Programa Público

(Mumbai)


Send Feedback
Share

Programa Público, Mumbai, Índia, 20.01.1986

Eu Me inclino a todos os buscadores da verdade. Na realidade, hoje, uma pergunta tem sido colocada diante de Mim: por que nossa atenção se perde? Nos tempos modernos, por que nossa atenção não está direcionada a Deus? E nos tempos modernos, por que um ser humano decaiu em sua qualidade de humanidade? Essas questões apontam para um único fato: nossa atenção tem sido desafiada pelos tempos modernos. Essa atenção tem sido desafiada por tudo que chamamos de moderno hoje. Eu não digo que nós temos de ser pessoas primitivas. Em neste nosso grande país, a Índia, que foi Bharatvarsh, nós tínhamos uma qualidade tão grande de humanidade, uma qualidade tão grande de administração, qualidade de reis, rainhas, tudo isso não foi um mito. Foi um fato que nós tivemos Rama, Krishna, o rei benevolente e um grande diplomata da Força Divina. Mas hoje, nós descobrimos que todas essas coisas parecem míticas, porque neste nível que estamos, nós vimos isso como a verdade, como a realidade, mas não é. Tudo isso é criado pelos seres humanos. Como isso é criado e porque isso aconteceu, Eu gostaria de lhes explicar.

Quando nossa atenção foi criada anteriormente, de certo modo, nós estávamos vivendo com muito poucas coisas neste país, tudo mundo sabia que você tem de ter sua Realização do Si. Ninguém incomodava suas cabeças sobre quanta riqueza você vai adquirir, quantas coisas nós iremos ter, exceto os reis que adquiriram riqueza para o melhoramento da sociedade e também adquiriram o poder para a proteção da sociedade. Então nós nos tornamos escravos de duas culturas: uma, a islâmica; a outra, a cultura britânica, a cultura inglesa. E Eu acho que a verdadeira decadência veio quando esta cultura inglesa caiu sobre nós. Porque embora eles fossem muçulmanos, eles acreditavam em Deus. Seja o que for que eles fizeram de errado, eles faziam isso em nome de Deus e acreditavam nisso. Mas a atenção ainda não estava em adquirir coisas. Nós dizemos que Aurangazeb foi um rei muito mau, sem dúvida. Ele matou muito hindus porque ele acreditava que o islamismo é a única religião. Essa foi a sua estupidez, Eu devo dizer.

Ele era ignorante, ele era tão violento. Mas ele próprio era uma pessoa extremamente simples. Ele costumava fazer seus próprios chapéus, vendê-los no mercado e viver disso. E ele não tocaria em nenhum dinheiro do povo. Mas depois os ingleses, quando eles começaram a governar neste país, essa língua inglesa caiu sobre nós não como uma bênção, mas como uma maldição, Eu acho. Porque a literatura toda é cheia de ideias que são contrárias à cultura de Deus, contrárias à cultura de Cristo. Eles acreditavam que Cristo nasceu na Inglaterra. Muitos cristãos ainda acreditam que vocês se tornam um sahab quando vocês se tornam cristãos. Essa cultura dos ingleses que foi forçada em nós, essa língua que foi forçada em nós, nos deu uma direção totalmente diferente, a qual nós não deveríamos ter aceito. Mas na realidade, nós já estávamos 300 anos na escravidão, as pessoas tinham de aceitar isso cegamente.

Shri Krishna disse claramente que a consciência cresce para baixo, enquanto as raízes estão no cérebro de uma pessoa; e a consciência, que está crescendo para baixo, forma a árvore. E essa cultura ocidental é aquela que faz você crescer para baixo em direção ao materialismo; quer seja comunismo ou socialismo ou democracia, não faz nenhuma diferença. A coisa toda é que você tem de atender o lado material. Assim, o primeiro objeto da cultura ocidental ou da ciência ocidental era primeiro capturar a matéria, os cinco elementos de tal maneira que possa ser usado para o conforto dos seres humanos, para o conforto físico dos seres humanos. Mas como a cultura está simplesmente avançando sem nenhum controle sobre você mesmo, como uma pipa voando sem ter nenhum controle de um dedo nela, a coisa toda foi levada em várias direções e vários campos, onde se perdeu. Quando nós prestamos atenção em algo, se a atenção está pura, ela purificará a matéria e retornará para nós como uma atenção pura. Mas quando a atenção está cheia dessas ideias de que você tem de usar toda a matéria para seu conforto, então ela se perde na matéria. Ela fica envolvida na matéria, ela fica estragada na matéria, e depois o que retorna para nós é o pensamento: “Como possuir isto?”. Possuir a matéria, usar a matéria, sentar no topo da matéria foi o primeiro erro. A matéria é sua escrava, de qualquer maneira.

De qualquer maneira, ela é sua escrava, e você deveria obtê-la sem prestar tanta atenção nela. Pensar que a ciência foi descoberta pelos cientistas é egoísta. É somente seu ego que diz isso. Você não pode descobrir nada a menos e até que a Graça de Deus esteja sobre você. É a Graça de Deus que traz a exposição dos poderes Dele. Até mesmo uma pessoa como Einstein disse isso. Até mesmo uma pessoa como Newton disse isso. Einstein disse claramente: “Eu estava farto e estava cansado,” “eu não conseguia descobrir a Teoria da Relatividade,” “eu estava apenas descansando em meu jardim,” “brincando com bolhas de sabão, e de algum lugar desconhecido,” “a Teoria da Relatividade tornou-se clara para mim.” Mas nós indianos vivemos 300 anos na mentalidade escravagista, aceitamos isso cegamente sem saber quanto conhecimento e quanta ciência nós tínhamos. Nós tínhamos aviões em nosso país.

