o sinal. Ele lhes deu o sinal. Vocês se tornam profetas, isso quer dizer que adquiriram o poder para fazer tudo isso, vocês próprios. Cada indivíduo pode fazer isso. Mesmo as crianças pequenas podem fazê-lo. Mesmo a pequena Olympia pode fazê-lo. Quando vocês se tornam o profeta, vocês também sabem tudo sobre isso. O que vocês estão fazendo, como devem fazer, como elevar a Kundalini, como atravessar todos os diferentes centros que estão doentes, como mantê-La lá.

Vocês se tornam, sem dúvida, o mestre. Agora, os profetas eram, nós podemos dizer, como William Blake era um profeta, tudo bem. Ele era um profeta visionário. Ele viu o futuro. Ele mencionou tudo que iria acontecer com a Sahaja Yoga, sem dúvida. Eu não sei quantos estão cientes disso. A maioria das pessoas pensou que Ele era um louco. Não conseguiam acreditar Nele, quando Ele falou sobre todas estas coisas, que Jerusalém irá se estabelecer nas pastagens da Inglaterra. Ninguém conseguia acreditar, eles disseram: “Deve ser louco.” Mas o momento chegou. Jerusalém deve ser estabelecida.

Há algo especial sobre a Inglaterra… e Ele viu há cem anos, claramente, todo o quadro. Mas ninguém o compreendeu. Ele era um profeta. Ninguém entendeu o que Ele disse. Aqueles que entenderam também tinham um tipo acadêmico de interesse Nele… e algumas pessoas de fato perceberam que podia haver algum tipo de verdade no que Ele dizia e descrevia. Então, você é mais do que um profeta, de um modo… que você não está interessado em ver o futuro, mas você fica no presente. O que eles descreveram, o futuro para eles, o qual eles não desfrutaram, é o seu presente… em que você mesmo se torna o mestre. Todos esses grandes profetas tinham um problema muito grande. Eu tive um diálogo com um embaixador recentemente… que era um homem muito culto da Índia… e ele estava Me dizendo que o maior problema era… com a racionalidade, com as explicações, até que ponto nós podemos ir? Vamos supor que você diga que há o Poder Onipresente, eles dirão: “Como?

Como nós vamos acreditar nisso?” “É tudo história absurda.” “Prove isso para nós.” Pela argumentação, é claro, você não pode provar isso, mas para ter a experiência você também não consegue comprovar isso. Então, eles costumam desistir. Como Adi Shankaracharya, no ponto que ele alcançou, ele escreveu sobre Viveka Chudamani e todos esses tratados… e depois ele desistiu e começou a descrever a Mãe. Ele disse: “eu desisto. Isso é tudo.” E eles disseram que ele foi intelectualmente maleável, porque ele não conseguia ir em frente com suas filosofias, então ele começou a louvar a Mãe. Ele disse: “O que está errado?” A mesma coisa acontece com a Bíblia, com o Alcorão, com tudo… que as pessoas pensam. Ou vocês os seguem com fé, com fé cega, Não questionam nada, apenas aceitam tudo que eles estão dizendo.

Tornam-se fanáticos, matam-se uns aos outros, morrem. Então, tudo bem. Ou então vocês simplesmente desistem. Vocês se tornam comunistas, “Sem Deus.” Se vocês precisam ter os seus cérebros vivos, então é melhor desistirem de todas essas religiões, Nós deveríamos dizer: “é tudo insensatez”. O Cristianismo está perdido por causa dessas igrejas, o Islã é inútil por causa do fanatismo, isso é inútil por causa disso e daquilo. O Hinduísmo é outra insensatez. Porque nesse nível, parece ser assim. Neste ponto, parece ser assim, não tem nenhum sentido, é insensatez. As pessoas não podem aceitar essa fé cega. Os cientistas dizem: “O que é esta fé cega?”

