Shri Krishna Puja

(United States)


Send Feedback
Share

Shri Krishna Puja. Englewood (USA), 2 June 1985.

Hoje nós iremos venerar Shri Krishna.

Shri Krishna veio nesta Terra na época… em que na Índia as pessoas eram muito ritualistas. Elas se tornaram escravas desses assim chamados brâmanes, que não tinham nenhuma noção sobre Deus de forma alguma, porque eles começaram uma coisa de… parentesco em que um brâmane pode ter um filho brâmane. Dessa forma, o nascimento determina a casta de uma pessoa. Antes disso, não era assim em que um brâmane teria um brâmane como seu filho. Também é verdade que se você é uma alma realizada… no sentido verdadeiro, se você é realmente uma alma realizada, então você deve ter um filho que seja uma alma realizada. E é desse modo também… que se foi dito que se o pai é um brâmane, é uma alma realizada, então o filho também se torna um brâmane. Porque você é um Sahaja Yogi, agora você consegue entender… que um filho de Sahaja Yogi normalmente se torna um Sahaja Yogi. Então foi acordado que… os filhos de um brâmane seriam chamados de brâmanes. Gradualmente, isso chegou a este ponto… em que qualquer criança nascida… de um brâmane era chamada de brâmane. Agora, nós temos visto que muitos Sahaja Yogis também não têm… almas realizadas como seus filhos.

Talvez por causa de seus próprios karmas, talvez pelos da criança, qualquer coisa, mas até mesmo Eu tenho visto Sahaja Yogis tendo horríveis… filhos demoníacos. Assim, isso mostra que não é através de seu nascimento… que você pode alegar que você é um brâmane… ou aquele que conheceu Brahma. Brahma é o Poder Onipresente. Então você tem de ser um brâmane por meio de seu karma, por meio do que você faz. Desse modo, nós tivemos Valmik, que era apenas um pescador. Ele escreveu Ramayana, ele era um grande brâmane. Depois vocês tiveram Vyasa que escreveu o Gita. Ele era um filho ilegítimo de uma pescadora e ele escreveu o Gita. Assim, essa ideia foi desconsiderada… pela Encarnação de Shri Krishna. Ele quis desconsiderar essa ideia… de que os brâmanes são os únicos que podem venerar Deus.

Dessa forma colocar um outro extremo ao que Rama criou, para trazer as pessoas para o centro, porque através de Rama, elas foram para uma outra forma rígida… e para a rigidez do ritualismo e o excesso de fundamentalismo. Assim, para colocar um fim nisso, Ele quis levar a sociedade para um outro extremo. É claro, o próprio Shri Rama se encarnou como Shri Krishna. Então Ele começou um novo tema, o qual era totalmente consequente, simplesmente era totalmente evolutivo, de maneira que um tema tão novo deveria surgir. E esse novo tema era que a coisa toda não era nada além de Leela. É apenas um jogo, é uma Leela. Portanto, não ser levado tão seriamente assim, não ser tão rígido, não ser tão fundamental, não ser tão detalhista em relação a algo. Assim, a coisa toda é uma Leela. E neste tema, Ele realizou tudo… para estabelecer que “isso é um jogo”. E isso é o que você vê nos Estados Unidos, é muito comum que… para as pessoas isso tenha se tornado uma brincadeira, a vida tenha se tornado uma brincadeira.

E eles acham que a vida não deve ser levada seriamente, há mais diversão em fazer todos os tipos de coisas… do que se meter em qualquer tipo de inibições, como eles chamam isso, ou talvez alguns tipos de formalidades ou padrões. Mas isso é um mito entre os americanos agora, porque para isso você tem de ter Shri Krishna, você tem de ter a Realização. Por exemplo, se você está em pé dentro d’água, as ondas da água estão lá totalmente reais para você… e você – se você acha que isso é uma ilusão, você será liquidado completamente. A ilusão provará que ela não é uma ilusão ao se impor. Mas se você está em um barco, então a água que está em volta é uma ilusão. Assim, esse é o estado no qual você está. Se você está no estado de mente realizada, então tudo é uma ilusão, mas do contrário não é. É uma realidade. Assim, o que eles esqueceram foi este ponto: você não está naquele estado para chamar isso de ilusão. Assim, chamar tudo de ilusão é apenas se enganar, achando que é uma ilusão e não importa, “O que está errado? E daí?”

