Guru Nanak’s Birthday

Nirmala Palace - Nightingale Lane Ashram, London (England)


Send Feedback
Share

Guru Nanak’s Birthday, “Every Sahaja Yogi has to become a Guru”. Nirmala Palace (Nightingale Lane ashram), London (UK), 1 November 1982.

Hoje é a famosa, imensa, lua cheia, chamada de Sharada Indu. Sharada Indu, esse é o nome da Deusa também, Sharada Indu. A Lua na estação do outono. Essa é a maior Lua, e – é claro, não na Inglaterra – mas na Índia, neste dia a Lua está proporcionando… a sua maior luminosidade, entendem? E é uma coisa tão grandiosa que… Guru Nanaka tenha nascido em uma data assim. Como vocês sabem na Índia, as pessoas celebram… aniversários de acordo com as datas da lua, chamadas de stithi, não como as datas que temos aqui, de acordo com o sol. Eles seguem… Jaram, Shri Mataji, eu estou indo com eles. Certo. E essa grande personalidade nasceu em Punjab… onde as pessoas não conheciam os meios de Deus. Ele sempre se preocupou com o Dharma em todas as Suas vidas, porque, como vocês sabem, Ele era o Mestre Primordial, e o Mestre Primordial… sempre se empenhou em cuidar do nosso Void, em nos sustentar, e nos dar um modelo de mestre ideal. E Ele sempre nasceu… nos lugares mais difíceis como colinas e vales e montanhas, ou Eles se estabeleceram em lugares que são ainda mais difíceis, entre pessoas que eram horríveis… e que precisavam da ajuda Deles.

Assim na Índia, naquele tempo, de algum modo, Punjab era considerada como o lugar onde… as pessoas não respeitavam Deus… ou os ídolos tradicionais hindus, ou você pode dizer, as estátuas que eram consideradas… as vibradas. Mas eles veneravam… o dinheiro, mesmo agora, e eles veneravam… o poder. E naquela época, havia um rei… que estava muito ansioso em converter as pessoas… para a religião islâmica dando-lhes dinheiro. Muitos estavam adotando o Islamismo. Como resultado, os hindus começaram a odiar os muçulmanos… e um grande ódio se desenvolveu entre muçulmanos e hindus. Desse modo, nessas circunstâncias onde existia… uma discórdia entre os seguidores de Maomé… e os seguidores do Hinduísmo, o próprio Maomé nasceu nesta Terra, embora Ele tivesse decidido… não nascer mais, Ele pensou que isso resolveria o problema. Entretanto essa encarnação é tal que nunca morre. Mesmo se… Eles deixarem o corpo, Eles estão sempre por perto. E Eles são Aqueles que fazem muitos milagres… quando nenhuma outra Encarnação vem a esta Terra. Eles ajudam, apoiam, guiam… os seguidores a irem para as Encarnações.

Assim, celebrar o aniversário Dele nesta data… é também um mito porque Ele nunca morre. Ele vive eternamente. Eles nunca nascem… e nunca morrem. Mas o nascimento Dele é importante, porque simbolicamente… Ele veio nesta Terra não para propagar… algum tipo específico de Void como Maomé fez… ou como Moisés fez, Davi, Moisés e então, antes disso, Abraão, Lao Tsé… ou Sócrates, que foram seguidos em uma religião. Mas Ele veio para criar amenidade, harmonia podemos dizer, para criar compreensão, para criar união entre as religiões. Esse foi um grande passo para a Sahaja Yoga. Depois disso, como vocês sabem, Ele nasceu novamente, só Deus sabe onde, ninguém sabe onde Ele nasceu, mas Ele apareceu como Shirdi Sai Nath. Ele também disse a mesma coisa, que falar mal de qualquer religião é um pecado. Mas esses esforços… estão totalmente perdidos, porque as pessoas que eram muçulmanas naquela época… ou as que eram hindus, são agora grandes fanáticos. Então, ao invés de eles se aproximarem… e amarem uns aos outros, eles se tornaram fanáticos.

Apesar de acharmos que o Islamismo está se expandindo… rapidamente, o Sikhismo está se expandindo muito rápido também. Na América, há um guru horrível, ele começou a expandir o Sikhismo. Ele está convertendo todas as pessoas de pele branca em Sikhs. Eles estão deixando o cabelo crescer, e também estão deixando a barba crescer, e vestindo seus karas… e todas aquelas cinco coisas que eram exigidas. Na época do Guru Gobind Singh, quando a guerra começou, eles tiveram de vestir todas essas coisas, o que era importante. Porque a guerra tinha começado… e para proteger o Hinduísmo ou os hindus da invasão dos muçulmanos, do fanatismo dos muçulmanos, eles adotaram esse tipo de coisa militar. Na verdade, se você acredita em Deus, nada pode ser morto. Mas Eu acho que Guru Gobind pensou que ele tinha de usar aquilo. Em todas essas religiões proféticas, se você observar, todos os profetas que difundiram todas as religiões… sempre foram atacados tão duramente… que eles tiveram que adotar armas. Mesmo no Islamismo, eles tiveram que adotar armas para se protegerem.

Agora, quando essas pessoas adotaram armas, elas impuseram uma certa disciplina nas pessoas. Sem disciplina, nada é possível. E existia uma disciplina muito rígida para os Sikhs. Agora, os Sikhs de hoje não são mais Sikhs, eles são só por fora, e por dentro eles não são. Eu não descreverei todo o rigor… e a disciplina que eles tiveram de passar. Mas todo discípulo… tem de passar por um disciplinamento muito severo… de si mesmo, se ele tem de se tornar o guru. Não há dúvida sobre isso. Não é somente alguém como Eu vir e dizer-lhes: “Faça isso, faça aquilo”, e no dia seguinte você esquece essas coisas. É um assunto muito sério, a pessoa tem de entender. Vocês receberam sua Realização por meio da Sahaja Yoga.

Agora vocês se tornaram Sahaja Yogis. Mas Eu diria que vocês ainda não são Sahaja Yogis completos, porque todo Sahaja Yogi tem de ser um guru. Senão, ele não é um Sahaja Yogi. Em primeiro lugar, vocês são Yogis porque receberam sua Realização. Mas Yogis são inúteis, vocês têm de ser Sahaja Yogis. Assim, foi lhes falado sobre todos os chakras, sobre tudo que vocês estão fazendo, sobre todos os… problemas, sobre a Kundalini, como curá-los. Tudo sobre isso foi lhes falado. Agora, vocês se tornaram, com isso, um tipo diferente de raça, um tipo diferente de pessoas, que nasceram duas vezes, que nasceram do Espírito, não da carne, lembrem-se disso, este é um ponto muito importante que João disse: Vocês nascem do Espírito e não da carne. Aqueles que nascem da carne estão na carne. Mas se você nasceu do Espírito, é desse modo que você nasceu duas vezes.

E quando você sabe tudo sobre o Espírito e a Kundalini, então você é um Sahaja Yogi. Mas a menos e até que você se torne guru, você não é um Sahaja Yogi completo. Assim, antes de mais nada, nós devemos entender que o Espírito é descrito como um Kala, como uma fase da Lua, uma fase da Lua. Mas um Guru é descrito como a Lua cheia, purnima, Guru Purnima. Guru é a Lua cheia, não é só uma fase. Então de uma fase você tem de ir para o estágio… onde você se torna um guru completo. Existem 16 fases ao todo, e você tem de atravessar esses 16 estágios para torna-se o guru. Agora, como fazemos isso? Nós temos de ser extremamente objetivos em relação a isso. Como nos tornamos guru?

Porque nós temos de nos tornar gurus, sem dúvida. Agora, você não pode simplesmente dizer: “Mãe, a Senhora nos deu uma fita e nós aprendemos de cor… e vamos para a uma outra pessoa dizer blá blá blá blá blá.” A mesma coisa com seja o que for que Eu lhes disse, ou levam minha fita e mostram às pessoas: Esta é nossa Mãe, e Ela é assim e assim e assim. Mas eles dirão: “Tudo bem, Ela pode ser, mas e quanto a você, senhor?” Agora, a Sahaja Yoga tem uma responsabilidade muito grande, que Eu não acho que as pessoas entendam. Eu gostaria que elas pudessem Me ouvir muito intensamente… e entender isso. Até agora, se vocês observarem, gurus permaneceram gurus e nenhum discípulo se tornou guru. Eles ainda eram considerados como discípulos de um guru, quer isso seja falso ou qualquer coisa assim. Eles nunca se tornaram eles próprios gurus. Então não havia nenhuma necessidade para eles crescerem, eles tinham de recitar o nome do guru deles, tudo bem.

Cristo tinha Seus discípulos; Profeta Maomé tinha Seus próprios discípulos; Nanak tinha Seus próprios discípulos; Shirdi Sai Nath tinha Seus próprios discípulos. Nenhum deles se tornaram gurus. Mas agora isto é sua sina, desculpe dizer isso, que vocês têm de se tornar gurus. É um privilégio, na verdade. É um privilégio muito grande tornar-se o guru. E para tornar-se o guru, nós devemos aprender o que temos de fazer. Isso também algumas vezes torna-se apenas uma palestra. Eu penso assim. Porque Eu já lhes falei no Guru Purnima, quais são as dez conquistas que temos de obter. Hoje, todos esses 16 estágios devem ser vistos, como nós temos de crescer e nos transformar em um guru.

