Pre-Christmas Talk and Farewell Puja

Montague Hall, Hounslow (England)


Send Feedback
Share

Pre-Christmas Talk and Farewell Puja. Montague Hall Hounslow (UK), 23 November 1984.

Então, ontem foi um dia agradável para todos nós.

E Eu falei algo sobre um nível diferente. Nós estivemos falando todo o tempo sobre as coisas mundanas e essas coisas algumas vezes são muito… nós achamos que são de grande importância. Mas quando Eu lhes falei ontem, Eu espero que todos vocês tenham compreendido que nós temos agora que saltar em um outro reino de uma compreensão mais sutil da Sahaja Yoga. Primeiro, nós estamos preocupados com nossas famílias, nossos filhos, nossos assuntos domésticos, depois, com nossos casamentos. Uma após a outra, todas essas questões surgem e nós ficamos preocupados com todas essas coisas, pequenas, pequenas coisas Depois, nós também ficamos preocupados com os ashrams que estamos conduzindo: “Os problemas do ashram,” “o que temos feito,” “como estamos enfrentando os problemas,” “como as pessoas estão criando problemas.” É desse modo que nossa natureza humana começou a adquirir uma compreensão mais sutil. E então, nós também compreendemos que somos abençoados por Deus, que há algo grandioso que está sempre cuidando de nós, que alguma Força superior, uma Atenção especial existe em relação a nós. Isso é o que nós compreendemos. Hoje, Eu estava explicando como isso acontece, como nós compreendemos que Deus está nos ajudando também. Qualquer problema é um efeito de algum tipo de causa, todo problema.

Como por exemplo, Mona escreveu uma carta em que ela estava dirigindo em uma auto-estrada e o carro perdeu o controle, e o freio não funcionou. E havia carro vindo à direita, carro vindo à esquerda, carros passando pela frente e por trás. E ela pensou que elas morreriam, as duas que estavam viajando, as duas Sahaja Yoginis. Assim, a causa era o carro ou o freio ou o que quer que fosse, o mecanismo. E o efeito era todo o problema. Então, agora como superar esse problema? Vamos supor que você tente neutralizar o efeito, você não consegue, porque a causa ainda está lá. Você tenta consertar a causa, isso não dá certo. Então o que fazer? Assim, a coisa mais fácil é transpor a causa, elevar-se acima dela, ir além da causa, desse modo a causa não existe para você, o efeito não existe para você.

Enquanto a causa existir em sua atenção, o efeito estará lá. Então, o que ela fez? Ela apenas rezou para Mim, apenas pensou em Mim: “Mãe, agora esta é minha última chance”, só isso. Então a causa desapareceu, porque você foi além dela. E o efeito também desapareceu e ela ficou perplexa. Portanto, você tem que se elevar para longe da causa. Agora, um problema: “Minha esposa é assim,” “meu marido é assim, minha família é assim,” “os Sahaja Yogis são assim.” Existem todos os tipos de coisas. Isso é um efeito. Agora, qual é a causa?

É tal e tal pessoa. Tudo bem. Agora, como devemos ter uma relação com a causa? Entregue-a. Você é…, você tem o direito de fazer isso. Você tem um talento especial para fazer isso, você pode fazê-lo. Você é capaz disso, você está autorizado a fazê-lo, mas você não o faz, você esquece. Você simplesmente esquece. Se você entregar essa causa, o efeitos vão embora. Mas isto é o que vocês têm que se lembrar neste momento: vocês têm que se elevar.

Ir além da causa é a melhor maneira de livrar-se dela. Então, Eu tenho brincado com vocês. Vocês tinham motivos para dizer: “Oh Mãe, este é o problema, eu não tenho emprego.” “Agora eu tenho um trabalho e o trabalho é duro.” Depois, não tem esposa, então precisa ter uma esposa. A esposa tem um problema, então ela deve se divorciar, e isso e aquilo, e isso é aquilo. Depois: “Eu sou assim,” “eu sou muito mau porque há um bhoot em mim.” Então o bhoot é a causa. “E eu estou me comportando assim, porque há um bhoot em mim.” Isso também é um bode expiatório, Eu acho.

Então, primeiro vá além disso, dizendo: “O que é um bhoot? Quem é bhoot?” “Eu conheço a minha Mãe.” “E Mãe, cuida deste meu bhoot”, só isso. Mas para isso, uma emergência tem que acontecer a você, senão você simplesmente não faz isso, com esse poder. Quando você está numa situação de emergência, então isso funciona mais rápido. Quando não é uma emergência, então é indiferente, como a situação da Mona. Houve outro caso em que um jornalista estava viajando de… ou algo assim e os freios pararam de funcionar. E ele estava com outro jornalista, então ambos estavam vindo – esse outro jornalista Me contou. O outro era Sahaja Yogi.

Então ele percebeu que os freios não estavam funcionando e que seu carro estava indo em frente e havia um grande caminhão subindo e um outro caminhão vindo atrás. E não havia nenhum jeito dele retornar ou sair disso, e seus freios estavam péssimos. Essa era uma emergência. Uma emergência tão grande se desenvolveu em sua mente: “Oh Deus! Agora chegou o momento final.” “Agora estamos mortos.” Havia um caminhão vindo de lá e um outro caminhão, e em uma fração de segundo, ele estaria morto. E ele apenas disse ao seu amigo: “Pense na Mãe”, só isso. E o que ele descobriu? Que estava agradavelmente se movendo na estrada e os caminhões foram deixadas para trás, e o freio estava funcionando.