“Nós fomos à Lua, é tudo exatamente o mesmo. O que há lá?” “Nós fomos à Lua, nunca vimos Deus.” “O que vocês estão falando sobre Deus?” “Como nós vamos acreditar que Deus existe?” Mas, nós temos, agora, que provar a existência de Deus. Nós temos de provar a existência deste Poder Onipresente. Nós temos de provar a existência deste Espírito dentro de vocês. Deve ser provado. Deve ser concretizado. Assim as argumentações cessarão.

Com argumentações, não se pode alcançar isso. Com fé cega, não se pode alcançar isso. A racionalidade não pode levá-lo lá… nem essa ligação emocional o levará lá. É uma concretização, é um acontecimento que realmente o transforma naquilo (Espírito). A realidade… que está, na verdade, se expressando dentro do seu sistema nervoso central é que irá convencer as pessoas. Mas não é pelo convencimento. Por exemplo, se você não está convencido, o Divino não está interessado. Como essas pessoas que estavam dizendo: “Mãe, colocando poster,” “essas pessoas sabem a respeito da Senhora, que a Senhora existe.” Eu disse: “Tudo bem, tudo bem.” Nós falamos com eles, nós passamos a mensagem. Agora, se eles vierem, muito bem.

Este é o nosso trabalho: informar. Se eles vierem, se eles obtiverem a Realização, muito bem. Se eles se estabilizarem, melhor ainda. Trabalharemos duro para isso, mas nós não podemos forçar isso. Nós não podemos forçar isso. Nós não podemos ter nenhuma forma artificial de impressioná-los. Como, por exemplo, não podemos fazer disso um circo. Vocês têm de ter a sensibilidade de sua própria compreensão… da importância disso e a sua inteligência pura deve lhes dizer… que isso é o principal. Pelo contrário, nós não podemos cair… aos seus pés e dizer: “Oh! Por favor.” Nós não podemos implorar, nem podemos ir contra a liberdade que lhes foi dada.

É em sua própria liberdade e em sua própria glória… que vocês têm de ascender, porque vocês são a essência, vocês são a quinta-essência desta Criação. Ninguém pode forçá-los a fazer isso. Se vocês querem ir para o Inferno, tudo bem, dêem dois saltos sucessivos e vocês podem decair. Se vocês querem ir para Céu, isso também é possível. Portanto, essa época em que estamos aqui, nós não nos damos conta de como ela é instável, de como ela é vital, e estes são os momentos mais importantes… pelos quais nós estivemos esperando. O momento mais importante na vida da Criação é hoje, em que as pessoas estão buscando… e a Sahaja Yoga está se manifestando em massa escala. Isto é algo tão afortunado: vocês são buscadores por séculos, reunidos aqui e a Sahaja Yoga veio a vocês como uma bênção do Divino, porque o próprio Divino está ansioso para se manifestar. Mas as pessoas que vêm a Mim estão em níveis diferentes. Alguns são medíocres, alguns são completamente vulgares. Aqueles que são totalmente vulgares dirão: “Mãe, e sobre o meu emprego?”

“Eu pedi isso, agora talvez algo um pouco melhor.” Ou algumas pessoas podem dizer: “Mãe, não estou bem, isso, aquilo.” Tudo bem, isso também pode ser feito. Mas aqueles que são de uma qualidade muito elevada, qualquer que possam ser os seus problemas, quaisquer dos chamados pecados que tenham cometido, está tudo completamente perdoado internamente. Não sentir culpa de forma alguma. Na Sahaja Yoga, o primeiro mantra que alguém tem de dizer é: “Mãe, eu não sou culpado”, pelo menos três vezes. Portanto, vocês têm de entender que estão prontos para isso, vocês são glorificados para isso e vocês têm de obtê-lo. Vocês não têm de dizer: “O que eu tenho feito?” “Eu tenho cometido tantos erros por minha causa?” Nada desse tipo. Eu estou aqui como um banqueiro. Eu tenho de descontar os seus cheques e vocês recebem isso, sem dúvida. Você não sabem quanto dinheiro vocês têm no banco, sabem?

