Entrevista Radio ORF

Meli Ashram, Vienna (Austria)

1986-07-09 Radio Interview, Vienna Austria DP-RAW, 58' Download subtitles: EN,FI,PT,RO (4)View subtitles:
Download video - mkv format (standard quality): Download video - mpg format (full quality): Watch on Youtube: Watch and download video - mp4 format on Vimeo: Listen on Soundcloud: Transcribe/Translate oTranscribeUpload subtitles

Feedback
Share

Entrevista Radio ORF, 09-07-1986

Nós podemos começar com a Sua infância?

-Sim. – A Senhora pode descrever um pouco… as circunstâncias em que a Senhora cresceu? – Minha família? – Sim. Eu pertenço a uma família de pessoas muito iluminadas. Meu pai era um linguista… e ele era mestre em 14 idiomas. Ele sabia cerca de 26 idiomas… e ele traduziu até mesmo o Alcorão-e-Sharif para hindi. Minha mãe era naquela época, era laureada em matemática. Então, ambos eram pessoas muito bem instruídas e iluminadas. Na época do Meu nascimento, Minha mãe sonhou algo que ela não conseguia explicar, mas depois disso, ela teve um grande desejo de ver um tigre… em campo aberto.

Meu pai era um grande caçador, porque os tigres eram uma ameaça na área onde morávamos. Era uma região de montanhas chamada Chhindwara. Então havia um rei que estava muito interessado em Meu pai. De uma forma ou outra, chegou uma carta de que… havia um tigre, um tigre muito grande que apareceu… e eles estavam com medo que ele talvez fosse um devorador de homens. Então Meu pai levou Minha mãe e Eu para aquele lugar. E eles estavam sentados no que chamamos de machhan, onde eles construíram algo para as pessoas sentarem em cima de uma árvore, de onde eles podem atirar bem. E então Minha mãe Me disse que um enorme tigre, de um tamanho muito grande, apareceu belamente no campo. E ela sentiu um amor imenso pelo tigre. Era um dia de lua cheia e ela se sentiu… extremamente compassiva em relação ao tigre. E quando Meu pai levantou sua arma para atirar, ela o impediu e não permitiu.

E o tigre foi embora e nunca mais voltou para aquela floresta novamente. Mas isso fez Meu pai pensar – porque ele próprio era uma alma realizada – deve ser alguém, que chamamos de Deusa Durga que gosta de um tigre… deve nascer de Minha mãe, porque os sintomas eram bastante estranhos, uma senhora gostar de ver um tigre e tudo mais. Então ele disse à Minha mãe: “Agora você está satisfeita?”, porque eles estavam lutando com a arma. Ele disse: “Existe uma Durga sentada em seu ventre…” “para que você fique tentando proteger o tigre?” Ela disse: “Sim, sim, então pare com isso agora, eu não o permitirei.” Dessa forma, houve muitos incidentes em Minha vida, porque Eu sou de família cristã – protestantes – e quando Eu nasci, Minha mãe não sentiu dores de parto nem nada, e Eu simplesmente nasci, ela não sabia como. E Eu não tinha sangue no Meu corpo, nada, Eu estava limpa, lavada. É por isso que eles Me chamaram de Nirmala. Mas Minha avó disse: “Ela deveria ser chamada de Nishkalanka”, significa uma pessoa que não tem manchas nela, mas esse é o nome de homem. Então eles disseram: “Tudo bem, vamos chamá-La de Nirmala,” “significando o mesmo, Imaculada.” Agora, houve todos esses incidentes e então Meu Pai sendo uma alma realizada, ele sentiu tremendas vibrações vindas de Mim, e ele sentiu: “Esta vida é grandiosa e Ela fará algo grandioso nesta vida.” Não sei porquê, mas Eu não sei se ele sonhou ou entendeu isso, mas o tempo todo, se Me lembro quando ele falou Comigo, ele dizia: “Você tem de descobrir uma maneira…” “de dar a Realização em massa”, o tempo todo. Como Eu lhe disse, ele era um grande estudioso de muitas coisas, e um homem muito erudito. Então ele Me deu uma boa educação em religião, em diferentes religiões, e também uma boa educação sobre os seres humanos, quais são os problemas deles, por que eles reagem assim, por que eles não de dedicam a Deus, por que eles são hipócritas.

Todos os tipos de coisas, ele falou Comigo. Ele também sabia sobre a Kundalini, mas não tanto. É claro, quando Eu nasci, Eu mesma sabia sobre a Kundalini. Eu sabia tudo sobre Ela desde a Minha tenra infância. Eu era uma pessoa muito consciente, extremamente consciente. Mas Eu não sabia com quem falar, porque as pessoas não tinham essa consciência. Você não pode falar com todo mundo assim. Então Eu era considerada uma pessoa muito alegre, ao mesmo tempo muito séria também, muito profunda, e então Eu comecei Meus estudos ainda criança. Eu não estava muito interessada nos estudos, mas Eu costumava Me sair muito bem, mas Eu costumava ler sobre as vidas de grandes homens e coisas assim. Em uma idade muito jovem, Eu li Bernard Shaw.

Quando as pessoas estavam lendo apenas Grandes Esperanças, Eu estava lendo Bernard Shaw. Mas devido a isso, Eu não tinha interesse em ler particularmente… alguns livros didáticos porque achava que eram infantis, e não há nada para ser lido sobre isso. Então Eu disse ao Meu pai: “Eu tenho de fazer medicina”. Então ele disse: “Por quê?” Eu disse: “Porque Eu tenho de falar com os médicos”. Ele disse: “Você tem de falar com os médicos?” “Sim”, Eu disse. Mas então aconteceu que na Minha infância, quando Eu tinha uns sete anos de idade, Meu pai era um congressista. Ele ingressou no Congresso quando Eu tinha quatro anos de idade. Ele vivia com um estilo muito ocidentalizado, suas roupas eram costuradas em Londres, esse tipo de homem. Nós tínhamos governantas e tudo mais. Ele jogou tudo fora… e se tornou um verdadeiro indiano e começou a levar uma vida de mártir.

