Public Program, From Mooladhara to Void

(England)



Send Feedback
Share

Public Program, “Mooladhara, Swadisthan, Nabhi, Void”. Derby (UK), 10 July 1982.

Eu agradeço a todos os Sahaja Yogis de Derbyshire e Birmingham, por Me darem esta oportunidade de falar aos buscadores deste lugar.

Nós temos buscadores nos tempos modernos, é algo único. Nós nunca tivemos buscadores antes, pelo menos não tantos. Havia pessoas que buscavam o dinheiro, assim como há muitos que estão buscando nestes dias, que buscavam em países após países, o poder. Havia muitos que estavam buscando essas… poucas pérolas da bem-aventurança de Deus, muito poucas. A razão era a consciência, a consciência coletiva dos seres humanos… não os fez pensar que, talvez, fossem capazes disso… ou, talvez, necessitassem de alguma busca. Mas hoje é uma combinação tão bela… em que existem buscadores de qualidade muito elevada… nascidos nesta Terra. Aqueles que são buscadores são em grande quantidade. Eles não são um ou dois aqui e ali, sentados no topo de uma montanha, em uma caverna ou algo assim e tentando meditar. Mas há tantos que estão buscando, que se sentem insatisfeitos consigo mesmos, com o que quer que eles tenham. Eles acham que deve haver algo além.

Aqueles que sentem de ainda não encontraram o seu significado, aqueles que sentem de têm de encontrar o propósito de suas vidas, aqueles que sentem de tem de haver algo… mais elevado do que aquilo em que eles estão inseridos. Todas essas pessoas são buscadores, não de hoje, mas de milhares de anos. Na época de Cristo, não havia nenhum, Eu diria, porque mesmo aqueles que Cristo tomou como Seus discípulos, eles eram, na verdade, forçados a isso. E Ele tinha de procurá-los e encontrá-los e falar-lhes sobre isso. Assim, nós temos de dizer que estes são momentos muito importantes… na história da Criação, onde há tantos buscadores. Mas o problema com os buscadores hoje é este: eles não sabem o que estão buscando. Eles não têm nenhuma ideia do que buscar, como buscar, o que esperar, É uma área desconhecida na qual eles estão entrando. É muito desconhecida para eles. E essa área desconhecida, que eles estão buscando, é agora representada por muitas pessoas. Todos dizem: “Eu sou aquele que irá cumprir o prometido.”

Um outro diz: “Eu sou aquele que pode fazer isso.” Naturalmente, a confusão está criada. Do jeito que está, os tempos modernos são tempos de confusão, de grande confusão. E quando há tamanha confusão aproximando-se, somente então, nós descobrimos… uma grande solução também, uma solução permanente… para resolver o problema de uma vez por todas. Nunca houve tamanha confusão nas mentes dos seres humanos, do jeito que existe hoje, em relação ao correto ou ao errado. Nunca houve tanta confusão. O que quer que fosse dito: “Isto não é bom”, eles faziam. Conscientemente, eles estavam cometendo erros… e eles fossem pessoas boas, eles diriam: “Tudo bem, isto é bom, nós faremos o bem.” Mas todo mundo sabia que isso era errado ou certo. Eles podiam fazê-lo.

Mas hoje, ninguém sabe o que é errado e o que é certo. Além do que está errado e do que está certo, é muito além disso, você tem de conhecer a si mesmo. Porque esta consciência está dentro de nós: nós não nos conhecemos, nós não conhecemos o Absoluto. Nós vivemos em um mundo relativo. Todo mundo parece estar consciente. Pode ser no subconsciente ou pode ser no inconsciente, mas, definitivamente, há um sentimento em cada um de nós: “Nós não conhecemos.” E é um sentimento muito honesto. É um sentimento muito sublime: “Nós temos de conhecer algo mais.” Agora, quando dizemos a palavra “conhecer”, nós achamos que se Eu disser: “Eu não conheço Derbyshire”, Eu nunca estive lá. Agora, o que isso significa?

Eu não sei nada sobre Derbyshire. Quero dizer, o que Eu não sei sobre Derbyshire? Eu posso ler em livros, Eu posso descobrir. Eu posso conhecer toda a história de Derbyshire. Eu posso descobrir quem eram as pessoas… que estavam fazendo belas porcelanas aqui. Eu posso descobrir tudo sobre a sua história. Eu posso ler sobre tudo. Ainda assim, por que Eu deveria dizer que Eu não sei nada… sobre Derbyshire? Porque Eu não estive em Derbyshire antes. Eu não estive em Derby, Eu não estive nesta região, Eu não vi este lugar, Eu não o visitei, Eu não tive nenhuma experiência neste lugar, então Eu não sei nada sobre ele.

Esta é exatamente a situação. A situação é esta: nós não sabemos a respeito do Divino. Nós temos lido a respeito disso. Nós temos ouvido a respeito disso. Muitas pessoas têm escrito a respeito disso. Quando eles sabem que existe uma indagação a respeito disso, eles publicam livros, livros e mais livros. Eles têm escrito milhares de livros. Quantos deles são verdadeiros e quantos deles são inverídicos? É impossível descobrir, porque nós, na verdade, não sabemos. Vamos supor que alguém diga… que o Duke de Bedford nasceu em Derbyshire.

Tudo bem, como Eu saberei disso? Eu não saberei até que Eu encontre alguém… que realmente pertença a este lugar, que sabe a respeito disso. Da mesma forma, também o conhecimento que temos… a respeito do Divino é muito confuso. Mas isso não é conhecimento. Isso jamais é o conhecimento. A noção de conhecimento vem a nós… como se fosse um tipo de resposta às nossas perguntas, a qual é racional, a qual nós podemos entender inteligentemente… através de nossa inteligência. Mas agora, esta área está além da inteligência, além da racionalidade. Além de tudo que é limitado, é a área ilimitada. Todas essas áreas ilimitadas só podem ser conhecidas… através da experiência de sua consciência. Agora isto que devemos entender é uma coisa muito delicada: como saber algo, uma experiência de nossa consciência.

Não uma experiência, como de repente, eles veem uma luz e portanto isso… é uma experiência. Quero dizer, vocês sempre podem ver uma luz. “É tão grandioso.” As pessoas sentem isso, que elas viram alguma luz de repente cintilando diante delas. Nada tão grandioso. Poderia haver alguma área de onde o brilho pudesse vir… e talvez isso seja inútil para você, mas você apenas pode sentir que experienciou. Assim, devemos saber que ver não é experienciar. Por exemplo, um cachorro vê este instrumento, mas o que ele sabe a respeito dele? Ele o vê. A consciência, a consciência humana… em tantas coisas grandiosas a respeito dela… comparado à consciência animal.

Por exemplo, nós podemos dizer que os animais… não têm a consciência da beleza, os animais não têm… a consciência do asseio. Os seres humanos têm isso… incorporado dentro deles próprios. Eles podem sentir isso. Eles podem perceber isso em seu sistema nervoso central. Assim, o que quer que seja, a sua consciência é para ser percebida… em seu sistema nervoso central. Não é apenas algo imaginário ou uma discussão intelectual: “Sim, sim, eu sei, eu sei.” Não desse jeito. O conhecimento deve vir a vocês através de suas percepções. Como por exemplo, Eu posso sentir que isto é quente ou frio, mas uma pedra não sentirá nada. Da mesma maneira, a percepção tem de vir do seu sistema nervoso central.

