Shri Ganesha Puja, The Importance of Chastity

(England)


Send Feedback
Share

Shri Ganesha Puja. Brighton (UK), 4 August 1985.

Hoje, nós estamos reunidos aqui na ocasião correta e… em um dia muito auspicioso para venerarmos Shri Ganesha.

Shri Ganesha é a primeira Divindade que foi criada, desse modo todo o Universo está preenchido com auspiciosidade, com paz, felicidade e espiritualidade. Ele é a Fonte. Ele é a Fonte da Espiritualidade. Como resultado disso, todas as outras coisas vêm depois. Como quando chove e está ventando, você sente o frescor na atmosfera. Do mesmo modo, quando Shri Ganesha emite Seu poder, nós sentimos todas essas três coisas dentro e fora de nós mesmos. Mas tem sido tão lamentável especialmente no ocidente, que a Divindade mais importante e fundamental… tem sido não somente negligenciada completamente, mas insultada e crucificada. Assim hoje, embora Eu não queira lhes dizer nada que… os preocupe, Eu devo dizer-lhes que… venerar Shri Ganesha significa que tem que haver… uma total limpeza em vocês. Quando você venerar Shri Ganesha, mantenha sua mente limpa, mantenha seu coração limpo, mantenha seu Ser limpo, nenhum pensamento de luxúria e ganância deve surgir. Na realidade, quando a Kundalini ascende, Ganesha tem que ser despertado dentro de nós, a inocência tem que vir à tona, a qual remove todas essas idéias degradantes em nós mesmos.

Se a ascensão deve ser alcançada, nós temos que entender que… devemos amadurecer. As pessoas estão doentes agora. Por toda a vida ocidental, percebe-se que elas estão doentes. Doentes porque elas nunca reconheceram Shri Ganesha. Se alguém como Freud vem, não significa que vocês devem aceitá-lo, mas vocês o fizeram, como se isso fosse algo tão importante a ser feito, não havia nada mais importante do que isso. Então hoje nós estamos diante do nosso poder de ascensão e… do poder dos condicionamentos que tivemos. Quando Freud falou de condicionamentos, ele não sabia que… estava colocando outro tipo horrível de condicionamento em vocês, terrível. Sexo não é importante para os seres humanos de forma alguma. De forma alguma é importante. É somente quando se quer ter filhos que, na verdade, um ser humano… que é do mais alto nível poderia fazer sexo.

A sedução, o romance, essa insensatez e tudo mais… não existem em uma mente pura. É tudo uma criação humana. E esse servilismo que se tem ao sexo é tão surpreendente. Isso vem de um nível muito baixo de dentro de nós. Vem de uma categoria muito baixa de seres humanos, que se tornam servis a isso. Você deveria ser o senhor, ter o domínio disso. E hoje, quando Eu vejo à Minha volta no ocidente, que também é parte integrante da mesma criação, tantas doenças têm surgido. Eu fico realmente horrorizada. Como voltar sua atenção agora para a maturidade do sexo. Quando o sexo amadurece, você se torna um pai, uma mãe e… uma personalidade pura.

Quando você ouve sobre uma mulher de 90 anos… casando com um rapaz 19 anos, você simplesmente não compreende. Que tipo de sociedade é essa que tem criado neste mundo, esse tipo de comportamento estúpido? Nós temos que amadurecer. Isso não significa que Eu estou dizendo para ter austeridade na idade jovem, não significa isso. Isso é outro absurdo, mas é claro que vocês devem amadurecer. Vocês precisam de uma tapasya para isso. Uma coisa sem importância quando se torna importante e… coisas tão sem importância, como qualquer coisa que… tenhamos, como os cabelos, mesmo quando perdemos o cabelo isso tem significado. Mas se você perde sexo, qual é o problema? Perder sexo é muito bom, uma boa eliminação de lixo ruim. Tamanho desperdício de energia.

Tanto interesse, tanta atenção preciosa, tanta auspiciosidade gasta… nesse tipo de insensatez. Assim, para venerar Ganesha, temos que entender que… nós temos que amadurecer. A maturidade tem que surgir dentro de nós. Nós temos que ir mais fundo dentro de nós mesmos. Nossa atenção tem que ir mais fundo para dentro de nós mesmos espontaneamente. Como alcançaremos a profundidade se ainda somos como vermes? Caso contrário, isso é um tipo de grande sacrifício ou… uma pressão sobre as pessoas. Essas identificações e essas pressões têm custado muito caro… a vocês, custado muito caro. Vocês têm pago tanto, vocês têm passado por tantas coisas. Para quê?

Portanto, as prioridades devem mudar, se Shri Ganesha for venerado. O que nós estamos venerando hoje é a inocência dentro de nós. Estamos venerando o que é auspicioso, o que é inocente. A inocência, que está profundamente dentro de nós, é o nosso caráter, é a nossa natureza, é o que nasceu conosco. É a base de toda esta Criação. É a essência desta Criação. Então quando a matéria torna-se ativa, tudo bem, a reprodução se inicia, começa o estágio animal, depois vem o estágio de seres humanos… que são primitivos, depois vem o estágio… onde os seres humanos são desenvolvidos. Não da maneira como entendemos o mundo desenvolvido, horrível. Eu nunca os chamarei de desenvolvidos, de forma alguma. O desenvolvimento não é externo.

