Mother Earth and Mahalakshmi Puja

London (England)

Feedback
Share

Mother Earth and Mahalakshmi Puja, Surbiton Ashram (England), 21 August 1983.

Alguns de vocês não conseguem se sentar no chão.

Podem pegar algumas cadeiras lá dentro. Hoje, nós temos de falar algo sobre a conexão da Sahaja Yoga com esta Mãe Terra. Isto é muito importante: nós devemos entender o valor da Mãe Terra. Ela tem sido muito gentil com todos vocês, Ela tem absorvido suas vibrações, Ela tem sido, também – Ela tem lhes dado tudo que vocês veem em volta. Então hoje, nós temos de entender a conexão e a expressão simbólica da Mãe Terra dentro de nós mesmos. Eu lhes falei antes também que a Kundalini, que está em três espirais e meia, está situada dentro de um osso triangular. Agora, essa residência da Kundalini é chamada de Muladhara, e é representada no universo como esta Mãe Terra, Ou no puja, Ela é representada como a Kumbha. Eu não sei se vocês fizeram a Kumbha ou não. Fizeram? Sim.

A Kumbha é isto aqui. Até agora, no movimento de nossa consciência, nós temos tentado compreender Deus Todo-Poderoso e todos os outros cinco elementos que consideramos importantes. E também, a consciência tem se movido em direção à compreensão de todos os outros quatro elementos, exceto a Mãe Terra. Isso tinha de ser assim, porque a menos e até que a compreensão de todos esses quatro elementos fosse trazida a um certo grau, a Mãe Terra não poderia se expressar. Como por exemplo, se todos os seus chakras, os quatro chakras, estão bloqueados, você não pode elevar a Kundalini, você não pode dar a Realização do Si. Você não consegue ter um processo evolutivo em massa concluído. É por isso que nós tivemos yAgnyas, todos os outros métodos de estimular os quatro elementos. Eles veneraram a água e veneraram o ar, o céu, o firmamento, a luz. E é desse modo que eles surgiram na época de Cristo, onde a luz foi venerada. Mas hoje, quando estamos nesta Sahaja Yoga moderna, nós estamos, na verdade, no nível da Mãe Terra, porque esta é a era de Aquário.

E Aquário é o mesmo que a Kumbha, é a Mãe Terra. Assim, nós estamos no nível da Mãe Terra. Você também pode observar na consciência dos seres humanos, Eu não estou falando só dos homens, mas também das mulheres e dos homens. A consciência está se movendo mais em direção à expressão feminina da vida. Mas como os seres humanos são estúpidos, as feministas também têm sido muito estúpidas, pois elas estão lutando no nível da racionalidade, da economia, da política, de todas as coisas inúteis. A igualdade em todas essas coisas, se elas devem ser buscadas, vocês se tornam homens, simplesmente se tornam como os homens. Se você for contestadora, se você for racional, se você fala como homem, isso é um desenvolvimento masculino. Mas o desenvolvimento da Mãe, o desenvolvimento feminino, não é a igualdade no modo como os homens têm sido estúpidos. Não adianta competir com os homens na estupidez deles, a quantidade de estupidez já foi criada para nós o suficiente. O mundo inteiro está hoje expressando essa insensatez que eles têm, a competição, a agressão, a opressão.

Então, o outro lado, o lado da mulher, que foi chamado de lado dominado, o lado escuro, o oprimido e tudo mais, tem de se expressar de uma forma diferente. Todo o modo, o estilo tem de mudar. Vejam agora, no Cristianismo, a pessoa deve entender porque no Cristinismo, mesmo no Judaísmo, em qualquer religião, mesmo no Hinduísmo e tudo mais, mas acontece mais no Cristianismo, surpreendentemente, eles simplesmente não tiveram nenhum lugar para Maria. E mesmo os muçulmanos coroaram isso completamente suprimindo Fátima. E no topo disso, você verá que entre os cristãos, Eu acho que a ordenação, ou seja o que for que chamem isso, não é dada às mulheres, enquanto Cristo não nasceu de um homem. Mas não significa de forma alguma que vocês compitam com os homens nas iniciativas tolas deles, através das quais eles praticamente levaram este mundo a um estado tão desastroso. Assim, hoje, nós temos de entender que esta é a época para as qualidades maternais se desenvolverem. Mesmo um homem, somente quando ele se torna maternal, se torna um grande homem. Por exemplo Cristo, quando Ele teve compaixão, Ele foi chamado de santo. Assim, a qualidade de uma mulher como uma mãe – a Deusa é sempre como uma Mãe, e Ela é o poder mais importante para ativar a Sahaja Yoga.