Nós tínhamos bombas não tripuladas em nosso país. Nós tínhamos todos os tipos de coisas em nosso país. Mas por que aceitamos isso sem ir nas raízes para descobrir como nós tínhamos essas coisas? Nós começamos a duvidar de tudo que era passado na Índia e não investigamos o passado disso, mas nós começamos a nos mover para baixo com essa cultura ocidental. E essa é a decadência de nosso país. Isso trouxe toda essa insensatez para cá, quando o dinheiro se torna tudo, a orientação ao dinheiro, a economia disso. Esse era o país dos filósofos, dos profetas, dos santos, onde agora atualmente a economia está dominando sem compreender que você não pode colocar essa economia ocidental neste país de forma alguma, não podemos realizar isso. Este é um país de generosidade. As pessoas amam servir você, as pessoas amam fazer as coisas, mesmo hoje, eles gostam de fazer alguma coisa para você. Vá a um vilarejo, mesmo que eles não tenham nada com eles, eles trarão um pouco de leite, os farão se sentarem lá.

“Por favor, tomem um pouco de leite, vocês vieram de outros países,” “por favor, tome isso.” Mas nos países ocidentais, você pode lhes dar qualquer quantidade de coisas, eles não lhe retornarão nem mesmo um único presente. Sem nenhuma vergonha, eles pegarão tudo pensando que eles são os que devem ter isso. Eles não têm nenhuma sutileza. nenhuma sutileza para entender a generosidade, eles não conseguem. Eles acham que nós fazemos isso porque somos pessoas submissas. Eu fiquei fiquei surpresa quando alguns aldeões Me disseram que até mesmo os animais vindo do ocidente são estúpidos. Eu disse: “Como?” Ele disse: “Pegue uma galinha da Índia” “e pegue uma galinha ou galo dos países ocidentais.” “Se houver uma ataque aos pintinhos,” “a mãe começará a gritar ou fará alguma coisa, gritando” “ou fazendo alguma coisa para chamar todos os seus filhotes” “para debaixo de suas asas, se ela é uma galinha indiana.”

“Mas se é uma galinha inglesa, ela não se importará.” “Ela olhará para tudo muito pacificamente,” “stithapragya, não preocupada.” Então ele disse: “A coisa mais impressionante é que nossos bois, se você lhes falar” “para ir por este caminho, aquele caminho, eles entendem.” “Mas se você falar com um boi ocidental,” “ele andará direto para um carro, para os caminhões,” “ele não sabe para onde ele está andando, não tem nenhuma ideia.” “Você não pode deixá-los sozinhos.” “E se você lhes falar para ir por este caminho,” “eles andarão para o caminho oposto.” Assim, o que existe nessa cultura? O que está em toda essa educação que os tornam tão grosseiros? A atenção está na matéria e não no Espírito. O tempo todo a matéria está tentando dominar o Espírito.

Vamos supor que haja uma árvore que caiu, ela morre, então você faz uma cadeira com ela. É uma coisa morta da coisa morta. Agora, você se senta na cadeira e se torna um escravo da cadeira. Você não consegue se sentar no chão. Então você tem de carregar cadeiras com você. Se você começa a andar de carro, você se torna tão inútil que não consegue andar com suas pernas. Amanhã você começa a ter calculadoras Vocês ficarão surpresos, Eu morei em Londres, Eu fiquei surpresa com as pessoas. Mesmo se quiserem somar dois mais dois, eles querem o tambaaku deles. Eles querem calcular isso. Eles não conseguem somar dois mais dois, não lhes resta nenhuma inteligência, porque os computadores chegaram.

Como um resultado desse maquinário, as máquinas que eles criaram Eles chamam “a era da máquina”, o que essa era é, e “a era do desenvolvimento”. Sem nenhum controle, se as máquinas chegaram a esse ponto, esse é o momento em que nós entendemos que não devemos ir muito em direção a isso, pois nos tornamos escravos dessa máquina. A máquina é como um demônio. Ela exige, como um demônio, o tempo todo comer alguma coisa. Por exemplo, na Inglaterra é impossível ter comida fresca. Você tem de ir ao mercado principal para ter isso. Mas na América, é ainda pior e na maioria dos países, eles têm tudo empacotado, tudo em um saco plástico, tudo medido. Você vai à loja, você compra isso, isso, isso, nada fresco. Não a nenhum sabor na comida. Agora eles estão usando produtos químicos.

Eles colocam produtos químicos no corpo dos animais que eles comem, colocam produtos químicos nas comidas que eles comem, colocam produtos químicos, porque a máquina tem de ter uma quantidade. Para ter quantidade, eles têm de fazer tudo isso. Assim, o que vocês estão comendo é toda essa química. Como resultado disso, o que vocês estão desenvolvendo não é nada além de sua destruição. Assim, toda essa atenção externa, na matéria, constrói sua destruição gradualmente. A atenção fica fragmentada. Por exemplo, você está falando com alguém – isso é uma coisa muito moderna, Eu tenho visto muitos. Você está falando com alguém e essa pessoa fica olhando para algum outro lugar: “Para onde você está olhando?” “Oh, eu estava olhando para aquele quadro” ou algo assim. “Acho que eu deveria comprar aquilo.”