O primeiro é: nós temos de ter a completa disciplina imposta a nós mesmos. Ninguém tem de dizer-lhe, como por exemplo Sr. Nick… é atacado por todos. Não, ataque a si mesmo, torne-se o Sr. Nick agora. Você tem de fazer este corpo subserviente a você, esta é a primeiro maestria. A maestria é esta: meu corpo pode dormir em qualquer lugar, pode ficar faminto, pode viver sob quaisquer circunstâncias, ele não se atreve a resmungar. Em qualquer lugar. Ele deve ser capaz de dormir a qualquer hora, ele deve ser capaz de se manter acordado a qualquer hora. Esse corpo deve ser dominado. Até mesmo, se você ler a Ashtanga Yoga, a primeira coisa é maestria sobre o corpo, eles dizem. Assim, depois da Realização, a primeira coisa que você tem de fazer é dominar este corpo, e é a coisa mais difícil para os ocidentais, porque a matéria está sentada sobre o Espírito deles.

Primeiro o Espírito tem de surgir, primeira fase, no mínimo o Espírito tem de estar presente. Se você tem de ser o Espírito, então a matéria da Lua tem de ser coberta com essa luz. Na primeira fase, nós temos de dominar nosso corpo. Então o que fazemos para dominar nosso corpo? Em primeiro lugar, nós temos de observar: Quais são as coisas que drenam nosso domínio do corpo? Nós devemos conhecer todas as trapaças que tentam nos dominar. Então retire-se… [Shri Mataji pede a alguns yogis para que se desloquem… e abram algum espaço.] “Então eu tenho de primeiro…” “encarar meu corpo.” A primeira e mais importante coisa na Sahaja Yoga que aprendemos… é que temos de respeitar nosso corpo. Este é o primeiro princípio: respeitar nosso corpo.

Significa que ser condescendente é pecaminoso para o corpo, porque a condescendência lhe dá um corpo que é inútil. Em primeiro lugar, você deve respeitar seu corpo… de modo você possa dominá-lo. Se Eu não respeito vocês, Eu não posso ter maestria sobre vocês. Então para ser mestre do corpo, primeiro respeite seu corpo. E para respeitar o seu corpo, você deve cuidar dele muito bem. Mas sem condescendência. Isso não quer dizer que você vá e fique na lama ou na chuva… por várias horas ou fique exposto, transformar seu corpo em uma espécie de morada… para todas as doenças e resfriados e tosses e coisas assim, então sua pobre Mãe sofre limpando seu Vishuddhi. É igual a um cavalo cujo pescoço está baixo. Então você têm de cuidar do seu corpo não lhe causando doenças. A preguiça é contra isso.

Pessoas que são preguiçosas devem saber que a preguiça… é contra seu corpo, porque as pessoas preguiçosas… não se preocupam em vestir-se apropriadamente, em se cobrir apropriadamente, cuidar do seu corpo apropriadamente, passar óleo em diferentes torções que eles têm, para se massagearem. Cuidar do corpo, esse é o ponto. Para cuidar do corpo, você deve dedicar algum tempo, porque este corpo é o Templo de Deus. E agora você se tornou o templo, mas se o templo está sujo, está doente, está imundo, não é impressionante, é igual a uma vara, ou igual a um balão, ninguém vai se aproximar dele. Então tente melhorar sua personalidade, pois o corpo tem de ser um belo templo. Quero dizer, Eu tenho lhes dado muitos conselhos, Eu acho que em Minhas vidas passadas, nunca dei tantos conselhos, até mesmo como Guru. Porque normalmente, as pessoas que vinham a um guru naqueles dias eram realmente, realmente, grandes buscadores. Eles se penduravam de cabeça para baixo só para agradar o guru, por vários meses. Assim, essa era uma qualidade bem diferente de pessoas, mas eram uma ou duas. E quando você tem quantidade, a qualidade diminui, Eu aceito.

Mas por que vocês não assumem que… nós nos tornaremos nosso corpo de primeira classe? Então primeiro treinem bem o seu corpo. Vocês devem praticar alguns exercícios de manhã, Eu lhes disse. As pessoas dormem depois do café da manhã, Me disseram, Eu fiquei impressionada. Quero dizer, isso é muito. Vejam, Deus lhe deu esta casa como uma bênção… para ficar mais alerta, para dar Sua luz aos outros. Ao invés disso, se a vela não está nem mesmo tremulando, de que adianta? Então, o que você tem de fazer é antes de mais nada renovar-se, completamente. Faça com que seu corpo fique bem, alerta. Na verdade, na sua idade, a pessoa não deve dormir… por mais do que seis ou sete horas, Eu lhes digo.

Não há necessidade. Seis e sete horas de sono profundo é suficiente. Eu também, à noite, durmo cerca de… nunca antes das 11:00hs, às vezes à meia-noite. Ontem nós dormimos às 2:00hs; levantamos às 5:30hs como de costume. Então quantas horas? Três horas, três horas e meia dormindo. E há pouco, Eu dormi por cerca de meia hora… ou uma hora aproximadamente, pronto. Quando você não tem de trabalhar, como Eu, de certo modo, até mesmo quando durmo, Eu estou trabalhando. Então descansar o seu corpo por tanto tempo… faz com que seu corpo se sente em sua cabeça… e será muito, muito difícil para você ficar alerta. Então antes de mais nada, o corpo deve ser cuidado.

Não tem de haver nenhuma autocomplacência. Quero dizer, isso pode chegar a qualquer extremo… da autocomplacência, como por exemplo, as pessoas não mantêm seus quartos limpos, suas roupas limpas, elas não têm nenhuma atividade, todas essas coisas insensatas. Isso é simplesmente tão baixo, é tão aviltante falar sobre isso, mas isso acontece. As pessoas podem ir a qualquer limite degradante, esse é o problema, o que fazer? Neste dia de Lua cheia, temos de perceber que em um dia de Lua cheia, você fica hiperativo. Assim que a Lua começa a crescer, a atividade começa. À noite também. Mas nenhum de vocês até agora está ativo à noite, exceto Eu. Mas se você se elevar, você ficará surpreso, mesmo em seu sono, você estará ativo. Então a primeira e mais importante coisa é que você tem de cuidar… do seu corpo, o corpo tem de estar apresentável.

E você não deve acompanhar as chamadas modas do dia. É muito importante hoje. A pessoa não deve seguir as modas do dia… e adotar algo que é insensato, que não é bom para sua aparência, que faz você parecer estranho… ou muito na moda, como um almofadinha. Nós temos de vestir uma roupa que está no centro, digna, simplesmente boa. Agora, Me disseram que é muito difícil até mesmo acordar… na Inglaterra. Alguém Me disse quando Eu era jovem: “Não acorde um inglês”. Eu não tentei isso nem com um mastro de navio. Eu simplesmente falo com vocês, nesta hora, nunca de manhã. Porque Eu fui avisada: “Nunca acorde um inglês”, “esse é o maior pecado nesta Terra”. Então, por que o inglês deve ser tão viciado em dormir?

O país inteiro está dormindo hoje. Eles querem mais salários, mais salários para que eles possam… dormir mais. Comer e beber, beber e comer; e no meio, dormir. Essa é a vida pré-programada, vida programada. Isso era muito difícil. Desde o começo, Eu via os Sahaja Yogis chegando, era muito difícil acordá-los. E essas são as mesmas pessoas que eram conhecidas… pela pontualidade, que venceram… a guerra de Waterloo por causa da pontualidade, e eles eram tão pontuais que as pessoas costumavam… acertar seus relógios, até mesmo na América. São as mesmas pessoas. Agora, o outro lado disso é que eles dormem como troncos de madeira. Eles costumavam dormir antes também, deve ser porque este é um antigo ditado: “Não acorde um inglês”.

Mas Eu costumava pensar algo mais sobre isso: “Por que isso é dito? “, mas isso não é nada além de pura preguiça. Então, tentem ver por que dormimos tanto. Se o canal esquerdo é forte, as pessoas dormem. Se o Agnya Posterior é forte, as pessoas dormem. Se o Agnya Frontal está trabalhando muito, então as pessoas não dormem. Então mesmo se Eu disser “não durma”, isso significa “coloque seu Agnya Direito em condição de trabalho”, significa que você começa a pensar, o que é contra a Sahaja Yoga novamente. Então seria: Agnya Esquerdo, Agnya Direito, Agnya Direito, Agnya Esquerdo, Agnya Esquerdo, Agnya Esquerdo, Agnya Direito. Ficará indo de um para o outro. Assim, no centro… vocês têm de estar… com Cristo.

Ele está alerta em cada segundo do dia; matando, batendo, golpeando, curando, cuidando, guiando – vinte e quatro horas por dia. E vá e pergunte a qualquer alma realizada que é chamada de… Avadhuta, aquele que é um mestre, e eles lhes dirão que eles mal dormem por três ou quatro horas. Porque eles não podem trabalhar quando estão dormindo, então eles dormem por quatro horas, e no resto do tempo, eles estão trabalhando; ou estão meditando… e fazendo coisas por projeção… ou trabalham com suas mãos. Eles são pessoas ocupadas, são muito ocupados. Vocês têm de ser pessoas muito ocupadas… porque agora vocês estão empregados por Deus. E vocês têm de fazer jus a este emprego trabalhando duro. Ao contrário, vocês têm visto que é muito fácil ficar preguiçoso. Então agora, como muitos de vocês já estão se sentindo sonolentos, coloquem sua… A primeira coisa para todas essas pessoas que são preguiçosas… é levantar o canal direto e baixar o esquerdo sete vezes. Vamos fazer isso. Com a mão direita.

Está melhor? Agora o Agnya Posterior. Vamos fazer isto. A preguiça é a primeira coisa. Shri Krishna era contra a preguiça. Quero dizer, em qualquer lugar que Ele tivesse uma oportunidade, Ele falava contra a preguiça, Alasya. Agora olhem atentamente para Mim. Vocês podem fazer o mesmo com a fotografia. Está melhor agora. Hoje à noite temos de nos manter acordados.