É muito simbólico que no local de Shri Krishna, esta coisa seja tão comumente aceita de que tudo é uma ilusão. Assim, quem está errado? Quem é mau? Nada está errado. Não há nada como o mal, nada como o bem. E algumas pessoas vão ao limite de dizer… que não há nada como um bhoot, nada como um rakshasa, nada como uma força demoníaca. Agora, para Shri Krishna, o modo como Ele olhava as coisas era desta maneira: para Ele, mesmo matar um rakshasa era um jogo. Destruir um rakshasa também era um jogo. Nesse jogo, o rakshasa devia ser destruído. Assim, Ele discernia de uma maneira: qual jogo deve ser destruído, qual não deve ser destruído.

O jogo do mal, Ele destruía através de Seu próprio jogo. Assim, dizer que não há nada diabólico é também errado. Por exemplo, mesmo se você pensar que tudo é um jogo, o que acontece é que sua atitude em relação a isso… é como a de um espectador. Você vê a coisa toda como um espectador, como em uma peça de teatro, você se senta… e assiste tudo como um espectador, mas você sabe o que está retratando a tragédia… e o que está retratando a comédia. Você não está inerte a isso, senão você é inútil. Isso não significa que você se torne inerte a isso. Você tem um senso de discernimento para saber… o que é uma comédia e o que é uma tragédia. Mas se você é um ator, então para você não é, não é uma comédia nem uma tragédia, é um trabalho para você. Se você está atuando, então você está atuando e você é um ator, você está envolvido nisso. Então não é… para você não ter o discernimento entre a tragédia e a comédia.

Para você, você é apenas um ator, contanto que você seja bem pago, se você faz bem o seu trabalho, então é uma comédia, senão é uma tragédia. Assim, há dois tipos de consciência: uma do espectador, outra daquele que está dentro da peça. Então, a pessoa tem de entender nesta luz: quando Krishna disse que a coisa toda é um jogo, Ele estava se referindo a Ele, não aos outros. Para Ele, é um jogo. E é por isso que quando eles lhes falam sobre o jogo e a ilusão, você deve lhes dizer: “Então por que Ele matou Kamsa? “, “Por que Ele matou Jarasandha?” “Por que Ele matou todas as pessoas que estavam seguindo Kamsa?” Assim, para Ele, aquilo era um jogo, tudo era um jogo… e Ele fez aquilo em Sua própria atitude de um jogo. Assim, a primeira coisa, se você está… despertado pelos poderes de Shri Krishna, então a primeira coisa que deve lhe acontecer é a sabedoria. Agora, a sabedoria é algo que você não pode descrever.

Você não pode dizer o que é sabedoria. É muito difícil descrevê-la ou delimitá-la. Sabedoria é um temperamento, é uma qualidade de uma pessoa que surge em você ao se equilibrar… através do método de tentativa e erro. Todas os países tradicionais, de forma inata, têm muito mais sabedoria do que… os povos que não são tradicionais. Mas Krishna quebrou todas as tradições. É por isso que vocês estão aqui sem muita tradição. Ele quebrou todas as tradições, mas Ele era Shri Krishna, então Ele não precisava de nenhuma tradição, de forma alguma. Mas em relação a vocês, vocês têm de entender a partir das pessoas… que têm tradição sobre o que é sabedoria. Assim, nós fazemos por tentativa e erro. Cometemos erros, a partir disso, nós aprendemos.

