Shri Vishnumaya Puja

London (England)


Send Feedback
Share

Shri Vishnumaya Puja. Wimbledon, London (UK), 1 September 1985.

O Puja de hoje a Vishnumaya, que era a irmã de Shri Krishna, não foi programado como um dos pujas internacionais que nós fazemos.

Mas, dizem que, por amor a Deus, quando todos os devotos se reúnem, Deus também tem que quebrar muitas regras. E desse modo foi consentido que esse Puja fosse feito. Pelo menos uma vez, ele deveria ser feito, Eu acho que foi uma boa idéia. Ele foi desejado por seu amor e por sua devoção, e então esse puja será realizado. Foi simplesmente espontâneo que tenha acontecido de Eu estar na Inglaterra neste momento, porque esse puja, se em alguma ocasião tivesse acontecido, teria acontecido na Índia. Porque esse é um puja de uma Divindade, Vishnumaya, cuja semente não é fácil de plantar nos países ocidentais. Agora, todo o planejamento da Shakti foi feito de tal maneira que nós tivemos a Mãe como uma Shakti, inicialmente, a Mãe Primordial. Em seguida, nós temos as três Shaktis que surgem Dela, como vocês sabem: Mahakali, Mahalakshmi, Mahasaraswati. E então, a partir Delas, nós temos crianças: irmãos e irmãs. Portanto, antes que o poder daquilo que chamamos de esposa ou cônjuge fosse criado, foi criado o poder da irmã.

Assim, como vocês sabem, Brahma, Vishnu e Mahesha nasceram dessas três Shaktis e todos Eles tinham irmãs. E as irmãs Deles eram casadas. Como, por exemplo, a irmã de Vishnu é Parvati e Ela era casada com Shiva. É muito importante entender que esses três tipos de poderes sempre atuam nos chakras. E se você entender como esses três poderes atuam, então você entenderá qual é a importância de Vishnumaya. Vishnumaya é o poder de uma irmã na família. Portanto, o feminino é o poder e o lado masculino é a energia cinética que expressam os poderes desses três poderes que o cercam. Assim, quando o poder masculino entra em ação, todos esses poderes ajudam, atuando em associação com aquele poder. Agora, é muito importante compreender o poder de Vishnumaya, porque o poder da Mãe é para proteger a sua inocência, porque isso é o mais importante. Proteger sua inocência é o poder da Mãe.

Agora, o poder de Vishnumaya é para proteger a sua castidade. Algumas vezes, vocês não entendem o que é castidade e o que é inocência. A inocência é um poder sobre o qual não se age. Como por exemplo, nós temos eletricidade em nossa casa. A eletricidade existe como a inocência existe dentro de nós. Mas, a representação dela é feita através da castidade. Uma pessoa poderia dizer: “Eu fiz isso muito inocentemente.” Não, ela não pode. Porque o que quer que você faça, se for inocente, não pode ser prejudicial para seu caráter, para sua inocência ou para sua retidão. Assim, essas pessoas que falam deste jeito: “Eu fiz isso inocentemente”, estão erradas.

Porque, se você faz algo inocentemente, isso se torna castidade. Portanto, quando a inocência é praticada, ela se torna a castidade. Você deve respeitar a sua castidade. A castidade é o poder de Vishnumaya dentro de nós, o poder de Gauri, é a Virgem Pura. Ela não se casa. Como vocês sabem, Vishnumaya foi criada e, logo após o Seu nascimento, Ela foi morta por Kamsa. Agora, para entender o significado da castidade dentro de nós, nós temos que saber que a castidade é o alicerce de todos os dharmas. A menos e até você tenha o senso de castidade, você não poderá ter Dharma. Não é possível ter Dharma porque ela é o alicerce. Será um castelo de cartas.

Se você não tiver a base, o alicerce da castidade, isso simplesmente irá desmoronar muito rapidamente. Portanto a castidade é uma coisa muito importante que tem sido desafiada por toda parte no Ocidente. E é por isso que Eu estou dizendo que é difícil plantar a semente da castidade neste país. E isso deve acontecer, deve haver algum plano Divino, Eu acho, pois aconteceu que esse grande Puja fosse realizado aqui. Não é um Puja fácil de fazer. Deve ser feito por pessoas que são inocentes, feito por pessoas que têm levado uma vida muito religiosa, aqueles que têm sido muito castos, que têm respeitado a sua castidade. Mas, agora como vocês são santos, perante vocês tudo é puro e bom, porque agora vocês têm levado uma vida de santo. É por isso que a castidade foi despertada em vocês e a castidade atua em vocês como Gauri, como a sua Kundalini. Assim, se você perceber, a essência da vida religiosa, da vida virtuosa, da vida na Sahaja Yoga, é a castidade. Você não pode alterar isso.

Agora, essa castidade lhes dá as maryadas, quer dizer, estabelece limites em vocês. Por que você está sentado aqui? Vá mais para lá. É melhor ficar em frente. Você não está fazendo o Puja. Se você estiver fazendo o Puja, então você se senta aqui. Caso contrário, é melhor sentar-se. É melhor receber Minhas vibrações ali, em frente. Aqui, venha. Assim, a castidade é aquela que lhes dá as maryadas, que lhes dá os limites.

Como ela lhes dá os limites? Como, por exemplo, no céu ocorre um raio, quando duas nuvens, que são como Sahaja Yogis, podemos dizer, surgem do mar e há água pura está lá nas nessas nuvens, e elas têm que ser despejadas. Quando eles se aproximam mais um do outro e atravessam os limites de seus egos ou brigam um com o outro ou, de alguma forma, chocam-se, essa castidade está presente, esse raio acontece. Esse raio que diz: “Você está errado. Por que estão brigando entre si?” “Por que estão transpondo o ego um do outro?” Esse é o trabalho da irmã. Ontem nós tivemos muitas irmãs. Agora, o trabalho da irmã não é tomar partido, mas mostrar que se você cruzar os limites de sua irmandade, então haverá um raio. Agora, esse poder do raio é uma parte do poder de Shri Krishna, o qual Ele removeu de Si mesmo.

É por isso que Ele se tornou uma Encarnação tão doce e gentil. Ele o removeu. Ele disse: “Agora você se tornou Minha irmã e todas as vezes” “que eles tentarem se comportar mal, é melhor você resolver isso.” E é desse modo que Shri Krishna se tornou uma Encarnação tão gentil e, como eles chamam, uma Encarnação muito romântica, porque Ele removeu a parte relativa à irmã e trabalhou isso. Mas Ela estava sempre com Ele e trabalhou com Ele, porque a irmã na família tem que cuidar para que os irmãos não briguem, para que todos eles sejam bem cuidados, para que eles não sejam desafiados pelos outros, de modo que Ela lhes dá as maryadas, até onde ir. Até onde ir. Agora, é muito importante. É muito, muito importante para todos nós compreendermos que Freud e todas essas pessoas insensatas trouxeram as teorias para desafiar Vishnumaya, de modo que, deveríamos ter todos os tipos de relacionamentos estranhos, o que é uma impossibilidade, é algo errado. Agora, se houver qualquer relacionamento desse tipo entre irmãos e irmãs, durante sete gerações, a família sofrerá de doenças terríveis. Sete gerações.

Mas, se houver um relacionamento no estilo freudiano, então por quatorze gerações, a família tem que sofrer. Assim, as forças limitantes de Shri Vishnumaya são tais que seu ego é controlado, seu superego é controlado, a sua família é controlada. Todos estão sob controle, sob a orientação desse poder puro de Vishnumaya que existe dentro de todos nós. E a parte mais triste é que em todos os países ocidentais, Vishnumaya está doente, absolutamente doente. Quero dizer, Eu perdi até mesmo a Minha audição. Até este ponto isso chegou no lado esquerdo, porque o senso de castidade está completamente em falta. Nós temos que esquecer agora as pessoas que não tem nenhuma sensatez, nós agora somos Sahaja Yogis. Assim, chegando ao ponto certo, nós temos que dizer que muitas pessoas ainda têm algumas idéias fixas estranhas, como: “Eu tenho uma boa amizade com este cavalheiro” ou “Eu sou muito amiga de tal e tal homem”, e tudo mais. Isso não é uma maryada também. Você não pode ter amizade entre um homem e uma mulher, você não pode.

É absolutamente absurdo. No Ocidente, toda a cultura é estranha, porque se você for a um jantar, você deve se sentar com o marido de alguém dos dois lados. É horrível! Mas no Oriente, isso não ocorre, porque Vishnumaya é contra essas coisas. Ela cuidará de que o marido e a mulher sentem-se juntos. Agora aqui, como vocês sabem, a parte relativa à castidade falta tanto que o nosso Vishuddhi esquerdo está bloqueado. E quando Eu falo sobre isso, bloqueia mais. Agora, quando você diz que não é culpado, na verdade você está admitindo isso para Vishnumaya, para sua própria irmã, dizendo: “Eu não sou culpado.” Mas Ela não gosta que você tenha a culpa sobre você. A esposa pode gostar que você sinta culpa.

Ela pode gostar que você sinta culpa, porque ela acha que o poder dela foi desafiado e que ela tem alguém que é sua rival. Mas não Vishnumaya. A irmã não diz isso. Mas um irmão e uma irmã nunca são amigos. Agora, nós estamos sentados aqui em um grupo. Desse modo, em qualquer grupo, um irmão e uma irmã, eles existem, eles sabem que vivem como irmãos e irmãs, mas eles não ficam grudados em uma única pessoa, não conversam com uma única pessoa, eles não ficam com amizade com aquela irmã. Por exemplo, uma vez nós tivemos uma grande festa com esses cristãos, Eu Me lembro, e Eu devia ter pelo menos 30 primos e 4 ou 5 irmãos naquela época. Nós fomos para aquela reunião social e entre os cristãos indianos, nós temos cristãos de todos os tipos de camadas sociais. Então, havia alguns vagabundos, Eu acho. Eles fizeram alguns comentários sobre nós, as irmãs, vejam.

