Shri Ekadasha Rudra Puja, We have to drop out many things

New York City (United States)

1983-09-17 Ekadasha Rudra Puja Talk, New York, USA, 27' Download subtitles: CS,EN,FI,FR,LT,PL,PT,ZH-HANS,ZH-HANTView subtitles:
Download video (standard quality): Download video (full quality): View and download on Vimeo: View on Youku: Transcribe/Translate oTranscribe

Feedback
Share

Shri Ekadesha Rudra Puja New York, EUA, 17.09.1983

Assim, hoje é um dia, de acordo com o calendário indiano, chamado de Parivartani Ekadeshi. Agora, hoje é o décimo primeiro dia da lua, o décimo primeiro dia é Ekadesha Rudra. Também, na Sahaja Yoga, vocês sabem sobre Ekadesha Rudra, que está aqui, que no final destruirá todas essas coisas… que não são mais necessárias. Este é o Ekadesha aqui, que é o décimo primeiro, mas hoje é um dia especial onde nós vamos usar… o poder de Ekadesha… para fazer o parivartani que significa a transformação. Ele não é para destruição, mas sim para a transformação. É um dia tão importante para estarmos aqui em Nova York, onde nós usamos os poderes destrutivos… para a transformação dos seres humanos. Então, é um dia muito importante hoje… em que nós vamos transformar as pessoas… por meio da manifestação dos poderes do Ekadesha. E Eles são onze situados acima de sua testa aqui… e vocês sabem como eles trabalham. Assim, estes dez surgem dos poderes destruidores do Void. O Void também tem dez poderes destruidores, a partir destes dez, a parte destrutiva se estabelece aqui. Assim, quando uma pessoa está em sua destruição, digamos por exemplo, um câncer está se estabelecendo, então você talvez sinta uma pulsação aqui no ápice do seu Void.

Uma pulsação. E isso não significa logicamente… que se há uma pulsação, há um câncer, mas se há um câncer, haverá uma pulsação aqui acontecendo. Isso significa que a força da vida está tentando empurrar isto, mas a obstrução lá começa a se acumular em ambos os lados. E no centro é o centro do Vishuddhi, do Virata, onde Shri Krishna se tornou o Virata, o Grande Ser Primordial. Assim, este é o décimo primeiro poder de destruição. Ele tem um poder chamado samhaara shakti, através do qual Ele mata as pessoas. Então antes de matá-las e aniquilá-las, na compaixão de sua Mãe, nós temos de primeiro tentar transformá-las. Se elas não podem ser transformadas, então tudo bem, deixe o Ekadesha assumir o controle. Assim, estes 11 poderes destruidores deles serão usados por Kalki, Aquele que irá se manifestar sobre um cavalo branco. Antes disso, hoje é um dia muito importante… em que vocês irão usar esses poderes para a transformação.

Mas como os poderes destruidores podem ser usados para transformação? Antes de tudo, quando as pessoas sabem… que existem poderes destruidores se manifestando, elas começam a temer, elas ficam com medo: “Nós seremos destruídos,” “então devemos nos refugiar em Deus”, esse é um dos meios. Em segundo lugar, se um indivíduo vem a saber sobre… qualquer doença destrutiva como câncer, ele quer descobrir um método. E não há nenhum método disponível no nível humano. Então ele pensa em Deus e deseja chegar mais perto de Deus. O medo o traz para mais perto de Deus. Ele depende mais de Deus do que da sua racionalidade, do seu ego ou superego, e ele quer depender… do poder de Deus para curá-lo ou para salvá-lo de sua destruição. Porque ele está agora à beira da destruição, quando um câncer se instala, ele sabe que… não há fim para isso e ele tem de ser destruído. Assim, essa é uma outra maneira que as pessoas adotam a transformação, mudam suas atitudes, mudam seus sistemas de valores. Eu sei de muitos maridos ou esposas que contraíram câncer e… seus pares se tornaram pessoas muito suaves, gentis, doces, românticas.