Isso significa que a sua própria consciência tem de ser abastecida. Ela tem de adquirir uma nova dimensão. A sua própria consciência tem de adquirir uma nova dimensão. Todas as outras experiências, sejam quais forem, não têm nenhum significado na evolução, se você observar. No processo evolutivo, é a consciência que se aprimora, que recebe dimensões cada vez melhores. E essas dimensões alcançaram o máximo delas… na época em que você se tornou um ser humano, onde a sua consciência está simplesmente pronta para receber… a consciência do Ser Universal, do Ser Coletivo, de modo que você se torne o Ser Coletivo. Eu gostaria de lhes falar sobre isto: como estamos estabelecidos… dentro de nós mesmos. Para todos efeitos práticos, vocês não devem Me aceitar como um fato que não precisa ser confirmado. Mas vocês também não devem negar o que Eu lhes digo. É como entrar em uma nova universidade.

Nós ouvimos o professor e tentamos segui-lo. Vamos supor que ele propôs, que ele proponha uma hipótese diante de vocês, então vocês começam simplesmente a avaliá-la, a colocá-la em prática. Se for verdadeira, então vocês a chamam de lei. Da mesma maneira, nós devemos considerar essa nova compreensão… observando-a primeiro, não a rejeitando. Então, se for verdadeira, nós temos de acreditar nela. Não deve haver nenhuma fé cega em relação à Sahaja Yoga. Fé cega não ajuda de forma alguma. Nem deve haver uma rejeição. E com essa atitude animadora, se vocês apenas Me ouvirem… como uma hipótese, o que quer que Eu esteja lhes dizendo, vocês não precisam aceitar isso exatamente agora. Mas então, chegou o momento para Eu provar a Verdade para vocês.

E a Verdade pode ser provada para vocês. Chegou o momento para provar a existência de Deus. Para provar, não para provar que Eu lhes dei uma palestra importante… ou os levei para um tribunal, algo desse tipo. Mas como Eu vou provar isso em sua consciência? Será uma experiência plena de sua consciência… em que você irá sentir Deus Todo-Poderoso. O momento chegou para comprovar as escrituras, todas as escrituras. O momento chegou para provar a sua própria conexão com Deus, o seu próprio relacionamento com Ele, o seu próprio relacionamento com este Ser Primordial, quer você O chame de Deus ou de qualquer coisa, isso não faz nenhuma diferença para Deus. Quer você O chame por qualquer nome, Deus existe. E este Deus não é da maneira como você concebe Deus. Não é da maneira como você compreende Deus ou como você reconhece Deus, mas é Deus como Ele é.

A menos e até que você mesmo O sinta, você não irá acreditar Nele. Mesmo se você acreditar sob algumas circunstâncias, é uma crença que é cega. Não tem nenhum sentido para qualquer pessoa inteligente… e chegará o dia que tal pessoa irá condenar esse tipo de fé cega. Assim, agora, dentro de nós mesmos, como Eu disse, existe um sistema formado que vem a nós… através de nossa ascensão em nossa consciência em diferentes estágios, o qual é como uma história escrita dentro de nós, de como nos tornamos seres humanos. Nós fomos divididos em diferentes estágios. Em primeiro lugar, o estágio do carbono, no qual nós nos transformamos em vida, o que é morto se transforma em vida. Isso está localizado neste ponto. Está abaixo deste grande poder dentro de nós… que está no osso triangular, o qual chamamos de Kundalini. Este poder é também o poder descrito na Bíblia… como a Árvore da Vida: “Eu aparecerei diante de vocês como línguas de fogo.” Mas na Bíblia, sendo algo microscópico, não pode ser explicado o simbolismo disso.

A menos e até que vocês adquiram sua nova consciência… ou a consciência vibratória, isso não pode ser explicado. Agora, este poder é o poder do desejo, do desejo supremo, o único desejo, o verdadeiro desejo… que temos dentro de nós. Todos os outros desejos tornam-se inúteis. Vejam agora nos países muito ricos, as pessoas alcançaram a riqueza. Elas são ricas, abastadas, mas elas não são felizes. Pessoas que são extremamente ricas como na Suécia… e na Suíça, elas estão competindo entre elas: quantos jovens irão cometer suicídio? Recentemente, Eu fiquei sabendo que os suíços são “os melhores”. Muito mais suíços estão cometendo suicídio… que os jovens na Suécia. Essa é a circunstância em que nós devemos compreender essa riqueza. Se ela fosse o nosso desejo, não é o desejo verdadeiro, porque quando nós obtemos a riqueza, nós deveríamos ser pessoas muito felizes e contentes, mas nós não somos.

E os fundamentos da economia são que… os desejos em particular podem ser saciáveis, mas em geral, eles nunca são saciáveis. Significa que a matéria não pode satisfazer seus desejos. Portanto, o que é o desejo? A busca que a pessoa tem está escondida neste poder… e essa é a busca de tornar-se unificado com Deus, a Yoga, a união com Deus. O que nós chamamos de batismo. No Alcorão, é chamado de pir. Você tem de se tornar o pir, o nascido duas vezes. Está descrito em várias línguas, mas a mesma coisa que eles descreveram, é o mesmo em todas as escrituras. Se você tentar compreender o que isso significa, você ficará surpreso ao ver que todos eles disseram a mesma coisa. Agora, alguém pode dizer: “Podem existir alguns outros métodos, Mãe.”

“Pode ser que alguma outra coisa consiga realizar isso.” Não há nenhum outro método, porque isso tem sido trabalhado por… milhares e milhares de anos dentro de vocês, desde que vocês se tornaram carbono. E está tudo organizado dentro de vocês pela natureza. Por exemplo, alguém pode dizer que uma semente tem de germinar… por algum outro método. Não há nenhum outro método para uma semente. A semente se torna um broto e o broto tem de ser despertado, é a única maneira de funcionar. Da mesma maneira, isso irá funcionar em todos vocês. Este poder deve ser agitado dentro de vocês. Deve ser despertado dentro de vocês. Se ele for despertado dentro de vocês, ele se eleva.

Mas, o que é este poder? Este poder é de tornar-se unificado com o Espírito. Assim, este poder sabe que tem de se tornar… unificado com o Divino. Agora, nós temos muitos outros desejos. Então, nós podemos dizer: “Como isto está relacionado com aquilo?” É deste jeito que nós temos de dizer: “Venham a Derbyshire e encontrem todas as pessoas.” Agora, nós vimos por todo o caminho, chegamos até Guildhall, chegamos até aqui e não os encontramos. Então, toda a Minha vinda, toda a Minha viagem é inútil, porque Eu não os encontrei. Não tem nenhum sentido, seja qual for. Da mesma maneira, todos os outros desejos… são apenas para realizar este desejo, o desejo supremo, o desejo de tornar-se unificado com o Divino.

Muitas coisas podem ser ditas sobre a Kundalini. Eu devo ter falado centenas de vezes sobre a Kundalini. E para saber mais sobre isso, vocês têm de ter a Sahaja Yoga e saber mais sobre isso. Mas, agora mesmo, Eu lhes falei resumidamente o que é a Kundalini… e como Ela está localizada lá. Agora, acima disso está o segundo. Na verdade, o segundo nós tratamos como o terceiro, ele aparece aqui. É o poder de, Eu diria, este é o centro de nossa busca. Este centro é chamado de Nabhi Chakra… que nos proporciona a nossa busca. Quando nós estamos no estado animal, então nós buscamos pela comida através do nosso estômago. E vocês ficarão surpresos que depois, quando nos tornamos seres humanos, nós também buscamos por dinheiro através do nosso estômago.

Nós podemos nos desviar um pouco aqui e ali, mas por último, nós buscamos o nosso Deus através do nosso estômago. Em volta do estômago, está a área que temos de atravessar… e esta área é, na realidade, a área dos Mestres. Todos os Mestres Primordiais nasceram nesta área, como Moisés, Sócrates. Há dez principais Seres Primordiais que vieram a esta Terra, que vieram para nos dar uma noção referente à nossa busca, sobre o que nós temos de fazer. Basicamente, Eles vieram aqui para nos ensinar como nos equilibrar, como equilibrar e assim podermos ascender. Agora, todos estes grandes Profetas ou Seres Primordiais, devemos dizer, Eles eram os Mestres. Eles vieram para nos comunicar… que se nós formos demais para o canal esquerdo ou o canal direito, então vocês estarão decaindo em sua sustentação, em sua qualidade como um ser humano. Com um ser humano, você tem de ter uma sustentação… e este é o centro que, gradualmente, desdobra… a sustentação do estágio animal para os animais superiores… e para o estágio humano, onde uma pessoa começa a compreender… que estas sustentações existem dentro de nós. É desse modo que todas as nossas leis surgiram. Os Dez Mandamentos da Bíblia… são as dez sustentações que estão dentro de nós.