Então ele nos fez estudar nossas línguas, o Sânscrito. Ele Me fez estudar em uma escola indiana, não em uma escola missionária, porque os missionários eram muito indelicados. Eles nos expulsaram da escola quando Meu pai estava no Congresso. Eles eram contra nós completamente. Então, com a idade de sete anos, aconteceu de Eu ir com Meu pai… a Mahatma Gandhi. Ele vivia a cerca de 100km de nós, mas na primeira vez, ele Me trouxe. E Mahatma Gandhi gostava muito de Mim. Ele disse: “Deixe esta criança comigo”. Então, Eu não tinha levado roupa nem nada. Eu fiquei, depois Meu pai Me enviou tudo com ele.

E ele gostava muito de Mim, mas Eu era uma garotinha, mas ele entendeu que havia algo especial sobre Mim. Ele Me consultava sobre problemas muito sérios, às vezes, surpreendentemente. Como um dia ele quis fazer o Livro de Oração de forma correta. Então, ele Me perguntou: “Como eu devo colocar as séries?” e tudo mais. Então Eu lhe disse como colocar as séries e ele colocou as séries daquela forma. Eu costumava voltar para Minha escola e novamente voltava para Gandhiji, todos os anos, assim. E ele Me chamou de Nepali. Ele Me deu o nome de Nepali. Todo mundo Me chamava de Nepali naquela época. Então Eu cresci com ele de forma muito próxima.

Ele era uma pessoa muito, muito gentil com as crianças, por outro lado, era um homem extremamente rigoroso, consigo mesmo e com os outros, muito rigoroso, um grande disciplinador. E ele fazia todo mundo se levantar às 4h, tomar banho, tudo, estarem prontos para suas orações matinais às 5h, e ele andava muito rápido. Eu também aprendi a andar rápido com ele. Na companhia dele, Eu tinha de andar rápido. E ele era extremamente amoroso e uma pessoa muito boa, e ele Me ouvia porque Eu era uma criança. Supondo que Eu o forçasse a comer mais ou algo assim, então ele comia, ele aceitava rindo. Uma pessoa muito gentil. Mas com os outros era muito rigoroso e Eu lhe dizia: “Por que você é rigoroso com todos?” Ele disse: “Mas Você é uma garotinha, Você se levanta de manhã.” “Por que eles não podem se levantar?” Eu disse: “Eu sou pequena, por isso Me levanto.” “Eles são grandes, então não conseguem se levantar”, desse jeito, pequenas conversas. E então Meu pai foi preso e Minha mãe também foi presa cinco vezes. Meu pai foi preso duas vezes, uma vez por cerca de dois anos e meio, e ele era o único membro de sustentação da família.

A propósito, nós somos de uma família real muito antiga, que é chamada de Shalivahanas. Eles têm um calendário na Índia também. E então quando nós, quero dizer, quando eles levaram Meu pai para prisão, nós tivemos de sair de nossa casa e tivemos de viver em cabanas, e com todos os problemas, isso não era nada. Mas também a Mim, eles incomodaram muito, porque Eu ajudei muitas pessoas lá… e entrei no movimento de 1942 de uma forma muito séria, e Me tornei a líder aqui para os jovens. Eu pensei que a menos e até que Eu tome uma posição muito positiva, isso pode não dar certo com eles. Não é agradável dizer como eles Me torturaram, o que fizeram Comigo, mas eles realmente Me torturaram. Eu era uma jovem de 19 anos naquela época. Acabou agora. Então, está terminado, e depois disso nós, Meu pai foi para a prisão novamente e então quando ele voltou, ele foi eleito membro da Assembleia Central mais tarde, como a Assembleia Constituinte e depois no Parlamento. Meu irmão também foi membro do Parlamento, mais tarde.

Agora, recentemente, ele foi o Ministro de Gabinete. Outro irmão é juiz da Suprema Corte em Mumbai. Todos eles são bem-sucedidos, apesar do fato de que nossos pais… nos negligenciaram de uma certa forma, porque eles deram suas vidas pelo país, mas isso nunca nos impediu de estudar e progredimos muito bem. Então Eu, quando Eu estava no movimento de 1942, Minha faculdade Me suspendeu, eles Me expulsaram da faculdade e Eu tive de ir para outra faculdade para estudar… longe de Minha casa, em Punjab, onde estudei por dois anos. Eu fiz ciências, depois fiz medicina. Eu não fiz totalmente porque, logo depois disso, as rebeliões de 1947 eclodiram, então nossa faculdade foi fechada e Eu não quis saber mais, porque o que Eu queria saber, Eu consegui. Então Eu não precisava e Me casei. Você deve ter ouvido que Meu marido é agora… o Secretário-Geral da Organização Marítima Internacional. Ele ocupou cargos muito elevados. Ele também foi secretário de Lal Bahadur Shastri, que foi o nosso primeiro-ministro, que foi outro grande homem, mas ele não viveu por muito tempo.