“Mas eu estou falando com você aqui”, não entra na cabeça, nada. Ele fica olhando para algo, ou para alguma mulher, ou para algum homem, que é uma triste busca. Nós não temos nada a ver com isso e não há nenhum estado alerta, que pega coisas no momento certo. Então uma outra coisa que um senhor Me contou, cujos quatro filhos estão em uma escola inglesa e um filho está em uma escola indiana. Ele diz que esses quatro filhos não falam muito. Eles acham que não há limites para eles próprios e eles não sabem nada. Você lhes pergunta: quantos caminhos existem para sua casa? Eles não saberão. Eles vão exatamente como se estivessem com viseiras de cavalo em volta da cabeça deles. Eles andam deste jeito.

Eles não sabem nada, não leem jornais, não têm nenhuma ideia com relação às coisas que temos. O filho mais novo, que é educado numa forma indiana e em uma escola indiana, tem um pequeno papagaio, tem um cachorrinho, cuida de todas as vacas. Ele dá todas as notícias sobre todos os animais na casa. Ele dá todas as notícias sobre os parentes. Ele sabe quem são os parentes, quem está sofrendo, qual é o problema. O que é necessário na cozinha. Ele é tão alerta, sua atenção é tão alerta porque ela não está fragmentada. Agora, por conveniência, nós queremos colocar nossos filhos em escolas inglesas. Eu lhes digo, vocês terão isso. Se eles não baterem em vocês quando crescerem, vocês deveriam ficar surpresos.

Eu tenho visto, crianças ocidentais batem em seus pais. Eles respondem aos pais com insolência. Foi-se o dia em que as crianças de uma boa família sempre se dirigiam aos seus pais como “Senhor” ou à mãe como “Senhora”. Mas hoje, Eu as tenho visto respondendo com insolência, dizendo todos os tipos de coisas estranhas e conhecendo toda a imundície do mundo, toda a imundície do mundo. Elas conhecem tanta imundície que você fica chocado, você não conhece isso. E toda a atitude de todos os meios de comunicação deles ou os nossos também são, Eu devo dizer, de certa maneira, é para criar essa atitude de colocar nossos filhos nessa imundície o tempo todo, levá-los para essa imundície. Nosso povo também, Eu vejo na televisão aqui também, eles mostram todas essas mulheres nuas, horríveis, esquisitas na propaganda. Porque essas propagandas e os meios de comunicação também trabalham sua atenção para dentro do grosseiro. Eles jogam com suas fraquezas. É desse modo que eles os tornam fracos, e quando você se torna fraco, fraco, eles se tornam muito poderosos.

Quando a mídia é tão poderosa, você não pode fazer nada. Não há nenhuma pureza no coração deles para fazer a benevolência, para fazer o bem às pessoas, como chamamos de janahith. Isso não está na mente deles de forma alguma. De um modo ou de outro ganhar dinheiro. Que mal há em ganhar dinheiro? É supreendente como as pessoas estão fazendo concessões por causa de dinheiro. O dinheiro não lhes dá alegria. Eu tenho de lhes dizer, ele não pode lhes dar alegria. Não corram atrás de dinheiro. Tenham uma atitude integrada em relação ao dinheiro.

O dinheiro é a bênção da Lakhsmi, e a Lakhsmi é uma mulher muito bonita que tem a atitude muito maternal. Ela é a Mãe. Um homem que tem dinheiro tem de ter uma atitude maternal. Ela tem dois lótus em Suas mãos, o rosa mostra que Ela é Amor. Ela expressa Seu Amor em duas de Suas mãos, que também se refere a um lótus que é rosa, é até mesmo entreter um bhavraa espinhoso, nós chamamos isso, o grande besouro preto, que tem espinhos, o recebe em suas pétalas macias e lhe dá um lugar de descanço. Quantas dessas pessoas ricas neste país, e especialmente do exterior, levariam em conta essa ideia de ter uma lugar para um ashrayaa? Para dar suporte as pessoas que são como um bhavraa? Depois a outra mão que está assim, tem de ser daan. Você tem de dar, se você tem dinheiro, você deve dar. Quantos deles sabem onde dar dinheiro?

Eles darão dinheiro a lugares onde as pessoas os enganarão, como Rajneesh. Eles não darão dinheiro ao pobre. Eles não desenvolverão nada para o pobre de uma forma adequada. Outro dia Eu fiquei surpresa, Eu fui a Puna. Nós temos lá um sistema muito bom iniciado chamado de Jana Shanti, onde as pessoas fornecem comida por duas rúpias, uma comida muito boa para uma refeição, uma comida muito, muito boa, eles dão uma comida excelente e suficiente por duas rúpias. E eles disseram: “O presidente veio,” “as pessoas vieram aqui. Tivemos de gastar dinheiro em sua recepção.” “Nós lhes demos isso, aquilo, guirlanda,” “isso, aquilo, e todo mundo deu grandes palestras.” E ninguém está querendo lhes dar um lugar para alugar. Ninguém os quer lá, porque eles acham que você entrará em competição com os outros que estão lucrando e não obterão votos.