O desenvolvimento interno é que tem que ser observado. O que nós temos cultivado internamente? O que alcançamos dentro de nós mesmos? Qualquer coisa grosseira, grande, é plástico, desse tipo. Aquele que não adquiriu nenhum poder interno desenvolvido. Digamos por exemplo que Eu lhes dê uma manga e… Eu diga: “Tudo bem, agora coma isto.” E você vê que só tem a casca e nada dentro, o que você irá comer? Você irá comer este plástico? Qualquer coisa que cresça assim é plástico, está morto. Qual é a essência por dentro? Vejamos.

Qual é a essência dentro de nós mesmos? Isto é o que o Cristo pregou: a moralidade. Tão importante para Ele era isso. Porque conforme o dharma, que era o equilíbrio, onde, é claro, a moralidade é muito importante. Mas foi necessário a Cristo falar sobre a inata e… mais profunda moralidade, que é parte integrante do Ser, não é apenas ensinada ou falada ou temida… porque existe um medo de Deus e da fúria de Deus. Mas, a moralidade deve ser a sua própria luz inata. É por isso que Cristo falou sobre isso. E o mesmo Cristo foi usado para demolir a inocência. E Eu não diria que vocês não foram avisados. Freud não foi a única pessoa que nasceu.

Outro dia Eu fui a Prado na Espanha e… Eu vi pinturas e mais pinturas do inferno. E nesses tempos modernos, nós vemos esses pankies magrelas… andando por aí sem roupas, esses tipos de pessoas são mostradas… com todos os tipos de coisas estranhas, estavam fazendo coisas estúpidas. Esse era o Bosch. Eu fiquei surpresa, o alemão Bosch, que exibia todos esses tipos de coisas insensatas, muito claramente um caminho… para o inferno, depois o ataque da morte, todas essas coisas. Quero dizer, ele era uma pessoa bem recente. Se vocês chamam Blake de doido, o que dizer de Bosch? Todo mundo é considerado doido, exceto essas pessoas estúpidas e inúteis. Tantos avisos têm vindo a nós. Por exemplo, podemos dizer que, há muito tempo, sabemos o que é o inferno. Mahavira, de todas as pessoas, foi quem escreveu muito claramente sobre o inferno.

Isso é o inferno. Mas no ocidente, as prioridades estão completamente invertidas. Qual é o seu poder? Apenas pense nisso. Reflita dentro de você. É o poder mental que é importante? Eu lhes falei que o poder mental não faz nada, porque ele é apenas linear, ele se move em uma direção, cai e retorna a você. Não há nenhuma essência nisso. É somente uma projeção da mente, plástico. O que é o seu poder emocional?

As emoções que você tem levam você para onde? Vejam, vocês têm emoções por…, mesmo as boas emoções que vocês têm. Digamos que você ame muito a sua esposa. Para onde isso leva você? Existiu um poeta chamado Tulsidasa que amava muito sua esposa. E ela foi para a casa de sua mãe. Ele não pôde suportar isso e foi vê-la, ele escalou até a sacada dela e ela tomou um susto. Ela disse: “Como você subiu?” Ele disse: “Você pôs uma corda lá.” Ela disse: “Não.” Eles viram que tinha uma cobra enorme pendurada. Então ela disse: “O grande amor que você tem por mim,” “se você o tivesse por Deus, onde você estaria?” Assim, para onde essas emoções os levam? À frustração, à infelicidade, à nossa destruição.

O poder mental lhes dá uma coisa horrível chamada ego, que destrói os outros. E o poder emocional não lhes dá… nada além de choro, lamentação e os faz sempre se sentirem infelizes. “Oh! Eu investi emocionalmente tanto…” “em tal e tal pessoa e o que eu ganhei com isso?” Portanto, isso não é absoluto, é relativo. Mentalmente você não é nada se não consegue destruir os outros. Emocionalmente você não é nada, porque você não pode dominar as pessoas com suas emoções. Então qual é o seu poder? Onde se encontra o seu poder? Seu poder está no Espírito. Mas mesmo antes do Espírito ser alcançado, qual é o seu poder?

É a Kundalini? Ela está adormecida. Então qual é o seu poder? É a sua castidade. Se um homem é casto, ele tem temperamento casto e… ele se firma, se apóia em sua castidade. Ela age, ela atua. Mas primeiramente a castidade lhes retribui com sua boa saúde. Pelo semblante de uma pessoa, pode-se dizer… que ela é casta. Como em nossos Shastras costumava dizer: um santo ou um brahmachari, aquele que nunca teve sexo em sua vida, tem sempre um brilho em sua face. E como dizemos: o maior dos brahmacharis foi Shri Krishna, que teve muitas esposas.

Porque não há nisso nenhum desperdício de energia, nenhum desperdício de atenção. Assim, toda a energia está dentro. Eu diria a vocês que hoje quando Eu vinha de carro estava chovendo, estava ventando, estava muito frio, mas nós estávamos no carro. Nada nos afetou, porque nós estávamos bem aquecidos dentro do carro. Nós passamos por tudo, nada nos tocou, nada nos aborreceu, nós viemos muito bem. Como? Porque nós nos mantivemos no nosso próprio veículo e… o veiculo que nós temos é a nossa castidade. Nós somos tão especiais que os outros devem nos respeitar, os outros devem nos prestar homenagens, caso contrário ficamos irascíveis. Você se respeitou? Você se respeita?