Eles tentam dar todo o amor, toda a proteção, todas as coisas boas para a pessoa que irá morrer agora de Ekadesha. Então um tipo… de temperamento transformador começa a surgir em um homem, pois ele vê que a pessoa com a qual ele tem vivido por toda a sua vida… não irá mais viver, então um tipo de belo sentimento em relação à pessoa de dar, tudo que você tem de belo dentro você surge… e é desse modo que as pessoas desenvolvem… um outro tipo de personalidade que nunca esteve aparente antes. Então toda aspereza e agressividade desaparece… e toda a doçura começa a derramar. Assim, a compaixão em um homem é uma grande coisa, através da qual ela transforma, muitas pessoas que perderam… seus parentes e amigos… se tornaram pessoas muito mais gentis, amáveis, porque Ekadesha expressou o seu temor respeitoso. E também um outro tipo de medo vem nas mentes das pessoas: “Amanhã isso também pode acontecer comigo,” “então eu devo fazer algo sobre isso.” Assim, nesse momento, a Sahaja Yoga os ajuda muito. Eles vêm para a Sahaja Yoga porque uma grande emergência… é criada dentro deles mesmos… e eles ficam apressados por sua transformação na Sahaja Yoga. Mas há uma outra forma mais sutil com a qual essa força destrutiva ajuda… destruindo tudo que é negativo dentro de nós. Porque a menos e até que… essa negatividade seja destruída dentro de nós, nós não podemos nos tornar pessoas que podem entrar no Reino de Deus. Nós temos nosso ego, nós temos nosso superego, e ambos podem ser representados aqui.

Quando você tem o seu ego, um ego muito grande, então você perceberá uma grande bolha como ego surgindo deste lado, uma muito grande aqui. Ou se você tem um superego, você pode ver uma outra coisa grande se projetando do cérebro aqui. Então, em ambos os lados, talvez você tenha ambas as coisas, se o sistema nervoso simpático em ambos os lados estão hiperativos. Se você não é uma pessoa muito coletiva, você também pode ter uma bolha aqui, então você pode ter a coisa toda preenchida com seu ego, superego e este centro do Virata novamente incha… de um jeito que a pessoa desenvolve um rosto… como de um monstro às vezes, esta parte se torna muito espessa sobressaindo, há um personagem que Eu vi desse jeito, Eu acho que é Frankenstein ou alguém assim. É ele? Frankenstein. Sim, isto veio do inconsciente, o personagem Frankenstein, tudo fica inchado, sobressaindo e esta face deste jeito. Isso é realmente o que acontece ao ser humano… quando ele próprio se torna um demônio. Assim, é dessa maneira que Ekadesha trabalha dentro de nós… para destruir a nossa negatividade dentro de nós. Na Índia, muitas pessoas jejuam neste dia, por penitência, no décimo primeiro dia, é muito comum você ter de fazer Ekadeshi, todos os hindus e todas essas pessoas fazem Ekadeshi, que acontece no décimo primeiro dia, eles não comem nada, de forma alguma.

Mas vocês não devem fazer isso depois do Advento de sua Mãe. Porque Eu sou o próprio Ekadesha, então por que você deveria fazer isso agora que Eu vim? Isso foi feito quando Eu não estava aqui somente para Me chamar, agora Eu estou de volta aqui, vocês não precisam fazer isto nunca mais, a penitência de Ekadesha. Mas vocês têm de tomar cuidado. Agora Ekadesha surge, como Eu lhes disse, do Void. Assim, primeiramente ele surge quando você aceita alguém como seu guru. Por exemplo, quem é falso, quem é anti-Deus, anti-Cristo, então você desenvolve um tipo de camada grossa neste lado, quando é a pessoa que você está venerando como um guru… ou que você está respeitando como um guru, é um guru para você… que não é verdadeiramente um guru, então você desenvolve um superego… que aparece neste lado, nesta parte. Agora, o outro lado disso aparece quando uma pessoa diz: “Eu sou meu próprio guru, estou praticando minha própria meditação,” “eu não tenho nada a ver com a orientação de ninguém,” “estou muito bem como eu sou”, uma pessoa assim desenvolve a outra metade, então você tem esta metade desenvolvida por causa disso… e esta metade desenvolvida por causa do superego… que você adquire desses gurus falsos e impostores. Agora, o que acontece às vezes é que quando você fica envolvido… com esse tipo de comportamento de superego, nesse momento acontece então que você talvez domine a partir disso… e comece a usar isso para seu ego, esse é o pior tipo para você. Nesse momento, o que você faz é agir você mesmo como os demônios, e uma vez que você comece a fazer isso, seu Ekadesha é completamente destruído… e então Eu não acho que seja fácil se livrar disso, é muito difícil.