Mas quando o ego é tão forte em um país como os Estados Unidos, quando cometemos erros, nós não queremos aceitar que era errado, que era contra a nossa ascensão, que era contra os nossos objetivos mais elevados. Nós ficamos satisfeitos com os objetivos inferiores, por exemplo, Eu tenho visto pessoas que fazem coisas estranhas… na Sahaja Yoga. Elas não se dão conta de que isso é totalmente contra elas, seja o que for que elas estejam fazendo é contra elas, elas não deveriam fazê-lo, era errado fazer aquilo. Pelo contrário, elas bloqueiam o Vishuddhi Esquerdo, esse é um outro bloqueio que elas têm no Vishuddhi Chakra. Então, porque você é sem discernimento, você faz coisas erradas. Desenvolver discernimento. O resultado de tudo isso é o discernimento. Você comete erros. Quando você comete erros, ao invés de… desenvolver o discernimento em relação a isso: “Isso foi um erro,” “da próxima vez, nós não devemos fazê-lo” , enfrentando isso, o que fazemos é nos sentir culpados, então você foge disso, estragando o outro chakra também. É desse modo que as pessoas… adquirem um problema no Vishuddhi Esquerdo, e o Vishuddhi Esquerdo é esse em que você se sente culpado.

É muito melhor se sentir culpado… do que fazer qualquer coisa em relação a isso. Essa é a melhor forma de fugir disso. Na verdade, nós temos visto que a maioria dos casos… de bloqueios no Vishuddhi Esquerdo vêm do ego. Quando o ego está demasiado, você não consegue suportar seu ego, então você o coloca no lado da culpa, e diz: “Sou muito culpado, não deveria ter feito aquilo.” Agora, o outro lado… que é também muito perigoso é o Vishuddhi Direito. O Vishuddhi Direito é aquele através do qual… nós tentamos justificar todo nosso comportamento sem discernimento. “Então o que está errado?” “O que está errado nisto? E daí?” Todas essas coisas são problemas de Vishuddhi Direito.

Assim, é muito comum você falar com alguém: “É errado fazer isso”, por exemplo, eles pintam o cabelo deles. Você lhes diz: “Não faça isso, isso estragará seus olhos”, eles dirão: “E daí? Nós temos o direito de nos estragar,” “temos o direito de nos destruir”, como se eles fossem Shri Krishna, que pudessem se destruir, eles podem? Eles não podem nem mesmo criar uma formiguinha, deixem a formiga de lado, eles não podem nem mesmo criar uma pedra. E como eles têm o direito de se destruírem? Assim, esse é o problema do lado direito, onde achamos que temos o direito de destruir. Por exemplo, o que Eu lhes falei sobre o olhos ontem… é muito importante: os olhos são os que… lhes dão o jogo de Shri Krishna, o poder de Shri Krishna. Mesmo um olhar de relance, um pequeno olhar de relance… de uma pessoa… que tem a consciência de Krishna, como eles chamam isso, se a pessoa tem a consciência de Krishna, então ela deve ser capaz de despertar a Kundalini, deve ser capaz de redimir, deve ser capaz de confortar, deve ser capaz de curar qualquer um. Mesmo um olhar de relance, um olhar de relance pode fazer isso, se tiver a consciência de Krishna, mas não aqueles autocertificados que dizem: “Nós temos a consciência de Krishna”, o tempo todo recitando o nome de Shri Krishna ou algum mantra. Assim, no lado esquerdo, a fuga é o sentimento de culpa.

Quando vocês se sentem culpados, tentam descobrir algum método de expressão. Então eles dizem que vão a algum guru… e então o guru lhes dá algum tipo de mantra, e eles aceitam esse mantra, eles seguem recitando. Como resultado disso, eles bloqueiam mais ainda… o Vishuddhi Esquerdo. Porque se você segue recitando mantra sem a conexão, você fica completamente bloqueado. Então o Vishuddhi Esquerdo é novamente arruinado… e seus mantras são totalmente inúteis, eles os estão destruindo. Na verdade, Eu tenho visto que muitas pessoas… que têm ataques cardíacos, que têm angina e também que têm câncer… são pessoas que têm recitado mantras desse jeito, sem conexão com o Divino. Se você não está conectado, por exemplo, isto não está conectado… e Eu começo a usá-lo demais, ele se estragará. Da mesma maneira, o centro no lado esquerdo se estraga… quando você começa a recitar qualquer mantra sem estar conectado, sem sentir o poder desse mantra. Assim, na Sahaja Yoga, nós temos mantras… para neutralizar esses mantras no lado esquerdo. O bloqueio no lado direito surge quando falamos nos vangloriando.