Estes são os dez Gurus que vieram a esta Terra… para salvar os seres humanos de saírem do caminho do meio, indo mais para a esquerda e mais para a direita. Agora, o canal esquerdo, como vocês veem aqui, é o lado emocional dentro de nós, é também o poder do desejo. É o lado emocional que nos dá o nosso subconsciente… e além dele, está o nosso subconsciente coletivo. No lado direito, nós temos um outro poder, o poder da ação. Nós tentamos colocar o nosso desejo em ação… e esse poder da ação nos dá o nosso futuro… e sustenta nossas atividades físicas e mentais. Como resultado disso, nós desenvolvemos uma instituição… em nossa cabeça chamada ego. Todo mundo tem isso. Não há nada a temer. Quando nós fazemos algo, nós achamos que o fizemos… e isso é um mito, mas ainda assim, nós continuamos com o mito… porque ainda não vimos a realidade. O outro é o poder do canal esquerdo dentro de nós, por meio do qual nós recebemos a agressão dos outros, por meio do qual nós temos o nosso passado.

Ele nos dá uma instituição como um subproduto de nossa atividade, atividade emocional, uma instituição, como um balão, que você verá lá, chamado superego. Essas duas coisas encontram-se na cabeça exatamente assim, conforme você cresce e ocorre a calcificação… no topo de sua cabeça, próximo à área óssea da fontanela… e esta área macia, que fica pulsando na infância, fica completamente coberta. Desse modo, vocês desenvolvem o “eu-ismo”. Vocês se tornam o Sr. X, Y, Z e tudo isso. Vocês desenvolvem a sua própria liberdade. Esta é a liberdade que vocês alcançaram: ser o Sr. X, o Sr. Y, o Sr. Z. Após alcançar isso, vocês começam a utilizar o segundo centro, que é o centro de sua criatividade, o centro de sua ação. Os animais não têm nenhum ego. É claro, se eles viverem com os seres humanos, eles podem desenvolver. Mas fora isso, eles não têm ego de forma alguma. E se vocês fizerem algo errado, vocês se sentem mal, vocês se sentem culpados.

Os animais nunca se sentem culpados… porque está em sua natureza matar outros animais, está em sua natureza comê-los, então eles nunca se sentem culpados. Somente os seres humanos dirão: “Oh, eu não deveria ter dito isto, eu não deveria ter feito isto.” Esta é uma característica unicamente humana que é nos sentirmos culpados. É uma característica unicamente humana, agredirmos os outros. Assim, o segundo centro entra em ação, por meio do qual vocês pensam e pensam sobre o futuro, vocês planejam. O seu… Acho que está demais agora, você pode pará-lo? Você pode pará-lo? É melhor parar com a luz, está demais. Eu estou recebendo isso durante todo tempo, está demais. E você pensa.

Para esse ato de pensar, você precisa de energia. E essa energia, vocês a obtêm das células de gordura… que estão no estômago, que são convertidas para uso do cérebro. E quando essa conversão acontece, o coitado deste centro tem de trabalhar duro. Quando vocês pensam, este centro entra em ação. Ele tem de trabalhar muito, muito duro para uma única tarefa, que é cuidar do suprimento de células de gordura. Há muitas luzes ali. Você poderia desligar aquelas luzes. Está ligado, quero dizer, Eu… não, não, não, estas três aqui… Obrigada… Estas ainda estão muito… estas três, se você puder desligá-las, seria melhor. Não, estas três. Estas três estão demais.

Não tem nenhuma necessidade, há três, o que tem lá? Quero dizer, eles podem Me ver também. Você não consegue Me ver? É como você ter vontade de filmar! Assim, este centro é o que chamamos de Swadisthana. É o centro que lhes proporciona o futuro, a energia para pensar em seu futuro, o seu planejamento, que lhes dá a energia para gerar a manifestação do trabalho físico, do exercício físico ou trabalho físico. O coitado deste centro tem de trabalhar para uma única tarefa: converter a gordura para o uso do cérebro. Agora, se um centro que tem de fazer muitas outras coisas, começa a fazer somente uma única tarefa, todas as outras coisas são negligenciadas. Como resultado disso, vocês desenvolvem problemas, porque o Swadisthana tem de suprir o seu fígado, o seu pâncreas, os seus rins, o seu baço. E uma vez que ele dedique sua ação para um único trabalho canalizado, ele se torna programado para isso… e então, ele não pode tomar conta dessas coisas.

É desse modo que vocês desenvolvem um fígado ruim, vocês contraem diabetes, problemas nos rins, pressão alta. Também vocês contraem uma doença muito séria chamada câncer de sangue. Agora, a Sahaja Yoga pode curar todas essas doenças. É somente físico, mas ela pode curar até mesmo problemas físicos, porque se este centro é trazido para o seu comportamento normal, se for feito com que ele se comporte de uma forma bem normal, vocês podem facilmente curar todas essas doenças… que resultam de seu excesso de atividade, excesso de pensamento, excesso de imaginação. É algo muito perigoso pensar sempre sobre o futuro. Por exemplo, agora nós estamos sentados aqui, nós devíamos estar confortavelmente sentados… e conversando uns com outros. Ao invés disso, nós estamos agora… pensando: “O que eu vou fazer amanhã? “, ou “O que vou fazer quando eu for para casa? “, “Como eu irei cozinhar? “, “O que eu irei comer?

“, ou “Como eu irei pegar o meu trem?” Todos esses comportamentos futurísticos os levam a ter… uma personalidade muito estranha. Vocês se tornam tão futurísticos que se esquecem do passado. Eu encontrei um senhor que esqueceu até o seu próprio nome. Ele esqueceu o nome de seu pai. Ele esqueceu o nome de sua mãe e também, para o desalento de sua esposa, esqueceu o nome dela. E ela começou a chorar. Ela disse: “Agora o que fazer? Ele esqueceu tudo.” Ele está em uma área futurística.

Ele conhece somente o futuro. Então, ele teve que ser trazido de volta novamente para o centro. Depois, gradualmente, ele começou a se lembrar. Depois, ele Me disse que ele é o presidente de um dos conselhos… de um grande distrito na Índia. E ele disse que ele era… ele disse: “Não, eu sou”. Eu disse: “Isso é bom, isso é melhor.” “Agora você está no estado em que você diz ‘eu sou’.” Portanto, isso é o que acontece… e isso é o que irá acontecer às nossas sociedades daqui, que são muito futurísticas. Assim, para reduzir isso, pode-se tentar qualquer coisa. Vocês podem tentar qualquer coisa, por exemplo, vocês podem mostrar figuras do passado e coisas assim, mas isso não trará de volta o cavalo.

Ele está correndo muito rápido. A única coisa que pode dar certo… é o despertar da Kundalini. Quando a Kundalini desperta por Si mesma, Ela torna o centro iluminado… e o centro por si mesmo retoma a sua forma normal, o seu comportamento normal e sua condição normal. Além disso, ele adquire um poder dinâmico… ou uma manifestação em que este centro… que cuida de nossa atenção torna-se iluminado… e nossa atenção torna-se iluminada… E a atenção que está iluminada torna-se dinâmica. Nesse sentido, agora, sentados aqui, vocês podem prestar atenção em qualquer um, apenas prestar atenção, não têm de fazer nada. Apenas prestem atenção naquela pessoa… e vocês podem descobrir nas pontas dos seus dedos… qual é o problema com ela, pode estar a milhares de milhas. Quando Nixon estava tendo problemas, de repente, Eu não sei, Eu disse: “Descubram a respeito de Nixon. Como ele está?” E eles disseram: “Mãe, ele está numa confusão terrível.” Cristo disse: “Suas mãos falarão.”