Assim, o sistema inteiro é tão estranho que você termina em um ponto em que eles querem dar dinheiro porque querem receber votos. Eles querem ganhar a eleição porque eles querem ganhar dinheiro. Eu cheguei neste país e todos estão dizendo: “Qual é o problema? Por que não podemos ter o terreno?” Porque a pessoa quer comer o dinheiro, aqui todo mundo come dinheiro, comendo o dinheiro, paishe khaato. Te paishe khata, te paishe khata, te paishe khata. Dizem: “Não comem a comida deles? Ou por que estão comendo dinheiro?” Este é o problema deste país que surgiu porque o dinheiro se tornou a coisa mais importante para eles. Nada deles acharem que este corpo, este ser, que este é um ser coletivo.

Este é o ser samoohik. Ele não pode ficar feliz com esse tipo de mal que estamos fazendo a nossa sociedade. Todos aqueles que fazem coisas assim, sete gerações deles serão amaldiçoadas por Deus. Vocês devem entender: aqueles que ganham dinheiro à custa das pessoas pobres, eles serão amaldiçoados para sempre. E a pessoa não deve se juntar a pessoas assim, mesmo se você tiver de sofrer. Eu sei que é uma época muito difícil, as pessoas não conseguem arcar com as despesas de viver com os ganhos que elas têm. Mas ainda assim, se você decidir, você pode viver com a satisfação de que você fez o correto. Quando Meu pai estava e Minha Mãe, ambos foram para prisão muitas vezes. Nós éramos 11 filhos, éramos pessoas muito ricas vivendo em cabanas. E nós não tínhamos comida por dias seguidos às vezes.

E nós éramos acostumados a uma vida muito rica. Eles sacrificaram tudo pela liberdade do país. Onde estão as pessoas assim agora? Você não consegue pensar nelas. Elas são pessoas lendárias. Ninguém quer sacrificar nada, seja o que for. E esse é o movimento, esse é o novo movimento de swatantra. A swaatantrya ainda não é completa, você pode ver isso claramente. Ela não é. Sua liberdade ainda não é completa. Se sua liberdade tem de ser completa, você deve obter seu swatantra, você deve conhecer a técnica de seu swa, de seu Espírito.

A menos e até que vocês obtenham essa liberdade completa, vocês não podem ser pessoas livres. Vocês são escravos do dinheiro. Vocês são escravos dos poderes. Vocês são escravos do exibicionismo. Vocês são escravos de tudo, para Mim, de todos os tipos de maus hábitos. Eu nunca conheci tantos bêbados que percebemos atualmente. Assim, nós nos tornamos os maiores escravos de todos os maus hábitos, de todas as ações ruins. E não há nada que uma pessoa em um cargo importante possa pensar em não fazer. Por que isso aconteceu a nós? Por que todos nós sucumbimos a pessoas tão insípidas, inúteis?

O que aconteceu aos nossos compatriotas? É isto: eles não se deram conta de que a coisa mais grandiosa está no cérebro. São as raízes, e essas raízes estão neste país, neste estado do Maharastra. Essas raízes estão aqui. A Kundalini só tem de iluminar essas raízes, e nós nunca nos importamos com isso. Nunca cuidamos disso. Nós estamos o tempo todo preocupados em como ganhar mais dinheiro. Então as pessoas que são muito bem pagas ou tem uma posição mais elevada com salário inferior, também talvez, elas estão ganhando dinheiro comendo isso. E os outros são um tipo de pessoas que entram em greve por tudo. Para quê?

Por dinheiro, novamente por dinheiro. Esta cidade de Mumbai está meio acabada por causa das greves. “Para que greves?” Eu lhes perguntei. “Você é um bêbado?” “Sim.” “Você bebe? Tudo bem. E você fuma?” “Sim.”

“Você come tambaaku?” “Sim.” “Você come paan.” Isso significa que você tem dinheiro. Senão como você pode poderia arcar com todas essas coisas? Quando pedem mais dinheiro em uma greve, é melhor descobrir que tipo de homem ele é. Se ele pode beber, pode arcar com a bebida, então você não precisa lhe dar nenhum dinheiro para beber mais. Qualquer mãe que veja que seu filho está bebendo, nunca lhe dará nenhum dinheiro, porque ele continuará bebendo com esse dinheiro. O que mais ele irá fazer? Que bem ele irá fazer com isso?

Então o que acontece é que essa atenção, quando ela começa a se mover em direção ao dinheiro, nós nos tornamos tão cegos que não vemos porquê, porque estamos pedindo dinheiro. Qual é a necessidade de ter dinheiro? Eu não estou a favor desses capitalistas, de forma alguma. Eu sei o quanto eles são horríveis. Mas o que Eu estou dizendo é porque motivo quebrar um maquinário assim. Agora, seja o que for que você faça, seja o que for que você lhes fale, termine essa greve e divirta-se agora pelo amor de Deus. Nós temos pessoas realmente pobres nos vilarejos, não em Mumbai. Em Mumbai, nós não temos pessoas pobres. Eles podem ir para o cinema, podem fazer todos os tipos de coisas. Como eles podem ser pobres?