É um grande problema. Mas não durmam formalmente aqui, certo? Informalmente vocês podem. Está melhor? Façam com seus olhos assim, três vezes. Novamente. Então, a maestria tem de ser, em primeiro lugar, sobre o seu corpo. Por exemplo, você está dormindo sobre um lado, você sente uma dor, então o que você faz? Você dormirá sobre o outro lado. Do mesmo modo, este corpo tem de se tornar imune a diferentes impactos, como por exemplo você colocar o relógio na água.

Choque-o com a água, então ele é a prova d’água. Assim, um Sahaja Yogi tem de ser uma pessoa à prova de tudo. Então… ele não tem espaço para reclamar também, porque presume-se que ele seja à prova de tudo, entendem? A qualquer Sahaja Yogi que reclame, você pode dizer: “Como você está reclamando? Porque você tem de ser à prova de tudo.” Então, nenhuma reclamação, de nenhum tipo, dos Sahaja Yogis deve ser aceita ou ter pena. Se você começa a aceitar pessoas que são do tipo que reclamam, você sempre ficará ocupado cuidando delas, e você será inútil para a Sahaja Yoga. Aqueles que têm o hábito de reclamar e tudo mais… devem de ir ao hospital e ficar lá. Pessoas que reclamam são realmente pessoas… que têm algum tipo de possessão, Eu acho, pois elas o tempo todo reclamam e tentam torturar vocês, e criam um incômodo por causa delas. Pessoas assim não podem tornar-se gurus.

Imaginem se o guru ficar reclamando, então o que ele irá ensinar? Só reclamação. Os professores serão peritos em reclamação… e os estudantes também serão peritos em reclamação. Então você cria um conjunto de discípulos queixosos. E quando eles vêm a Mim, o que Eu percebo é que todos eles têm… o dobro da lista do que vocês têm sobre as reclamações deles. Mas também isso é bem característico. Como por exemplo, os australianos raramente reclamam, e se eles reclamam, eles são atingidos também muito seriamente. Raramente você irá achar um australiano reclamando. Eu tenho recebido cartas – exceto por um ou dois que agora se descobriram – raramente eles reclamam deles mesmos, sobre o conforto do corpo, dessa coisa, daquela coisa. Assim, aqueles que conseguem viver sob quaisquer circunstâncias… são as pessoas que alcançaram 1/16, somente 1/16.

Jaisera khahu taise hirahu. “Mãe, da maneira que a Senhora mantém isto”, “nós estamos dispostos a permanecer.” É claro, a Mãe tem mantido vocês muito bem. Todos os luxos oferecidos, a Mãe tem dado a vocês. Ela não os tortura como outros gurus têm torturado. De uma vez por todas, Meu Filho passou por todas as torturas. Não há nenhuma necessidade… de impor-lhes torturas ou causar-lhes problemas. Mas vocês devem ver como o corpo de vocês reage, e dizer ao seu corpo: “Sim, Sr. Corpo”, “por favor agora, comporte-se e não tente ser condescendente.” Todas essas condescendências chegam a nós… através dos nossos sentidos. Assim, se você consegue dominar seu corpo, você também dominará seus sentidos.

Por exemplo, o mestre, ou podemos dizer, o mais elevado dos órgãos, que controla a maioria dos órgãos, Eu pessoalmente acho que é a língua. Porque ela é a “insensatez primordial”. Através da língua, nós falamos coisas para magoar os outros. Com a língua, nós aprendemos como continuar falando besteiras. Com a língua, nós podemos mostrar como somos frívolos. Ou somos língua presa ou língua solta, não há meio termo com a língua. Isso é somente em relação a fala, isso é mais baixo. Mas quando isto torna-se avançado – comida. O tempo todo pensando em comida. Eu lhes disse uma centena de vezes, que os Sahaja Yogis devem comer, realmente algumas vezes, uma horrível comida cozida totalmente insossa, só para testar a língua.

Pode comer isto, experimente isto, depois experimente isso. Meu pai costumava dizer: “Você deve queimar a sua língua um pouco”. Esse é um dos testes pelos quais ele disse que a pessoa deve passar, mas ele era um capataz severo como um guru. Então, nós devemos ver o que a nossa língua pode suportar. Ela é exigente em relação à comida? Quando ela vê a comida, ela começa a salivar, antes de mais nada? Ela leva nossa atenção para a comida? A comida é importante para nós? Portanto, a primeira coisa para superar os problemas da sua língua… é passar fome. A fome é a única maneira de vocês se corrigirem.

Vejam, se você passar fome, digamos, de manhã só coma um pouco, reduza pela metade. Você ficará surpreso, seu intestino será reduzido à metade também. Depois de algum tempo, você não consegue comer mais, mesmo se você quiser. Seu interesse irá embora. Treine a si mesmo. Passar fome é uma coisa muito boa. Eu acho que os 40 dias que Cristo fez é uma ideia muito boa. Mas isso não tem de ser um tipo de coisa como por exemplo, eles têm o Ramadan, eles comem a comida mais picante durante essa época de manhã cedo, e o dia inteiro eles ficam famintos, pensando em comida. Prive-se de alimento completamente, mas não pense em comida. Isso é difícil, então prive-se de alimento pela metade… e não pense em comida pela metade.

Gradualmente, tente dominar sua língua. A maestria sobre sua língua só é possível se você souber como… privar-se de alimento, isso é para o lado ocidental. Para o lado oriental, eles jejuam de manhã até de noite. Eu conheço mulheres que se você lhes perguntar, elas dizem: “Eu guardo a segunda, a terça, a quarta, a quinta,” “a sexta para o jejum,” “e talvez, se eu não estiver com muita fome no sábado,” “comerei no domingo.” Eu conheci muitas pessoas assim em Minha vida, muitas, que simplesmente continuam jejuando. Eles são tão peritos e observadores que eles podem mostrar-lhes… que conseguem jejuar por 50 dias, 80 dias, 108 dias e 365 dias. Mestres em passar fome. Então para eles, Eu tenho de dizer: “Vocês têm de comer”, quando eles estão passando fome. Para vocês, Eu tenho de dizer: Vamos ver que dia nós podemos nos privar de alimentos. Vamos ter um dia para celebrar, hoje é o importante dia de Nanaka.

Vamos nos privar de alimentos por um dia. Que dia devemos fazer isso? Segunda não podemos, porque segunda temos um programa. Terça não podemos, porque é o dia que Hanumana tem de trabalhar. Quarta não podemos, porque é o dia que a criatividade acontece, como pode ser? Quinta não podemos, porque somos o guru nesse dia, nós temos de trabalhar duro como gurus. Sexta não podemos, porque temos de trabalhar a Shakti da Mãe. Sábado não podemos, porque nós temos de representar todo o enredo… de Shri Krishna. E domingo, como pode ser? Esse é o dia do Sol.

Então qual é o melhor dia para jejuar, agora vamos ver. Nós devemos fazer na quinta, porque quinta é o dia do Guru, e vamos fazer um pouco de jejum. Metade do dia, podemos começar com metade do dia? Depois o dia inteiro. Vamos fazer na quinta, talvez a segunda metade do dia, porque o café da manhã é essencial, Eu acho. Sem o café da manhã, vejam, os cavalos não podem correr. Então vamos fazer na segunda metade, ou podemos fazer na primeira metade. Na verdade, vocês têm de planejar. Se vocês têm de ser os gurus, é como ir a uma faculdade, onde você é deixado por conta própria. É você que tem de disciplinar-se, ninguém tem de lhe dizer: “Faça isso e faça aquilo”.

Isso emerge para despertá-lo. Na Índia é o contrário. Se você disser a alguém: “Você tem de acordar às 5:00hs”, a pessoa que falou acordará às 4:00hs, ela própria, aquele que falou, de modo que ele não se levanta para acordá-la. Vocês Me compreenderam? E toda a casa acordará às 4:00hs, de modo que eles possam assumir… a obrigação da pessoa que tem de acordar. Mas o sujeito que tem de acordar talvez não durma a noite inteira. É exatamente o contrário, o outro extremo disso. Digamos que Eu esteja lá, que Eu durma lá uma noite. Se Eu acordar à 1:00h da madrugada, Eu encontro todos eles sentados e meditando, na passagem até o banheiro, em todo lugar. Eles não foram para casa, não comeram, nada disso.

Somente meditando, recebendo vibrações, corrigindo. Eu estou dormindo dentro. À noite Eu quero ir ao banheiro, Eu simplesmente não posso ir porque todos eles estão meditando. Ninguém está dormindo, ninguém está dormindo. [Yogis riem]. Então é o contrário. Portanto, para vocês vamos fazer um dia, de modo que vocês devem ter um dia de jejum, um dia mantendo-se acordado. Qual dia deveria ser? Vamos ver. Um dia que não tenha nenhum filme.

Metade, metade da noite. Segunda metade, quero dizer, não a primeira metade. Que dia? Qual é o dia mais difícil em que você não consegue, não consegue ficar acordado? Domingo à noite. Mas tem um filme passando. Sem filme! Vejam, tratem a si mesmos desse jeito, brinquem consigo mesmos. Agora, domingo à noite vai passar um filme? Depois da meia-noite não vai passar.

Então domingo à noite, acordem à meia-noite. Vamos fazer isso. Desfrutem isso. Não fiquem com raiva. Zombem disso. Você pensa mais sobre isso, então fica aborrecido. Simplesmente não pense sobre isso, realmente desfrute. É como nadar. Acordem à meia-noite, todos vocês, tomem um bom banho, sentem-se, cantem bhajans, isso, aquilo, vamos fazer isso. Devemos?

Um. Michael, e quanto a você. Eh? À meia-noite, não! Vocês têm de acordar à meia-noite. Não, não, vocês têm de ir para cama até à meia-noite, acordar à meia-noite. A primeira metade da noite, a pessoa deve dormir, sempre, é melhor. A segunda metade da noite é a melhor parte, tudo bem? Então a primeira metade da noite, todos vocês têm de dormir… a qualquer hora. Podem dormir por volta das 8:00hs ou 9:00hs, se quiserem.