Este momento chegou. Estas mãos que parecem tão simples, mas são tão complexas… e feitas de forma tão complexa, que os terminais nervosos… são tão microscópicos que nós não conseguimos compreender… o quanto eles podem nos informar, até que ponto eles podem nos informar. Quando o despertar acontece, vocês começam a sentir as vibrações em volta de vocês, o Poder Onipresente que vocês nunca sentiram antes… através destas pontas dos dedos. Estas pontas dos dedos que nós negligenciamos, nós fazemos mal uso delas, nós as usamos para coisas erradas. Estas pontas dos dedos, elas próprias se tornam iluminadas… e vocês começam a senti-las. Isto é o que Eu disse: vocês têm de obter a sua consciência, a qual é iluminada. É a consciência que tem de manifestar-se. E é desse modo que vocês começam a sentir as vibrações em seus dedos. “Isso está errado aqui, aquilo está errado ali.” Vocês podem perceber… onde está o problema.

Agora, tudo isso está relacionado com seus centros. Estes são os cinco, o sexto e o sétimo. Sete no lado esquerdo e sete no lado direito. Assim, este é relativo ao seu lado emocional… e este é relativo ao seu canal direito, ao seu lado físico e racional, ou vocês podem dizer, ao lado mental. Assim, você pode identificar uma pessoa, como ela é, simplesmente sabendo se você está recebendo calor daquela pessoa, se você está sentindo calor vindo daquela pessoa, se os dedos estão ficando adormecidos, se eles estão ficando pesados. E o relacionamento é estabelecido… com o Poder Onipresente que o informa, que leva as mensagens. E as mensagens são tão precisas… que até mesmo se você tiver dez crianças que são almas realizadas… Há muitas crianças nestes dias que nasceram como almas realizadas. Nós não compreendemos as crianças atualmente, mas atualmente há crianças grandiosas… e elas nascem nesta época atual porque o momento chegou. Este é o tempo do Julgamento. Este é o tempo da Ressurreição.

Este é o tempo sobre o qual as pessoas descreveram… em todas as escrituras. Assim, pessoas grandiosas estão nascendo. E essas crianças, se você vendar seus olhos… e perguntar-lhes sobre uma pessoa que está sentada diante delas: “Qual é o problema com esta pessoa?” Todas elas levantarão o mesmo dedo. Todas elas levantarão o mesmo dedo, mesmo se seus olhos estiverem vendados, mesmo se estiverem de costas para a pessoa, elas podem simplesmente recuar suas mãos e dizer. Elas são tão boas, as crianças são tão boas. Vejam, quando elas colocam seus dedos na boca, nós alguma vezes pensamos… Eu não sei, Freud, a quem Eu chamo de uma pessoa muito imperfeita, falha, não sabia muito sobre Deus e sobre a vida e sobre nada de forma alguma. Ele era muito…, ele sabia muito pouco. Ele disse que isso tem algo relacionado a sexo, Ele não era nada mais do que uma questão sexual e ele quer que… todo mundo se torne um caso sexual, não um ser humano. Então esse sujeito, seja o que for que ele diga, mas a verdade é que não tem nada a ver com sexo.

É que elas sentem o calor em seus dedos. Elas realmente o sentem. E é desse modo que elas colocam o dedo na boca. Há crianças bem pequenas, Eu tenho visto. Nós temos uma aqui que veio da Inglaterra, de Londres, e há uma outra que é de algum lugar daqui, e todas elas, se vocês lhes perguntarem, elas imediatamente dirão onde está o bloqueio, qual chakra está bloqueado. Agora, vocês não conseguem enganar as crianças. Todas elas lhes dizem a mesma coisa: “Isto é o que está acontecendo.” Portanto, a sua consciência está iluminada e suas mãos, que têm aqui os terminais do sistema nervoso simpático, lhes falam. Nós podemos dizer que agora em nosso sistema nervoso central, nós podemos perceber os outros e nós mesmos. Agora, vamos supor que você esteja sentado aqui e Eu lhe pergunte: “Qual é o problema com você?”

Você dirá: “Eu não sei qual é o problema comigo,” “eu não sei.” Mas, Eu posso ser capaz de lhes dizer qual é o problema. Se você for consultar o médico, ele dirá: “Sim, este é o problema. Como você sabe?” Vocês não têm de fazer nenhum exame, fazer todos os exames patológicos, onde todos os seus dentes são arrancados, os olhos são arrancados e quando terminar, eles lhes dizem que você é o homem mais saudável. Você não tem de ir a todas essas coisas horríveis. Você não tem de gastar nenhum dinheiro… e tentar todas essas coisas frustrantes. Apenas colocando suas mãos, você saberá a respeito de si mesmo. E as pessoas que são Sahaja Yogis lhes dirão: “Isto é o que esta errado com você e é desse modo que você se cura.” Agora, o momento chegou.

Este é um momento tão fantástico. Com a Sahaja Yoga, nós temos curado muitos pacientes de câncer, muitos pacientes de câncer de sangue. Recentemente, uma Sahaja Yogini… em Nova York curou um paciente de câncer. Este rapaz estava prestes a morrer. Eles declararam que ele iria morrer. Eles deram esta declaração de que… por cerca de 15 dias, eles disseram que ele poderia viver… e depois ele iria morrer. Quero dizer, esta é a única coisa que eles podiam fazer. O pobre rapaz teve que passar por todas essas coisas. O rapaz veio da Índia, todo o dinheiro foi gasto… e este foi o atestado que ele obteve: ele morrerá em quinze dias. Agora, de algum modo, essas pessoas entraram em contato Comigo e… Eu lhes falei para entrar em contato com uma Sahaja Yogini em Nova York.

E, eles disseram: “Esse rapaz está lá,” “seu nome é Rahul, ele mal tem 16 anos,” Ele tinha câncer de sangue. O rapaz não somente ficou curado, ele veio para Londres Me ver e voltou para sua casa. Parece fantástico como uma pessoa que não é um médico, que não tem nada a ver com a medicina, possa curar. Além desses remédios, além de todas essas coisas… está o poder sutil, o Poder Divino de onde tudo surgiu. Se você, de uma forma ou de outra, tornar-se o dono disso… ou tornar-se a pessoa que sabe como lidar com isso, você pode curar qualquer um que você queira. Não é que Eu estou curando atualmente, Meus discípulos estão curando. Eu não sei quantas pessoas o Dr. Warren, que era um médico, curou através da Sahaja Yoga, a qual não é uma ciência médica. Quantos pacientes ele próprio curou, ele não será capaz de contar. Assim, todo o sistema irá mudar. Agora você irá se tornar o mestre de si mesmo, de seus poderes e todos esses poderes… serão liberados a partir de você.

Agora, quando nós dizemos que houve gurus que podiam curar, que houve gurus que conseguiam parar o desenvolvimento… de uma doença horrível e coisas assim, nós achamos que não é possível. Nós achamos que é algo impossível. “Como pode ser isso? Como podemos acreditar nisso?” “Isso é uma história absurda.” Mas quando você próprio observar isso manifestando, você ficará surpreso. Uma vez Eu estava viajando de navio… e Eu dei a Realização ao capitão do navio. E então aconteceu que um dos tripulantes do navio… entrou no congelador e ele teve um choque (térmico) e pegou pneumonia. É claro, Eu estava em uma situação… em que Eu estava viajando porque Meu marido… era o presidente daquela empresa. Assim, ele não pediu para que Eu descesse.

