Guru Purnima, Seminário Parte 2: Assuma sua posição

Lodge Hill Centre, Pulborough (England)

1983-07-23 Guru Purnima Talk: Assume your position, Lodge Hill, UK, DP, 67' Download subtitles: EN,FI,FR,HU,PT,RU,SK,ZH-HANSView subtitles:
Download video (standard quality): Download video (full quality): View and download on Vimeo: View on Youku: Listen on Soundcloud: Transcribe/Translate oTranscribe


Guru Purnima Lodge Hill, Inglaterra, 23.07.1983

Bhaiyakayataya prabhu zachare

Sarva bhi saraghi prabhu mayexari

Purna jaya ji vachari

Bhaiyakayataya prabhu zachare

Jagat vichere upakara sauv

Parina jaju jag kachari

Bhaiyakayataya prabhu zachare

lthi nirdhana paratra jacha

Sarva dhanacha sachari

Bhaiyakayataya prabhu zachare

Adhi vyadhi varana varati

Paya asha purusha chari

Bhaiyakayataya prabhu zachare

Muito obrigada.

Alguém irá Me traduzir ou… A canção foi escrita por um parente nosso, ele foi convertido para o Cristianismo, mas era uma alma realizada… e ele nunca conseguiu lidar com o sistema de conversão… e também com o modo como os hindus eram tratados entre eles mesmos, com o sistema de castas e tudo mais. E ele escreveu muito bem alguns dos hinos muito bons, Eu diria, este é um dos hinos. A canção é algo… que Eu realmente sempre cantava muito em Minha infância. E o tema da canção é assim: aquele que alcançou Deus, ou aquele que tem Deus, por que ele deveria ter qualquer medo? Aquele… que se move continuamente ou que vai de um lugar para outro, Eu não sei qual é a palavra em inglês para “viagem extensa”. Aquele que se move extensivamente… por amor a Deus e para fazer o bem aos outros, mas ele não pertence a este mundo, uma pessoa assim não tem nenhum medo. Ele se mantém acima… a língua, a língua Marathi, vejam, é uma língua muito, muito intensa, Eu devo dizer, e ela toca muitos pontos… quando você diz uma palavra nela. É como esta: “Adhi Vyadhi Varana Varati Payi Asha Purusha Chari.” Significa “uma pessoa desse calibre se mantém acima”. Seu pé está acima da doença, dos problemas mentais, e da própria morte.

Mas quando você diz que… uma pessoa assim tem o pé sobre isso, significa também, vejam, seu significado é que com o efeito do seu pé… pode superar isso. É uma linguagem dupla. Como por exemplo, uma pessoa assim tem seu pé sobre todas estas três coisas: a doença, os problemas mentais e a morte. O pé está sobre isso. Significa que essa pessoa está acima disso. Portanto, se você tem alguém desse calibre e o pé toca o doente, a pessoa mentalmente perturbada… ou o morto, essa pessoa pode elevá-los mais alto, pode tirá-los disso, isso tem um duplo significado. Assim, todo o tema funciona desta forma: que a pessoa que pertence a Deus, que tem Deus, não deve ter medo, não deve ficar frustrada. Eu precisei muito disso hoje. Porque um lado, é claro, é a alegria de ver tantos Sahaja Yogis, verdadeiros Sahaja Yogis, não discípulos artificiais ou dramaturgos, mas verdadeiros Sahaja Yogis de um calibre muito elevado, e algumas pessoas que ficam na periferia, que têm estado na periferia por tanto tempo que, algumas vezes, é perigoso para Mim ver que elas serão destruídas. Neste momento, vocês precisam de uma música como esta.

E na infância, toda vez que Eu Me sentia realmente desesperada, Eu costumava cantar essa música. É uma música muito comovente. Tudo bem? Mas palavra por palavra, Eu não poderia. Eu não estou num, de certa forma, num ânimo apropriado, Eu acho. Assim, ela Me tocou muito. Esta é Rutumbhara Pragnya. Eu queria muito isso hoje. Assim, esta manhã, Eu estava lhes falando sobre esta nova consciência, Pragnya. “Gnya” significa o conhecimento… e “Pra” significa o conhecimento despertado, que surge da meditação, da sustentação da meditação.

E então há o Samadhi, é o efeito disso. É um tipo de amadurecimento do fruto. Quando isso amadurece, então você obtém o gosto, a doçura do caráter. E então você começa a ver em volta, como a Natureza, o Divino está docemente brincando com você. Esse estado deve ser alcançado por todo Sahaja Yogi, é importante que eles alcancem esse estado, porque a menos e até que vocês tenham alcançado um mínimo desse estado, vocês estarão em uma zona perigosa… que, como Eu lhes disse, Me preocupa muito. Assim todos devem decidir alcançar um estado… onde vocês todos os dias vejam as bênçãos de Deus se manifestando. Isso significa que vocês entraram no Reino de Deus. Este é o Reino de Deus, no qual vocês são cuidados, protegidos, guiados… e devidamente levados para o lugar de bem-aventurança celestial. Através da manifestação material, através da manifestação mental, através da manifestação financeira, através da manifestação dos relacionamentos, através de tantas coisas… e também da manifestação natural… pela qual você vê que o sol, a lua, as estrelas, os céus… e todos os cinco elementos o ajudam. Esse estado, todos vocês devem alcançar.

