A New Era – Sacrifice, Freedom, Ascent

Bordi (India)

Feedback
Share

Uma Nova Era, Sacrifício, Liberdade, Ascenção, Bordi, Índia, 06.02.1985

Estou imensamente feliz em ver todos vocês aqui. Eu não sei o que dizer da Minha parte. As palavras se perdem, elas não têm nenhum sentido. Tantos de vocês aspirando ascender a esse estado… onde vocês terão o completa alegria, bem-aventurança e paz. Isso é o que Eu pude lhes dar e uma mãe só está feliz… quando ela pode dar tudo que ela tem para seus filhos. Sua infelicidade, toda a sua inquietação, tudo é apenas para atingir este fim: dar tudo o que ela tem. Eu não sei o quanto lhes agradecer por passarem por tudo isso… para alcançarem esse tesouro que vocês têm dentro de si mesmos. Sahaja é a única palavra que Eu pude pensar… quando comecei a manifestar a abertura do Sahasrara. Isso é facilmente compreendida por todos até agora. Mas vocês entenderam que este é, hoje, um estilo diferente de yoga onde, primeiramente, a iluminação é dada… e depois é permitido a vocês cuidarem de si mesmos. Isso nunca foi feito antes.

É apenas um empreendimento de sua Mãe que deu certo. De outra maneira, nos tempos antigos… Nos tempos antigos, o sistema de… Está muito próximo, Eu não sei. Eu estou bem. Está tudo bem, está melhor. Assim, nos tempos antigos, mas Seus discípulos caminhavam muito mais, é claro, a preocupação do Divino era iluminar as pessoas… e Ele não sabia como realizar isso. Nenhuma Encarnação nunca tentou realizar isso dessa forma. Mas toda vez que Eles tentaram, Eles tentaram causar uma provação muito severa para os buscadores, provações muito severas. Eu Me pergunto quantos de vocês leram os Tratados de Buddha, quando Ele viajava com milhares de Seus discípulos, sem dar a Realização. Eles não eram almas realizadas, sem sentir nenhuma alegria em volta, com duas peças de roupa, vivendo nas florestas…, apenas duas peças de roupas. E a região que Ele visitou, a qual Eu vi por Mim mesma, é terrivelmente fria, fria, totalmente fria.

E as roupas não eram na verdade roupas, eram panos cobrindo seus corpos. Dormindo a céu aberto, num inverno muito rigoroso ou, talvez no verão. Sem nenhum calçado, era exigido deles andar por várias quilômetros, muitos quilômetros. Se vocês forem e virem… onde Buddha andou e pisou, vocês ficarão surpresos. Buddha também era jovem. Ele também costumava caminhar, mas Seus discípulos caminhavam muito mais, porque Ele poderia ir e ficar num lugar. Ele enviaria Seus discípulos, não havia tempo para divulgar ou anunciar nada. Então, Ele ficava num lugar e os discípulos davam voltas pelas vilas, pedindo por bhiksha, significa esmola, para coletar alguma comida das vilas. Eles cozinhavam às vezes, davam uma parte da comida a Buddha e o resto dela eles comiam. Eles iam, trabalhavam, traziam pessoas de todas as vilas, o que fosse possível, e as levavam a Buddha para o sermão.

Grandes sacrifícios. Viveram em cabanas, cavernas, numa escuridão terrível, meditando. Mas eles nunca obtiveram a Realização. Muito poucos obtiveram a Realização. Eles eram pessoas que eram filhos de grandes princesas e príncipes. Duques, o que vocês chamam, duquesas como vocês chamam. Todos pessoas muito, muito ricas. Mulheres de famílias muito ricas O seguiram. E eles caminhavam vários quilômetros com Ele, por caminhos espinhosos, porque eles sentiam que… o trabalho de Buddha era de tamanha importância universal, que eles eram parte integrante dessa fabulosa tarefa, que deveriam tomar parte… em tão grandioso trabalho para a humanidade. Isso não apenas na Índia, mas até mesmo Viditama, que iniciou o sistema Zen no Japão.