Nós não sabíamos que tínhamos tantos primos. Todos eles se lançaram exatamente como o boneco de uma caixa de surpresa, e todos eles invadiram e começaram a bater naqueles rapazes. E então nos demos conta de que tínhamos tantos primos. Pelo contrário, nós nunca soubemos disso. Eles estavam em alguma parte. Nós não estávamos conversando muito com eles, estávamos conversando entre nós, nossas amigas. Nós, as garotas, estávamos conversando umas com as outras. De repente, nós descobrimos que tínhamos tantos primos e irmãos. Foi surpreendente que tivéssemos tantos primos lá que não conhecíamos. Imediatamente, eles saltaram para proteger a castidade da irmã deles, porque ela é a base da castidade deles.

Mas normalmente, você não conversa muito com seu irmão, nem o irmão conversa muito com você, vocês ficam com muita amizade. Mas nos momentos de dificuldades, nos momentos das maryadas, no momento de consultar sobre algo que a família preza, a irmã se interpõe. Recentemente, Meu irmão mais novo escreveu uma carta para Mim, porque havia um problema na família. Agora, Minha mãe não está mais presente e, normalmente, uma irmã é melhor porque ela está mais facilmente disponível para você do que a mãe. A mãe está muito ocupada com toda a família, com todo o trabalho, vocês sabem o que ela está fazendo. Assim, o sentimento de irmã é muito importante. Agora, imaginem só, o nosso Vishuddhi esquerdo está tão ruim. Ele está assim, é claro, porque nós nunca cuidamos da nossa castidade, nós não temos respeitado nossa castidade. Na Índia não é assim. Mulheres e homens, todos respeitam muito a castidade deles.

E Eu perguntei para alguns rapazes que foram para o exterior, eles disseram: “Embora nós estivéssemos fazendo todas as coisas erradas” “do mesmo modo que eles estavam fazendo, de algum modo, nós sabíamos” “o tempo todo que estávamos agindo errado.” Eu disse: “Como assim?” Ele disse: “Havia algo como um relacionamento de irmã.” Mas agora, Eu posso dizer que os homens indianos estão também se tornando exatamente iguais a vocês e perderam o poder de manter a castidade deles. Os homens devem respeitar a castidade deles, porque eles pensam que não devem nada à castidade. E se a base da sua existência espiritual não existe, você irá sucumbir muito rapidamente. Por causa disso, Eu tenho dito muitas vezes: “Coloquem a sua atenção na Mãe Terra, no verde.” O verde é a cor na qual se colocarem a sua atenção, então vocês serão salvos desses erros de adultério que estão cometendo o tempo todo. O seu ato de olhar para as irmãs dos outros, para as esposas dos outros, para as filhas dos outros. Assim, o relacionamento que está sendo expressado agora, como vocês sabem, é de uma filha, de uma irmã e de uma mãe, o qual é um relacionamento muito, muito puro.

De tal maneira que vamos supor que neste momento usem muito o seu cérebro, então por que seu coração fica bloqueado? Vocês pensaram sobre isso? Porque seu coração fica bloqueado quando você usa muito o lado direito? Qual a razão para bloquear seu coração? Devem entender isto, é a mesma coisa. O relacionamento de Shiva com Vishnu se dá de duas formas. Primeiramente, a esposa de Vishnu, a irmã de alguém com quem Ele se casou. Tudo bem? Então quem é a irmã de Shiva? A irmã de Shiva é Saraswati.

Se você trabalhar muito o aspecto de Saraswati, o coração ficará bloqueado. Ele tem maryadas. É desse modo que os casamentos entre Eles aconteceram, pelos quais o relacionamento de irmã é posto em prática para manter as maryadas dos seus chakras. Se você transpor isso, você subitamente cairá no lado direito ou no lado esquerdo, porque você transpôs as maryadas. Agora, esse relacionamento de irmã existiu também em outras Encarnações. Como por exemplo, Maomé tinha um relacionamento de irmã com – na verdade, o que devemos dizer é que Sua irmã era a esposa de Ali, mas Ela nasceu como Sua filha. Portanto elas podem nascer como filha ou como irmã. Ela nasceu como a irmã de Nanaka, Nanaki. Ela nasceu como a filha de Maomé. Assim, ela pode ser uma irmã ou uma filha de uma encarnação.

Mas a filha e a irmã são inocentes, são a pura castidade. Agora pensem nisto: estas pessoas que não podem entender a importância da castidade, como elas podem falar sobre qualquer tipo de lei? Porque “leis” significam maryadas e elas têm o sentido apropriado através do poder de Vishnumaya. Agora, você pode dizer que roubar algo de alguém também não é apropriado porque pertence a outra pessoa. Mas quem lhe dirá isso? Quem é aquele que irá lhe dizer que isso é errado? É claro, existe a polícia, mas quem disse isso? Os que fazem as leis. A parte do inconsciente que atuou é Vishnumaya, porque assim que você rouba algo, você se sente culpado. Na lei, esta palavra “culpado” também é usada.

E a culpa vem do lado esquerdo, que é Vishnumaya. Assim, como é importante ter o senso de castidade. Mas nós somos pessoas muito divididas. E aqueles que tem a castidade moral, talvez não tenham a castidade material. Aqueles que tem a castidade material, talvez não tenham a castidade moral. A castidade moral vem primeiro, isso é muito importante, porque ela é inata. E se sua castidade moral for perfeitamente nutrida, então, automaticamente, a castidade material surgirá. Mas o efeito é o mesmo. Quer você faça trapaças com dinheiro na Sahaja Yoga ou quer você engane moralmente, o seu Vishuddhi esquerdo ficará bloqueado. E o problema todo começará do Vishuddhi esquerdo.

Agora, vamos supor que alguém tente trapacear na Sahaja Yoga, que alguém queira roubar o dinheiro da Sahaja Yoga ou algo assim. Imediatamente, o Vishuddhi esquerdo dele ficará bloqueado. Assim que o Vishuddhi esquerdo ficar bloqueado, ele começará a se comportar de uma maneira estranha. Todo o bloqueio será exposto. Se vocês se tornarem imorais, o Vishuddhi esquerdo também ficará bloqueado. Agora, toda parte relativa à culpa provém disso. O pecado contra a Mãe pode ser também um insulto, de qualquer forma, responder com insolência à Mãe. Muitas pessoas têm o hábito, Eu tenho visto, de dizer: “Não, Mãe”. Nunca deve ser dito “não”, porque se você disser “não”, significa que você foi para o Vishuddhi esquerdo. O poder de Vishnumaya não irá tolerar o seu “não” de forma alguma.

Muitas pessoas têm o hábito de dizer isto: “Não, Mãe”. Isso não deve ser feito, porque uma vez que bloqueie o seu Vishuddhi esquerdo, todos os seus chakras do lado esquerdo se tornarão fracos, porque a castidade, que é a base de todos os chakras, está fraca. Assim, quão importante é entender o valor do Vishuddhi esquerdo. Todos nós bloqueamos o Vishuddhi esquerdo e não achamos que isso é algo tão importante. Mas nós dizemos: “Oh, Vishuddhi esquerdo bloqueado” “significa que estou me sentindo culpado.” Nós não entendemos: “O que eu fiz?” “Eu cruzei os limites, é por isso que (o bloqueio) está aparecendo lá.” “Eu negligenciei algum tipo de moralidade.” “Eu segui um caminho errado contra a Mãe” “e o Pai, é por isso que o Vishuddhi esquerdo está bloqueado.” O Vishuddhi esquerdo é o indicador das falhas, dos erros, dos pecados.

Nós não podemos nos permitir ter Vishuddhi esquerdo bloqueado. Os Sahaja Yogis não podem se permitir ter Vishuddhi esquerdo bloqueado. Para completar o problema, eles fumam, Eles tomam todos os tipos de coisas. Na Índia, eles consomem o que vocês chamam de tamakhu, é um tipo de… Que folhas são aquelas? Folhas de tabaco. E eles acham que não fizeram nada de errado. Mas o Vishuddhi esquerdo se bloqueia. O Vishuddhi esquerdo, de certa forma, é o portão de entrada de todos os tipos de problemas para vocês mesmos. Portanto, tomem cuidado para não se sentir culpado por qualquer coisa. Além do mais, é um grande círculo vicioso.

Por exemplo, alguém fez alguma coisa errada. Eu decidi que tenho que dizer isto na cara deles, quer eles gostem ou não: “Isso está errado”, tanto quanto possível. É claro, algumas vezes, Eu tento pregar uma peça neles para que compreendam, se eles não entenderem o que Eu estou dizendo – até um certo ponto. E depois, Eu lhes digo: “Agora, é melhor vocês saírem.” “Eu não posso mais tê-los em Meu corpo.” Então, Eu os expulso da Sahaja Yoga. Uma vez que eles estejam fora da Sahaja Yoga, pelo menos a Minha dor de cabeça acaba. Agora, o que Eu tenho visto é que quando essa negatividade começa a atuar, em vez das pessoas a enfrentarem, encararem os erros: “Eu estou errado,” “eu não devia ter feito isto, isto é algo errado de se fazer”, elas começam a dar explicações. Quando vocês começam a dar explicações, este Vishuddhi esquerdo começa a ficar como um grande caroço inchado. E depois não há nenhuma possibilidade de cura, nenhuma possibilidade de limpeza.