Eu sei, portanto não julguem a si mesmos. Deixem isso para Eu julgar. É Meu julgamento. E depois quando isso acontecer, se tiverem a inteligência pura, compreenderão que isso é assim… e vocês têm de se tranqüilizar com isso. É claro, vocês não podem pagar por isso. Tudo isto são idéias absurdas: “Nós podemos pagar por isso. Quanto tempo temos para nos salvar?” “Deveria haver uma organização.” Nós não temos nenhuma organização, vocês sabem disso muito bem. Nós não podemos organizar Deus, não podemos organizar essas coisas. Nós nem sequer temos membros, nada desse tipo.

É claro, nós mantemos uma lista de vocês… porque se tivermos programas, nós os informamos, isso é algo diferente. Além disso, na Sahaja Yoga, não é exposta a todos a coisa completa, não é exposta. Primeiro é dado a eles a Realização, depois eles são postos na balança, até que ponto eles foram, depois, gradualmente, quando crescem, eles recebem verdades mais elevadas. Porque algumas vezes eles podem ficar chocados. Não é fácil suportar a verdade, algumas vezes é muito difícil. Como por exemplo, quando Eu lhes disse que não há nenhuma diferença entre o que Cristo ensinou e o que Krishna disse. Pelo contrário, Krishna disse que vocês não podem ser destruídos, o Espírito não pode ser destruído por nada… e isso foi provado por Cristo. E todos os hindus estavam prestes a Me matar, eles não puderam suportar isso. Mas, se Eu digo algo sobre Krishna, todos os cristãos estarão lá para Me criticar, é um grande problema. Vejam, se você falar com eles sobre Krishna, os cristãos não gostam.

Se você falar sobre Cristo, os hindus não gostam. Se você falar sobre o Sikhismo, o Islã, os muçulmanos não gostam. E se você falar sobre Maomé, os Sikhs não gostam. Eu não estou aqui para agradar ninguém. Eu estou aqui para falar-lhes a verdade sobre Eles. Eles são todos um só… e como pessoas tolas e estúpidas, estamos lutando uns com os outros. Não há nenhuma diferença entre Eles. São todos um só. Absolutamente um só. Existe tamanha concordância e entendimento entre Eles, que vocês não podem separá-Los.

Eles são tão unificados uns com os outros como o luar é com a Lua ou a luz do Sol é com o Sol. É somente a nossa ignorância que faz esse tipo de alegação contra Eles e isso vocês irão compreender na própria Sahaja Yoga. Isso será provado pela elevação da sua consciência. Através da sua Kundalini, será provado, tudo que Eu estou dizendo será provado cientificamente… porque a Kundalini, quando Ela se eleva e pára, vocês têm de superar suas idéias míticas, senão Ela não se elevará. Vocês mesmos aprenderão gradualmente que o que estou dizendo é a verdade. Tudo que Eu estiver dizendo sobre Maomé é a verdade… e vocês aprenderão isso. Nós já tivemos lutas o suficiente, já tivemos insensatez o suficiente. Vejam, agora o que está acontecendo é isto: os israelenses estão matando os palestinos e tudo isso. Vocês acham que mantando-os irão alcançar Deus? Todas essa idéias falsas têm de desaparecer.

Temos de nos tornar seres universais. Tornem-se, tornem-se isso. Quer alguém seja muçulmano ou hindu ou cristão ou qualquer coisa, quando você se torna um ser universal, você pode sentir a pessoa, onde ela está em seus dedos. Cristo disse: “Suas mãos falarão, suas mãos falarão.” Nós não temos de contestar nenhuma escritura, nós temos de ver a luz interior em tudo que está descrito, o qual está nos tornando separados, é na verdade o fator de união. A diversidade tem uma unidade tão bela dentro de nós, mas somente pode ser vista pela elevação da Kundalini. Não há outra saída, porque quando a Kundalini se eleva, a integração acontece… e vocês começam a vê-La como uma experiência verdadeira. Eu espero que vocês tenham compreendido o que Eu disse. Mas argumentações não irão lhes dar a Realização. Isso tem de acontecer. Não importa, você pode ser um príncipe… ou pode ser um rei ou pode ser qualquer coisa, não faz nenhuma diferença.

