Public Program, The Attitude Has To Be Earnest

London (England)

1983-06-13 The Attitude Has To Be Earnest, London, England, DP, 87' Download subtitles: EN,IT,LT,PT,ROView subtitles:
Download video (standard quality): Download video (full quality): View and download on Vimeo: View on Youku: Listen on Soundcloud: Transcribe/Translate oTranscribe

Feedback
Share

Public Program. Porchester Hall, London (UK), 13 June 1983.

Quando dizemos no jornal ou em uma propaganda… que você vem a tal auditório… para receber sua Realização do Si, Eu não sei o que as pessoas pensam sobre isso.

Talves elas pensem… que isso é uma outra “mágica”… ou algum tipo de culto… ou alguém fazendo uma proposta. Mas há alguns que podem não pensar dessa maneira, mas eles querem ter a Realização do Si… e eles vêm aqui. Mas a pessoa deve entender… que a atitude que temos em relação a nós mesmos… tem de ser realmente muito sincera. Elevar a sua Kundalini não é tão dífícil… e lhes dar… a assim chamada Realização… também não é dífícil no sentido de que você pode sentir… a brisa fresca do Espírito Santo saindo… da área óssea da fontanela. Você pode ter o seu batismo. Mas Eu chamo isso de “assim chamado”, porque a jornada depois é a tarefa dífícil. Se a atitude não é sincera, então você simplesmente perde isso num piscar de olhos. Então, onde as pessoas são muito orientadas para o ego, Eu devo dizer, a personalidade convexa está presente, é ainda mais dífícil dar a Realização, antes de mais nada, e mesmo se você der a Realização, mantê-la e fazê-los se desenvolverem é ainda mais dífícil, muito mais dífícil. Agora, algumas vezes, os Sahaja Yogis Me perguntam: “Mãe, como é que na Índia você pode dar a Realização…” “a milhares e todos eles se fixam,” “enquanto que aqui, quando você dá a Realização às pessoas,” “elas simplesmente vêm e vão embora, ou são desperdiçadas…” “como descrito na parábola de Cristo sobre a semente,” “que algumas sementes simplesmente ficaram perdidas nas rochas? ” Então, por que isso acontece aqui?

Eu não os culparia, mas Eu diria… que eles não tinham nenhum conhecimento… sobre o que é a Realização do Si, como ela é dífícil. Se você ler o Yogashastra de Pantanjali, você ficará surpreso… ao ver como eles eram ensinados a levar… uma vida boa e correta depois do casamento. Qual era o relacionamento de marido e esposa; qual era o ritmo da vida sexual; como eles deveriam tratar seus filhos; como desenvolver a atenção deles em relação a Deus todos os dias. Todas essas coisas estão faltando totalmente nas vidas das pessoas… que viraram as costas para Deus. Agora, seja o que for que você tente, mesmo se você virar suas costas… para Deus ou para si mesmo, para seu Espírito, Ele existe… e Ele impõe sua própria existência em você. Ele faz isso. Mesmo se você tentar contestá-Lo e negá-Lo, Ele surge, e então as pessoas ficam buscando e buscando. A tragédia da coisa toda é… que grandes buscadores chegaram no ocidente, onde as pessoas… não têm nenhum conhecimento sobre o que é a Realização do Si… e sobre o que a pessoa tem de fazer para alcançá-la… e sobre que grande bênção é tê-la. Esse é o maior problema que enfrentamos por toda parte… e agora que Eu estou indo para os EUA, Eu também terei o mesmo problema lá. Agora, a situação é… que as pessoas têm uma ideia completa sobre o valor de um diamante.

Eles sabem que se o diamante tem muitos quilates, significa isso. Se ele é sem defeitos, significa isso. Se é o mais puro azul, então significa isso. Mas eles não sabem o valor da vida espiritual deles; eles não sabem o que é ser espiritual. Sob essas circunstâncias, naturalmente, o que acontece é que mesmo quando eles têm a Realização do Si, não conseguem se fixar na Sahaja Yoga e se desenvolver mais adiante. Não que falte qualidade neles. Eu diria que não é assim. Eu não diria que eles são pessoas que são inúteis; que eles não são bons para a vida espiritual. Então todos os Sahaja Yogis dever ter uma atitude muito compassiva… e compreensiva em relação a eles, pois quando eles vêm a vocês, eles não têm nenhum conhecimento, não foram treinados dessa maneira, não foram ensinados dessa maneira, por isso as pessoas nos países… onde elas se perderam nos ganhos materiais… devem novamente ler alguns desses livros em detalhes… e tentar descobrir… qual tipo de vida os seres humanos deveriam levar… e qual tipo de vida nós estamos levando agora. Agora, a palavra que existe é yama nyama, é uma palavra… nos Shastras de Patanjali, yama e nyama.

O nyama são as regras para você mesmo, as regras que você tem de observar, e quais regras você tem de observar para os outros é yama, como lidar com os outros, qual deve ser o seu relacionamento com sua esposa, com seus filhos, com outros parentes que existem… e como você deve respeitar as coisas particulares… e se preparar para sua Realização do Si, para a ascensão. Todo esse equilíbrio tem de existir, se é para você ascender na vida. Mesmo para levar uma vida boa e adequada, você tem de ser assim. Eu lhes digo, se vocês forem à Índia, vocês perceberão… que o país não tem nenhum saneamento, seja qual for, não tem toda a comida que vocês têm, não tem nenhuma de suas estradas de ferro ou… nenhum desses telefones, do jeito que são. Quando Eu vou à Índia, Eu esqueço que existem telefones. Eles nunca existem para Mim lá. Tudo que é desordenado, mal administrado, todos os tipos de coisas entranhas estão lá. Às vezes há uma seca. Às vezes há uma enchente. Todas essas coisas estão lá.

Apesar disso, as pessoas estão vivendo… somente porque elas sabem como levar uma vida adequada, como se ajustar às coisas naturais. Agora, a nova doença que surgiu nos EUA, que realmente tem Me preocupado muito, e Eu sei que ela devia surgir porque hoje, de acordo com as profecias, não é mais a Kali Yuga, é a Kruta Yuga. É a época em que as coisas acontecerão, a Kruta Yuga é quando os poderes espirituais atuarão. Essa época é agora mesmo. Vocês sabem que em nossos livros, está escrito… que a Kruta Yuga começou cerca de 60 anos atrás, e é desse modo que agora os poderes espirituais serão trabalhados. É fácil dizer: “O que há de errado? Quem é Deus?” “Nós não acreditamos em Deus.” Vocês terão de pagar por isso. Se você for contra a natureza, você terá de pagar por isso.

Se você fizer coisas de acordo com seu próprio ego, você terá de pagar por isso. Este é o momento que chegou. Isso é para o nosso bem. Isso não é para o nosso mal, porque tem sido falado muitas vezes para não fazermos certas coisas. É claro, nos países ocidentais, onde o Cristianismo é seguido, é dito à risca para não fazer isso, não fazer aquilo. Mas então as pessoas dizem: “Por quê?” A única diferença é que no oriente é explicado… porque não fazer isso, porque não fazer aquilo. O que acontece? Entrou-se nos detalhes disso. Mas Eu devo dizer aqui também, que as pessoas sabem que isso não deve ser feito.

Mas quando você fala sobre essas coisas: “Isso não deve ser feito”, eles o rotularão como um vitoriano, ou eles zombarão de você, rirão de você, o ridicularizarão. Mas quando eles enfrentam todas essas coisas lhes acontecendo, então eles não sabem para onde ir, o que fazer e como enfrentar isso. Essa é a época em que os poderes espirituais irão trabalhar; eles irão provar a existência de Deus. Eles irão provar a existência das leis divinas… e a ação delas. Eles irão provar tudo que é dito em todas as religiões, a unidade delas, a integração delas. Tudo irá provar agora, hoje. Mesmo se você disser isso muitas vezes, muitas pessas não darão nenhuma atenção a isso. Elas dirão: “Oh, a Mãe está apenas fazendo lavagem cerebral em nós.” Isso foi o que as pessoas Me disseram… quando Eu vim pela primeira vez à Inglaterra. E Eu disse: “Essa não é a vida que os seres humanos deveriam levar.”