Então, as pessoas começam a dar explicações: “Por que eu fiz isso, porque eu fiz aquilo.” Uma vez que é dito que é errado, é errado, deve ser aceito: “Tudo bem, da próxima vez, eu não farei isto,” “desculpe.” Mas “desculpe” parece ser uma palavra muito difícil, pelo menos para os Sahaja Yogis ocidentais, e também para alguns dos Sahaja Yogis indianos dizer: “Desculpe, eu sinto muito.” Os indianos nunca se sentem culpados, é uma idéia boa. Mas, eles nunca dizem “desculpe”, então é exatamente o mesmo. Agora, temos que entender que, quando você comete um erro, você é um ser humano: errar é humano e perdoar é Divino. Mas, você deve saber que você errou. Se você continua dando explicações, então uma coisa é certa, você não compreende que Deus sabe de tudo. Se Ele lhe diz que você cometeu um erro, então é um erro. Como você pode contestar?

Como você pode dizer: “Este é a razão pela qual eu fiz isso. Esta é a razão”? Isso é algo que devemos entender. Porque este é o poder da eletricidade, você deve entender. Isso lhe dá um choque. Ele choca você. E então, você se dá conta: “Eu cometi um erro.” Portanto não criem um choque para si mesmos. Não se comportem de uma maneira em que acabem levando um choque. É claro, o poder da Mãe perdoa muito.

O poder de Sadashiva perdoa tanto que é permitido e permitido e permitido que você continue com o que está fazendo, por algum tempo. Mas tem sido dito, é explicado para você que isto é errado. Mas, vamos supor que você cruze os seus limites totalmente, então subitamente Vishnumaya aparece e tudo é exposto. Na Sahaja Yoga, você é exposto. Portanto, devemos saber que apesar desse poder ser tão útil, guiar tanto, aperfeiçoar e nutrir e proteger tanto, ainda assim, é até certo ponto. De qualquer forma, é somente Ela que o expõe, porque Ela não pode mais suportar essa insensatez de vocês. Assim, se você continua desse jeito, Ela simplesmente cuidará para que Ela seja revelada. Vocês têm visto pessoas que têm feito todos os tipos de coisas sujas. Eu soube de muitos primeiros-ministros e todos esses presidentes e isso e aquilo, quando eles morrem, são expostos. Ninguém diz que tal e tal pessoa era casta.

Muito poucos líderes de nações receberam este certificado de que eles eram pessoas muito castas. A castidade é um certificado muito, muito raro de eles receberem. Porque uma vez que você tenha um poder na vida, então você acha que tem carta branca, que você pode ser e fazer o que quiser. Você pode ser uma pessoa casta. Você pode ser, de qualquer jeito, não casto. Você pode fazer o que quiser. Você fica meio que dominado por esta idéia: “Eu adquiri todos os poderes, agora estou muito bem posicionado.” E isso se torna uma completa ilusão para você e você esquece que a castidade é tão importante. Assim, quanto mais elevada uma pessoa é posicionada na vida, quanto mais posições elevadas ela ocupa, quanto mais o que vocês chamam de ego mimado ela tiver, mais ela pressiona o Vishuddhi esquerdo. Então essa pessoa escapa para o Vishuddhi esquerdo, porque no fundo do seu coração, no seu inconsciente, ela se sente culpada.

E a coisa toda se acumula como uma culpa, culpa no Vishuddhi esquerdo. E quando isso se acumula como uma culpa no Vishuddhi esquerdo, então essa é uma situação difícil, porque essa pessoa se torna extremamente sensível. Você diz qualquer coisa para essa pessoa, ela sente mais culpa. Você tenta curar o Vishuddhi esquerdo dela, então ela se torna ainda pior. Esta é uma situação muito ruim com as pessoas de Vishuddhi esquerdo. E são as pessoas que têm Vishuddhi esquerdo bloqueado que sempre dão explicações. Uma pessoa que tem problema de Vishuddhi direito será arrogante. Mas, as pessoas de Vishuddhi esquerdo têm um método muito malicioso de retrucar e de dar explicações para tudo. O que quer que você diga, elas dirão: “Não, Mãe, isto é isso, isto é aquilo.” Isso é uma coisa.

Não somente isso, não termina aí, isso causa sarcasmo em vocês. É por isso que no Ocidente, as pessoas nunca falam de forma direta, franca, é sempre sarcástico. Falar de forma direta, eles acham que é estúpido, não é inteligente, a menos e até que você fale de uma maneira muito sarcástica, o que algumas vezes, vocês sabem, é muito difícil de alcançar. É desse modo, de uma forma muito tortuosa que elas falam. E essa forma tortuosa de falar vem desse problema de Vishuddhi esquerdo. Se o seu Vishuddhi esquerdo estiver muito ruim, você não pode alcançar algo que seja doce, que seja belo, que seja apreciado. O Vishuddhi esquerdo bloqueado nunca apreciará. Aqueles que sofrem de Vishuddhi esquerdo nunca podem apreciar uma outra pessoa, nunca podem. Ele terá a sua própria afirmação, pensará: “Eu sou o melhor”, porque ele tem que existir, aquele problema tem que existir. Como?

É um tipo de ego pervertido que não quer aceitar que “alguém pode ser melhor do eu,” “eu tenho que seguir alguém,” “eu tenho que receber lições de uma outra pessoa.” Eu tive muitos exemplos. Eu vejo isso especialmente nas pessoas que estão Comigo. Eu noto que elas caem no Vishuddhi esquerdo muito rapidamente, porque elas falham no protocolo. Uma vez que elas comecem a faltar com o protocolo, elas caem no Vishuddhi esquerdo. Então, estar comigo é uma bênção, sem dúvida, mas também a pessoa tem que ser muito, muito cuidadosa para não ir contra os protocolos. Não tentem se aproximar muito, apenas se exibindo. Algumas pessoas têm o hábito de transpor os limites. E tão logo você transponha os limites, bloqueio no Vishuddhi esquerdo é criado. Deve haver um misto de admiração e temor pela sua Mãe, deve haver respeito por sua Mãe, que é protegida pelo Vishuddhi esquerdo.

Agora, esse é um poder de Shri Ganesha muito oculto. O que vocês chamam de poder de Ganesha é o Vishuddhi esquerdo atuando como castidade. Os poderes de Ganesha são todos expressos através do Vishuddhi esquerdo. Então, aqueles que acreditam em Ganesha, na pura inocência, devem saber que em seu comportamento no dia a dia, nas suas ações no dia a dia, deve haver castidade. Ganesha é expresso como flores de castidade. E simplesmente vejam, na Lei Divina, se não houver nenhuma castidade, como você fixará limites para as pessoas? Como você as fará ficar bem? Como você as purificará? Como irá fazê-las evoluir? Vamos supor que uma árvore está crescendo e não há nenhum limite nela.

Ela simplesmente cresce como algo selvagem, não tem limites, então, o que você extrairá dela? Nada. Assim, para tornar uma pessoa cada vez mais elevada, você tem que limitá-la. Meu pai costumava dar um bom exemplo disso. Se você pegar um pouco de trigo, o trigo… Por favor não perturbe agora. Se você quiser sair, pode sair. Mas não perturbe as pessoas movendo-se de um lado para o outro. Isto é também uma outra coisa, vejam. Todas essas coisas não são nada mais do que o transtorno do Vishuddhi esquerdo. Vejam, todo esse exibicionismo ou perturbação, ou tentar ser dominador ou ser uma pessoa muito atrevida ou presunçosa, tudo isso vem do Vishuddhi esquerdo, porque você quer superar seu bloqueio no Vishuddhi esquerdo, então você faz isso.

E então isso aumenta o bloqueio, quanto mais você tenta superá-lo, mais aumenta o bloqueio. Agora, Eu tenho que lhes contar a história do Meu pai. Ele disse que se você pega o trigo e o espalha, ele se dissipa da mesma forma que a atenção. Mas, se você o coloca dentro de um saco de linhagem, de um saco, você pode amontoá-lo e ele pode atingir uma altura. Da mesma maneira, se você dissipa sua atenção sem castidade, ela se dispersa. Ela não tem nenhum limite, não tem nenhuma forma, não tem nenhum contorno. Mas se você delimitá-la, então ela ficará cada vez mais elevada e você poderá se elevar em sua vida espiritual. Como vocês são as pessoas que querem levar uma vida espiritual, vocês devem compreender que o Vishuddhi esquerdo deve ser corrigido. Agora, como você corrige o seu Vishuddhi esquerdo? Algumas vezes, Eu fico muito cansada com elas, realmente para ser… Eu fico muito…, Eu simplesmente desisto delas, porque se elas têm um bloqueio e você lhes disser: “Vocês têm um bloqueio”, elas ficam ainda pior.

Que círculo vicioso é esse! Qual é a cura para isso? Como quebrar o círculo vicioso? Encarando isso. Você deve dizer: “O quê? Você está se sentido culpado pelo quê?” “Você está cometendo o mesmo erro repetidas vezes” “e ainda o está cometendo?” Vocês deveriam dar todas as injeções em vocês mesmos. Mas, em vez disso, começam a Me dizer: “Não, Mãe; não, Mãe; não, Mãe.” Digam a vocês mesmos: “Não,” “eu fiz isso hoje; vou fazer isso amanhã;” “depois de amanhã, vou fazer isso.”

Pare com isso agora, pare! E pare nesse ponto. Aí você exerce o seu poder de Vishnumaya. O poder de Vishnumaya tem sido neutralizado, neste caso, pelos seus erros. Mas, se ele tiver que ser trazido de volta, você deve usar o poder de Vishnumaya dando choques em si mesmo. Somente então, você poderá fazê-lo. Então, nesse ponto, no ponto relativo à Vishnumaya, Eu realmente falho com vocês. Vocês têm que fazê-lo. E é por isso que Eu estava pensando sobre este Puja, pois quando vocês estão fazendo este Puja para Mim, se Eu disser qualquer coisa, isso criará mais Vishnumaya em vocês. Mas, esta é a maneira mais fácil de lidar com as coisas: “Eu estou me sentindo culpado”, você está acabado.