Na China, Eu fiquei surpresa, a quantidade de sacrifícios… que os santos fizeram, a maneira como viveram. Se vocês virem a forma que eles estavam vivendo, em que condições, vocês não podem imaginar. E eles terminaram suas vidas assim. Realizando isso sem qualquer orientação apropriada, porque Buddha tinha morrido, não havia saída. Eles tinham que encontrar seus próprios caminhos. Então eles encontraram Mahayan, Shvetayan, todos os tipos de coisas. Mesmo se vocês observarem outros buscadores em outras religiões, como no tempo de Cristo, onde eles viviam? E depois da morte de Cristo foi ainda pior… porque eles os perseguiram, eles os mataram, foram torturados, crucificados. Aconteceu também com Moisés. Seus discípulos foram perseguidos, então eles tiveram que fugir para a Índia.

Imaginem as distâncias. Daquela região até Kashmir. Como eles devem ter andado? Como eles devem ter vivido? Como eles devem ter prosseguido? E aos milhares, aos milhares eles vieram para a Índia, porque eles entenderam que… eles estavam fazendo uma enorme tarefa, algo tão grandioso que eles estavam apoiando. Neste país, nós tivemos uma luta pela liberdade. Eu fui parte integrante dela. Meus pais foram parte integrante dela. Eles eram pessoas ricas, muito ricas, Eu devo dizer, em todos os aspectos.

Vocês ficarão surpresos. Meu pai queimou todos os seus ternos, eles eram costurados na Inglaterra. Minha mãe queimou todos os seus saris. Eles costumavam tecer suas próprias roupas e usá-las. Meu pai sacrificou tudo, cada centavo que possuía, pela luta da liberdade. Ele não deixou nada para nós, nem um único… Eu devo dizer que, é claro, sendo nossa família rica, nós possuíamos prata e ouro e tudo o mais. Mas no que se referia a todo o dinheiro, foi gasto. E toda essa prata e ouro também, graças aos ingleses, que tiraram de nós e nos devolveram quando retornaram. É desse modo que nos restou alguma prata e ouro na família. Todas as coisas, tudo aquilo que é material, foi levado embora.

E Eu sei que vivíamos em belas casas, e então nos mudamos para cabanas e ali vivemos. Sacrifícios ao máximo. E éramos muito felizes a respeito disso, muito orgulhosos. Tínhamos apenas duas mudas de roupa, nós lavávamos nossas roupas, vivíamos como pessoas muito pobres, dormindo nesse tipo de coisa (esteiras). Durante a Minha vida, Eu Me lembro de que Eu nunca usei um travesseiro. Eu nunca usei chappals (sandália indiana) por muitos anos. Eu tinha apenas um suéter feito deste tipo de material. Até Eu passar e entrar na faculdade de medicina, Eu tinha esse suéter Comigo. Eu tive apenas um casaco durante toda a Minha formação. Quando Eu estava em Lahore, onde era terrivelmente frio, algumas vezes pode ser como Londres, ele desgastou e acabou.

Mas nunca nos ressentimos disso e nunca lamentamos e nunca… dissemos: “Nosso pai deveria cuidar de nós e ter feito algo.” “Por que ele simplesmente sacrificou tudo pelo país?” nunca, nunca, nunca. Mas até mesmo hoje, quando eles nos vêem, em algum lugar, eles sabem que somos filhos de um grande homem. Eles têm um enorme respeito por nós. Essa qualidade foi criada, Eu diria, por Mahatma Gandhi. Ele tornou todos tão transformados em uma… nova personalidade capaz de enorme sacrifício, enorme. Vocês não podem imaginar como as pessoas viviam. Todo o dinheiro que tínhamos, tudo que tínhamos, todo o conforto, os veículos, todas as moradias, tudo foi entregue, não somente por Meu pai, mas por muitos deles. Senão não poderíamos ter obtido a nossa liberdade. Para termos a nossa liberdade, este país se sacrificou muito. Agora, após isso, nós estamos aqui para obter nossa liberdade, para obter a liberdade para o nosso Espírito.

