Devi Puja, Complete sua Realização do Si

Aurangabad (India)

Feedback
Share

Devi Puja Aurangabad, Índia, 19.12.1987

Sinto muito, Eu estava lidando com algumas pessoas dos jornais, jornalistas, e eles chegaram muito tarde, seja o que for.

Eu os achei muito sensatos e muito compreensivos. Todos nós viemos para Aurangabad agora, e parece que este lugar está cheio de vibrações. Talvez aqui, Shalivahana tenha governado nesta região, mas também houve muitos santos… que nasceram neste lado de Maharashtra, e eles perpetuaram o Dharma. Eles sempre falaram sobre a Realização do Si. O Dharma lhes dá o equilíbrio. Ele lhes dá o estabelecimento em um comportamento adequado, uma compreensão adequada, uma vida adequada, mas não lhes dá a conclusão de sua jornada. Não lhes dá a satisfação de alcançar o destino. E a personalidade de vocês ainda está incompleta. Então, a pessoa tem de ter a experiência do Espírito. Como Eu estava discutindo com eles hoje, Eu disse a eles que aqueles que não têm a experiência do Espírito, não são apenas incompletos, mas também são pessoas limitadas.

Então, seja o que for que eles vejam ou seja o que for que eles saibam… ou seja o que for que eles critiquem é limitado. Como em inglês nós dizemos: “Odeie o pecado e não o pecador”. Como muitas pessoas que acham algo errado com o Cristianismo começam a culpar Cristo. Cristo não criou o Cristianismo, em primeiro lugar. Ele não criou o Cristianismo. Ele não criou os cristãos. Portanto, não há nenhum relacionamento entre os dois. Como vocês sabem, recentemente, eles descobriram os livros escritos por Tomé, o discípulo de Cristo que veio para a Índia. Em seu caminho, ele foi para o Egito, e lá ele escreveu estes tratados… e os colocou em um grande vaso de barro… ou talvez aquilo fosse uma coisa metálica, e foi descoberto há 42 anos. As pessoas que ele considera serem… cristãos autorizados, ele os chama de gnósticos.

“Gne”, “gne” em Sânscrito significa “saber”. “Gne” significa “saber”. E ele escreveu que saber e ter a experiência pessoal… é a única maneira de seguir Cristo, claramente. Não apenas isso, é dito que Deus Todo-Poderoso, que é tão gentil, por que Ele lhes pedirá para sofrerem? Portanto, isso desafia todos os princípios cristãos de sofrimento. Da mesma forma, em todas as religiões, as pessoas se desviaram do caminho correto, e vieram para o caminho errado, e estão se entregando a religiões autocriadas, que não têm nenhum relacionamento com a realidade, nem com as Encarnações, com Aqueles que começaram essas religiões ou que deram as ideias da religião. Eu espero que vocês não façam isso Comigo, porque vocês são gnósticos. Vocês são aqueles que sabem, que tiveram a Realização do Si. Sem a Realização do Si, vocês não podem ter uma personalidade completa. Mas como vocês veem, na Sahaja Yoga, vocês não têm de ir aos Himalaias; abandonar suas famílias; vocês não têm de ficar afastados da sociedade para obter sua Realização.

Vocês obtêm sua Realização nas circunstâncias em que vocês nasceram, na mesma sociedade, na mesma vida familiar. Mas vocês se elevam mais alto do que eles… e tentam puxá-los para fora do lamaçal em que eles estão vivendo. Esse lamaçal de ignorância deve ser atravessado… e alguns de vocês têm de fazer isso. E quando vocês percebem isso, então vocês devem saber que todos vocês têm de ser pessoas muito fortes. Todos vocês têm de ser extremamente fortes. Se vocês não são fortes o suficiente, como vocês podem tirar o resto deles? As pessoas que são medíocres… acham que gradualmente elas ficarão bem e elas se elevarão. Mas Eu sugiro que vocês façam o máximo esforço… para se tornarem Sahaja Yogis fortes. Tornarem-se Sahaja Yogis fortes não é difícil, porque vocês têm todos os poderes dentro de si mesmos. Vocês têm a Kundalini dentro de si mesmos.