Mas se isso é de um só lado é muito mais fácil. Assim, hoje é o dia que é chamado de Ekadesha… que irá trazer a transformação. Quando você é transformado, muitas coisas são automaticamente destruídas dentro de você, como você pode ver claramente… que todas as suas identificações erradas desaparecem. A identificação errada: “eu sou um americano”, “eu sou um cristão” ou “eu sou um judeu”, “sou isto”, “sou aquilo”, todas estas falsas identificações desaparecem… e você se torna um ser humano despido, antes de tudo, você é um ser humano… e depois um super ser humano sem ego, sem ego, então o seu ego é destruído, seu superego é destruído, seus condicionamentos são destruídos… e todas as suas ideias falsas sobre conhecimento são destruídas. Assim, o que resta e emerge é a realidade. Agora veja, quando uma flor se torna a fruta, tudo praticamente cai da fruta, da flor, você pode dizer, por exemplo, o cálice cai, depois as pétalas caem e depois… o calículo está lá e também cai, mas o que fica é a semente, na verdade se você observar, ao redor da semente todas essas coisas se desenvolvem… e a fruta permanece, e o resto cai. Em Sânscrito, alguma parte é usada em algumas frutas, nada é usado, um galho muito pequeno surge como uma fruta… e se transforma em fruta enquanto as flores acabam. Portanto, em nós também, seja o que for que se torne o Espírito permanece, o resto cai, e é isso que acontece quando nós chamamos isso… de Ekadesha que gera a transformação. E temos de entender que nós temos de abandonar muitas coisas. Algumas pessoas, Eu tenho visto, dizem: “O que há de errado?”

“Estou fumando, ainda assim minhas vibrações estão bem.” Alguns dizem: “O que há de errado? Estou bebendo,” “ainda assim minhas vibrações estão normais.” “Estou indo neste guru, ainda assim minhas vibrações existem.” “Estou tendo o mesmo tipo de vida desregrada,” “ainda assim minhas vibrações existem”. Agora, isso vai por um caminho muito longo, as vibrações ainda estão presentes, mas de repente elas cessam… e você descobre que está fora dos limites, você é expulso completamente, mas você não percebe como você foi expulso, gradualmente você descobre que como uma tangente, você sai… e então a pessoa tem de tomar cuidado em relação a isso. Assim, dentro de nós, existe uma força que é centrífuga… e uma força que é centrípeta, então a força de Ekadesha é centrífuga, através da qual somos expulsos. A Sahaja Yoga não cai aos pés de ninguém, não pede a ninguém, não bajula ninguém, se você quer estar lá, você tem de estar positivamente lá… e se você não quer estar lá, o Ekadesha o expulsa muito mais rápido do que você queira. Esse é o problema com a Sahaja Yoga… e essa é a brecha da Sahaja Yoga, sobre a qual Eu devo lhes falar… como uma Mãe, que isso está muito ansioso para expulsá-los. Eu lhes contarei quando Christine – agora mesmo ela Me disse também… que ficou noiva de Michael, metade deles foram expulsos, porque eles tinham uma concepção de que você deve ter um romance… antes do casamento, que se você tem um casamento sem romance, então não deve haver nenhum casamento.