Para fazer nosso Espírito livre de nossa ganância, luxúria, da raiva de vocês, dos nossos condicionamentos, do nosso terrível ego, do corpo sendo escravizado pelos confortos. Eu devo dizer que Gandhiji tinha um encanto especial. Não sei como ele conseguia. Ele era como o toque de Midas, qualquer um que ele tocasse, se transformava. E ele era um homem extremamente severo. Muito gentil Comigo, com as crianças, mas ele era um homem extremamente severo, ele não toleraria, de forma alguma, nenhuma insensatez. Do início ao fim, se vocês examinarem a forma como todas… essas pessoas eram educadas, não apenas pela liberdade ou pela independência, mas mesmo antes disso, para a vida espiritual, em qualquer lugar, há uma coisa muito comum que é o sacrifício… e a consciência de que você está fazendo algo grandioso. Consciência de que você é parte e parcela do Todo. Algo tão grandioso, um trabalho tão grandioso, uma causa tão nobre. E assim, havia uma coisa muito comum, muito comum entre todos eles, que era a causa nobre.

A exaltação da causa nobre… fez com que eles se sacrificassem de uma maneira tão sahaja. Algumas vezes muito mais do que os Sahaja Yogis, que obtiveram tanto na Sahaja Yoga. Eles obtiveram sua felicidade, alcançaram seu Espirito. Eu tenho visto com Meus próprios olhos, tais pessoas neste país, que vocês podem chamar de lendárias, mas Eu vi isso. Milhares de pessoas foram mortas e trucidadas, crianças morreram. Ninguém derramou lágrimas, ninguém derramou lágrimas. Mas sentir que você está em prol de tão nobre causa, por si só lhes dá essa alegria e esse senso de envolvimento. E além disso, o que Eu sei sobre Mahatma Gandhi e outras pessoas, o que Eu vi, como eles eram. Não era permitido a todos entrarem. E alguém que fizesse até mesmo a menor coisa, por menor que fosse, quer ele fosse o filho de um rei ou a filha de alguém ou qualquer… coisa, qualquer pequena coisa que eles estragassem, eram expulsos.

Eu fiquei no ashram de Gandhi, então Eu sei o que é isso. E é dessa maneira, que Eu posso experimentar uma vida rigorosa. É o seu treinamento. Todas as crianças acima de doze anos tinham de limpar… l toda a área do ashram, que tinha, Eu acho, 20 hectares de terra. Toda manhã. Elas tinham que limpar as latrinas, também as latrinas dos convidados. Eu as limpei. E era permitido ter apenas dois trajes. E nada podia ficar, nem mesmo podia-se ver um papel em qualquer lugar, nenhum lixo em qualquer lugar. Tão limpo, imaculadamente limpo.

E os lugares de uso comum eram tão asseados e organizados. E tudo era feito com esterco de vaca, completamente com esterco de vaca. Todos tinham que tomar banho de manhã cedo, às 4:00 horas, com água fria. Quer fosse Jawaharlal Nehru ou Abul Kalam Azad, Meu pai, de qualquer idade, grupo ou uma criança. E às 5:00 horas, Mahatma Gandhi estava lá para sua palestra. Por favor, não levantem suas mãos ou elevem sua Kundalini. Por favor, fiquem sentados. Não é desse modo. Tentem entender o que estou dizendo. E então, de manhã cedo às 4:00 horas, vocês ficarão surpresos, se levantavam, para Mim estava tudo bem.

E depois caminhar nesses 20 hectares de terra… até o centro do hall, que não era nada mais que um espaço aberto rodeado… por alguns tipos de cabanas onde Gandhiji estava morando. Andar por todo o caminho após o banho, depois ficar pronto e tudo mais. E as serpentes rastejavam. Ninguém foi picado, é claro. Eu acho que as serpentes entendiam… que aquelas pessoas estavam ocupadas com… o grande trabalho de libertar este grandioso país. E nos sentávamos exatamente assim e as serpentes rastejando. Nenhuma luz era permitida, nenhuma luz de qualquer tipo. Usávamos somente a luz do Sol. E quando Gandhiji vinha, quero dizer, a luz do sol não estava lá… de manhã, de forma alguma. Algumas lanternas eram trazidas e colocadas lá… e nós podíamos ver as serpentes rastejando.