“Mesmo para os animais, isso não é adequado.” “Como vocês se atrevem a fazer essas coisas…” “e se envolverem em problemas?” “Mais tarde isso mostrará os seus sinais.” Mas ninguém estava querendo Me ouvir naquela época… e todo mundo ficou com raiva de Mim. Eles disseram: “Essa mulher é matronal.” Há certas palavras em inglês que são muito condenatórias… e a primeira delas é “vitoriana”. Se você é vitoriana, você é um caso perdido, totalmente, de modo que você é rotulado, então você não pode falar. Mas Eu diria que mesmo a época vitoriana era melhor… onde havia alguma hipocrisia, Eu concordo. A hipocrisia é uma coisa ruim, mas falta de vergonha é muito pior. Se você se torna sem vergonha, a coisa se espalha como fogo.

Não há nenhuma proteção. A hipocrisia é pelo menos uma pequena proteção da expansão disso… e todo mundo hoje pensa: “O que está errado com você? “, e quando Eu vim aqui, Eu tive um tamanho choque. Eu não podia acreditar… que os seres humanos poderiam ir a esse ponto para se arruinarem. Isso é destrutivo, é totalmente destrutivo, e quando uma pessoa como Cristo, que não era nada além de pureza, disse: “Não devereis ter olhos adúlteros”, até esse nível, até esse nível sutil de pureza, Ele falou. Eu fiquei impressionada ao ver que as pessoas O negaram completamente… e o modo como todas as outras pessoas, como os judeus, até mesmo como os hindus aqui, os cristãos, todos os tipos de pessoas, não pensaram no que eles estavam professando, no que eles estavam afirmando e no que eles eram. Hoje novamente, um por um, vocês verão mais resultados das más ações em vocês mesmos. Isso é porque vocês cruzaram todos os limites dos nyamas, como você deveria ser consigo mesmo. Todos parecem estar doentes hoje, ou mentalmente ou fisicamente. Por quê?

Por que eles estão mentalmente doentes? Este é o lado físico disso. O lado mental é que eles podem se meter em todo o tipo de coisa… como bruxaria, como espiritismo, como qualquer guru que vem e fala sobre Deus, sem verificar a credibilidade disso, sem verificar o que os outros alcançaram através disso. Não somente isso, mas Eu tenho visto pessoas sendo… muito prejudicadas depois, que foram torturadas por esses gurus, que foram completamente transformadas em mendigos por esses gurus, ainda seguirem, ainda lutarem por esses gurus, como se elas tivessem perdido toda a sua liberdade, toda a sua independência para reagir. Outro dia uma senhora veio Me contar que… ela foi na casa de um parente, para ficar com ela, e a parente eatava tão estanha… que nem mesmo lhes deu comida suficiente para comer… e na casa havia quantidade limitada de comida… e ela trancava tudo e eles realmente passaram fome. E ela – Eu a conhecida muito bem – então ela Me telefonou. Eu disse: “Venha para Minha casa”, e apenas a chamei… e fiquei impressionada ao ver porque… essas coisas acontecem na vida daquela mulher. Como ela podia fazer isso? Ela não tinha nenhuma consciência. Alguém passando fome perto dela.

A razão era que ela era uma bêbada. Ela bebia muito. O marido dela bebia. Com a quantidade de dinheiro que eles ganhavam, você não pode beber. É uma coisa simples, deixa pra lá todo o outro lado disso. E ela ficava bebendo, o marido dela também ficava bebendo. E seja qual for o dinheiro que eles tenham, eles não comem muito, eles só bebem, e eles estavam esperando essa mulher sumir, porque uma vez que você se torne escravizado… a uma determinada loucura como essa, como beber ou qualquer coisa assim, então você esquece todos os seus relacionamentos com todos os seus outros deveres… que você tem de cumprir. É como um louco trabalhando como louco, que não tem nenhuma consideração pelos relacionamentos ou deveres… que ele tem de cumprir com os outros. Depois também, ele não tem nenhum tempo… para pensar sobre os deveres com relação a si mesmo. Ele se torna uma pessoa tão seca… que ele não tem nem mesmo nenhuma consciência… e ele simplesmente fecha sua mente a tudo que é generoso, a tudo que é sublime, a toda compaixão.

Ele só fica ocupado consigo mesmo. Ele quer beber. Ele quer beber, só isso. Muito seriamente, ele dirá: “Sim,” “eu tenho de beber agora, eu gosto disso”. Então não importa se o cachorro dele não tem comida… ou se seus filhos tiverem de passar fome… ou se eles tiverem de trabalhar nas ruas. Ele não se importa, porque ele tem de beber. Depois há uma outra coisa, como hoje, Eu vi muitas pessoas se divertindo com cricket, Eu mesma posso Me divertir muito com cricket… e Eu entendo de cricket muito bem. Mas quanto tempo eles dedicam a si mesmos no sentido de que… eles estão só desfrutando o que é entretenimento? Mas e quanto ao entretenimento de seu Espírito? Você ao menos pensou em seu Espírito?

Você alguma vez olhou para dentro de si mesmo e descobriu… que há o Espírito, que tem de ficar satisfeito e entretido? E uma vez que você entretenha esse Espírito, você não precisa de nenhum entretenimento. Se você tem isso, tudo bem; se você não tem isso, tudo bem. Esse é o mais elevado tipo de entretenimento. Esse é o mais elevado tipo de alegria. Essa é a vida mais elevada que a pessoa pode pedir. Todas essas coisas chegam a um nível onde se diz: “O que há de errado?” “O que há de errado nisso e o que há de errado com aquilo?” Então a natureza vai agora lhes mostrar o que está errado, porque inteligentemente você entende, racionalmente você entende, logicamente você entende que é errado, mas ainda assim há alguma outra pessoa que diz: “O que há de errado?” Então, agora, experienciando isso, você entende.

Esta é a única forma que resta na natureza para fazê-los entender: experiencie isso, sofrendo. Há uma outra forma que é: você pode experienciar seu Espírito. Isso também é possível, somente esta Krita Yuga pode fazer isto: você pode experienciar a alegria de seu Espírito. Ambas as coisas existem. Quando ela faz uma coisa, ela também faz da outra forma. Isso também lhe dá a experiencia da realidade, a experiência da verdade, a vida que é eterna… e isso é o que a pessoa tem de aguardar ansiosamente. Mas a escravidão tem de ser reduzida a uma forma apropriada, um pouquinho. Isso também ela faz. Eu fiquei surpresa, algumas pessoas que eram bêbadas e alcoólatras, elas vieram na Sahaja Yoga, no dia seguinte largaram isso. Ela faz isso.

A escravidão de qualquer tipo, de qualquer hábito, é prejudicial ao nosso crescimento no Espírito. Ela é prejudicial, mas não importa se você tem alguns hábitos, eles simplesmente desaparecem, como vocês têm visto. A Sahaja Yoga é um tipo tão grande de acontecimento compassivo… que realmente o torna uma pessoa diferente, que é um mestre de si mesmo; nunca mais a escravidão. Toda esse servilismo vai embora. Todo esse medo desaparece. Você se torna o mesmo de si mesmo… e nessa maestria, você é o mestre do amor, mestre da compaixão, mestre da sabedoria. Isso deve acontecer a todos vocês. Todos vocês são adequados para isso. Vocês são criados para isso. Todos vocês evoluíram para isso.