E vocês conhecem o caminho de como se tornar uma alma realizada. Os problemas são vocês serem arrastados para o seu ego… ou para dentro de seu condicionamento. Apenas dois problemas, não mais. Por exemplo, alguém perguntou: “Quantas direções existem em Londres?” Apenas duas, esquerda ou direita. Então ou você vai para a esquerda ou para a direita. Todas as permutações e combinações desta esquerda e direita… começam a atuar e então vocês se metem em dificuldades. E depois vocês se metem em dificuldades. Mas na verdade, isso é uma coisa muito simples. Livrar-se de seu ego deveria ser o mais simples… e é onde você tenta entender a si mesmo.

Você observa a si mesmo, como você está reagindo. Onde está sua atenção? O que você está fazendo? Qual é a sua atitude em relação à Sahaja Yoga? Muitas pessoas pensam: “Esta é a minha casa,” “esta é minha família, este é meu carro, este é meu cavalo, este é meu cachorro.” Não sei até onde isto vai: “Meu, meu, meu, meu, meu”. Mas nada é seu. Ontem, como Kabira disse: “Um trapaceiro”, isto é, a morte, “virá e tirará tudo que não é seu”. Depois “minha família”, depois “meus filhos”, tudo isso é um absurdo, e então, quando vocês começam a se apegar a esta palavra “meu”, é aí onde vocês falham completamente em sua própria compreensão do seu ego, vocês ficam completamente cegos por esse ego. Antes de tudo, vocês devem dizer: “Nada é meu”.

Kabira disse que quando a cabra está viva, ela fica dizendo “Mei, mei, mei” significa “eu, eu, eu” em hindi. Ele fez um trocadilho com a palavra “meu”. E quando ela morre e seus intestinos são retirados… e são transformados em algo que gira o algodão, eles vão na rua, essas pessoas, dizendo às pessoas que eles estão por perto, eles continuam tocando aquela corda que é feita dos intestinos… dessas cabras, ela diz: “Tuhi, tuhi, tuhi”, significa: “Você é, você é, você é”. Então, a pessoa não precisa ser como uma cabra, até que você deixe de continuar dizendo: “Eu, eu, meu, meu”. Quando vocês morrem, então seus intestinos devem ser retirados… e colocados naquela coisa apenas para fazer o som “Tuhi, tuhi, tuhi”. Então, esse som de “eu, eu, eu” é feito somente por seres humanos egoístas, mas esse ego está tão identificado com você… que você pensa: “Eu sou este ego e o ego sou eu”. E nesse ego, você começa a fazer todos os tipos de coisas absurdas. Esse ego não o leva a lugar nenhum, não o leva a lugar nenhum, exceto para dentro de um completo lamaçal de ignorância sobre si mesmo. No final, você se torna estúpido, outros podem dizer que você é estúpido, ou você se torna um idiota ou você ganha má fama, e todo mundo sabe que você está fazendo todas as coisas erradas, mas ninguém ousa lhe dizer, porque você deve ser contatado com um mastro de barco. Você se torna uma personalidade tão irascível que… ninguém ousa se aproximar de você e dizer: “Isto está errado,” “não deveria ser feito, é estúpido, idiota”, e você mesmo, nessa idiotice e estupidez, acha que não há limite para você mesmo.

Esse é o extremo do seu ego. Mas é bom termos pessoas como Hitler para observar. Assim, se você colocar Hitler como o egoísta ideal, então você não irá por esse caminho, porque é um caminho muito escorregadia e talvez um dia você vá parar lá. O segundo lado nosso, que é muito – parece muito mórbido e muito lamacento é o canal esquerdo. O movimento do canal esquerdo é o lado emocional. Você desenvolve hábitos com o canal esquerdo. Agora, algumas pessoas têm hábitos muito perigosos, algumas têm hábitos simples. Por exemplo, Eu tinha um mau hábito ou um bom hábito, vocês podem dizer, que Eu devo colocar Minha mão direita sob Meu pé, porque ela está o tempo todo trabalhando, então Eu quero controlá-la. Então, Eu a coloco debaixo da Minha cabeça assim, enquanto durmo… e às vezes sob Meu pé, apenas para fazê-la parar de trabalhar um pouco, ela trabalha muito duro. Apenas para dar a ela um descanso, então Eu a coloco debaixo do Meu travesseiro e durmo.