Parece, às vezes, para as pessoas no ocidente que… a Mãe está tentando pregar sobre a cultura indiana. Muitas pessoas pensam dessa maneira. Mas Eu digo que deve-se aprender ciência do ocidente. Tudo bem. Deve-se aprender outras coisas do ocidente… como estética, é claro. Pinturas e arte, talvez esquemas de cores. Mas cultura é melhor que vocês a aprendam dos indianos. Há a morte da cultura, não há nenhuma cultura, Eu acho. Que cultura é essa onde supõe-se que a mulher deve expor seu corpo? É a uma cultura de prostitutas, simples assim.

Encarem isso. Uma cultura onde a mulher não deve respeitar suas partes íntimas… não é de forma alguma uma cultura na concepção estética do Divino. É tão assim hoje em dia que estão fazendo um filme mostrando Maria… como uma prostituta. Quero dizer, é nisso aí onde vocês foram parar. Na Índia, mesmo que somente digam isso, eles irão espancar vocês. Qualquer um, seja muçulmano, hindu, cristão. Quero dizer, é chocante ouvir o modo como falam de Cristo. Para um indiano, isso é chocante. Como podem falar? Porque, uma vez que você abandone a sua castidade, você não pode entender que possa existir alguém… que seja totalmente casto.

Para um ladrão todo mundo é ladrão. Porque você não tem esse respeito pela sua castidade, você não pode imaginar o que Cristo pode ter sido. Você não pode imaginar, você não consegue aceitar. Coisas intoleráveis são ditas sobre Cristo. Eu lhes digo, insuportáveis. Eu não sei, Eu Me defrontei com Sua crucificação, a qual foi insuportável da maneira como foi. Mas esse tipo de coisa que vocês dizem a respeito de alguém, para uma mulher indiana se você fizesse tal comentário, para uma mulher indiana comum, ela cometeria suicídio. Nunca é dito que alguém chega e fala: “Você está muito bonita.” Tudo bem, você pode dizer para sua mãe: “Você está muito bem.” Tudo bem, isso é diferente. Mas você não fala desse jeito para qualquer mulher. Você tem que mudar a si mesmo.

E essa é uma das razões porque… as pessoas têm temperamento muito quente. O ímã dentro de vocês é Shri Ganesha. Muitas pessoas sabem que Eu tenho um grande senso de direção, que vem desse ímã, que é perfeito. Esse ímã é que os mantêm juntos ou ajustados ou… todo o tempo apontados para o Espírito. Se você não tem o senso de castidade, você irá pendular desse lado, daquele lado. De repente você se torna um Sahaja Yogi muito bom, amanhã você se torna um demônio, porque não há nada que o mantenha ligado… à grande idéia do Espírito. Vamos encarar isso. Agora é chegado o tempo para todos nós, para todos os Sahaja Yogis, em que a coisa mais grandiosa em nós não é o sexo, mas sim a castidade. E isso é o que irá amadurecer você. É muito impressionante como algumas pessoas estavam se comportando em Bordi.

Eu soube disso, Eu fiquei impressionada. Como eles puderam se comportar assim diante das pessoas de Bordi, que são pessoas simples e inocentes? Mas, o mais importante disso é: quando você se entrega a esse comportamento… frívolo e insensato, insultando a sua castidade, você realmente fica deficiente na ação dela. Como por exemplo, se você gastar à toa a gasolina, o seu carro não pode se mover. É assim, algo acontece com você. Todo o tempo vocês continuam tocando as pessoas e… conversando de forma frívola com os outros. Qual é a necessidade de fazer isso tudo? Eu simplesmente não entendo. E depois termina num caso de divórcio. Uma vez Eu fui à (loja) Selfridges, devo lhes contar uma história muito interessante.

No meio da multidão, havia duas pessoas, um homem e uma mulher, se beijando o tempo todo, sem se incomodar se havia outras pessoas… que também estavam na mesma escada rolante. Eles estavam se beijando na escada rolante, se beijando, digo, torturando todos os indianos que estavam lá ou, talvez, outras pessoas, chineses, por exemplo, egípcios. Tamanha exibição estava acontecendo. E Eu os vi na próxima vez. Eles não estavam se beijando. Eu disse: “O que aconteceu?” “Nós estamos divorciados.” Eu disse: “Por que vocês estavam se beijando tanto aquele dia?” Então eles disseram: “Porque nós íamos nos divorciar,” “então nós queríamos ter o último momento disso.” Que nível é esse? Imaginem só, que nível. Que amor, que sentimento você tem por alguém? Nada desse tipo. Todo tempo discutindo um com outro, terminando em casos de divórcio e exibindo todas essas coisas.