Vocês têm de ter isso. Mas há tantas identificações erradas em nós, com as quais nós somos arrastados para coisas erradas, para coisas que são anti-Deus, que são anti-Espírito. Existem tantas coisas que direcionam sua mente para isso, porque vocês tiraram certas conclusões sobre a realidade. Você acha que isso é a realidade. Você acredita que isso é a realidade e você quer ficar colado nisso. Mas não é assim. Eu lhes digo, vocês têm de entender que a realidade é o que ela é. Vocês devem encará-la e desfrutá-la. Não tentem impor suas ideias nela. Não tentem organizar a realidade. Ela é o que ela é, e uma vez que você decida dentro de você mesmo: “Até agora eu não sei e eu tenho de saber”, com essa humildade, você conseguirá isso.

Isso não significa que você tem de entregar seu dinheiro… ou qualquer coisa, seu autorrespeito ou sua liberdade. Pelo contrário, você tem de entrar nessa área… onde existe a suprema liberdade, suprema liberdade. Você não é livre. Se você acha que você é livre, você está lamentavelmente errado, porque nós ainda somos escravos de tantas coisas. Mas uma vez que um indivíduo seja livre, ele não fica perturbado com nada. Nada pode torná-lo habituado a nada. Nada. Um indivíduo assim vive como um rei, quer ele esteja em uma cabana… ou na rua ou num palácio. Ele não fica incomodado. Seja o que for, ele é o rei.

Ele não quer nada mais. Ele doa. Ele doa. Ele é tão rico que ninguém pode lhe dar nada. Ele doa e doa e doa. E a única coisa que ele consegue fazer é doar, ele não consegue pegar nada. A capacidade é tal que ele não pega nada de ninguém. Não mais estas atitudes: como economizar dinheiro, como poupar trabalho, como conservar seus cargos, seus poderes, suas posições sociais. Nada o escravizará, porque você é o mestre de tudo. Nada é mais importante do que seu próprio Espírito, com o qual você se deleita, o qual se manifesta.

É uma sorte tão grande vocês terem nascido na época que é a Kruta Yuga… e vocês nasceram propositalmente para ter essa Realização. É por isso que vocês estão aqui. Mas quantos se dão conta… de que vocês têm de concordar com muitas coisas? Vocês têm de buscar a verdade e não a inverdade. Vocês não têm de correr atrás de pessoas que os fazem de tolos… ou daqueles que tentam mimar seu ego… ou que colocam espíritos em vocês e os tornam estúpidos inúteis. Você tem de se tornar alguém grandioso, mais saudável, mais poderoso e amoroso, afetuoso, compassivo. Esse deve ser o retrato da personalidade… que tem de evoluir dos seres humanos. Senão não podemos salvar este mundo. Com o tipo de pessoa que temos, não podemos salvar. Todos eles estão fazendo concessões, todos eles estão manipulando, manobrando como se todos eles estivessem se afogando… e todo mundo tem, de um modo ou de outro, de tirar a pessoa que está na frente deles para se elevarem socialmente.

Todas as coisas estranhas acontecem também. Isso acontece somente porque nós somos muito inseguros. Toda a insegurança desaparecerá… uma vez que a luz, a luz de seu Espírito brilhe. Deixe a luz brilhar completamente e veja sua beleza e sua glória… e a força desse grande Poder do Amor de Deus dentro de você mesmo… e então você ficará impressionado com o que é isso. Como vocês sabem, a Sahaja Yoga… não é uma única palestra, nem duas, pode ser centenas, mas o acontecimento leva uma fração de segundo, Isso deve acontecer. Uma vez que aconteça, você pode alcançar sua Realização… de tal maneira que você nem mesmo sentirá isso. Mas depois, você tem de colocar em deliberações. Você tem de cuidar de si mesmo. Você tem de se respeitar e ir em frente com isso. Não adianta argumentar sobre isso.

Mesmo se você argumentar, Eu posso levar você até um ponto, porque esse é um reino além da mente, porque a mente é uma coisa limitada. Nós temos de alcançar o ilimitado… e para isso um acontecimento tem de ocorrer. Nós não podemos prometer-lhes que isso acontecerá. Se acontecer, tudo bem, nós podemos ajudá-los, de certa maneira, a alcançar isso, mas nós não podemos ter certeza que acontecerá. Então fique com um temperamento receptivo e seja gentil consigo mesmo… e alcance sua Realização. Essa é a última vez que Eu estou falando em Londres. Por muito tempo, Eu não estarei aqui, talvez em novembro, se Eu vier por um curto período, talvez Eu esteja em Londres, talvez fora de Londres, em algum lugar na Inglaterra. Eu não posso dizer. Eu espero que todos os que estão aqui hoje decidam… que se eles têm de alcançar a Realização… como uma bênção permanente de Deus, então eles têm de ir mais adiante com isso. Vocês simplesmente não podem parar neste encontro.

Vocês têm de ir mais adiante com isso com indagações maiores. Vocês têm de ir a diferentes ashrams e centros que nós temos, vocês têm de trabalhar isso. Se você é um homem importante, como outro dia alguém veio… que era um diretor e tentou ser estranho, Eu disse: “Se você é um diretor, este não é o lugar para você.” Deus não entende, você pode ser um rei, você pode ser o presidente, você pode ser qualquer um, Deus não entende esses cargos feitos pelo homem. Os cargos de Deus são diferentes… e se você tem de entrar no Reino de Deus, venha como uma pessoa humilde. Abandone todas suas ideias sobre cargos importantes… e educação importante e tudo mais. Seja uma pessoa humilde. Se você é humilde, então isso dará certo… e não somente isso dará certo, mas é a única chance… que nós seres humanos temos de mudar o mundo inteiro, não há nenhuma outra chance, Eu posso ver. Eu espero que todos vocês prestem total atenção nisso… ardentemente, com completa devoção, busquem o seu Si e a ascensão Dele e o estabelecimento Dele. Que Deus os abençoe.

Se vocês tiverem perguntas, vocês podem Me fazer hoje. Mãe, a Senhora poderia, por favor, falar algo sobre o coletivo… e a necessidade das almas realizadas estarem juntas? Oh, tudo bem. Essa é uma sugestão muito boa. Eu gostaria de dizer algo sobre a coletividade. Ate agora, com vocês sabem, na história da espiritualidade, as pessoas tiveram a Realização. Muitas pessoas a tiveram. Uma após a outra, muitas pessoas a obtiverram, mas… Eu diria, uma em um milhão, uma em dez milhões, desse jeito, porque nós tivemos de ter algumas pessoas… para falar sobre isso, antes de tudo. Nós sempre falamos o que foi escrito no passado, mas essas pessoas que tiveram a Realização, sozinhas, sofreram muito… e elas não puderam transmitir o que era necessário… ser dado aos outros, de uma maneira que seria aceita. Agora, como vocês veem, qualquer descoberta é feita assim, as pessoas podem se beneficiar individualmente.

Toda pessoa pode dizer: “Oh, eu adquiri isso,” “então eu posso ter isso em minha casa”, mas isso não é de nenhum valor. Não é de nenhum valor, Eu lhes digo. Eu diria que uma personalidade como Cristo viveu uma vez. Nós temos o Cristianismo, o que eles fizeram sobre isso? Isso é um assunto triste. Pensar que uma personalidade assim veio e… que grande trabalho Ele fez para Se estabelecer no Agnya Chakra, o que as pessoas fizeram a partir disso. A razão era que Ele estava sozinho, Ele estava sozinho. Não foi um acontecimento em massa. Aquele não era o momento, porque Ele tinha de estabecer este centro. Sem isso, não poderia existir um acontecimento em massa, tudo bem.