Mas Eu descobri uma vez que Eu Me machuquei: “Agora Eu não posso colocá-la sob Minha cabeça.” Eu disse: “É um hábito muito estranho que Eu adquiri.” Mas ele não é tão perigoso, é muito bom. Então estou continuando com isso. Mas Eu posso Me livrar disso, é muito simples. Mas quando Eu Me livro disso, Eu acho que as pessoas se tornam hiperativas, então Eu a coloco novamente debaixo do Meu travesseiro. Assim, como Sahaja Yogis, todos os seus hábitos devem estar sob seu controle. Agora, os hábitos que formamos por meio de drogas, das bebidas, de qualquer coisa, são hábitos muito perigosos. As pessoas também têm sua atenção o tempo todo ao redor. O tempo todo, é atenção aqui, ali e ali, atraindo pessoas, cuidando delas, não cuidando de você mesmo.

Essa atenção tem de ser trazida sob controle, é muito importante. Isso é muito simples, sempre que isso acontece, apenas abaixem seus olhos. Mantenham seus olhos para baixo. Essa é uma das maneiras com a qual nós permitimos… que nossa atenção seja desperdiçada e também nosso crescimento fica atrofiado. Isso é uma coisa muito, muito perigosa… que, especialmente no Ocidente, nós temos desenvolvido. Aqui, também, as pessoas devem ler o nome de cada loja. Os indianos têm um mau hábito, porque eles agora começaram a ler, então eles querem ler tudo que encontram, qualquer coisa. Então na rua, se há uma rua de lojas, eles leem todos os nomes de todas as lojas, viram-se novamente e veem se eles perderam alguma coisa. Parece estúpido, mas todos eles fazem isso. E o tempo todo, eles estão fazendo isso.

Assim, a atenção, onde quer que ela vá, tem de estar sob nosso controle. Nós temos de mantê-la o tempo todo sob nosso controle. Como Namadeva disse muito claramente, no Guru Grant Sahib escreveu… que quando uma criança está empinando a pipa, ela fica falando com todo mundo, ela fica brincando, de certa maneira, mas a atenção dela está na pipa. E quando uma dona de casa está cumprindo suas tarefas, coloca seu filho na cintura e trabalha, então ela fica fazendo todos os tipos de trabalho, mas sua atenção está na criança. As mulheres que estão carregando três, quatro potes de barro na cabeça delas, cheios de água até a borda, estão caminhando, conversando umas com as outras, tendo alegria e diversão, mas a atenção está no pote de barro na cabeça delas. Da mesma forma, seja qual for a aventura na qual que você esteja, seja o que for que você esteja fazendo, sua atenção deve estar no seu Espírito. Então tudo está sob controle e você nunca pode ficar envolvido… em qualquer coisa onde a atenção não deve ser perdida. Assim, nós temos esses dois problemas, e esses problemas, mesmo após a Realização, as pessoas têm. Então, por favor, tentem, quando vocês não estiverem meditando, manter sua atenção em seu Espírito. Agora, a pessoa que é canal esquerdo ou canal direito, ela desenvolveu um mecanismo dentro de si mesma para se justificar.

Através de seu intelecto ou talvez se forem mulheres, elas têm o poder da água, Elas começarão a chorar. E você simplesmente não sabe o que dizer a elas. Se você lhes disser alguma coisa, a primeira coisa que elas farão é chorar, significa que às vezes Eu sinto que há milhares de flechas na Minha cabeça… quando elas começam a chorar. É impossível lhes dizer qualquer coisa. E se você falar com alguns homens, eles darão tantas explicações… que você sente vontade simplesmente de ir dormir. Isso é tão maçante. É mais fácil ler alguns livros como “Guerra e Paz”… do que ouvir os argumentos de pessoas assim. Mas eles não querem ver que tudo isso é o ego que está falando, Não é eles que estão falando, não é o Espírito deles. E se o Espírito tem de evoluir, nós temos de estar testemunhando profundamente, de forma plena, muito alertas, extremamente alertas… e testemunhando a nós mesmos, o que estamos fazendo? Somente então nós alcançamos a concretização de nossa Realização.