Mas Eu nunca ouvi ninguém reclamando. Mas como numa guerra, conduzida com tanta paixão. Todos competindo em relação a: “O que eu posso fazer?”, “Como eu posso participar?” Ninguém nem mesmo pensou em conforto. É claro, todos eles tinham por volta, digamos, 50, até 50 anos de idade ou algo assim, talvez. No ashram, a maioria das pessoas tinha cerca de 50 anos naquela época. E Eu vi com Meus próprios olhos, pessoas que tinham carros enormes em casa e coisas assim, elas os venderam, se desfizeram deles. Elas vinham de trem para a estação de Wardha e caminhavam. Gandhiji não podia ver alguém vindo nem mesmo de tonga. E eles o ouviam e o obedeciam. Eu vi muitos missionários, embora eles não sejam até certo ponto, nada muito nobre, mas a maneira como repreendem as pessoas… e elas trabalham para eles, Eu vi isso.

Na Índia, nós tivemos missionários… e pessoas jovens que vieram de fora, eles simplesmente ouviam obedientemente os missionários. E faziam tudo que eles diziam. Agora, hoje nós estamos fazendo, como sabem, o maior dos maiores trabalhos. Porque liberdade, independência ou liberdade são, é claro, necessários, liberdade política para falar até mesmo sobre Deus. Não podíamos fazer nem mesmo uma pequena agulha… naquele tempo, não nos era permitido pelo governo, éramos muito oprimidos. Então tivemos que nos livrar dos grilhões da escravidão, sem dúvida. Mas agora Eu acho que temos outro tipo de escravidão. A escravidão do egoísmo, da orientação para si mesmo. “Este é o meu conforto. Eu preciso ter isto.

Isto deve ser prazeroso.” “Eu estou desfrutando, sou isto, sou aquilo”. Você deve desfrutar, senão não é algo grandioso. Quero dizer, tudo deve proporcionar a você algum tipo de sentimento, em vez de você proporcionar o sentimento. Porque as pessoas, Eu acho, não sabem o que estão fazendo, que tipo de trabalho elas estão fazendo, não querem chegar a esse nível, dessa elevação, para ver do que são capazes. Vocês estão tentando salvar o mundo inteiro. Essa é uma das razões da Sahaja Yoga se mover tão lentamente, porque vemos pessoas que se preocupam, que são tão preocupadas com seu conforto, com isso, com aquilo, e também elas próprias são tão torpes. Não há nenhuma inteligência no que se refere a elas. Nenhum sentimento dessa grandiosidade… do que eles têm que fazer. Vocês têm que ser inteligentes. Se vocês sabem que estão numa guerra, como vocês se comportam?

Eu tenho certeza que a mediocridade é muito menor agora, pessoas melhores. Eu tenho certeza que teremos pessoas melhores agora, pessoas muito melhores Eles se preocupam com pequeninas coisas, com suas famílias, com isso, aquilo. Eles se preocupam com seus próprios problemas… e seus trabalhos e isso e aquilo. Quero dizer, ninguém podia falar assim com Gandhiji. Eu lhes digo, ele daria um tapa, acreditem em Mim. É como se vir para a Sahaja Yoga significasse: “resolvam seus próprios problemas”, só isso. Embora eles sejam resolvidos, sem dúvida. Vocês são ajudados. Deus os ajuda tanto. Mas quanto vocês estão fazendo sobre isso?

É claro, nós temos alguns grandes Sahaja Yogis, Eu não negaria esse fato. Temos alguns, muitos mais do que Eu jamais tive, e é por isso que estou muito contente em relação a isso. Mas a dedicação que nós temos, nós contamos cada centavo que gastamos, quanto recebemos desse centavo, o que fizemos a respeito disso. Essa não é a maneira. Buddha nunca gastou um único centavo Dele. Ele obtinha dinheiro de todos os Seus discípulos. Construiu todas essas coisas grandiosas e tudo mais. Ele nunca teve nem mesmo um auxílio público de ninguém mais. Assim, elevem-se agora. Vocês devem se elevar acima de sua… mente insignificante e pequena.

Elevem-se até o ponto em que saibam que… vocês irão salvar toda a humanidade. Se não puderem sentir isso, é melhor deixar a Sahaja Yoga. A Sahaja Yoga não é feita para pessoas que são torpes. Em Marathi a palavra é gabale. Tukaram disse: “yerya gabadyatze kama no he”, “Não é trabalho para os torpes.” Shivaji, ele próprio, quando lutou a sua guerra, ele arrebatou as pessoas para a guerra, os sardaras e os que eram os duques naquela época. Eles abandonaram tudo que tinham, abriram mão suas vidas, de tudo. Sacrificaram seus filhos, sacrificaram tudo que tinham. Shivaji não tinha nenhum dinheiro para pagá-los. Vocês devem ter ouvido muitas histórias sobre Shivaji. Enquanto isso, se virem como estes Sahaja Yogis são neste mundo, kshema vem em primeiro, antes da yoga, é assim.