se ele tivesse vivido, as coisas teriam sido diferentes, Eu acho, para o nosso país, porque ele era um adepto de Gandhi, inteiramente um adepto de Gandhi, e ele viveu como uma personalidade adepta de Gandhi ideal. Então foi assim que a vida continuou. Mas o ser interior ainda estava procurando a forma e os métodos… de dar a Realização em massa. Meu pai disse: “Antes de Você desenvolver essa técnica…” “de dar a Realização em massa, não fale de religião.” “Não deixe ninguém saber que Você sabe alguma coisa sobre isso,” “porque eles crucificarão Você”, ele estava bastante preocupado de que as pessoas não compreendessem… ou, “Você pode escrever outra Bíblia ou Gita, não adianta.” “Antes de tudo, Você deve dar-lhes a Realização.” “Se eles obtiverem a Realização, então eles compreenderão que há algo acima,” “acima dessa consciência humana”. Por exemplo, ele sempre fazia uma analogia. Supondo que você nasceu no décimo andar e todo mundo está no chão, você deve pelo menos fazê-los subir dois andares, então eles saberão que há algo acima disso, caso contrário, não adianta falar sobre isso. E ele disse: “Este é o erro entre os santos e as Encarnações:” “Eles nunca perceberam que essas pessoas ainda estão no chão,” “que elas ainda têm de entrar no prédio.” “Então, é com isto que Você tem de ter muito cuidado:” “antes de tudo, Você deve dar a Realização às pessoas.” Então Eu fiquei procurando os meios e métodos, trabalhando isso dentro de Mim… através do Meu próprio estilo de meditação no sentido de que… Eu trabalharia todas as permutações e combinações. Supondo que Eu Me encontrasse com uma pessoa, então Eu veria… quais problemas essa pessoa tinha, como você pode superá-los assim. Eu tentaria estudar essa pessoa internamente. E Eu fui a muitas pessoas para descobrir, mas Eu descobri que elas eram grandes hipócritas.

Eu vi tantos desses gurus. Eu vi a maioria deles, fiquei surpresa ao ver que todos eram hipócritas, ganhando dinheiro e coisas assim. Eu também fui a Rajneesh, para vê-lo. Então ele disse que Eu deveria ir ao seu programa. Eu não sabia que tipo de homem ele era, porque ele estava falando sobre o Gita e coisas importantes. Eu pensei que ele talvez soubesse algo sobre isso. Eu fui lá, mas Meu marido disse: “Não, eu não permitirei que Você vá para o acampamento dele.” Então ele arrumou seu próprio bangalô e tudo mais para Mim, assim Eu fui para lá. E Eu não conseguia ver lá todas as coisas que estavam acontecendo… e esse foi o dia que, de uma forma ou de outra, Eu disse que Eu deveria abrir o último chakra, então o último chakra foi aberto. E Eu vi a Kundalini, que é a Energia Primordial dentro de nós, que é o Espírito Santo dentro de nós, se elevando como um telescópio, abrindo-se. E então Eu vi a coisa toda aberta e uma grande chuva torrencial de brisa… começou a fluir através de Minha cabeça por toda parte, e Eu senti: “Estou embevecida agora, não estou mais lá.” “É apenas a Graça que está presente, que está lá.”

Eu vi isso acontecendo completamente Comigo. Mas Eu fiquei surpresa ao ver quando Eu fui a Rajneesh, porque antes de ir, Eu tive de Me despedir, ele nunca percebeu o que tinha acontecido nem nada. Então Eu fiquei surpresa. Eu disse: “Este homem não sabe nada sobre Deus”. E então Eu descobri que todos eles eram hipócritas e ficavam contando mentiras. Então em 1973 isso aconteceu, em 5 de maio, 1970, 5 de maio de 1970. E logo depois disso, nós tivemos uma grande palestra no Jahangir Hall, há um grande auditório, e milhares de pessoas vieram. Eu lhes disse com muita franqueza… que todos esses são bandidos e eles são assim, hipócritas. Alguns deles são demoníacos, alguns são pessoas más. Eu citei seus nomes, tudo.

Eu lhes disse: “Não cheguem perto deles”. Havia alguns estrangeiros também. E havia muitos outros a quem Eu disse essas coisas muito claramente, e eles se assustaram. Eles disseram: “A Senhora não deveria falar assim.” “Eles virão e matarão a Senhora.” Eu disse: “Deixe-os vir e Me matar.” Mas ninguém fez nada, ninguém nem mesmo foi aos tribunais. E foi desse modo que eles tentaram trazer má fama para Mim. Eles pagaram aos jornais para publicarem coisas contra Mim, porque Eu disse: “Você não pode pagar”. Então eles pensaram que Eu estava apenas tentando prejudicá-los… dizendo uma coisa assim que você não pode ganhar dinheiro em nome de Deus. Se é um emprego, você pode fazer isso, mas o trabalho de Deus não é um emprego. E a luta começou desde o dia em que comecei a dar Realização, e Eu comecei com uma senhora, que obteve a Realização primeiro.

Depois nós tivemos cerca de 12 pessoas que obtiveram a Realização. Em dois anos, Eu consegui cerca de apenas 14 pessoas para dar a Realização. Depois, gradualmente, quando as 14 pessoas obtiveram a Realização, então muitos outros começaram a obter a Realização. Mas Eu comecei também a curar as pessoas porque isso estava ajudando muito. Então Meu marido foi eleito para este cargo… e nós tivemos de vir para Londres. Então, quando Eu cheguei em Londres, nós tivemos um programa em Bhartiya Vidya Bhavan, eles o organizaram. Assim, os indianos no exterior não estão muito interessados em Deus, estão mais interessados ​​em dinheiro. Então nenhum dos indianos ficou lá, todos eles fugiram. E foram somente os estrangeiros que ficaram lá, eram cerca de sete hippies. Então Eu tive de trabalhar neles, sete hippies.

Durante quatro anos, Eu trabalhei neles, para lhes dar a Realização. Muito difícil. O fígado deles estava ruim, eles tinham problemas de saúde, estavam loucos, tempos terríveis. Mas nesse meio tempo, Eu costumava ir à Índia. E na Índia o trabalho também era feito. Durante três meses, Eu sempre ficava na Índia. Então nós começamos a trabalhar especialmente nos vilarejos, surpreendentemente onde Meus antepassados governaram. Naquela região, o trabalho começou a avançar em grande escala. E aí então nós começamos a levar algumas pessoas da Índia. Depois algumas pessoas vieram da Austrália para a Índia, desse jeito, e o trabalho começou a avançar nessas direções.