“Eu recebi a punição, eu me considerei culpado.” É como no tribunal, o juri declara que você é culpado. Tudo bem, aceite isto: “Eu sou culpado.” Mas não há nenhuma punição, não recebe nenhuma punição. Se você cometeu um erro, então puna a si mesmo. Agora, há duas maneiras em que as pessoas se punem. Uma é assim, algumas pessoas se punem dizendo: “Eu não comerei minha comida.” Mas essas pessoas que têm o hábito de não comer e coisas assim, podem também se tornar agressivas com esse tipo de hábito, incomodando os outros por não comer. Quero dizer, os seres humanos são muito complicados. Eles sabem como se matar com uma faca curva.

Assim, esta não é a maneira através da qual você pode se corrigir. Se você tiver que se corrigir, então você tem que encarar a si mesmo da maneira correta. Vamos supor que você tenha feito algo errado, então você deve fazer algo que você gosta de fazer normalmente e punir a si mesmo. Você deveria, você deveria… Perdão, você não deve fazer algo que normalmente gosta de fazer. Por exemplo, corrigindo a si mesmo, alguém, digamos, gosta muito de jardins, de flores. Quando você cometer algum erro, não olhe para as flores por algum tempo, simplesmente feche seus olhos para as flores. Agora, há algumas pessoas, vamos supor, que gostam muito de cantar. Assim, se você cometer erros, então simplesmente pare de cantar. É desse modo que você tem que dar um choque. Você deve saber que Vishnumaya é um raio e o discurso tem que ser assim.

Ele não pode ser tão suave assim, como Shri Krishna era. É uma coisa muito poderosa que Eu estou lhes dizendo e que Deus desperte esse poder de Vishnumaya dentro de vocês. Esta é a coisa mais poderosa que um ser humano pode ter, é a coisa mais auspiciosa. Vocês se tornam uma pessoa santa. Este é um dos caminhos para obter a Realização de Deus. Foi feita uma pergunta de forma pertinente, na hora certa ontem, a respeito de estabelecer a sua castidade. Não é dando bandhans, recebendo as vibrações da Mãe e depois se perdendo, não é dessa maneira. Mas sim, vocês mesmos se corrigindo da manhã até a noite, encarando a si mesmos, não se sentindo culpados e aprendendo coisas novas. O tempo todo é a irmã que lhes ensina, o tempo todo, como ser cada vez melhor, não é a Mãe. Porque para a Mãe, você pode dizer: “Não, Mãe.”

Mas, para a irmã, se você disser – eletricidade, certo? Tentem colocar os seus dedos na tomada e vocês saberão, é sem explicações. Com esse entendimento, hoje, nós iremos fazer o Puja para o estabelecimento de nossa castidade, da castidade das nossas emoções e da castidade da nossa mente. O que quer que vocês tenham feito até agora, esqueçam, esqueçam o passado. É muito importante também esquecer o passado, porque vocês vêem que esta é uma maneira muito boa de explicar as coisas: “Por que eu tive isso, foi por isso que aconteceu.” “Minha mãe era assim e meu pai era assim…” Mãe, pai, todo mundo, esqueçam isso agora. Vocês pertencem a esta família, que é uma família sagrada. Pessoas que são santas estão sentadas aqui, vocês estão dentre elas. E automaticamente, essas leis começarão a funcionar. E Eu não terei que lhes dizer se vocês devem ou não ficar com amizade com essa pessoa ou com aquela pessoa.

Vejam, o interesse o tempo todo pelo outro sexo não é sinal de castidade. Quero dizer, é horrível, absolutamente ridículo, você se torna estúpido. Como por exemplo, alguns homens sabem muito sobre o que as mulheres usam, perfumes, isso, aquilo. Para que serve isso? Vocês são escravos das mulheres ou o quê? Eles se tornam especialistas nessas coisas insensatas. Vocês são homens, vivam como homens. E as mulheres têm que ter esse senso de castidade dentro delas, porque elas são os poderes. Por que vocês estão querendo se tornar como os homens? Quero dizer, vocês são os poderes por trás deles.

E as mulheres devem cuidar da castidade delas. Por isso, Eu devo dizer, Eu devo Me inclinar às mulheres indianas, pelo modo como elas são humildes, pelo modo como elas são castas. Deve-se aprender isso. É claro, há muitas delas que também não são. Mas, humildade elas têm. Há apenas uma categoria que não deve ter humildade: as Encarnações. Eu não posso ter humildade, Eu sinto muito dizer isso. Há certas qualidades que vocês podem ter, apreciar e gostar que Eu não posso ter. Eu não posso Me ser humilde, não posso fazer isso, Eu sinto muito. Não se presume que Eu faça isso.

Nenhuma Encarnação foi humilde. Elas não podem, porque Elas não têm nenhuma culpa. Eu coloquei tantas pessoas culpadas no Meu Vishuddhi esquerdo, que Meus ouvidos estão ficando bloqueados tentando limpá-las. Se vocês puderem remover a sua culpa, os Meus ouvidos se abrirão, Meu problema desaparecerá. Assim por favor, Eu peço a vocês que mantenham seu Vishuddhi em boas condições. Não se sintam culpados, fiquem no centro. Fiquem no centro, observem e encarem a si mesmos, dêem choques em si mesmos, corrijam-se. Somente tais pessoas se elevarão. Uma outra forma é a meditação. Com sua mão esquerda em direção à fotografia, com a vela acesa lá, a mão direita na Mãe Terra, vocês podem resolver isso.

Coloquem a chama aqui, dêem um bandhan no seu Vishuddhi esquerdo e vocês podem resolver isso. Mas, essas coisas tornam-se rituais se você não as fizer com seu coração. Assim, antes de tudo, encarem isso, mentalmente encarem isso plenamente, depois façam isso com essas coisas. Entendam isto emocionalmente também: nas emoções que vocês têm, não pode haver nenhuma culpa. Assim, para todos os nossos propósitos práticos, não devemos usar todas essas palavras que mostrem a nossa culpa, mas sim humildade. Humildade é muito diferente de uma pessoa se sentir culpada. A pessoa culpada é aquela que está sob coação, sob pressão. Mas uma pessoa humilde é uma pessoa livre. Ela é humilde em sua própria liberdade, em sua própria exuberância. Como as árvores, quando elas estão carregadas com frutos, simplesmente se curvam à Mãe Terra.

Como por exemplo, se vocês forem à praia, descobrirão que todas as árvores em volta do mar, especialmente os coqueiros, todas se inclinam em direção ao mar, porque o mar deu-lhes essa peculiaridade. A água que está no coco vem do mar. Assim, todos os coqueiros têm esse respeito, essa humildade em relação ao mar. Da mesma maneira, somente uma pessoa que não é culpada poderá ser realmente humilde, porque as pessoas culpadas, como Eu lhes disse, são agressivas através de seu sarcasmo, pelas suas palavras grosseiras, pelo seu hábito de retrucar, por suas explicações. Mas uma pessoa humilde é uma pessoa livre, livre para ser humilde, livre para ser amável, para ser gentil, para ser compassiva. E é esse tipo de Sahaja Yogis que vocês têm que ser, de modo que quando as pessoas os encontrarem, elas fiquem impressionadas com sua humildade. Mas humildade não tem nenhuma subserviência. Inocência e humildade. Eu sou desprovida dessa qualidade completamente. Eu não posso ser humilde.

E vocês nunca devem tentar fazer com que Eu seja humilde porque isso não deve ser feito. Mas ninguém pode dizer que em Meu comportamento, quando se encontram Comigo, Eu não sou humilde. Eu ajo como uma pessoa muito humilde. Eu posso agir como uma pessoa muito humilde, mas, para ser bem franca, Eu não possuo nenhuma humildade de nenhum tipo em Mim, nenhuma humildade. Compaixão é muito diferente de humildade. Humildade é uma qualidade humana, é uma qualidade especial que somente os bhaktas têm. Somente os bhaktas têm. É uma qualidade tão bela de receber a chuva de bem-aventurança. Aquela que concede a bem-aventurança não pode ser humilde, porque Ela não pode receber nada. São somente os seres humanos que são humildes e que podem obter, alcançar e receber isso E a pessoa que não pode obter é tão solitária, tão solitária.

Tal pessoa não pode ter a companhia de ninguém, porque ela tem que dar e dar e dar. Ela é muito solitária e tem que enfrentar tudo sozinha. Somente aqueles que são humildes podem ter amizade uns com os outros, podem compartilhar seus problemas uns com os outros. Eu não posso, porque vocês não possuem as soluções. Eu tenho que resolver Meus próprios problemas. Assim, somente a humildade pode lhes ajudar a se articularem e a ter bom relacionamento com seus amigos, com todas as pessoas, a compartilhar suas dificuldades. Mas novamente, Eu devo adverti-los, porque isto sempre acontece: a sua humildade não deve ser complacente. Humildade é uma pessoa desapegada, é uma qualidade desapegada. Não é uma qualidade que fica apegada a uma pessoa ou a uma segunda pessoa. É um estilo humilde de vida, em que você não é arrogante desnecessariamente, você não grita com as pessoas.

Mas na Índia, nós dizemos que a vaca é um animal muito humilde. Ela fornece seu leite, ela provê tudo, ela não ataca ninguém. Assim, a humildade é uma enorme proteção para vocês. É claro, às vezes as pessoas tiram vantagem das pessoas humildes, isso não importa. Enquanto você não tiver perdido a sua humildade, tudo estará bem. Mas as pessoas perdem a humildade. Quando as pessoas tentam perturbá-las, elas se tornam pessoas de Vishuddhi esquerdo e então elas perdem a humildade. E isso é uma coisa que não devemos perder, porque se você tem que manter a conexão com o Divino, então você tem que ser humilde. Não há outro jeito. Se você não for uma pessoa humilde, você não poderá manter o seu relacionamento Vejam, são duas qualidades, como um plugue e uma tomada.