Não poderia existir uma Realização em massa, mas Ele falou: “Você tem de nascer novamente”, e tudo mais. Mas a coisa toda fracassou, porque eles não puderam alcançar a essência disso. Uma pessoa daquele calibre vindo a esta Terra, achou impossível convencer as pessoas e falar sobre isso. Então temos de entender que qualquer coisa que… seja evolutiva acontece primeiro a uma ou duas pessoas somente, mas depois acontece a muitas pessoas. Agora, na Sahaja Yoga, há um outro problema além desse, que isso está acontecendo a muitas pessoas, isso existe, sem dúvida. Milhares estão tendo a Realização, não há dúvida, está funcionando desta maneira, agora a evolução chegou a esse estágio, como Eu digo, é o tempo de florescimento. Existem muitas flores e elas têm de se transformar em frutos. Mas, agora, por que é necessário ter a coletividade, quando as pessoas estão tendo a Realização assim? É um ponto muito importante que temos de entender. A situação é que agora quando vocês estão tendo a Realização… o que está lhes acontecendo?

Vocês estão ficando relacionados com o todo. Nosso microcosmo está ficando relacionado com o macrocosmo. Digamos que seu corpo esteja lá e você esteja dormindo. Primeiro você tem um pequeno despertar. Você abre seus dedos, tudo bem. Depois você abre o seu outro dedo. Agora, há um pequeno problema com seu dedo… e você não consegue ver nada. Então você abre seus olhos e traz sua atenção para suas mãos. Então esse problema talvez seja resolvido, mas você precisa da outra mão para ajudá-lo. Então você quer que a outra mão também seja despertada até esse ponto, deste jeito.

Então, quando os Sahaja Yogis estão ficando cada vez mais despertados, os problemas com os quais estamos defrontando, podemos resolvê-los… melhor, porque muitas pessoas estão resolvendo o problema. Vocês entendem Meu ponto agora? Juntos. Quando estamos juntos, nós entendemos que agora há um problema. Agora, Eu estou indo para os EUA. Eu fui lá em 1970, primeiro em 1973, Eu acho. Eu fui primeiro em 1973. Eu estava sozinha. Eu dei palestras muito boas para eles. Nós tínhamos auditórios muito grandes e tudo fracassou.

A razão é que as pessoas que tiveram a Realização… não tinham ninguém para cuidar delas. Não havia ninguém para lhes dar suporte, dar-lhes assistência. Então elas se perderam. Quero dizer, elas estão lá, algumas delas estão aqui e ali. Agora, o que aconteceu? Hoje que Eu estou indo para os EUA, todo mundo está rezando. Na Austrália, eles estão rezando. Na Índia, eles estão rezando. Por exemplo, a atenção, vocês ficarão surpresos, algumas pessoas estão vindo da Índia para ir aos EUA. Alguns estão vindo da Austrália para ir aos EUA.

Alguns estão vindo da França, alguns da Suíça. Todos eles estão correndo para os EUA. Agora o trabalho está nos EUA. Tudo bem, por exemplo, a atenção, assim que alguém Me “picar” aqui, Minha mão vai para lá, Minha cabeça vai para lá, tudo dará certo. Assim, o esforço coletivo para dar certo irá resolver o problema. Mas vamos supor, se este dedo está brigando com este dedo, Eu posso escrever alguma coisa? Ou se eles estão isolados e sozinhos, Eu posso usá-los? Todo este corpo tem de se tornar… totalmente em concordância um com outro. Mas muitos ainda estão dormindo. Aqueles que estão despertados, pelo menos devem se manter juntos, senão a Sahaja Yogia não pode funcionar.

Hoje Eu acho muito mais fácil dar a Realização, muito mais fácil. Eu fiquei batalhando com seis pessoas por quatro anos em Londres. Quatro anos, seis pessoas, mas uma vez que elas obtiveram a Realização, isso começou a funcionar mais rápido… e quanto mais pessoas conseguirmos… porque o canal que é para ser usado é como os nervos no corpo. Você se torna um nervo desse corpo que está despertado, e uma vez que os nervos comecem a trabalhar juntos, percebem… que há uma energia que está passando por eles. Todos vocês têm de realizar isso juntos, com a compreensão do Divino. Isso atua rápido. Qualquer pessoa cujos nervos estão trabalhando será muito mais dinâmica… do que uma pessoa que está meio morta ou completamente morta. Então vocês podem entender como a coletividade é importante. Depois uma outra coisa é que indo para uma parte muito divertida disso, quando os Sahaja Yogis estão coletivamente lá, eles realmente se divertem. Porque pela primeira vez, vocês começaram a apreciar os seres humanos, pela primeira vez.

Antes disso, vocês nunca apreciaram. Vocês apreciavam as flores, apreciavam todo o resto, mas não os seres humanos. A alegria pura dos seres humanos começa a surgir… quando você se torna completamente realizado. Eu lhes darei um exemplo. Nós fomos a Calcutá por um dia e Eu fiquei em um quarto de hotel… e havia três, quatro Sahaja Yogis… em um outro hotel, em um outro quarto, e um senhor veio a Mim para ter a Realização. E quando Eu elevei sua Kundalini, todos eles receberam as vibrações… e todos eles correram… para o Meu quarto para saber o que estava acontecendo, “de repente, como é que sentimos tanta alegria dentro de nós mesmos.” Eles vieram ver e esse senhor estava lá. Ele era uma grande alma e eles sentiram tremendamente as vibrações. Assim, esse não é o acontecimento de um indivíduo. É o acontecimento do todo.

E o esforço individual será totalmente inútil. Ele será todo neutralizado. Se você se sentar em casa, fizer sua meditação, isso não dará certo. Você não irá muito longe, porque o todo tem de surgir. Eu dou um exemplo de quando você faz manteiga. Na Índia, Eu não sei, não fazemos dessa maneira, nós fazemos muito naturalmente. Você coloca um pouco de manteiga dentro daquilo… e depois novamente você começa a bater. Então a manteiga começa a se juntar em volta daquela manteiga. Tudo aquilo se junta. Mas algumas partículas são deixadas de fora.

Elas grudam nos lados, grudam naquilo. Elas não são mais manteiga, elas são jogadas fora como soro de leite. É simples assim. Quanto mais vocês ficam juntos, vocês realmente desfrutam o espírito da amizade, o espírito da felicidade, o espírito do amor na forma pura. Até agora o amor é distorcido. Há sexo, há luxúria, há dinheiro, há isso, há relacionamento. É assim: “Você é britânico, então eu devo amá-lo”, “Porque eu sou indiano, então eu devo amar você.” Todas essas barreiras insensatas existem. Lá você ama um ser humano porque ele é um ser humano… e ele é um yogi, fala a mesma coisa. Agora, hoje, Eu participei de uma festa de casamento… e a noiva e o noivo disseram: “Estamos indo para Paris com a Senhora, Mãe.”

“Há uma centena de pessoas indo para Paris,” “porque nós temos de mudar Paris.” “Mas,” Eu disse: “Vocês são recém-casados.” “É melhor agora desfrutarem sua lua-de-mel.” Eles disseram: “O que vamos desfrutar?” “Nós desfrutaremos quando nossos amigos aparecerem lá.” Mesmo se Eu lhes falasse: “Não vão”, eles não escutariam. Eles desfrutariam sua lua-de-mel somente lá. Eu nunca disse: “Vão.” Ao contrário, Eu fiquei dizendo: “Vão embora. Eu lhes darei dinheiro para desfrutarem sua lua-de-mel…” “onde quer que queiram.”