Isso é uma coisa comum entre seus políticos, eles se vangloriam muito. Eles acham que são pessoas muito responsáveis… e fazem todas as coisas irresponsáveis. Assim, quando você quer estragar este chakra, você tem de fazer um discurso irresponsável. Então assim, nós podemos dizer: “Eu farei isso por você, farei aquilo.” “Eu gosto disso, posso descobrir isso, posso lidar com isso”, acabou-se. Quando você começa a falar na forma do ego: “Eu tenho de fazer isso, eu farei isso”, então nosso ego aparece. Mas ao contrário, se você disser: “Eu tenho de fazer por Você, Pai;” “eu tenho de fazer por Você, Mãe, é Seu trabalho que estou fazendo”, então a coisa toda desaparece… e você tem essa bela coisa chamada “entrega” que é Islã. Islã não é nada além de entrega. Assim, você se entrega dizendo: “Este é seu trabalho, Pai;” “eu estou trabalhando para Você, sou Seu instrumento,” “sou Sua flauta.” Então, você toca a melodia de Deus.

Mas para isso também, o ponto central do discernimento tem de ser usado. A todo momento, volte para o discernimento. Por exemplo, algumas pessoas fazem todos os tipos de coisas erradas… e dizem: “Mãe, fizemos isso por Você.” Como pode ser isso? Por exemplo, alguém quer beber. Ele diz: “Eu fiquei bêbado, Mãe, porque eu quis ajudá-La.” Ou Hitler pode dizer: “Matei tantas pessoas,” “porque quis eliminar todos os judeus que mataram Cristo.” Assim, este Vishuddhi Direito lhes dá um tipo de mente… que tenta justificar tudo e tenta explicar tudo. Toda ação pode ser explicada: “Por que você matou?” “Por causa disso.”

“Por que você fez isto?” “Por causa disso.” Uma vez que você comece a justificar suas ações erradas, o Vishuddhi Direito sobe para o seu cérebro. E então tudo que você fizer tem uma justificativa. Por exemplo, se Eu disser que os americanos vieram a este país, eles, na verdade, roubaram a terra dos outros povos… e estão agora bem estabelecidos. Agora, quando Eu digo isso, imediatamente a maioria deles irá para o Vishuddhi Esquerdo. “Oh, nós somos muito culpados, fizemos isso, fizemos aquilo.” Mas um verdadeiro Sahaja Yogi não fará isso. Um verdadeiro Sahaja Yogi, o que ele fará é que ele dirá: “Tudo bem,” “isso foi feito pelos meus antepassados, eu não fiz isso.” “Mas eu posso tentar corrigir isso, tentarei estar além do racismo;” “eu cuidarei dessas pessoas que foram roubadas,” “eu tentarei lhes dar tudo que for possível.”

Essa é a maneira de você encarar isso e não simplesmente dizer: “Oh, eu sou tão culpado, pois meus antepassados…” “fizeram isso e tudo mais.” Mas o que você está fazendo em relação a isso? Por exemplo, Eu fui à Suíça e disse: “Não se sintam culpados.” Então uma mulher disse: “Estou me sentindo culpada pelo Vietnã.” Eu disse: “O que você fez lá?” “Por que você está se sentindo culpada pelo Vietnã…” “dentre todas as possibilidades? Pelo menos você não foi lutar lá.” “Por que você se sente culpada em relação a isso.” Então ela disse: “Eu estou simplesmente me sentindo culpada,” “porque eu acho que fizemos uma coisa errada.” Eu disse: “Mas como você chama a si mesma de ‘nós’?”