Qualquer personalidade profunda não mostra essas coisas em público. É claro, Me contaram que aqui, nas escolas públicas, é dito… que você nunca deve mostrar suas emoções em público. Mas, por outro lado, você pode mostrar qualquer coisa… ridícula ou desavergonhada, mas não suas emoções. Que lugar absurdo é este. Vocês têm aceitado todos esses valores… como ovelhas, sem refletir sobre isso. Como quando Eu estava na França, uma menina veio e ela estava chorando. Ela disse: “Horrível, horrível,” “eu nunca mais irei a esses psicólogos.” Então Eu disse: “Por que?” “Eles estavam dizendo coisa sujas, sórdidas, a respeito de meu pai.” Imaginem só. E as pessoas aceitaram essas idéias desse horrível Freud. É fundamentalmente errado. Quer seja histórico, o que quer que seja, é melhor que vocês parem com isso.

Tudo que é errado é errado no Divino. O que quer que seja certo é certo no Divino. Mas há uma real objeção agora, as pessoas quando saem por aí, marido e mulher e isso e aquilo, eles se beijam e… se provocam. Qual é a necessidade? Você beija a pessoa e vem e fala contra aquela pessoa para Mim, Eu tenho visto isso. Se tem que haver alguma autopreservação, tem que ser da sua castidade, da sua privacidade. É por isso que você não tem nenhuma força de vontade para fazer nada, nenhuma força de vontade. Deixem algum sujeito estúpido vir e lhes dizer algo, vocês dirão: “Tudo bem, nós aceitamos.” O que é a essência da sua personalidade é a sua castidade. E na Sahaja Yoga você pode restabelecer tudo. Tudo que você tenha perdido, você pode restabelecer.

É por isso que há falta de profundidade. E essa é a razão porque não há nenhuma consistência… no temperamento das pessoas. Nenhuma consistência. Vocês trarão 1200 pessoas para minha palestra e… no dia seguinte nem mesmo uma fica, todas somem. Porque não há nenhuma base, vocês sabem. É como uma conexão solta. Não há nenhuma conexão. O ponto de conexão é a sua castidade. Assim, não há nenhuma consistência, sthapattya não está presente. Se você lhes disser: “Vocês devem levantar de manhã,” “tomar banho e fazer um puja.” Isso é demais para eles.

Mas se você disser, digamos, a uma senhora indiana ou para Mim, se você disser: “Vista tal e tal vestido.” Eu simplesmente não posso, simplesmente não posso, não é possível. Não é possível. Eu posso ficar a noite inteira acordada, mas isso Eu não posso fazer, simplesmente não posso fazer isso. Assim as prioridades são mudadas devido a onde está sua atenção. Você tem tudo dentro de você. Você é o depósito de castidade, que é o seu poder. Tudo dentro de você, nada está de fora, está tudo lá. Toda essa fragrância está dentro de você. Está tudo preservado, não se condene. E vocês são tão afortunados… por Eu estar aqui para falar a todos vocês sobre isso.

Vocês são afortunados por Eu estar com vocês. Vocês entendem esse ponto? Vocês não precisam ir aos Himalaias, não precisam ficar de cabeça para baixo, vocês não precisam fazer nada disso. Vejam, antigamente os santos costumavam sentar-se, vocês não acreditarão, na água congelada ou nos Himalaias, a céu aberto, costumavam sentar-se juntos durante horas para congelar… suas idéias insensatas. Agora, isso não é necessário. Tudo é feito para ser muito fácil. Mas, mudem agora suas prioridades. Uma vez que toda a atenção for para o seu Espírito, vocês ficarão surpresos como todo o quadro irá mudar. Qual é a coisa mais importante? Meditar todos os dias.

Tenho visto pessoas que querem fazer algum curso. Digamos, por exemplo… se Eu disser: “É melhor vocês fazerem algum curso.” Todos os dias irão para aquele curso, se juntarão a uma classe, trabalharão, irão passar nesse curso, irão até o fim e terminarão o curso. Mas a meditação, não podem fazer regularmente. Mas, agora há uma pequena abertura que você deve entender: uma vez que tenhamos a noção dessa felicidade que é eterna, nós começamos a nos mover em direção a ela mais e mais, mais e mais, estabilizando nós mesmos… no oceano dessa felicidade. Um pouco. Vejam, quando alguém quer que você nade, você está com medo, você não quer fazer isso, você está muito satisfeito na terra firme. Você não quer nadar. Alguém te empurra, de novo você volta: “Não, baba, eu não posso fazer isso.” Mas uma vez que você aprenda a nadar, você passa a gostar de nadar. E quando você gosta de algo, você quer fazê-lo todos os dias, regularmente, religiosamente. Portanto, há uma pequena abertura que tem que ser alcançada.

O segundo ponto é que, como Eu estou sempre dizendo, vocês são flores de lótus, mas debaixo de um lamaçal. E vocês sabem o que é o lamaçal. Enquanto a Índia é o oceano, então é muito fácil para as flores de lótus… saírem da água. Mas sair do lamaçal é muito difícil. Digamos que alguém caia no lamaçal. Se você espernear, você vai mais para o fundo. Se você tenta fazer qualquer coisa, você vai mais para o fundo. Melhor coisa a fazer é ficar observando e quieto. E esta é a melhor maneira: testemunhar a si mesmo. Mas a sua atenção não está boa, como você irá testemunhar?