Eles não iriam, porque eles sabem onde está a alegria, com seus irmãos, com os amigos e irmãs. Isso é, sem dúvida, assim, Eu lhes digo, a alegria dos seres humanos não tem existido. Agora, há pessoas que vivem na Índia, que vivem na Austrália, que vivem aqui em todos os lugares, mas quando os Sahaja Yogis vão para a Índia, vocês deveriam vê-los, a forma como os Sahaja Yogis ficam nas vilas, o modo como eles os abraçam, o modo como sentem a unidade. Eles nunca se sentiram assim por um branco. Se eles virem um branco, eles simplesmente fugiriam… e se esconderiam embaixo desta coisa, e mesmo agora as pessoas às vezes ficam assustadas… ao ver um branco na vila. Elas dizem: “Oh Deus, eles vieram somente para nos destruir”, ou algo assim. Mas agora isso acabou. Agora é um ser humano, um ser humano está vindo. Todos eles são seres humanos, para eles não há nada como um negro… ou um branco, não resta mais nada disso agora. É um tamanho amor que surge e uma compreensão.

Isso só é possível se você aprender como viver coletivamente. E a coletividade também o ensina onde você está. Ela é muito importante. Uma pessoa que não viveu coletivamente, não consegue entender. Eu tenho visto pessoas que têm suas próprias famílias, vivendo com suas famílias. Eles são Sahaja Yogis, mas quando eles vêm para o ashram, eles sabem que ainda não estão lá. Porque você tem de se adaptar, você tem de aprender a se adaptar, você não pode ter uma banheiro privativo para você, um quarto privativo para você. Tudo bem, você pode ter, se você quiser ter, mas você também deve saber como se adaptar. Como vocês sabem, Eu mesma vivo muito confortavelmente, mas quando se trata de morar, Eu posso morar em qualquer lugar. Eu não tenho nenhum problema de conforto ou qualquer coisa assim.

Da mesma maneira, nós não somos barrados da alegria… por causa de todas essas coisas. O modo como carregamos… nossos banheiros conosco, não regozijamos a vida. Vocês querem tudo totalmente… de primeira classe, que tenha, digamos, mesmo quando vamos a um piquenique, nós levamos todas as coisas da cidade conosco. Da mesma maneira, não conseguimos regozijar a vida, não conseguimos desfrutar a natureza. Nós não conseguimos regozijar nada enquanto formos apenas um indivíduo, “Oh, eu sou aquele que fará tudo.” Por último, nós devemos saber que com o individualismo, nos tornamos malignos. Eu não digo que nos tornemos comunistas, porque essa é uma outra coisa maligna, mas nos tornando individualistas, nos tornamos malignos. O que é malignidade é uma célula individual assumir para si mesma: “Eu crescerei, eu crescerei.” Ela são sabe como crescer com o todo. Não há nenhuma coordenação com o todo.

É por isso que você diz que é um câncer. Câncer não é nada além do que uma célula maligna… que está sozinha e fica dizendo: “Eu tenho de alcançar, eu tenho de fazer isso, eu posso controlar isso”, e uma vez que ela comece a crescer assim, seja quem for que ela toque, essa pessoa se torna igual a ela. Todas estas ideias: “Somos a raça superior” ou “somos as pessoas mais importantes,” “somos as pessoas com dinheiro, somos especiais,” “somos desse clube”, tudo isso desaparece. É tudo insensatez. Nós estamos identificados com coisas insensatas… e nos tornando infelizes e também tornando os outros infelizes. E então você abandona tudo isso. De repente, você descobre: “Oh, que alegria!” Você não quer nada. Você só quer estar em companhia dos Sahaja Yogis. Eu tenho visto pessoas, embaixadores, pessoas altamente posicionadas, simplesmente absortas com os Sahaja Yogis.

Outro dia, Eu recebi um homem de negócios de Mumbai. Eu o levei Comigo a um lugar chamado Gurai… e estava tudo uma bagunça, no sentido de que… não havia banheiros adequados, havia… Era exatamente como um lugar esquecido por Deus, Eu lhes digo, e não havia nem mesmo lugares para se sentar adequadamente, apenas a praia e as palmeiras e todos os tipos de coisas estavam lá. E o homem ficou absorto naquilo, ficou completamente absorto. E ele disse: “Eu queria que este dia nunca acabasse.” “É o único dia que eu realmente me diverti com os outros”, porque havia tanta espontaneidade, amor tão espontâneo, tanta atenção… e tamanha pureza naquela natureza. Para regozijar essa pureza, você tem de estar no coletivo. Sentado no quarto, você não pode entender, não há nenhum reflexo disso. Você não pode entender onde você está, até que ponto você chegou. A coletividade é a coisa mais importante e aqueles… que tentam dividir a coletividade estão fazendo um trabalho anti-Sahaja.

Nós chamamos isso de movimento a-sahaja… ou vocês podem dizer atividade a-sahaja. Você tem de estar unificado com o todo. Aqueles que têm tentado se separar, todos eles decaem na Sahaja Yoga. Tente estar unificado a todos, para compartilhar… e regozijar o Espírito de todos, porque Deus os criou tão belamente. Você é tão belo e a alegria não deve ser perdida, porque você tem certas barreiras, como algumas pessoas que não podem tirar seus sapatos. Apenas imaginem o quanto eles estão identificados com seus sapatos. Eles não conseguem tirar seus sapatos. Eles são estúpidos a tal ponto. Todo esse tipo de estupidez desaparece, uma vez que você encontre realmente pessoas sábias em volta. Livre-se de todas essas ideias insensatas, que realmente têm assombrado sua cabeça todos esses dias, livre-se delas e você realmente se deleitará com todos, quer ele seja um porteiro ou o presidente de uma empresa.

Todos eles têm importância para você. Não é nada mais do que disso. Tudo aquilo desaparece e você começa a se divertir. É por isso que… a coletividade é a única forma pela qual posso trabalhar a Sahaja Yoga. Eu não consigo imaginar Eu conseguir trabalhar… através de pessoas que estão separadas, divididas. É dito, Cristo também disse que… Eles disseram: “O que a pessoa tem de fazer?” Ele disse: “Quando vocês amam uns aos outros, vocês fizeram a maior justiça a Mim”. É verdade, e quando Eu ouço a conversa amorosa dos Sahaja Yogis, Eu Me sinto a mais feliz. Esta é a maior felicidade para Mim: todos vocês devem amar uns aos outros na pureza, sem nenhum retorno, somente pelo amor, todos vocês devem amar uns aos outros, e isso é o que acontece. E também Krishna disse: “Onde quer que as pessoas estejam reunidas em nome de Deus,” “Eu resido lá.”

Então nessa alegria, assim chamada alegria, porque todos nós somos um, movendo com um único ritmo, com uma única compreensão, com uma única linguagem, então todos vocês devem sempre se encontrar, ligar uns para os outros… e ter um relacionamento próximo uns com os outros. É tão belo, é música, é poético. Vocês compreendem isso? Que Deus os abençoe. E veja por você mesmo quando você corta sua coletividade. Apenas ofender a si mesmo nesse ponto. Esta é uma coisa que vocês estão tentando Me ensinar agora. Eu não vou escutar essa insensatez. Nós somos seres coletivos também. Quero dizer, não podemos, as pessoas não conseguem nem mesmo beber sem alguém estar lá.

Você não consegue comer sozinho. Em tantas coisas, se você não é totalmento um recluso, você não consegue viver sozinho. Então na religião, na busca, especialmente no Reino de Deus, como pode ser isso? Todos vocês têm de estar presentes. Eu acho que foi uma pergunta muito boa, corretamente feita. Esse individualismo deve ser abandonado. Não faz nenhum sentido todos vocês se vestirem como militares, isso não é necessário, ou todos vocês se comportarem da mesma maneira, isso não é necessário. A variedade traz toda a beleza, mas isso não significa que… se Eu digo que é oriental, vocês devem dizer que é ocidental. Esta é a forma pela qual vocês Me perturbam: vocês não conseguem concordar uns com os outros, não é? Qual é o problema com a coletividade?