A menos e até que vocês alcancem a concretização de sua Realização, vocês nunca podem ser mestres de sua atenção, e vocês nunca poderão ser os que desfrutam sua alegria, e vocês nunca podem conhecer a verdade plenamente. Alcancem esse Sat-Chit-Ananda swarupa. Vocês têm de ser extremamente cuidadosos em relação… ao instrumento que Deus lhes deu: este corpo, mente e emoções. Vocês têm de mantê-los sob controle, porque seja onde for que seus hábitos estejam, eles nunca podem dar alegria, é uma busca infeliz. e onde quer que seu ego esteja, é um esforço destrutivo. Assim, ambas as coisas são prejudiciais ao seu crescimento, além disso, são coisas extremamente perigosas para os yogis. Então, como vocês são, em quaisquer condições que estejam, em qualquer situação que vocês estejam, qualquer que seja o ambiente, como em uma lama imunda cheia de criaturas e sujeira, vocês podem se tornar como flores de lótus. Quando vocês se tornam como flores de lótus, tudo que é imundície, tudo que é horrível pode se tornar fragrante. E é isso que nós temos de alcançar. Quando as pessoas virem as flores de lótus, elas virão a vocês, não para ver os vermes e para ver a sujeira, mas para ver as flores de lótus.

Então, por favor, desta vez, corrijam-se, vocês não precisam de ninguém para corrigi-los, simplesmente se corrijam, cuidem de si mesmos e vejam por si mesmos. Se algo não der certo, simplesmente abandonem. Não vão aos extremos por nada. Devem aprender a abandonar em um ponto e ficar feliz com isso. Se você está contido dentro de si mesmo, se sua mão está presa ao seu corpo, então você chega até um ponto e depois deixa isso, mas se ela não estiver presa, se ela estiver desintegrada então ela vai para lá e para cá, para lá e para cá, e retorna sem nada. Esse entendimento tem de estar presente em vocês, porque vocês estão se sustentando no canal central, e vocês estão ligados ao canal central, não somente, mas estão identificados com ele. Então vocês não podem ir muito longe para a esquerda, não podem ir muito longe para a direita, se vocês fizerem isso, vocês se perdem. Então você não é mais um Sahaja Yogi, e depois não adianta ter vocês aqui artificialmente ou superficialmente, porque isso será hipocrisia. Seja o que for necessário para colocá-los de volta no quadro correto, vocês devem aceitar. E seja o que for necessário para compreender a Sahaja Yoga, vocês têm de fazer.

Como Eu disse, por favor, tentem aprender inglês. Eu não posso aprender 14 idiomas. É muito difícil. É surpreendente como aprendi essa língua inglesa também. Então, agora, para aprender 14 idiomas, Eu tenho de assumir 14 Avataras novamente. Eu não lhes peço que aprendam Marathi, porque essa é a melhor língua para Eu falar. Mas pelo menos tentem aprender inglês. E depois podemos ver se vocês conseguem aprender Marathi ou Hindi. O que é para dizer agora? Vocês nasceram em um lugar auspicioso, neste lugar auspicioso, Aurangabad, Eu sinto que é um lugar muito auspicioso.

Grandes santos nascem aqui. Por milhares de anos, pessoas trabalharam e lhes deram essas Punyas. Por causa dessas Punyas, vocês estão aqui hoje. Vocês se comportaram bem, respeitaram os dharmas, mas ainda não atingiram a plenitude. Por isso, vocês receberam a Realização do Si. Depois de obter a Realização do Si, nós devemos ser capazes de ver nossos defeitos. Caso contrário, vocês ainda não adquiriram essa luz. Agora, em relação aos estrangeiros, eles têm outros defeitos. e os indianos têm outros defeitos. E agora Eu vejo esses defeitos tão proeminentemente… que Eu Me sinto às vezes que é melhor Eu lhes dizer muito claramente.

Na realidade, para os indianos: “minha casa,” “minha filha, meu neto”, eles têm muito isso e eles estão muito envolvidos… nas questões de família, de modo que eles não conseguem sair disso. Eu fiz os casamentos de quatro, cinco rapazes e os enviei para a Áustria. Eles não tinham empregos, eles conseguiram bons empregos lá. Imediatamente eles construíram suas próprias casas… ou melhor, um homem indiano não pode viver sem casa. Mesmo tendo todas as facilidades no ashram, eles querem suas casas separadas. Suas esposas ficam aborrecidas, porque ter uma casa separada significa trabalhar sozinha. Não há empregados, nada. Depois do parto, elas também trabalham sozinhas. Embora estejam grávidas, elas têm de trabalhar sozinhas. Os maridos se divertirão lá fora.