Mas, essa emergência tem que surgir. Os seres humanos são de tal maneira que a menos e até que eles sejam colocados em apuros, eles nunca fazem isso. Uma vez que estejam em apuros, então eles o fazem. Essa é a razão por que as pessoas tentam levar uma vida ascética, porque se você é um asceta, então você está em apuros. Eles vão para o Deserto de Gobi para criar essa emergência dentro de vocês, de modo que vocês pensem em Deus. Mas, é muito tarde para ir ao Deserto de Gobi. Eles criam problemas para eles entrarem em apuros, de modo que eles possam livrar-se disso. Mas os Sahaja Yogis, se eles forem sábios, eles não precisam ter isso. Mas, como nós alcançamos isso de outra forma, sem qualquer…? O único meio é a meditação.

Todos têm que meditar, esse é o ponto. Se você não meditar, você pode prosseguir por algum tempo. Você pode ficar bem por algum tempo, por dois ou três meses, talvez por dois anos, mas depois, você se afasta. Muitas pessoas pensam: “Oh! Qual é a necessidade de meditar?” “Vejam, está tudo bem.” “Se nós não meditarmos, não importa.” Não é assim, porque somente em meditação, você cresce. Numa emergência, você subitamente cresce, sem dúvida. Quero dizer, você salta como o boneco de uma caixa de surpresas.

Você apenas se eleva como uma mola. Mas se você tem que ter um crescimento contínuo, então você deve meditar, deve permitir que pensamentos após pensamentos venham e, depois, permitir que eles se acalmem, porque você se eleva ao estado de consciência sem pensamentos. E nessa consciência sem pensamentos, você cresce. E você cresce em seu desapego à causa de todos os efeitos. Se não há nenhuma causa, não há nenhum efeito. Mas este é o problema conosco: é que nós normalmente não meditamos. Somente quando se trata do último momento: “agora você terá que cair no poço”, então nós pensamos nisso. Talvez naquele momento você seja ajudado, mas você não cresce. O crescimento só pode vir se você meditar. Esta é uma parte muito importante: é a ajuda completa às pessoas que meditam regularmente.

Na vida normal, como nós crescemos? Se não tivermos nenhum oxigênio, nós não podemos crescer. Nós temos que ter oxigênio suficiente, nós temos que ter comida suficiente, nós temos que ter todas essas coisas. Mas na espiritualidade, você cresce por meio da meditação. Não há nenhuma outra saída. Aqueles que acham que podem crescer são presunçosos, realmente pessoas presunçosas, porque elas podem falar muito sobre a Sahaja Yoga. Eu tenho visto pessoas que falam muito sobre a Sahaja Yoga. Elas podem dar grandes palestras, isso, aquilo, mas não têm nenhuma vibração, de forma alguma. Elas não podem fazer nenhum trabalho para a Sahaja Yoga. Elas não são coletivas, elas não têm nenhum senso de coletividade, todos os tipos de problemas.

Mas, o crescimento deve ser alcançado por meio da meditação. Essa é uma parte disso, isto é, podemos dizer, é a veneração, é o Puja. Então, você não tem que abandonar nada, você apenas se torna desapegado, desapegado da própria causa. Essa é uma parte disso. Em segundo lugar, é que isso, Eu diria, o levará ao lado mais sutil de suas ligações emocionais, porque a ligação emocional tem lhe dado uma certa identificação: você é um Cristão ou um Hindu ou um Muçulmano ou isso e aquilo ou um Britânico ou qualquer tipo de raça ou o que quer que você possa chamar. Todas essas coisas irão embora, porque você adquire uma personalidade desapegada. Assim, estas ligações emocionais: “ele é meu irmão;” “ela é minha irmã; eu estou preocupado com minha esposa;” “eu estou preocupado com meu filho,” todas essas ligações emocionais que o tornam uma personalidade menor irão embora. E você terá uma única ligação emocional, que é: “Eu estou crescendo em minha compaixão.” “A compaixão é ativa, a minha compaixão é efetiva.” “A minha compaixão está iluminada.”

“A minha compaixão é esse discernimento.” “Eu sou um yogi.” E em segundo lugar, você lê sobre a Sahaja Yoga, você sabe sobre a Sahaja Yoga, você conhece a técnica da Sahaja Yoga, você eleva a sua Kundalini, você limpa seus chakras, tenta entender os mantras. Você adquire maestria sobre seus mantras, você adquire maestria sobre suas divindades, você as agrada. Todas essas coisas, quando são feitas adequadamente, então as suas ligações mentais irão embora. Aqueles que acham que são grandes cientistas saberão que tudo isso não é ciência. A ciência da técnica de Deus é muito mais. Aqueles que acham que são letrados, que são versados, quando eles lerem sobre a Sahaja Yoga e a colocarem em prática e verem por si mesmos e nos outros, eles saberão que o quer que eles tenham lido é tudo estúpido, não tem nenhum sentido, é vazio. E é desse modo que um tipo de vazio surgirá, o vazio do ego, porque eles verão que esse conhecimento é muito grandioso. Como Newton disse: “O conhecimento é como um oceano” “e eu sou como uma pequena criança” “coletando alguns seixos na praia.”

Que compreensão! Assim, esse vazio adentra em você e, então, o verdadeiro conhecimento começa a surgir em você. A identificação com o verdadeiro conhecimento surge. Você fala, quando você fala, essa fala tem um efeito, é um mantra. Vocês simplesmente não fala bobagens. “Oh! Eu estou na Sahaja Yoga.” “Eu tenho estado na Sahaja Yoga por 15 anos”, inútil. Você pode estar lá por cem anos, mas você pode permanecer um burro, como um burro, sem dúvida. Mas, você pode estar lá por apenas um ano e transformar-se de um burro em um ser humano, e um yogi também.