Mas isto não deve ser importante, qual hora que vocês dormem. Seja qual for a hora que dormirem, vocês têm de acordar às 12:00hs… da madrugada, ou digamos, depois da meia-noite. Krishna nasceu à noite, por volta da meia-noite; Nanaka nasceu à meia-noite. Todos os Gurus, na maioria dos casos, nasceram à meia-noite. Para celebrar isso, nós devemos ter um dia em que não dormimos… depois da meia-noite. Mas então, e quanto a Caxton Hall? – Devemos tentar no sábado, Mãe? – Hã? Sábado à noite. Devemos fazer isso sábado à noite?

Será mais seguro, assim se houver quaisquer incidentes, eles vão acontecer no domingo ao invés da segunda. Tudo bem. Então vocês podem dormir durante o dia no sábado… ou no domingo. Domingo, desculpe, domingo à tarde vocês podem dormir. Não, não, não assim não ficará bem. Mas se você fizer qualquer compensação, então você não está torturando muito seu corpo. Você tem de planejar um método pelo qual seu corpo realmente sinta… que tem de acordar à meia-noite, é melhor manter isso nessa hora, o que vocês dizem? Tudo bem. A Senhora acha que o trabalho das pessoas pode ser afetado… na segunda? Hã!

O trabalho das pessoas pode ser afetado na segunda. O que ele disse? O trabalho das pessoas pode ser afetado ao acordar… na segunda de manhã, Mãe. Eles nunca sofrerão, acredite em Mim. Eles não sofrerão. O trabalho não é importante. O que é importante é o seu Espírito, sua maestria. O trabalho, de qualquer forma, vocês não terão mais… depois de algum tempo. Assim esse trabalho não é importante; esse novo trabalho que vocês assumiram, é melhor cuidar dele. Esqueçam seu trabalho.

Esqueçam essas coisas. O que é importante é o seu Espírito, senão vocês não podem se tornar gurus. O Espírito é a coisa mais importante. O resto das coisas é absolutamente não importante, é um zero. Eu venho aos poucos tentando tirá-los da lama do materialismo… e dessas coisas mundanas. Mas vocês têm de trabalhar para Deus. Vocês são pessoas especiais. Assim, você tem de tornar-se um mestre, então Deus lhes dá todas as bênçãos, tudo. Mas a ideia de vida luxuosa deve ser abandonada. As pessoas querem tornar a vida luxuosa, então vocês terão o luxo deste mundo, mas não o luxo das bênçãos de Deus.

Uma dessas duas coisas você tem de escolher. Ou você leva uma vida de luxo aqui – “- [venha para este lado],” ou você leva uma vida que é luxuosa no nível material, ou você leva uma vida luxuosa das bênçãos de Deus. Uma dessas duas coisas, você tem de escolher, o momento chegou. Assim nada é importante. A insegurança do dinheiro também, é uma outra insensatez, pelo menos vocês não deveriam ter isso. Quero dizer, vocês pelo menos nunca passarão fome, mas os indianos, se eles não trabalharem, eles passarão fome. Vocês nunca podem passar fome. Se vocês estão desempregados, o governo fica mais feliz, contanto que vocês não os incomodem. Se você sentar-se em casa e meditar, eles ficarão muito felizes. Então obter mais dinheiro ou ganhar mais dinheiro… não é importante de forma alguma na Sahaja Yoga.

A coisa mais importante é ser o Espírito, para isso, o que quer que deva ser feito tem de ser feito. Deixem tudo sofrer. Não façam seu Espírito sofrer. Porque vocês têm de se tornar a Lua cheia, como Guru Nanak. Quanto Guru Nanak ganhou? Você deveria descobrir. Como Ele viveu Sua vida? Não há nada para se preocupar com o dinheiro, porque mais dinheiro não é necessário. Somente o necessário para sua comida e para sua vida. E então o dinheiro é arranjado… se você precisar de algum dinheiro extra às vezes, em emergências.

Eu tenho feito isso por muitos Australianos, vocês sabem. Mas aquelas são as pessoas que têm-se dedicado completamente. E é por isso que eles têm sido ajudados, sempre que há uma emergência, eles não têm de se preocupar. Mas a dedicação ao seu Espírito tem de ser plena, completa, e nada ao seu trabalho, na verdade, porque isso vai de mãos dadas. Se você não está preocupado consigo mesmo… depois da Realização, com o seu Espírito, você terá todos os problemas do mundo. Primeiramente são os problemas financeiros. Depois, os problemas físicos, os problemas mentais, os problemas emocionais. Todos os tipos de problemas sucederão, porque Eu despertei sua Kundalini, uma parte Eu fiz. Mas a outra parte é o seu coração, você não o abriu. Você deve dar o seu coração à Sahaja Yoga.

Você não abriu o seu coração até agora. O coração tem de ser aberto. Você ainda está preocupado com o seu pai, mãe, irmão, irmã, esposa, filhos. Abra seu coração completamente para a Sahaja Yoga, de uma maneira sem dúvidas. Somente então a consciência sem dúvidas se estabelecerá. A menos e até que você abra seu coração, a ascensão da Kundalini não tem nenhum sentido. Porque a Kundalini está se elevando, mas o coração não se abriu. Se a Mãe Terra lança Seu poder através da semente… e a semente não abre, então de que adianta? É tudo um desperdício. Abra seu coração para a Sahaja Yoga.

Abra seu coração para o Espírito e diga: “Mãe nós somos o Espírito”. Vocês têm de entender isso, muitas pessoas talvez também não entendam… que vocês vieram a esta Terra para serem o Espírito… e não para serem trabalhadores de seres humanos. Vocês devem entender sua grandeza, e saber que vocês não são como as pessoas mundanas. É por isso que vocês são abençoados. Quem é tão abençoado? Vocês foram descritos há muito tempo atrás por Blake, que tais e tais pessoas estão vindo a esta Terra, os homens de Deus. Homens de Deus. O que vocês têm em seu coração? Seu coração será como uma pedra, a menos e até que haja a luz do Espírito, é um coração de pedra, e essa pedra irá ferir todo mundo, irá arruiná-lo completamente. Abra seu coração, 100%!

eles têm problemas de dinheiro. Oh, o quanto eles têm trabalhado para a Sahaja Yoga, dia após dia, o quanto eles têm contribuído para a Sahaja Yoga. Vocês conseguem imaginar? Eles arrecadaram sete lakhs de rúpias (700 mil rúpias)? Rustom sabe. Eles arrecadaram sete lakhs de rúpias para o ashram deles. Sete lakhs são 35 mil libras. Eles arrecadaram 35 mil libras somente em Mumbai. Em Delhi, eles arrecadaram cerca de cinco lakhs (500 mil), 25 mil libras. Eles estão trabalhando, eles têm famílias, têm filhos, mas o que eles pensam é somente na Sahaja Yoga, nada além da Sahaja Yoga, nada além da Sahaja Yoga.

Eles dão a maior parte do dinheiro deles para a Sahaja Yoga. Eles vivem com o mínimo. Se Eu lhes disser: Por que você não compra uma outra camisa para você? Então eles dirão: “Mãe, eu usei muitas camisas em minha vida passada.” Tão satisfeitos! “Nós encontramos o Atma agora, vamos vestir o Atma.” Nós descobrimos o nosso coração, vamos nos tornar o coração.” “Qual é a necessidade de se preocupar com essas coisas?” “Já fizemos o suficiente de toda essa insensatez.” Eu lhes digo, as pessoas acharão que eles são pobres, mas eles não são. Seja onde for que eles puderem economizar o dinheiro deles, eles o economizarão. Eles costumavam Me dar algum dinheiro antes.

Eu dizia: “Não, Eu não preciso agora, não há necessidade”. Eles diziam: “Eu não tenho nenhum lugar para guardar,” “não há nenhuma, nenhuma pessoa em quem se confiar, nada,” “como devemos fazer?” Eles continuaram assim até por volta de, Eu acho, 1973 1974, quando Eu voltei, nós pensamos em fundar um ashram… porque todos vocês estavam indo para lá. Então Eu disse: “Tudo bem, agora vocês precisam Me dar dinheiro,” “todos os Sahaja Yogis podem Me dar dinheiro,” “seja o que for que pouparam.” E vocês ficariam impressionados, cada um veio com 1.000 rúpias, 1.000, cada um deles, quer ele fosse um trabalhador ou – todos eles com 1.000 rúpias, no mínimo. Até 21 mil. Em três anos, eles pouparam porque pensaram: “É nossa responsabilidade poupar dinheiro para a Sahaja Yoga.” Amanhã, se tivermos de ter um ashram, como poderemos ter?” Mas ainda somos condescendentes com as coisas. Então isso que é o Gurupad. O cavalheiro precisa sentar-se.

Dê-lhe um lugar para sentar. Por favor entre. Por favor, venha. Não precisa ficar em pé. Tudo bem. Assim hoje é o grandioso dia do aniversário de Guru Nanaka, e nós temos de observar Sua própria vida, como Ele passou Sua própria vida, como Ele viveu e quais condições Ele enfrentou. Assim a primeira coisa é cuidar da sua disciplina, sentindo-se responsável pela Sahaja Yoga. Eu fiquei impressionada, as pessoas Me disseram que no ashram, as pessoas estavam deixando as luzes acesas, e o óleo custa muito caro, 300 libras, toda semana. Estou impressionada! Cada um de vocês deve ser responsável pela eletricidade, por tudo que você gasta aqui.