Assim, este é um outro ponto que surge da falta de discernimento: nós, de repente, nos tornamos uma personalidade… que é parte integrante do todo. Então nós pensamos: “Oh, nós americamos somos do mundo.” Tudo bem, como? O dia em que vocês se tornarem o mundo, a maioria dos problemas serão resolvidos. Eles são as maiores dores de cabeça, como os russos são. Ambos são as dores de cabeça para o mundo inteiro. Se eles se tornarem o mundo inteiro, não haverá nenhum problema, não haverá nenhum problema, porque então eles se tornarão o amor. Mas apenas assumir uma situação onde achamos que “nós somos”, “nós”. Quem são o “nós”? Marido e mulher não conseguem viver juntos.

Os filhos e o pai não conseguem viver juntos. A mãe não consegue viver com os filhos. O que são o “nós”? Onde estão o “nós”? Tantas fragmentações. Eles brigarão por pequenas coisas… como um canivete ou algo assim, qual canivete deve ser comprado. Por causa disso, eles brigarão. Como eles são “nós”? Não há nenhuma harmonia, não há nenhuma concordância. Exatamento o oposto de tudo que é o Vishuddhi Chakra.

Assim, desde o início, se você observar, uma pessoa… que é uma alma realizada deve ver tudo como uma peça. Mesmo a destruição do mal é importante, mesmo a aniquilação do mal é importante. Se você não matar o mal, o mal governará. Vocês acham que Hitler deveria ter sido salvo… e deveria ter sido entregue aos cuidados de Deus? Ele salvou ao matá-lo. Porque Hitler foi destruído, porque tudo foi destruído, Ele salvou. Isso deve ser compreendido em Sua vida, na vida de Krishna, essa é a primeira coisa que acontece, de modo que para vocês, o mal deve ser aniquilado. Portanto, o que vocês devem rezar é: “Ó Senhor, aniquile todo o mal do mundo,” “toda a destruição do mundo,” “todas as mentes que constroem a nossa destruição,” “por favor, tente neutralizar isso.” Isso é o que um Sahaja Yogi deve pedir. Ao invés disso, eles tentam às vezes… se identificar com essas ideias.

Isso não é correto. Vocês têm de se levantar… e têm de dizer: “Isso é errado.” “Nós não devemos destruir ninguém, não devemos matar ninguém,” “não temos o direito.” Então, quando Krishna falou com Arjuna: “Mate todos…” “que são seus parentes, que são seus amigos…” “e que parecem seus gurus, mas eles já estão mortos.” Isso foi o que Shri Krishna disse, foi a Encarnação de Shri Krishna que disse isso. Isso não significa que vocês comecem a matar todo mundo, tornando-se Arjuna, vocês não são Arjuna. É desse modo que Anand Marg, essa organização surgiu, que começou a matar todos, achando que eles têm o direito de matar. Como? Vocês não têm nenhum senso de certo e errado. Como vocês podem matar alguém ou podem salvar alguém?

Antes de tudo, tentem salvar ao invés de matar. Vamos supor que você esteja diante de um barco que está em perigo, as pessoas estão se afogando… e você percebe que tem de salvar as pessoas. Você matará as pessoas lá ou tentará salvá-las? Agora não é ocasião para matar. Você não tem de se preocupar em matar, deixe Deus fazer esse trabalho. O que você tem de fazer é salvar pessoas, você tem de salvar tantas quanto possível o tempo todo. E aqueles que são tipos errados de pessoas, simplesmente esqueça-os. Apenas faça com que eles se mudem. Leve-os embora. Não tenha nada a ver com eles.

Faça o que quiser, mas não os mate. Assim, esta é uma coisa que vocês têm de entender como Sahaja Yogis: você não está aqui para matar ninguém, para destruir ninguém, para perturbar ninguém ou fazer algo que não seja apropriado. Não há nem mesmo necessidade de dizer palavras ásperas. Deus irá cuidar. Ele está tão ansioso atualmente, você está no palco… e Ele está tão ansioso para ajudá-lo de todas as maneiras, porque você está fazendo o trabalho Dele. Mas fazendo o trabalho Dele, não pegue a espada Dele em suas mãos e comece a matar todo mundo. Isso é uma coisa muito comum que fazemos na Sahaja Yoga, Eu tenho visto pessoas se tornarem muito agressivas, elas falam muito agressivamente. Especialmente com os novos que vêm em um programa. Ao invés de serem gentis, amáveis, compassivos, bons com eles, imediatamente eles dirão: “Você é um bhoot!” É muito comum.