É o amor de sua Mãe. Eu quero que Meus filhos estejam confortáveis, eles são bebês recém-nascidos. Tudo bem, eles precisam de conforto, precisam ser cuidados. Mas Eu não posso chantagear o Divino… porque os filhos são pequenos, posso? Eu estou aqui para fazer o trabalho de Deus Todo-Poderoso. E sendo vocês Meus filhos, tudo bem, Sua graça funcionará, Ele cuidará de vocês. Ele fará vocês crescerem. Mas cresçam agora, cresçam, vocês têm que crescer. Saiam dessa insignificante insensatez em que estão. Observem a sua personalidade, como vocês vivem.

Onde está a sua atenção? O que vocês pensam? Vocês estão pensando na Sahaja Yoga? Que ela é a coisa mais importante para a qual foram escolhidos? Eu sinto algumas vezes, como Eu estava sentindo todo o tempo, que vocês podiam estar desconfortáveis em muitos lugares. Mas Eu Mesma vi o modo como vocês têm estado nesses lugares, os mais relapsos, os Sahaja Yogis ocidentais fiquei surpresa. Desse modo, os indianos são melhores a esse respeito. E alguns dos Sahaja Yogis indianos se comportaram mal, de uma maneira muito estranha, chocou-Me… o modo como eles se comportaram, gritando com as pessoas, criando problemas. Algumas pessoas vieram Me ver, eles falaram com elas de uma maneira tão rude… que elas saíram correndo. Vocês podem falar com as pessoas docemente.

Vocês têm de ser gentis com elas, não gritar com essas pessoas. Tudo bem, Eu não posso Me encontrar com todos… a cada momento, à conveniência de todos, tudo bem. Mas isso não significa que vocês têm o direito de gritar com os outros. Isso é tão mesquinho e tão baixo…. que Eu não sei até que ponto Eu tenho de descer. Quando vocês se elevam acima dessas coisas miúdas, vocês desenvolvem este discernimento Divino. Este discernimento Divino é a verdadeira bênção de Deus. Todas as outras bênçãos que vocês pensam são bênçãos… não são bênçãos de forma alguma. A menos e até que vocês possam crescer, o que é a bênção? Como uma árvore que diz: “Oh! Que bênção eu ter tido a chuva.” Mas a partir dessa chuva, se você não puder crescer, de que adianta ter essa chuva sobre você?

Vocês têm de ser compassivos, belos, sensatas, pessoas que são os seres mais elevados nesta Terra. Tirem a sua atenção de toda insensatez… com a qual vocês têm se ocupado. É desse modo que vocês ficam possuídos. É desse modo que ficam condicionados, pequeninas coisas. Na Índia, nós temos um outro problema. Nós não conseguimos tolerar outra pessoa. Se qualquer pessoa está sendo benéfica para a Sahaja Yoga, imediatamente um grupo é formado, é muito comum com os indianos também. Um grupo se forma para depreciar essa pessoa. Isso não era feito quando Gandhiji estava presente. Eu não sei como isso acontece.

Isso somente acontece com lideranças fracas, Eu acho. Eu não tenho essa liderança. Na época de Gandhiji, ele dava uma bronca severa nas pessoas, completamente. Cortando a garganta uns dos outros e dizendo coisas pelas costas, por trás, formando grupos. Qualquer pessoa que realize algo bom e Eu tente ajudar essa pessoa… a se expressar, imediatamente um grupo surge para pressioná-la. E há alguns Sahaja Yogis irremediavelmente na periferia, inúteis, no Ocidente e no Oriente, que tentam criar uma confusão. Eles pensam que são grandes gurus, pessoas importantes. Pessoas muito pequenas, covardes, Eu devo dizer. E elas pensam que são muito importantes, pessoas grandiosas, porque elas podem tirar boas fotos, talvez, ou que elas podem se vestir de uma maneira particular, ou alguma coisa estúpida assim como elas são. E tentam dominar os outros.