Mas eles têm tempo. Eles têm mais tempo, é por isso que eles entram em coisas assim. E eles irão acabar com esta Mumbai de vocês muito em breve, se vocês permitirem essa pessoas entrarem em greve. Isso é estupidez, estupidez absoluta e isso vem dos ocidentais, não vem de Gandhiji. Gandhiji não lhes disse para lutarem por dinheiro, ele disse? Ele lhes pediu para lutarem pela swaatantrya. E se ele estivesse vivo hoje, ele teria falado sobre a Sahaja Yoga, Eu tenho certeza disso. Mas o problema que existe conosco é que nós não queremos ver que esse maquinário está agora estremecendo. Nós temos de ter um outro sistema, um sistema paralelo que despedaçará esse maquinário estúpido, que está nos levando cada vez mais para baixo. Um moça deve ter dez tipos de saris; ela deve usar dez tipos de roupas, como uma garota de Kashmiri; ela deve se vestir como uma garota de Punjabi; ela deve se vestir como uma garota inglesa.

Qua é a necessidade? Nós costumávamos ter nós somos pessoas ricas, Eu deveria muito ricas, nós costumávamos ter somente dois saris. E um para thevni, como eles chamam isso, um para algumas ocasiões especiais. E nós vivíamos bem, nós educamos bem onde nossa atenção estava aprendendo, e a atenção estava em direção a Deus. Mas a atenção, quando ela fica perdida, ela se fragmenta. Ela fica perdida. Ela fica fragmentada. Não há nenhuma continuidade nela. Ela se fragmenta e a pessoa se torna uma pessoa superficial, extremamente superficial. Ele não consegue se aprofundar.

Como ele pode sentir seu Espírito? A superficialidade o torna, sem dúvida, uma pessoa que tem um tipo de crosta e nada dentro, totalmente o que chamamos de vazio, kokhlapan, completamente oco. Se você simplesmente quebra esse homem, você descobre que ele não é um homem de caráter. Ele não é um homem para se ficar dependente. Ele não é um homem que fala bem dos outros. Ele tentará humilhar você. Isso é o que acontece com sua atenção e você se torna um ser humano extremamente, extremamente de baixo nível. Você ficará surpreso, Eu fui a quatro vilarejos antes de vir para cá e as pessoas que estavam lá eram mais de cinco vezes do que em Mumbai. Eles vieram, eles não tinham carros, nada, eles não tinham ônibus. Eles vieram andando, vieram em carros de boi.

E uma multidão tão grande e todos eles obtiveram a Realização porque, graças a Deus, eles não conhecem a língua inglesa e essas ideias insensatas que adquirimos da cultura ocidental. Nós não devemos competir com eles. Eles têm de competir conosco. Eles não têm nada para lhes oferecer. Vocês têm de ficar grudado ao seu ideal. Mas ao invés disso, nós aprendemos todas as coisas ruins, e todas as tradições ruins como pegar dote, torturar nossas mulheres e fazer todas essas coisas que não parecem de forma alguma civilizadas. Nisso, nós não somos modernos. Nisso, nós não somos modernos; nisso, nós somos muito, muito primitivos. Mas isso nunca foi assim antes. Ninguém torturava as esposas.

Nós nunca soubemos que havia um sistema de dotes na Índia. Ninguém sabia disso. É absolutamente algo que não conseguimos entender de onde isso veio, e Eu descobri que isso veio somente dos ingleses. Porque eles disseram que nós devemos ser muito, muito equilibrados em relação aos nossos filhos. E nós não devemos dar dinheiro somente para o rapaz. Eles somente discutirão, mas nós devemos dá-lo para a moça também. Porque a herança toda irá para os rapazes, a terra irá para os rapazes, você deve dar algum dinheiro. Isso foi sensato, mas nós fomos aos extremos agora, e todos esses problemas estão surgindo diante de nós, os quais nós chamamos de problemas sociais. Então nós temos problemas que chamamos de problemas emocionais provenientes de problemas familiares. Agora, se vocês querem segui-los, então Eu gostaria de lhes dar um quadro de como é a vida familiar deles.

De modo que vocês entenderão, simplesmente parem de ter todas essas ideias em suas cabeças. O quadro familiar é deste jeito: marido e mulher se casaram, assim chamado. Dentro de, digamos, um ano ou próximo disso, eles estão divorciados. Então na vida, eles terão oito maridos e oito esposas, pelo menos. Depois todos eles acabam em um orfanato na velhice. Os filhos estão no orfanato. O pai está no orfanato e a mãe também está no orfanato. Todas as mães, pais, todo mundo acaba no orfanato. Não há nenhum amor. Não há nenhum sentimento na própria Inglaterra, Eu estava percebendo, mas é somente em Londres.

duas crianças são mortas pelos pais. Não há nenhuma compaixão. Não há nenhum daya. Não há nenhuma karuna neles. E isso é o que está acontecendo hoje a nós também. Nossos filhos estão indo pelo mesmo caminho. Nossos pais estão indo pelo mesmo caminho. Então como Minha mãe sempre dizia “lakshya kuthe?” Onde está sua atenção? Onde está sua atenção?

Então você diria: “Não, minha atenção não está em nenhum lugar.” “Nenhum lugar” significa o quê? Deveria estar em Deus. Onde está sua atenção? Deveria estar em Deus. Devaa kade lakshya thevaa. Mantenha sua atenção em direção a Deus. Onde está sua atenção? Mesmo quando eles ensinam música, eles costumavam dizer: “Primeiro pense em Deus.” Qualquer coisa que eles façam, pensam em Deus.