É o seu acontecimento pessoal que tem de ocorrer. Esta é a sua Mãe individual dentro você. Isso é o Ruh sobre o qual Eu estou falando. Apenas pelo ritualismo, vocês não podem alcançar Deus, vocês têm de estar conectados com Deus. Para todas as pessoas do mundo que compreendem e que pensam… que é importante saber… que deve haver uma verdade a qual podemos concretizar, isso foi prometido em todas as religiões e escrituras… e tem de acontecer. Que Deus abençoe todos vocês. Eu gostaria de receber algumas perguntas de vocês. Se for possível, Eu tentarei respondê-las. Por favor, perguntem-Me, será uma boa idéia. Novamente, Eu sinto muito por chegar tão atrasada, mas vocês entendem a maneira como ficamos engarrafados.

O trânsito… Sim, por favor. (…) há diferença entre Sua Yoga com a Hatha Yoga e a Raja Yoga? Oh! Eu lhes falarei sobre isso. É uma pergunta muito boa. É sobre a Hatha e a Raja Yoga. Agora, a moderna Hatha Yoga é algo que Eu simplesmente não entendo. Mas Patanjali Shastra, aquele que escreveu Ha Tha, isto é, Ha e Tha não é nada além destes dois canais que vocês têm, os quais devem descritos a vocês. E existem ashtangas, significa que há oito aspectos da Hatha Yoga, de acordo com Patanjali que escreveu sobre isso. O mais importante, o primordial e o primeiro… é Ishwara Prahnidhana, significa o estabelecimento de Deus dentro de vocês.

Nessas coisas acrobáticas que fazemos, nós não temos nenhuma noção de Deus, Nós nunca falamos disso, esquecemos, esquecemos Deus. Vocês só têm de emagrecer, é tudo. Porque todos eles querem ser atores e atrizes. Eles não querem ser yogis. É um estilo diferente de coisas. Era Ishwara Prahnidhana, primeiro vocês devem obter a sua Realização. Dentre esses oito (aspectos), um é Yama Niyama. Em Niyama, há somente um exercício físico, isso também depende onde a Kundalini está. Nós também usamos a Hatha Yoga, de certo modo. Supondo que a Kundalini esteja parando em um ponto, em um certo centro, devido a problema físico, nós fazemos pequenos asanas que são necessários ou algum exercício… para isso.

Mas aquilo é algo muito diferente. A nossa Hatha Yoga moderna é assim: vamos supor que Eu tenha que vir de Londres para Birmingham, tudo bem? Eu não ligo Meu carro, nada disso. Mas Eu viro o volante para esquerda e para direita, permanecendo lá, imóvel. E Eu acho que cheguei a Birmingham. Eu só tenho o mapa, Eu irei à direita, à esquerda, essas coisas. Ou ainda pior que isso, Eu lhes farei uma analogia: é como tomar todos os remédios juntos… sem saber qual a doença que você contraiu. É muito indiscriminado. Nenhum desses professores tem a Realização, como eles irão compreender a importância da Hatha Yoga? Eu não compreendo isso.

Na Índia, um Guru é uma pessoa que é uma alma realizada. Ele poderia ser um muçulmano, um hindu, ele poderia ser qualquer um, mas, antes de tudo, ele tem de ser uma alma realizada. Um brâmane é uma alma realizada. Nestes dias, os brâmanes podem ser mantidos como cozinheiros. Portanto, o conceito inteiro é muito superficial na atual Hatha Yoga. Então a Raja Yoga é… Agora, portanto, vocês compreendem que a Hatha Yoga é uma noção. O início da Hatha Yoga começa com a Sahaja Yoga, onde ela é estabelecida, mas a Hatha Yoga é algo auxiliar. Onde quer que nós precisemos, nós podemos usá-la, onde quer que precisemos de parte dela, nós a usamos. A segunda parte é a Raja Yoga. Raja Yoga é uma outra concepção errada que as pessoas tiveram.