Ele pensou que seria demais pedir para Mim. Eu disse: “Tudo bem, se você não permite que Eu desça,” “é melhor que você desça até o lugar onde ele está.” “Não envie nenhum S.O.S para chamar um médico ou algo assim,” “apenas vá e coloque a sua mão no peito dele…” “por cerca de cinco minutos.” A pneumonia dele foi curada completamente e esse capitão… não conseguia acreditar nisso. Ele disse: “Como isso pôde acontecer?” Eu disse: “Acontece. Isso aconteceu a você.” “Agora você se tornou isso, aceite.” Vocês devem assumir esse poder, o que quer que tenha sido dado a vocês. Em Sânscrito, nos dizemos “viraj”.

Assumam isso. Vejam, mesmo se Eu lhes der um trono, se não souberem como assumir o poder do trono, como acreditar nisso, então, igual a um mendigo, se vocês o colocarem em um trono, ele ainda vê as pessoas vindo e coloca a sua mão estendida: “Dê-me cinco rúpias, dê-me cinco rúpias.” A menos e até que você assuma esses poderes, você ainda fica em dúvida. Mas você os obteve. E este é o ponto que é muito difícil, especialmente na mente ocidental, porque eles não conseguem acreditar que podem ter esses poderes. Eles simplesmente não conseguem acreditar nisso. Você lhes fala, mas eles dizem: “Como pode ser isso?” Mas é assim. Agora, por exemplo, este instrumento. Se você levá-lo a um vilarejo e falar-lhes… que isto irá transmitir suas vozes ao redor, ou se você levar, digamos, uma televisão… e dizer-lhes: “Vocês podem ver todos os tipos de filmes”, ou podemos dizer, uma peça ou música com isso, eles não acreditarão nisso.

Eles dirão: “Esta caixa?” “Isto parece uma caixa de madeira comum.” Mas quando você a liga, ela mostra o seu poder. Da mesma maneira, você vê os seres humanos… como algo muito, muito comum e mundano, nós não damos o devido valor a nós mesmos. Nós não sabemos quão glorificados nós somos, quão grandiosos nós somos, como Deus nos criou com tamanha dificuldade, com tanto cuidado, com tanto amor para um propósito muito especial: Ele quer conceder a vocês todos os Seus poderes, Ele quer que vocês entrem no Reino de Deus… e regozijem Suas bênçãos, Seu amor. É algo que não conseguimos acreditar. Nós estamos tão frustrados, estamos descontentes conosco, com a sociedade, com tudo. Mas não é assim, não é assim. Isso simplesmente tem de acontecer. Você deve estar simplesmente ligado à fonte e isso atua, isso funciona.

Tem funcionado. Tem funcionado com milhares e deve funcionar com você. Mas as ideias absurdas que as pessoas têm, a concepção que elas têm é de que vocês podem pagar por isso. Como você pode pagar por algo que é vivo? Você já pagou por algo que é vivo? Como por exemplo, você pagou para obter uma fruta a partir de uma flor? Você pode pagar para a flor? “Tudo bem, eu lhe darei uma libra, dê-me uma fruta.” Isso irá funcionar? É absurdo assim.

Você não pode pagar pelo Deus vivo, você não pode pagar pela experiência viva… e você não pode pagar pelo processo evolutivo. É espontâneo. Está dentro de nós mesmos. Funciona. Mas nós entendemos tanto de dinheiro… que nós não conseguimos entender que isto é gratuito, embora nós tenhamos obtido tantas coisas de graça. Tantas coisas nós obtivemos de graça, ainda assim, nós não compreendemos a importância das coisas gratuitas, porque achamos que tudo que é gratuito não pode ser grandioso. Na realidade, todas as coisas grandiosas têm de ser gratuitas, caso contrário, nós não existiríamos, nós não viveríamos. Se não tivéssemos ar para respirar livremente, nós não existiríamos. Se alguma vez isso acontecesse em um avião ou em algum lugar, vocês veriam então que as pessoas perceberiam… a importância dessas coisas gratuitas, às quais nós não damos o devido valor. Assim, temos de compreender que a concepção… que temos em relação a Deus, sobre alcançá-Lo, sobre entrarmos em contato conosco, também é falha.

Nós achamos que se nós ficarmos de cabeça para baixo, nós alcançaremos isso. Quero dizer, se pudermos alcançar Deus ficando de cabeça para baixo, então em todo processo evolutivo, eles deveriam ter ficado de cabeça para baixo. Ou nós achamos que correndo nessas competições, nós O alcançaremos, ou que comendo este tipo de comida ou aquele tipo de comida, ou fazendo isso ou aquilo, nós O alcançaremos. Está errado. Mas depois, vocês podem perguntar: “Por que todas essas pessoas nas religiões disseram:” “não cometerás isso; não farás aquilo?” Eles disseram isso porque essas são as coisas… que são requeridas para a nossa sustentação, para o nosso equilíbrio como seres humanos. Nós perderemos o nosso equilíbrio se não fizermos essas coisas. Nós temos de ter equilíbrio, é por isso que foi dito: “Não faça isso.” Os seres humanos têm a capacidade de ir a extremos. Quero dizer, você lhes fala algo, Eu tenho conhecido pessoas, você apenas lhes fala que para curar este determinado centro, você tem de fazer este asana ou você tem de fazer este tipo de coisa, eles o farão centenas de vezes, milhares de vezes em um único dia.

Quero dizer, Eu nunca lhes pedi isso. Eu apenas disse: de vez em quando, façam isso… ou uma vez por semana. Eles o farão centenas de vezes. Nós vamos a extremos. E é por isso que para atingir o equilíbrio, essas pessoas nos disseram: “Não faça isso, não faça aquilo, não faça aquilo.” Mas depois em nosso ego, dizemos: “Por que não? O que há de errado?” Tudo bem, vão em frente. Quando falamos para as crianças: “Não fumem.” “Por que não?

Todos os nossos amigos estão fumando, eu fumarei.” Tudo bem, vão em frente. Fumem, contraiam câncer, então vocês terão um buraco aqui, respirarão através disso. Depois de algum tempo, isto desaparecerá, o nariz desaparecerá. E vocês estarão se movendo como uma máquina olhando para todo mundo. Vocês não conseguem falar, não conseguem viver como… uma pessoa normal. Então compreendem: “Oh! Deus, eu não deveria ter fumado.” Mas na Sahaja Yoga, nós não dizemos: “não fumem”, porque metade das pessoas irão embora. Nós nunca dizemos: “não bebam”, nunca dizemos nenhum “não faça”.

Nós dizemos: “Tudo bem, você está fazendo isso, tudo bem.” “Deixe acontecer.” Tão logo aconteça, simplesmente desistem por si mesmos, porque quando vocês descobrem o mais elevado, então vocês não se importam com todas essas coisas pequenas. Todos os seus hábitos vão embora automaticamente. Eu não tenho que forçá-los a isso. Vocês têm tudo dentro de vocês, este poder, assim vocês se elevaram. Como um lótus que surge do lodo através de sua própria força, vocês se elevam e sua fragrância… preenche este lodo e vocês mesmos ficam surpresos com isso. Primeiro vocês estão identificados com este lodo… e acham que isto é o que é. Mas, não é assim. Quando ele surge, esse lótus espalha suas belas pétalas… e a fragrância nos proporciona essa personalidade… que se expande por todo lugar. E isso é o que irá acontecer a vocês.