Quando você pensa em Deus, você não pensa em outras coisas insensatas, mas sim em coisas sensatas. E é desse modo que nossa atenção se fragmenta, porque quando a atenção se manifesta, ela ataca o moderno, porque há um desafio. Como resultado dessa luta, a atenção se quebra em fragmentos. Não há nenhum A fragmentação existe. Sua atenção não é coletada. Você não sabe onde você está, para onde você está se movendo. Você não consegue ver nada, você não entende. Você faz para eles uma pergunta, eles não sabem. Eles esqueceram. “Qual é o nome de seu pai?”

“Não, eu não sei qual é o nome de meu pai.” Essa é a situação que eles estão enfrentando. Você não tem nenhuma ideia com relação a qual inferno eles estão vivendo. E se você quer levar você e seus filhos para esse inferno, siga-os. Mas isso não significa que você vá a esse bhajjis e lhes dê dinheiro, ou vá a esses gurus horríveis. Não significa isso também. Nunca significa isso. Evite essa insensatez porque seus pais foram estúpidos ao irem a esses gurus. Isso começou somente há 100 anos atrás. Nós nunca conhecemos pessoas assim.

Antes, nós nunca conhecemos esses bhondoos. Há 100 anos atrás, ninguém falava, exceto Nanaka, que disse que esses bhondoos devem ser evitados. “Sadguru che lakshan he” e todas essas coisas foram escritas por Ramdaasa. Mas quem lê Ramdaas? Porque ele foi um brâmane, não-brâmanes não lerão. Quem lerá Tukharaama? Porque ele não era um brâmane, os brâmanes não o lerão. Se a casta deles é uma coisa tão importante que lendo alguma coisa ela declina, é melhor abandoná-la. Todos esses sistemas de casta e todas essas coisas estão agora muito estabelecidas em nossas cabeças. Muito estabelecidas, nunca foi assim antes.

É muito surpreendente. E nos tempos antigos, não havia nenhum sistema de castas. Havia um sistema de castas de acordo com seus karmas, de acordo com suas ações, não de acordo com onde você nasce. Do contrário, como Valmiki poderia ser chamado de brahma rishi? E como Vyasa, que era um filho ilegítimo de uma pescadora, poderia ser chamado de o maior dos maiores? E essas ideias falsas têm de cair, e para isso, nós temos de começar um novo sistema. E um novo sistema tem de dar um passo à frente através das pessoas que alcançaram sua yoga. Shri Krishna, Ele próprio disse claramente: “yogakshema vahamyaham”, quando você alcançar sua yoga, você obterá kshema (bem-estar). Ele sempre falou sobre yogis. Ele usou a palavra “yogis” para isso.

Esses yogis têm de surgir, e como vocês leram agora a pouco no Pasaydaan, vocês leram sobre isso, que as florestas, as florestas dessas pessoas grandiosas que eram kalpatarus, que eram os doadores dos desejos de vocês, eles ficarão andando. Esses são os yogis. E os oceanos dessa fala de néctar estarão falando sobre Deus. Esses são os yogis. Todo os outros que são pessoas comuns inúteis serão fragmentados. Somente os yogis serão respeitados no Reino de Deus. E nós temos de trazer o Reino de Deus sobre esta Terra. Primeiro na Índia, depois em todos os lugares. Aqui ele irá surgir. Agora, as pessoas podem chamar de Marxismo, desse “ismo”, daquele “ismo”.

Tukaraama disse: “Ava ghaachi samsaara sukha cha kari.” Ele disse isso. Marx disse o mesmo. Ele diz que o mundo inteiro deveria ser um lugar tão feliz, um lugar tão feliz que não deveria haver nenhum estado. Como? Ninguém lhe perguntou como. Ele fala de evolução. Como? Como a evolução irá se estabelecer? Perguntem a ele.

Perguntem a todos esses comunistas. Eles não estão se tornando pessoas melhores, estão? Quem está se tornando melhor? Quem está se transformando com esses “ismos”? Nenhum deles. Alguém é discípulo desse senhor. Alguém é discípulo daquele senhor. Alguém está seguindo esse tipo de teoria política. Um outro está seguindo aquele tipo de teoria. É uma teoria.

Como eles dizem em marathi: “Bhola cha tsa baata bhola chi tsa kari”. Sejam quais forem as teorias que vocês tenham, vocês escreveram em suas cabeças. Você vai se transformar com isso? Algo tem de acontecer dentro de você. Você tem de alcançar esse ponto que Marx disse, que Tukaraama disse. Esse parivarthan, essa mudança, essa transformação tem de acontecer e isso só é possível através do despertar da Kundalini. Há pessoas que leram sobre a Kundalini. Elas vêm e Me perguntam: “Mãe, esta Kundalini sobre a qual a Senhora está falando,” “as pessoas dizem que esta Kundalini pode nos tornar loucos”, isso, aquilo. Eles até mesmo disseram que o sexto capítulo do Gynaneshwari não deve ser lido de forma alguma, porque ele lida com a Kundalini. Naturalmente, porque eles não sabem nada sobre isso.