Mas isto é o que nós temos que ter antes de mais nada: recondicionar a nós mesmos, nos ligando emocionalmente à Mãe. Quero dizer, vocês tem uma vantagem sobre muitos outros yogis do mundo que vieram. Coitados, eles não tinham nada para aguardar ansiosamente. Eles sabiam de uma Mãe Primordial. Eles sabiam sobre isso, mas eles não tinham nenhuma forma Dela. Vocês têm uma Forma. Vocês são muito afortunados e pessoas de sorte, vocês têm uma Forma. É mais fácil adorar uma Forma do que adorar algo abstrato no ar, entendem? Consciência absoluta. Como vocês adoram, quando vocês não podem ver isso?

Mas, essa ligação não significa, de forma alguma, que vocês tenham que Me dar alguma coisa. O que vocês Me dão? Nada além do desapego à causa. E isso funciona. Vocês têm visto em sua vida. Vocês também dizem: “Isto funciona, Mãe.” “De alguma forma, isso funcionou.” O que é o bandhan? Não é nada além de você se ligar à sua Mãe. Você está simplesmente telefonando para Ela.

Isso é um telefonema à sua Mãe, só isso. Você sabem, Eu também brinco com vocês. Eu também digo: “Tudo bem, Eu estou lhe dando um bandhan.” Eu estou dando um bandhan para Mim mesma! É um telefonema, apenas um telefonema. Mas a fé tem se desenvolvido agora. Sim, esta é a verdadeira fé, onde você fica completamente desapegado às suas coisas emocionais. É simplesmente: “Minha mãe.” Tudo bem, apenas dê um bandhan para ela, acabou-se. “Meu pai”, dê um bandhan para ele.

“Meu irmão”, dê um bandhan para ele, seja o que for. Bandhan, seja o que for. Você está colocando isso… nos vínculos de sua Mãe. Mas, você não está consciente de que está fazendo isso. Você está simplesmente ligando-os com o amor de sua Mãe, que está fluindo através de suas mãos. O que são essas vibrações? É o amor de sua Mãe. Vocês o obtiveram, ele está fluindo através de vocês. Mas, e quanto ao seu amor por sua Mãe? E isto é o que Eu percebo, que no momento em que há uma completa emergência, essa entrega surge e ele atua.

Assim, não há nenhuma necessidade de criar quaisquer emergências. Vocês devem vagarosa e firmemente realizar isso. E isso se construirá por si mesmo dentro de vocês. Vocês terão esse poder dentro de vocês, Eu lhes garanto. Mas a meditação é um caminho, o outro é o conhecimento da Sahaja Yoga. Não se exibindo, não falando para os outros, mas trabalhando isso em si mesmo. Os diferentes chakras, como eles funcionam, em você mesmo, não nos outros. Uma vez que você comece a ficar ensinando aos outros, isso é um bhoot em você. É melhor você aprender isso por si mesmo, dentro de você mesmo. Eu sei quem adquiriu maestria em qual chakra, em qual… Ninguém diz aos outros: “Esta é a maneira de fazer isto”, isso é um ego completamente insensato.

Então essas coisas não devem ser feitas. Se alguém perguntar para você, você pode dizer individualmente, mas em larga escala, não dê lições de moral sobre isso e não confunda as pessoas. Agora, então nós temos duas coisas: temos que superar os nossos aspectos grosseiros emocional e mental, o mesmo com o nosso aspecto grosseiro físico. O aspecto grosseiro físico pode ser superado se você se entregar a um único remédio: as vibrações. Por exemplo Anupama, Minha neta, disse para sua mãe: “Você nasceu na alopatia,” “depois você está seguindo a homeopatia.” “Amanhã, você descobrirá alguma ‘confusão-patia’,” “depois alguma ‘absurdo-patia’!” “Mas eu nasci em Deus” “e eu sigo somente a ‘Deus-patia’,” “e Deus cuidará de mim” “e Deus irá me curar.” Então Minha filha disse: “Por quê? Você também pode mudar.” Ela disse: “Por quê?”

“Por que Deus nunca muda.” Uma resposta simples: Deus irá curar você. Mas você deve ter uma ascensão assim para dizer isso, enquanto você salta para fora no momento da emergência. O mesmo tipo de ímpeto, esse mesmo tipo de personalidade deve estar dentro de você para dizer isso. Se você apenas disser: “Oh! Deus, por favor me salve”, Deus não tem tempo para essas pessoas. Você não tem tempo para Deus, Deus não tem tempo para você também. Uma coisa simples. Assim, quando nós vamos das coisas sublimes para as coisas mundanas, nós vivemos em ambas as coisas e somos efetivos. Quer nós estejamos na lâmpada ou na luz ou no óleo, nós estamos no ponto mais sutil, e nós… se nós provemos a efetividade sem ser a causa.

Porque vocês estão além da causa, então não há necessidade de criar nenhuma causa para nada, mas vocês vêem o efeito. Assim, uma vez que a causa se acaba, o efeito é alcançado. E é alcançado o que tem que ser alcançado, o que é correto. Você obtém a coisa correta. Você não obtém a coisa perversa, mas se você pactua com a causa, então você pode ter a perversidade, você pode ter todos os tipos de problemas. Assim, a melhor coisa é desapegar-se das causas e então você obtém o efeito, como Eu lhes contei que o freio consertou. O efeito estava lá, o carro estava funcionando bem, tudo estava bem, então o efeito foi bom, mas a causa sumiu. Não havia nenhuma causa. Por quê? Como?