Quando a Kundalini se eleva vocês vêm, vocês devem ver que isto é um acontecimento fabuloso que acontece: a Kundalini ascendendo para cima. Não é o trabalho da gravidade, é o movimento para cima. Para isso acontecer, deve haver alguns acontecimentos ocorrendo. Por exemplo, quando Ela se eleva, a partir daqui você percebe. Quando Ela atravessa o segundo centro, ocorre um tipo de aumento lá, então a Kundalini não desce. Isso é chamado de bhandas. Esses bhandas, o aumento, podemos dizer, o fechamento do centro. Então Ela eleva-se mais alto, começa o fechamento destes centros. Ela penetra no Vishuddhi Chakra, lá toda a energia tem de ser acionada. O estado de Kecheri acontece em que a língua se coloca um pouco aqui.

Mas você não sentirá nada, é muito rápido. É tão rápido que você não sentirá. Quero dizer, Eu não consigo fazer uma outra analogia como esta: mesmo se você disser “Concorde”, você de fato sente algo em relação a isso, mas supondo que haja um avião em que você simplesmente embarca… e fique lá. Em uma fração de segundo, a Kundalini pode simplesmente disparar. Então, você não sente nenhuma dessas coisas. Por exemplo, a Terra inteira é tão grande, mas você não vê que ela é redonda. A circunferência em relação a algo que você vê é tão pequena… que você não vê que ela é redonda. Da mesma forma, a Sahaja Yoga é um método muito rápido… de elevar a Kundalini. Quero dizer, não há nenhum outro método. Mas a Sahaja Yoga de hoje, Eu devo dizer, é tão rápida… que você não sente nada, mas acontece, seus olhos também se dilatam.

Mas Eu tenho visto essas pessoas loucas chamadas Raja Yogis, ele colocam até atropina em seus olhos para dilatar as pupilas, porque é dito que seus olhos devem dilatar. Eles cortam suas línguas, puxam-nas para trás. Vejam, havia um nos Estados Unidos que… costumava cortar a língua das pessoas, elas ficavam balançando suas línguas, mesmo hoje, há pessoas influenciadas por esse “grande” guru… cujas línguas ainda estão balançando assim. E elas costumam colocar de volta suas línguas no lugar. Você quer dizer que fazendo todos esses truques… você irá elevar a Kundalini? Alguns seguram suas coisas. Não há nada a ser feito, é espontâneo. É sem esforço. Está no cuidado amoroso de Deus. Por que vocês querem quebrar seus pescoços por nada?

Qual é a necessidade? Primeiro Eu costumava pensar: “São como crianças”. Quando querem impressionar a sua mãe por algo, elas têm esses ataques de raiva, vejam, apenas para atrair a atenção da mãe. Mas agora Eu acho que eles são muito sérios em relação a isso. É muito surpreendente. Indo a esse extremo, isso estraga os seus chakras. Estraga a sua posição na Sahaja Yoga… como um bom Sahaja Yogi e um mau Sahaja Yogi. Um Sahaja Yogi que alcança isso rápido, coloca a si mesmo lá e domina a fundo isso. É uma pessoa que cresce rápido. E uma pessoa que tem arruinado seus chakras requer atenção.

Temos que aturar muitos problemas para melhorá-la, para cuidar dela. Assim, todas essas idéias só podem ser esclarecidas… quando você tem a Realização. Está bem? Que Deus os abençoe. O Bhagavad Gita e os oito Ashtangas de Patanjali podem ajudar? O que é? Bhagavad Gita? (…) Patanjali ajuda? Não, a menos que você seja Realizado. Eu estou dizendo, vamos supor agora algo assim: antes de ligar seu carro, se você movê-lo para direita e para esquerda e depois ligá-lo, isso irá ajudar a ir para Birmingham?

É um desperdício. Antes de tudo, quero dizer, pode já ter até quebrado as suas rodas. Não há nada para se preocupar, Eu devo dizer, nada para se preocupar com isso. Tudo bem? Que Deus os abençoe. Que Deus os abençoe. Vejam, Eu não culpo ninguém ou Me sinto mal. Porque, afinal de contas, vocês são buscadores, vocês sabem. Vocês são buscadores. Como vocês saberiam?