Eles terão carros, terão televisão… e depois vão em todos os lugares. Depois voltam para casa, gritam com as esposas: “Você não cozinhou bem, não fez isso”. As esposas ficam aborrecidas. Que tipo de maridos são esses? Eles não podem trabalhar em nada, não podem limpar a parte externa. Exigem: “Minha casa deve ser arrumada e limpa”, e saem para dar uma volta. Todos são iguais aqui. Aqui os homens indianos não podem trabalhar nada. Eles não usam as suas mãos para trabalhar. Todos são sofisticados.

Nós contratamos um jardineiro, ele é jardineiro da Áustria. Ele é também um consultor de agricultura da ONU, ele veio aqui. Ele pega a pá e a espátula nas mãos e trabalha tão duro. Os homens indianos ficam com as mãos na cintura e usando botas de borracha. Eu perguntei: “Por que você usou botas de borracha?” “Eu tenho problemas com lama.” “É assim? Então você pode ir agora e ser da realeza.” Essas coisas existem em demasia em nós. E a especialidade das esposas é que… elas sabem bem: “Nossos maridos estão sob nosso controle se a casa…” “estiver limpa e se eles recebem comida deliciosa.”

Então, hoje este prato delicioso, amanhã outro prato delicioso para o marido. Então para a refeição, elas lhes dão o que vocês gostam. Assim, se você gosta de cabaças amargas, então elas trazem a cabaça amarga… a qualquer custo do mercado. Depois elas as cozinham para o marido. O tempo todo servem o marido. O tempo todo atrás do marido. A primeira coisa é que, devido a isso, os maridos ficam mimados. E “o lar é algo especial” é o nosso pensamento, nossa atenção não vai além disto: “Isso é meu, meu.” Torna-se tão bitolado que nós somos destruídos nisso. Isso deve ir embora de nós.

Se vocês são Sahaja Yogis, tornaram-se yogis, onde quer que eles se sentem, é a sua casa; onde quer que vocês vão, é sua casa. Não peçam, a família é algo pequeno. Como essa pequenez se tornará grande? Vocês nasceram em Yoga Bhoomi da Índia, por causa de sejam quais forem as punyas… que vocês ganharam em nascimentos anteriores, mas tudo fica destruído. Essa grandeza deve surgir. Essa grandeza não surge e… algumas pessoas até mesmo dizem que ela é muito menor nos homens. Agora, todos têm escrito: “Nós gostamos de mulheres indianas, mas não dos homens indianos”. Porque todos são preguiçosos, nós podemos ver isso. Se houver sujeira fora da casa, eles ainda caminharão sobre ela. Mas as mulheres manterão a casa limpa.

Mas as mulheres são espertas. Se a casa está em ordem, então o marido fica em casa. É muito difícil mantê-lo em casa, porque ele sempre fica fora. Portanto, nós temos o defeito de que nós não temos coletividade em nós. Como se tornar coletivo, como ser bom um com o outro, como se tornar compassivo, nós não pensamos sobre isso. Agora, com grandes dificuldades, nós abrimos um ashram em Delhi. Ninguém quer ficar lá. De alguma forma, nós enviamos um casal de Mumbai. Dentro de dois dias retornaram. Há um sentimento de que “minha casa deve ser abandonada”.

O dia em que você disser: “O mundo inteiro é minha casa”, então pode ser dito que você se tornou grande. A mente é tão restrita. Como os Sahaja Yogis farão progresso? Embora eles se tornem Sahaja Yogis, eles até meditam, fazem Pujas, tudo está bem, são ganhos passados. Mas na realidade, não há nenhum progresso além disso. Eu achei a razão para isso: é ficar desperdiçando muito tempo em casa. Se você se mover apenas em círculo, como você irá mais longe? Nós não conseguimos entrar na coletividade. Tanto autocentrismo. Apenas aumentem a autoestima.