Como a coisa estava perfeita? Se você perguntar o efeito disso, você diz: “Como você conseguiu isso?” Você não pode explicar, não daria certo. Então porque a causa desapareceu, você não pode atribuir isso a nenhuma causa. Você, algumas vezes, diz que é divino o modo como isso tem funcionado. Assim, a única causa que é realmente efetiva é a divindade. Mas a divindade não deve ser apenas como um tipo de coisa mundana. “Tudo bem, sim, a fotografia da Mãe está lá, namaste.” “Bom. Namaste.

Bom dia, Mãe”, acabou-se. Essa não é a maneira. Você tem que conhecer a sua Mãe e você tem que amar a sua Mãe, é assim que deve ser. É muito constrangedor dizer que vocês devem Me amar. Mas como uma Mãe, nesta vida, Eu tenho passado por muitas coisas embaraçosas, e uma delas é esta: Eu não sei como falar com os filhos. Agora, isso é um fato. Então, vocês não têm que passar por nenhuma emergência ou nenhum desses problemas. Vocês simplesmente se desenvolvem de tal modo que ficam tão desenvolvidos que isso simplesmente atua e funciona. Então, Eu lhes darei um exemplo disso. Funciona menos na Inglaterra, surpreendentemente, onde Eu tenho trabalhado mais.

Funciona menos na Inglaterra. Eu lhes darei um exemplo simples agora. a sua vinda à Índia foi decidida, Eu não sei há quantos meses atrás. Eu fui à Índia uma vez e estou indo pela segunda vez, e a Inglaterra é o único lugar onde você tem que pagar diretamente. As pessoas ainda não pagaram, mas os Australianos o fizeram. Os Australianos, que eram 80, 85 pessoas fizeram isso, mas o Ingleses não fizeram, em tudo eles são lentos. Mas quando tem a ver com o ego, eles são os primeiros, suas bandeiras são as primeiras. No ego, onde isso é criado? Na Inglaterra, a grande. Assim, quando tem a ver com fazer algo, eles são os mais lentos.

Quando tem a ver com o ato de criticar, eles são os maiores. E então quando tem a ver com o ego, subitamente, vocês verão, dêem a eles qualquer cargo, é… Por quê? Novamente, vocês podem explicar, porque há uma causa. Vocês dirão que é a inércia, culparão alguém, ou é um bhoot, ou é meu ego ou meu superego, não sou eu. Eu mesmo, estou bem. É alguma causa. Por que vocês não pagaram até agora? É um grande problema. Eu tenho que ir agora. Se vocês não viessem, vocês não teriam vindo.

Mas se vocês estão pagando, é melhor pagarem por isso. Agora, qual é o problema com vocês? Eles começaram com 50 pessoas, agora eles acabaram com 35. Nós fizemos preparativos para isso, nós encomendamos coisas e arranjamos os ônibus e tudo isso. Agora estão faltando pessoas. Ninguém pediu que vocês viessem. Pelo contrário, Eu estava dizendo: “Mantenham o grupo pequeno,” “mantenham pequeno, de modo que nós tornaremos isso agradável.” Mas vocês não podem ter menos do que 350 ou vocês podem ter 300, vocês podem ter 200, mas vocês não podem ter 210. Onde os colocaremos. Uma coisa simples.

Vejam, todo o estilo mundano. Mas em outros lugares, o que eles têm feito? “Tudo bem, nós temos que ir. A Mãe resolverá isso.” Isso tem dado certo. Todos arranjaram dinheiro, tudo foi feito, está tudo aqui. Os Americanos fizeram isso, surpreendentemente, mas os Ingleses, eles não sabem se irão ou não. Ainda há alguns. Pobre Gavin, tem que correr para cima e para baixo por todos vocês. Eu lhes digo, ele é aquele tem uma enorme paciência.

E Eu fiquei perplexa ao ver que ainda há 11 pessoas que não pagaram, vocês podem acreditar nisso? Quero dizer, é uma coisa tão simples. Se você não quer ir, não vá. Se você quer ir, vá. Digam a ele se você está indo ou não, acabou-se. Quero dizer, ninguém quer você lá. Mas até mesmo essa pequena coisa você não pode, porque você tem um tipo de… porque, porque isso aconteceu, porque aquilo aconteceu, porque… Assim, os Ingleses têm que crescer muito mais, porque Eu tenho realmente trabalhado por vocês muito, muito arduamente. E novamente Deus Me deu mais cinco anos para trabalhar. Eu não sei o que nós iremos fazer. Algumas vezes, Eu acho que Eu deveria voltar, porque não adianta.

Esse é um pequeno exemplo que Eu estou dando, um exemplo muito pequeno, é um tipo de exemplo muito mundano. Vocês podem ver em outros lugares também desse jeito. Você lhes diz qualquer coisa: “Mas por que, Mãe, acontece assim?” “Por que eu faço desse jeito?” Quero dizer, perguntando para Mim, perguntando a causa para Mim. “Por que eu me comportei assim? Por que eu me irritei?” Por exemplo, Eu conheci pessoas que têm vindo para a Sahaja Yoga, praticando a Sahaja Yoga e tudo mais, mas depois vão a algum outro lugar, como ao Steiner (Antroposofia). Depois eles vão a alguns outros cursos. Quero dizer, eles não têm nenhuma fé em Mim, na Sahaja Yoga.