A atenção está assim: alguém está indo por aquele lado, você olhará para aquela pessoa, outra pessoa está indo, você olhará aquela pessoa, tem que olhar cada pessoa. Mas você não vê as flores, você não vê as árvores, não vê a Mãe Terra, você não vê nada. O que você vê é algo irremediavelmente ruim, pior que você. Hoje é o dia que dizem que não se deve olhar para a Lua. Se você olhar para a Lua, isso não é auspicioso e… você ganha má reputação. Dizem que Shri Krishna olhou para Lua e… ganhou má reputação, Ele era Ranchoddas, significa que Ele tinha que fugir do campo de batalha. Mas esse era o Seu truque, Ele tinha que fugir. Portanto você não deve olhar a Lua. A razão é porque é dito que… hoje nós temos que olhar para Shri Ganesha, que é a Mãe Terra, que age através da Mãe Terra. A maioria das coisas que nós temos são da Mãe Terra.

Então neste momento vocês devem olhar para a Mãe Terra, a Kundalini e Shri Ganesha, hoje. A Mãe Terra criou Shri Ganesha, então vocês não vêem nada externo, vocês nem mesmo vêem a Lua. Apenas vêem a Mãe Terra. Porque a Mãe Terra em Seu amor e… compaixão tem feito tanto por nós, a sua Kundalini fez tanto por você. E Seu filho, que é a inocência dentro de nós, deve ser venerado hoje, porque Ele tem feito o máximo. Apesar de todos os insultos que temos feito a Ele, de todo o ridículo, de toda a sujeira, de todos os tipos de insensatez, Ele ainda se coloca como uma pequena criança para nos trazer alegria. Se Shri Ganesha está dentro de você, você se torna como uma criança, com uma inocência infantil. Você não fica bravo com alguém… como se fosse um cachorro latindo. Há alguns Sahaja Yogis que Eu conheço… que estão o tempo todo latindo como cães ou mendigos da Índia. Mas você se torna como uma criança que é muito doce, que sempre tenta agradá-lo, sempre tenta dizer coisas boas, sempre tenta fazer você se sentir feliz.

A fonte de tanta alegria. E é desse modo que você se torna uma fonte de alegria, uma fonte de felicidade, fonte de satisfação. Todo o tempo borbulhando de risos e felicidade, radiante com as coisas lindas. Como as crianças os alegram, apenas vejam e observem. Como elas vêm ao seu redor com suas pequeninas mãos, como elas fazem isso. Como elas sabem qual é a coisa correta. Uma criança que é uma alma realizada é muito mais sensível… que uma pessoa adulta, Eu tenho visto isso. Como a Minha neta mais nova quando tinha, Eu acho, por volta de três anos de idade. Uma criada estava dobrando o Meu sari e, por engano, ela o pôs no chão. Essa criança simplesmente não pôde suportar isso, ela pegou o sari, levou-o à cabeça e o pôs sobre o sofá e… disse: “O que você pretende colocando este sari no chão?”

“O que você sabe sobre a minha Avó?” “Ela é a Deusa das Deusas e…” “você pôs o Seu sari no chão.” “Os cães vão te morder agora.” Ela disse: “Tenha cuidado!” Então ela foi novamente e pegou o sari, beijou e beijou o sari e… disse: “Mãe, perdoe-a. Vovó, por favor…” “perdoa essa mulher, ela não sabe o que ela fez para a Senhora.” Mas essa sensibilidade vem da profundidade de sua castidade. Escutem as crianças e vocês ficarão impressionados… com o modo como elas falam e o que dizem, como elas se comportam, como elas tentam alegrá-los. As crianças ocidentais são muito mimadas, Eu devo dizer, elas não os alegram tanto, elas os perturbam bastante. Porque de novo e de novo a mesma coisa. Se o pai e a mãe não têm castidade, as crianças não se sentem bem, elas não se sentem em paz, elas se tornam agitadas, inquietas e depois elas desenvolvem… a mesma inquietação dentro delas. Um homem casto nunca pode ficar possuído, acreditem em Mim, nunca pode ficar possuído. Você pode ser muito inteligente, você pode ser qualquer coisa, você pode ser um grande escritor, mas você pode ficar possuído.

Mas um homem casto, uma pessoa casta comum nunca pode ficar possuída. Os bhoots têm medo de pessoas castas. Se uma pessoa casta está passando pela rua, todos os bhoots fogem. Eles simplesmente fogem. Eu soube de muitos casos, mas alguns deles, Eu posso lhes contar. Havia três deles (Sahaja Yogis)… que costumavam ir pela estrada de motocicleta à noite, por volta da meia noite. E algumas pessoas que estavam possuídas escreveram cartas para Mim, dizendo: “Por favor, não lhes permita irem lá de noite,” “por que para onde iríamos e ficaríamos?” Eu fiquei impressionada. Essas são as pessoas… que estavam possuídas por um algum tipo de bhoots horríveis… que costumavam descansar nas árvores à noite, onde essas três pessoas costumavam passar de motocicleta. E elas realmente escreveram cartas para Mim. Pessoas muito possuídas, Eu as conheci.