Vocês não Me encontrarão fazendo isso em momento algum, Eu faço? Então vocês começam a agredir uns aos outros também, o que é contra o princípio do Vishuddhi. Vocês não devem agredir, porque a coisa toda se torna discernimento. O que é o discernimento é a diplomacia. A diplomacia divina é expressa através de seu discernimento. Se você tem senso de discernimento, agora você sabe: esse homem é perigoso, ele o está perturbando, agora, se você tem um senso apropriado, você removerá essa pessoa de tal maneira de seu meio… que não haverá nunca mais discussão ou destruição. Mas ao contrário, o que você faz é desafiar essa pessoa, e começa uma grande briga. E os Sahaja Yogis são capazes de brigar, Eu lhes falo algumas vezes, Eu não sei o que dizer sobre suas brigas. Assim, deve haver discernimento, devem compreender. A situação de tensão se desenvolve, por exemplo, uma tensão se desenvolve… quando você percebe alguém lhe falando: “Veja, essa pessoa disse isso sobre você.”

Depois a mesma pessoa vai e fala com uma outra pessoa: “Essa pessoa disse isso sobre você.” Então vocês começam a discutir. Ao invés de descobrir a razão básica, ao invés de descobrir: “Por quê? Por que isso está acontecendo?” “Por que uma situação assim surgiu entre nós?” “Nós éramos amigos, o que aconteceu?” Ao invés disso, a pessoa começa a brigar, a ficar zangada. Esse não é o sinal de expressão de nenhuma alma realizada. As expressões de almas realizadas têm de ser extremamente discretas, delicadas, belas. Ninguém deve notar… que você tem sido de alguma forma efetivo.

E é desse modo que você fará isso dar certo. Assim, a Encarnação de Shri Krishna, como dizemos, é a Encarnação da Diplomacia Divina. Então Ele brinca. Vou lhes dar um exemplo de como Ele brinca. Havia um rakshasa, um demônio, que tinha a bênção de Shiva… de que ninguém poderia matá-lo. E somente um santo que nunca tinha aberto seus olhos… em toda sua vida, se ele colocasse seus olhos nele, ele seria morto. Então havia um santo que recebeu uma bênção: “Entre em yoga, nidra yoga,” “durma em seu sono yoga,” “e uma vez que você abra seus olhos,” “seja para quem for que você olhe, tal pessoa morrerá.” Tudo bem, Shri Krishna era muito inteligente. Ele estava lutando contra esse demônio… e esse demônio estava prestes a matar Shri Krishna. E Shri Krishna sabia tudo sobre isso, seu passado.

Assim Ele começou a fugir do campo de batalha, então Ele recebeu o nome de Ranchodas, Aquele que foge do campo de batalha, é considerado como algo realmente depreciativo, porque não é algo grandioso fugir do campo de batalha. Ele não se importou, Ele fugiu e então esse demônio começou a segui-Lo. E Ele entrou na caverna… onde esse grande santo estava dormindo em sua nidra yoga. E Ele tirou Sua manta… e a colocou lentamente, delicadamente… em cima daquele santo e Se escondeu. Então esse rakshasa veio atrás Dele. Ele O viu deitado lá. Ele achou que era Shri Krishna. Ele disse: “Ah, então agora Você está cansado, está deitado aqui.” “Venha agora, abra Seus olhos!” E assim que ele puxou a manta com um pouco de força, aquele sujeito se levantou e olhou para ele… e ele simplesmente foi queimado.