Todos vocês irão ser esse lótus que parece estar escondido, que está completamente invisível dentro de vocês, que irá se abrir e a fragrância de sua Divindade irá se espalhar. Agora, hoje Eu não posso abordar todos os centros, porque se Eu começar abordando todos os centros, ficará muito longo. Eu abordei três centros, como vocês devem ter visto: o Muladhara Chakra, o Swadisthana e o Nabhi Chakra. E os outros, Eu abordarei mais tarde, amanhã. Mas Eu devo falar sobre o Espírito, sobre o qual nós estamos falando há séculos, agora nós temos de nos tornar o Espírito. Na língua inglesa, como vocês sabem, “espírito” pode ser qualquer coisa. É uma palavra muito ambígua, até mesmo álcool, nós chamamos de espírito, até mesmo almas mortas, nós as chamamos de espíritos… e até mesmo o Espírito, isto é, o que nós somos, o puro ser que é chamado de Atma… em Sânscrito, nós o denominamos com a palavra “espírito”. Aqui, Eu estou falando sobre este Espírito… que é o puro Ser dentro de vocês, que é um ser desapegado dentro de vocês, que é a testemunha dentro de vocês, que os vê o tempo todo, que os observa, que reside dentro de vocês como regozijo e felicidade no coração. Ele reside no coração. Este Espírito não está em nossa mente consciente, não está em nosso sistema nervoso central, não está sob nosso controle.

Para fazer uma analogia, Eu digo que… o canal esquerdo dentro de nós é como o freio… e o canal direito é como o acelerador em um carro. Agora, nós estamos no carro aprendendo a dirigir… sentados no banco da frente e há o professor observando atrás… e olhando toda a ação. Agora, o que você faz é ir para a esquerda, quer dizer, às vezes você freia, às vezes você acelera, comete erros e então você aprende a dirigir. Este aprendizado de como dirigir é a parte da sabedoria… que vem a nós através do equilíbrio de nossas vidas. Antes de mais nada, o equilíbrio é a coisa mais importante. Mas mesmo que você não tenha equilíbrio, Eu tenho visto na Sahaja Yoga, pessoas muito desequilibradas… entrarem em equilíbrio. Agora, este equilíbrio dos canais esquerdo e direito… ou, digamos, do freio e do acelerador, lhes proporciona uma situação onde vocês podem dizer… agora que dominaram a direção. Mas ainda há o mestre sentado atrás. Então você se torna o mestre. O mestre é o Espírito dentro de você.

Você se torna o Espírito… e começa a observar a si mesmo como um motorista. A coisa toda se torna como uma peça, uma peça de teatro, em que você se separa de si mesmo e começa a observar… tudo acontecendo diante de seus olhos, tudo acontecendo exatamente como uma peça teatral externa… e você não é parte integrante disso. Assim, você entra na região do seu eixo… e a periferia perde o impacto sobre você. Você se torna uma pessoa silenciosa, feliz, tranquila e… observa a periferia, o movimento da periferia, mas você não está nela. É desse modo que você se torna o mestre. É desse modo que você se torna o profeta. Mas a Sahaja Yoga atualmente tem o poder… e transformar em profetas os homens de Deus… e esses profetas terão o poder de transformar os outros em profetas, como diz William Blake, o grande poeta deste país. E isso é exatamente o que é a Sahaja Yoga. Ele previu isso há cem anos atrás… e hoje, se você vier para a Sahaja Yoga, você ficará impressionado com o que você é. O que quer que Ele tenha previsto sobre a Inglaterra… ser a Jerusalém de amanhã, esse amanhã é hoje. Este país de vocês, a Inglaterra… – que até agora Eu não sei se as pessoas compreendem… ou estão conscientes do que este país é, o qual é o coração do Universo, o qual é a parte mais importante do Universo – este país tem de se tornar Jerusalém.

Para isso, os ingleses têm de sair de sua inércia… para ver quais são os seus potenciais, para elevarem-se até este ponto e isso irá funcionar. Já está funcionando muito bem em Londres. É claro, nós não podemos ter muitas pessoas, porque plásticos podem ser produzidos nas máquinas… aos milhares, mas se você tem de ter algo vivo, isso leva tempo. Mas uma vez que isso leve tempo, uma vez que isso alcance a sua maturidade, Eu tenho certeza de que este grande país irá assumir… este status de tornar-se Jerusalém, o lugar de veneração onde as pessoas tem de vir para venerar. É muito surpreendente as coisas que estão acontecendo com a Sahaja Yoga. A flor margarida que nunca teve fragrância, se vocês forem ver, agora tem fragrância. A maioria das flores inglesas não tinham nenhuma fragrância, elas eram conhecidas por isso. A maioria das flores têm agora muita fragrância. Vocês podem ver por si mesmos. Todas essas coisas são trabalhadas pela natureza, são elaboradas.

Elas estão surgindo, mas, e quanto aos seres humanos? Onde eles estão? O que eles estão fazendo? Onde eles estão perdidos? Isso é algo muito triste. Eu vim para Londres apenas por acaso, Eu devo dizer, ou talvez isso foi arranjado previamente. Meu marido foi nomeado para esse cargo e teve que vir. E esta agência da ONU está localizada somente aqui, na Inglaterra, em mais nenhum outro lugar. Vocês têm somente uma agência da ONU que está na Inglaterra, para a qual Meu marido foi nomeado e por isso Eu estou aqui. De outra forma, Eu não acho que Eu poderia ter vindo aqui como um Guru, porque Eu não tenho nenhum outro interesse, exceto este.

E Eu não poderia ter vindo para cá de outra forma, porque Eu não viria para um país sem ser convidada, mas Eu vim para cá como uma pessoa convidada. Tudo está dando certo. Só que vocês têm de realizar isso por si mesmos… e compreender não apenas o dinamismo, a vitalidade, mas o mais importante é que… neste ponto, vocês estão se colocando… à beira da destruição ou da construção. E os ingleses têm um lugar especial. Eles têm de se elevar, porque eles são as células do Coração. Eu farei esta palestra amanhã novamente. Eu espero que vocês venham e fiquem confortáveis. Peço desculpas pela Minha garganta. Eu tenho dado palestras dia após dia, todos os dias. Muito obrigada.

Se tiverem quaisquer perguntas, Eu gostaria de respondê-las. Eu posso ouvir as perguntas de vocês e depois Eu as responderei. A Senhora disse que pode curar após a Realização do Si. O problema dele é que a mãe dele é surda. A Senhora pode resolver este problema de audição? Veja, esta questão é de tal maneira… que faz você achar que Eu sou uma pessoa… que tem de curar todo mundo. Você está lamentavelmente errado. É um sub-produto do despertar da Kundalini, você ser curado. Eu sinto pena por isto, que você tenha esta compreensão de que… Eu estou aqui para curar todas as pessoas. Eu devo Me estabelecer em um hospital?

Mas o principal é que a Kundalini tem de ser despertada… para você se curar. Tudo bem? Se sua mãe estivesse aqui, nós poderíamos realizar isso. Mas o aspecto principal que você precisa compreender… é que Deus tem muito bom senso assim como nós temos. E Ele está interessando somente nestas luzes… que nós somos, as quais irão realizar o trabalho Dele. Aquelas pessoas que estão, digamos, muito doentes, extremamente doentes, podem ser curadas em um segundo. Você ficará impressionado, Eu lhe digo. O nosso presidente da Índia… foi para os Estados Unidos para tratamento… e eles falharam e ele voltou para a Índia. E Eu fui vê-lo como a Senhora “fulana de tal”. Mas o alto comissário disse a ele que… Eu sou tal pessoa e ele tinha ouvido falar Meu nome na Índia.

Sua esposa disse: “Por que a Senhora não cura meu marido?” E ele simplesmente estava nas últimas, eles prepararam tudo para sua extrema-unção na Índia. Eu apenas coloquei a Minha mão em suas costas por 10 minutos. Você não acreditará. Ele não tinha dormido por vários dias com dor. Ele disse: “Minha dor foi aliviada. Eu quero dormir.” E ele levantou-se da cama. Ele estava perfeitamente bem. Ele caminhou, as pessoas tinham trazido macas e outras coisas.

