Sexto dia do Navaratri, Dedicação Completa

Weggis (Switzerland)

Feedback
Share

Navaratri Puja Suíça, 19.10.1985

Hoje é um grande dia do Navaratri, nós estamos reunidos no ápice do sexto e do sétimo dia. O sexto e o sétimo são os dias em que Mahasaraswati… finalizou Seu trabalho… e a Encarnação da própria Shakti começou. Portanto, às 12:00 hs de hoje, a Devi toma sob Sua responsabilidade a Shakti. É claro, como vocês sabem, Mahakali e Mahasaraswati, ambas são os Poderes de Shri Sadashiva. A Adi Shakti primeiro criou a Si Mesma como Mahakali, que é o Poder do Desejo. Mas todos esses Poderes não são nada mais do que… o Poder do Amor de Deus. Assim, na sequência deste grande Amor de Deus, a Adi Shakti teve de primeiro tornar-se o Poder do Desejo. Da mesma maneira, os Sahaja Yogis, que são providos com este Poder do Amor, têm de ter o desejo pleno no coração deles, o desejo de amar. Esse desejo é muito diferente dos… outros tipos de amor humano que conhecemos. Em outros tipos de amor humano, quando nós temos relacionamentos com os outros, nós temos expectativas… e é por isso que é muito decepcionante. Nossas expectativas sempre vão mais alto… do que nossa compreensão e realidades.

E então nós sofremos por causa de decepções e frustrações. E o amor que tem de nutrir e satisfazer… torna-se um título de mercadoria. Assim, quando ele se reflete nos seres humanos, ele é o desejo de ser amado por todo mundo, não de amar os outros. Todos devem amar você, mas até que ponto você ama os outros é a questão. Naturalmente, se for cada um por si mesmo, então realmente ninguém ama. Mas quando se trata do amor verdadeiro, então o sacrifício torna-se uma qualidade natural. Você não chama isso de sacrifício, mas o chama de privilégio. Nós dizemos que é um privilégio dar amor. É uma grande oportunidade podermos amar, é nossa grande sorte podermos amar, são as bênçãos de Deus podermos amar e doar. Então, o ato de dar começa quando você fica completamente consciente, não entende, mas fica completamente consciente do amor, do poder do amor se expressando.

Esse é o terceiro poder, que começa a se expressar, porque depois disso, uma pessoa torna-se ativa e criativa. É desse modo que a ação de alcançar esse estado de dar amor começa. Primeiramente, nós começamos a ativar isso de muitas maneiras, como Eu disse, nós começamos a ter expectativa… e a pensar que estamos amando os outros, nós agimos para isso. Nessa loucura de que os outros devem nos amar, os outros devem nos respeitar, os outros devem achar que somos importantes, que eles devem nos reconhecer, nós começamos a amar alguma outra coisa que não é tão importante. Então, nós vamos primeiro para o dinheiro, o dinheiro torna-se muito importante. Nós pensamos que se tivermos dinheiro, as pessoas nos amarão, nós nos tornamos muito poderosos como pessoas que têm dinheiro, como pessoas ricas. Então, nós começamos a acumular dinheiro, começamos a amar o dinheiro. Mas o dinheiro não é a verdade, nós não amamos a verdade. Quando nós começamos a amar o dinheiro, começamos a pensar nos problemas de dinheiro. Essas pessoas podem tornar-se avarentas para doar, a tal ponto que mesmo em relação a Deus, elas se tornam avarentas.

Na verdade, eles nunca têm dinheiro, porque se você não pode gastar seu dinheiro, você não tem nenhum dinheiro. Se ele não estiver disponível, para que serve ter todo o dinheiro? É desse modo que eles têm problemas, porque eles amam o dinheiro e não Deus Todo-Poderoso. Eles estão preocupados com o dinheiro, mas não com a verdade. Depois com isso, eles vão para uma segunda coisa que é o poder. Eles querem ter poder. Eles querem se tornar presidentes, ministros e burocratas e tudo mais. Eles querem ter poder, pensam que tendo grande poder, as pessoas os respeitarão e os amarão. Mas eles mergulham no medo. O que eles obtêm é o medo, o tempo todo, eles têm medo.

Também as pessoas com dinheiro têm medo. É por isso que na Bíblia é dito: as recompensas do pecado são o medo. O que é o pecado? O pecado é não amar a verdade, isso é o pecado. Quando você não ama a verdade, então isso é o pecado. Quando você começa a ficar preocupado com seus cargos, como por exemplo, o presidente acha que vai perder o cargo, o vice-presidente acha que será demitido, o primeiro ministro acha que ele pode não ser eleito, os burocratas acham que perderão seus empregos, que eles não conseguirão promoções ou coisas assim, então será um problema. Todas essas pessoas estão sofrendo de um sentimento terrível de medo. Eles não têm nenhuma liberdade, de nenhum tipo. E nessa categoria, as pessoas simplesmente se afundam tanto no medo, que é ainda pior do que as pessoas com dinheiro. Porque uma vez que elas estejam perdidas, elas estão perdidas, elas nunca podem se recuperar.