Todos vocês, novamente a palavra é “todos” vocês devem alcançar. E somente então a ascensão mais elevada acontece. “Agora como alcançar esse estado? “, é uma pergunta comum. Agora, a primeira coisa, como Eu lhes disse hoje, é que vocês são pessoas extremamente afortunadas, comparadas a todos os buscadores do mundo… que existiram, que existirão e que existem. Porque tantas coisas existem… que eram usadas pelos buscadores para superar, vocês não têm de superar. Por exemplo, eles costumavam meditar, digamos, sobre o nome de Deus, e a atenção continuava, digamos, repetindo o nome, orando para aquele Deus, ou pensando sobre aquele Deus e tudo mais, mas a coisa toda ficava mecânica… e sempre eles saltavam em um tipo… inferior de siddhi, assim chamado, quer dizer, eles ficavam possuídos. Aquelas pessoas que começaram a recitar o nome, digamos, de Rama, vocês têm visto tantas delas, elas começam a pular e começam a se comportar de uma maneira estranha. Assim, a atenção ao invés de ficar, tornar-se concentrada, tornava-se extremamente perturbada, muito perturbada… e uma atenção estranha, oscilante. E quando eles tornavam-se oscilantes, e um tipo de tendência ao canal esquerdo tomava posse deles, eles continuavam apreciando isso, exatamente como um bêbado aprecia.

Então pessoas assim lamentavam, choravam, gostavam do choro delas, incomodavam os outros com o choro delas, e elas não tinham o poder para superar isso. Elas ficavam muito possuídas. Então um outro tipo que eram, digamos, pessoas ambiciosas, como muitos cientistas que nós temos, e esse tipo de pessoas, pessoas ambiciosas, ficavam auto-hipnotizadas. Achando que não havia limites para elas, comportando-se da maneira mais estúpida. E também elas ficavam possuídas, e vocês podem ver pessoas como Hitler, e todos os tipos. Muitas dessas pessoas hoje estão governando o mundo, considera-se que estejam… numa democracia ou, digamos, no comunismo, ou de qualquer jeito, a maioria delas são na verdade déspotas. E por isso que há caos hoje. E um tema como “espírito nacionalista”… ou algo assim, eles desenvolviam. E tentavam tirar vantagem… das pessoas de canal direito e envolvê-las em guerras, e todos os tipos de coisas destrutivas. Esse tipo de atenção… é possível para pessoas que acham que são muito importantes, digamos, os hindus, os cristãos, a maioria deles são pessoas belicosas.

Os muçulmanos. Atualmente os muçulmanos estão todos guerreando, imaginem, entre eles mesmos, essa é a melhor parte disso. E os cristãos estão todos guerreando entre si. E os hindus estão todos guerreando entre si. Por exemplo, existem apenas duas nações… assim onde há a maioria hindu, assim chamada, uma é o Nepal e outra é a Índia, e o tempo todo eles estão brigando. Não passa nenhum dia… sem ouvirmos algumas notícias de algum tipo de briga, porque os hindus não usarão as espadas, mas um tipo de briga a sangue frio persiste. Então, essa é a situação. Em nome de Deus, novamente Eu digo, porque eles começaram em um nível muito diferente, e a atenção deles vai para esquerda ou para a direita, e eles desenvolvem esses siddhis. Então, o que temos de fazer? Antes de mais nada, pela Graça de Deus, como Eu lhes disse, todos vocês são pessoas realizadas, então a sua ascensão é feita no centro, que é uma coisa muito, muito difícil, absolutamente difícil, sem dúvida.

Mas vocês devem aprender a se manter no centro. Mas como manter a atenção no centro… é o problema para muitas pessoas… que ainda não estão acima delas mesmas. Agora, quando vocês meditam, tentem meditar de uma maneira sustentada, antes de tudo, sustentem isso. Então vocês descobrem que estão entrando no estado… de Samadhi, quer dizer no estado… onde vocês começam a sentir a alegria… e a bem-aventurança das bênçãos de Deus, e então vocês começam a dizer: “Oh Deus, que bênção, que bênção,” “e que bênção.” Uma vez que vocês tenham alcançado esse estado, então vocês têm de se dar conta: “Quem sou eu?” Quem é você? O que você é? Você é o Espírito. Depois de estabelecer sua atenção sustentada no Espírito, vocês desenvolverão o estado onde estarão… no completo estado de testemunha com alegria. Agora, aqueles, digamos, que estão aqui, podem julgar a si mesmos de forma muito simples, de certa maneira.

Aqueles que tentaram ter os melhores quartos, eles devem ter reservado há dez dias atrás, então devem ter feito isso, para obter um bom quarto. Aqueles que querem ter a melhor comida… ou o melhor momento, tentaram ter uma posição, na mente, encarem-se honestamente. A Sahaja Yoga é um empenho honesto. A melhor privacidade para si mesmos. Todos vocês devem se encarar. Então marido e mulher querem privacidade para eles mesmos. Este não é o momento para marido e mulher ficarem juntos… ou para vocês falarem alto e moverem-se de um lado para outro e divertirem-se. Não, este é o momento meditativo que vocês vieram buscar. É um tempo muito curto, de acordo Comigo, porque as pessoas gastam milhares e milhares de dias… para estabelecer o estado meditativo delas. Mas nessa vida apressada, vocês têm de ter intensidade para estabelecer.