Então é melhor não lidar com isso. Mas a Kundalini é o Shuddha Iccha, é o verdadeiro icchaa, é Aquela que irá lhe dar, para seja o que for que você nasceu, irá lhe dar. Depois disso, você não quer nada mais. Não é como a economia em que hoje você quer isso, amanhã, aquilo e em geral, isso nunca é saciável. Isso fica completamente A coisa que você quer é a fonte inteira de satisfação. Mas é o movimento que é para cima, a Kundalini não vai para baixo em direção à gravidade, em direção à matéria. Ela se eleva. Ela se move para cima e atravessa esta área óssea da fontanela e você tem a sua Realização do Si. Isso é o que você deve pedir a qualquer guru. Todo o resto é inútil.

Como você pode pagar por isso? Você pode mostrar rúpias para esta Kundalini? É um processo vivo da evolução viva que tem de acontecer. Você tem de alcançar o ápice de sua vida através disso. Como você irá fazer isso? Você irá fazer isso ficando de cabeça para baixo? Qualquer processo vivo, como a germinação de uma semente, como você faz isso? Você coloca a semente na Mãe Terra. E Ela tem o poder e Ela simplesmente a germina. Da mesma maneira, isto tem de acontecer: deve germinar.

Da mesma maneira, isso deve germinar espontaneamente. Sahaja. “Saha”, com; “ja”, nascido. Isso é nascido com você. Obter essa yoga é o seu direito de nascença. Obtenham isso, e para os indianos, é uma bênção especial, pois eles obtêm isso muito rápido. Exatamente como a independência deles, sem nenhum esforço. Sem muita luta, Eu devo dizer. Os outros lutaram muito mais do que nós. Quando vocês obtêm isso, vocês também o perdem muito rápido.

Assim, aqueles que compreendem a Kundalini, compreendem a essência de tudo, e eles compreendem que todas as religiões são uma única essência. Elas são as flores da mesma árvore. Estupidamente, nós estamos lutando aqui. Cristo disse: “Aqueles que não estão contra nós estão conosco.” Quem são “aqueles”? Os cristãos não querem descobrir. Agora eles estão perseguindo a vida de Cristo. Os hindus não querem saber sobre isso. Não há nenhuma grandiosidade da arte, Eu diria agora, houve um problema em Aurangabad e as pessoas atacaram. Eles não deveriam ter atacado.

Tudo bem. Mas nós temos de entender que o que aconteceu nisto é onde nós nos desencaminhamos. Nós devemos ver nossos erros. Em um masjid, seja o que for, é um lugar de Deus. É um lugar de Deus, e em um masjid, se eles estão meditando, você não deve fazer barulho. Se você está insultando aquilo, você está insultando o próprio Vittala. No Vittala mandir, você tem um tipo diferente de aarti, tudo bem, faça isso. Nesse aarti, se alguém começa a dançar discoteca, como você gostará disso? Da mesma maneira, se aquele é um lugar de ibaadat, é um lugar onde as pessoas estão orando em um dhyana. Neste instante, nós estamos tão tranquilos, nós estamos sentados na vizinhança de barulhos horríveis, mas tudo está tranquilo.

É por isso que estamos regozijando. E se essa é a forma que eles querem meditar, nós devemos ir e perturbá-los por algo que alguns rapazes estão perturbando e tudo mais? Nós não podemos respeitar isso? Para mostrar nossa grandiosidade, khorpana, nós devemos fazer isso? É tão importante que nesse momento nós levemos essas bandas besura, betaala em frente daquele lugar? Por que não vemos que também devemos respeitar tudo que seja de Deus em qualquer lugar? Esse é o erro que cometemos. Em nome da religião, nós insultamos Deus. Quando eles dizem “Allha-O-Akbar”, eles se referem ao Virata, significa o próprio Shri Krishna. Se você vem para a Sahaja Yoga, você saberá que todos Eles estão relacionados uns com os outros.

O Profeta Maomé não era nada além de um maha medha. Ele era o próprio Dattatreya. Isso é o medha, e Ele está estabelecido lá. Eu sei que Lhe foi dado veneno e Ele foi torturado. E é a mesma coisa quando fazemos isso dizendo que Maomé estava errado. Ele não estava errado. Quem estava errado? São os muçulmanos. Quem estava errado? São os hindus.

Quem estava errado? São os cristãos. Todos eles estão contra todos esses profetas. contra todas essas grandes encarnações e trazendo má fama para Eles. Vamos começar a entender. Vamos começar a respeitar. Vamos ser grandiosos. Vamos ser nobres. Vamos ser pessoas mais elevadas de afeição, compaixão e compreensão. Vamos ser essas pessoas.

Vamos começar, vamos começar um núcleo assim. Se vocês puderem fazer isso, nós poderemos fazer com que todos aqueles que decaíram também recuem todos eles para cima. Isso estava formado neste país, esse sistema. A coisa toda foi formada neste pais, que nós devemos ascender. Muito belamente feito há muito tempo atrás, mas foi perdido no dilúvio da vida moderna. Assim, as pessoas devem adotar todas as coisas tradicionais que são belas, todos os jogos tradicionais que são belos, todas as tradições que dão respeito. Se você perdeu o senso de respeito, você perdeu a humanidade, absolutamente 100%. Se você não sabe como respeitar, você não é de forma alguma um indiano. Você não é um indiano. Não se chame de indiano.