Não há nenhuma chance. Uma vez que você perde a eleição, você está perdido, ninguém olhará para você. Eu conheci pessoas que têm estado em uma posição muito elevada, e quando elas perdem essa posição, ninguém mais olha para elas, elas passam direto por elas. De outra forma, haverá pelo menos cem carros para recebê-las. E uma vez que eles percam seus empregos, não haverá ninguém nem mesmo para olhar para eles, eles simplesmente andam como pessoas comuns. Mesmo vendo todas essas coisas acontecendo, essa verdade aparecendo diante deles tão claramente, eles não permanecem nessa verdade, não se dão conta dessa verdade, eles não têm essa compreensão dentro deles. Eles compreendem por algum tempo e eles correm atrás disso. Depois, quando essa pessoa morre, eles veem que um homem com dinheiro, o homem rico é esquecido, ninguém se preocupa com eles, quem era o homem rico. Pelo contrário, as pessoas, os primeiros ministros e todas essas pessoas importantes, quando eles morrem, imediatamente começam a publicar livros sobre suas vidas pessoais, com todas as coisas sujas que eles fizeram… e todas as coisas horríveis que eles fizeram, e que tipo de vida eles levaram. Não há nenhuma fragrância em suas vidas, nenhum idealismo, nada.

Devido à responsabilidade que eles têm com o público… e com eles mesmos, eles não compreenderam isso… e fizeram uma confusão com suas vidas pessoais. É por isso que esse tipo de reação surge depois da morte. Outro dia, Eu estava lendo e era sobre um ator muito conhecido. Ele é uma pessoa que nasceu realizada, Eu sei, mas ele decaiu completamente. Ele diz: “Qual é o mal em beber?” “Qual é o mal em jogar?” “Qual é o mal em fumar?” “Porque, afinal de contas, eu irei morrer… “e depois quem irá se preocupar com isso.” “Vamos supor que eu contraia câncer, e daí?” “De qualquer forma, eu irei morrer.”

“Então, por que não desfrutar esses prazeres da vida?” Mas, e quanto a morte? Você continua. Então tudo isso que você esteve fazendo virá a público… e as pessoas não gostarão de ter sua fotografia em casa. As crianças cuspirão em você. E quanto a isso? Sua vida não é o que é atualmente por causa de três ou quatro… ou dez ou quinze anos do seu assim chamado sucesso. Mas quando você morrer, toda essa loucura desaparecerá… e as pessoas aparecerão com a verdade a respeito de você. É desse modo que esse poder de ser popular acaba. Essa popularidade barata, esse tipo de… tratamento vulgar em relação a você mesmo… lhe dá uma personalidade que não será cultuada, que não será aceita, ninguém se lembrará de você como alguém importante.

Por algum tempo isso continua, mas na totalidade, essa pessoa não deu nada para a humanidade. É desse modo que o poder de Saraswati trabalha. As pessoas recorrendo à ação… para alcançar resultados envolvendo-se com o poder. Mas isso deveria atuar para descobrir a verdade. Saraswati deveria lhes dar o elo para descobrir a verdade. Quando você está nesses lugares e ruas estranhas, você descobre que esse não é o caminho, que nós o perdemos. O caminho está em algum outro lugar, nós o perdemos. Vamos descobrir o verdadeiro caminho, porque este não dá a alegria. Isso uma pessoa pode aprender a partir dos outros, da história, de tantas outras coisas e de seus próprios pais, a partir de nossa sociedade e de si mesmo, e de seus filhos também. Se você quer aprender, essa é a qualidade dos pujaries de Saraswati, eles adotam gyana, eles adotam a realidade.

Nos Vedas, no início dos Vedas, é dito que lendo esses quatro Vedas, se você não obter o veeda, veeda é o conhecimento em seus nervos, significa a Realização, não adianta ler esses Vedas. Assim, a primeira coisa de Saraswati é que através da leitura, através do processo da manifestação de Saraswati, vocês devem alcançar um ponto para compreender que: “Esse é o lugar dos ratos e nós temos de sair,” “nós temos de estar preparados.” Quando isso acontece, então o Mahalakshmi Tattwa começa a atuar em você, esse é o terceiro Tattwa, que começa a atuar. O Mahalakshmi Tattwa então começa a expressar… Seu amor em sua totalidade, através do processo evolutivo, nos seres humanos. O ser humano começa a evoluir simultaneamente, ele percebe em ambos os lados o que está acontecendo, como uma testemunha, e ele usa o seu poder de Mahalakshmi. Na primeira parte do Poder de Mahalakshmi, ele começa a livrar-se da rotina habitual das obrigações familiares… e de outras escravidões humanas do poder, do dinheiro, da luxúria, e ele começa a se mover em uma ação mais elevada. Ele nos dá uma nova ideia de popularidade… pelo estabelecimento da verdade, porque através do Poder de Mahalakshmi, você descobre a verdade em seu sistema nervoso central… e por fim, é a luz de um cérebro iluminado. Quando o Poder de Mahalakshmi começa a se manifestar, a pessoa começa a pensar nos outros. Não no nível material, que as pessoas estão sofrendo materialmente, “agora, as pessoas na Etiópia, quem salvará,” “nós temos de lhes dar alguma comida, isso, aquilo.” Não.

Eles vão às raízes dos problemas. Por quê? Ou eles não pensam que deveria haver uma farta distribuição… de dinheiro e riqueza, não. Isso é superficial. Porque seja onde for que isso é feito, as pessoas não são felizes. Elas sentem que elas não têm nenhuma liberdade. Aquelas pessoas que têm dinheiro não são felizes, porque elas têm uma vida demoníaca, onde que elas são livres, elas se comportam como demônios. Nenhum senso de totalidade, nenhum senso de coletividade. Quando eles se tornam assim, eles nem mêsmo se dão conta que se tornaram demoníacos. Tudo se torna como um grande mártir.