Eu posso responder sua pergunta. Devem se livrar das limitações individuais. Eu acho que todo mundo deve por algum tempo ir morar em um ashram. É uma boa ideia. Mas o ashram deve ser de tal maneira que haja coletividade. No ashram, se eles ficam brigando e discutindo, deve haver algo no ashram também. Mas Eu deixo isso para vocês. Toda a liberdade para vocês. Simplesmente decida por você mesmo. Eu não tenho colocado muito regras e regulamentos sobre vocês, porque Eu quero que você use sua sabedoria e corrija tudo você mesmo.

Todos vocês são pessoas muito sábias, mas deve haver concordância. Ouçam os outros. Falem com eles. Descubram qual é o problema. Por pequeninas coisas as pessoas brigam. É uma coisa muito errada. Além do mais, vocês têm de ter uma pessoa como líder… a quem vocês devem ouvir. Se Eu acho que esse sujeito é inútil, Eu o colocarei para fora. Vocês sabem disso muito bem, o coloco para fora, não da forma como as pessoas colocam para fora, mas ele simplesmente sairá da Sahaja Yoga. Vocês sabem disso muito bem.

Então não deve haver nenhum problema, mas todos não devem tentar dominar uns aos outros. Essa é uma ideia errada. Tentem mudar sua atitude. Como Eu diria, até que ponto você consegue se ajustar? Até que ponto você consegue conviver? Vamos ver isso. Você tem de aprender isso Comigo, não é? Você deve descobrir meios e métodos de conviver com os outros. Apenas tente aprender. Não é dífícil.

Isto é, toda a atitude da vida é de competição… e isso e aquilo, isso deve ser mudado. Você deve competir em amar, competir em fazer coisas boas, competir em trabalhar para os outros. Por exemplo: “Eu abri a porta, agora eu não atenderei o telefone”. Isso é muito comum, “eu lavei as coisas esta manhã,” “então agora eu não lavarei de noite”. Então as pessoas começam a tirar vantagem desse jeito. Deixe-os tirar vantagem; é uma desvantagem para eles. Na verdade, se você observar o outro lado, compita no serviço, compita no amor, compita nas coisas boas, em dizer coisas boas, em se comunicar de uma maneira mais doce, de modo que os outros se sintam felizes, tornando os outros felizes. Tente mudar sua atitude em relação aos outros e… você realmente desfrutará, lhe digo, você desfrutará. Essa é a forma. Você sabe que se você disser algo para ferir ou aborrecer alguém, isso deve estar aborrecendo você certamente.

Talvez você não mostre, mas deve aborrecer, porque seja o que for que você faça aos outros retorna para você. Marcha diretamente para você, Eu lhe digo. Não fica lá totalmente, isso retorna. Então apenas tente ser gentil. Você pode dizer que o outro tentou feri-lo, não importa. Ninguém pode feri-lo, porque você é o Espírito. Quem pode feri-lo? Você é o Espírito. Então apenas tente compreender a pessoa. Eu lhe digo, depois de algum tempo, descobrirá que essa pessoa se tornará muito suave.

Muitos Sahaja Yogis se tornaram assim automaticamente. Todos eles estão aqui para buscar Deus, não é? Então para ajudá-los, você tem de ser paciente. Abandone seus velhos métodos e meios. Eu devo lhe dizer, ser rude, ser ríspido, ficar com raiva, não há nenhuma necessidade, de forma alguma. Eu estou lhes falando a partir de Minha experiência. Eu tentei todas essas coisas. Funciona, não é? De fato funciona. E você tem de ter fé neles e fé na ascensão deles, na qualidade deles.

Eu gosto de pessoas que elogiam os outros para Mim. Eu não gosto de pessoas que criticam os outros. Tentem apoiar uns aos outros, ajudar uns aos outros… e nunca falem sobre o passado deles ou qualquer coisa assim, isso é muito triste. Às vezes, tenho visto que as pessoas são muito… rudes e na raiva, elas dizem coisas que ninguém nunca deveria dizer. Isso não é amável. Isso não faz parte do temperamento dos Sahaja Yogis. Você nunca deve dizer essas coisas. Eu já disse algo assim para vocês sobre seu passado? Quando vocês escrevem para Mim, Eu sei tudo sobre vocês. Eu já mencionei essas coisas para vocês de alguma maneira?

Então por que você deveria dizer coisas do passado? Eu tenho ouvido essas coisas, as pessoas… simplesmente relembraram e retrucaram. Eu ouvi esse tipo de coisa que eles alegam sobre as outras pessoas. Isso não é bom. A pessoa deve ser muito amável, muito gentil, e compreender que todo mundo tem uma enorme potencialidade. Respeite, respeite e respeite, Respeite a si mesmo e você respeitará os outros. Eu espero agora que vocês não tenham problemas de coletividade… depois desta palestra… e se vocês tiverem, vocês podem ouvir esta palestra muitas vezes… e Meu humilde pedido especial que vocês tentem conter sua raiva. Automaticamente a raiva dos outros acalmará. Mas se for um não Sahaja Yogi, então todos vocês devem lutar contrar isso juntos. Todos devem se juntar se for um não Sahaja Yogi.

Ninguém ousa torturá-los ou perturbá-los. Esses dias acabaram agora. Nenhum de vocês será perturbado. Essas são todas… forças satânicas e elas podem trabalhar através de vocês também. Vocês devem saber quando eles lhes dão essas ideias de brigar e discutir. Entendam que isso é anti-Deus. Vocês estão fazendo o trabalho de Deus. Vocês têm de se mover em direção a mais compreensão, a mais coordenação. Porque esse é um trabalho enorme e de natureza tão sublime, nós mesmos temos de ser sublimes. Tudo bem, agora há alguma outra pergunta?

Essa foi uma proposição muito boa, mas não façam proposições… tão grandes que Eu tenha de falar por meia hora. Quando a Senhora está falando sobre ser coletivamente consciente, isso exclui as pessoas que não são Sahaja Yogis… e em consequência disso os Sahaja Yogis ficam se isolando… da maioria das outras pessoas? Oh, está certo. Não, não, não. Ela disse que quando coletivamente os Sahaja Yogis se tornam unificados, então os que não são Sahaja Yogis são isolados. Não é assim. Os Sahaja Yogis têm de ser fortes o suficiente. Agora, considere isso deste jeito: há pessoas, digamos, que estão na água e algumas que estão no barco, tudo bem? Agora, as pessoas que estão no barco estão no barco. Eles estão, de certo modo, diferentes das pessoas que estão na água.

Essa é a situação, tudo bem? Agora, as pessoas no barco têm de salvar as pessoas… que estão na água, tudo bem? Então, o que Eu estou dizendo é que aqueles que estão no barco… devem, antes de tudo, estar unidos… e depois com força total os tirarem da água. Porque essa coletividade existe somente para tirar o resto deles. Essa coletividade é apenas para alcançar a emancipação deles, a Realização deles, certo? Isso não significa que eles devem excluir. Na verdade, a coletividade inteira é para elevar essas pessoas. Mas você vê que há muitas atividades anti-Deus acontecendo neste mundo. Vocês sabem disso. Por exemplo, há um guru que ganha muito dinheiro, certo?

E ele destruiu muitas pessoas. Agora, eles vêm a Mim e são salvos. Então ele talvez envie alguém aqui pago… para um trabalho apenas para nos perturbar. Então o dever de todos os Sahaja Yogis é ficarem juntos… e ver isso, falar-lhe: “Veja, agora você está cometendo erro.” “Seu guru agiu mal conosco…” “e ele está agindo mal com os outros.” “Por que você se juntou a ele?” Nesse ponto, todos devem estar unidos. Mas se eles não são fortes… e se eles não estão unidos, eles não podem retirar os outros. Meu ponto é assim. Não é para excluir todos, a coletividade é para incluir todos.