Eles estão praticando isso, eles estão praticando aquilo como loucos, ainda seguem praticando. Isso só é possível na Inglaterra, Eu lhes digo, em nenhum outro lugar. É uma peculiaridade deles. Eu soube de muitas pessoas que vieram para a Sahaja Yoga, sem praticar a Sahaja Yoga, curando, ajudando-as na Sahaja Yoga, trabalhando isso. Elas deixam a Sahaja Yoga. Elas estão indo a este lugar, àquele lugar. Essa é a maneira? Agora, Eu conheci muitas pessoas que tentam culpar a liderança. Eu estou lhes dizendo todas essas coisas, porque Eu estava muito doente quando cheguei aqui. Realmente, Eu lhes digo, Eu fiquei doente por oito dias e fiquei doente até mesmo depois.

Porque, vocês sabem, todos vocês estão no Meu corpo e Eu sofro, então Eu preciso lhes dizer. E depois eles dizem que a liderança não é boa, que o líder deveria ser muito forte, que o líder deveria ser assim e o seu líder deve ter algo grande na mão. E eles disseram que mesmo que ele bata em nós, nós não vamos ficar bem. Novamente, a causa. Novamente, a causa. Eu lhes digo, vocês têm um dos melhores lideres, Gavin, e Eu devo lhes dizer, ele é um homem que gastou muito dinheiro. Sem Me dizer, ele cobriu muitas despesas. O escritório dele tem trabalhado para nós. Ele aceitava todas as pessoas insensatas, se Eu lhe dissesse: “Este sujeito está adquirindo um ego”, ele o empregaria em seu escritório. Se Eu digo: “Esse sujeito tem bhoots”, ele irá empregá-lo em seu escritório.

Ele tem trabalhado com tantos bhoots que Eu não conseguiria lidar com eles nem mesmo por um dia. Ele tenta fazer o melhor para ir às pessoas e dizer-lhes: “Veja agora, venha.” Ele salvou tantas pessoas pelo seu bom senso, pela sua compreensão. Mas a única coisa é que ele, abertamente, não lidera. Esse é o seu erro. Ele deveria dizer abertamente: “Você é um bhoot. Cure-se, então você ficará bem.” Mas se você disser: “Venha aqui. Veja, você é um bhoot, não importa.” “Eu arranjei limões, pimentas, sente-se.”

Então: “Mãe,” “ele está se identificando com o maior bhoot.” Vamos encarar isso. e você compreende o seu líder, então você deve saber que Eu sei melhor do que você sabe sobre isso. E isso é lamentável algumas vezes. Por que não entendem a pura bondade de uma pessoa? A quantidade de bhoots que ele tem tolerado em seu escritório, Eu lhes digo, Eu não posso suportá-los por mais do que um dia, alguns deles. Tão egoístas, alguns deles, loucos. E alguns deles são tão cheios de bhoots, que até mesmo se eles vierem para o andar de baixo, Eu fico com dor no estômago em Minha casa. Mas, ele os agüentou. Por quê?

Qual era a necessidade? Apenas ele pensou que poderia ajudá-los. Toda vez que Eu falava com ele: “Esta pessoa está cheia de bhoots”, Eu constava que essa pessoas estava empregada pelo Sr. Gavin Brown. Então um dia, Eu tive que dizer-lhe: “Demita todos eles”, e eles foram demitidos. Por que nós temos o maior número de bhoots na Inglaterra, Eu não consigo entender. É necessário tê-los em volta? No dia que Eu estou indo, Eu não devo dizer-lhes essas coisas, mas quando Eu vou embora, Eu percebo que esses bhoots voltam. E eles se tornam as causas e os efeitos são expostos. Então, Eu tenho que fazer um quadro completo da situação para vocês verem que podem ascender ao mais elevado do mais elevado, tendo nascido nesta terra grandiosa deste país. Mas vocês também podem decair muito, Eu tenho visto isso.

Porque vocês estão sempre culpando alguém, o último foi Gavin. E essa é a pior coisa que vocês têm feito. Deixem qualquer pessoa dizer ao Gregoire, ele irá cortar em pedaços aquela pessoa dez vezes e trazer essa pessoa para Mim em pedaços. É verdade, quero dizer! Ele dirá: “Que absurdo!” “Tudo bem, isso é… vá em frente.” Vocês dizem ao Sr. Warren: “Eu não sei o que ele irá fazer com todos os Australianos.” Todos eles são jóias, sem dúvida. Mas vocês merecem um homem como Gavin. Eu pensei, eles são pessoas especiais pelas quais Eu tenho trabalhado tanto, mas Eu estou perplexa.

As pessoas decentes não precisam de tais líderes, vocês precisam? Mas as pessoas que são decentes, agora tornaram-se Australianos, surpreendentemente. A forma como eles se comportam em relação a Mim. Eles são tão doces, vocês ficariam surpresos, as crianças, vocês conhecem. Gavin trouxe algumas xícaras e pires para Mim, porque quando Eu vou lá, eles acham que têm que Me oferecer chá em xícaras e pires bons. Então, ele comprou para todos os centros uma xícara e um pires e boa qualidade. Então, as crianças, as crianças bem pequenas coletaram dinheiro: “Afinal, a Mãe irá comer um bolo, também devemos ter um prato.” Assim, eles enviaram um cheque para cá, vejam, quanta gentileza. Mas Eu nunca como bolos, vocês sabem disso, mas ainda assim, as crianças são tão doces, Eu devo dizer. Qual é a razão?