Então, gradualmente, o trabalho melhorou e as pessoas descobriram… que essa é a maneira pela qual nós podemos nos transformar. Muitas pessoas estavam tomando drogas ou álcool… ou eram pessoas loucas ou pessoas com câncer, elas se sentiram melhor, então elas foram curadas… e foi estabelecido que a Sahaja Yoga é algo muito importante. Agora, quando Eu viajo pelo mundo inteiro, primeiro Meu marido pagava por tudo. Onde quer que Eu fosse, ele tinha de pagar tudo. Ele pagava quaisquer despesas por Mim. Aos poucos, então agora, estas pessoas pagam Minha viagem, mas por outro lado, elas não têm de pagar por mais nada. Foi assim que nós começamos nosso trabalho. Houve muita oposição… e as pessoas da mídia nunca entendiam isso, porque não era uma grande sensação, como vocês podem dizer, não é nada para as pessoas se sentirem entusiasmadas. Mas de certa forma é uma coisa muito grande, porque se essa é a solução para o mundo inteiro, a pessoa deveria tentar fazer isso. Depois tivemos pessoas muito importantes que vieram para a Sahaja Yoga, como, nós podemos dizer, o juiz do Tribunal Superior de Haia, que agora é o presidente, que deu à Nicarágua aquele julgamento.

Ele e muitos advogados. Nós temos um advogado aqui da Argélia e médicos, e então, eles assumiram o comando e começaram a Me ajudar a propagar a Sahaja Yoga. Mas foi uma tarefa difícil no Ocidente. É claro, na Índia, ela se expandiu muito rápido nos vilarejos, mas as pessoas da cidade na Índia também estão ocidentalizadas e começam a analisar, elas não sabem muito sobre nosso passado, não sabem nada sobre nossa herança, que temos nossa Kundalini e tudo mais. Mas algumas pessoas de fato sabem sobre a Realização do Si. Mas esses gurus não podiam se fixar na Índia, porque ninguém os aceitaria, então todos eles fogem para o exterior. E isso foi algo como uma benção para Mim também, porque Eu não tive de lutar com eles lá. E começou a dar certo, e então as pessoas descobriram que a Sahaja Yoga ajuda em todos os sentidos, e elas perceberam tantos milagres sobre ela, e foi desse modo que a Sahaja Yoga se estabeleceu bastante. Mas ainda assim, Eu diria que nós ainda não estivemos em alguns países até agora. E no Ocidente, Eu diria que muito trabalho ainda tem de ser feito.

Porque assim que você começa qualquer trabalho em qualquer lugar, antes de tudo, eles querem que Eu cure as pessoas e os ajude com curas. Agora, se Eu prestar mais atenção a isso, então o trabalho principal é formar médicos. Isso é negligenciado, então você se torna impopular. Eles pensam: “Ela não é complacente” e isso e aquilo. Mas agora como temos a Sahaja Yoga, todos podem curar agora, todos. Eu não curo ninguém diretamente. Mas eles não gostam, eles querem que Eu esteja lá… e o ego deles seja mimado e todas essas coisas estejam lá. Bastante difícil. Não é assim, nós não estamos concorrendo a uma eleição, como por exemplo, esse tipo de coisa de que nós devemos agradar os outros não existe. Mas seja qual for a realidade, se uma pessoa tem inteligência, inteligência pura, ela pode ver que isso é algo muito diferente, e para isso, temos de entender que você não pode, você não pode forçar em ninguém: “Obtenha sua Realização”.

Da mesma forma, você não pode Me forçar que Eu lhe dê a Realização, porque se não funcionar, não funciona. É uma força viva. E isso os aborrece logo. Eu sinto que o caminho dessa revolução industrial surgiu no ocidente. As pessoas perderam suas amarras, talvez, elas estão tão confusas. Com todos esses gurus vindo aqui confundindo-os… e todos os tipos de coisas novas surgindo, eles não sabem onde procurar. Mas a menos e até que você tenha sua evolução completada, a menos e até que você alcance esse estado absoluto de compreensão, o caos permanecerá. Então, a pessoa tem de tentar alcançar isso. Mas precisamos entender que você não pode pagar por isso. Não há nenhum esforço.

Depois de obter a Realização, eles se sentem tão satisfeitos que se esquecem disso. Mas depois disso, você deve saber como dá-la aos outros. Como Cristo disse: “A luz que está acesa, você não a coloca debaixo da mesa.” É desse modo que acontece, embora nós possamos dar Realização a cem pessoas, dessas apenas cinco a seis se apresentarão para nos ajudar. Mas ainda assim, Eu devo dizer que muito trabalho tem sido feito. Especialmente a Áustria, Eu estou muito orgulhosa da Áustria. E o modo como eles nunca Me deram nenhum problema, nunca, e pessoas muito boas surgiram da Áustria, muito equilibradas, pessoas sensatas, muito sensatas. Elas não são extremistas, elas não vão a extremos, não há fanatismo nelas, são pessoas sensatas, e é algo tão afortunado que a Áustria tenha sido descoberta, porque Eu nunca esperei que na Áustria haveria tantas pessoas. Mas de alguma maneira, assim como a água encontra seu próprio nível, a Sahaja Yoga encontra seu próprio nível. Nós acabamos de chegar na Áustria. Não estivemos na Noruega, na Suécia, na Dinamarca, na Finlândia.

Eu visitei esses lugares por causa do trabalho do Meu marido, mas depois não estive lá. Agora nós temos 16 centros na Austrália, e na Austrália, há uma Sahaja Yoga muito progressiva. Nós temos escolas lá agora. Eles estão administrando escolas e os professores são extremamente… bem comportados e visionários e cuidam muito bem das crianças. O pessoal do governo enviou alguém para observação… e eles comentaram: “Tudo que eles apregoam é o que eles manifestam,” e eles nos deram bons certificados. Mas a maior conquista na vida exterior é que… a Universidade de Cambridge aceitou a Sahaja Yoga para um trabalho de pesquisa, respeitosamente, pelo Dr. Lee, que está fazendo a pesquisa sobre Sahaja Yoga na Universidade de Cambridge, ele já é um Doutor. E há outra grande coisa que aconteceu na Universidade de Delhi, a Universidade de Delhi aceitou… que uma pessoa pode fazer, somente um médico pode fazer um doutorado, ou podemos dizer o Doutorado em Sahaja Yoga, e ele recebe o mais alto grau chamado Doutor em Medicina. E talvez depois de algum tempo, eles permitam que qualquer pessoa o faça. Isso é sobre a parte relativa à medicina. Na agricultura, fizemos muitas pesquisas, por exemplo, nós temos alguém aqui, um especialista em agricultura.