Certo? Eu quero dizer que não há nenhuma especialização na Sahaja Yoga. É simples. Todo mundo é doutor em tudo. Eu quero dizer que todos os Sahaja Yogis devem querer um grupo forte, através do qual eles alcancem a ampliação da Sahaja Yoga, conseguindo mais pessoas na Sahaja Yoga, mais pessoas beneficiadas pela Sahaja Yoga, certo? Em todo lugar, Eu tenho visto que seja onde for que haja coletividade, por exemplo, Eu diria que a Austrália tem a maior coletividade, ou a Índia, é claro, ela tem, mas a Austrália, em todos os países europeus, também o estilo ocidental através das comunidades, a Austrália tem o coletivo maior… e eles têm alcançado os maiores resultados possíveis. Somente em Sidney, hoje somente, Warren Me disse… que os auditórios como este estão arrumados para os programas. Em Melbourne não há nenhuma sala para os novos que estão chegando… e é uma área tão grande, Eu fico impressionada. Quantos devem estar indo lá e isso acontece por causa da coletividade… e assim que Eu fui lá, começaram a se reunir. Mas antes disso, as pessoas ficavam brigando entre elas… e muitas pessoas fugiram da Sahaja Yoga, porque eles pensaram: “Essas pessoas ficam brigando.

O que elas irão nos dar?” O máximo está na Austrália, Eu acho. Depois, na Áustria está tendo algum problema… e assim que o problema surgiu, a coisa toda se tornou um grupo muito pequeno. Novamente esse problema acabou agora. O aspecto positivo surgiu. As pessoas tem se reunido. Novamente o grupo floresceu. Isso acontece aqui também. Nós temos visto. Por que o Partido Trabalhista perdeu?

Se eles não tivessem discutido, eles não estariam em situação tão ruim. É sem dúvida uma equação simples, “unidos venceremos”, não é? Há alguma outra pergunta? Tudo bem. Quantos são novos hoje aqui? Vocês podem levantar suas mãos, por favor? Um, dois, três, quatro, cinco, seis. Tudo bem. Eu posso lhes pedir para virem para os assentos da frente? Isso será melhor, Me ajudará, é melhor, porque vocês estão muito espalhados, tudo bem?

Apenas venham. Fiquem confortáveis. Apenas venham. Apenas fiquem sentados. Fiquem confortáveis. Agora, peguem mais algumas cadeiras. Você pode trazer mais algumas cadeiras para cá, para os assentos da frente? Douglas, você pode colocá-las em fileira? Elas não podem ser levantadas, estão presas, não estão? Tudo bem.

Agora, a todos os novos, Eu tenho de dizer uma coisa, vejam, vocês não podem discutir sobre isso. Isso tem de atuar dentro de vocês. Isso tem de atuar dentro de vocês. É um acontecimento. Há uma energia dentro de vocês, a qual chamamos de Kundalini, que é o puro desejo de se tornar um com o Espírito. Todos os outros desejos são impuros. É por isso que vocês nunca ficam satisfeitos. Agora, esse desejo ainda não está despertado dentro de nós. Esse poder do desejo, ou a energia do desejo, reside no osso sacro e Ela tem de ser despertada… e quando Ela é despertada, Ela se eleva, passa através dos seis centros, centros sutis, sai de sua medula oblongata dentro do cérebro,,, e depois, sai desta parte que era a moleira em sua infância, e você começa a sentir a brisa fresca saindo de sua cabeça, e uma brisa fresca saindo de suas mãos também depois. Agora, este é um processo vivo, por exemplo, você não pode forçar uma semente germinar.

Ela germina por ela mesma espontaneamente, mas você tem de colocá-la na Mãe Terra. Da mesma maneira, isso germina. Germina espontaneamente… e quando isso acontece, então você tem de ver por si mesmo. Uma pessoa pode ajudar, porque se há obstrução em alguns chakras, especialmente se o Nabhi Chakra está bloqueado, então o que acontece é que nesse centro, a Kundalini tenta abrir caminho… e você pode ver facilmente a olho nu a pulsação… ou o movimento de seu osso sacro exatamente como um coração, exatamente como um coração. Essas coisas você não consegue manipular. Você não consegue alcançar pelo esforço. É uma coisa já estabelecida lá dentro de você e tem de ser despertada. Agora, o que nós podemos fazer é tentar remover os obstáculos… que estão lá durante a ascensão da Kundalini. Isso é tudo que podemos fazer. Mas se isso não funcionar, podemos trabalhar novamente… e podemos trabalhar novamente.

Mas você tem de ter paciência consigo mesmo… e você tem de ter a compreensão… de que você terá sua Realização. Isso não é tão dífícil. Todas essas pessoas que estão sentadas aqui tiveram a Realização… e a maioria delas estão estabelecidas com sua Realização. Elas sabem quais são os chakras, quais são as obstruções, como remover as obstruções e como elevar a Kundalini. Tudo isso, vocês também terão. Toda essa maestria, vocês também terão, mas vocês têm de, como Eu disse, vocês têm de ter essa dedicação… e essa assiduidade, através da qual vocês alcançarão isso. Assim, é para nós elevarmos a sua Kundalini… e é para nós ajudá-los a alcançar isso. Então, uma vez que vocês tenham alcançado isso… e tenham dominado a fundo isso, é para vocês ensinarem aos outros… e dar a Realização aos outros. É simples assim. Então, Eu tenho certeza de que dará certo esta noite… e todos vocês farão isso dar certo.

Todos nós devemos cooperar uns com os outros. Para algumas pessoas que estão assustadas, Eu tenho de lhes dizer… que não há nada para ficar assustado na Sahaja Yoga. Milhares de pessoas obtiveram a Realização sem nenhuma difículdade. Ou aqueles que ainda estão discutindo em suas mentes… devem parar com isso agora, porque eles não descobriram isso, é melhor se preparar para ter a Realização. Isso não deve ser pago. Você não pode empregar nenhum esforço. Nada pode ser feito. Isso tem de funcionar, tudo bem? Com essa compreensão, vamos ver algumas coisas, seja o que for que Eu lhes fale, tentem cooperar Comigo. Uma delas é uma coisa simples que é tirarem seus sapatos, Por favor tirem seus sapatos.

Não há nada nos sapatos. Tirem os sapatos. Vocês ficam relaxados, um pouco mais, e também Eu acho… que isso ajuda a Mãe Terra a absorver os problemas muito bem. É um método muito simples através do qual isso deve funcionar. Então Eu lhes pediria para colocar ambas as mãos em Minha direção, exatamente assim e fechem seus olhos. Só isso. Apenas fechem seus olhos. Vocês também saberão porque Eu lhes pedi para colocar as mãos… em Minha direção mais tarde. Então não pensem sobre isso. Há cinco dedos e sete centros, todos em suas mãos… e quando vocês colocam suas mãos em Minha direção, a mensagem chega à Kundalini e Ela se eleva.

Ela é sua. Tudo é seu. A única coisa é que uma vela acesa acende uma outra vela. Eu só estou iluminando vocês… e depois vocês podem iluminar os outros exatamente da mesma maneira. Eu lhes pediria também que tirassem seus óculos, se tiverem algum, porque isso ajuda sua vista também. Isso ajuda sua vista. Apenas tirem seus óculos. Qualquer outro obstáculo, qualquer coisa que esteja um pouco desconfortável, você pode reduzir… a pressão em sua cintura se ela estiver muito apertada, em qualquer lugar que você sinta estar apertado, você pode afrouxar. Coloquem ambos os pés no chão, um pouco separados um do outro, porque ambos os pés têm diferentes problemas, devem ser tratados diferentemente. Agora, por favor, mantenham seus olhos fechados… e Eu lhes pediria para não abrirem os seus olhos até que Eu lhes fale, porque se seus olhos ficarem abertos, a Kundalini se recusa a se elevar até o Agnya.