Eles lutam por terras, eles lutam por nações, eles lutam por direitos e fazem todos os tipos de coisas horríveis. Começam a destruir as pessoas, os seres humanos, todo o tumulto de hoje é consequência, na maioria dos casos no Ocidente… e também nos países árabes, Eu diria, é consequência do canal direito. E no Oriente, é consequência do canal esquerdo, os tumultos. Isso é muito surpreendente, também é muito contrastante. É um dilema estranho para Mim, não, Eu não consigo entender isso às vezes, que onde eles são tão minuciosos acerca da castidade, eles tornam-se assim, quando eles são muito preocupados com a castidade e tudo mais, eles têm problemas de canal esquerdo. Eles fazem pujas, eles são shraddhas, eles são como os católicos, podemos dizer, não são pessoas ricas. Raramente, exceto na Suíça, Eu acho que aqui ninguém é rico, porque eles são tão orientados para o dinheiro. Ou então os povos onde as pessoas são canal direito, quando elas negligenciam a castidade delas, não se preocupam com o canal direito, elas têm os problemas de canal direito. É muito surpreendente. A razão é que onde eles cuidam da parte relativa à castidade, eles vão fundo nisso.

Agora, vamos supor que uma pessoa esteja fazendo um puja. Ela simplesmente segue fazendo puja, puja, puja, de manhã até de noite, sem nenhuma atividade. É muito fácil fazer puja, não é? Apenas vem, alguém faz o puja para você, recebe as vibrações, é abençoado, e continua. Nada para ser feito, nenhuma atividade. Então não há nenhum equilíbrio. Assim, eles fazem puja e pensam: “Oh, nós fizemos muito bem”. Não, se você é uma pessoa de canal direito, então o puja o ajudará, mas não se você for uma pessoa de canal esquerdo. O puja realmente ajuda, é claro, Meu Puja ajudará, sem dúvida, em ambos os canais, porque Eu não sou… nem lado esquerdo nem lado direito nem lado nenhum. Assim, quando eles fazem o puja, vamos supor que um homem esteja fazendo um puja a Devi.

Na Índia, eles necessitam de muita coragem para fazer o puja a Devi, vocês não sabem disso. Sapta Sathita Devi tem aquela coisa que pessoas nobres fazem, eles ficam possuídos, eles não conseguem entender. Antes de tudo, havia uma estátua de alguém feita por um sujeito horrível. Quando eles iam fazer o Puja dessa Deusa, eles ficavam com medo, tudo é bom, nós temos templos onde há também, podemos dizer, swayambhus… da Mãe Terra, que são venerados… e deveria estar tudo bem, mas não, eles ficam possuídos. Por quê? Porque a maioria desses templos são perseguidos… ou assombrados por espíritos. Porque eles fazem todos os tipos de coisas tântricas lá. E quando as pessoas vão e fazem pujas lá, o que acontece a elas? Elas são atacadas. Elas tornam-se mais canal esquerdo.

Agora, os muçulmanos e outros que acreditam em um Deus… que é nirakara, sem forma, eles vão para o canal direito. Há um Deus sem forma, tudo bem, sem forma, em todo lugar está Deus, em mim, em vocês, em todos há Deus, todo mundo é Deus. Mesmo se você for um demônio, você é Deus. Não há nada errado com ninguém, todo mundo é Deus, começa nesse princípio. Então, eles vão para o lado do supraconsciente e tornam-se demoníacos. E eles precisam brigar, porque eles são demônios. Os demônios têm de brigar, senão como eles existirão? Eles brigam, eles agridem, eles vão para outros países, os agridem, os capturam, o tempo todo eles estão pensando em agredir os outros. De uma forma mais sutil, eles agridem. Hoje em dia, a mídia é agressiva no Ocidente.

Há tantas formas de agressão… e para eles, a agressão é algo muito dhármico. Por nada, eles farão perguntas diretas, arrogantes, que insultam… e cruéis. Eles tornam-se pessoas cruéis. É desse modo que o tumulto começa, quando nós começamos a usar o poder de Saraswati de uma forma errada… ou o poder de Mahakali de uma forma errada. É por isso que na Sahaja Yoga, antes do Puja, vocês têm de fazer muitas atividades. Vocês têm de decorar o salão, vocês têm de trazer flores, vocês têm de organizar tudo belamente. Olhem para as rosas, como elas são bonitas. Então vocês começam a equilibrar-se… com todas essas atividades que vocês fazem. E depois, vocês se sentam para o Puja. Isso é como você trabalhar de dia e dormir à noite.

Para descansar, conseguir o lugar, você deve ser ativo. Semelhante a eles terem de escalar os Himalaias… para alcançar a meditação. Porque quando você está cansado, você pode ficar sossegado em seguida. Senão, se você pegar alguém, digamos, da Suíça, a pessoa muito apressada… para meditação, você terá de colocar cola nela… para ela sossegar, porque ela ficará frenética o tempo todo. Ficará o tempo todo pulando. Então, a atividade tem de acontecer antes do Puja. O equilíbrio tem de ser estabelecido. Assim, as mulheres têm de achar os saris e as blusas e isso e aquilo, e elas têm de ficar preocupadas em colocar as flores, arrumar as coisas, isso, aquilo. Muitas atividades! Nós temos de viajar.