Eu não sei em qual concepção isso está baseado, mas se você tem o romance antes do casamento, qual é a graça de ter casamento? É como por exemplo, se você tem de dar a alguém um presente, você o esconde, você o guarda até essa data… e depois dá a surpresa às crianças, da mesma maneira, se você já teve o romance, o que é o casamento? Para que é a celebração? É totalmente ilógico, não há nenhum romance nesses casos, na verdade, nós temos visto que depois do romance… o casamento termina em divórcio. É sempre assim, porque você se torna sem graça, insoso… e você descobre que o romance que você teve antes do casamento… foi algo como uma fantasia que desapareceu… e agora depois do casamento, não há nada sobrando para regozijar, então você fica farto e no mês seguinte você está se divorciando. Mas os casamentos que acontecem sem romance… mantêm tudo reservado para um dia particular, só para aquele dia, quando você terá o verdadeiro romance… e realmente sentir a unidade, tudo, na India é uma coisa muito importante a primeira noite do casamento. E é por isso que nossos casamentos duram, Eu diria que sou uma senhora idosa de 60 anos, Meu marido tem 63 anos… e você pode ver o quanto ele ainda é romântico, o romance nunca termina, porque ele começa em um dia auspicioso… com a sanção da coletividade, todos têm interesse nesse romance, é uma coisa tão importante estar casado, todas as pessoas regozijando o casamento e regozijando… Yogini: A Senhora gostaria de comer alguma fruta, Mãe? Não, não, obrigada. Então agora, quando esse tipo de coisa acontece aos ocidentais, as pessoas acham que o romance é muito importante, mas Eu não acho que uma pessoa pode aprender qualquer coisa do… sistema de casamento dos ocidentais, porque todo o sistema de casamento deles está totalmente em decadência, não há nada para se aprender deles quanto a isso, nós podemos aprender muitas outras coisas, por exemplo nós podemos aprender como operar uma câmera, mas como operar um casamento, é melhor você aprender dos indianos. Nós temos um sistema de casamento muito sólido, antes de tudo, a forma como eles são educados desde a infância, em como fazer um casamento bem-sucedido, muita importância é dada, então sem o horóscopo, eles não se casarão, sem o dia auspicioso, eles não se casarão, tudo eles trabalham em tantos detalhes, de modo que o casamento não pode fracassar, além disso, isso está atuando de uma maneira tão coletiva, por exemplo, vamos supor que Meu marido queira Me incomodar, digamos por exemplo, então, a irmã do Meu marido irá repreendê-lo, todos podem interferir se eles tentarem fazer qualquer coisa… contra o casamento, todos na família ficarão no encalço da pessoa… que tenta acabar o casamento e então todos sabem que… Eu ficarei abandonada se Eu tiver um divórcio, ninguém tem lugar na sociedade, mas na Inglaterra, quando fomos pela primeira vez, ficamos chocados.

Não têm nenhuma vergonha sobre isso, eles dizem: “Eu já sou divorciado…” “três vezes e esta é a quarta mulher com quem estou vivendo.” Isso era muito chocante, oh Deus. Para nós um divórcio significa ser pior do que a lepra. Por que você está divorciado? Qual é o problema? Como você pode estar divorciado? Uma coisa tão auspiciosa é o casamento, é uma benção tão grande, é a benção de Deus, como você pode fazer isto? É um declínio tão grande e é desse modo que isso funciona… e de modo algum, nós somos inferiores a vocês em relação ao casamento, porque nós podemos gerar muito mais crianças do que vocês conseguem, e as crianças só querem nascer na Índia, não em algum outro lugar, vocês ficarão surpresos, esse é o problema que estamos enfrentando. Nosso problema populacional surge do ponto em que… os casamentos são tão bem-sucedidos, as pessoas são tão pacíficas, os filhos detestam que os pais estejam casados… nos pesadelos de Nova York, naturalmente porque você não sabe onde estará a mãe amanhã… e onde estará o pai, agora nós somos responsabilizados pela elevada… taxa de fertilidade, mas o que fazer, as crianças não escutam, elas não querem ir para todos esses lugares… onde não há estabilidade para elas, especialmente as crianças realizadas, se elas são de uma qualidade muito elevada, elas de fato, quero dizer, elas têm de ser como demônios para se envolverem nisso, então elas talvez tentem ou talvez elas sejam verdadeiros demônios, elas podem tirar vantagem disso, mas normalmente… as pessoas que querem paz na vida, que querem alegria na vida… e o amor de seus pais, querem nascer na Índia. E é por isso que recentemente… você perceberá que a Índia está crescendo tão rápido em população… que nós não sabemos o que fazer sobre isso.