O plugue tem que ser o plugue e a tomada tem que ser tomada. Da mesma maneira, se vocês tiverem que obter algo do Divino, vocês devem ser pessoas humildes. Através da arrogância, vocês não conseguirão nada. Através da agressão, vocês não conseguirão nada, através de qualquer coisa… Algumas pessoas também pensam: “Eu amo a Mãe.” Mas esse amor deve ser expresso através da completa humildade. Essa é a única maneira, é o único canal através do qual vocês podem se aproximar de Mim. Não há outra saída. Assim, nós terminamos hoje num estágio muito elevado. Esse é o início da Realização de Deus. Mas vocês têm que acelerar Comigo.

Não é fácil manter a velocidade Comigo, vocês tem que acelerar Comigo. Se vocês têm que ir em direção à Realização de Deus, primeiro estabeleçam o seu senso de castidade e humildade. Que Deus os abençoe. Assim agora, vamos começar o nosso Puja. Vocês podem lavar Meus Pés, se quiserem. Tem que haver o Puja a Ganesha, um Ganesha stotra. Agora, para isso, vocês têm que julgar a si mesmos. Quero dizer, vocês têm que julgar a si mesmos, não aceitar a culpa, mas julgar a si mesmos: “Eu sou uma pessoa do tipo atrevida?” “Eu vou à frente o tempo todo?” “Eu me sento o tempo todo na frente de todas as outras pessoas?”

“Eu tento ser arrogante com a Mãe?” “Eu digo ‘não’ para a Mãe?” “Eu me comporto como…?” E observe todos esses pontos dentro de vocês mesmos. Não é para os outros verem, é para vocês verem: “Até que ponto eu vou?” “Eu sou presunçoso? Eu sou arrogante?” “Eu faço coisas que não deveria ter feito?” Desse modo, vocês continuam nisso. Essas coisas são sintomáticas, são sintomas vindos de dentro.

E uma vez que vocês compreendam os seus sintomas: “Oh, eu sou assim.” “Tudo bem, nunca mais.” Encare isso, fale consigo mesmo. Quando você diz: “Eu não sou culpado”, não significa que você não encare isso – encare isso. Tudo bem. Iremos lavar os Pés. Hoje, sinto muito, somente as virgens podem Me venerar, somente as virgens verdadeiras podem Me venerar, as meninas pequenas, se houver alguma. Olá, há algumas, elas estão vindo. Venham, venham, venham, todas as crianças. Olá, subam.

Belo vestido! Ah, ha! Ah, ha! Oh, vestido muito belo, Athena! Venha. Agora, onde estão as outras? Venham, todas as crianças, todas as crianças. Somente as crianças podem fazer isso. Tudo bem, sentem-se, sentem-se. Venham à frente.

Oh, alguém está vestindo um sari! Todas as crianças. Sentem-se, sentem-se, sentem-se. Todas as crianças têm que se sentar aqui, tudo bem? Olá, Índia, como você está? Tome cuidado com essa lamparina, tudo bem? Você poderia, você poderia colocar aquilo um pouco para o lado. Eu estou muito preocupada com as crianças. E depois nos podemos acendê-la. Obrigada.

Estão vindo mais, elas estão vindo. No futuro, nós teremos muitas delas e talvez vocês todos terão que se sentar fora. Agora, elas sentam fora, após algum tempo, todos vocês terão que se sentar fora! Isso seria o melhor! Elas todas dirão: “Fora, fora!” Deixem-nas crescerem. Um novo exército está vindo. Eu acho que você… pode fazer isso. Dê isso para ele, ele fará isso, ele simplesmente, ele fará isso. Ele fará isso cuidadosamente agora.

Venham, venham. Gavin, mova aquilo para ambos os lados um pouco. Olá, venham, deste lado. Agora, todos os pequenos devem vir à frente primeiro, todos os pequenos aqui. Um – todos vocês são os pequenos, tudo bem? Agora, quem é o menor? Agora, há alguém mais vindo? Sente-se, sente-se, sente-se, sente-se. Tudo bem, venha aqui, você quer vir aqui? Tudo bem, agora, dê-lhe uma oportunidade lá, tudo bem?

Agora, deixe assim. Agora, traga-o aqui. Agora, todas as meninas devem vir primeiro e todos os meninos depois. Podemos fazer desse jeito? Ou devemos ter os meninos pequenos primeiro? É melhor os meninos pequenos, não é? Vocês são irmãs, afinal. Agora, deixem os meninos pequenos primeiro, tudo bem. Todos os meninos pequenos e depois as irmãs farão isso. Agora, quem são os meninos pequenos?

Ah, todos eles. Agora, as irmãs têm que esperar por enquanto, tudo bem? Vejam, vejam isso, vejam. Como isso é facilmente aceitável. Todas as irmãs – agora, ela é uma irmã – agora venha, todas as irmãs têm que retornar. Ela foi? Tudo bem, fique lá. Tudo bem, fale com ela. Fique lá. Venha à frente.

Tudo bem. Agora todos os garotos, venham. Venham aqui. Todos os garotos devem fazer isso, todas as irmãs devem esperar. Há o… Não tem nenhum menino lá, nenhum? Venham, venham, venham, venham, venham, venham! Tudo bem, agora todos. Se o filho de Pat estiver presente, chame-o. O filho de Pat, tudo bem. Ele fará isso.

Todos devem se sentar. Ah, bom. Agora, todas as irmãs, todas as irmãs se sentam primeiro. Vejam, os meninos estão fazendo primeiro, tudo bem? Todas as irmãs estão lá para cuidar dos meninos. Venham. Os meninos devem vir aqui. Venham, venham, venham, venham, venham. Tudo bem, deixe-o se sentar, ele é um menino. Venha, sente-se, você é um menino.

Ah! Você é um menino? Aqueles que são meninos devem se sentar. Quando você se sentar, ele se sentará por um momento, ele se sentará. Ele é um bom menino. Não seja tímido, ninguém deve ser tímido aqui, tudo bem? Ah! Agora venham, todos os meninos, aqueles que são tímidos não são meninos! Não, ele é um menino, ele é bom. Tudo bem.

Se vocês são meninos, não devem ser tímidos. Somente as meninas são tímidas. Ele é tímido. Tudo bem, não force, tudo bem, não force as crianças. Ross está aqui? Ele não está aqui? Venha. Agora, cuide daquele lado. Dê para ele, desse modo, ele fará isso. Vocês têm que lavar Meus Pés.

Tudo bem, venham. Recitem o mantra a… apenas o recitem… Em suas mãos. Por favor, deixe isso para ele e você tem que lavar Meus Pés, tudo bem? Agora, tenham cuidado com isso. Veja, é por isso que Eu chamei você, porque eles são crianças pequenas. Agora, lave Meus Pés. Diga-lhes como lavar. Agora, um por um, venham. Lavem Meus Pés. Sim, Markandeya, lave-o, tudo bem.

Venham, todos vocês, lave-o. Lave-o, lave-o bastante. Tudo bem, nós teremos, nós teremos um segundo grupo, tudo bem? E em seguida, nós teremos o segundo grupo também. Está bom. Esfregue-o. Esfregue-o, esfregue-o agora. Esfregue-o. Este também. Venham, lavem Meus Pés.

Dennis, deixe-os, lavem Meus Pés. Venham, lavem, lavem. Lavem, lavem, lavem. Agora venham. Olá! Venham, lavem Meus Pés. Lavem Meus Pés. Bom. Bom. Agora… Agora, os outros meninos devem fazer isso, tudo bem?

Você fez isso? Tudo bem, agora os outros meninos devem lavar. Você fez isso, Hanu? Lavou-o? Tudo bem. Os meninos maiores. Venham. Deixe-os lavar, tudo bem? Agora, deixe-os lavar, tudo bem? Agora, levante-se.

Levante-se agora? Markandeya? Deixe-os vir. Tudo bem? Ah, isso está bom. Você também, Hanu? Deixe-os virem. Tudo bem? Venham adiante. Agora, venham.

Acabou, tudo bem? Agora deixem as meninas virem. Agora, as meninas entram. Deixem os meninos irem, os meninos devem ir. Você não o fez? Tudo bem, peça a ele para fazer. Venha, lave-o. Agora, todos vocês devem levantar-se e deixar as meninas fazerem isso. Tudo bem, todos se levantem agora. Os meninos têm que lavar.

Eu acho que ele lavou. Você o lavou? Não? Tudo bem, venha, venha. Coloque a água aqui. Deixe-o vir. Tudo bem, venha à frente. Deixe-o vir. Bom. Levante-se, Nanak, levante-se.

Danya? Só um minuto, só um minuto. Alguns de vocês – Eu chamarei todos vocês um por um, tudo bem? Agora, lave-o. Lave-o agora, lave-o agora. Apenas ajude aqui. Acabou! Agora, agora, deixe os outros virem, agora. Levante-se agora. As meninas devem vir agora… Todos os meninos devem ir… Nanaka, levante-se agora, levante-se, levante-se educadamente.

Deixe as meninas virem. Agora, venham. Onde está Olympia? Fique aqui. Fique aqui. Fique aqui. As meninas devem ficar. Os meninos podem ir. Eles devem ir agora, porque este é o puja das meninas. Ambas as mãos.

Tudo bem? Agora, enxugue as suas mãos. Tudo bem, ponha isso em sua cabeça. Todas as meninas devem sentar-se aqui. Olympia, onde ela está? Ela está vindo. Sente-se, sente-se, sente-se, sente-se. Tudo bem. Olympia, venha. Todas as meninas.

Você lavou, não lavou? Você lavou, tudo bem. Tirem esse, vamos tirar esse. Agora, recitem os nomes, os 108 nomes direto, porque estes são realmente os nomes de Gauri. Com força. Esfregue com força. Tudo bem. Não, não. Você deve recitar Meu nome, Gavin, senão as vibrações não fluem. Vocês têm que recitar de forma completa.