Foi necessário aos ingleses viajarem da Inglaterra… para providenciar o dinheiro deles e quartos e tudo para virem para cá, ir para o lado futurístico, pensar sobre o que eles farão para pagar, como eles irão pagar seus empréstimos. Eles têm de fazer todo esse planejamento futurístico… antes de virem para Suíça. Sendo a Suíça o lugar mais ativo, é melhor fazer o Puja aqui, assim eles não ficam tão ativos. É desse modo que a Devi providencia tudo. Assim, a ascensão começa a evoluir. Nisto, o jogo da Devi é o Navaratri em sua ascensão. Por eras, há o Navaratri, é por isso que é o Puja mais importante. Na Sahaja Yoga, o Navaratri é o Puja mais importante. Embora nós possamos dizer que na Sahaja Yoga moderna, o dia do Sahasrara é o mais importante, porque é desse modo que vocês começaram a obter sua Realização. Mas se você passar por todos os eventos históricos da evolução, você descobrirá que o Navaratri… é aquele que os trouxe ao Sahasrara.

Sem a ajuda da Devi em diferentes estágios de sua ascensão, vocês não poderiam estar numa posição para receber sua Realização. Assim, todos os passos que vocês deram no passado… são hoje venerados e usados para agradecer a Devi… pelo que Ela fez para trazê-los. Assim, é como um agradecimento. Sem o trabalho Dela, nada poderia ter acontecido. Assim, quando nós lemos sobre a Devi, sobre as encarnações Dela, como Ela veio a esta Terra para salvar Seus bhaktas, as pessoas que estão tentando ascender, atravessar esse Bhavasagara, como Ela trabalhou arduamente, como Ela lutou contra os demônios, como Ela mata os demônios, sozinha, Ela assumiu a responsabilidade… de fazer com que as pessoas atravessassem o Bhavasagara. O guru lhes deu a força, ensinou o Dharma, mas Ela é Aquela que os fez sair. Mesmo aqueles que eram dhármicos… não puderam fazer isso por causa da pressão demoníaca. Ela é Aquela que lutou sozinha com Seus poderes de destruição. Em Sua ira, Ela lutou por vocês, Ela os trouxe a este nível. E depois, Ela assumiu uma forma mais suave de encarnação.

Mesmo durante a época de todos os gurus, Ela assumiu a forma de Janaki, como vocês sabem, que era a filha de Janaka. Depois Fátima, que era a filha de Maomé… e Nanaki, que era a irmã de Nanaka. Nessas formas, esses poderes… sustentaram e nutriram o Guru Tattwa e mais tarde… ou algumas vezes simultaneamente, Elas se encarnaram em formas mais suaves… para ajudar os seres humanos a se elevar. Assim hoje é o dia de agradecimento, assim como o Guru Puja é o dia de agradeciemnto ao seu Guru. Aquele que os tem aconselhado, Aquele que tem lhes falado sobre a verdade, Aquele que tem lhes ensinado através da verdade… e lhes deu a Realização. E o Devi Puja é um agradecimento, onde sozinha, exatamente como uma Mãe muito amorosa, sob o sari Dela, Ela os protegeu, lutou por vocês, lutou com cada inimigo que está em volta, combateu cada tipo de problema que existiu… e por fim, os trouxe ao nível do Sahasrara e depois lhes deu a Realização. É um verdadeiro agradecimento à Mãe. Então nós podemos dizer que o Navaratri é como o Dia das Mães, onde vocês prestam agradecimento a Ela, que simplesmente fez um trabalho implacável, contínuo, por Seus filhos. A Maternidade é muito mais importante do que Guru. Porque o Guru é Aquele que os treina, torna-os eficientes.

Mas a Mãe perdoa, Ela os ama, Ela os sustenta e Ela os ensina como amar, Ela tem uma enorme paciência e imenso amor e Ela faz isso sozinha, Ela não espera nada de vocês. Absolutamente altruísta. “Altruísta” é uma palavra muito pequena, Eu diria, é uma compaixão tão vasta… que engole tudo que é errado, dissolve, digere, absorve isso. O dia tão grandioso do Navaratri é para todos os Sahaja Yogis. Porque quando Ela assumiu Sua forma como Sita, como o Poder de Shri Rama, silenciosa, letente, sofrendo, o quanto Ela sofreu, o quanto Ela sofreu. Depois Ela assumiu a forma de Radha. Depois Ela veio como os cinco poderes de Saraswati… como as cinco esposas de Shri Krishna. Depois Ela veio como Maria, foi o maior sofrimento, Eu acho, ver o Filho sendo crucificado. O silêncio sofrido, o sofrimento paciente, Ela teve de passar por isso. Ver todo aquele drama foi demasiado.

Ela passou por tudo aquilo porque todos vocês tinham de atravessar… o seu Agnya Chakra, Ela tinha de sacrificar Seu Filho. É fácil para um pai fazer isso, muito difícil para uma mãe. Agora todas vocês são mães, muitas de vocês, vocês saberão o que é ter um filho… e como uma pessoa se sente a respeito disso. Depois de fazer isso, Ela chega… ao estado em que tem de lhes dar a Realização. É um trabalho de enorme paciência, como vocês sabem. É uma enorme paciência e compreensão. Os seres humanos à medida que o tempo avançou, evoluíram para serem ensinados para ter a Realização, mas também foram evoluindo para caminhos muito estranhos, estúpidos, tortuosos, insensatos. É impossível entender como eles andam por ai com suas ideias estúpidas… e como eles podem ser problemáticos. Eles pode ser muito desonestos, estranhos, problemáticos… a tal ponto que às vezes é até mesmo difícil perdoar. Apesar disso, muitos de vocês estão aqui hoje na Europa na terra do Guru, Eu posso perceber quem teve a Realização.