Assim, esse sistema de casamento surgiu, que os chocou, porque eles não conseguiram entender que tem de haver um romance… e isso e aquilo. Agora o maior entendimento sobre Ekadesha deve existir, não devemos permitir… isso ser construído dentro de nós de forma alguma, porque essas são as coisas autodestrutivas. Isso começa com a dúvida. Quando você começa a duvidar da Sahaja Yoga, a construção começa… e a dúvida começa desenvolvendo inteiramente os medhas, esta é a placa aqui. E isso pode se tornar uma grande placa espessa lá, por exemplo, hoje Eu vi aquela mulher dizendo: “Bata na madeira”, bater na madeira significa esta madeira, bater na madeira… significa que não deve haver mais nenhuma madeira aqui, ou você pode dizer “bata na pedra”. Se você disser algo como ostentação, você diz, “Não, não bata na madeira.” Não estou querendo dizer isso, as pessoas estão bem conscientes, inconscientemente elas dizem, mas elas estão bem conscientes… para não dizer algo que daria uma certa ideia… de natureza prepotente ou algo de ostentação… ou algo importante, de modo que possa dar errado. Então eles dizem “bata na madeira”, esta é a madeira. Este é Ekadesha. Nós estamos bem conscientes sobre essa força formada dentro de nós… e agora nós temos de estar conscientes de que essa força… irá transformar as pessoas, então hoje nós vamos orar: que essa força deva transformar os EUA… através de sua capacidade de assustar as pessoas… de modo que elas venham para a Sahaja Yoga.

Porque quando as coisas alcançaram esse estado de ego, então as pessoas dizem: “O que há de errado?” Como na Inglaterra, quando Eu comecei a falar, primeiro eles disseram: “Esta é uma mulher Vitoriana antiguada totalmente inútil”. Eu disse: “Tudo bem,” “Eu não digo nada, mas vocês terão essas doenças de modo que…” “vocês terão de voltar”. Aquela foi a época em que eles aprovaram a lei… que diz que a homossexualidade deve ser permitida, a permissividade deve ser permitida… e todas essas coisas devem ser permitidas… e agora vocês têm a AIDS. Vocês têm AIDS agora aqui já agindo, agora a AIDS propiciou o medo do Ekadesha. Agora falem isto: “O que está errado?” E quanto a isso? Portanto esse temor respeitoso e esse medo são muito importantes, é uma coisa extremamente importante que tenhamos o temor respeitoso… e o medo de que Deus é Todo-Poderoso… e não somos nada diante Dele, aqui nós temos de nos lembrar que somos parte integrante deste Deus… e que nós temos de despertar em nós mesmos para a consciência… de que Ele é o Todo e nós nos tornamos um com o Todo. É dessa maneira que nós iremos superar nosso Ekadesha. Assim, hoje, Eu abençoo todos vocês com o poder de Ekadesha… que irá transformá-los.

Que Deus abençoe todos vocês em seu trabalho… que vocês estão tentando fazer pelo bem dos americanos, é sua responsabilidade salvar a América, vocês sabem que ela é o Vishuddhi Chakra e toda a responsabilidade… da Sahaja Yoga reside no Vishudddi Chakra, então o quanto é importante que a transformação se estabeleça, a menos e até que a transformação entre em ação, vocês verão que isso não irá dar certo, que você não consegue falar com as pessoas, você não consegue se comunicar com elas, então vocês devem orar para que o processo de transformação comece, dispare e movimente-se rapidamente… e continue se espalhando como fogo selvagem, essa deve ser nossa prece de hoje. Que Deus os abençoe. Que Deus os abençoe.