Agora, como Ela ativa, Eu lhes falarei. Farei uma analogia, mas a analogia não deve ser levada tão longe, como Sahaja Yogis sábios, vocês não devem levá-la tão longe. Digamos que haja um zero, ele não tem nenhum significado. Da mesma maneira, Deus Todo-Poderoso não tem nenhum significado até que você coloque algum tipo de “1” ou “2” antes do zero. É um zero. Ele tem uma existência, mas não tem nenhuma capacidade ou poder para se expressar, Então é um zero. Desse modo, nós devemos dizer que o crescimento masculino é um zero. Eu farei uma outra analogia para vocês compreenderem isso. Se você observar um poder muito elevado faz a ligação, indo acima de sua cabeça, eles são totalmente inofencivos, não há nenhum problema. Em Delhi, havia uma proposta: há um terreno muito grande disponível onde tem fios de alta tensão passando e nós podemos tê-lo de graça.

Eu perguntei: “Qual é o problema?” Eles apenas disseram: “Se a Terra ficar conectada com aquilo,” “então vocês terão problemas.” Então até que essa coisa de alta tensão, seja o que for, não esteja conectada à Terra, ela não tem nenhum sentido, de forma alguma. Mas a Terra é muito diferente dessa energia dinâmica que está fluindo através daqueles fios, a qual é zero, a qual não significa nada. Da mesma maneira, em uma mulher, o útero de uma mulher é a Kundalini. Agora, o que é um útero? Agora, se isso é a Kundalini, expressa a Kundalini no grosseiro, isso significa que a Mãe Terra é também como o útero. Agora, o que um útero faz? Ele recebe o esperma, que é apenas um ato frívolo do homem ou, vocês podem dizer, apenas uma agressão, e ela então nutre, cuida dele, o corrige e o permite se desenvolver, não de uma forma agressiva, mas de uma maneira muito compassiva e sensata, até que ele seja expelido do útero quando ele estiver crescido. Então a ideia do útero é que a expressão tem de ser de tal maneira que não domine.

Ele não domina o embrião. Se ele dominasse, como o embrião poderia se desenvolver? Então ele nutre e o faz crescer. Isso é o que é a Sahaja Yoga de hoje. Agora, a Mãe Terra é Aquela que é simbolizada dentro de vocês como o Muladhara, assim como é simbolizada como a Adi Shakti aqui, que está sentada diante de vocês para nutri-los, fazê-los crescer e se transformarem em novas personalidades, em personalidades maduras. Nós devemos entender esse conceito. Assim, as mulheres do ocidente devem compreender que as ideias insensatas que elas assimilaram dos homens devem ser completamente descartadas. Elas têm de se tornar mulheres primeiro. Essas mulheres que simplesmente ficam falando como homens nunca podem ajudar na Sahaja Yoga. Elas têm de ser como esta Mãe Terra que os permite fazer o que quiserem com Ela.

Vocês seres humanos têm sido tão estúpidos ao explorá-La ao máximo, não somente isso, mas também Ela suporta muita insensatez sobre Ela. Mas depois chega o momento em que Ela se torna explosiva, então Ela começa a consumir as pessoas dentro Dela. E quando Ela está consumindo as pessoas, então você vê os terremotos e as secas e isso e aquilo, todas essas coisas começam a acontecer e as pessoas ficam envolvidas nesses problemas, pelos quais elas culpam a Mãe Terra. Os problemas que os seres humanos têm criado a partir da natureza agressiva deles, mesmo a agressão em relação à Mãe Terra, eles têm de pagar dividendos por isso. E eles estão pagando. Agora, para parar esse tipo de movimento de agressividade que traz todos os tipos de perturbações, a pessoa tem de voltar atrás e deve desenvolver o senso de totalidade, de compaixão. A menos e até que vocês compreendam a totalidade, o total, o completo, o todo, que é o útero, que é sua Mãe. Enquanto você tentar ser individualista, você não pode ser um bom Sahaja Yogi. Você tem de se tornar Um com o todo. Agora, para isso, nós temos de nos encarar, isso é muito importante.

Especialmente no ocidente, Eu diria que nós temos de nos encarar muito claramente, “Do que somos capazes?” Isso é uma coisa muito importante. Antes de tudo, vamos observar onde está nossa atenção. Faça uma pergunta. Nós somos Sahaja Yogis e Sahaja Yogis dentro de nosso grupo e às vezes Eu fico surpresa ao ver que mesmo agora, a atenção pode ser bem estranha. Por exemplo, uma coisa simples, nós podemos ter atenção em coisas materiais: “isso é meu, isso é seu;” “eu devo ter minha privacidade.” Então você entrou em um outro reino de agressividade. Se você tentar ter sua própria privacidade, então você está privando os outros da privacidade deles. Estava tudo bem quando vocês não eram Sahaja Yogis, ter sua própria privacidade, porque você tinha de crescer em sua privacidade naquela época. Mas depois da Sahaja Yoga, você tem de se tornar Um com todo o resto, isso é muito importante.