Então por favor, mantenham seus olhos fechados. Apenas com completa fé em si mesmo, simplesmente espere e isso funcionará. Se não funcionar, nós tentaremos lhe falar… como você mesmo pode trabalhar isso… despertando os seus próprios centros. Você tem de se sentar em silêncio. Por favor coloquem sua mão direita – não abram seu olhos – por favor coloquem sua mão direita no coração. Porque a mão esquerda é a mão do seu desejo, então ela deve ser mantida onde está agora, do início ao fim. Você somente tem de mover a mão direita, porque a mão direita é a mão da ação. Agora, neste estágio, você tem de dizer – se você está usando um casaco, coloque a mão dentro, é melhor – a mão em seu coração e a mão esquerda… em Minha direção, no colo, confortavelmente. Agora, por favor, em seu coração, com toda a sinceridade, você tem de perguntar três vezes: “Mãe, eu sou o Espírito?” Agora por que dizer para vocês Me chamarem de Mãe?

Porque vocês tem de Me chamar de Shri Mataji, que é complicado… de ser dito e Eu acho que seria dífícil. Então para tornar isso mais fácil, Eu acho, chamem-Me de Mãe. Por favor, perguntem: “Mãe, eu sou o Espírito?” Porque o Espírito tem de vir em sua atenção, você tem de se tornar o Espírito. Muitas pessoas acham que se você rezar sem ser realizado, Deus fará o que você quer. Ele não fará, porque você ainda não está conectado. Você tem de estar conectado a Deus. É por isso que Cristo disse que você tem de nascer novamente. Isso não é uma coisa artificial. É uma realidade.

Agora, como o Espírito é o seu guia, ele é o seu guru. Você não precisa de nenhum guia nunca mais. Coloquem sua mão direita no estômago no lado esquerdo novamente… e pressione um pouco. No seu estômago, no lado esquerdo, coloquem a mão direita… e a mão esquerda em Minha direção e pressionem um pouco e digam – vocês devem colocar sua mão no seu estômago, no estômago no lado esquerdo e pressioná-lo um pouco, porque aqui fica – a mão direita, a mão direita, coloque-a no lado esquerdo, e coloque-a no centro no lado esquerdo. E agora perguntem: “Mãe, eu sou o meu próprio guia?” “Eu sou o meu próprio mestre? Eu sou o meu próprio guru?” Perguntem dez vezes, porque há dez subplexos dentro de nós. Mais tarde, seu próprio guru, que é o seu próprio Espírito, o guiará, porque você obterá a consciência vibratória, uma nova dimensão em sua consciência. Você se torna coletivamente consciente.

Você se tornará. Novamente, isto não é apenas uma palestra, mas é um acontecimento. Por favor, perguntem dez vezes, “Mãe, eu sou meu próprio guia? Eu sou meu próprio guru?” Agora, novamente, coloquem a mesma mão direita em seu coração… e agora vocês podem afirmar dizendo: “Mãe, eu sou o Espírito”. Apenas digam isso no coração, no coração. Coloquem-na no coração, a mão direita no coração onde o Espírito está, onde Ele reside, é refletido em seu coração. Então apenas digam: “Mãe, eu sou o Espírito”, com total convicção. Você tem de dizer isso 12 vezes. Agora, como o Espírito é sem culpa, Ele nunca comete pecados, Ele é sem culpa.

Ele é, sem dúvida, impecavelmente limpo, um diamante cintilante dentro de você. Vocês têm de levar a mão direita à base de seu pescoço no lado esquerdo. Vocês têm de mover no lado esquerdo, do início ao fim. A base do pescoço no lado esquerdo. Este é um centro muito importante, um centro muito importante… para os ocidentais fica no pescoço, no pescoço no lado esquerdo. Coloquem a mão nos seus ombros no lado esquerdo. Se for colocada pela frente, será mais fácil… e pressione com força e neste centro, você tem de dizer: “Mãe, eu não sou culpado”, 16 vezes, porque se você é o Espírito, como você pode se ser culpado? Mas realmente você deve dizer: “eu não sou culpado”. Afaste-se dessas ideias de que você fez cometeu esse erro… ou que você cometeu esse pecado e aquele pecado. “Mãe, eu não sou culpado.”

Digam isso 16 vezes, por favor. Você não é culpado, você apenas fica pensando nisso. Pensando, você está fazendo de si mesmo infeliz. Não é para se sentir culpado por nada. Agora, levem a mesma mão para sua testa. Transversalmente. Na sua testa transversalmente. Neste ponto, você tem de perdoar os outros. Este é o centro de Cristo, Ele perdoou as pessoas que O crucificaram. Da mesma maneira, perdoem a todos.

Perdoem a todos. Por favor, perdoem a todos. As pessoas dizem que é dífícil perdoar, mas se você não perdoar, você deve saber que o que você está fazendo é… ferir a si mesmo, não às pessoas que cometeram erro. Então simplesmente diga: “Mãe, eu perdoo a todos.” De coração. Seja o que for que você está dizendo, está funcionando. Então por favor digam: “Mãe, eu perdoo a todos.” Se você não disser isso de coração, não terá nenhum efeito. Agora coloquem a mão no topo de sua cabeça. Onde você tinha a moleira, pressione forte com sua palma.

E apenas movam-na um pouco… para os lados, se for mais fácil, no sentido horário, sua cabeça, seu couro cabeludo, podemos dizer. Neste ponto, este é o ponto da liberação, é o ponto onde você obtém seu moksha, onde você obtém sua Realização. E Eu não posso passar por cima de sua liberdade. Neste ponto, você tem de dizer: “Mãe, eu quero minha Realização,” “por favor, dá-me a minha Realizacao”, pelo menos sete vezes. Digam isso sete vezes. Muito calor está saindo. Isso é uma coisa boa. Deixem o calor sair. Agora, elevem a mão e vejam se há um brisa fresca… ou uma brisa quente saindo. Primeiro o calor sairá.

Você pode trocar de mão e perceber com a outra mão. Com a mão direita em Minha direção. Com a mão direita em Minha direção e a esquerda no topo da cabeça e veja se há uma brisa fresca saindo. Você pode troca novamente de mão. A qualquer momento você quiser, troque de mão, e veja se há uma brisa fresca saindo. Ele conseguiu. Ele nasceu realizado. Nenhum problema com ele. Deixe-o sentir em vocês. Apenas sinta.

No topo, agora. Ele conseguiu? Os certificados deles estão corretos, se eles lhes derem o certificado. Você teve isso há muito tempo atrás. Você sentiu? Ainda não. Não abram seus olhos. Mantenham seus olhos fechados. Isso dará certo. Você pode trocar de mãos uma a uma e ver por si mesmo.

Coloquem sua atenção lá e observem. Você tem de realizar isso você mesmo. Não fique desapontado e não se sinta mal em relação a isso. Apenas vá em frente com isso. Dará certo. Eu pedirei a alguns Sahaja Yogis para virem e perceberem e os ajudarem. Por favor venham. Atrás destas pessoas, vocês sabem, aqueles que estão sentados, vocês podem perceber para eles. Esse pequenino pode descobrir sobre todo mundo. Mantenham seus olhos fechados.

Isso dará certo. Não se preocupem e não fiquem desapontados. Isso tem de dar certo, tem de dar certo. Você sentiu a brisa fresca? Bom. Você já sentiu isso. Bom. E quanto a você? Não? Então Eu lhe prometo que você conseguirá.

Isso dará certo. Apenas tente com este senhor. Agora, não pensem sobre isso, apenas se mantenham em meditação. Ele conseguiu. O primeiro conseguiu. O segundo conseguirá. Agora, qual é o seu nome? Anna.