Assim, o orgulho da Mãe, a alegria da Mãe perdeu os limites, não há dúvida sobre isso. É uma coisa tão grandiosa ver Seus filhos sentados aqui… para receber todos os poderes Dela. Agora novamente, quando nós estamos nessa situação, nós temos de conhecer… o primeiro princípio com o qual a coisa toda começou, que é o poder do amor. Foi o poder do amor que os trouxe a este estado… e é o poder do amor que vocês irão expressar e manifestar, vocês evoluirão. Agora, depois de virem para a Sahaja Yoga, também as tentações tornam-se cada vez mais sutis. Nós tentamos praticar a Sahaja Yoga, nós tentamos expandir a Sahaja Yoga algumas vezes por causa dos poderes. Talvez você esteja sozinho, então você quer ter mais Sahaja Yogis. Talvez você faça isso porque você pensa que é desta forma… que você expande seus poderes. Até mesmo os problemas deles de liderança, Eu percebo que há problemas de ego. Alguém é indicado como líder então outra pessoa sente-se mal, isso, aquilo, tudo continua, Eu vejo o drama continuar, eles brigam como crianças pequenas.

O que é essa liderança? É apenas artificial, não é nem mesmo mencionada em nenhum jornal. Assim como eles têm governos de imitação, nós temos uma liderança de imitação. Então depois as pessoas brigam por causa disso, isso torna-se mais sutil, a luta pelo poder continua tornando-se cada vez mais sutil. Depois novamente, surgem problemas de dinheiro. Algumas pessoas acham que a Sahaja Yoga… é um meio muito bom de ganhar dinheiro. Ou algumas pessoas pensam: “Nós podemos ganhar muito dinheiro,” “porque a Mãe abençoa as pessoas, com dinheiro, com riqueza,” “então vamos ficar na Sahaja Yoga”, mas não gastam um único centavo, apenas administram isso. Não, não é assim. É o contrário. Novamente há outro dilema, pois na Índia que é um lugar de pobreza comparado a todos vocês, todos doam dinheiro.

Todos os administradores, em cada centro, onde quer que haja administradores, têm de doar pelo menos 5.000 rupias para tornarem-se administradores. É claro, Eu não ganho nada com isso, mas Eu devo ter doado não sei quanto, não sei quanto, Eu mesma, para Me tornar a “Administradora” dos Sahaja Yogis. Mas vocês têm de doar. E quando vocês tornam-se avarentos, isso significa que novamente a mesma coisa continuando. Nós temos saldo bancário, mas a fonte está esgotada e não lhes resta nada. O “saldo bancário” deve ser com Deus, então Ele lhes dá “juros” mais do que o “capital”. Há algum banco que faz isso? Pelo menos não o banco suíço. Vocês têm de pagar para guardar dinheiro com eles. É desse jeito que é. Vocês devem utilizar, sempre tentar ir à fonte.

Isso se torna cada vez mais sutil… no sentido de que as pessoas pensam… que agora os filhos delas são almas realizadas. Tudo bem, e daí? Eles não são Deuses, são? Elas ficam tão envolvidas com os filhos delas, quero dizer, essa é outra estupidez na qual as mulheres caem. Mas para elas, o filho delas é tão importante, elas ficam tão atormentadas por causa do filho. Quero dizer, primeiro elas negligenciavam os filhos, agora elas se tornam tão apegadas aos seus filhos, que elas parecem grudadas às pessoas o tempo todo. E essas crianças não podem crescer apropriadamente, a menos e até que você lhes dê liberdade. Dê-lhes total liberdade para crescer. Mas dê-lhes orientação, é claro, pois elas são pessoas majestosas, quer dizer, Sahaja Yoginis, elas nasceram realizadas. Como um Sahaja Yogi, como um bom Sahaja Yogi, mostrem como elas devem se comportar.

Tenham um bom relacionamento, conversem com elas, falem com elas sobre isto, como elas devem desenvolver esse autorrespeito dentro delas, que elas devem ser desse jeito. Não grudá-las a vocês. Essa não é a maneira. As crianças nunca crescerão apropriadamente, até mesmo fisicamente, se você grudá-las a você. No Ocidente agora, Eu vejo novas ideias surgindo… de que os filhos devem ficar grudados à mãe. Isso é ir de um extremo a outro extremo. Eles se tornam muito canal esquerdo. Mesmo se eles forem adultos na idade, eles não se tornarão adultos em seus cérebros, eles não se tornarão adultos em seu comportamento, se eles ficarem grudados com a mãe. Se eles chorarem um pouco por causa da luz, não importa, mas as crianças devem ser colocadas para dormir longe da mãe. Vocês não devem o tempo todo carregar seus filhos em seu colo, não há nenhuma necessidade, de forma alguma.