E Ele não se importou de receber a má fama de Ranchodas. Esse é o sinal de diplomacia. Assim, o discernimento inteiro Dele… está claro do inicio ao fim de Sua vida, o discernimento inteiro, o que Ele deveria fazer, o que está certo, o que está errado, Ele não tem esse problema. Então Ele tinha de ter os poderes Dele, todos eles trazidos nesta Terra. Então Ele pregou uma peça. Ele conseguiu todos esses poderes na forma de mulheres, mulheres jovens. E Ele criou um rei, vejam, que arrastou essas mulheres para dentro de sua própria corte… para usá-las, mas ele nunca podia tocá-las. Então Shri Krisnha foi e derrotou esse homem. Ele tem de ter justificativa também, Ele tem de ter uma justificativa religiosa para fazer alguma coisa. Então Ele matou esse rei, trouxe todas aquelas mulheres… e todas elas se tornaram as esposas Dele, assim chamadas.

Todos os tipos de truques Ele costumava pregar. Eu lhes falarei do truque de Radha que Ele pregou. Hoje Eu estou usando uma roupa tal como Radha, porque Ela é Viratangana, Ela é Aquela que protege nosso Sushumna Nadi. Ela é Mahalakshmi e Ela usa o sari deste jeito para proteger. Ela se veste desta maneira, enquanto Ela deixa Sua mão esquerda aberta, porque esta é a Shakti de Mahakali e a mão direita, Ela fecha, porque a mão direita é a Shakti de Mahasaraswati, significando o poder da criação, porque a criação já foi feita. Ela criou esta Terra e criou os seres humanos, tudo está feito. Agora isso está encerrado. E na Índia, Brahamadeva não é venerado, exceto por um templo onde eles veneram Brahamadeva, fora isso Brahamadeva não tem nenhum templo ou algo assim. Assim, Ela fecha este lado, Ela o preserva dentro Dela mesma… e Ela abre o lado esquerdo Dela. E na frente Dela… está a proteção completa feita para todos os Seus discípulos.

Isto é o grande “archal” inteiro que Ela cria, normalmente o “archal” é o outro lado disto, onde a criança é mantida dentro, escondida no outro sari. Mas neste aqui, quem elas têm aqui… é a criança que é mantida debaixo disto, assim a ascensão toda se estabelece de Mahalakshmi. E é por isso que este é o poder de Radha que é mostrado. Assim, Eu lhes contarei a última história sobre Ela, que irá concluir esta palestra sobre Radha e Shri Krishna. Um dia, uma das esposas de Shri Krishna foi enganada por Narada, e Narada disse: “Veja,” “Krishna não ama vocês, Ele ama somente Radha.” “Ele só fica inventando histórias de que Ele ama vocês,” “que vocês são Suas esposas, mas Ele não ama.” “Ele só é apegado a Radha.” Então o rumor se espalhou entre as mulheres. Todas elas começaram a acreditar: “Oh, realmente, é assim.” Então elas foram e falaram com Shri Krishna: “Você não nos ama, Você só ama Radha.”

Ele disse: “Quem lhes falou?” Elas disseram: “Narada.” “Não, não, quem lhes falou isso?” Elas disseram: “Narada.” Ele disse: “Narada só está lhes contando mentiras,” “ele está somente tentando criar discórdia entre Mim e vocês,” “então não deem ouvidos a ele.” Elas disseram: “Não, não, isso é verdade, nós podemos provar isso.” Ele disse: “Tudo bem, Eu não sei disso,” “mas neste exato momento Eu fiquei com uma terrível dor no estômago,” “uma dor terrível, Eu não consigo Me recuperar dela.” Então todas elas ficaram preocupadas. Elas disseram: “Qual é o problema? Que tipo de dor é esta?”

“O que podemos fazer para superar essa dor.” Ele disse: “Há uma coisa muito simples:” “vocês terão de Me dar a poeira de seus pés para Eu beber.” “Se vocês puderem tirar a poeira de seus pés e Me derem para beber,” “então Eu serei salvo.” Então essas mulheres usaram seus cérebros. Elas disseram: “Ele já não nos ama e se nós Lhe dermos a poeira de nossos pés,” “nós estaremos cometendo pecados e depois ficará muito pior.” “Assim de que adianta fazer o jogo Dele? Ele é muito diplomático,” “é melhor esquecer isso.” Elas disseram: “Não, não queremos fazer uma coisa tão pecaminosa,” “que é Lhe dar a poeira de nossos pés, isso não é protocolar,” “não temos de fazer nada assim,” “não nos ensine todas essas coisas ruins.” Então elas pararam. Então Narada veio, ele disse: “Agora, o que fazer?”