O que Eu posso fazer? Porque há o limite. Você quer fazer isso? Pode vir. Tenha cuidado, tudo bem? Porque tudo aparece na fotografia. Agora, só um minuto, só um minuto. Eu pedirei a todos para ajudarem. Agora, não briguem. Todos farão isso.

As meninas sairão. Apenas coloque-o aqui. Muito obrigada. Tudo bem, esfregue suas mãos assim. Todas as mãos ficam vermelhas. Por toda parte. Esfregue-a assim por toda parte, todos os dedos. Façam isso com seu coração, porque o que está acontecendo é que está tudo mental. Façam isso com seu coração. Vocês, o que vocês estão dizendo está sendo dito para Mim.

Eu estou sentada diante de vocês, pessoas afortunadas! Façam isso com o coração, somente então acontecerá. Abram seu coração e façam isso com seu coração. Venham! Sem se sentirem culpados, isso é muito importante. O sari de Vishnumaya é muito bonito. Mostrando os dois de nuvens e as luzes entre elas. Isto é francês. Muito significativo. Um sari francês para Vishnumaya.

Apenas digam “Vishnumaya” – isso é tudo. Hoje não é o Puja a Shiva e sem ser Seu Puja, como vocês podem recitar Seu nome? Apenas digam “Vishnumaya”, “Twameva sakshat Shri Vishnumaya…” Que Deus abençoe a todos. Com o nome de Shiva, os Meus dois Pés ficaram completamente gelados. Tudo bem. Tudo bem. Inclinem-se. Que Deus abençoe a todos. Que Deus abençoe a todos. Que Deus abençoe a todos.

Mãe, houve um grande bloqueio no coração nestas 24 horas.

Abrir os seus corações é a questão. Por que vocês não abrem seus corações? Abram seus corações. Por coisas fúteis, coisas insensatas, nós abrimos nossos corações, por que não para Deus? Abram seu coração! Vocês se tornaram lótus, mas abram o lótus. Chegará o dia em que nós teremos o Puja a Shiva na Inglaterra, deixem esse dia chegar. Mas fazer o Puja a Shiva não é algo fácil, vocês sabem. Vocês já alcançaram um estágio – Vishnumaya. Abram seu coração.

A menos e até que vocês abram seu coração, o seu Brahmarandra não poderá ser aberto, o seu Sahastrara não poderá ser aberto. Vocês estão preocupados com o quê? Com o almoço? Eu posso parar todos os relógios deles, se vocês quiserem! Tudo bem. Agora, venham, vamos fazer isso. É melhor agora. Agora vão, almocem. Após o almoço, Eu estarei aqui? Sim, Eu estarei aqui.

Vão todos vocês, Eu estarei aqui. Eu lhes disse, Eu simplesmente parei os relógios deles! Se vocês quiseram, podem Me dar presentes e depois haverá tempo para o almoço. O que é isto? Shri Mataji, este é um presente da Áustria, para expressar nosso – nós queremos agradecer-Lhe por nos permitir estar aqui, e isto é um vaso, feito à mão. Tão lindo! Devem combinar com os quadros que a Senhora ganhou em Brighton, da Áustria. Tão lindo! Muito obrigada, obrigada. Vocês já trouxeram uma música tão bela da Áustria.

O que mais vocês querem trazer? O que é isto? Um presente da França, Mãe. Para quê? Com todo o nosso amor. Para Suas bênçãos. Tudo bem. Agora, seria melhor abri-lo para Mim. Shri Mataji, nós fizemos uma revista em italiano para permitir que as pessoas saibam sobre as circulações de Suas palestras, e gostaríamos que a Senhora a abençoasse. Que Deus os abençoe.

Oh, vibrações muito belas! Vibrações maravilhosas. Porque há Suas palestras nela. Vocês traduziram? Tanta vibração. Vocês traduziram? Oh, tantas vibrações neste livro! Este é o primeiro livro deste tipo, este é o primeiro livro de Minhas palestras – além de nossa “Nirmala Yoga” – é o primeiro livro. Sim, em italiano. É chamado: “O Cavalo Branco”.

E nós queremos dar uma cópia para cada país, deixá-los ver, se há alguém que fala italiano, nós temos aqui. E nós gostaríamos de trazer este rakshabandhan da Itália. Tudo bem. O que é isto? Estas são algumas folhas de nosso jardim. Esta é uma oliveira. Oh, bom, lindo! Que idéia, dar como presente um ramo de oliva. Que Deus os abençoe. E elas são de minha esposa, Shri Mataji.

De sua esposa. Oh, é demais! Elas são feitas em Gian. Gian é a cidade onde elas são feitas. Gian. O nome da cidade onde a cerâmica é feita. Como se soletra “Gian”? Gian. G-i-a-n. Gian. Verdade?

Até hoje eles fazem isso? Mas isto é moderno. Lindo! Por outro lado, a arte na França está decaindo. É surpreendente! E que lindo, que lindo, apenas vejam isto agora. Esta é uma flor que Shri Ganesha gosta. Você fez isto? Lindo. Lindo.

Muito bem feito, muito obrigada, obrigada. Lindo. Que artistas que nós temos, Eu não sabia. Maravilhoso! Muito obrigada. Vejam aquele. Oh, Eu já estou comendo queijo francês e vocês Me deram um tão grande que ele vai durar o ano inteiro! Obrigada, obrigada. Vocês poderiam colocá-lo lá? O que é aquilo?

Isto é da Holanda. O que é isto? O que é isto? Queijo novamente. Obrigada. Mas, vocês sempre Me dão presentes. De todos vocês? Ah, que lindo, eh? Vocês sabem apreciar a beleza, Eu devo dizer, a verdadeira beleza. É lindo, obrigada.

A esposa de Gregoire Me deu um bonito como este, Eu o manterei com ele. Obrigada. Os prêmios estão aumentando. Vishnumaya. Ah, esta é Vishnumaya, o arco-íris é o Seu sinal. Após o arco-íris, não haverá nenhum – este é o sinal de que não haverá mais nenhum raio. Se você ver o arco-íris, não haverá nenhum raio após isso, isso é garantido. Lindo, lindo, lindo, lindo! Não sei o que dizer. Muito obrigada.

Lindo. Que Deus os abençoe. Apenas traga-o para este lado. Vire-o. Remova o sari. Remova o sari. É muito pequeno, Mãe, Shri Ganesha o achou para mim. Oh, verdade? Shri Ganesha não pode ser pequeno. Ele é muito sutil, Ele está em cada átomo e Ele está em tudo, tudo bem?

Muito obrigada. Que Deus a abençoe. Você está indo muito bem, Eu devo dizer Sahaja Yoga. Eu estou muito feliz. O que é isto? É tão lindo, Eu lhes digo, mas não há necessidade de abri-lo. É tão lindo. Lindo. Deixe-os dar uma olhada. Você o fez?

Tão lindo. Não é Shri Ganesha. Isto é um ornamento de Shri Ganesha. É um presente muito caro para ser dado – coral e pérolas – isto é demais! Tudo bem, Eu cuidarei disso com carinho. Obrigada. Com esses pujas, Eu estou fazendo muitas coisas, não é? Porque quando vocês Me dão dinheiro, Eu posso comprar alguma coisa, ainda assim, isso atua em vocês, mas o que fazer com isto – torna-se parte integrante permanente de Mim. Obrigada. O que é isto?

Novamente algo pequeno de Brighton? Hester, é realmente maravilhoso. Oh, isso é muito, muito, muito. Ah, como isto é simbólico, como é simbólico. Novamente, digam isso em voz alta para eles. Eu direi, Shri Mataji. Isto é para a Mãe de todos os irmãos e irmãs, os filhos do Tempo de Florescimento. E Mãe, que possamos ser Suas flores. Ah, isto é tão bom. Muito obrigada.

É lindo, é tão lindo. Mãe, com Sua graça, em Sua honra, Eu abri minha loja e a chamei “Amor da Mãe.” E ontem, foi a maior inauguração de minha vida. A loja é absolutamente linda. Onde? In Seaford, near Brighton. Oh, sei. E há o logotipo e, de forma promissora, irá por todo o mundo. Todas as minhas coisas tem sido projetadas com Seu nome nelas. Ah, esta é uma boa idéia.

“Cuidando de você e de seus bebês” – ótimo! Eu sempre tive isto em Minha mente, que nós deveríamos ter uma loja adequada, porque é difícil conseguir roupas de algodão aqui, não é? Eu arrumei uma menina que está fazendo coisas para mim, mas eu gostaria de também ter coisas fabricadas. Eu tentarei falar para que você traga da Índia. Que Deus a abençoe. Que Deus a abençoe. Que Deus a abençoe. Isto é algo muito bom que você está fazendo. Que Deus a abençoe por isso. Não há muito cuidado com as crianças aqui, Eu vejo.

Elas exigem muita atenção. O que é isto novamente? Tudo bem. O que é isto? De Lousanne? Tão lindo, tão bem feito. Obrigada. Eu não estava preparada, mas eu trouxe para Senhora algo que veio do país em que nasci. De onde? Da África.

É uma pedra magnetizada e captura as vibrações negativas. Eu percebo isso. E estava em meu pescoço, assim espero que não tenha muita negatividade nela. Oh, Eu darei um jeito. Que Deus a abençoe. O que é isto? Shri Mataji, isto é um esforço coletivo dos Sahaja Yogis de Munique. Na verdade, é mais um presente para nós do que para a Senhora. A Senhora poderia dar Suas bênçãos, por favor? O que é isto?

É uma fotografia muito boa, Eu acho, uma fotografia muito boa. Para as pessoas de fora, é uma fotografia muito boa. Que Deus os abençoe. Muito maternal. Obrigada. Muito obrigada. Pronto? Estamos na hora certa? Ainda há algo lá. (Grupo de Sahaja Yogis da Bélgica e Holanda estão vindo à frente) Tudo bem.