Antes da Sahaja Yoga, você era diferente e depois da Sahaja Yoga, você é diferente. O conceito todo deve mudar depois da Sahaja Yoga. Agora você tem de se tornar Um com o todo e sentir que você está unificado com o todo, você deve tentar abandonar todas as suas atitudes individualistas. É muito comum agora ouvir: “Sim, eu gosto disso, eu gosto daquilo.” É muito comum: “eu gosto disso.” Muito comum. Mas não convém a um Sahaja Yogi dizer tal coisa. Como você pode dizer “eu gosto de alguma coisa”? Pense em uma mãe que tem de carregar o filho, tem de fazer o filho nascer, tem de cuidar do filho, das necessidades no filho, proteger o filho, educar o filho. Como ela pode dizer: “eu gosto disso e gosto daquilo”?

Onde há tempo para isso? Pensar sobre o que você gosta e o que não gosta, “eu gosto desta comida, daquela comida”. Onde há tempo para isso? Onde resta energia para isso? Onde está a atenção? A atenção está na educação da criança. Agora, da mesma maneira, um Sahaja Yogi deve saber que a criança dentro dele nasceu: o Espírito. O Espírito é a criança que tem de nascer dentro dele, agora ele tem de nutrir através da Kundalini. Ele tem de aguá-la, tem de cuidar dela. Tem de fazê-la crescer.

Agora, onde há tempo para outras coisas insensatas? Você tem uma criança nas mãos. Todos vocês são mães cuidando do seu filho, que é o seu Espírito. Então onde você tem tempo para todas essas coisas? Qual deve ser a atenção? “O que eu posso fazer para tornar essa criança feliz?” “Para fazer essa criança crescer? Para fazer essa criança” “manifestar completamente meu Si.” A mãe se reposiciona assim que o filho se torna um filho maduro. Então agora em você, a maternidade.

deve assumir o comando em comparação à paternidade. A maternidade em relação a você mesmo. A atitude deve ser como a de uma mãe em relação ao filho. Como a atenção dela está direcionada ao filho? Você pode ver na vida diária como nos comportamos. Eu tenho visto pessoas muito interessadas, mesmo agora, em comida. Onde há tempo? Onde está a atenção? Como você pode estar tão preocupado com sua comida; preocupado com seu sono; preocupado com sua saúde; preocupado com isso e aquilo? Aqui é para você se preocupar com seu filho que você tem dentro de você agora.

E é por isso que o filho é negligenciado e às vezes você percebe que o filho fica doente ou às vezes entra em coma ou talvez morra também. Assim, a situação é muito diferente agora para os Sahaja Yogis: como se tratarem? Aqueles que ainda estão correndo atrás de comida e de todas essas coisas insensatas, Eu tenho observado os Sahaja Yogis, toda a atenção deles está na comida o tempo todo. Como a dedicação pode surgir em uma pessoa que é tão dedicada aos hábitos alimentares? Por exemplo, Eu tenho visto, talvez vocês tenham visto também, alguns de vocês, as cavernas Ajanta foram construídas. Eles construíram as cavernas Ajanta em dez gerações, dez gerações. E eles as construíram em um lugar onde não havia nem mesmo água disponível, antes de mais nada. E dia após dia, milhares de pessoas, sem receber nenhum pagametno, sem receber nada, as construíram. Nenhuma comida, fora de questão. Eles comiam algumas frutas em algum lugar aqui, ali, mas a dedicação deles lhes deram o poder para fazer isso.

Mas essa dedicação só pode ser desenvolvida se você compreender que você tem de agir como mãe com seu filho. Agora, se a mãe é horrível, o filho será horrível também. Porque é a mãe que é expressada no filho. Ela não domina o filho, tudo bem, mas ela definitivamente pode corromper a imagem do filho. E isso é o que exatamente acontece quando nós, Sahaja Yogis, não nos importamos em cuidar de nosso Espírito e de nosso crescimento espiritual. Mesmo agora, vocês ficarão surpresos, 50% das pessoas escrevem cartas para Mim: “Mãe, eu ainda estou possuído,” “eu tenho trabalhado com limões e pimentas,” “estou indo a Senhora por causa disso e daquilo.” É um negócio de categoria muito baixa, Eu acho, mesmo após tantos anos, se você está possuído, então Eu acho que você deve “shoebitar” a si mesmo todo dia 108 vezes. É um grau de comportamento muito baixo, Eu pessoalmente acho, após sua Mãe ter trabalhado tão duramente em você, você simplesmente ainda é o mesmo, retornando a Mim com a ideia horrível de trazer todos os tipos de problemas para sua Mãe. Isso significa que você não tem cuidado de seu filho. Agora, na Sahaja Yoga, ele não é um filho que é um filho individual que você tem de cuidar.