Tais pessoas serão expulsas, sem dúvida. Não adianta ter pessoas inúteis numa máquina como esta. Hoje é o começo de uma nova era, de uma nova era de pessoas de qualidades muito elevadas, cujo Espírito foi iluminado. Vamos todos pensar nisso. Agora você tem de orientar a si mesmo e tem de orientar os outros… através da compaixão, do amor e do discernimento. Hoje é o grande momento que Eu declarei que é a Religião Universal, a Religião Nirmala que é formad … a partir dos Meus ensinamentos do amor. Mas isso não significa de forma alguma que… vocês permaneçam anões. Eu não vou mimar vocês. Não vou mimá-los mantendo-os anões. Portanto, tentem se elevar.

Não dominem uns aos outros. Respeitem, respeitem-se uns aos outros. Vocês estão aí para um grande trabalho do Virata. O quanto vocês sabem sobre o Divino, ninguém soube até agora. Mas ajustem a si mesmos. Eu soube de um grande santo, chamado Gagangadh Maharaj, que decaiu completamente. Se uma pessoa como ele pode decair, vocês também podem… se vocês não compreenderem qual o seu mérito, qual é o seu valor e qual é a posição que lhes foi dada. Portanto, hoje nós temos de, com todo nosso amor por nossa Mãe, temos de decidir em nosso coração, que nós teremos grande coração, de sacrifícios. O que nós sacrificamos até agora? Apenas pensem nisso: “Sacrificamos?’ ’Sacrificamos alguma coisa?” Por favor tentem entender que Eu tenho de usá-los, as grandes almas, para salvar a humanidade.

Vocês devem crescer, vocês devem crescer, vocês têm de crescer. Na questão de dinheiro, as pessoas também são tão desprezíveis. Elas ganham dinheiro, elas economizam dinheiro. Nos Estados Unidos, Eu fiquei surpresa ao ver o modo como… as pessoas Me trapacearam por dinheiro, milhares. Na Índia, isso também existe isso, é uma prática muito comum. Então, se você é do tipo que só pensa em sua carreira… e você é muito ambicioso, “como ficará o meu trabalho”, isso, aquilo, é melhor você sair da Sahaja Yoga. Não vai nos ajudar de forma alguma. Em terceiro lugar, há pessoas que acreditam: “Esta é minha esposa,’’ ‘’esta é minha amada, isso é isso”, e toda essa insensatez. Por que você está aqui? Para quê?

Ou “Meus filhos, minha casa, minha mãe, meu pai”, todo tipo de gente infeliz em volta. Se você não pode se elevar acima deles, você não pode Me ajudar, sinto muito, você não pode ajudar. Vocês têm de ser pessoas muito, muito fortes. Vocês têm de ser pessoas de grande valor e grande idealismo… e idéias nobres. Alguns são como pequenos lojistas, que seguem o pelotão para vender algumas coisas por aí. Em Marathi chama-se bazaar bhunge. Assim, agora, meditem sobre este ponto: nós estamos aqui para estabelecer a Religião Universal da Ascensão. É uma tarefa enorme. Se Eu pudesse fazê-la sozinha, Eu a teria feito, mas Eu não posso. Somente através de vocês que Eu tenho de fazer isso.

E vocês têm uma herança. Vocês vêm de um grande nascimento, onde vocês receberam essa herança. Com essa herança, se Eu não puder gerenciá-los, Eu acho que seria melhor Eu desistir de liderá-los, Eu não posso fazer isso. Quando estávamos lutando pela nossa liberdade, todos nós fomos tirados das escolas porque estávamos… na escola missionária e os missionários acreditavam que… Cristo tinha nascido na Inglaterra. Então eles não permitiam que estudássemos nessas escolas. Então todos fomos tirados das escolas, não tivemos educação escolar. Por algum tempo, Eu não pude passar colegial por dois anos. Eu não podia comparecer, porque eles nos suspenderam das.. faculdades e escolas. O governo nos suspendeu. Mas éramos crianças tão orgulhosas, muito orgulhosas.