Então, entrem em estado meditativo. Algumas pessoas sentem… que elas vieram para um feriado conveniente e não há mar aqui, então como elas irão nadar. É um tipo de temperamento. Aqueles não estão em má situação, ficarão pedindo mais conforto: “Eu não consegui comer, eu devo ter isto,” “o melhor deve ser dado a meu filho,” “ou ao meu marido, ou à minha esposa.” “Meu.” Não importa se por um dia ou uma noite dormirem… rapazes juntos e mulheres juntas. Se há crianças, tudo bem, mas não há necessidade para marido e mulher dormirem juntos… neste momento quando todos vocês estão meditando… em um mesmo lugar, de forma alguma. Vocês vieram aqui para um propósito muito especial. Vocês pagaram por isso. Então fiquem em estado meditativo.

O que Eu percebo é que todo mundo estava falando alto. Eu não achei que eles estavam nesse estado meditativo. Todos estavam pensando que eles estão regozijando aqui, muito agradável, bom, vejam. Todas essas ideias são ideias do passado. O silêncio deve ser estabelecido dentro e fora. Eu devo dizer, para isso, é claro os indianos ficam, eles sabem tudo isso, então Eu não daria… como exemplo as qualidades indianas, mas a Austrália. Austrália, Eu fiquei lá em todos aqueles ashrams. Em Sidney, nós tínhamos de 50 a 60 pessoas vivendo lá todos os dias. Eu nunca ouvi uma voz… ou mesmo o movimento de pé enquanto Eu estava lá, quando Eu estava lá. E Eu não fiquei lá por um dia ou algo assim, Eu fique lá por cerca de dez, quinze dias.

Nem mesmo um movimento e crianças chorando, nada, Eu nunca ouvi um som. Esta é uma das maneiras pela qual você pode controlar sua atenção… de modo que em Minha presença, o que você fala? O que você diz? Você devem conhecer a parte do protocolo disso. Com quem você está conversando? Você não pode zombar, você não pode contar piada. Eu posso brincar com vocês. Vocês podem algumas vezes sorrir, tudo bem, ou rir algumas vezes, mas isso deve ser feito com gravidade. Com quem você está falando? A razão é… que Eu estou falando isso com todos vocês, porque tudo é somente esse bom relacionamento, todo esse comportamento irá ajudá-los.

Eu não serei ajudada. Eu não serei salva. Eu não obterei a Minha Realização. É vocês que têm de ganhar algo de Mim. Então tentem estabilizar sua atenção com isso. Eu tenho observado as pessoas que ficam Comigo algumas vezes. Algumas vezes, Eu deliberadamente as chamo para ver qual é o problema. Algumas delas que ficam Comigo, Eu percebo, tornam-se cada vez mais sutis e mais profundas. E algumas delas começam a tirar vantagem, tomar liberdades, então tomam um tipo de curso de vida… que é tão mundano e tão estúpido… que Eu não consigo entender. Assim, esta consciência deve estar dentro de seu coração, de que o momento é muito importante.

Vocês vieram aqui em um momento muito, muito importante. E quando vocês estão Comigo, é o momento mais importante daquele momento importante. Historicamente este é o momento mais importante. E tirem total vantagem no verdadeiro sentido da palavra. Algumas pessoas acham que se elas puderem ganhar algum dinheiro de Mim, então isso é uma grande vantagem. Tudo bem, vocês podem obter isso. Algumas pessoas acham que se elas puderem tomar um pouco do Meu tempo, elas estarão em grande vantagem. Tudo bem, vocês podem ter isso. Ou algumas pessoas acham que se elas tirarem vantagem de Mim, meio que sentindo o ego mimado ou algo assim, “eu sou um grande lorde”, e algum tipo de coisa, vocês sabem, tudo bem. Mas aqueles que são sábios tiram a melhor vantagem… e a melhor vantagem é o crescimento interior.

Assim a primeira consciência deve ser… que vocês são pessoas muito afortunadas, pois diante de vocês está Alguém… que tem o controle sobre todos os centros, sobre todos os poderes ou, digamos, que é Toda-Poderosa. Quanta vantagem você tem tirado disso é a coisa importante. Agora, há dois lugares onde Eu fico, vocês podem dizer, na Inglaterra e na Índia, na maioria das vezes, e o contraste que Eu sinto entre o inglês e o indiano… é que na Índia, quanto mais Eu fico, mais eles se tornam mais protocolares, porque eles têm um antigo treinamento tradicional. Mas na Inglaterra, Eu percebo que as pessoas começam a tirar vantagem, a zombar, a contar piada. Vocês não podem. Vejam, é diferente agradar, mas é diferente ser frívolo… e superficial com Alguém tão intenso. Por exemplo, se há uma placa de lata… e você a coloca embaixo das cataratas do Niágara, o que acontecerá com a placa de lata? Ela não será capaz de suportar nem mesmo a mais fraca pancada d’água. Assim, apesar de Rutambhara Pragnya, como o sol hoje, vocês devem ter ficado chateados ontem, pensando: “Agora que viemos aqui, nós temos de viver em tendas e está chovendo”, Eu sei que muitos de vocês devem ter ficado. Mas aquele que alcançou aquele estado não ficaria, “O que há?

Se eu tiver de viver assim, não importa.” “Eu estou aqui para um propósito especial.” “Contanto que eu alcance esse propósito, nada importa para mim.” “Que desconforto, que aconteçam todas essas coisas comigo,” “eu tenho de alcançar esse propósito.” Alguns de vocês não conseguem Me ver tão de perto, alguns de vocês ainda não são capazes, não importa. “O que é mais importante é…” “que eu devo alcançar esse estado, eu vim aqui para isso.” “Não pela diversão, não pela comida, não pelo conforto.” “Não por nada disso, mas para alcançar um estado especial…” “em que eu me torne o guru. Qual é a minha preparação para isso?” Nós temos de ser extremamente cuidadosos, porque a atenção do Divino… não está elevando vocês diretamente.