Este é o lugar de Deus. Alguém deu o carro, todo mundo quer usar o carro. Essa poupança, poupar libras ainda continua na cabeça dos Sahaja Yogis. Se eles conseguem poupar pegando o carro de alguém, pegarão emprestado. Nunca pegue emprestado o carro de alguém. Não é para você, você tem de ter autorrespeito, por que pegar o carro de alguém emprestado? Isso não deve ser feito. Então o segundo ponto do Si é o autorrespeito. Primeiro é o respeito pelo seu corpo, e o segundo é o autorrespeito. Nós somos arrogantes, nós podemos ser rudes, mas não temos autorrespeito.

Mas é o treinamento que está faltando. Veja, de repente, Eu descobri que depois da guerra, não tem havido nenhum… ensinamento sobre como ter autorrespeito. Diferentemente na guerra, talvez, a atmosfera talvez tenha sido criada, Eu não sei por quê: “Estou acima de tudo, não ligo para os outros”. Talvez tenha sido, Eu não sei por que esse tipo de coisa surgiu, mas é assim, muito predominante. Mas vocês têm de ser o contrário. Os outros são os primeiros e depois vocês mesmos com seu autorrespeito. Não importa. Ninguém vai morrer, Eu posso lhes dizer este tanto. Todos vocês devem ter autorrespeito; e não deveria ser permitido essas pessoas medíocres… ficarem na Sahaja Yoga. Pelo menos no ashram, porque isso traz má reputação para a Sahaja Yoga.

Uma pessoa pode estragar o todo. Somente pessoas que querem ser gurus devem permanecer no ashram. Ele não vai ser transformado em conveniência para ninguém. Mas o oposto é: “Nós cuidaremos de nós mesmos.” “Temos que nos tornar isto, temos de crescer, temos de fazer isto”. Assim, isso é exatamente o oposto, tudo funciona, Eu não tenho de lhes dizer. Isso é tão vil e tão grosseiro que depois de ficar aqui por vários anos, todos vocês deveriam ter se tornado Avadhutas nesse meio tempo, sem dúvida. Controlando todos os elementos, tudo deveria ser possível. Mas vocês ainda estão sob o domínio do elemento, como vocês podem controlá-lo? Antes de mais nada, saia da escravidão, dessa escravidão mental. “Tudo bem, se tem, tem, se não tem, não importa.” Nada é mais importante do que eu, sou o rei do mundo todo.” “Se eu tiver de dormir no chão, eu posso dormir;” “se eu tiver de dormir em palácios, dormirei, nada pode me dominar”.

Então, você é o mestre. Vocês sabem, na Índia há alguns Sahaja Yogis que estão controlando, definitivamente, controlando os elementos. Nós temos exemplos disso; muitas coisas têm sido publicadas, como vocês sabem, na “Nirmala Yoga”, vocês devem ter ouvido falar. Mas encontrem-se com eles, vocês acharão que eles são Avadhutas, assim quando eles falam, vocês sentem que um grande sábio está falando; o jeito que eles se comportam, o tempo todo vocês veem… o comportamento deles e tudo é tão grandioso. Nós precisamos de pessoas desse calibre hoje, porque essa é a situação de todas as nações. Vocês têm de ser extraordinariamente bons. Porque a época atual não é a época que podemos permitir… que as coisas sigam como elas estão. Ou, não somos apenas discípulos, todos nós temos de nos tornar gurus. E não é o momento no qual vocês podem brincar com o tempo. Vocês não podem brincar com o mal.

Vocês têm de elevar-se acima disso, chegar ao topo disso, é a época em que o navio inteiro irá afundar ou ser salvo, essa é a situação hoje. E é por isso que vocês têm recebido sua Realização até agora. Se essa época instável não tivesse chegado, quantos de vocês realmente pensariam que mereciam isso? Mas vocês receberam isso, porque o momento é tal que deve ser dada a Realização a todos, e devem ser dados a eles todos os poderes… de modo que eles possam se elevar. Mas se vocês não abrirem seu coração, colocarem toda a sua atenção em seu Espírito, esses poderes não funcionarão; nenhum desses poderes irão funcionar em vocês. Este é o problema, todo guru tinha um controle sobre os elementos. Nanaka, vocês certamente sabem. As pessoas estavam sentadas lá e pediram-Lhe água… e Ele colocou Sua mão sobre uma pedra e a água começou a jorrar. É por isso que é chamado de “Panjab”. “Panja”, cinco – e os cinco rios estão lá também.

É dito que todos eles tinham poderes sobre os elementos. Então, o quanto está faltando em nós? Ainda estamos como as outras pessoas… que estão vendendo coisas ordinárias, ou estamos ocupados fazendo coisas ordinárias, ou… que são sem valor. Vocês são aqueles que têm de salvar o mundo inteiro. E o máximo da Minha vida, sangue e trabalho árduo e tudo, suor, Eu investi, nesta terra de vocês. E o momento de ir está chegando para Mim. Só restam mais três anos. Antes disso, Eu espero que estabeleçamos um ashram. Vocês não precisam pagar por isso, mas… vocês têm de estar prontos para ocupá-lo, senão vocês não podem ocupá-lo, Eu posso lhes dizer, vocês não conseguirão ter nunca mais as bênçãos de Deus. Então por que Deus deveria abençoá-los?

Esse é o ponto que a pessoa deve perguntar a si mesma. Você é seu próprio Espírito ou você é tudo mais exceto o Espírito? Mas quando Eu digo alguma coisa, isso simplesmente soa como um grande rugido, Eu não sei se as frequências atingem seus ouvidos ou não, mas Eu lhes pediria agora, já que Gavin pediu-Me pelo dia do Guru Nanaka, Eu realmente não queria vir, porque falar sobre Guru Nanaka… e para ouvir sobre Ele, a pessoa têm de ser uma pessoa grandiosa. Porque para suportar tamanha luz, você tem de se preparar. Todo o resto é importante, então como você pode falar da Sahaja Yoga chegando lá? Eu fui à América, Eu fiquei surpresa. Americanos – seja o que for – há poucas pessoas, mas para eles, a Sahaja Yoga é a coisa mais importante. Eles não falam nada além da Sahaja Yoga, a vida deles é a Sahaja Yoga; de manhã até à noite, eles estão pondo em prática a Sahaja Yoga, nada mais. Eles não ficam incomodados. Os australianos vocês conhecem.

Mas o coração não está aberto. O Espírito não mostrou sua luz. Ele é aquele que lhe dá a completa satisfação, a completa alegria, o completo Principio do Guru, porque depois você começa a dar – se não há luz, o que vocês estão dando? Escuridão? O que vocês estão dando aos outros? A escuridão que está dentro de vocês, se vocês forem dar é isso. Assim a segunda fase tem de ser, como Eu lhes disse, ter autorrespeito. Aquele que pede, exige, tem carência, não tem autorrespeito. Quem pode Me dar? Quando estou perdoando, ninguém pode Me dar.

Nós temos de aprender a dar, e dar e dar e dar. Não importa. Eu fico tão preocupada às vezes, pois Eu não lhes dei nenhum teste difícil, Eu lhes digo. Até mesmo um pouco quando vocês tentam ser estranhos, vocês realmente ficam um pouco magoados, mas de novo Eu os acalmo. Mas um tipo de mediocridade. Essa mediocridade não irá nos ajudar. Essa é a era dos medíocres. Na política são medíocres, pessoas inúteis. Você vai para a economia, há medíocres, em todo lugar há medíocres. Na Sahaja Yoga, nós temos de ter pessoas superbrilhantes, pessoas que se sacrificam muito, superdinâmicas, pessoas muito compassivas, senão a Sahaja Yoga não irá funcionar.

Se vocês falharem, será sua responsabilidade. Naturalmente, vocês querem que Eu os ajude. Eu tenho feito o máximo. Todos os métodos rápidos, entendem? Instantâneos, como Puja, tudo isso Eu tenho permitido que vocês tenham. Mas isso não fica em você, não fica retido em você, as vibrações são tantas. Vocês não têm ideia. Algumas pessoas têm sentido uma ventania saindo. Ventania, então isso está lá. Talvez vocês não a sintam.

Se vocês perguntarem a Gagangiri Maharaj, ele lhes dirá o que… aconteceu com ele quando esteve diante de Mim pela primeira vez. Mas com vocês, nada acontece. Se uma ventania vier à Pedra de Gibraltar, ela não vai senti-la. Assim no que se refere a Mim, Eu tenho trabalhado muito duro, vocês sabem disso. E Eu sei que vocês podem se elevar, vocês têm esse potencial em vocês. Assim, vocês têm de fazer suas próprias regras e regulamentos, ninguém precisa fazer. Se alguém faz muito, vocês fazem o seu próprio tanto – por exemplo beber chá como um louco. Quero dizer, Eu simplesmente não entendo. É como uma vida oscilante. Não tem nenhuma direção, não tem nenhuma orientação.

Vocês devem – se você é o mestre, você deve pelo menos ser o motorista do seu carro, se você é o mestre. Vocês têm de ser independentes e saber que vocês são o guru, que vocês devem de ter seu próprio cajado em sua mão – o cajado que guiará outros, não um apoio para vocês. Se você mesmo é uma pessoa fraca, magricela, como você irá conter todas as massas e como você irá guiá-los? Assim, um forte esforço, um esforço muito firme deve ser feito. Forme suas próprias regras e regulamentos. Trate a si mesmo como um discípulo. Você é o guru, você é o discípulo. Assim a terceira fase disso é ser o Espírito. O Espírito é que é o guru e o resto é o discípulo. Seu corpo, sua mente, suas emoções, seu intelecto, tudo é um discípulo e você é o guru.