Ele também tem feito muitas pesquisas, e nós descobrimos que com vibrações, começamos após a Realização, se você vibrar a água e se você regar as plantas com ela, então às vezes você pode ter até dez vezes mais produção. Foi o que eles fizeram na Índia, em uma das Universidades Agrícolas. Mas aqui também, ele descobriu que há uma imensa diferença entre o crescimento… de uma coisa comum e o vibrado. Outra coisa que descobrimos na agricultura… é que se você der vibrações, então até mesmo uma vaca comum… pode dar muito leite. Mas se você tem vacas híbridas, então não é bom para o cérebro, porque a pessoa que toma leite híbrido também fica híbrida. Quero dizer, seu cérebro fica um pouco instável. Então é melhor tomar… um leite puro de uma vaca que não foi colocada neste tipo de experimentação. Além disso, a comida também, se for comida híbrida, ela não é muito boa para nós porque estraga nossos nervos, Eu acho. Mas sementes comuns, você não pode usar porque elas enfraqueceram… e não podem se reproduzir. Então, quando nós as vibramos, elas produzem muito bem de forma idêntica ou melhor do que, às vezes, a coisa híbrida, e a comida tem um gosto muito bom e não causa essas complicações.

Então isso pode ajudar na agricultura na Índia… e o governo nos concedeu muitas terras onde iremos agora experimentar, e nós vamos começar a experimentação lá para mostrar como podemos usar isso. Mas muitos agricultores que são Sahaja Yogis têm feito muito trabalho… e descobriram que até mesmo os animais e isso, que vocês chamam… de agricultura, tudo é muito ajudado pela vibração. Assim, isso melhora a vida das pessoas. Nós temos no outro lado, no lado social, Eu posso lhe dizer que… nós temos nossos casamentos, casamentos internacionais. Nós organizamos casamentos internacionais entre pessoas. Eles têm de se conhecer e ficam juntos. E antes de tudo, eles ficam juntos por um mês ou meio mês conosco no tour. Eles se encontram e seus casamentos são marcados. E temos visto que esses casamentos são extremamente bem-sucedidos. 99% dos casamentos são bem-sucedidos.

De vez em quando, talvez um contratempo, mas na maioria dos casos não há divórcios. De vez em quando, se não for bem-sucedido, não temos nenhuma objeção ao divórcio também, mas na maioria dos casos é bem sucedido e eles têm filhos que são muito inteligentes, crianças que nascem realizadas, na maioria dos casos. Portanto, o problema é muito menor e a vida familiar melhora. A qualidade de vida é mil vezes melhor. As pessoas são muito alegres, felizes, não reclamam e aproveitam a vida e dão aos outros, compartilham a alegria que eles têm. Então… Eu posso fazer uma pergunta? O que a Senhora acha que são pontos importantes… na educação dos filhos? O que é importante ser dado às crianças? Primeiro se eles tiverem a Realização, alcançaram pela primeira vez esse ponto da Realização, se eles já nasceram realizados, não há nenhum problema, mas se foi lhes dada a Realização, então eles começam a ver de um nível diferente, eles se tornam o Espírito, então o autorrespeito deles desperta. Essas crianças se comportam de uma maneira muito digna e madura.

Elas falam de uma maneira muito madura e dão soluções de todos os tipos. E elas são pessoas maravilhosas. Mas temos de orientá-las adequadamente pelo nosso próprio comportamento, pelo modo como nos comportamos. O mais importante é como nos comportamos. É desse modo que as crianças aprendem. Nós fazemos alguns testes com as crianças, sobre como elas estão. Nós descobrimos que se elas têm quaisquer problemas físicos, nós as curamos. Se elas têm problemas mentais, nós as curamos. Se elas têm algum outro problema, problema social ou qualquer coisa, tentamos ajudá-las. De modo que basicamente, se um ser humano está bem… na infância, então os fundamentos estão bem para a criança, a fundação está estabelecida.

Então, criar com uma boa qualidade uma criança não é difícil. Assim, agora nós descobrimos que grandes artistas estão lá, há grandes músicos e em uma idade muito jovem, elas têm começado a tocar violino. Quero dizer, de repente elas se tornaram dinâmicas também e muito humildes. Elas são muito humildes e têm autorrespeito e são muito bem comportadas. É surpreendente como é o ambiente e como ele atua. E outro dia uma senhora Me perguntou sobre as mulheres… e Eu lhe disse que o poder de uma mulher como mãe é muito grande. E ela se sentiu ferida com isso. Mas Eu não quis dizer que você deve ser apenas uma mãe. O que estou dizendo é que ela ser uma mãe, significa que ela é compassiva, é gentil, ela não é agressiva como os homens. Essa é uma qualidade muito grande.

Esse é um poder muito grande em uma mulher. Isto é o que Eu estava sugerindo, que é isso o que nós temos de ganhar, não é competir com os homens. É uma loucura competir com os homens e ir por aí assim, porque… Nós temos de entender que a vida tem de ser agradável. A vida deve ser uma bênção, não um sofrimento. Nós criamos nossos próprios sofrimentos através dessas ideias falsas, através de nossos próprios conflitos que temos em nossa mente, projeções mentais que temos em nossa mente, ou através de nossa própria obstinação, seja o que for. Todas essas coisas podem ser curadas, se você começar a praticar a Sahaja Yoga, porque você se torna uma pessoa equilibrada, uma pessoa sensata e sábia. E você se torna uma testemunha. A coisa toda se torna como um show, como uma peça teatral. E você se torna destemida, você começa a ver a coisa toda como uma peça teatral. E é isso que um ser humano tem de alcançar.