É um equilíbrio. Vocês estão o tempo todo em equilíbrio, lembrem-se disso, e vocês têm de tomar muito cuidado, até que ponto vocês vão com esse equilíbrio. Assim agora, como vocês se desenvolvem? Tudo bem, não se preocupem com o sol, Eu gosto dele. Eu só o chamei esta manhã. Então, como vocês lidam com essa atenção? Agora, vamos ver quais são os estados da atenção. Em um desses, sua atenção seria uma atenção astuciosa. Qualquer coisa que você vê, você vê por um ângulo astucioso. Muitas pessoas desenvolvem isso numa sociedade orientada para o ego.

E além disso, se você está de certa forma possuído por bhoots astuciosos, então Deus o salve e salve os outros. Por exemplo, a atenção astuciosa seria que… qualquer coisa que você vê, você começa a pensar: “Que vantagem eu posso tirar disso.” “Quanto dinheiro eu posso poupar”. É muito, muito rápido. “Seria mais barato deste jeito.” “Se eu for por este caminho, eu pouparei tempo.” “Poupar libras”, “poupar tempo”, poupar tudo e poupar seu próprio Si. Assim, apenas para poupar, você continua. A atenção se torna astuciosa quando você tenta poupar dinheiro. Poupar aqui, poupar ali.

Com seus próprios cálculos. Mas se você tentar poupar dinheiro espontaneamente, na verdade não há nada para ser tentado, simplesmente acontece de você poupar. Mas a atenção astuciosa tenta o tempo todo… ser esperta em relação às coisas. Ela argumenta, ela dá explicações. “É melhor…?” Atualmente é uma coisa tão barata, barato, barato, barato, barato, que vocês realmente enlouquecem. Por exemplo, Eu tinha uma passagem para ir aos EUA. Eu disse: “Não Me deem uma passagem cara, de primeira classe,” “ou Eu irei com uma passagem barata.” Então eles Me deram uma passagem, de um tipo tal… que Eu nunca voltaria para Londres pelo menos por um ano… e Eu ficaria perdida com aquele inglês americano, Eu lhes digo, em algum lugar. Assim, colocaram isso tanto em prática, isso naquilo, naquilo.

Esse tipo de atenção horrível é inútil. Larguem isso, esqueçam isso. Com esse ato de poupar também, Eu não tenho visto ninguém ficar rico. Por exemplo, vocês querem, Eu quero comprar tinta. Então nós compramos tinta. Então eles pensam: “Tudo bem, se você trouxer de volta,” “então como nós a devolveremos? O que devemos fazer? Isso, aquilo.” Insensatez. “O tempo todo a mente está nesse nível.

Eu lhes darei um exemplo. Outro dia, nós compramos uma tinta para pintar o vidro. Vejam a parte sutil disso, no aspecto grosseiro há um indício mais sutil, e a tinta foi trazida. E então, ela não valia nada, 80 centavos ou algo assim. Tudo bem, quero dizer, Eu posso arcar com isso, então por isso Eu comprei. Se você não pode arcar, não compre. Então eles disseram: “Agora nós devemos devolver”. Eu disse: “Mas por quê?” “Agora, ela saiu, vá e devolva.” “Vocês gastam tanta gasolina indo lá.”

“Se vocês querem calcular também, é estúpido, e o tempo que gastarão.” “Não, mas Mãe, veja, no final nós poupamos dois centavos.” Eu disse: “Tudo bem, agora Eu pouparei muito dinheiro e lhes mostrarei como.” Eu peguei aquela tinta e pintei muitas coisas… que se pareciam com vidro, ou que eram como pedras, e tudo ficou tão lindo. Assim, a mente que é destrutiva fica somente calculando. Se você tem uma mente assim, saiba que você tem de se livrar… desse tipo de cálculo. Coisas baratas, baratas, baratas, vocês devem simplesmente abandonar. Mantenham-se no centro. Vocês não devem ser, é claro, excessivamente condescendentes. Mas vocês não devem também buscar o tempo todo esse tipo de cálculo, porque vocês estão gastando sua importante atenção desperta… que muito poucas pessoas têm neste mundo.

Devem saber que vocês são almas realizadas, vocês não são um tipo mundano comum de pessoas. Vocês são pessoas especiais e não devem desperdiçar… sua atenção em cálculos monetários inúteis, centavos, e isso e aquilo. Vamos em frente. O que acontece, vamos ver. Eu nunca calculo, vocês sabem disso, mas Eu vivo de forma muito econômica. E vocês também podem fazer isso. Essa atenção, atenção astuciosa, é também uma atenção muito meticulosa. Aqui ela começa a poupar dinheiro… e depois, lá à noite, ela precisa beber. Assim toda a poupança de centavos, centavos, centavos, vai para a sarjeta da bebida. Somente pecado.

A soma total de uma personalidade assim é qual? Assim, essa mentalidade tem de ser controlada. Especialmente para pessoas orientadas ao ego que são extremamente calculistas, é o mais surpreendente. Mas as pessoas como os indianos que não são calculistas… não são tão ricos. Eles são muito generosos, eles sempre têm dinheiro para a Sahaja Yoga. Eu nunca tive um problema de dinheiro com eles, nunca, porque eles não são tão calculistas. Para eles, é fazer pelos outros, não para si mesmos, mas pelos outros. Gastar para os outros. Se eles têm de vir à sua casa: Tudo bem, abram seu coração. Agora é o momento de gastar.