Isso é o que a pessoa deve entender. Isso é onde nós falhamos muito, especialmente os intelectuais. Eles acham que o próprio filho deles é que deve estar bem, não importa os filhos dos outros. Ou não importa se você tem conexão com os outros ou não. Isso é muito comum. Porque a racionalidade, dá a eles este sentimento: “Oh, meu Espírito está bem, minhas vibrações estão bem,” “então tudo bem se eu não for ao puja” “ou se eu não for a nenhum evento coletivo” “ou se eu não der suporte a nenhum trabalho coletivo” “ou se eu não assumir nenhuma responsabilidade na Sahaja Yoga.” Porque uma vez que você se torne coletivo, você assume responsabilidades. Então você fica excessivamente satisfeito consigo mesmo: “É bom eu não precisar assumir nenhuma responsabilidade.” “Todos os Sahaja Yogis são ruins ou alguns deles são ruins.” “Eu não tenho nada a ver com eles,” e isso e aquilo, isso e aquilo.

Mas na Sahaja Yoga, na realidade, a Maternidade é universal. Porque se você é o nariz, digamos então que alguém é o olho; se você é as orelhas, alguém é os lábios. Assim, é essencial que você compreenda que se alguém que é um Sahaja Yogi estiver em difículdades, você está em difículdades. É uma ameaça ao seu crescimento; é uma ameaça ao seu crescimento, porque é o Todo que está crescendo. É claro, aqueles que são totalmente inúteis serão colocados para fora, gradualmente. Isso é o que a Mãe faz. Eles podem ser colocados para fora completamente, para tão longe que eles nunca retornarão. Mas você não tem de se preocupar com pessoas assim, elas serão colocadas para fora. Será dado a elas algumas chances, alguns créditos a mais serão dados, algumas graças serão dadas, mas no final, elas serão colocadas para fora. Então você não tem de se preocupar.

Mas você deve se preocupar com o todo. E você tem de assumir a responsabilidade. Aqueles que não assumem a responsabilidade não são as pessoas que já amadureceram seu filho, isto é, o Espírito. Todo tipo de responsabilidade você pode assumir, pense em quais responsabilidades você pode assumir. É por isso que a maioria de nós tem Vishuddhis ruins, porque nós não assumimos as responsabilidades, se seja qual for a responsabilidade que assumamos, nós devemos ser muito, muito, muito mais responsáveis do que os servidores comuns do governo. Às vezes o que ouvimos entra por um ouvido e sai pelo outro, não permitimos nem mesmo isso entrar na cabeça. Assim, a pessoa tem de entender que o filho é sua responsabilidade, você tem de cuidar do filho. E o Todo é também sua responsabilidade. Agora, como estabelecer a conexão entre seu Espírito, ou manter a conexão entre o Espírito e o útero, ou a Kundalini, é o maior problema que todos nós enfrentamos, nossas conexões são muito frouxas e é por isso que esta Kundalini não pode cuidar do Espírito. Eu Me pergunto se vocês notaram uma coisa na Sahaja Yoga, que vocês podem manipular a Kundalini, mas não o Espírito.

Você pode elevar sua mão, a Kundalini se moverá. Você pode manipulá-La. Você pode dar um bandhan, contornará pra lá e pra cá. Mas e quanto ao Espírito? Você não pode manipulá-Lo. Há somente um mantra para despertar o Espírito, no sentido de agradá-Lo, você tem de dizer que você é o Espírito. Mas você não pode manipulá-Lo. Você tem de levar a Kundalini para cuidar Dele, você tem de levar a Kundalini lá, ao coração, de modo que essa criança, que é o pequeno filho, exatamente agora tem de ser cuidadosamente desenvolvido e amadurecido. Assim, em ambos os lados, dos homens ou das mulheres, nós temos de entender que se você é um homem e se você é um homem dominador, tudo bem. Mas se você é uma mulher e se você está dominando, então é uma coisa dífícil para a Sahaja Yoga curá-la, porque você perdeu sua qualidade de ser uma mulher.