Eu já conheço alguns deles. Tudo bem, vamos receber isso. Eu estou tão feliz por todos vocês virem, esse é o ponto principal. Esta é a coisa mais importante: todos vocês puderam vir hoje a este grande Puja. E de acordo com Warren, as pessoas de Bruxelas e da Holanda têm uma grande humildade. Elas são pessoas muito humildes em relação à espiritualidade, e a mídia também é muito boa. Assim, Eu acho que o Puja de hoje, na verdade, foi realizado por causa de vocês. Ele disse que elas são pessoas muito humildes, a mídia é muito humilde e há um tipo de humildade que realmente funciona lá. Então agora, o que é isto? Venham, venham.

Dominique, como você está? O que é esta pasta que você está carregando? O que é esta pasta? Quem escreveu o artigo? O pessoal do jornal? Eles gostaram? Bom, bom. É por isso que eles estavam dizendo que a mídia é muito útil, é isso mesmo. O que é isto? É a tradução do flamengo (língua falada na Bélgica), não do francês, Mãe.

É um belo artigo. Muito bom, é uma reportagem muito ligada aos fatos, sem distorções. Bom. É isso mesmo. Shri Mataji, há dois anos, nós fizemos uma cópia de Seus Pés de Lótus na França e nós estamos colocando este poster na loja para fazer cópias, a Senhora sabe. E eles estão enviando, eles ofereceram este quadro de Seus Pés de Lótus em todo lugar, apenas para mostrar o que eles podem fazer com a cópia, e então… Mãe, a cópia dos Pés que os franceses trouxeram da Índia e distribuíram amplamente – aquela era a cópia. E esta mesma cópia, agora eles estão usando como um exemplo de material de publicidade. Aquela com os Pés sobre o outro, um pouquinho? Não, não, Mãe. Qual?

Qual? Quais Pés? Estes são aqueles com o tapete branco, e a Senhora pode ver… Tudo? O Puja todo? Com um brilho dourado nos Seus Pés… Oh, Eu sei. Verdade? Onde vocês o viram? Em Bruxelas. Verdade? Então, estes estão sendo feitos em Bruxelas?

Sim, e eu acho que em toda parte, pelo mundo inteiro por esta empresa, chamada – esta empresa francesa chamada “Happy Door Color.” E eles estão enviando da França para todos os lugares? Eu acho que sim. Veja, eles fizeram um modelo do trabalho deles, e os Seus Pés são o exemplo. É mesmo? Que brincadeira, hein? Por causa de Meus Pés, isso foi bem publicado. Vejam, dessa forma eles estão usando a idéia para publicidade. Nós não gastamos lá, mas nós tivemos o benefício! Isto é bom, Meus Pés por toda parte é a melhor coisa!

Isso é ótimo, realmente. Há uma coisa espetacular, Mãe, em relação aos belgas e holandeses. Nós estamos tendo agora pessoas dos níveis profissionais. É realmente uma tendência interessante na Sahaja Yoga. Nós não estamos tendo apenas os hippies e as pessoas da contra-cultura. É uma grande mudança. Não, nós tivemos alguns, mas Eu acho que todos eles eram muito bons, aqueles hippies. Eles são pessoas boas, eles são tão bons, realmente. É uma grande bênção estarem lá. Eu realmente, Eu estava muito, muito contente, porque funcionou muito bem.

Agora vocês têm que se apresentar, tudo bem? Vamos começar, um por um. Este é Henry de Bruxelas. Logo atrás está Jeanine. Ela é da Holanda, de fato, mas está morando em Bruxelas. Apenas quatro semanas após encontrar a Senhora, ela explicou para os novos, ela explicou tudo sobre a Sahaja Yoga. Foi um programa muito bom. E ela também traduziu para o francês. Ela é muito boa. Onde todos vocês estavam perdidos?

Eu não sei, de repente, Eu descubro todos os Meus filhos retornando para Mim! Tudo bem. Ele é um professor de yoga e ele deseja aos poucos aparecer na Sahaja Yoga. A Yoga deve ser usada, mas de uma maneira específica. Quando a Kundalini se eleva, você tem que saber quais chakras estão bloqueados e o que você tem que corrigir. Agora, a menos e até que você saiba o que está errado com você, então você saberá o que corrigir. Da mesma maneira, você deve saber o que está errado com os outros. Assim, quando você sabe, então sabe qual chakra deve ser corrigido, como corrigi-lo, quais mantras devem ser usados. Tudo é uma grande ciência. E é desse modo que isso tem que ser compreendido, porque sem a Kundalini, não é uma ciência conectada, é apenas puro acaso.

Este é Herman da Antuérpia. Oh, sei. Eu também estive na Antuérpia antes. Há algumas pessoas que todos nós encontramos, mas é muito difícil chegar a eles. Eles estão telefonando para adquirir o livro, o livro de Gregoire. Este livro de Gregoire? Você leu o livro dele e foi desse modo que você veio? Sim. Há algumas pessoas na Bélgica, por toda parte, mas elas não podem vir para Bruxelas. Oh, ótimo!

Bom. Você queria expandir. Como está Natalie? Ela está indo para o Índia Tour. Bom. Isso é bom, isso é bom. Eles devem fazer o Índia Tour, Eu acho. Quantos? Verdade? Faça serem quatorze, treze não é um número bom!

Tente fazer com que sejam quatorze. Somente da Bélgica? Shri Mataji, eu disse a eles que, como uma pequena exceção, eles poderiam se registrar um pouco mais tarde, porque. Sim. Eles podem. Você apenas – veja, agora Eu vou ficar aqui por algum tempo, eles podem. Mas vejam, essa é uma oportunidade, uma grande oportunidade. Eu não sei no próximo ano. Eu não sei qual será a situação, porque isso será muito interessante e bom, o modo como temos viajado e tudo mais. Quero dizer, vocês não podem fazer nada ficar melhor do que isso, o programa é apenas por três semanas.

Vejam, é um programa de três semanas, vocês não podem torná-lo menor do que isso, não é? Esta é a Heidi. Ela é maravilhosa, Eu lhe digo. E a mãe dela, da África do Sul também. Você tem em uma filha maravilhosa. Olá! Qual é o seu nome? Marilise. Shri Mataji, o pai dela ficou nos Himalaias por algum tempo, batendo a cabeça dele nas rochas. O Himalaia é aqui!

Mas agora, ele veio para a Sahaja Yoga. Mas eles são buscadores, vejam. Ele foi muito prejudicado pelos lamas ele está sofrendo bastante no momento. Esses lamas são pessoas terríveis. Eles esperam ir para a Índia, mas… Vamos ver. Acalme-se. Não há pressa, mas Eu acho que se você puder resolver isso, será uma boa idéia, porque você se estabelece bem na Sahaja Yoga, quando você vai para Índia. E porque a Índia é um país muito diferente, onde nos movemos de um lado para o outro, você não se encontrará com os lamas ou alguém assim. Esta é Nina. Na verdade, ela é judia, meia-judia.

Ela é de Bruxelas, mas é francesa. Ela fala francês. Sim, ela está aparentando cada vez mais jovem, Eu acho, não está? Ela mudou muito. Todas as suas rugas se foram – ela parece muito mais jovem agora. Você irá apresentar todos eles? Esta é Claudine, a mãe de Daniel. Ela está indo para as Ilhas Canárias e ela queria saber mais sobre… Você! Você está indo para as Ilhas Canárias? E levar a Sahaja Yoga para lá.

Estas Ilhas Canárias. Bom lugar. Agora… Nina gostaria de Lhe dar algo. Sim, Me dê – por que você Me deu? Eu gostaria de manter comigo, tudo bem? Eu cuidarei deles. Eles são buscadores? Eles virão, então não se preocupe. Este é Rene e Anya, de Bruxelas. Ele é médico e osteopata.

Osteopata? Ele estudou na Inglaterra. Verdade? E agora tem estado envolvido muito ativamente na Sahaja Yoga em Bruxelas. Sim. Sim. Estão atacando por todo lado: problemas musculares, problemas ósseos, há tantos problemas dessas forças negativas, os quais estão além do alcance da ciência médica. Vejam, porque se for o Muladhara, eles não compreendem, eles não compreendem a parte relativa à inocência. Tantas doenças se originam do Muladhara, tantas, e eles não têm nenhuma saída para isso. Mas para adotar algo assim, é difícil para eles se livrarem daquele conhecimento.

Porque este é o conhecimento do conhecimento, alcançar a essência disso, vejam. E então a coisa toda muda, é muito diferente. Funciona. Nós precisamos de osteopatas, na verdade, o Vishuddhi de todas as pessoas está tão ruim que só o pobre do Warren tem corrigido o Vishuddhi de todo mundo. E agora, vocês podem fazer isso também! Esta atrás é Marie-Louise e Jack, de Bruxelas. Qual é o nome? De Bruxelas. Eu não entendi a sua pronúncia. Marie-Louise, obrigada.

Eles dizem somente “h” para o “r”, é isso? Para “Marie”, eles dizem “Mahi”? Ah. Bom, porque vejam, “Marie” é “Mary”, torna-se “meha”, “meha” significa a chuva em Sânscrito. Tudo bem? Como você está? Você está aparentando ser muito mais jovem também. Como você está se sentindo? Imaginem. Antes de ir para qualquer país ocidental, Eu fui primeiro para Bélgica e para Holanda, em 1965.