Não com bebida e submissão aos desejos, mas pela satisfação de fazer pelos outros. Essa é a prática e a tradição deles. Assim, nesse aspecto, vocês têm de adotar esta tradição: “Oh, eles chegaram, vamos gastar agora. O que nós podemos fazer?” Essa é a coisa principal que a pessoa deve entender, aqueles que são na maioria das vezes licenciosos… são pessoas extremamente mesquinhas. Assim, a atenção que é astuciosa é a pior atenção, porque a astúcia também engana você mesmo. Ela é astuciosa com você… e você pensa: “Oh, eu tenho sido bastante esperto,” “economizei dois centavos.” Mas você perdeu sua alma. Você não é mais um Sahaja Yogi. Eu lhes darei um exemplo.

Eu falei para alguém: “Deixe a van lá embaixo, vá de trem,” “esta van parece ser uma van horrível.” E houve muita, vejam, explicação, com ambos os dedos deste jeito para Mim, e Eu fiquei tão farta com o “bombardeio” chegando sobre Mim… que Eu disse: “Vão em frente.” E a coisa ruiu… e se estragou ou seja o que for, está com defeito agora. Então, eles tiveram de fazer o que Eu estava lhes dizendo. Sem o “bombardeio”, se eles tivessem Me ouvido, teria ficado tudo bem. Assim, a sua atenção não deve estar em poupar coisas materiais… e coisas mundanas e tudo mais, mas a própria atenção deve ser poupada. Pergunte: “Onde está minha atenção?” Eu tenho visto nos programas… que algumas pessoas estão Me ouvindo concentradamente, mas algumas pessoas não conseguem. Alguns ficam concentrados por um curto tempo, e alguns ficam desinteressados depois de algum tempo. Alguns ficam olhando aqui, alguns ficam olhando ali.

Assim, o quanto de atenção você tem poupado é a única preocupação… de um Sahaja Yogi. Esqueçam os outros, todos eles são limpadores de lixo. Esqueçam os outros que não estão buscando, que não são da qualidade de vocês, mas vocês têm qualidade. Agora, o que vocês têm de poupar? Por exemplo, alguém é um rei. Ele não se importa se dois centavos estão sendo poupados. Eu não sei baba, atualmente, Eu não posso afirmar definitivamente. Eles devem também estar fazendo esse tipo de coisa, mas o que é para ele se preocupar em poupar é a sua graça, a dignidade. Mas para um Sahaja Yogi, a coisa mais importante é… que você deve poupar sua atenção. É chamado de “Chitta Nirodha”.

“Nirodh” é poupar sua atenção. “Aonde ela está indo, ela é uma coisa tão preciosa para mim.” “Para onde ela está correndo?” Então como você poupa sua atenção? É através da concentração. Concentre-se, tente se concentrar. Não permita que sua atenção oscile. Gradualmente você desenvolverá a concentração. Você pode olhar Minha fotografia, isso é o melhor. Concentre-se, traga-a em seu coração, deixe-a ficar integrada em seu coração.

Vocês são pessoas de sorte, vocês não têm de criar uma fotografia, e depois abram mão dela, porque ela é apenas uma “Avalambana”, significa que ela é apenas uma dependência, e depois remova-a. É uma completa dependência para vocês. E uma carga para Mim, de completa alegria. Assim, quando vocês estão se concentrando na Sahaja Yoga, totalmente plenos na Sahaja Yoga, então vocês estão controlando, poupando sua atenção. Esse é um tipo de pessoa. Então o outro tipo de atenção, que nós chamamos, são as pessoas que, de certa forma, adotam uma atitude muito negativa. O primeiro tipo é o positivo, o assim chamado, o assim chamado positivo, que fica poupando dinheiro, poupando tudo que é inútil. Agora o segundo tipo são os arcebispos de tudo que é desastre, miséria, desgraça, esse tipo de atenção. Se você ler o jornal toda manhã, você terá uma atenção assim. Todos os jornalistas têm esse tipo de atenção, para achar onde está o desastre.

Quero dizer, de um modo sinistro, eles se sentem felizes por haver um desastre. Eu tenho visto pessoas: “Oh, Mãe, eu vim ao seminário,” “mas o problema é que não havia água.” A atenção está em achar desastres dentro e fora. “O que aconteceu?” “Há um desastre. “O que aconteceu?” “Eu perdi o alfinete. Absurdo, ter essas ideias estúpidas. Eles chorarão e lamentarão e tornarão todo mundo infeliz, “Oh, eu sou tão infeliz.” “O quê?”

“Meu marido não fala comigo.” ou “meu filho não está comigo.” Pessoas assim são extremamente condescendentes… no que se refere aos relacionamentos delas. Elas tornam todo mundo deste jeito: “Oh, a pessoa não falou comigo gentilmente…” “e ela era desse jeito e daquele jeito.” Elas se sentem magoadas com o menor toque. E por isso, elas acham que estão poupando suas emoções, se não as coisas materiais. Essas pessoas têm muito medo de falar com qualquer um, e se alguém diz coisas boas também, elas tomam um susto, deste jeito, elas franzirão a testa. A razão é que elas não sabem o que elas têm de poupar, não são as emoções delas de forma alguma. Não há nenhuma necessidade de poupar suas emoções, vocês estão protegidos. O que importa se alguém diz algo para você, você está acima disso, ninguém pode tocá-lo.