Nós falamos de paz, falamos de não ter guerra, falamos de muitas coisas assim, bomba atômica, isso, aquilo. Tudo isso não vai dar certo. Só o que vai dar certo… é a transformação dos seres humanos. Se os seres humanos forem transformados, as coisas funcionarão absolutamente de forma excelente. Não somente isso, mas eles desfrutarão a bem-aventurança da vida. Nós estamos perdendo o ponto essencial completamente. Isto é uma coisa muito importante que os seres humanos devem dizer, uma única coisa: “O que alcançamos com tudo isso?” Só por um minuto, parar e pensar. Qual a Senhora diria que é a definição de doença? Quais são as causas da doença? É o físico, o mental, o emocional, todas as doenças são causadas… pelos desequilíbrios dentro de nós, pelo nosso comportamento extremo.

E supondo, digamos agora, o câncer. Podemos pegar o câncer como exemplo. O câncer é causado pelo excesso de atividade do sistema nervoso simpático. Agora supondo que uma pessoa é uma pessoa muito triste. Ela chora e lamenta e o tempo todo se sente culpada… e pensa que ela é a pior pessoa que já nasceu, que cometeu muitos pecados e todo tipo de insensatez. Então ela vai para o canal esquerdo, de acordo conosco, e cruza a região do subconsciente coletivo. E lá, de acordo conosco, o que eles chamam de proteína 58 e proteína 52, os médicos chamam assim, mas nós chamamos isso de almas mortas. Elas existem lá e se apoderam de você e desencadeiam o câncer. Mas supondo que por acaso, você consiga trazer a atenção totalmente para longe disso, no centro você pode ficar curado. Então são os centros dentro de nós, que são sutis, que são basicamente sete centros.

Existem muitos outros, mas basicamente sete. Se você puder corrigi-los, você não pode ter nenhuma doença ou enfermidade de qualquer tipo. Voltemos à Sua infância. A Senhora pode explicar? Seus pais A apoiaram muito em Seu aprendizado e em Seus estudos. Isso está correto? Sim, sim, é claro. Na Inglaterra… É normal que os pais apoiem a criança como a Senhora em Sua família? Na Índia, todos os pais apoiam o filho. – Mesmo que… – Você pode aprender tudo que quiser?

Sim, sim, quero dizer, isso é verdade. Mas a coisa básica é… que os pais são muito benevolentes com os filhos, muito gentis com os filhos, e para eles, a educação do filho, a criação do filho e a vida do filho são muito importantes. É por isso que sabemos como eles são, então nós dependemos deles, eles cuidam de nós e são pessoas muito sábias, eles sacrificam tudo por nós. Então tudo que eles dizem é bom e fazendo isso, nós não perdemos nada até agora. Na Índia, se você observar as crianças indianas, quando elas vão para o exterior, elas sempre falam menos em qualquer lugar. São crianças muito obedientes e se comportam muito bem. Nós não temos todo esse problema, problema de adolescente, homossexual. Nós nem mesmo sabemos o que são todos esses problemas, porque ficamos tão próximos dos pais o tempo todo. Eles o tempo todo nos observam, nós não temos problema com drogas, nenhum desses problemas. Somente nas cidades, um pouco, isso acontece e desaparece.

Porque os pais estão o tempo todo com seus filhos. Nós vivemos juntos, a família toda mora junto. E não somente com os pais, mas todos os parentes e todas as pessoas… no vilarejo e na cidade, todos conhecem uns aos outros. Nós temos um sistema tão unido que normalmente nós não… entramos em caminhos e métodos errados, e não nos tornamos obstinados também. Mas a Senhora cresceu em uma família cristã na Índia. Sim. Não é uma situação normal que os indianos sejam cristãos. Sim, Eu sei. Veja, Eu nasci em uma família cristã deliberadamente, porque Eu acho, Eu pessoalmente acho que os protestantes são os maiores fanáticos, porque eles são muito sofisticados, seu fanatismo está em seu cérebro. Ninguém consegue fazer com que eles fiquem fora do seu fanatismo.

Eles são grandes fanáticos, os maiores de todos. Mas Meus pais eram pessoas muito iluminadas e entenderam Cristo muito bem. Ontem Eu lhes falei sobre Paulo, quando Eu tinha… Na primeira vez que Eu peguei a Bíblia na mão, Eu perguntei ao Meu pai: “Quem é esse Paulo?” Ele disse: “Ele é um intruso. Esqueça-o. Não o leia de forma alguma.” Então eles entenderam todas essas coisas muito bem, porque Meu pai era uma alma realizada, como Khalil Gibran, entende? Se você ler Khalil Gibran, ele diz a mesma coisa sobre Paulo, a mesma coisa. Então se você é uma pessoa iluminada, você vê a essência de tudo. Seja qual for a religião na qual você tenha nascido, você não ignora nenhuma outra religião, você tenta aprender sobre outra religião… e descobre que a essência é a mesma em todas as religiões. O que há para lutar? E é desse modo que você não pertence a nenhuma religião, você pertence a todas as religiões.

Isso é o que acontece. Mas Meus pais eram pessoas muito iluminadas, Eu devo dizer, e Eu tive muita sorte de escolhê-los como Meus pais. A Senhora foi uma criança iluminada, está correto? – Perdão? – A Senhora foi uma criança iluminada? Sim, Eu nasci como uma criança iluminada. Mas a Senhora não se sente às vezes muito solitária, porque todos os outros são diferentes? Não, não, isto é, veja, se você sabe compartilhar com os outros. Na verdade, Eu era como uma Mãe para eles desde a Minha infância. Quando Meu pai e Minha mãe foram presos, Eu tinha, na primeira vez, Eu tinha cerca de cinco anos e meio de idade.