Para isso, você não precisa de pessoas com grande intelecto. Você não precisa de pessoas com muita instrução. Mas precisa de uma pessoa que seja corajosa, uma pessoa que seja dessa qualidade. Quando vocês forem à Índia, vocês devem conhecer um senhor chamado Harishchandra, ele é um pescador muito simples. Ele é graduado, é claro, mas um homem simples que trabalha em um banco. Quando ele veio a Mim na Sahaja Yoga, ele obteve sua Realização. Eu já lhes contei a história dele uma vez, e novamente Eu lhes contarei que tipo de homem ele é. Ele Me disse que eles foram para o mar, ele ia para o outro lado, em uma ilha pequena, para falar sobre a Sahaja Yoga. Havia 25 pessoas e houve um temporal, realmente uma tempestade. Então ele foi e ficou diante do mar… e em direção ao vento que estava soprando, e levantou sua mão e disse: “Pare isto agora.” “Eu tenho de ir fazer o trabalho da Mãe, este é o trabalho de Deus.” “Pare! Até eu voltar para casa, você ficará assim.”

Logo que ele disse isso, então tudo cessou. Todos eles viram, testemunharam. Ele foi lá, fez todo o trabalho, voltou para casa, e quando ele entrou pela porta, então a chuva começou, começou a chuviscar. Ele aparenta ser um homem comum, quero dizer comparado a vocês que são realmente grandes ingleses. Ele vive de uma maneira muito simples, a esposa é uma pescadora também. Ela seleciona os peixes e os vende no mercado. Mas o corpo dele é tão bem formado e luminoso… e os músculos são tão desenvolvidos e … esse homem, ele se levanta e a maneira como ele fala. Uma pessoa absolutamente humilde. Não admira Cristo ter escolhido pescadores. Enquanto ele tinha milhares de pescadores como seus discípulos.

Mas ele não os chamava de “discípulos”, ele diz: “Todos eles são crianças da Mãe”. Milhares, vocês não sabem. Ele tem Me chamado para ir até eles e tudo mais, mas eles vieram ao Meu programa, alguns deles. Um dia Eu tenho de ir a essa ilha. “Qualquer uma das ilhas”, ele disse, “Venha, todos estarão lá o dia todo esperando por mim”. Mas o jeito que ele está lá é surpreendente. Onde Eu estiver lá, ele traz peixes para Mim. Mas Eu disse: “Veja, Eu como os peixes que você traz, “mas e quanto aos Meus outros filhos?” Ele disse: “Não, da próxima vez, todos os peixes serão enviados para Senhora.” E ele enviou um caminhão carregado, vocês não acreditarão.

E Eu disse: “Agora, Eu não tenho nem mesmo um caminhão…” “carregado de discípulos, quem vai comer tudo isto?” E ele disse: “Nada disso, eu simplesmente fui e falei para…” “os pescadores que a Mãe pediu peixes…” “e todo mundo deu seus peixes.” Um dia, não teremos peixes, o que há de mais? O que isso importa?” Imaginem aquelas pessoas que vivem o dia a dia naquele país. Modi disse aos jornalistas que nós podemos controlar os elementos… de alguma maneira pelas graças da Mãe. Então os jornalistas acharam que eles estavam se gabando muito. Mas é verdade, eles podem. Para eles não é se vangloriar, é simplesmente o que está… acontecendo, então eles estão dizendo a verdade, entendem? Mas isso deveria acontecer, também deveríamos ter algumas coisas… para ficarmos orgulhosos aqui. É importante.

Então agora nós temos a outra fase, como Eu lhes disse, que é de tornar-se guru de você mesmo. Desapegando-se, identificando-se com o Espírito que está crescendo em Sua luz. Portanto o desapego, a pessoa tem de desenvolver o desapego. “Minha mãe”, isso começa assim, “minha mãe está sofrendo de câncer”, “meu pai está sofrendo de loucura.” “Mãe, a Senhora pode curá-los?” Assim agora, primeiro Eu curo a mãe e o pai. Depois “eu sou casado, minha mulher é deste jeito, meu filho é deste jeito.” Depois “minha casa”, depois “meu carro”, depois “meu cachorro”, depois “meu guarda-chuva”. Eu tenho de ir de repente de A a Z, de Z a A. Certo? Eu posso fazer, até certo ponto, mas para quê? Para quê?

Por que curar a mãe, o pai, o irmão, as irmãs, todos os parentes, o décimo casamento e o décimo primeiro divórcio? Por que corrigir tudo isso? Para quê? Isso deve ter algum propósito, e se esse propósito não puder ser satisfeito, de que adianta fazer isso? O propósito é que você pelo menos… deixe todas essas coisas em Minhas mãos e se desapegue. Mas você quer trazer o caso para Mim e também se preocupar com isso. Desapego. Mas a ideia de desapego é assim: “Sou muito desapegado em relação ao dinheiro, Mãe, totalmente.” “Não me preocupo.” “Eu mantenho as luzes acessas, por que preocupar-se com dinheiro?” Esse é o argumento. “Por que devemos nos preocupar em cuidar dos gastos com gasolina…” e tudo mais, afinal de contas somos pessoas desapegadas.” “Nós somos desapegados.” “Não somos apegados ao dinheiro.

Mas quem irá pagar?” Outro tipo de desapego que Eu vejo, um muito interessante, é este aqui: “Sou muito desapegado,” “portanto não estou preocupado em tomar banho,” “ter todos os tipos de doenças,” “ter todos os tipos de problemas dentro de mim mesmo,” “dando problemas aos outros, eu sou desapegado.” “Por que eu devo me cobrir? Eu sou desapegado.” “Se eu ficar resfriado, eu sou desapegado.” “Deixe todo mundo pegar meu resfriado.” É por isso – “O que eu posso fazer, eu sou desapegado.” “Peguei um resfriado, o que importa? Eu sou uma personalidade desapegada.” “Por que os outros deveriam se importar?” “Eles também devem ficar desapegados!” Esse é o ridículo limite em que podemos chegar… em nossa ideia de desapego. Desapego é a partir de dentro. Vocês não ficam preocupados. Vocês não ficam preocupados. Vocês conhecem sua Mãe.

O primeiro desapego é mostrado na generosidade. Desapego é generosidade. Grezna é. Ela vendeu seus ornamentos por quase nada. Quero dizer, Eu nunca teria aceitado aquele dinheiro, ela simplesmente os vendeu. É notável. Ela é pobre. Ela é polonesa, não inglesa. Ela vendeu seus ornamentos, e isso é o que o comunismo fez… com as pessoas, elas são muito desapegadas, os comunistas são pessoas muito desapegadas, Eu lhes digo. É claro, Eu nunca pegaria aquele dinheiro, está simplesmente lá. Mas do jeito como ela fez isso, simplesmente assim.

Vejam, Eu estava apenas… Grave isso, Eu devo ter… Para o trabalho de Deus, tudo bem, o que são ornamentos, coisas? Quero dizer, vocês sabem que Eu doei muitos dos Meus ornamentos, para manter as relações bem. Outro dia, Eu dei Meu kana para Christine, vocês sabem disso, quando ela ficou noiva. Simplesmente saiu da mão e foi embora. Eu fui desapegada. E Eu nem mesmo percebi saindo. Tanto desapego que Christine, coitada, desabou de alegria, para Mim isso era simplesmente, simplesmente nada. Poeira. Portanto esse desapego tem de surgir.

Agora você deve saber em que parte você está, lá. Por exemplo, a ideia de desapego não deve ser, nós teríamos, Eu diria, um estilo hippie de desapego, em que você tem o direito de explorar todo mundo. Ou um outro tipo, como Eu lhes disse, que é muito ridículo. Não é uma ideia, é algo, é sua própria consciência, é desapego. Assim, essas quatro coisas para o seu lado material são importantes. O que você come não é tão importante, porque seja o que for que você coma, se o cérebro for ficar… essa coisa tão sem sentido, é melhor… quer você coma ou não, não faz diferença, apenas padronizem isso. Como no hotel, “O que você vai comer?” “Comerei panquecas.” “O que você vai comer?” “Comerei isso, comerei aquilo.”

Para quê? Eu simplesmente não entendo por que gastar tanta energia, por que todos vocês não comem panquecas todos juntos? É uma coisa muito importante, entendem? Ou “hoje comerei isto”, “eu”. De todo esse materialismo o que surge é o “Sr. Eu”. Assim desenvolvemos esse “Sr. Eu”, então a palavra “eu” deve ir embora, nós devemos dizer “nós”. “Nós”. Significa você e todos os Sahaja Yogis juntos. Quando você disser “nós”, você descobrirá que será diferente. Ou use seu nome assim: “Este Norman.

Este Norman não escutará”, como as crianças dizem. Eu perguntei a um garotinho, Eu disse: “Você irá para casa?” “Eu irei, mas este” – o nome dele era Munna – “este Munna não vai, ele é muito obstinado, o que posso fazer?” Isso é desapego. Falar na terceira pessoa é desapego, no qual você não está em cena, você é uma testemunha. Você é a testemunha do show. Portanto esse desapego deve funcionar de tal maneira que… você deve testemunhar o show inteiro, você não está envolvido dentro dele. Mas apenas observa o que acontece, no coletivo também. Isso se torna uma questão política certamente. Na Sahaja Yoga também, questão política, nada menos do que questão política Nós não estamos aqui lutando como líderes sindicais.

Nós todos somos líderes. Onde está o tempo para lutar? Quem somos nós para lutar? Isso nós temos de decidir. Então, no que se refere a todas essas coisas, são o desapego e o apego ao Espírito. Então nós vamos além, vejam agora, qual deve ser nossa atitude em nosso nível mental. Fisicamente você tem visto que tem de desenvolver… um completo desapego nessas quatro formas, que Eu lhes disse. Agora, em seu nível mental, o que você tem de fazer… é entender a essência de cada livro, tente discriminar entre vidya e avidya. Porque avidya o matará, irá tirar sua energia, mas vidya o sustentará. Então tente achar livros que estão sustentando vidya.