Pelo menos você tem de ser uma mulher, antes de tudo. Se você não é nem mesmo uma mulher, então o que você pode fazer com essa terceira pessoa que não é nem homem nem mulher? Agora, os homens, quando eles estão dominando, eles têm de entender que eles têm de ser compassivos. Eles têm de ser gentis, eles têm de ser atenciosos, mas nunca subservientes, nunca subservientes. Isto a pessoa deve entender: você não deve ser subserviente. Agora, as mulheres, o que elas têm de ser é ser nobres, fortes, receptivas; recebendo e nutrindo tudo isso. Agora, o modo como algumas vezes falam com os maridos no ocidente, Eu fico chocada. A esposa diz isto para o Sr. X: “X, você não fez isto,” “X você não fez aquilo. Como você colocou isto?” “Faça isto, faça aquilo, faça aquilo.”

Esse não é o modo de uma mulher fazer isso, é totalmente errado fazer isso. Falar com ele para fazer alguma coisa. Vocês estão se tornando másculas, e então nós perdemos completamente esse poder de dar essa nutrição do amor de uma mulher, que é o poder de uma mulher, que as mulheres não compreendem. Eu lhes contarei um exemplo simples, Minha neta, ela quer ser uma aeromoça, o tempo todo ela quer. Ela diz: “A Senhora também deve ter pensado em ser uma aeromoça.” Eu disse: “Por quê? O que é tão importante em uma aeromoça?” Ela diz: “Esse é o único momento em que você pode dar comida a alguém.” Vejam, um instinto natural de uma mãe: “Deixe-me vê-los comer.” Elas mesmas não comem, elas querem que os outros comam.

Mas isso não está na concepção das mulheres ocidentais, Eu lhes digo. Elas não conseguem entender isso. “Por quê? Eu fiz isto, então por que ele não faz isto, isto?” É seu privilégio fazer essas coisas adequadamente, de uma maneira adequada. Mas vamos supor que alguém é um mecânico muito bom, a mulher também se tornará uma mecânica: “Farei as coisas mecânicas.” Ela não está lá para fazer o trabalho mecânico. Ela está lá para fazer as mecânicas das emoções. Pelo contrário, ela simplesmente faz o oposto. Por exemplo, um homem chega em casa, ela vai ordenando: “Você tem de consertar isto, por que você estragou meu tapete?”

“Por que você fez isto? Limpa isso, pega aquilo, faça isso.” Todas as mecânicas das emoções dele estão acabadas. Uma vez que as mecânicas das emoções dele estiverem acabadas, ele é inútil e você é inútil, do jeito que está. E os homens também não devem fazer o trabalho delas. Deixem-nas fazerem seus próprios trabalhos. Eu acho que esse é um dos maiores problemas do ocidente hoje, em que os homens nem são homens, e as mulheres não são mulheres. Eu acho a qualidade tão horrível que Eu não sei como lidar com as misturas. Você deve compreender esta coisa muito simples na vida: se você é uma coisa híbrida, você não pode ter a qualidade de um Sahaja Yogi. Se você misturar isso, fica uma coisa muito estranha, não fica?

Portanto, uma mulher deve tentar ser uma mulher e um homem deve tentar ser um homem. Agora vejam, qual é a situação de um homem como um efeito masculino no desenvolvimento da consciência? Assim, como a masculinidade foi expressada, nós desenvolvemos a ciência. Nós desenvolvemos todo esse conhecimento, todas essas coisas que são externas. Agora tudo está pronto. Agora a mulher tem de aparecer. Estou dizendo de uma maneira muito abstrata, não pensem na mulher, mas você pode dizer o feminino. A natureza feminina tem de se elevar agora. Agora tudo está pronto, o feminino só tem de cintilar. Todos os chakras estão prontos, agora despertem a Kundalini.

A Kundalini é tão importante quanto os outros chakras. Então agora, despertem a Kundalini. Agora, o comportamento da Kundalini e o modo de ação é bem diferente do modo de ação dos chakras. Se a Kundalini se transformar nos chakras e os chakras se transformarem na Kundalini, como você administrará a Sahaja Yoga? Mas nós devemos assumir nossa própria natureza com toda a dignidade e todo o orgulho; não se sentir de forma alguma de baixo nível. Porque um homem monta um cavalo, a mulher quer montar em um cavalo. Qual é a necessidade de uma mulher montar em um cavalo? Eu não consigo entender. Aqui, todas as mulheres estão montando um cavalo. Elas se tornarão semelhantes a cavalos.

Eu já acho que metade de sua família real parece com cavalos, não parecem? Eu penso assim. Os rostos deles parecem cavalos. Assim, não há nenhuma necessidade das mulheres fazerem todas as coisas que o homem já fez. Digamos por exemplo, há uma pessoa de personalidade masculina que tem de vir e fazer um determinado trabalho. Agora, você o fez. Tudo bem, agora uma outra pessoa tem de fazer esse trabalho. Agora, veja a situação do Divino também. Agora, a complicação toda surge nisso quando uma tipo de coisa foi feita, uma outra pessoa que chega quer fazer o mesmo. Vocês compreendem Meu ponto?