Ele simplesmente caminhou. Eles não podiam acreditar em seus olhos. Mas isso aconteceu porque ele será usado para o trabalho de Deus. Em nossa casa, se nós temos lâmpadas que nunca irão iluminar, nós não nos preocupamos com elas. Nós as mandamos para a sucata. Da mesma maneira, o Divino não cura as pessoas, todas elas. Ele cura milhares, mas para algumas pessoas que estão muito doentes, Ele diz: “Tudo bem. Passe pelo segundo ciclo.” “Tudo bem? Retorne purificado,” “descansado e então isso se realiza.”

Portanto, não necessariamente todo mundo será curado, não necessariamente. Mas tantos têm sido curados… e isso tem se realizado. Mas este não é o nosso trabalho principal: curar as pessoas. Não. É dar a Realização às pessoas… e como um sub-produto, como você disse, é claro que se ela obtiver a Realização, a sua surdez irá embora. Muitas pessoas curaram a surdez delas. Não somente a surdez, mas até mesmo em pessoas calvas cresceu cabelo. Ele não tinha nenhum cabelo em sua cabeça quando ele veio a Mim. Mas Eu não poderia supor que após a Realização… e antes da Realização, é um acontecimento tão fantástico… que é melhor tirar fotografias antes da Realização e ver por si mesmo. Algumas vezes após a Realização, vejam, elas tiraram fotografias antes da Realização, elas as jogaram fora.

É diferente. Mas o principal não é curar, é a Realização do Si, essa é a parte principal. E não tem problema a idade. Ontem, Eu acho que em Birmingham, nós demos a Realização a alguém que era muito, muito idoso. Portanto, a idade não importa, a saúde não importa, nada desse tipo. Todos podem ter isso e devem tentar ter isso. Tudo bem? Assim, se você puder trazê-la, nós realizaremos isso. Mas Eu não prometo nada. Tudo bem?

Que Deus o abençoe. É claro, a Realização do Si Eu prometo, isso Eu prometo. Se você tiverem paciência consigo mesmos como Eu tenho com vocês. Vocês têm de ter paciência. Alguma outra pergunta por favor? Ele tem um problema no tórax há quatro ou cinco anos. Existe alguma forma da Senhora ajudá-lo? É claro, isso pode ser curado. Sim, problemas no peito como problema respiratório ou o quê? Problema respiratório?

Ele é indiano? Asma. Você é indiano? Ah! Os indianos, sabem, eles tomam muito banho. Eles ainda pensam que estão na Índia. Todos os dias tomam banho de manhã e depois saem. Não é? Isso não deve ser feito. Aqui é a Inglaterra.

Nós devemos tomar banho à noite. Nós devemos viver como os ingleses. Eles tomam muitos banhos. Os indianos tomam muitos banhos, entendem. Eles têm de tomar banho todos os dias… quer esteja zero graus ou doze graus negativos. Eles têm de tomar banho. Vejam, isso é um hábito que eles adquiriram. Eles não se sentem bem sem um banho… e é desse modo que eles contraem (essa doença), mas de qualquer forma, nós curaremos a sua asma. Tudo bem? Vamos ver, não é tão difícil.

Mas não se deve tomar tantos banhos na Inglaterra. Eu sugeriria que se você quer tomar banho, tome-o à noite… como os ingleses fazem, porque o clima é muito incerto. E se você tomar banho e sair, você por certo vai pegar estes problemas no tórax. Não somente isso, mas também artrite e todas essas coisas… que surgem a partir disso. Isso é feito de forma indiscriminada neste país. O clima é de tal maneira que você tem de ser cuidadoso. Quero dizer, não se deve adiar o banho para sempre. Porque, vejam, quando Eu digo algo, Eu tenho que apresentar o outro extremo também. Mas nós tomamos muitos banhos, sem dúvida. O asseio pessoal é exagerado nos indianos, é exagerado.

Mas a limpeza geral… ou, vocês podem dizer, a limpeza coletiva é maior aqui. Como aparar a grama e cuidar da limpeza das estradas e tudo mais é muito melhor. Quero dizer, nós temos de associar essas coisas. É importante. Isso pode dar certo. Tudo bem? Asma não é um problema tão grande. O que mais? De que maneira isso funciona? Nós temos um centro dentro de nós… que é o centro de Shri Rama, no lado direito.

Nós o chamamos de Coração Direito. E se você puder curar este centro em você, você ficará bem. Tudo bem? Nós faremos isso dar certo. Nós lhe diremos como fazer isso. A Yoga remonta a um período de quantos milhares de anos? Ela disse. A qual Yoga você se refere? A Yoga tem existido, a Yoga espontânea tem existido… desde o início. Veja, o que é espontâneo é vivo.

E o processo vivo têm existido desde o início. Portanto, nós não podemos dizer quando começou. Nós podemos dizer quando se separou. Quando Deus e Seu Poder se separaram e Deus começou a observar tudo como uma Testemunha, Deus Todo-Poderoso e Seu Poder começaram a trabalhar. Ele criou todos os Universos, Ele criou o nosso Universo e a partir do qual, criou os seres humanos. E agora tem de se tornar Um novamente. Esta criação tem de conhecer o seu Criador. Uma, duas, três, quatro pessoas – sempre houve poucas pessoas… que obtinham essa conexão, mas hoje é o momento da evolução em massa. Para o crescimento da vida, você não pode estipular nenhum tempo. Você não pode dizer quando isso começou, há quantos anos tem existido.

Mas, hoje é o tempo de florescimento… em que muitos têm de obter as bênçãos da yoga. Tudo bem? Obrigada. O quê? A Senhora falou sobre a Kundalini. Para uma pessoa comum, Ela é muito difícil de ser despertada. Ah! Quem lhe disso isso? Não é assim. Vejam, essas pessoas anormais… quando falam sobre a Kundalini, elas chamam isso de anormal, porque elas não sabem como fazê-lo.

É a coisa mais fácil de fazer. É a coisa mais fácil de fazer se você for uma pessoa despertada. Até mesmo uma criança pode fazê-lo. Essas pessoas que dizem que a Kundalini é algo muito difícil são as pessoas que não têm nenhuma noção da Kundalini, de forma alguma. Elas não são mestres. Para um mestre, o que é difícil? E até mesmo uma pessoa comum pode se tornar um mestre, então o que é difícil? Essas pessoas não são mestres. Estas são pessoas completamente inexperientes, imaturas, que querem ganhar dinheiro, pessoas inúteis. Elas escrevem livros sem saber nada a respeito da Kundalini.

Elas estão enganadas. É a coisa mais fácil de fazer. Ela simplesmente se moverá sob sua mão e você A verá se movendo para cima e pulsando na cabeça. Não é difícil de forma alguma. Eu lhe disse que isso é a coisa mais vital que tem de acontecer… e tudo que é vital tem de ser gratuito e fácil, Sahaja. Por que na Índia nós tivemos Nanaka que disse: “Sahaja samaadhi laago. Sahaja samaadhi laago.”? Ninguém disse que é difícil. Kabira nunca disse isso. Ele disse: “Paacho pachiso pakar bulau ek hi dor bandhahu.”

“Eu juntarei 25 pessoas e irei colocá-las num só fio.” Aqueles que têm autoridade sempre falaram assim. Ninguém disse que é difícil. Somente estas pessoas que não conhecem a tarefa, que não têm nenhuma autoridade, falam assim. Não acredite nelas. É a coisa mais fácil de fazer. Você verá por si mesmo. Mas supondo que seja mais fácil, então por que nós devemos recusá-la? Vamos supor que Eu tenha conseguido m diamante para você gratuitamente, você não irá vê-lo? Você não irá tê-lo?