Você está desperdiçando sua atenção o tempo todo… tentando poupar suas emoções. Não há nada para ficar com medo de ninguém, porque alguém irá dizer alguma coisa, uma palavra áspera, é por isso que você não quer fazer algo. Essas pessoas condescendentes, assim chamadas, não compreenderam a Sahaja Yoga. Não há nenhuma condescendência na Sahaja Yoga, de forma alguma. Ela é exatamente como um diamante. O diamante permanecerá um diamante, seja o que for que você faça, ele é para sempre. É assim. Assim, a pessoa tem de entender que não deve permitir que a atenção vagueie nesse tipo de condescendência que é de um bêbado, que eles são as pessoas mais infelizes, os bêbados são, imaginem só. Eles ficarão sempre chorando, lamentando, e as pessoas acharão que eles são muito infelizes. Assim, o que você tem de poupar nesse momento é a sua atenção… dessas condescendências nessas expressões inúteis de seu medo… em relação a suas emoções.

Vejam agora, eles cantaram uma canção. A canção de fato Me preencheu. Trouxe à tona completamente algumas expressões… que não surgiriam espontaneamente neste momento. Mas a melhor coisa que ela fez é Me lembrar disto: “Você é Deus. Você não deve ficar frustrada.” “Você tem de cuidar de todos eles e Você é poderosa.” “Como Você ousa duvidar de si mesma ou sentir-se frustrada?” Essa coisa que reflete tanto como um espelho, Eu vejo Meu espelho. Do mesmo modo, você também deve ter sua compreensão emocional… e a emoção deve ser o seu espelho, você deve se ver em suas emoções, como você se comporta, como você trata, como você fala. Assim essas pessoas devem sempre manter um espelho… e sentirem-se elevadas, você é um Sahaja Yogi, e o espelho, no reflexo, você deve Me ver e não a si mesmo.

Algumas vezes, Eu tenho um olho que realmente se frustra… com os Sahaja Yogis, muito. Então, Eu simplesmente fico de pé diante do espelho… e digo: “Agora, venha.” “Você é Aquela que tem todos os poderes,” “que tem todos os chakras despertados, nenhum dos Adventos teve isso.” “Você é Aquela que criou este mundo…” “e você é Aquela que tem de salvá-lo. Então, agora, levante-se.” Não perder a coragem, não se preocupar. Somente nas situações emocionais, Eu algumas vezes… sinto que agora Eu terei de desistir de alguns deles, completamente. Eles são Meus filhos, como uma Mãe, não como um Guru. Para um Guru, eles não têm problema. E então o… encorajamento entra em ação, dentro de Mim: “Não, mesmo se Eu tiver de desistir, não importa, Eu tenho de elevar,” “sem dúvida”.

E com esse poder, isso funciona. Assim, o reflexo deve ser de Mim, de algo que é um ideal diante de vocês, Aquela que lhes dá energia, como essa canção… e não o reflexo de uma pessoa infeliz. Como Cristo que está em pé diante de vocês… como na Capela Sistina e não algum esqueleto infeliz… que está até pior do que vocês. Assim, criem essas imagens da sua Mãe… que vocês devem ver em suas emoções e se elevem. Esse é o segundo tipo de atenção que vocês têm de controlar. O terceiro é um tipo muito horrível e idiota. O tipo idiota vem do segundo tipo, em que a pessoa é emocionalmente condescendente. Este é o “A” do terceiro. E o “B” do terceiro, vem do primeiro tipo, que é estúpido. Assim, nós temos dois tipos de pessoas, um é idiota e o outro é estúpido.

Mas na língua indiana só há uma palavra, especialmente em Marathi – é murkha. Para eles ambas as categorias são iguais, como se o círculo se encontrasse no mesmo ponto. Quero dizer, a língua inglesa, de algumas formas é boa, pelo menos ela diferencia entre as murkhas, por exemplo, eles podem ser estúpidos ou eles podem ser idiotas. Porque o ser psíquico é tão confuso aqui, que os psicólogos apresentaram. Alguns são esquizofrênicos, alguns são idiotas, alguns são estúpidos, alguns são burros. Assim, este, o terceiro tipo é o pior, é o mais frustrante para Mim. Eles ficarão grudados em Mim como sanguessugas, eles ficarão dizendo coisas estúpidas o tempo todo. Simplesmente não conseguimos suportar um idiota, não é? Eles podem aborrecer uma pessoa, todos os tipos desses colocados juntos… são chamados de murkha. Então, Eu não quero analisá-lo, é um pouco demais.

Assim, se você tiver esse tipo de atenção, então é melhor você ficar calado. Não fale. Apenas escute os outros, o que eles falam, o que eles dizem. Há algumas pessoas que simplesmente continuarão falando, falando, falando, de forma irrelevante, inutilmente, desperdiçando a energia deles, e essas pessoas são sempre amigas das astuciosas. As astuciosas e essas pessoas andam juntas, porque as astuciosas querem enganar alguém e o tolo quer ser enganado. Por exemplo, um rei tem um bobo da corte, é deste jeito que essas combinações dão certo. Assim, para essas pessoas, a melhor coisa é ficar calado. Preservar toda a atenção delas, toda a energia delas apenas para purificação. Toda essa idiotice irá perecer muito em breve… se você tentar se preservar. Não fale, não diga coisas que são estúpidas, que são idiotas, apenas fique calado e observe os outros.