Eu estava, é claro, muito envolvida nisso. Eu nunca ficava assustada. Eu era apenas uma garota de 18 anos. E Eu Me lembro que um dia algumas pessoas vieram enos disseram: “Seu pai foi transferido desta prisão para outra.” Eles tinham tanto orgulho de todos nós, todas as pessoas. Então eles trouxeram carros para nos levar e havia tantos lá. E Minha mãe, evidentemente, ficou preocupada, porque Eu era uma jovem. A polícia Me torturava, davam choque em Mim e tornaram Minha vida muito infeliz, batiam em Mim e tudo mais. Então, ela ficou chorando e disse a um senhor idoso que estava lá: “Estou preocupada com minha filha.’’ “Não quero que ela seja mais torturada”. Então, Eu sorri para ele e ele disse: “Não, não faça isso, pare agora.’’ “Simplesmente não faça isso. Não é certo.” Então Meu pai Me chamou, Ele disse: “Não dê ouvidos a esse velho figurão.

Ele está prestes a morrer.’’ “Esqueça-o.” “Eu gostaria que todos os meus filhos fossem sacrificados…“ “no altar da liberdade.” “Se Você está fazendo isso, eu sou um pai orgulhoso.” “E vou dizer a Sua mãe para se comportar.” “Eu estou tão orgulhoso de Você.” Eu passei por esse ambiente. Eu tive que abandonar Minha faculdade. Eu Me escondi por oito meses, a polícia estava à Minha procura. Eu sei o que nós passamos, nós éramos muito jovens, 18 anos, podem imaginar? E agora, quando vocês obtiveram a liberdade de seu Espírito, vocês devem buscar o conforto do seu Espírito. Há algumas pessoas que reclamam e isso e aquilo, insensatez. Elas não deveriam vir ou os que são indianos deveriam sair… da Sahaja Yoga e nos deixar em paz. Mas aqueles que sabem que vieram aqui, não somente para desfrutarem de si mesmos, mas para fazer o mundo inteiro desfrutar o que obtiveram, dar isso a eles. E para isso, a pessoa tem de se sacrificar. Tem de suportar as dores, aflições.

O quanto Eu suporto as suas dores quando vocês estão bloqueados, quando vocês têm problemas, quando isso e aquilo. Eu tive bolhas algumas vezes, proveniente de vocês, tudo, mas Eu não Me importo porque é a Minha vida, Minha missão, Minha existência. Tudo Meu… é para o propósito de emancipação da humanidade. Até mesmo a última gota do Meu sangue é para isso. Assim, a Minha satisfação é muito diferente. Por favor lembrem-se, vocês nasceram de uma Mãe muito corajosa. Por favor, tentem se elevar. Tenham orgulho de estarem executando uma tarefa fabulosa. Tenham esse sentimento de grande valor. Somente então, somente então, nós podemos alcançar resultados.

Vocês têm visto tantas guerras, têm visto tantas fotos de guerra, vocês têm visto como as pessoas lutaram, como elas se sacrificaram. E vamos ver o que nós estamos fazendo nessa guerra. Simplesmente façam de seu corpo o seu escravo. Livrem-se da escravidão do seu corpo, dos seus condicionamentos, de seu ego insensato. Eu tenho certeza de que, como Mãe, não sou tão ruim, mas como Pai, acho que Me faltam algumas coisas. Por favor, tentem se elevar. De modo que Eu sinta que… não faltei na Minha atitude paterna para com vocês, essa adminiração, essa compreensão das expectativas de um pai. Eu não estou dizendo isso a vocês porque é alguma situação atual, por causa de umas poucas pessoas em particular… ou por alguma coisa que é um tipo de problema dos dias atuais, nenhuma dessas coisas, mas é a Minha proclamação… dessa nova dimensão na qual nós temos de nos elevar. E como na guerra, nós temos que declarar: “Agora, avante!” Do mesmo modo, essa é uma declaração, de maneira alguma para degradá-los, para insultá-los… ou para dizer qualquer coisa sobre qualquer um de vocês. Mas apenas para incutir… essa inspiração que levou milhares e milhares… e milhões e bilhões de pessoas a se sacrificarem por uma causa maior.