Então Eu tinha todas as chaves da casa em Meu vestidinho… e Eu assumia todos os deveres como uma avó. Eu nunca Me senti perdida. Quero dizer, Minha vida no geral é muito coletiva, por temperamento, Eu sou extremamente coletiva. Eu posso morar em qualquer lugar, posso dormir em qualquer lugar, posso viver nas selvas. Eu posso… Não tenho nenhum problema com isso. Eu sou extremamente coletiva. Não sou inacessível por temperamento, desde a tenra infância. Eu era muito amigável com todas as pessoas naquela região onde estávamos morando, e Minha mãe era conhecida como a mãe de Nirmala, Meu pai era conhecido como o pai de Nirmala. Então eles disseram: “Nós perdemos nossa identidade por causa Dela”. Então Eu era uma pessoa muito amigável.

Eu nunca Me senti solitária, e quando estou Comigo mesma, Eu nunca estou sozinha de forma alguma. Eu desfruto muito a Mim mesma. Quando a Senhora esteve no ashram com Gandhi, a Senhora pode mencionar uma ou duas impressões que a Senhora se lembra… sobre Gandhi? Gandhiji era um homem magnífico, temos de aprender muito com ele. Ele não era um hipócrita, esse é um aspecto. E ele não era como, nós dizemos, os políticos modernos, que dizem algo, fazem algo errado. Ele era muito franco e sempre se colocava em teste. E ele confessava se cometesse erros, imediatamente. Lembro-Me de um incidente muito grande, quando Eu era uma criança pequena. Eles estavam tendo uma reunião e nós, as meninas, estávamos lá apenas sentadas… dando-lhes água e coisas assim, para todas as pessoas.

Todas as pessoas importantes estavam lá, como Jawaharlal Lal Nehru estava lá e também Maulana Azad, todas essas pessoas estavam sentadas lá. Eles estavam discutindo sobre algo… e de repente Mahatma Gandhi disse: “Agora é muito tarde, nós almoçaremos aqui”. Então eles disseram: “Sim, sim, almoçaremos aqui”. Eles tiveram de ir para a casa de hóspedes que era longe. Então Mahatmaji perguntou pela Baa, sua esposa, ela tinha saído. Então ele se levantou. Ele sempre tinha uma chave com ele da despensa. Ele abriu a despensa e perguntou às pessoas encarregadas de cozinhar… para calcular tudo de acordo com as pessoas que havia, apropriadamente, tudo. E depois ele – e eles calcularam, tudo foi feito, então ele colocou a chave de volta. E depois ele sentou-se lá tranquilamente.

Então aquelas pessoas disseram: “Bapu, não sabíamos que você tinha de ter tanto trabalho.” “Percorrer toda essa distância e calcular tudo para nós.” Isso não demorou muito, cerca de 15 minutos, mas mesmo assim. Então ele disse: “O que vocês acham?” “Este é o sangue do meu país, não posso permitir que seja desperdiçado”. Esse é o sinal de uma pessoa que entende… o valor do dinheiro público. Isso simplesmente está enraizado nele, mas aqueles que o viram também sentiram: “Olhem para este homem que está vivendo como um asceta, totalmente”, no sentido de que ele não tocaria no dinheiro público. E essa é uma das chaves, chaves para todos os líderes. Se eles estão totalmente acima do dinheiro, somente então as pessoas respeitarão, caso contrário, não há saída. Mas você percebe nos dias de hoje em todos os países tanta corrupção, hipocrisia, – então você fica realmente chocado. – O que a Senhora acha que é a razão… de toda essa corrupção, da instabilidade política? É ignorância, é ignorância. Eles pensam que tendo dinheiro ou tendo uma posição importante… ou tendo um nome importante, eles serão felizes.

Eles não serão felizes. Somente o ego será mimado. Quando o ego for levemente ferido, o indivíduo ficará infeliz. Então ele vai da felicidade à infelicidade. Mas quando ele obtém o conhecimento que é o Espírito, que é a fonte da alegria, então ele não liga para o dinheiro, não liga para todas essas coisas, não tem medo de nada, ele mesmo vive como um nobre. Ele é um nobre, ele não quer nada. Aquele que é nobre não quer nada. Por exemplo, agora, como você sabe, Eu venho de uma família rica, Meu marido é de uma família rica. Ele agora é rico. Nós temos uma vida muito confortável, mas Eu posso viver numa rua, posso dormir numa rua, porque Eu sou como uma rainha, não preciso de nada.

Se você precisar de alguma coisa, então você é um mendigo, caso contrário, você é um rei, não é? Isso é o que Eu sinto. Então é isso que é a ignorância. Uma vez que eles saibam que estamos apenas lutando contra nossa ignorância, eles abandonarão isso. É uma insensatez. É uma insensatez e não é de forma alguma doador de alegria. Suas virtudes são muito doadoras de alegria. Se você sabe sobre sua castidade ou sabe sobre sua honestidade, ou se você sabe sobre sua retidão, isso é muito doador alegria. Você se sente tão confiante, tão feliz. E uma pessoa assim nunca tenta prejudicar ninguém, ser sarcástico com ninguém.

Uma pessoa assim é totalmente livre, Eu devo dizer, porque ela não tem nenhum tipo de escravidão. Todas essas são as amarras que nos prendem… e nos tornamos invejosos e nos tornamos gananciosos, nos tornamos luxuriosos. Tudo isso é insensatez. Isso deve ser observado depois de alcançar seu Espírito, que a luz mostra que todas essas coisas são como cobras… rastejando em cima de nós e estamos segurando cobras. As pessoas quando morrem, pessoas muito importantes, Eu tenho visto, as pessoas falam sobre elas. Na história, elas decaem como pessoas horríveis. Na história, elas são descritas como pessoas que eram hipócritas, que eram cruéis, que eram muito, Eu devo dizer, do tipo obstinado, e todos os tipos de coisas são descritas. Tudo que é genuíno permanece genuíno. A Senhora nunca sente medo? Não, Eu não.