Algumas vezes essas pessoas podem se tornar veículos muito grandes… do Poder de Deus, mas se elas não adotarem a estupidez e a idiotice. Esses são os tipos de pessoas, os três tipos Eu diria, mas o quarto tipo são as pessoas que levam uma vida de concentração. Quero dizer, uma pessoa que está trabalhando muito duro, digamos, no escritório, é uma pessoa extraordinariamente bem sucedida, e isso e aquilo e aquilo e aquilo e aquilo, é também muito concentrada. Alguém que trabalha muito bem, em qualquer lugar, com uma mente concentrada, é concentrado. Uma dona de casa que cuida do marido dela e dos filhos é muito concentrada. E o marido que cuida da família dele… e das coisas dele de uma maneira muito concentrada, eles sabem pintar bem, eles sabem fazer coisas, e suas mãos são hábeis, e eles conhecem tudo. Mas essas pessoas podem ter uma atenção muito imóvel, muito imóvel, como plástico, ou você pode chamá-la como borracha. Quando muito, para aperfeiçoá-la, nós podemos dizer, como por exemplo algumas das coisas que Eu tenho visto que vocês usam… para impermeabilização, você só aplica isso, depois de um tempo está seco, dentro dele. Eles não conseguem livrar-se disso. Eles simplesmente não conseguem, não conseguem desfrutar nada.

A menos e até que você lhes mostre um arquivo, você não pode falar com eles. Se você tiver de falar com uma pessoa assim, é melhor usar um fichário na sua frente. E antes de começar, você coloca o fichário na sua frente. Se estiver no fichário, eles verão, mas se você falar, eles dizem: “Faça um fichário.” Muito secos. E eles não conseguem desfrutar a vida. Não há mobilidade, eles não conseguem ser criativos. Eles conseguem ser criativos somente no que diz respeito ao estilo deles, mas não o criativo de alegria. Assim, esse tipo de concentração existe, esforço concentrado que as pessoas empregam. Por exemplo, há pessoas que são fanáticas.

Elas são muito concentradas em seus esforços, extremamente. É por isso que todas essas religiões se expandiram, como o Cristianismo, o Islamismo, o Hinduísmo e todas elas, porque eles tinham um esforço concentrado do fanatismo, esforço concentrado. Se vocês lerem as cartas de Paulo na Bíblia, vocês verão a concentração disso: “Vá lá e vá lá e estabeleça uma igreja e faça isso”… e “O que vocês têm feito?” Muito organizado, muito sistemático, movendo-se, sem dúvida, como uma correia na máquina. E eles o tempo todo têm isso depois dos efeitos daquele movimento. Charles Chaplin mostrou isso no seu filme “Tempos Modernos”. Eu gostava muito disso, pois ele amarrava uma correia, ficando em pé por cerca de uma hora, e então depois de algum tempo, quando ele era liberado do trabalho, ele continuava daquele jeito. Esse tipo de atenção, que é concentrada, significa que ficou presa em alguma coisa. Não é isso, não é penetrante. Porque se sua atenção não se torna, pela concentração, cada vez mais sutil, então ela não é assim, mas ela está ficando presa… e a atenção presa é inútil para a Sahaja Yoga.

Pessoas assim, Eu não sei, nunca serão salvas, talvez. As assim chamadas bem sucedidas. Elas irão com todos os seus crachás, com tudo, e Deus dirá: “Volte cavalheiro, você ainda não passou pela alfândega.” Há outra organização… que trabalha muito mais rápido, de uma forma muito mais inteligente, é uma coisa especialmente muito eficiente. Assim, essas pessoas serão apenas pessoas presas. Agora, há o quarto tipo de pessoas que são concentradas. Elas são intensas, profundas. Elas penetram, porque elas são mentes vivas. A mente delas não está morta, mentes áridas, elas têm uma mente viva, elas penetram. Eu observo algumas vezes, pergunto a algumas pessoas: O que você acha de uma determinada pessoa?

Imediatamente Eu sei o que eles falam. Se eles apenas falam de uma maneira mundana: “Ele é uma pessoa boa, ele é uma pessoa má, isso, aquilo”, então Eu sei o que é, muito superficial, frívolo. Mas a pessoa que vê as possibilidades e as potencialidades… do despertar disso, e os problemas que uma pessoa está enfrentando, então Eu sei que ela é aquela que tem essa concentração… dentro do assunto. E o assunto da Sahaja Yoga exige a máxima, a máxima penetração, porque a Sahaja Yoga, se vocês compreenderam, Eu não sei se vocês… compreenderam ou estão conscientes disso ou não, mas ela é aprendida através da experiência e por nada mais. Você tem de experienciar e depois acreditar nela. Não é que o que Eu lhes disse é um condicionamento em sua mente, nada disso, você experiencia isso por si mesmo e aprende. Mas aqueles que têm essa inteligência penetrante, que têm esse amor penetrante, emoções… e aqueles que têm esse movimento penetrante de sua compreensão, eles são aqueles que experienciam, aprendem, experienciam, aprendem, experienciam, aprendem. Eles não permitem que a mente deles brinque com eles: “Não, não, não.” “Esta minha mente adquiriu experiências do passado…” “e está baseada nisso. Não, eu tenho de ter todo dia…” “uma nova experiência…” “e essa experiência deve ser silenciada dentro de mim,” “deve ser sustentada dentro de mim,” “deve ser condicionada dentro de mim.”