Elas diziam: “Peça a elas para não irem por aquele caminho, por que onde nós viveremos?” E as pessoas possuídas eram como loucas, pessoas loucas. Eu disse: “Por que vocês escreveram?” Elas disseram: “Essas pessoas vão por aquele caminho e nos perturbam.” E a negatividade dentro de nós desaparece… com a luz de Shri Ganesha. Nós podemos ver isso tão claramente em outra pessoa. Se você não tem castidade, você nunca consegue ver… quem não é casto ou quem é casto. Você não consegue. Todo mundo é exatamente igual: “Muito bom, muito bom,” “pessoa muito boa, pessoa muito boa.” Quero dizer, pessoas realmente possuídas são atestadas como pessoas muito boas. Às vezes também na Sahaja Yoga e Eu começo a Me perguntar: “O que está acontecendo? O que é isso? Como essas pessoas…” “são atestadas como boas?

Eles não conseguem perceber isso?” Não há luz. Mesmo que você tenha obtido a sua Realização, mesmo que seu Espírito esteja trabalhando a sua consciência coletiva, mesmo que você esteja dando a Realização do Si aos outros, você não está em lugar nenhum se você não tiver castidade. É como um vidro quebrado que tenta refletir algo, ele nunca poderá dar a imagem correta. É tão importante. E Eu tenho que lhes dizer isso agora. Para Mim, chegou o momento de dizer-lhes: essa é a serpente em nossa vida. A primeira coisa que as pessoas irão perguntar: “Com quem vou me casar?” Qual é a pressa? É claro que Eu chamo o casamento… de algo auspicioso. Deve haver casamento, deve haver uma aprovação coletiva, tudo, mas para quê? Para adorar a castidade dentro de nós.

Então eles se casam, depois têm filhos, depois eles querem ter uma casa, depois querem ter isso. Há todo um interesse isolado acontecendo e acontecendo. E a luz da sua vida não se espalha. Mas Eu tenho conhecido pessoas que estiveram no inferno e… saíram e têm espalhado luz. Lindos meteoros. Eles têm atingido alturas meteóricas. Tenho visto pessoas assim. Assim, hoje vocês vieram para venerar Shri Ganesha dentro de vocês. Não entendo o que é venerar Ganesha, porque já Sou aquilo. Quando vocês estão Me venerando, vocês querem ter Shri Ganesha despertado dentro de vocês.

Deixem que seja despertado dentro de você. Deixem o que Eu digo se tornar o mantra para despertar isso dentro de você, de tal forma que, como Minhas crianças, desfrutem a alegria da castidade… como Eu desfrutei por toda a Minha vida humana e por todas as Minhas vidas divinas. Vocês apreciem na mesma proporção, é isso que Eu quero. Ao menos vocês deveriam ter o gosto disso. Estou lhes falando sobre algo… que vocês podem não ter ouvido antes. Mas vocês também nunca ouviram falar da Kundalini. Vocês nunca ouviram falar da Realização do Si dessa forma. Mas hoje Eu acho que por acaso, absolutamente de uma maneira Sahaja, este Puja foi providenciado. Eu ia fazer este Puja em Bombaim. Estava tudo organizado, as pessoas estavam todas dispostas a ir lá… para fazerem este Puja.

Um Ganesha Puja na Inglaterra ou… no ocidente é tão importante que Eu achei melhor fazê-lo… fora da época certa, em Roma, a qual é um dos elementos fundamentais… que tem arruinado a castidade dos seres humanos. Os romanos começaram isso e os outros deram continuidade. Mas o Puja era para ser aqui em Brighton, aos Pés de Lótus de Sadashiva. Mas o Ingleses devem saber… que eles têm uma terra dourada e… eles não a merecem. Eles têm que merecê-la. Imaginem vocês estão vivendo na terra de Sadashiva, onde até a água, que é também a neve, é destilada, límpida, clara, branca. Onde Shri Ganesha é Aquele… que lava os pés do Seu Pai. Onde a própria castidade reside como sua Mãe. E vocês têm que merecer essa posição cobiçada. Os Sahaja Yogis ingleses têm que crescer muito.

Os ingleses eram exatamente o contrário. Vindos da terra de Sadashiva e exatamente o oposto. Tremenda arrogância. Arrogância tão horrível… que não se pode imaginar na casa de Shiva. Todas as pessoas não castas são arrogantes. Senão, como elas podem perdoar a si mesmas? Você fala com qualquer prostituta e em dois minutos você descobrirá… que ela é uma prostituta porque ela é extremamente arrogante. (Ela diz:) “O que há de errado? Sou uma prostituta e daí?” Arrogância é um sinal de personalidade não casta. E tal pessoa também se torna isolada, porque ela tem vergonha, vergonha de encarar os outros.

Mas uma personalidade casta é aberta. Por que ela deveria ter medo de qualquer pessoa? Fala com todo mundo de forma agradável, é gentil com todos com toda inocência e simplicidade, sem se apaixonar por uma a cada três pessoas que cruzam o seu caminho. E isto tem que ser compreendido, que este país lhes foi dado… com um propósito e se vocês não se elevarem a esse nível, vocês serão lançados para fora. Assim, respeitar sua castidade é realmente Me respeitar, porque Eu resido em vocês como castidade. Se Shri Ganesha é a auspiciosidade, Eu resido em vocês como castidade. A castidade nunca é agressiva, nunca é rude, porque não há necessidade, vocês sabem. Não há necessidade, você é tão poderoso, tão poderoso… que não há necessidade de agredir ninguém. Por que você deveria agredir, você não tem medo de ninguém? Ela é tão generosa, é tão gentil, é tão bela.