Não conheço nada como o medo. O que há para ter medo? Eu nunca tenho medo, porque se você acredita e sabe com certeza que Deus existe por toda parte, não há nada para ter medo. Ele cuida de você a cada momento, a cada minuto. Onde quer que você esteja, Ele cuida de você. Estas pessoas tiveram tantas experiências disso. Havia uma moça que era uma Sahaja Yogini… e ela estava dirigindo em algum lugar na Alemanha, em uma autoestrada, e havia muitos carros onde ela estava. E de repente seu freio falhou… e o carro começou a andar para este lado, para aquele lado. Ela não sabia como lidar com aquilo. Ela disse: “Agora, o que fazer?” Ela apenas… Ela tinha outra pessoa também com ela.

Ambas disseram: “Tudo bem, vamos fechar os olhos e pensar na Mãe.” Elas apenas começaram a pensar em Mim e disseram: “Não teremos medo, apenas pensamos Nela”. E de repente elas perceberam que seu carro havia ido… para um lado da estrada muito tranquilamente sem nenhum arranhão. Assim, é apenas o nosso medo que nos torna mais frenéticos e estúpidos. Não há nada a temer. Deve ser visto como Deus ajuda você. Mas as pessoas não querem receber Sua ajuda. Então Deus diz: “Tudo bem, vá em frente e quebre sua cabeça. O que fazer?” Às vezes, outras pessoas estão ajudando. Sim, então você deve saber como lidar com elas.

Por exemplo, ontem aquele sujeito veio, ele simplesmente se tornou como um cachorro espancado. Você o viu vindo e dizendo algo para Mim que você nunca ouviu. Mas eles pertencem a um culto, algum tipo de culto, e eles sempre se opõem a nós, eles têm algum tipo de cristãos. E quando Eu estava em Genebra, uma das senhoras, toda vestida de uma maneira muito elegante, ela veio a Mim com uma Bíblia na mão para Me bater. E todo mundo ficou com medo que agora ela iria bater em Mim. Aquela mulher andou com saltos bem altos para cima de Mim… e Eu não sei, eles pensaram que ela faria algo Comigo. Assim que Eu a vi com a Bíblia, Eu comecei a rir, absolutamente. Eu não aguentei. Eu pensei: “Ela é uma piada.” “Ela está vindo para Me bater com uma Bíblia? Como ela pode fazer isso?” E ela ficou preocupada Comigo por Eu estar rindo tanto.

Está tudo na fita. E aqueles rapazes ficaram muito assustados, Eu vi. Eu não estava de forma alguma. Eu disse: “Está perfeitamente bem”. E ela fugiu porque Me viu rindo. Eu simplesmente não consegui evitar de rir da palhaçada, a maneira como ela veio para Me bater com uma Bíblia. Imagine. Então é isso. Se vocês têm medo, então eles se sentam em suas cabeças. Mas vocês não devem ter medo.

Há uma história chinesa em que havia um rei que levou dois, dois galos de briga para uma alma realizada, um guru, e ele disse: “Faça com que eles fiquem bem”. Então ele disse: “Tudo bem”. Ele os treinou por um mês e os galos foram para uma luta. Muitos galos foram trazidos para lutar contra eles. Então, aqueles dois ficaram em pé lá, eles não atacaram ninguém, apenas em pé. Todo mundo estava atacando, eles estavam apenas em pé. Todos ficaram com medo, todos os, todos os galos se assustaram e fugiram. E aqueles dois ficaram em pé lá tranquilamente. Você não deveria atacar ninguém, nem ninguém atacaria você. Sim, eles são pessoas más, mas tudo bem.

Mas Eu não tenho medo deles. Até agora ninguém teve sucesso. Peço a Mataji, se Mataji puder explicar como elevar a Kundalini, isso pode ajudar os convidados também. – Explicar como elevar a Kundalini? – Sim. Ele quer saber como a Kundalini é elevada. Como eles explicaram ontem em alemão, na base da nossa coluna, há um poder situado lá, que é o reflexo do Espírito Santo dentro de nós. E o Espírito está no coração, que é o reflexo de Deus Todo-Poderoso. Então o Poder de Deus é o Espírito Santo, é um poder feminino, porque Deus é masculino, então Ele tem um Filho, tem de haver uma Mãe para o Filho. Eles não queriam ter uma mulher lá, imagine.

Não podemos ter mulheres para… Elas não podem ser ordenadas, isso é demais. Na Índia não é assim. Você não encontra esse tipo de insensatez lá, mas é aqui que as mulheres aceitaram, embora vocês sejam tão avançados. Aqui é tão estúpido que as mulheres não podem se tornar padres. Por que elas não podem se os homens podem ser? Então, para evitar as mulheres da coisa toda, Eles chamaram de Espírito Santo, sem dizer que é feminino. E esse poder feminino é a Shakti que reside no osso triangular. Agora, o que acontece é que quando uma pessoa que é autorizada, de uma forma que uma pessoa que é uma alma realizada, está diante de tal pessoa, então a Kundalini se eleva espontaneamente. Exatamente como no ventre da Mãe Terra, se você colocar qualquer semente, ela brota espontaneamente, porque é um processo vivo. E Ela passa pelos seis chakras.

O sétimo é o último chakra, que é o pélvico, que ajuda o plexo pélvico. Portanto não desempenha nenhum papel, significa que o sexo não desempenha nenhum papel nisso. Você se torna como uma criança. E a Kundalini passa por seis centros, no final, o sexto está aqui, que chamamos de Sahasrara, significa lótus de mil pétalas. Mas na verdade é a área límbica, e no cume da área límbica aqui, na área óssea da fontanela, Ela atravessa e você realmente começa a sentir a brisa fresca saindo de sua cabeça. Na verdade, começa a se sentir assim. Então, Ela apenas brota por si mesma, é um acontecimento espontâneo. Você entendeu? Você é do país de Krishna, você deve saber muitas coisas. Depois de vir aqui, vocês se esqueceram de Deus.

É verdade ou não?