Vocês todos são buscadores. Como vocês saberiam? Essas pessoas escreveram tantos livros. É fácil escrever qualquer livro, não é? Nestes dias, o que é isso? Se você tiver dinheiro, você pode escrever qualquer coisa. Você pode publicar qualquer coisa, tudo que você queira escrever. O que é necessário para escrever? Eu sou a única pessoa que não escreveu nada até agora. Há pessoas escrevendo sobre Mim ou sobre a Sahaja Yoga, isso é diferente.

Eu não escrevi nada até agora. Cristo não escreveu nada. Shri Krishna nunca escreveu nada. Rama nunca escreveu nada. Mas, Eu terei que escrever, Eu acho. Eu escrevi algo e as pessoas disseram: “Isso vai além de nossas mentes, Mãe,” “porque assim que nós lemos isso, ficamos sem pensamentos.” Agora, o que fazer? Tudo bem. Qual é a próxima pergunta, por favor? Muito boa pergunta.

Qual é a próxima pergunta? Mais cinco minutos. Sim? Podemos fazer perguntas a Deus quando estamos conectados? Nós podemos…? Você pode fazer perguntas a Deus quando você está conectado? Sim. Podemos fazer perguntas a Deus quando se está conectado? Sim. É claro.

É claro. Eu entendo, porque estão conectados. Ponham suas mãos em direção a Deus e digam: “Deus existe?” Se você fizer tal pergunta, tremendas vibrações fluirão. Você… Não somente isso, mas você quer perguntar, digamos, sobre o seu pai, como ele está. Supondo que ele não esteja aqui. Você sentirá um calor em algum lugar por aqui. Estes são os seus centros. imediatamente, você saberá qual centro está bloqueado… e se você souber decodificar, imediatamente, você saberá qual é o problema que ele tem. Você saberá sobre qualquer pessoa desse jeito. Não somente sobre Deus, sobre você mesmo e sobre os outros.

Isto é o que esta se tornando a Consciência Coletiva, em que você se torna um ser universal. E nós seremos capazes de ver Deus como eu sou capaz de vê-La? Não é ver Deus. Não é esse o ponto hoje. Porque ver, em qualquer caso, não é ser. Você compreende a diferença? Você é…, qual é o seu nome, por favor? Bippin. Bippin. Agora, você é o Sr. Bippin.

Consegue ver a si mesmo, Sr. Bippin? Agora, quando você se torna Sr. Bippin, você não consegue ver. Quando você se torna parte integrante de Deus, você não consegue ver nada, mas você pode atuar. Ver é ser separado. Então, a Senhora está realmente dizendo tornar-se uno com Deus? Sim, este é o ponto. Você se torna uno com Deus, com o Ser Primordial. Você se torna, se torna o Seu poder ou você se torna o Seu instrumento. Veja, não devemos entrar em dogmas, porque pode haver uma discussão em relação a isso que já está ocorrendo. Ou você se torna o instrumento Dele ou Ele se torna seu instrumento… e tudo mais.

Então Eu não quero cair nessa armadilha, mas o que Eu diria é que você começa a sentir o poder. Vamos deixar isso de lado, você se torna o Espírito. É por isso, vocês sabem, que Buddha nunca falou de Deus. Ele disse: “É melhor não falar de Deus,” “porque depois outras questões irão começar.” “É melhor falar-lhes então: tornem-se o seu Espírito, acabou.” “Primeiro deixe-os se tornarem o Espírito, depois falaremos mais.” Alguma outra pergunta, por favor? E a Senhora vê espíritos? A Senhora vê espíritos? O que é isto? Espíritos?

Por que você quer ver? (…?) Eles existem, sem dúvida, mas nós não temos nada a tratar com eles. Eles são o passado. Eles estão liquidados. Eles estão mortos. O que nós somos para nos incomodar com eles? É claro, quero dizer, que eles estão lá, o que fazer? Eles são pessoas muito incômodas. Nós temos tido muitos problemas por causa deles.

Todos esses gurus os estão usando. Está tudo liquidado. Está lá. Existe o que chamam de (…)? – Espíritos bons? – Sim. Não! Não! Nós não devemos ter nada a tratar com eles, porque agora você é uma pessoa que vive no presente. Bom ou mau, nós não temos nada a tratar com eles.