Por que nós dominamos ou somos dominados? Por quê? Novamente, a causa. Vá além da causa. Eu os abençôo muitas vezes, de modo que quando Eu vier da próxima vez, certifiquem-se de que vocês não cometam mais nenhum erro. Meditem e meditem e meditem. E quando vocês vierem à Índia, alguns de vocês, Eu gostaria de exibi-los como Meus prêmios de onde Eu tenho trabalhado, vocês sabem. Mesmo onde Eu não estive, vejam, alguma outra pessoa deu a Realização no Nepal, vejam. E eles são flores maravilhosas. E aqui estou Eu, a algo errado Comigo!

Onde Eu tenho trabalhado, as pessoas estão mais preocupadas com as causas. Eu realmente tenho que fazer um apelo muito direto a vocês: agora, cresçam interiormente. Vocês são magnânimos? Vocês são generosos? Vocês são sistemáticos? Vocês causam boa impressão? Vocês são gentis? Vocês são coletivos? Vocês ainda estão apegados a todas essas coisas insensatas? Vocês contam vantagens?

Vocês fazem grandes sermões? Tornem-se humildes e então vocês verão a sua grandeza. A menos e até que vocês abaixem sua cabeça em direção ao coração, como vocês verão a sua Mãe? Eu desejo a todos vocês agora boa sorte e feliz Natal para vocês e feliz Ano Novo. E um Ano Novo muito grandioso no crescimento espiritual. Vamos demonstrar isso. Vamos todos decidir hoje. Esqueçam as coisas relativas às suas esposas e maridos e filhos, e isso e essa insensatez. Agora vocês são Yogis, vocês estão unificados ao Divino. Cresçam nisso, prosperem nisso.

Que Deus abençoe a todos. Agora, o programa de hoje não deve ser muito grande, porque nós não podemos gastar muito tempo. Mas é bom que hoje nós possamos ter um pequeno Puja de despedida. Mas deve ser bem pequeno, porque o importante é o quanto vocês recebem. Porque antes de ir, Eu não quero ter todos os tipos de chakras entrando em espasmos. Eu fico algumas vezes receosa de fazer um Puja na Inglaterra. Gavin, Eu acho que você pode apenas… É a maestria. Você deve ter a maestria sobre si mesmo, antes de mais nada. Se você não for um mestre, você não pode agir. E maestria sobre o seu instrumento, isso é que é importante.

E Eu não gostaria que ninguém desrespeitasse os líderes, de forma alguma. Vocês podem ser muito inteligentes, isto é, fora da Sahaja Yoga. Na Sahaja Yoga, vocês têm que escutar seus líderes e respeitá-los. E ninguém deve tentar encontrar falhas. Eu conheço as falhas deles, quais são as falhas deles e Eu sei como lidar com eles. Todos devem tentar fortalecer-se. Agora, Eu diria que na Austrália, que é algo moderno, Eu devo dizer que tudo funciona como um único corpo. Ninguém questiona o Warren. Eles telefonam para ele, falam com ele, coletam dinheiro, colocam dinheiro, tudo está funcionando como um único corpo. Aqui, todos estão tentando cortar a cabeça ou atacar o coração.

Este é o seu coração, este é o seu cérebro. Então, por favor, todos vocês lembrem-se que devem oferecer serviços ao Gavin, à Sahaja Yoga, antes de criticar. Aqueles que dizem que os livros não estão chegando, deixem que eles tomem conta dos livros. Até reservar Meus assentos no avião e tudo mais, ele tem que providenciar, Eu sei. O que quer que vocês digam sobre… ele costumava fazer tudo isso. Assim, vocês devem oferecer seus serviços também, fazer esses trabalhos, senão a Sahaja Yoga não dará certo. Nós não estamos aqui somente para receber bênçãos, mas nós temos obrigações também. E isto é o que todo mundo deve oferecer, seus recursos: “O que eu posso fazer? Como eu posso ajudar?” “Qual é o trabalho?

Vejamos agora.” Eu espero que no próximo encontro, todos vocês sentem-se e descubram o que podem fazer. Um grupo pode ser formado: duas, três pessoas podem sentar-se e fazer isso com amor, com atenção, de modo que o fardo dele seja reduzido. E todos vocês sentirão a alegria de estarem fazendo algo pela Sahaja Yoga. A Mãe tem feito tanto por vocês, o que vocês têm feito pela Sahaja Yoga? Vocês querem ter bons ashrams, um bom lugar para morar, tudo bem. Vocês querem ter lugares confortáveis, lugares mais baratos, tudo bem. Vocês querem ter boa saúde, tudo bem. Vocês querem ter ótimas crianças, tudo bem, regozijar a sua vida. Mas e quanto a dar, dar o seu coração, o seu respeito?

Na próxima vez que Eu voltar, Eu quero ver que todos vocês estão crescendo como um único corpo. Pelo menos, o Coração deve estar integrado, pelo menos isso. Imaginem um coração que tem as válvulas pulsando em vários ritmos, todos os músculos funcionando em diferentes comprimentos de onda. Como este Universo pode sobreviver com um coração desse jeito? Então, Eu tenho que pedir a todos que todas as células do Coração estejam alertas, estejam unificados em harmonia com Deus e em um cuidado amoroso com todo o Universo. Que Deus os abençoe. Assim, o que deve ser este Puja hoje? É um Puja de despedida hoje, então vamos tê-lo, exatamente antes do nascimento de Cristo. Permitam que Cristo nasça dentro de nós. Vamos ser como Ele, Aquele que sempre insistiu: “Amem seus irmãos.