Mas isso não é o que o filho quer, é a mãe que quer esse tipo de coisa. E alguns pais também, Eu tenho visto, grudam aos seus filhos. E depois eles dizem: “Mãe, meu filho está mimado,” “ele está desse jeito, está daquele jeito.” Essas crianças ficarão possuídas muito rapidamente… se vocês tornarem as crianças dependentes de vocês. Muito rapidamente elas ficarão possuídas, se vocês as tornarem independentes em excesso, “você está por conta própria”, por exemplo, o outro lado foi que quando Eu estava em Oxted, uma menina de sete anos costumava vir e nos entregar jornais… e ela ela filha de um lorde. Por volta das 5:00hs da manhã, naquele frio, ela costumava subir por todo caminho de bicicleta… entregando aqueles jornais. E quando Eu disse à mãe dela: “O que você está fazendo?” Isso é muito perigoso, esta criança está em perigo, ela é uma menina, “como você pode fazer isso com ela?” Ela disse: “Não, não, ela tem de ficar por conta própria.” Assim, um lado é ficar por conta própria e outro lado é ficar grudado, é novamente a mesma atitude sutil de possessividade, é possessividade, “este é meu filho, eu devo cuidar do filho, o filho é uma alma realizada, isso, aquilo.

Não somente seu filho é uma alma realizada, o filho de todo mundo é alma realizada na Sahaja Yoga. O quanto você faz pelos filhos dos outros? Ou você somente cuida de seu próprio filho? O costume deve ser: se você comprar uma coisa para seu filho, compre mais duas para uma outra criança; compre coisas melhores para outra criança… e menos coisas para o seu filho. Deixe seu filho compartilhar as coisas dele com os outros. No momento em que você comprar algo, compre algo que ele possa compartilhar. Ensine-o como compartilhar. Porque embora eles sejam almas realizadas, com as mães e os pais desse jeito, eles se tornarão novamente… o mesmo estilo antigo de pessoas avarentas, briguentas, brigando, batendo umas nas outras, perturbando umas às outras. Então tome cuidado. Sendo almas realizadas, você ficará surpreso ao ver que eles serão… extremamente, extremamente… convenientes para você.

Entregue-os para outros Sahaja Yogis cuidarem, dependa deles, deixe-os cuidarem deles. E o sentimento homogêneo vem através das crianças. As crianças são as que se ligam umas nas outras. Mas “não toque em meu filho, este é meu filho.” Você fecha a porta assim que alguém entra. Assim você está retrocedendo do mesmo modo que suas mães fizeram. Não há nenhuma guerra na Sahaja Yoga. Nós estamos no governo de Deus. Essa compreensão tem de surgir, não há nenhuma necessidade de ver todas essas coisas inúteis, esses prazeres da vida. Compreendam sua responsabilidade, que vocês são Sahaja Yogis primeiro e por último e no meio.

E como Sahaja Yogis, qual é o seu dever? É serem completamente dedicados ao aprimoramento… e à benevolência dos outros. Essa é a única coisa que irá nutri-los para se elevarem. Se vocês cuidam de seus filhos desse jeito, como loucos, seu filho não os ajudará, vocês terão problemas. Se vocês negligenciam seus filhos, vocês terão problemas. Portanto fiquem no centro e sejam apenas testemunhas de tudo isso. É uma falha muito comum, no começo, de cada Sahaja Yogi que vem para a Sahaja Yoga. Eles Me enviarão a lista de cinco gerações deste lado… e cinco gerações deste lado. “Meus pais, irmãos, irmãs, isso, aquilo, primos verdadeiros,” “verdadeiro, este está doente.” “Então por favor, Mãe, coloque Sua atenção.”

E quando Eu coloco Minha atenção, a atenção volta, Eu não consigo achar aquela pessoa. Começa assim, para começar, tudo bem, no início Eu digo: “Tudo bem, eles entraram agora.” Mas vocês não sabem que esses são tentáculos… que devem mantê-los em um nível baixo, eles não permitem que vocês se elevem ao Reino de Deus. No reino de Deus, tudo que é seu, até mesmo seu cabelo é cuidado por Deus Todo-Poderoso. Cada coisa, vocês podem entender isso? Vocês podem perceber isso? É tudo feito… por bilhões e bilhões e bilhões de poderes da Adi Shakti. O que você mesmo pode fazer? Nada! Exceto se preocupar e se afligir.

Assim, se você apenas acreditar e assumir esse poder hoje, que você está no Reino de Deus, que é a benevolência ativa, a natureza Dele é a benevolência ativa, como eles dizer “hita”. Se você está doente, é para sua benevolência, se você está bem, é para sua benevolência. Se você tem dinheiro, é para sua benevolência, se você não tem dinheiro é para sua benevolência. Tudo faz bem para você no Reino de Deus. Não julgue isso de acordo com seus próprios padrões. Quem você considera ser uma pessoa benevolente neste mundo, além de Mim? Realmente, no verdadeiro sentido da palavra. Vamos supor, tome como exemplo um homem que é muito rico, ele é benevolente? Não. Ele é feliz?

Não. Ele é respeitado? Não. Pelo menos ele tem de ser uma alma realizada… para estar em algum lugar próximo dessa descrição. E se você tem de ascender ao Reino de Deus, você tem de saber que tudo funciona através do Poder Dele: a sua atividade, a sua inatividade, o seu sono, tudo é trabalhado através dos Seus Poderes do Amor. O amor nunca pode ferir, nunca pode destruir. Siga um pouco adiante disso… e o amor derrama flores sobre você. Mas compreendam a natureza de vocês. Vamos supor, você é uma pessoa de canal esquerdo. Na maioria das vezes, Eu tenho visto… que as pessoas de canal esquerdo sempre querem fazer Meus Pujas.