As experiências da Sahaja Yoga são os bons condicionamentos. “Como pode ser? Eu vi isso, eu me defrontei com isso, eu tive isso. ” “Como pode ser?” Mas para isso também, para ter as melhores experiências, a primeira condição é de Rutambhara Pragnya, onde você deve ser desse nível em que você realmente tem essas experiências, senão você será apenas um tipo mundano de pessoa o tempo todo. E você pode viver Comigo, mas você não terá essas experiências, você não terá esse sentimento de bem-aventurança, nada, essa alegria. Assim, essa penetração começa pela sua meditação… e a sustentação da meditação e a semente do Samadhi brotando, manifestando a nova dimensão interior. Esse tipo de atenção, a pessoa tem de desenvolver, vigiando a atenção, Chitta Nirodha. Assim como vocês vigiam seu dinheiro, assim como vocês observam sua estrada quando dirigem, assim como vocês vigiam seu filho quando ele está crescendo, assim como vocês observam a beleza de sua esposa, ou o cuidado do seu marido, tudo colocado junto, você vigia a si mesmo, a sua atenção. “Aonde ela está indo?”

“Onde ela está ficando para trás?” “O que está acontecendo com a minha atenção?” Pessoas assim não têm problemas. Vocês ficarão surpresos ao ver que essas pessoas… quando elas querem fazer algo, isso torna-se dinâmico. Elas podem fazer dar certo. Ninguém tem nenhum problema, e se há um problema, que você está enfrentando o tempo todo em você, então saiba que há algo errado com você. Algo está errado com o instrumento. Se você não tem um abridor de lata… e começa a usar uma faca para cortar a lata, isso não dá certo. Então você dirá: “Há algo errado com a lata”, ou há algo errado como você? Não, está errado com o instrumento… e esse instrumento tem de ser corrigido.

Quando o instrumento está bem, afinal de contas, com todos os poderes que vocês têm, com todas as bênçãos que vocês têm, e a fonte de poder por trás disso, tudo deve dar certo. Deve dar certo. Vocês têm tido experiências das coisas dando certo. Vocês têm tido experiências… de muitos milagres acontecendo diante de seus olhos, mas ainda assim, a atenção não se estabilizou… com essas experiências. Ainda “gatanubhavas”, significa “as antigas experiências” continuam. As antigas identificações continuam. Você ainda continua com isso… e a sujeira disso ainda está em seu ser. Mude tudo. Torne-se uma nova pessoa. Você está florescendo como uma flor e depois como uma árvore… e assuma sua posição.

Assuma sua posição como o Sahaja Yogi. Portanto essa atenção deve ser persuadida. Julgue a si mesmo, onde está sua atenção? E qual é o ponto de compreensão? Qual é a medida de compreensão? É muito simples. Eu tenho de ser agradada, porque Eu sou a atenção. Se Eu for agradada, então você fez o trabalho. Mas Eu não posso ser agrada por coisas mundanas, por nenhum argumento relacionado com isso, mas somente por sua ascensão. Então julgue a si mesmo a respeito disso.

Quer você Me dê uma flor ou qualquer coisa, Eu só sou agradada quando a essência dessa ação… tem esse nível elevado, tem essa manifestação especial. Você diz: “Eu A amo muito, Mãe.” Tudo bem, você diz. Mas Eu preciso ver que esse amor que você está dizendo… ou praticando tem ou fazendo essa essência que Me dá alegria. É uma coisa tão recíproca entre nós, vocês não podem imaginar. Eu não posso viver sem vocês e vocês não podem viver sem Mim. É tão recíproco. Mas de uma lado, isso é totalmente 100% benevolente. Quer Eu fique zangada com vocês, quer Eu os repreenda, quer Eu os mime, quer Eu diga: “Não faça isso.” Se Eu lhes digo: “Não chegue muito perto de Mim, fique afastado”, qualquer coisa que Eu faça assim, é benevolente… para vocês.

E para Mim, a benevolência é só uma: vocês devem ser emancipados, vocês devem ganhar algo de Mim, vocês devem progredir a partir de Mim. Como a Mãe Terra se sente tão exultante… ao ver a manifestação Dela nessas belas árvores verdes, é desse jeito. Ela não necessita de nada. Nós ficamos sobre Ela, andamos sobre Ela. Onde nós A vemos? Mas Ela se vê nisso. É o mesmo tipo de situação. Ela é Aquela que muda todas as estações. “Rutambhara” significa Aquela, a atenção… que muda as estações. “Rutu” significa as estações.

Assim, todas as estações são criadas por Ela apenas para nos agradar. Mas o que nós fazemos para agradá-La? Nós A exaurimos, nós A torturamos, extraímos tudo Dela, nós A poluímos, fazemos todos todos os tipos de coisas insensatas, e então Ela fica zangada. A mesma coisa é que Ela é Amor. No mesmo amor, Ela torna-se zangada, e então vocês têm vulcões e têm terremotos, e todos os tipos de coisas acontecendo a vocês. Mas é claro, sua Mãe demora para ficar zangada. Demora, mas isso não significa que vocês demorem. Cuidem de si mesmos, isso é muito importante. De repente, vocês se descobrirão elevados. Algumas pessoas simplesmente se elevarão… e outras serão completamente excluídas.

Então tenham cuidado, Eu estou avisando. Assim, hoje é o dia, o dia anterior a este décimo-quinto dia. E no décimo-quarto dia, a pessoa tem de se tornar um exterminador. Exterminador de tudo que é ignorância, de tudo que é estúpido, idiota, tudo que é astucioso e tudo que é emocional. Extermine essa parte, torne-se um Sahaja Yogi, amanhã, para receber as bênçãos.

Que Deus os abençoe.