Assim, toda a energia é completamente desperdiçada. Toda a preparação foi feita para essa era de Aquarius surgir, para trazer a Kundalini para cima e fazer o todo trabalhar de tal maneira que o esquerdo e o direito se encontrem e todos vocês se fiquem acesos, iluminados. Era uma questão de nosso ser compartilhar o trabalho inteiro em uma compreensão adequada. Agora, observem como a Mãe Terra foi criada, isso é também uma coisa muito simples. Primeiro, o movimento da energia começou a fluir. Agora, essa é uma energia combinada, tudo bem? Então a energia combinada deu voltas e voltas e voltas deste jeito. E quando ela se consolidou, houve este “big bang”. Quando o “big bang” aconteceu – agora, este é o trabalho masculino, Eu devo dizer, de certa maneira, o estilo masculino, porque a Mãe Terra ainda não estava criada – então depois estes pequenos fragmentos novamente deram voltas e voltas. Com o movimento linear, eles se tornaram redondos.

A partir deles, a Mãe Terra foi selecionada para um trabalho. Não para fazer qualquer coisa – fique quieto agora. Tudo bem. Na Mãe Terra, a partir da água surgiu a vida, o carbono surgiu. Todos ajudaram lá e um ser humano foi criado. Depois os homens foram de um lugar para o outro para melhorar suas sociedades e o que quer que tenham feito para isso, o que quer que fosse possível com o ego deles foi feito, acabou agora. Agora eles fizeram o trabalho deles. Agora eles estão desempregados, você pode dizer. Agora, o útero ou, podemos dizer, a Kundalini, que esperou todos esses anos, estava descansando, esperando por esse momento, não é? Então nós chamamos isso de “o tempo de florescimento chegou agora”.

Nesse momento, a Kundalini tem de se elevar e acender de tal maneira que a conclusão do trabalho inteiro aconteça, é simples. Vocês compreendem agora? Portanto, não há nenhuma competição entre homens e mulheres, mas o estilo de trabalho é diferente. Se vocês compreenderem isso, somente então esse tipo de revolução acontecerá e não irá virar uma rebelião. Na verdade, as mulheres estão se rebelando contra os homens, e isso é uma insensatez. É uma tamanha dor de cabeça, pois você cria alguma coisa, permite que eles cresçam e uma outra parte chega que tem de completar o trabalho, começa a se rebelar. Assim, a revolução tem de acontecer e essa revolução só é possível quando compreendermos que a parte que foi deixada de fora agora deve ser feita. Vocês estão Me entendendo bem? Então essa parte é agora a Realização, nosso despertar da Kundalini. Para isso, suas qualidades femininas irão ajudá-los, não suas qualidades masculinas.

Portanto, a agressividade deve ser abandonada pelos homens. Também porque eles são Sahaja Yogis agora, eles têm de assimilar as qualidades femininas. Não de brigar. Se as mulheres brigam, elas não são mulheres. É dito às mulheres: “Vocês são inúteis, vocês são imprestáveis”, então agora elas estão tentando mostrar: “Não, também estamos bem.” “se vocês se rebaixaram, nós nos rebaixaremos três vezes mais.” Agora, essa compreensão e a percepção sábia deveria ser tal que: “O que temos de fazer agora para mudar o modo” “e o estilo de nossas vidas?” O que está errado aqui? O momento decisivo chegou. Agora, a evolução não é rebelião, de forma alguma.

É uma ideia errada que as pessoas têm. Ela não é rebelião em que “você me bate e eu bato em você”, seguem batendo um no outro, vocês se movem como um pêndulo, o movimento de um pêndulo. Não é como um estrondo, em que hoje você nasce como um muçulmano, amanhã você nasce como um judeu, então você nasce como um judeu, depois você nasce como um hindu, depois você nasce como – não é um pêndulo. É um movimento espiral. Então toda vez que você atinge uma evolução, você está em um nível mais elevado do que o anterior. Então o movimento é em espiral, entendem Meu ponto? Agora, para alcançar a posição mais elevada em todo o nosso ser, o que devemos fazer? É compreender que a partir deste ponto até aquele ponto, nós temos de nos elevar, temos de nos elevar de uma maneira que nós nos movamos de tal forma que não seja de uma forma pendular, mas de uma forma em espiral. E para se mover de forma espiral, vocês têm de usar um outro tipo de energia. Seja o que for que vocês usaram até agora tem de ser dotado com um outro tipo de energia e essa energia são as qualidades femininas das mulheres.