E as pessoas de canal direito ficam organizando. Façam o contrário. Vocês devem conhecer a natureza de vocês, propiciem um equilíbrio a si mesmos, e depois entrem no Reino de Deus. Digamos, por exemplo, que você está entrando por uma porta… e você tem muita carga em suas costas, significando que você é uma pessoa de canal esquerdo. Então tire a carga de cima de suas costas, coloque em cima da sua cabeça e entre. Mas se você tem muita carga em sua cabeça, coloque-a em suas costas e entre. Porque você está cansado, você faz isso todo dia. Vamos supor que esta mão esteja cansada, coloque isso na mão esquerda. Eu vejo no avião, quando as pessoas estão andando, elas estão segurando isso em uma mão e automaticamente, quando a mão está cansada, eles colocam na esquerda. Automaticamente, eles não são Sahaja Yogis.

Do mesmo modo, na vida também, se você tem feito muito com um lado, tente fazer com o outro lado e propicie a si mesmo um equilíbrio. O Navaratri é o dia de lhes propiciar o equilíbrio. Aqueles cuja mão direita está cansada, obterão o poder na mão esquerda. Aqueles que têm a mão esquerda cansada, obterão o poder na mão direita para dividir a carga. Assim, aqueles que estão tendo problemas de dinheiro, resolverão problemas de dinheiro. E aqueles que estão tendo problemas de sono, resolverão seus problemas de sono. Mas alguém pode dizer: “Se a pessoa tem ambos os problemas,” então o que fazer?” Eu sei de alguém, Eu vivi lá, naquele país. Quando eles obtêm o poder, eles dormem, também se eles eles não têm dinheiro, eles não ficam preocupados. Então, para essas pessoas, o que devemos fazer?

É claro, Eu não lhes direi, mas a pessoa tem de fazer algo a respeito disso. A pessoa tem de trabalhar alguma coisa. Eles simplesmente não se mexem… e se você falar com eles, a resposta é: “Eu sei, eu sei que durmo muito, eu sei que sou desse jeito”. “Eu sei, eu sei.” Só isso. Então o que você diz? Isso o detém completamente, você não consegue ir adiante. Se eles sabem, o que mais pode ser dito? Isso é uma montanha completa lá… mantendo-se apenas para acabar com você completamente. Assim, a pessoa tem de fazer.

Todo mundo tem de fazer alguma coisa. Alguém está realizando isso. Alguém, digamos, está fazendo um trabalho, o outro não o está ajudando. Então aquilo não pode ser completado, é um trabalho coletivo, você não pode, uma pessoa não pode fazê-lo. Eu tenho visto que isso acontece desse jeito. É um trabalho coletivo. Então nós chegamos à posição em que o Navaratri hoje… não é o trabalho só da Mãe, o qual Ela fez até agora, é o trabalho de cada um de vocês. Eu não posso fazê-lo sozinha. Se Eu pudesse, não haveria nenhuma necessidade de vocês estarem aqui, Eu teria feito um avião, colocado vocês lá, os empurraria, um ou outro, os trancaria e os colocaria lá. Isso não é possível.

Todos vocês têm de carregar os seus próprios aviões, construí-lo e vocês mesmos carregá-lo com dignidade, não como crianças pequenas, então vocês têm de amadurecer. E para essa maturidade, é uma coisa coletiva que tem de acontecer. No começo, na escola, tudo bem, eles o ensinarão: dois mais dois, é 44? Mas quando você vai para faculdade, você mesmo tem de fazer isso, resolver o problema por si mesmo. E é isso que é hoje a Sahaja Yoga, é bom obter a sua Realização nestes tempos modernos, mas a maturidade tem de acontecer, senão é inútil. Até o estágio de semente, estava tudo bem, mas uma vez que ela tenha brotado, ela deve tornar-se a árvore, senão é inútil. E isso todos vocês têm de fazer juntos, ajudando uns aos outros, compreendendo uns aos outros… e todo mundo tem de realizar isso. Mesmo se uma única pessoa sofrer, Eu sofro. A coisa toda tornou-se coletiva. A Devi tornou-se coletiva.

É um risco. É um risco, Eu sei, muito bem disso. Não havia outra saída. É como a crucificação de cada parte de Seu corpo, de cada célula de Seu corpo. Mas, tudo bem. Assim, hoje, ao invés de se sentirem culpados, vocês devem ficar cheios com imensa coragem e imenso entusiasmo: “Nós temos de fazer isso, porque a Mãe nos deu o poder,” “nós podemos fazê-lo, nada deve nos conter.” “E nós ajudaremos uns aos outros.” Uma pessoa está fazendo um trabalho, ninguém olhará para isso. Se você simplesmente não se mover, “Eu sei, eu estou sentado, eu sei que não me preocupo com isso, eu sei”. E na Sahaja Yoga, isso tem se tornado ainda mais sutil, “Eu quero fazer, mas há um bhoot em mim que não me deixa fazer isso.”

Então, vá embora com seu bhoot, é assim que é. Todos esses argumentos… são estúpidos, inúteis na Sahaja Yoga. Isso quer dizer que você não compreendeu… o significado da Sahaja Yoga, você não compreendeu o significado de si mesmo… e você não tem nenhum respeito por sua vida. É assim que é. Se você for condescendente com esse pensamento, então é inútil. Mas hoje vocês têm de prometer a si mesmos… e a Mim dentro de seu coração, que vocês ficarão cheios com esse entusiasmo e essa shakti. O momento chegou, que irá torná-los verdadeiros yogis, com completa dedicação. Imaginem essas pessoas da OLP (Organização para Libertação da Palestina), o que elas estão fazendo, destemidamente. Quero dizer, todos os tipos de pessoas, vejam, ao redor de vocês, mesmo na Kali Yuga, tão dedicadas a algo insensato. Por que nós não podemos ser dedicados a algo tão sensato? Eles não estão com medo de nada, eles são os demônios deles.