Eu fiquei surpresa, há uma senhora, Barbara, ela Me encontrou só na última vez, Gavin e ela escreveram um livro formidável, vocês ficariam impressionados. Quero dizer, com tal nível na Sahaja Yoga, muito direto. Eu lhes mostrarei, e vocês sabem que esse livro agora está sendo… considerado para lhe conferir um doutorado, vocês conseguem acreditar nisso? Em uma universidade americana, é claro, isso só é possível na América. Mas ainda assim, aquele livro tem esse nível, Eu fiquei impressionada com o livro. Assim, tentem juntar coisas que nutrem, como ler o Devi Mahatmya”, ler sobre – informar-se sobre a Bíblia… e informar-se sobre outras escrituras, sobre o Alcorão, isso, aquilo, e que lhe dê suporte, que o nutra. Blake, Kabir, Nanak, quero dizer, há tantos. Lao Tsé. Isso é o Guru, é o conhecimento. Mas você ficará impressionado, uma vez que você comece a fazer isso, ele virá a você.

Eu encontrei um homem, perto de Rahuri, como vocês sabem, nós fomos lá. E lá havia um homem que só dirigia um carro de bois, e ele tinha trazido o carro de boi para Me levar… para um dos programas, vocês sabem o que fizemos lá. Ele estava sentado lá, nós estávamos esperando, e Eu estava conversando com ele. E Eu senti que ele era um Avadhuta… sentado lá para Me levar, quero dizer, absolutamente sem instrução, ele nunca conheceu um livro, ele não sabe como escrever, mas quando ele estava falando, Eu disse: “Oh Deus,” “de onde vem esse conhecimento?” “De onde tudo isso está vindo, essa sabedoria?” Tamanha sabedoria, Eu lhes digo. Tamanha sabedoria que Eu simplesmente fiquei impressionada, Fiquei realmente impressionada. Vinda de um homem que nunca foi a nenhuma escola, faculdade – Cristo não foi a nenhuma escola ou faculdade. Tamanha sabedoria, vocês não podem imaginar, encontrem-se com ele na próxima vez que forem lá. Se você puder, se alguém puder traduzi-lo – você vai sentir como tocando os pés dele pelo modo… Um homem extremamente simples e modesto, vestindo um topi branco, limpo, e a roupa limpa e Me levando. E para ele, aquilo foi o maior privilégio do mundo inteiro, Me levar.

Ele disse: “Deve ser a coisa mais importante de todas,” “alguma coisa eu devo ter feito para poder levar a Senhora.” De modo tão simples, ele estava Me explicando… sobre o caráter dos bois e dos seres humanos. Imaginem só. Ele falou sobre outras coisas, se Eu lhes disser, vocês não acreditarão, então Eu…simplesmente não sei. Esse é o sinal de um grande homem. Ele não fala sobre coisas frívolas, ele não tem tempo para falar sobre coisas frívolas. Eu tenho observado Meus próprios netos, eles nunca falam de coisas frívolas, não têm tempo, são muito ocupados. Todo o tempo se limpando, quando vieram aqui, eles disseram: “Nós temos de limpar a Praça Brompton, depois temos de limpar a Ponte Knights,” “depois temos de limpar Londres, depois temos de limpar a Inglaterra,” “onde está o mapa da Inglaterra? Traga-o.” O tempo todo eles estavam ocupados, limpando.

E depois, “este lugar é o País de Gales e este lugar é isto.” “Oh Deus, este é horrível, tragam alguns sapatos, façam isso, façam aquilo”, o tempo todo eles estão ocupados de manhã até à noite. Irão para o andar superior, no quarto, e estão ocupados. Eles são pessoas ocupadas, eles não têm tempo para falar… de coisas mundanas e tudo mais. Depois nós trouxemos as bonecas, Eu trouxe algumas bonecas e brinquedos para eles, eles colocaram todas elas lá, e as colocaram e o mapa lá. Vejam agora”, para as bonecas, “agora você cuida. Entende? Elas falam com as bonecas desse jeito. As bonecas são suas discípulas, ensinam as bonecas, “não se sente desta maneira, você deve se sentar apropriadamente,” “você não sabe.Você não consegue dobrar seu joelho?” “É melhor aprender isto. Você deve aprender a dobrar seus joelhos.” Porque as bonecas têm pernas retas.

E todos os meninos, até as crianças pequenas, Eu tenho visto o modo… Como elas estão ocupadas o tempo todo praticando a Sahaja Yoga. Em todos os níveis, elas estão trabalhando. Hoje Eu estava falando com Rustom sobre Meu pai, Ele era um homem culto, é claro. Mas quando ele falava com alguém, ele costumava falar sobre alguma coisa, por exemplo Eu lhe falei… sobre o estado de uma pessoa chamada de “Sambhranta”. Ele Me disse que os seres humanos são muito diferentes de Deus. Quando Deus encarna, então o estado de Sambhranta – que está despertado… entre a subconsciência e o estado de consciência – é direto. Ele vem diretamente. Mas os seres humanos vão desta maneira, eles nunca vão direto. Deus desce, então o homem desce apropriadamente, mas a ascensão é sempre de uma maneira bem separada. Ele segue deste jeito, e coleta tudo que está no seu subconsciente dele.

Então o estado de sambhrant, onde ele está despertando, é uma coisa tão perigosa porque ele pode recolher qualquer coisa. E no momento que ele recolhe, o sonho se torna algo muito estranho. Ele pode olhar para um deus, que ele viu em seu sonho como uma bruxa, e a bruxa como um deus. Do jeito, vejam, Eu o via sempre ocupado. Eu fui falar com ele, Eu achei um colega… e ele Me achou um tipo de colega ele podia falar, porque sua atenção estava lá. Sua atenção não estava em… “como todo mundo penteou seu cabelo,” “e como eles estão sentados ou quais roupas eles estão fazendo,” “o que você tem nesta coisa?” Nada disso. Sua atenção estava no Espírito, no seu próprio Espírito e no Espírito dos outros. E ele era tão dinâmico em seu cérebro… que ele sabia o dicionário de vocês de cor, Eu lhes digo. Ele nunca consultou o dicionário em toda a sua vida, nem em Sânscrito nem em Inglês.

E ele era mestre em 14 idiomas. Vocês podem imaginar? Como ele deve ter lidado com isso. Ele jogava tênis muito bem, nadava 5 Km todos os dias, 5 Km. Ele tinha força, de tal maneira que ele podia levantar você e …. Sim. Uma pessoa muito saudável, um homem saudável. Muito generoso, um homem muito generoso. Muito mais generoso do que Eu, então você pode imaginar. Muito generoso, para ele nada importava. Tudo bem, você gosta disto, leve-o.

Fique com isto. Ele passará fome, mas ele será generoso. E um homem de princípios. Então chegamos ao segundo ponto, o qual nós começamos, que é o quinquagésimo primeiro – mentalmente você deve somente adotar coisas que nutrem. Por meio da consciência vibratória, você saberá. Pergunte a outros Sahaja Yogis, se você não souber. Mas pegue coisas que nutrem para ler e não coisas horríveis, prejudiciais ao seu progresso. Se você lê-las, você é responsável por elas. Vocês são verdadeiros grandes leitores, Eu devo dizer. Pergunte sobre qualquer nome, todo mundo sabe.

Eu digo: “Quem era Gropius? “, todo mundo sabe. Você não precisa ser um arquiteto para dizer. Todo mundo sabe o que aconteceu, o que aconteceu, quem é este, aquele. Por causa de sua busca, você fez uma coisa boa: ler tudo, quer seja bom ou ruim, seja o que for. Mas agora depois da Realização, você deve tentar descobrir que o que você tem de ler, o que você tem de saber, devem ser coisas que nutrem. Falem coisas que nutrem, que ajudam. Assim, na fala, você deve ter compaixão. Se você está falando com alguém, isso deve ser cheio de compaixão. A Sahaja Yoga é um sistema de compaixão.

Um guru tem de ser muito, muito paciente. Não é como outro gurudom, ou até mesmo gurus verdadeiros não tinham nenhuma paciência. Esse é um sistema onde a paciência é a única maneira que dará certo, porque nenhum guru deu a Realização, é somente vocês que têm de dá-la. E vocês sabem o que é a Realização. Outro dia, nós encontramos uma pessoa. O sujeito estava sentado tenso. Eu disse: “Agora…”, eles disseram: “não conseguimos dar-lhe a Realização, é um caso perdido.” Eu disse: “É mesmo?” Então Eu fui lá, e disse: “Terminem com isso”. Eles disseram: “Mãe, tem um sujeito sentado.”

Eu queria evitar, mas eles disseram: “Tudo bem”. Então Eu elevei a Kundalini dele, elevei-A. Amarrei-A, “Minhas mãos estão doendo agora.” Oh não, eu não senti nada! Eu disse: “Este sujeito está pouco se importando com o tanto que…” “estamos trabalhando nele.” “Ele está achando que está nos fazendo um favor.” Então depois duas ou três pessoas se aproximaram, trouxeram uma vela, colocaram a vela diante dele, deram bandhan aqui, ali, tudo, novamente Eu levantei a Kundalini dele três vezes. Não, de forma alguma. Continuou desse jeito por meia hora, então Eu desisti. Eu disse, “Senhor,” “sinto muito, você é muito grandioso para ter a Realização.” “Tentaremos novamente.” Não estou convencido! E Eu fiquei exausta, Eu disse: “Realmente, Eu estou convencida sobre você,” “então permita-nos ir”.