Como você sabe quem é bom, quem é mau? Uma vez que permita que um homem bom entre, um louco pode entrar também. Como você saberá? Então, é melhor não ter nenhum deles aproximando-se de vocês. É melhor estar sozinho no que se refere a eles. Gradualmente, você saberá a respeito de todos eles… e você ficará surpreso como você saberá… como manter-se afastado dessas pessoas. Kundalini (…)? Eles não lhes disseram o quê? Vocês não disseram? Nós mencionamos isso, explicamos, mas a Senhora explicou diferente.

O que observar? (…) algum tipo de energia (…)? Sim, é energia. É a energia do nosso desejo que ainda não está manifestada. E qual é esse desejo que ainda não está manifestado dentro de nós? É o desejo de ser tornar o Divino. Logo que esta energia é manifestada, é por isso que ela é chamada de residual, então esse desejo é manifestado. Você tem de criar e imaginar essa energia? Não, não, não, não! Ela existe.

Está lá. Nada é imaginário. Não é para ser feito nada por você. Está tudo lá exatamente como um broto em uma semente. Ela existe lá. Vocês não têm de imaginar. Não há nada disso, vocês sabem, coisas imaginárias, nada disso. Está realmente lá. Você pode ver a pulsação. Você pode vê-La pulsando.

Você pode vê-La se elevando. Você pode sentir a pulsação no topo de sua cabeça. Você pode ver a abertura dele. Você pode perceber a brisa fresca saindo de sua cabeça, o verdadeiro batismo acontecendo. Está tudo lá. Está tudo lá. Não é necessária nenhuma imaginação, de forma alguma. Não é pensar. Pensando você não faz isso. Se você pensar sobre uma semente: “eu imagino que esta semente irá brotar” Ela irá brotar?

Não, ela tem de brotar. Da mesma maneira, isso tem de acontecer. É um processo vivo. Quando compreendemos que temos o desejo, isso virá gradualmente a nós? O quê? Se nós tivermos o desejo e nós não o reconhecermos, isso virá gradualmente a nós, de qualquer maneira? Sim, bom. Mas esse desejo só é manifestado… pelo despertar da Kundalini. Esse desejo está lá, é claro. Está lá no Inconsciente.

Gradualmente, torna-se um desejo muito consciente. Então você busca por ele, você sai a procura dele, mas só é manifestado quando a Kundalini se eleva… e abre a área do osso da fontanela. É isso. Como alguém realmente estimula (…)? – O que estimula? – Como alguém estimula essa energia? Ela simplesmente fica estimulada. Existe, Eu acho, algo especial sobre Mim… e então você se torna o mesmo ser especial. Você também pode fazer isso. É a questão que Eu lhes disse: uma vela acende uma outra vela, tudo bem, da mesma maneira.

(…)? Ele disse que… a Senhora falou da Hatha Yoga como sendo uma yoga física, a Raja Yoga como sendo uma ioga mental, a Senhora poderia falar sobre o processo desta yoga? Ah! Não, não. Eu não estou dizendo que é físico, nós a estamos usando para um propósito físico. Não é físico, nem esta Raja Yoga é mental. Todas essas coisas são parte integrante desta Sahaja Yoga, que é um acontecimento espontâneo. Nisto, esta Kundalini, que é a energia residual… dentro de nós, a energia do desejo dentro de nós, desenrola-se… e alguns fios Dela começam a se elevar… como uma pulsação, você também pode ver isto, a elevação. Ela se move para cima gradualmente, iluminando estes centros… e abre o último centro, o sétimo centro aqui, pelo qual o Espírito, que na verdade está sentado no coração, torna-se iluminado… porque a sede, o assento do Espírito está no topo da cabeça. Tudo bem?

Nenhuma pergunta? Tudo bem. Então agora, Eu acho que nós devemos ter a Realização. O que vocês dizem? Melhor termos a Realização, tudo bem. Apenas coloquem suas mãos assim…