Por que nós não podemos nos tornar daquele jeito? O que há de errado conosco? Assim, cada um de nós deve ter esse entusiasmo… e “eu sozinho sou uma instituição,” “quando eu for fazer isso, eu não tirarei vantagem da vida do ashram,” “agradavelmente sossegado no ashram, muito bom, barato.” Não. Todos nós iremos nos mudar também… e utilizar um espaço em algum lugar lá. Temporariamente no ashram, tudo bem. Mas depois deem mais espaço para os outros que estão chegando. Saiam. Saiam e fiquem em algum lugar… e trabalhem isso. Quando estão no ashram, “esta é minha casa, eu gastei dinheiro com isto, este é meu móvel,” “isso é essa coisa, aquela coisa.”

Na verdade, vocês devem saber como… viver na rua, com pouco dinheiro, como eles dizem, com muito pouco dinheiro. É claro, agora Eu estou percebendo reação… com tantos móveis que eles levaram. É melhor viver com muito pouco dinheiro. Então a tapasya começa. Colocando para si mesmo uma penitência. Mas depois, Eu ouvirei: “Mãe, eu estou em uma tapasya, estou comendo somente uma vez.” Ah, e quem pediu para estar em tapasya, desfrutem! Desfrutem a sua tapasya! Então isso é Sahaja, do contrário é insensatez. Desfrutem, se vocês conseguem desfrutar sua tapasya, então você é Sahaja com entusiasmo.

Vejam esses OLP. Vejam essas pessoas. Elas dizem: “Nós estaremos em tapasya”? Nada disso. Vocês têm exemplos de pessoas em volta de vocês. Mas nós não podemos dizer: “Eles estão possuídos por bhoots.” Ou mesmo que eles estejam, e quanto a vocês? É melhor ficarem possuídos por “bhoots Sahaja”, para variar. Se essa for a única forma de vocês poderem ficar motivados. Então, digam para sua mente: “Sem explicações, de maneira nenhuma,” “eu mostrarei o meu trabalho.”

Mas se o tempo todo, a atenção é apenas para se exibir… ou para ficar em Minha atenção… ou ficar em contato Comigo, ficar escrevendo para Mim ou algo assim, isso não o ajudará de forma alguma. Eu sou simplesmente um espelho… e vocês se veem dentro de Mim mesma na forma verdadeira. E também esse espelho é cheio de maya. Assim, o demônio pode olhar dentro deste espelho… e pode parecer como um santo para ele. Se ele tem ego, ele pode parecer como um santo para ele mesmo. Ou se ele for uma pessoa de canal esquerdo, ele pode achar que ele é a encarnação de Bhairava, ele pode. Mas se a pessoa for verdadeira, ele pode ver claramente que ele é o mais elevado dos mais elevados, ele é um Sahaja Yogi. E a menos e até que você se veja desse jeito, saiba que isso é uma maya. Assim é para compreender que você alcançou muito… obtendo sua Realização, elevando-se muito mais alto, acima de todas essas ideias insignificantes. Toda ideia é insignificante, quer seja econômica, política, filosófica, qualquer “ismo”, qualquer coisa é tudo insignificante para um Sahaja Yogi.

Porque nenhum deles sabe nem mesmo este pouquinho… sobre o Reino de Deus. O que eles estão falando é sobre economia. Eles não sabem nada sobre a política Dele. Eles não sabem nada, que há um poder milagroso que rege todo o universo. E que é tão eficiente, que nunca falha. Tão oportuno, tão sensato, tão interessado, dramático. Vejam como nós temos todas essas coisas, num piscar de olhos. Como nós chegamos a este lugar. Era para Eu fazer este Puja aqui, tudo isso vocês sabem. Como Eu cheguei aqui.

Vejam o milagre atuando, como os poderes do Divino estão atuando. Vocês serão o instrumento apropriado do Divino. E tem uma outra força, como Eu lhes disse, centrípeta e centrífuga, e você pode ser expulso. Então tome cuidado nesse ponto, encare a si mesmo com honestidade, não fique mimado pelo seu ego ou melancólico pela ação do seu superego. Apenas veja a si mesmo como um poderoso instrumento do amor. Mas no amor, você não se torna sem discernimento. De forma constante, belamente, gentilmente, você atende a isso. E tanto poder pode nascer. Vocês ficarão surpresos ao ver que a água, que parece algo tão frívolo para nós, tem tanto poder nela. Vocês sabem o que é a hidrostática.

Esta Mãe Terra, que parece tão simples, nós andamos sobre Ela com nossos pés, Ela nos atrai sobre Ela mesma, Ela própria está girando com tamanha velocidade, Ela nos mantém grudados Nela, Ela está fazendo milhares e milhares de trabalhos imensos, esta grande Mãe Terra, Ela parece tão simples. Ela é tão poderosa. Do mesmo modo, vocês foram criados… a partir deste Ganesha Tattwa, que é tão fabuloso. Este Navaratri deve lhes dar este poder, esses noventa poderes dos nove chakras. Sete chakras, vocês já conhecem. Acima disso, você próprio se torna um mestre… e depois, você próprio se torna o poder.

Que Deus os abençoe.