E depois Eu sai. Você tem de ter uma enorme paciência e senso de humor, você simplesmente não pode repreendê-lo. Se Eu lhe dissesse: “Você é imprestável, inútil, você tem uma Kundalini ruim,” “vá embora daqui, vá embora, suma!” Eu não podia dizer-lhe essas coisas, Eu tive que suportá-lo até o fim, e não somente isso, no final tive de dizer: “Você é um grande homem”. Porque senão ele teria usado outro método. Porque o ego já estava tão grande, que com todos os alfinetes… que coloquei dentro dele, ele não poderia ser esvaziado. Ele era feito de uma fibra especial, Eu acho. Era uma tarefa muito difícil. Então temos de saber que nós temos de ser compassivos. Você deve ler algo que alimente nossa compaixão.

Leia sobre pessoas que doaram tudo que tinham. Tukarama. Leia Tukarama. Tukarama era um homem pobre. E um dia ele foi a um lugar e fez um bom trabalho, então eles lhe deram um monte de cana-de-açúcar. As crianças e seus filhos gostavam muito de cana-de-açúcar. Então no caminho toda a criança pedia: “Me dá uma cana-de-açúcar”. Ele estava dando para todos. Quando ele chegou, só restava uma. Então os filhos disseram: “Nós somos três”.

“Tudo bem,”, ele disse, da próxima vez eu trago para vocês, dividam isto entre vocês três. E eles fizeram isso. Eles disseram: “É melhor comê-la agora,..” “mais uma criança chegará e esta também vai acabar.” Então a pessoa tem de saber sobre as vidas daqueles que têm doado. Leia sobre pessoas que têm doado. Eles doaram suas vidas. Eles se crucificaram. Eles se torturaram. Eles permitiram ser explorados. Eles permitiram ser envenenados.

Leia sobre esses sacrifícios, sobre grandes sacrifícios. Nós somos pessoas afortunadas, pois temos visto todas essas coisas com nossos próprios olhos. Mas pelo menos seja um deles, isso pelo menos você pode ser, se não, visualize isso. Você consegue. Traga isso como seu princípio. Então nós prosseguimos agora a partir do desapego, sobre o qual Eu lhes falei dos quatro tipos de desapego. E depois Eu lhes falei sobre a nutrição da sua mente… e a nutrição do seu coração. Nada nutre mais uma pessoa do que doar. Nada nutre seu coração, sua compaixão, a menos e até que você aprenda a doar. Agora por favor façam uma lista de coisas, quantas coisas você tem doado neste ano, no último ano.

Eu não consigo porque é muito. Por favor façam uma lista de coisas, quantas coisas, exceto pelo cérebro de vocês, vocês têm doado aos outros, sem pensar sobre isso, ou tem pensado em doar. Desde o Natal, vamos dizer, até este Natal. O coração está abrindo. Pense em doar. No nível material, outra ajuda está lá para ser dada. Mas não, nós nem sequer damos ajuda ao outro, pela qual você não tem de gastar nenhum dinheiro. Apenas ajude. Eu tenho visto, é muito fácil identificar, esquemas para poupar trabalho. Agora, Eu chego aqui, alguns estarão correndo, outros estarão simplesmente sentados.

O chá é trazido para eles, a comida é trazida para eles, tudo é feito. Eles simplesmente entregarão o prato antes também, “vá e lave”. Não é só egoísmo mas é indelicado, é indelicado ser desse jeito. Na Sahaja Yoga, vocês têm de ser extremamente ocupados, ajudando os outros, em cada ponto. Serem prestativos. Vocês sabem, o guru de Ravi Shankar era um grande, um grande homem. Ele era uma alma realizada, uma pessoa formidável. Então ele sabia muitas coisas. E um dia Eu estava lá, à noite, havia um médico, nós éramos seus hóspedes de certo modo, nós fomos lá para o jantar. De noite veio o chamado: “Preciso muito de você”, para o médico.

O médico disse: “Agora estou cansado.” Ele era também outra pessoa generosa, sem dúvida. Ele disse: “Você deve vir, eu tenho um grande problema.” “Eu vi um bebezinho.” Eu disse: “Que bebê você achou?” Ele disse, “É um bebê” – ele era um homem idoso – ele disse: “Eu achei um bebê de um veado que está sofrendo agora,” “e a mãe está morta, não há ninguém para cuida dele.” Então Eu disse: “Tudo bem, Eu também irei com você”, porque Eu sabia que Eu tocaria o bebê. Eu fui com ele. Então, ele estava sentado com o pequenino em seu coração. Então o doutor disse: “O que você está fazendo?” Ele disse: “Estou tentando lhe dar minha vida, se possível, de modo que…” “quando você chegasse pelo menos você iria encontrá-lo vivo.”

Exatamente assim, tamanho amor. Então ele pegou o filhote – o doutor – seu casaco e tudo mais, ele disse: “Tudo bem, coloque-o embaixo”. Ele estava sentado lá, muito cuidadoso. Embora ele fosse uma alma realizada, sem dúvida. Eu coloquei Minha mão no filhote e o acariciei e ele reviveu, e começou, tudo bem, ele estava muito feliz. Ele disse: “A Senhora é a Devi, a Senhora é a Deusa, eu posso Lhe dizer.” Mas a Senhora fez uma coisa ruim.” Eu disse: “O quê?” A Senhora é casada.” Eu disse: “Mas Devis devem se casar também. Ele disse: “Não, mas vamos supor que a Senhora tenha se casado…” “com um homem avarento, então o que Lhe acontecerá?”

Eu disse: “Eu Me certificarei de que Eu não tenha casado com um homem avarento.” “Essa seria a maior maldição,” ele disse, “eu tive esse mesmo tipo de esposa que era avarenta,…” “e eu estou farto dela, por causa de sua avareza.” Assim isto é o que acontece, a avareza deve ser odiada, sem dúvida, ser odiada, tem de ser totalmente, é o pior de tudo, é como lepra para os Sahaja Yogis. Avareza. É poupar, poupar libras, vocês sabem. Isso deve ir embora de sua mente. Avareza com você mesmo é bom, avareza com os outros é ruim. Gregoire Me disse uma coisa chocante. Ele disse: “Essa é nossa cultura.” Eu disse: “Sua cultura?

O que é isso?” Ele disse que se formos a um hotel, e se alguém estiver pagando, nós começamos a olhar para este lado, para aquele lado. Eu disse: “É mesmo?” Ele disse: “Isso é muito comum.” Eu simplesmente não consigo acreditar que isso é cultura. É o oposto da cultura. Seja como for que vocês a chamem, isso não é cultura de forma alguma. Cultura é se oferecer: “Tudo bem eu pagarei”. Mas americanos são até piores, eles dirão: “Eu paguei para você ontem,…” “você paga hoje para mim”. Eu acho avareza absolutamente deplorável.

Mas isso é considerado polido, quando alguém está pagando, você olha para o outro lado. Isso talvez seja polido, Eu não sei, seja o que for, é exatamente o mesmo, é desprezível. Eu lhes digo. Portanto compaixão, compaixão a qualquer custo. Talvez você tenha de trabalhar até às 2:00 hs, talvez até às 4:00 hs, não importa. Você tem de trabalhar, tem de trabalhar, tem de trabalhar, porque a compaixão em si é doadora de alegria. Porque o seu Espírito é o Oceano de Compaixão. Não há outra maneira, não há outra maneira de regozijar seu Espírito, a não ser dar, dar, dar. Não importa se você não comeu, não importa. Nada importa.

Muitas vezes, como vocês sabem, Eu não como por 24 horas às vezes, mesmo assim estou ocupada. Não é necessário para este corpo. O alimento deste corpo é compaixão. Que o nutre. Então, você tem de ser avarento em relação a você mesmo, mas você deve ter compaixão. Coração, abra seu coração. Abra seu coração primeiro para Deus por gratidão. Esta é outra qualidade que uma pessoa deve ter. É uma qualidade mais elevada, Eu devo dizer, de gratidão a Deus. Ele lhes deu a Realização.

Ele lhes deu este corpo. Vocês entendem que este corpo, o corpo humano, Ele lhe deu? Ele tem lhes dado tudo. Contem suas bênçãos. Até para ter esta manhã, para aproveitar isto como seres humanos, vocês não estão em nenhum bandhan, vocês não estão em nenhum pash, vocês não são pashus, vocês não são animais. Animais são pashus. Vocês são pessoas livres, Deus lhes deu liberdade. E Ele lhes deu a percepção Dele. Senso de gratidão. Mas nossa linguagem é assim: “Obrigado, obrigado, obrigado”, acabou-se.

É só nos lábios, acabou-se, da boca para fora. Do seu coração agradeçam-Lhe, do seu coração. Não externamente, simplesmente ir a igreja: “Muito obrigado Deus”, tudo bem, pronto, acabou-se. É agradecê-Lo de coração. Escrevam louvores. Louvores. Cantem louvores, “Glória a Deus”, ao Magnífico que nos criou. Seus discípulos estão se reunindo e a cada momento em que você está… falando, vocês pensam, digamos, na Mãe ou em Deus. Você ficarão impressionado! Isso só é possível se você tiver sensibilidade, se você tiver memória.

O maior milagre deste mundo é que todo mundo tem de morrer… e ninguém se lembra disso. Mas o outro milagre é que todo mundo é abençoado por Deus, mas ninguém sabe disso. Mas vocês são tão especialmente abençoados. Assim, o que você deve fazer? Fiquem em regozijo, sejam gratos, então essa bem-aventurança vem a vocês. Sem gratidão, nada irá funcionar. O coração grato. Vocês precisam de um coração que seja grato a Deus, de modo que Ele lhes dê. Mas quando você dão aos outros, Ele definitivamente lhe dará. Mas não pense que isso é seu!

Você está dando o que Deus lhe deu. Então hoje Eu lhes disse o movimento de oito partes. Então vocês se tornaram meia lua, somente na mente. E a outra metade, guardem-na para o próximo Guru Purnima. Tudo bem? Que Deus os abençoe.