Mas onde estão as mulheres femininas? Elas se vestem como mulheres, elas tentarão ser femininas e tudo mais. Essa não é a forma. De dentro, do coração. Um coração feminino. Cristo mostrou isso em Sua vida, Ele perdoou. Somente uma mulher consegue perdoar, o homem não consegue, porque ele é agressivo. Como ele pode perdoar? Krishna nunca perdoou ninguém. Ele matava.

Estilo real, direto, vá, tudo bem? Se você é assim, tudo bem. Pronto. Cristo perdoou a tal ponto para mostrar que Ele agora está dando a vez para a espiral e agora uma qualidade feminina tem de ser desenvolvida entre os seres humanos. Mas isso não significa que vocês comecem a andar como mulheres ou afinar a cintura. Porque essa é uma outra estupidez. Mas ser maternal. Não ser paternal, mas ser maternal. Essa gentileza, essa bondade devem estar em seu comportamento em relação aos outros. É claro, essa energia também corrige, às vezes também fica zangada.

A Mãe também tem de ficar zangada às vezes, especialmente com pessoas que nunca ficam bem em seu comportamento. Ela tem de ficar gritando, punindo, e algumas vezes Ela também destrói, tudo bem. Mas isso acontece algumas vezes, não o tempo todo. Nesse instante, temos de aceitar que para sermos como a Mãe Terra, nós temos de ser tolerantes, Dhara. Daharaitey sadara. Ela é a sustentação de tudo. Ela assimila tudo, as vibrações são absorvidas, fala sobre isso. E agora, pela primeira vez depois da Realização, vocês podem Lhe devolver o que vocês obtiveram Dela. Vocês podem dar vibrações para as árvores Dela que foram criadas, vocês podem torná-las belas. Vocês podem transformar uma flor em uma flor mais bela.

Agora, seja o que for que vocês obtiveram da Mãe Terra, vocês podem dar, porque sua Mãe Terra está despertada dentro de vocês agora. Então retornem para Ela tudo que vocês obtiveram Dela e deem isso aos outros. Generosidade, a grandeza de coração, a nobreza, o perdão, o amor, a afeição, suportando tudo por amor. E para a mãe, para salvar seu filho, ela passará fome, ela fará tudo para salvar seu filho, ela tem completa dedicação por seu filho. Essa é uma mãe verdadeira. O tipo de mães que você vê atualmente, elas não são nem mães nem mulheres. Mas o que Eu estou dizendo é que essa é a verdadeira imagem de uma mãe, e vocês têm uma imagem diante de vocês. Assim, isso é o que a pessoa tem de desenvolver agora, quer vocês sejam homens ou mulheres, como Sahaja Yogis, vocês devem desenvolver uma nova consciência de afeto, amor e compaixão. Ficar com raiva, ficar irritado, gritar com as pessoas, berrar com as pessoas, não irá lhe ajudar muito. Se você tem de ajudar o todo, o crescimento do todo, tente tornar-se uma pessoa mais suave, fique zangado consigo mesmo por você estar ficando irritado e por você ser tão rude com os outros.

Todos os problemas surgiram do crescimento excessivo da masculinidade, crescimento excessivo. Isso chega a um certo ponto, isso chegou a um ponto tão horrível que ele tem de reduzir. Mas também o caráter feminino em um nível inferior sem a Realização pode ser muito, muito limitado, temeroso, a pessoa pode estar o tempo todo preocupada com seu próprio filho. Isto é o que a pessoa tem de mudar: ter amor e afeição por todo Sahaja Yogi, por cada pessoa. Quando se trata de brigar com os outros, todos vocês ficam unidos, mas entre vocês mesmos, vocês podem cuidar uns dos outros, falar com eles. Digamos por exemplo, algo está doendo em Meu nariz aqui, Eu simplesmente tentarei esfregá-lo da mesma maneira. Mas Eu não tentarei cortar Meu nariz, tentarei? Ou esmurrar Meu nariz, Eu vou? Assim, é o sentimento de que o outro é eu mesmo. Seja gentil e amável, tente melhorar e ajudar dessa maneira.

Eu espero que vocês tenham entendido a coisa toda. Resumidamente é isto: nós temos de mudar o modo de agir todo, uma mudança radical tem de acontecer dentro da sociedade dos Sahaja Yogis. Agora, se há alguma pergunta, Me façam antes de começarmos o puja. Agora, o problema do divórcio e tudo mais, vocês podem observar isso. Podemos falar que é problema de Nabhi Esquerdo. O que é isto? Vejam. Esse problema surge quando você não é o todo. Tudo bem? Agora, vamos supor, como Eu lhes disse, se você é o todo, então quem é o outro?