Sempre pura e jovem, além de tão sublime e tão digna. Agora, passaram-se 12 anos desde que Eu vim para cá. Mais dois anos de trabalho muito intenso é necessário, por dentro e por fora. Internamente, nós temos que trabalhar muito duramente… por dois anos, com muito empenho. Temos que entrar em uma verdadeira tapasya. Todos nós, sejam homens ou mulheres. E então nós veremos. Eu posso dizer isto, nós temos feito um bom trabalho, com um pequeno salto, coragem e fé, nós podemos alcançar muito. Tenham fé em vocês mesmos. Não uma fé mental, mas a verdadeira castidade é a fé.

A castidade é a consolidação da sua fé. Quando você tem fé em Deus, você é casto. Quando você tem fé em você mesmo, você é casto. Quando você tem fé na sua esposa, você é casto. Por que você deve ter fé na sua esposa? Porque você é uma pessoa casta. Como ela pode não ser casta? Sua fé em seu filho é castidade, porque você é casto. Como seu filho pode ser qualquer outra coisa? A forma cristalina da fé é a castidade.

E isso vocês podem ter mesmo antes da Realização. Muitos a têm. Na realidade, é como a cânfora, que é volátil e se evapora em fragrância, da mesma maneira, nós podemos dizer que a castidade age na fé. Se você não tem castidade, você não pode ter fé… em nada. Porque em ambos os casos, vocês estão lidando com suas emoções: vocês estão emocionalmente apegados a Mim ou, talvez, vocês estão mentalmente apegados a Mim. Mas se vocês tiverem o senso de castidade, a fé será evidente. Dentro de você mesmo, você não tem que ter fé. “Mãe, agora eu terei fé dentro de mim.” Você não pode. Fé é algo que é volátil e… a fragrância volátil vem da castidade. Assim, a partir de hoje, nós não vamos olhar para as estrelas ou para a Lua, mas vamos olhar para a Mãe Terra.

No Universo, Ela representa a Kundalini, que não é nada mais que a castidade. Ela é somente a castidade. Vocês podem acreditar nisso? Que poder. A maternidade, tudo é castidade. A paternidade, qualquer relacionamento é castidade. A pureza é, de novo, a fragrância da castidade. A bondade, a compaixão, tudo vem da castidade, de um senso de castidade, o qual não é mental. Se você é casto mentalmente, você pode ser horrível. Como algumas freiras são ou algumas dessas pessoas… que são austeras, não é isso.

A castidade é a Kundalini inata formada dentro de você, que age porque Ela Me entende. Ela Me entende, Ela Me conhece, Ela é parte e parcela de Mim, Ela é o Meu reflexo. Portanto, tornem a sua Kundalini forte sendo castos. As pessoas tentam fazer coisas para parecerem muito atraentes e isso e aquilo. Não desperdicem sua energia assim. Vocês são santos, vivam como santos. Tradicionalmente como vivemos, temos de viver dessa maneira. E evoluam a partir da tradição. Não façam algo novo, algo absurdo, insensato. Nós não temos que atrair ninguém.

A castidade é a fragrância na flor… que atrai as abelhas, é o mel da flor, é a essência da nossa existência. Assim, desta vez vocês todos estão indo à Índia. Eu tenho que lhes pedir para que Me respeitem não se comportando mal, não se comportando infantilmente da maneira que vocês vêem nas telas, nos filmes e em toda essa insensatez. Vocês estão acima de tudo isso. Os êxitos da atenção devem ser observados… do assento da sua castidade. Nós não podemos deixar nossos assentos, quer sejamos aclamados ou não, não faz diferença. Não podemos deixar nossos assentos. Como todos esses avadhootas (poderosa alma realizada), eles dirão: “Takiya sodaitsa naai”, significa: “Nós não deixaremos nossos assentos.” Estamos em nossos assentos. Este é nosso assento, no lótus. Não podemos deixar o lótus.

Nós estamos sentados no lótus. Esse é o nosso assento. Então, todas essas coisas insensatas… que vocês adquiriram serão afastadas. Vocês verão que se tornarão seres belos. Todos os bhoots irão embora, todos os bloqueios irão embora. Mas isso não é austeridade, repetidas vezes Eu lhes estou falando. É o respeito do seu Ser. Assim como vocês Me respeitam externamente, respeitem-Me dentro de vocês. Simples assim. Hoje é um grande dia para nós estarmos venerando Shri Ganesha.

Antes de tudo, Ele é o primeiro a ser venerado. E quando vocês O venerarem, vocês compreenderão… que também estão venerando Sua manifestação, que é a de Cristo. Qualquer um que fale de forma vulgar sobre Cristo, você deve abominar tal pessoa. Você não pode intelectualizar Cristo. Qualquer um que faça isso, não há nada a fazer por essa pessoa. Cristo é inocência. Se você não tem a profundidade de sua castidade, você não pode compreendê-Lo, você não pode venerá-Lo. Isto é o melhor que eles conseguiram fazer: acabar com a sua castidade… de tal maneira que você nunca O reconheça. Tudo isso vem a vocês através de seus esforços meditativos. Agora o esforço é apenas este: você tem que estar em meditação, isso é tudo.