Vocês se lembram, na Holanda, eles celebraram os cem anos ou algo relacionado à jardinagem ou tiveram alguma coisa em 1965, vocês sabem disso? Eles tiveram uma exposição enorme, foi isso que Eu vi. Então, Eu fui para Hamburgo e em Hamburgo havia os cem anos dos barcos de Hamburgo. Então, eles tiveram uma enorme, uma grande – o que vocês chamam, uma celebração com muitos fogos de artifício, todos os tipos de coisas, as quais foram uma idéia fantástica. E nós todos estávamos no rio, em um barco, e de lá, pudemos ver aqueles (fogos). Eu nunca vi fogos de artifício assim: coisas que formavam árvores, flores, frutas, tudo – os fogos, vocês sabem – eles fizeram uns muito especiais. Então isso aconteceu em Hamburgo. E Eu estava lá na Holanda para esse grande espetáculo, por várias milhas também. Eles tinham fontes e pequenos lagos. E eles tinham pequenos riachos correndo em volta e pontes, lindo, e todas as tulipas e tudo mais.

Elas eram belas, todos os tipos de flores. A melhor vista que alguém poderia imaginar: as flores e o jardim. Agora… Que Deus a abençoe. Esta é Chandra. Ela tem uma história fora do comum, Mãe. Ela nasceu de pais indianos tradicionais na Holanda, praticamente de sangue alemão, Verdade? E ela descobriu a verdade do hinduísmo na Sahaja Yoga. É muito bonito. É verdade. Sem dúvida.

Vejam, enquanto cada religião entrou em um tipo de conservadorismo. É somente através da Sahaja Yoga que vocês compreenderão que todas elas eram verdadeiras, todas verdadeiras. Cada uma delas era verdadeira, correta, totalmente integradas umas com as outras. Mas para isso, você tem que se tornar o Espírito, senão você não pode compreender. Mas, há somente uma única coisa muito boa em relação à filosofia indiana: do começo ao fim, eles têm falado nada mais a não ser sobre a emancipação espiritual e tornar-se unificado com o Espírito nada mais. Primeiro de tudo. E também eles falaram sobre as Divindades. Mas Buddha não falou nem isso. Ele disse: “Não falem das Divindades, não falem de Deus,” “não falem de ninguém, apenas falem do Espírito.” Ele era tão meticuloso no sentido de que as pessoas deviam colocar a atenção somente no Espírito delas, antes de mais nada, depois nós viríamos a saber.

Mahavira disse o mesmo, ambos disseram. Assim, vejam, na filosofia, isso não é algo único, mas a idéia principal de toda a filosofia indiana é – quer seja hindu, budista ou jainista ou qualquer um desses que estavam na Índia – é que a coisa principal é obter a sua Realização do Si. E toda a sua vida deve ser construída nisso. Por exemplo, é dito que o seu chitta deve ser controlado. Você não deve permitir que sua atenção fique envolvida com tudo. Então, todas essas idéias, idéias românticas, isso é errado. Mantenha sua atenção em você mesmo. Você não pode colocar a sua atenção em qualquer coisa onde ela é desperdiçada – chitta nirodha. E quando isso começou, vejam, somente então as pessoas puderam ver que quando você mantém a sua atenção em você mesmo, então a sua atenção se eleva mais alto, ela não é desperdiçada, dissipada. Assim, a essência de todas as religiões é a mesma, é a Realização do Si, a primeira e mais importante coisa.

E sem isso, é o que vocês chamam de “sem vida”, nós estamos “com cadáveres”, nishpran. Sem vida, se você segue uma religião e ela não tem sentido, é tudo sem vida. Não há nada de errado com a religião em si, mas é sem vida, eles extraíram a vida agora. Sem vida, isso fica prejudicado. Vida é Sahaja Yoga. Yoga é a… Que Deus os abençoe. Esta é Karina, de Haia. Karima? Oh, nós temos um Karim lá na Holanda. Nós precisamos localizá-lo.

Você tem o endereço de Karim? Ele é um jovem, uma alma realizada, uma pessoa maravilhosa, Eu devo dizer. Ele costumava vir aqui e agora seu pai está na Holanda, seu pai bebe muito. Ele disse – Eu perguntei para ele: “Como está seu pai?” “Ele é como todos os outros alemães.” Eu disse: “O que você quer dizer?” “Todos eles bebem muito.” Eu disse: “Não, não, todo mundo bebe, não somente os alemães.” A mãe dele é francesa e seu pai é alemão, e eles estão divorciados, então ele levou o menino embora. Ele vem aqui às vezes, ele é uma grande alma, Karim.

Como é que você achou esse nome “Karima”? Como eles lhe deram o nome Karima? Não, meu nome é Karina. Oh, entendo, é derivado disso. “Karima” significa “Karim”, significa “Aquele que é o Criador.” Karima” é o Poder do Criador. Daí vem a palavra carisma, carismático; “karishma” vem daí. Este é Henno, de Amsterdã. Amsterdã, bom. E este é Herman, de Haia.

Heno está pensando em mudar-se para o ashram com os outros. Bom. E há alguém lá atrás. Eles já me apresentaram, Mãe. Já? Qual é seu nome? Jack, de Bruxelas. Oh, entendo, Jack é de Bruxelas. Sim, sim, sim, Eu sei. Eu o conheço, Jack.

É maravilhoso, não é? Então, também explique para eles que o tour indiano é bem espartano, vejam, no que se refere ao conforto pessoal. E principalmente desta vez será do lado de fora. Do lado de fora a céu aberto, nós teremos tendas e coisas assim, será como acampamento de escoteiros. Mas Eu acho que vocês gostarão, por causa da natureza e da beleza e dos rios. E tudo será agradável, Eu espero. Mas o principal é que naquele país, você se elevam muito rápido, Eu tenho visto isso. É como se nutrisse você, a Índia nutre seu Ser, é uma terra fértil para ascensão espiritual, e muitos se beneficiaram muito. Então Eu acho que será uma boa idéia. Acalmem-se, não há pressa.

Eu estarei aqui até o final deste mês, certamente. Pode ser que Eu vá um pouco mais tarde. Então, não se apressem. Tudo que for possível, tantos quanto puderem vir, Eu gostaria de acomodar desta vez. Tudo bem? Que Deus os abençoe. Gradualmente, vocês se estabelecem em seu grupo, tal como um tipo que tenha o mesmo padrão dessas pessoas. E então podemos ter o que vocês chamam de um tipo de coisa formal, tal como essas pessoas têm uma organização constituída e coisas assim, de modo que esse grupo possa se estabelecer de uma maneira adequada. É claro, Eu nunca verifiquei as contas da organização e Eu não sei o que estão fazendo. Mas vocês têm que colocar alguém como responsável e coletar algum dinheiro para os seus programas quando Eu for lá.

Vocês podem precisar de algum dinheiro para os auditórios e coisas deste tipo, para publicidade. Seja o que for, formem uma organização assim e tentem constituí-la, depois nós podemos legalizá-la também. Mas temporariamente, vocês devem ter algumas pessoas que fiquem responsáveis e que coletem algum dinheiro para os programas. Porque Eu não preciso de nenhum dinheiro, nada, mas é claro, vocês precisarão de dinheiro. Porque no próximo ano, Eu certamente irei lá e ficarei por algum tempo, assim Eu espero. Então vocês precisam arrumar algum dinheiro até lá. Por último, Eu gostaria que todos vocês agradecessem ao Dr. Warren por ter ido lá por conta própria, realizando isso tão bem e ajudando todos eles. Agora, como Bogdan está indo para Genebra, ele cuidará de toda a Europa e percorrerá de um país ao outro, Bogdan, Dr. Bogdan. E ele fará tudo que for necessário. Gregoire, é claro, estará lá nos bastidores.

ele foi quem fez tudo isso. Então ele irá orientar Bogdan e todos lá. E tudo será… Venha aqui. Eu não consigo ouvi-la, venha aqui. Eu queria saber se a Senhora poderia voltar. Mas se você meditar, se você colocar sua mão esquerda em direção à foto e a mão direita assim, isso deve funcionar. Não, não, não, não, não, você não deve fazer isso. Então Warren irá falar. Sim, então Patricia está lá e Antonio pode ajudá-la. Tudo bem?

Bom. Eu estou muito feliz por vocês estarem lá. Agora, está melhor – ela está lá e tentem ajudá-la de todas as formas que ela quiser, porque ela está fazendo isso muito bem agora, ela está compreendendo bem tudo. Algo mais? Vocês estão parecendo tão belos, todos vocês. E Jack, você está na Bélgica, não está? Isso é bom. Sim, Eu tenho que ir para casa agora. Eu acho que nós fizemos um seminário muito bem sucedido. E ajudem todas essas pessoas que vieram da Holanda e da Bélgica.

Eu queria lhes dar. Warren? E as fotografias estão lá, que vocês todos podem distribuir porque há muitas delas. Então aqueles que saindo agora, primeiro deve pegar as fotos, depois gradualmente. Então, Eu Me despeço de vocês agora, depois a distribuição será feita. Agora, Eu quero agradecer a todos vocês por Me convidarem para este seminário e ele foi tão bonito. Eu espero que vocês não se prendam a nada, quando Eu lhes falei sobre Vishnumaya. Esse é o poder, lembrem-se, esse é o poder. Todos vocês têm que ter esse poder dentro de vocês, de modo que quando falarem até mesmo uma palavra, ela atua como um raio. e depois, como um arco-íris.

Ambos são poderes de Vishnumaya. Quando o arco-íris aparece, isso significa que não haverá nenhum raio. E quando há um raio, não haverá nenhum arco-íris. Assim, vocês também são o arco-íris. Isso significa que vocês podem criar belas cores a partir de uma única cor branca. É disso que vocês são capazes. Então, vocês têm que mostrar essa magia e vocês também têm que mostrar, às vezes, esse efeito do raio. Mas é melhor usar mais o raio interiormente e o arco-íris exteriormente, isso seria melhor. Que Deus abençoe todos vocês. Que Deus abençoe os ingleses e os outros, todos vocês que desejam criar Jerusalém na Inglaterra, isso é muito importante.

Façam com que os ingleses também compreendam e fiquem conscientes disso, e realizem isso. Não somente os Sahaja Yogis ingleses, mas todos os ingleses. Que Deus os abençoe.