“Como se livrar de Sua dor no estômago.” Ele disse: “Há somente uma saída, vá até Radha…” “e Lhe diga que Eu estou com dor no estômago…” “e que este é o remédio.” Então ele foi até Radhaji e Lhe disse: “Shri Krishna está muito doente, Ele está com dor no estômago…” “e o que Você tem de fazer é dar a poeira dos Seus pés.” Ela disse: “Sim, por que não? Pegue-a,” “para essa dor, é claro, por que não?” Então ele disse: “Você não está preocupada com Suas punyas?” “Você não está preocupada de que esteja cometendo um pecado.” Ela disse: “Você não conhece este Shri Krishna,” “Ele não tem nenhum senso de pecado, de forma alguma.” “Ele Me faz cometer pecado de manhã até de noite.” “Quem sou Eu para Me preocupar com pecados?”

“Eu não ficarei preocupada com isso,” “é melhor você levar isto para Ele, isso é preocupação Dele.” Então ele levou a poeira dos pés de Radha… e a colocou para Shri Krishna. Shri Krishna: “Ela lhe deu?” Ele disse: “Ela lhe deu?” Ele disse: “Sim, Ela deu, estou surpreso,” “mas Ela não está preocupada com os pecados Dela,” “Ela não está preocupada.” Ele disse: “Disso Eu sei.” Então ele disse: “Mas como Você explica isso?” Ele disse: “Você entenderá agora mesmo.” Ele pegou a poeira dos pés de Radha, os pés de Radha estavam empoeirados… ou estavam cheios da poeira de Vrindavan, e Vrindavan tem um tipo amarelo de argila, o solo é amarelado… e toda a coisa amarela estava nos pés Dela, a qual Ela removeu e a pegou. Então quando Shri Krishna bebeu aquela poeira, Narada viu que no coração de Shri Krishna, Radha estava deitada e brincando com os pés Dela… no lótus do coração Dele.

O lótus tinha o pólen, o pólen do lótus estava tocando os pés Dela… e estava os tornando amarelos. Isto foi o que Ela disse: “O que é isto quando Eu estou em Seu coração?” “Meus pés estão em Seu coração, então qual pecado Eu posso cometer?” E quando as mulheres ouviram isso, elas perceberam que… a ideia delas sobre Shri Krishna ainda não é suficiente. Elas têm de ser Radha para compreendê-Lo. E é desse modo que Ele faz o jogo da diplomacia, truques simples aqui e ali, através dos quais Ele fez isso. E para introduzir a beleza da Leela, Ele começou o Ras. “Ra” é “energia”, “Sa” significa “com”. Então Ele fez Radha dançar, ficando em pé lá com Ele, Lhe dar o poder e todos dançaram. E parecia como se Radha e Krishna estivessem dançando.

E isso é o que Ele começou, e depois para fazer isso, fazê-lo atingir o ponto culminante, Ele criou o festival de Holi, no qual Ele disse: “Abandonem tudo.” “Por um minuto, abandonem tudo.” E esse abandono agora se tornou um – é só um por um dia que você tem de abandonar, aqui isso se tornou um ano inteiro de Holi. Assim, as pessoas estão ocupadas com um ano inteiro de Holi… sem Shri Krisha e Radha. Então qual será a situação de um lugar assim? E é por isso que Eu acho que o que acontece é que… quando você tenta atrair os outros… através de todas essas coisas estúpidas, somente os bhoots são atraídos e eles entram em você. E uma vez que eles entrem em você, você fica estranho, você não sabe porque está se comportando assim, porque as coisas acontecem dessa maneira. É por isso que temos de entender… que nós temos de ser atraentes para Deus. E você só será atraente para Deus, se você alcançar seu Espírito. Se o Espírito estiver brilhando, somente então você pode envolver-se nisso.

Que Deus abençoe todos vocês.