Mantenha sua meditação ativa. Tente estar em meditação, observe as coisas. O estado de testemunha não é nada mais do que estar em meditação. Assim, Eu decidi também que irei Me encontrar com as pessoas de Brighton… aqui amanhã de manhã. E Eu irei encontrar todos os ingleses, se possível, depois de amanhã à noite, para lhes falar o quanto é importante, para eles, atingir… esse estado de pureza. Isso está funcionando. Eu realmente trabalho muito duro, vocês não tem idéia do quanto Eu trabalho duro. Isto é também o que eles dizem: é uma idéia de que as pessoas acham… que os outros deveriam fazer todo o trabalho delas. Isso é como poupar centavos, poupar isso, poupar aquilo e… também poupar trabalho. “Deixe que a Mãe faça todo o trabalho para nós.”

“A Mãe está cuidando de nós. Ela deve levantar de manhã.” “Ela deve fazer a meditação.” Não existe o ato de poupar. Vocês podem poupar tudo mais, se somente souberem… como resguardar seu Espírito. Apenas sua ascensão é importante. Uma vez que você ascenda, tudo é resguardado. Mas, primeiro preserve a si mesmo. Para isso você tem que se esforçar, você tem que trabalhar duro, você tem que aprofundar em você, evoluir a si mesmo. Você é bem capaz disso. Não culpe ninguém, não culpe sua esposa, mãe, pai, país, nada.

Todo mundo pode realizar isso. Não observe as outras pessoas, observe a si mesmo. “Quão longe eu fui? O que eu tenho contribuído?” “Deixe-me ir em frente com isso.” Cada um de vocês. Estou grata por todas as pessoas… terem vindo de todas as partes da Inglaterra. Era a coisa correta a fazer de um certo modo, mas este país deve ser criado desse nível… de modo que se torne um lugar de peregrinação para todos que venham aqui. De outro modo, não deve acontecer que, quando as pessoas vierem à Inglaterra, depois disso nunca mais venham para a Sahaja Yoga. Poderia acontecer. Poderia acontecer com a arrogância… que as pessoas têm, talvez pudesse se tornar algo assim, que quando venham aqui, eles digam: “Sahaja Yoga nunca mais, tive o bastante disso.” Ao contrário na Índia, quando as pessoas vão à Índia, elas persistem e continuam.

Eu conheci algumas pessoas, elas vieram à Inglaterra e, do modo como alguns Sahaja Yogis se comportaram e… como alguns ashrams funcionam, elas simplesmente foram embora. Elas disseram: “Mãe não há o que fazer,” “nós não vamos mais continuar na Sahaja Yoga,” “depois de ver Seus Sahaja Yogis na Inglaterra,” “onde a Senhora tem trabalhado por 12 anos.” Assim, hoje nós estamos sentados nesta bela terra da Inglaterra e… nós temos certos débitos a serem pagos… por termos nascido neste país. E o débito é que nós temos que ser grandes Sahaja Yogis. Você pode facilmente distinguir quem é um grande Sahaja Yogi. Quando você diz: “Feche esta janela”, você irá perceber que a maioria deles vai ficar sentado olhando uns para os outros. Não digo que todos eles sejam ingleses, mas poderiam ser. Fazer os outros trabalharem não é o caminho. Vocês têm que ser realmente muito dedicados. Vocês não são desse nível, acreditem em Mim, vocês não são desse nível. Não olhem para as outras pessoas que estão aqui.

Vocês são um tipo muito diferente de pessoas. Vocês são pessoas especiais. Tentem ficar alertas, respeitem a si mesmos, porque vocês são ingleses e… vocês têm uma responsabilidade especial. Que Deus os abençoe. Por todo o caminho, Ele trouxe a água do rio Godhavari que flui no Nasik, no rio Nasik. Vocês sabem que onde Shri Rama e Shri Sita e Lakshmana viveram era lá em Nasik. E esse rio é chamado de Ganges do Sul. Godhavari. Ele levou a água de Godhavari. Vejam as vibrações fluindo.

No país onde os rios são como mantras, seus nomes são mantras, todo crédito vai para os santos, para as pessoas que vivem tão religiosamente e tão cheias de pureza, que os rios, mesmo se vocês disserem seus nomes, a vibração vem. Vejam. Por que não um dia o Tâmisa possa se tornar assim? Através de sua punyas, isso pode acontecer. Cada partícula desta Terra deve se tornar vibrada… através somente de suas punyas. Agora, nós temos que observar este estado de Shri Ganesha. As pessoas que devem venerar, nós temos que ver… quais as pessoas que devem venerar. Uma situação muito difícil. Tragam as crianças pequenas, é melhor. Venha, Nira.

Venha. Sim, sim, venham ambos. Muito bem. Ótimo. As que têm menos dez anos. Tudo bem. Sentem-se. Todas elas devem ter menos de dez anos. Não abaixo de dois anos, mas abaixo de dez anos. Tudo bem.

Venham, venham, venham todos vocês. Crianças muito boas, Eu devo dizer. Elas são maravilhosas, não são? O que nós vamos fazer é lavar os Pés de Shri Mataji. Tudo bem? Como nós lavamos? Ela está colocando água em Meus Pés. E vocês apenas têm que esfregar. Tudo bem. Venha, quatro de cada vez.

Agora quem são as quatro? Ela irá colocar a água, vocês esfregam, agora esfreguem, esfreguem Meus Pés.