Então agora, tenham respeito por vocês mesmos. Levantem suas cabeças. Vocês são aqueles que irão lutar. Vocês são aqueles que são responsáveis. Preparem-se, preparem o seu corpo, preparem a sua mente, tenham discernimento. Este é o Meu, Eu não diria pedido, novamente, esta é Minha ordem. Que Deus os abençoe. [N.T: Palestra continua.] Vamos todos meditar agora. Não há nenhuma necessidade de atarem as suas Kundalinis, não há nenhuma necessidade de darem bandhans em si mesmos.

Não há nenhuma necessidade de fazerem nada. Se vocês simplesmente se elevarem a esse estágio, exaamente agora. Não há nenhuma necessidade de elevarem as suas mãos e… atarem as suas Kundalinis, não é necessário. Não é preciso fazer nada. Sua Kundalini já está atada. Assumam, assumam esta situação, só isso. Isto é o que vocês são: os viras e não os estúpidos. Que Deus abençoe todos vocês. Que Deus os abençoe. Respeitem-se a si mesmos.

Respeitem. Que Deus abençoe todos vocês. Não há nada, nada mais importante para Mim do que vê-los… se elevarem a esse nível de… compreensão dos seus próprios valores e mérito e discernimento. Vocês têm que se tornar pessoas gentis, boas, mas muito, muito poderosos, de modo que possam controlar a si mesmos, suas línguas e suas coisas. O seu controle, o completo controle de si mesmo. Que Deus os abençoe novamente. Por favor meditem, fechem seus olhos, fechem seus olhos. Apenas fechem seus olhos, coloquem suas mãos em Minha direção. Coloquem sua atenção no Sahasrara, sua atenção apenas no Sahasrara. Vocês estão em Meu Sahasrara, todos vocês, neste instante.

Coloquem sua atenção no seu Sahasrara. Não há nenhum pensamento, nada, apenas coloquem a atenção em você. E apenas se elevem até esse ponto. Não há nenhum drama em relação a isso, não há nada artificial, é uma concretização. Toda fraqueza deve ser deixada para trás. Vamos ser pessoas fortes, de valores fortes. Com dignidade e sobriedade. Silêncio, absoluto silêncio interior. E não se precisa falar muito. Tagarelar demais, falar de forma frívola não é o modo de vocês.

Sinta isso em seu coração. Sua própria dignidade. Sua própria glória. A serenidade do comportamento. Todos vocês são santos, mas santos de qualidade muiito elevada, de qualidade muito elevada. Não do tipo comum. Coloquem sua atenção no Sahasrara. Chitta aple Sahasrara tevaitze. Apne Sahasrar pe apna Chitta tev. Se algum pensamento vier, diga: “Não este, nãoo este, não este.”

May God bless you. Há alguns… Eu gostaria de ver todos os grupos em algum momento, um por um, todos os líderes e também alguns indivíduos que querem Me ver. Nós vamos ter casamentos e tudo mais realizados aqui. E isso vai funcionar muito bem. Mas não saltem de repente dentro disso. Faça isso em sua sobriedade, na compreensão… que esse casamento é somente para vocês terem filhos… de qualidade muito elevada. Em segundo lugar, ele tem de ser auspicioso. Simplesmente limpo se houver qualquer falta de auspiciosidade. Eu espero que vocês desfrutem a sua elevação agora, que vocês desfrutem sua glória e desfrutem o seu trabalho nobre. Que Deus os abençoe.

[Marathi] Aqueles que têm quaisquer problemas sobre casamentos, Eu gostaria de Me encontrar com eles. Vocês podem vir e se encontrar Comigo, quaisquer problemas sobre casamentos. Danny, vocês lhes deu as coisas que você conseguiu? Tudo bem. Qualquer um que tenha qualquer outro problema… por favor venham se encontrar Comigo. Não é que exista alguma barreira ou algo assim. Mas vocês têm de fazer algo grandioso, vocês têm de se livrar disso, devem compreender. Então nós iremos desfrutar de nós mesmos muito mais… dessa elevação aonde nós fomos, e mantenham isso elevado, mantenham isso elevado. Que Deus os abençoe. Tudo bem.

Aqueles que querem Me ver… (…) podem vir e Me ver. Especialmente sobre problemas de casamento ou qualquer coisa assim. E essas pessoas cujos casamentos não estão ficando estabelecidos, também pode vir e se encontrar Comigo.