Amem suas irmãs.” Quem são seus irmãos e irmãs? Ele fez esta pergunta também: “Quem são Meus irmãos e irmãs?” “Os Sahaja Yogis são meus irmãos e irmãs.” Alguem ofereceu no altar. Ele disse: “O que você é para oferecer no altar?” “Você se reconciliou com seu irmão?” Você reconciliou? Primeiro reconcilie-se e depois traga flores à Mãe. Ele já disse isso.

Pensem Nele. Como Ele era misericordioso, como era magnânimo, como era grandioso e como Ele pensou em Seu Pai o tempo todo, totalmente dedicado, fazendo o Seu trabalho. Assim, com todos os louvores a Cristo e à Sua Mãe, que trabalhou de uma maneira muito poderosa, sutil, nós temos que hoje dentro de nós mesmos despertar este grande Espírito, que é, na verdade, o Omkara. Até mesmo a lembrança, até mesmo a idéia disso dá tanta alegria. Permitam que a vida Dele seja refletida em suas vidas. Vocês têm que ser verdadeiros Cristãos. Vamos ter… O que é isso? Eu acho… Agora Eu diria que na próxima vez que vocês vierem ao Puja, todos vocês devem ter os 108 nomes da Deusa. Vocês têm que ter todos os papéis que estão lá. Assim como nós temos estes livros, todos nós devemos ter estes papéis, não somente uma pessoa deve ter.

Nós devemos tentar nos lembrar de certas coisas também: os nomes da Deusa, os nomes que nós recitamos. Nós devemos lê-los muitas vezes e entendê-los, o significado deles em Sânscrito. E isso deve surgir em nós muito facilmente, porque é deste modo que nós iremos trabalhar os nossos chakras. Eu não acho que temos os nomes de Cristo. Tudo bem. E desta vez, Eu espero que nós tentemos ler alguns nomes de Cristo. Nós temos os nomes de Ganesha, mas não os de Cristo, assim vamos recitar os 108 nomes de Shri Ganesha e alguém pode lavar Meus pés, tudo bem… Você tem? É mesmo, isso é o melhor. Mas então, Eu diria que alguém deve ler agora, vamos ver. Quantos nomes nós temos?

Deixem-Me criar os nomes e nós os daremos aos outros. Por que somente Gavin deve ficar com os nomes? Não é como o primeiro ministro deste país, vocês escolheram o líder. O primeiro ministro é pago para isso, ela é… este é o trabalho dela, que ela está fazendo. Ele não está fazendo seu trabalho. Todos vocês estão fazendo o trabalho de Deus. Então, porque deveria haver qualquer coisa deste tipo? Agora alguém deve lê-los e alguém pode… Agora, quem irá lê-los? Agora, alguém deve lê-los e alguém pode lavar Meus pés. Mas não façam isso demais.

Este é Cristo, não é fácil de absorver. Tudo bem, vamos ver. Vamos ver quanto amor vocês têm por Ele o quanto vocês O absorvem… Levantem-se agora. Então vocês devem se levantar para ajudar, alguns de vocês. E os outros também. Não há nada a temer de que haja ego ou alguma coisa. Não fiquem atrás pensando: “Oh! Eles pensam que eu estou apenas sendo…”, não, apressem-se. Apresentem-se para o trabalho. Agora, o que é isso?

Arranjem algumas coisas, o que vocês precisam. Agora, quem conduzirá o Puja? Bala, você pode fazer isso? Tudo bem, venha à frente. Algumas senhoras podem vir também, que mal há nisso? Agora, venham aqui… A água e tudo isso… Agora, vocês sendo amigos(as), vocês não precisam se preocupar muito… Aquele que nasceu para nos ensinar sobre Seu Pai Sadashiva, o eterno Deus Todo-Poderoso. Amém. Aum twameva sakshat Shri Jesus sakshat Shri Adi Shakti Bhagavati Mataji Shri Nirmala Devi Namo Namah. Ele é o Ser Primordial, o AUM Ele é Vishnu e o Filho de Vishnu Ele é Mahavishnu. Ele é a pura energia pranava.

Ele contém milhões de universos. Ele nasceu no ovo cósmico primordial. Ele foi concebido no coração de Shri Mataji. Ele foi previsto pelos profetas. Ele foi anunciado por uma estrela no oriente. Ele foi visitado pelos três Magos, que eram Brahma, Shiva e Vishnu Ele nasceu num estábulo. Ele é o Professor. Ele é amigo das vacas. Ele foi assistido pelas vacas. Seu Pai é Shri Krishna.

Sua Mãe é Shri Radha. Ele é o Salvador que queima todos os nossos pecados com Seu fogo. Ele adorna o Agnya Chakra. Ele é Luz. Ele é da natureza do Céu. Ele é Fogo. Ele fez milagres por causa de Sua compaixão. Ele é Aquele cujo manto foi tocado. Ele é amigo dos ascetas. Ele é venerado pelas famílias.

Porque tapasa – Ele se mantém como tapassvi. Agora você entende, é por isso que é Asceta. Por quê? Porque Ele é um tapassvi. O Seu bija mantra é “Ham, Ksham.” Ele é Aquele que perdoa. Ele nos permite perdoar. Ele é o Espírito. Ele nasceu do Espírito. Ele é Aquele que foi crucificado e ressuscitou em puro Espírito.