Ou nós pensaremos: “Oh! É muito difícil. Como podemos fazer? “, quando Eu estou dizendo que é fácil. Você não tem de pagar por isso. Tudo bem? O quê? Você está certo, isso está correto. Sente-se, sente-se. Tudo bem, tudo bem.

Por favor sente-se. Eu lhe direi. Esse foi o método que as pessoas tentaram. Não funciona dessa maneira. Digamos, por exemplo o seu carro, há algo errado com seu carro, tudo bem? Agora, você pode limpá-lo sentado dentro dele? Você pode colocá-lo em ordem? Você tem de sair dele. Assim, primeiro a elevação da Kundalini tem de ser feita. Vejam, as pessoas confundiram tudo.

Mesmo na Hatha Yoga, onde existem as ashtangas, primeiro é o Ishwar Pranidhana. Primeiro é o estabelecimento de Deus. Primeiro você tem de estar conectado a Deus. Mesmo no Cristianismo, você tem de ser batizado primeiro. É claro, é uma coisa artificial, esqueçam isso, mas você tem de ser batizado. Mesmo como um hindu, você tem de ser batizado de certa maneira, o que você chama um Yagnopavita é feito… aos oito anos de idade. Isso é o que a Realização é. Ou Maomé e todas essa pessoas usam Sumta (liberdade de pensamento… e consciência) que é a mesma coisa. Portanto, a primeira coisa é obter a sua Realização. E isso não significa que você se torna um mestre. Mas despertando a Kundalini e depois com o crescimento da Kundalini, você se torna um mestre.

Esse era o processo verdadeiro, mas agora eles colocaram isso de cabeça para baixo. Como você pode se purificar a menos e até que se livre disso? Vamos supor que Meu sari esteja estragado, Eu tenho que tirá-lo e limpá-lo, não é? E é por isso que é difícil. É isto. Eles criaram uma confusão. E não acredite em todas essas histórias. Se você tentar anular seu ego, ele se sentará na sua cabeça. Ele nunca irá embora. Se você tentar anular o seu superego, isso nunca o ajudará.

Mas aqui, isso acontece automaticamente. E como isso acontece, Eu lhes direi amanhã. Despertando estas Divindades dentro de vocês, essas coisas são absorvidas. A Kundalini desperta e faz isso. E por último, se vocês quiserem que Eu admita, há algo especial em relação a Mim: Eu posso fazer isso. Deve ser alguma coisa. Se vocês não Me crucificarem, Eu direi esse tanto, não mais que isso. É melhor que vocês descubram, senão a primeira coisa… que vocês farão é Me crucificar. E Eu não quero mais isso. Tudo bem?

Que Deus os abençoe. Sim, Meu filho? Não é necessário nenhuma cirurgia para isso. Na Sahaja Yoga, nós temos técnicas, técnicas Divinas através das quais nós podemos abrir o nosso coração. A confusão está também em uma outra linha… e essa confusão tem nos levado a problemas. Vejam, a confusão é sobre como os nossos relacionamentos… devem ser conosco, com os outros e com a sociedade. Existe uma grande confusão que começou há muito tempo atrás… quando os Smritis foram escritos, ou podemos dizer, quando a religião era praticada, isso era exatamente o oposto. Nós começamos a fazer de tudo… e é desse modo que perdemos essa capacidade. A atitude em relação a nós mesmos… deve ser esta: nós devemos tentar nos aperfeiçoar. É absolutamente tirânico, Eu lhes digo.

Quando Eu tento aperfeiçoar a Sahaja Yoga, Eu sou tirânica em relação a Mim mesma. A quantidade de trabalho que Eu demando deste corpo… e a quantidade de esforço que Eu posso investir neste corpo, esticando muito Minha paciência, Eu realizo isso. Quero dizer, normalmente as pessoas simplesmente ficam pressionadas, “Oh! Mãe, isso é demasiado. Nós não podemos suportar.” Vocês têm visto isso por si mesmos. Mas vocês têm de ser realmente tirânicos para se aperfeiçoarem. Essa deve ser a forma como nós devemos trabalhar isso… em relação a nós mesmos. E em relação aos outros, deve ser um relacionamento ideal. Por exemplo agora, você tem um irmão, ele é o seu irmão, deve ser um irmão ideal.

Se ele é seu pai, ele deve ser um pai ideal. Mas há uma tamanha confusão! Quanto mais iluminado você se torna, quanto mais elevado você se torna, acontece a confusão: quem é sua irmã? Quem é sua mãe? Quem é seu pai? Então o relacionamento entre Sahaja Yogis também se torna confuso. Vocês são Sahaja Yogis, vocês todos são profetas, vocês devem respeitar uns aos outros, vocês todos são profetas, vocês falam a mesma língua. Vocês têm de amar uns aos outros. Isso não é racional, isso tem de acontecer com vocês porque o relacionamento tem de ser estabelecido, este relacionamento, este relacionamento ideal. Muitas pessoas agora, vocês souberam disso, ficam irritadas Comigo: “Mãe, a Senhora é muito paciente…” “com os Sahaja Yogis.”

Mas eles são Meus filhos. Eu tenho que aperfeiçoar a Mim mesma… e o Meu relacionamento com eles deve ser ideal. Eu tenho que perdoá-los muito, de modo que eles se elevem. Portanto, o relacionamento com os outros deve ser ideal. Você é um pai ideal? Você é uma mãe ideal? Você é uma irmã ideal e m irmão ideal? Você é um cidadão ideal em relação aos outros? Mas a sociedade tem de ser pragmática. A sociedade tem de trabalhar de forma pragmática… e o trabalho pragmático vem através da mudança.

Vamos supor, hoje Eu diria que na Índia, nós não precisamos de vegetarianismo, na Inglaterra, nós precisamos de vegetarianismo. É tudo pragmático. A sociedade tem de ser pragmática. Aqui, nós somos pragmáticos em relação a nós mesmos… e não em relação à sociedade. Somos pragmáticos em relação a nós mesmos. Tudo funciona assim: “O que há de errado?” Uma mulher que tem filhos irá fugir com outro homem: “O que há de errado?” Ou uma mulher que tem filhos pode vender o país… por causa de seus filhos: “O que há de errado?” Assim, essa confusão dentro de nós cria esse problema. E é desse modo que não sabemos como nos abrir.

Se nós pudermos nos livrar de nossas confusões, isso poderia ficar bem. Isso pode ser feito por meio da Sahaja Yoga. Todas essas confusões têm sido criadas pelas pessoas imperfeitas, Eu diria. Não há nada errado com as Encarnações, com os profetas, não há nada errado com Eles, Eles são pessoas perfeitas. O que está errado conosco é a nossa atitude. E se nós pudermos usar com discernimento a nossa atitude… em relação a nós mesmos, em relação aos outros e em relação à sociedade, tudo irá funcionar. Será belo. Por causa dessa confusão, o nosso coração está fechado. Nós temos medo dos outros. O que há para termos medo?

O relacionamento é ideal. O que eles podem fazer? O seu relacionamento, no que diz respeito a eles, o seu relacionamento, o seu coração é ideal. Seja o que for que eles façam não é a questão. Seja o que for que Eu faça para eles deve ser o ideal. Eu tenho que continuar a amá-los. Eu tenho que continuar a admirá-los, a encorajá-los, a sustentá-los… e dar-lhes o que Eu tiver que fazer assim como Meu relacionamento. Digamos por exemplo, uma fonte de água que está sob a Mãe Terra, ela pensa sobre que tipo é a árvore, que tipo de coisas ela está fazendo? Ela apenas doa a Sua fonte, a Sua água. Da mesma maneira, por vocês serem a fonte, então o relacionamento tem de ser ideal.

Essas confusões têm acontecido… e, racionalmente, nós temos aceitado todas essas confusões. E isso tem nos levado a este tipo de armadilha… na qual nossos corações ficam fechados. Tudo bem?