Então mesmo se você tiver de ferir, digamos por exemplo, se há sangue saindo de meu polegar, Eu o pressione forte para estancar o sangue. Isso machucará o polegar. Mas o discernimento deve ser usado: Eu estou perdendo Meu sangue que é precioso, muito mais precioso do que este dedo ser ferido Mas esse discernimento deve ser alcançado. Na Sahaja Yoga, todos vocês são livres para desenvolverem seu senso de discernimento. E uma vez que você desenvolva o seu senso de discernimento, gradualmente você saberá o que fazer. No começo, você ferirá, sem dúvida, porque você está acostumado a isso. Tenho visto pessoas aqui simplesmente rosnando umas com as outras, assim que elas veem umas às outras, começam a rosnar. Você vai em qualquer lugar, em todo o país, você vai em qualquer lugar, eles começam a rosnar por nada. Eu fiquei surpresa, Em uma escola, Eu fui lá, lá também tudo mundo fica rosnando uns com os outros. Quer eles estejam bêbados ou não, não faz nenhuma diferença, é o mesmo estado.

Mas depois da Realização, você de fato fala. Porque você se sente preocupado, você fica preocupado. Mas você fala de tal maneira que você alcança o resultado. Vejam, Meu ponto é, este é o critério: você deve alcançar resultados. Mas, vamos supor que um homem venha pela primeira vez, e falem com ele: “Você é um bhoot”, então naturalmente ele ficará magoado; é muito comum. No primeiro dia, alguém entra e você diz: “Você é um bhoot”. Graças a Deus, se ele não entender o significado da palavra “bhoot”, então tudo bem. Mas primeiro pense em ser gentil, bom, acolhedor, doce. Vamos ver, encontre meios e métodos; há uma boa maneira, à noite, anote: “Quantas coisas gentis eu disse hoje.” Não como estas coisas gentis que dizemos: “Você está linda”, e tudo mais.

Não essas coisas superficiais, que podem mimar o ego. Mas há coisas que são tão gentis. Vamos dizer Há algumas palavras muito boas, você pode dizer: “Você está bem aquecido?” Uma forma muito doce de fazer uma pergunta. Então isso é muito simples, mas você pode falar desse jeito. É simplesmente muito dífícil para as pessoas dizerem até mesmo isso, Eu tenho visto. Cuidar do conforto dos outros. Alguém está sentado, ele quer água. Sentado de forma desajeitada. Apenas vá correndo e lhe dê água.

“Oh, isso é esperar demais.” “Oh Deus, você deu água.” “Não sou servo dele”, imediatamente o questionamento vem na cabeça. Tente fazer um pouco aqui e ali. Ou algumas vezes indo fazer compras, você acha alguma coisa: “Oh, deixe-me levar isso para ele.” As crianças fazem isso. Eu tenho observado as crianças o tempo todo. Elas pensam em seus amigos, o que elas podem comprar para os outros. “Isto é bom para meu amigo, isto é bom para” “Ela gosta muito de coisas, ela gosta” Todas essas pequeninas coisas. Às vezes, mesmo uma coisa pequena como: de manhã cedo você se levanta, você percebe que uma outra pessoa está dormindo em um lado, o cobertor dela está em outro lado e o travesseiro em outro lado.

Então você simplesmente coloca a cabeça dela sobre o travesseiro e a cobre com o cobertor. Esse é o trabalho de mãe. Não por medo, mas por puro amor. Mesmo se estiver frio e os botões estiverem desabotoados, você pode abotoar a roupa da pessoa que você gosta. Pequeninas coisas. As mulheres fazem pequeninas coisas gentis que tornam os homens muito felizes. Mas as mulheres perderam agora esse senso. Não brigando, mas pensando em quais coisas gentis você pode fazer por ele. E também, às vezes brincar provocando está bem. Às vezes fazer cócegas, tudo bem.

Mas um tipo de relaciomento gentil uns com os outros, mesmo o sentimento de que podemos fazer isso. Isso é um trabalho de mestre. É um trabalho de mestre. Aquele que é um mestre pode fazer isso, aqueles que não são, não serão capazes de fazer isso. Eles voltarão novamente para ferir. No final, eles acabarão machucando ou mordendo ou vindo com bofetadas. Mas aqueles que são mestres ficarão fazendo tão belamente o trabalho todo, que você vê um tipo de relacionamento muito doce, que é chamado de madhurya. Sem nenhuma luxúria, sem nenhum negócio de dinheiro, nada disso. Relacionamentos tão doces. E a alegria ficaria borbulhando.

Todas essas perversões, todas essas coisas desaparecerão, exceto um relacionamento muito doce. Tudo bem? Mesmo dizendo isso, vocês estão se sentindo felizes.