Ele é Aquele que ressuscitou após três dias. Ele é Paz. Ele absorve todos os pensamentos. Ele reside no Adi Agnya Chakra. Ele reside em tudo, mas nos seres humanos, no Agnya Chakra. Ele é Omkara. Ele reside em tudo, mas nos seres humanos, Ele reside no Agnya Chakra. Ele é Aquele que prometeu o Confortador que é Shri Mataji, o Espírito Santo. Ele é Aquele que retornou como um rei. Ele é Shri Kalki.

Ele é o Princípio da Evolução. Ele é o Suporte de nossa evolução. Ele é o Fim da Evolução. Ele é o Suporte do Universo – Muladhara. Ele é a evolução do subconsciente coletivo para a Consciência coletiva. Ele é a Porta Estreita Ele é o caminho para o Reino do Céu. Ele é a porta estreita para o Reino do Céu. E Ele é o caminho. Tudo bem. Ele é o silêncio.

Ele é o Senhor Kartikeya. Ele é Shri Maha Ganesha. Ele é a Pureza da Inocência. Ele é a Continência. Ele é a Generosidade. Ele é a Luz nos olhos de Shri Mahalakshmi. Ele é obediente à Sua Mãe. Ele é o Sahaja Yogi perfeito. Ele é o Irmão Perfeito. Ele é a personificação da Alegria.

Ele é a personificação da Bondade. Ele repele aquele que abre o coração parcialmente. Ele condena os olhos adúlteros. Ele condena todos os fanáticos. Na verdade, Ele neutraliza os olhos adúlteros. Ele torna os olhos adúlteros inocentes, porque Ele é a Inocência. Ele não tem interesse em riquezas. Ele dá todas as riquezas para os Seus devotos. Ele é a pura brancura. Não, isso é…, você não pode dizer que Ele não está interessado nos rituais.

O que o faz pensar isso? Os rituais que são verdadeiros… Vejam, Aquele que é rico, como Ele pode estar interessado em riquezas? Essa é a questão. Ele é as riquezas. Não está interessado de forma alguma, porque sendo Ele as riquezas, que é gunatita, como vocês a chamam, vejam, o ser e o não-ser. Quando vocês são o não-ser, vocês não podem estar interessados no ser. Além, Ele está além. Ele é o Sagrado Coração. Ele usa uma coroa de espinhos. Ele condena a miséria.

Ele sofreu para que tivéssemos alegria. Ele é uma criança, no entanto, Ele é o Eterno Ancião. Ele é o Alfa e o Ômega. Ele dá o Reino do Céu igualmente àqueles que são os primeiros ou os últimos. Ele está sempre conosco. Ele está além do Universo. Ele é o sinal da cruz. Ele está acima da discriminação. Ele é a Testemunha. Ele é Aquele que é testemunhado.

Ele supera a tentação. Ele exorciza o mal. Ele condena as práticas ocultas. Ele é a personificação de tapas, penitência. Ele venera Seu Pai. Ele é santificado por Seu Pai. Ele é Aquele cujo nome é Santo. Ele é Inteligência. Ele é Sabedoria. Ele é Perfeita Humildade.

Ele fica zangado com os materialistas. Ele destrói o ego e absorve o superego. Ele é o destruidor dos desejos. Ele é o puro poder do desejo. Sua igreja é o Coração. Ele tem os onze poderes destruidores. Ele é o destruidor dos falsos profetas. Ele é o destruidor da falsidade. Ele é o destruidor da intolerância. Ele é o destruidor do racismo.

Ele é o destruidor da ira. Do fanatismo, é muitos mais. Ele é o arauto da Idade de Ouro. Ele é adorado por nossa Mãe. Ele é louvado por nossa Mãe. Ele é amado por nossa Mãe. Ele é Aquele que é escolhido. Ele está despertado em todos os Sahaja Yogis. Ele é Aquele que monta o cavalo branco no fim dos tempos. Ele é o fim dos nossos medos.

Ele protege o portal de nossa Mãe. Ele é o único caminho para o Reino de Deus. Aum Shri Mahalakshmi, Mahavishnu sakshat Shri Mahavirata sakshat Shri Adi Shakti Bhagavati Mataji Shri Nirmala Devi Namo Namah. Eu acho que a palavra “venerado” deve ser “adorado por nossa Mãe”, porque Ele não gostou disso, Eu acho, está bloqueando o Agnya. Assim, é “adorado por”. Vejam, Ele é tão exigente. Vejam, o protocolo não está correto, é por isso. Vejam, melhor! O Agnya estava bem. Entendem?

Há alguns bloqueios. Eu estava Me perguntando, qual deles seria. Agora, nós diremos: “Ele é adorado por nossa Mãe.” Ele é adorado por nossa Mãe. Novamente, três vezes. Ele é adorado por nossa Mãe. Novamente. Ele é adorado por nossa Mãe. Ele é adorado por nossa Mãe. Viram?

Ele é muito exigente. Que Deus os abençoe. Vocês entenderam o significado disso? A descrição de Mahalakshmi, o que Ela lhes doa. E também a descrição sobre o relacionamento Dela com Vishnu, com Hari, é Shri Krishna, que Ela é a Amada de Shri Krishna (Hari…). É a Amada de Shri Krishna. E é desse modo que isso explica como Mahalakshmi, sendo Ela Maria, então Maria é Radha. Isto tem que ser feito pelos meninos que não se familiarizaram com o casamento ou não pensam nisso. Tem que ser puro assim.