Você deve aprender a como respeitar. Respeito lhe dá grandiosidade. Ele o torna humilde, como Tukharaama disse: “anurenu uni thodkaa, tukha aakaashaye vadaa”. “Quando ele se torna menor do que um anurenu,” “então ele se torna aakaashaye vadaa.” Na árvore vadaat, a semente é tão pequena, se você vê-la, ela é extremamente pequena e ela gera a maior árvore. Uma vez Shastriji disse que mesmo uma pequena coisa pode ser um grande trabalho. E isto é o que estamos vendo: uma coisa pequena, somente quando você se torna humilde, então a Graça de Deus envolve sua humildade, envolve sua personalidade. E você se torna realmente uma personalidade que tem a autoridade de Deus. Essa é a grandiosidade de Deus, nessa humildade, ela atua, ela simplesmente atua. Depois da Realização, a atenção se torna iluminada.

Através dessa atenção, olhando para as pessoas, você pode elevar a Kundalini delas. Somente olhando para as pessoas, você pode curá-las. Todos os seus poderes são expressados em sua atenção e você não se perde na matéria. Então você se torna o Baadshah. Baadshah é uma pessoa que não se importa com nada; ela não precisa de nada. Como vocês sabem, Eu nasci em uma família rica e os parentes de Meu marido também são ricos. Meu marido é rico e tudo mais, mas Eu posso viver lá, Eu posso dormir lá. Eu vivi em florestas. Eu vivi ao longo dos rios. Eu não tenho nenhum problema.

Por que Eu quereria algo? Nada pode Me dominar. Você pode dormir nas pedras. Você pode fazer o que você quiser. Mas isso só é possível quando você se torna um yogi. Quando você se torna um yogi, você pode fazer isso. Estas 400 pessoas que vieram do exterior vieram de famílias ricas, de famílias muito boas. E eles conseguiram todo o conforto que você pode imaginar, mas eles querem viver sob o céu, próximos ao rio. Eles simplesmente não querem ver o cimento no topo de suas cabeças. Eles estão agora em um nível tão mais elevado que eles não querem ver nada que seja grosseiro.

Eles querem essa lama. Eles querem essa bela argila deste país. Kya deshachi maati bokha lagait. Tithe baslaat tumhi. Vocês estão sentados no topo disso, e o que vocês estão fazendo? Sua atenção, onde ela está? Onde está sua atenção? Você deve manter sua atenção em Deus, e uma vez que ela esteja lá, você se tornará um yogi. E uma vez que você se torne um yogi, você estará no Reino de Deus, no Reino dos Céus. Quando você será abençoado com tudo, você não tem de desejar.

Será exatamente antes, você não saberá como conter tudo que Deus lhe deu, o kshema que Ele lhe deu. Além disso, sua própria atenção será um instrumento tão poderoso que você pode mudar o universo inteiro com isso. Por que Eu lhes peço? Porque vocês são indianos. Vocês nasceram neste país por causa do poorva sukrutaas, por causa do que vocês fizeram na vida passada. É por isso que vocês nasceram neste grande país. Mas isso é como aqueles que têm dentes não tem as chanas para comer, e aqueles que não têm dentes têm as chanas. É assim. A situação está muito ruim. Vocês são aqueles que podem se tornar os maiores yogis, mas vocês não se tornam.

Mas os ocidentais que não têm nenhuma ideia sobre santidade, sobre auspiciosidade, sobre nada, eles são tão ignorantes, eles se projetam muito mais rápido do que vocês conseguem. Então Eu tenho de lhes fazer um humilde pedido: não fiquem encantados por essa atenção que vai para qualquer matéria. Mas a própria matéria é feita por Deus. Assim, apesar do fato dos seres humanos ficarem envolvidos no avanço material, isso está hoje nos ajudando na Sahaja Yoga de uma forma muito grandiosa. Por exemplo, este microfone é importante, é também útil para carregar Minhas vibrações. Ele carrega vibrações. A câmera mostra toda a luz em volta de Mim e mostra todos os tipos de formas que Eu tenho. Assim, seja o que for que você tente, o Divino brilhará através dessa matéria também e estabelecerá a existência da Divindade. Mas se você excluir a Divindade da matéria, você será golpeado forte e será afundado no maior oceano de ignorância e imundície. Então mantenha a Divindade em seu coração e depois lide com a matéria.

E depois você compreenderá para que serve essa matéria e o que a pessoa tem de fazer com ela. Amanhã, em Hindi, Eu falarei sobre o resto disso, sobre a Verdade, porque hoje Eu falei sobre Chit. Amanhã Eu falarei sobre a Verdade. Sat-Chit-Anand. E no terceiro dia, Eu falarei sobre Anand para vocês em Marathi. Eu espero que vocês se sentem e meditem sobre o que Eu disse. Eu não quero condenar nenhuma cultura em si. Mas Eu quero protegê-los do que aconteceu a esta cultura e para onde ela foi, trazê-los de volta para sua própria grande cultura, que chegou a nós em milhares de anos. A cultura deles é muito, muito, muito nova, ela é muito nova e um dia eles terão também a mesma cultura que nós temos. Mas por que nós não damos um curto circuito nela e nos ajustamos a esta grande cultura, que é tão orientada a Deus, não orientada ao dinheiro, orientada ao ego, mas orientada a Deus?

Vamos todos alcançar esse estado de yogi. Eu espero que hoje isso aconteça a todos vocês e que todos vocês obtenham a sua Realização. Que Deus os abençoe.