“Minha casa, minha esposa, meus filhos”, isso e aquilo, até que vocês saiam disso, é apenas carga de trabalho, é apenas um trabalho de burro. Se Deus está fazendo tudo, então por que você se torna burro? Se você diz que você faz tudo, então você se tornou burro. Por exemplo, Jesus estava sentado em um burro e o burro O estava carregando. Aquele burro pensou que ele se tornou Jesus, porque todo mundo estava colocando guirlanda no burro. O burro começou a perturbar Jesus. Então Jesus desceu do burro e foi para outro lugar. Do outro lado veio o pescador, o dono do burro, ele bateu no burro. Então o burro se deu conta de que ele mesmo é o burro e Jesus é Jesus. Da mesma forma, Yogi é Yogi, ele não é burro.

Trabalho de burro desnecessário. Para agradar a esposa, agradar esta pessoa, agradar aquela pessoa. Não há necessidade. Na coletividade, a pessoa deve entrar na coletividade. Para entrar na coletividade, antes de tudo, devemos abandonar todas essas coisas pequenas, mesquinhas. A pessoa pequena vê tudo pequeno, não vê nada grande. O que quer que seja pequeno, que seja falso, é sempre facilmente aceito. Por esta razão, nós temos de tornar nossa mente grande. Em primeiro lugar, “minha casa”, essas palavras devem ser abandonadas. “Meu”, essa palavra é falsa.

O que há em “meu”? Como ontem foi falado sobre Kabira: “Um ladrão veio e me roubou.” Significa quem? A morte. Na hora que a morte chega, tudo fica para trás. Então o “meu”, “meu”, tudo é deixado para trás. Mas essa morte veio em nós, porque nos tornamos Sahaja Yogis agora. Antigamente éramos ovos, e agora nós nos tornamos pássaros. Então, tudo do passado foi deixado para trás. Agora nós temos de abrir nossas asas e voar.

Mas nós ainda estamos emaranhados em nossas asas. O que dizer agora? Nós ainda estamos presos no lamaçal, o que não é correto. Mas depois disso, todos devem tornar sua mente grande. A grandeza deve ser adotada. E essa aceitação da grandeza deve ser desfrutada por todos. Muitas pessoas vêm aqui. Vocês não falam com elas, não se encontram com elas, não se apresentam a ninguém, isso está errado. Quando essas pessoas chegam, muitos de vocês as ajudam, as servem, concordo, mas vocês devem se apresentar a eles, fazer amizade com eles, porque eles são seus irmãos e vocês não têm irmãos ou irmãs. Estes são seus parentes.

É dito que eles são seus próprios entes próximos e queridos. Gyaneshwara disse claramente: estes são seus parentes, Estes são seus parentes. Todos os outros não são seus parentes. Não há nenhuma similaridade entre vocês e eles. Eles dizem algo e fazem outra coisa. Eu posso dizer sobre Minha família que alguns estão na Sahaja Yoga, eles estão lá. Aqueles que não são yogis, Eu não os conheço, eles são estranhos. Então essas pessoas que não estão na Sahaja Yoga não são parentes, aceitem isso. Vocês ficarão surpresos, muitas coisas serão abandonadas. Agora, há alguém de Maharashtra.

Então alguém de Maharashtra deveria se casar… com alguém de Maharashtra. “Então tudo bem se ele está batendo em sua esposa.” “Tudo bem, mesmo que não seja um Sahaja Yogi; tudo bem como ele a está tratando.” Mas alguém de Maharashtra deve se casar com alguém de Maharashtra. Por quê? Amanhã se essa moça está com problemas, então seu sujeito de Maharashtra a apoiará? Mas o Sahaja Yogi a apoiará. Sahaja Yogi deve se casar com Sahaja Yogi e nisso se algo der errado então: “Mãe, nos casamos na Sahaja Yoga, no entanto tivemos problemas.” Esse sistema de castas ou de ódio interno em relação à religião ou à outra casta… ou por outro país, isso desaparecerá somente depois do casamento. Eu não vejo nenhuma outra solução.

Nós podemos entender vendo isso. Poucos dias atrás, Eu fiz o casamento de uma moça de Maharashtra na Austrália. Os membros da família dela criaram um grande problema… e disseram que iriam à polícia. Eu disse: “Vão, façam como quiserem.” “Ela é uma adulta agora, ela tem todos os direitos.” Eles de fato tentaram muito, mas nada poderia dar certo. Agora essa moça é muito sábia e se casou tão bem. Seu marido tem um bom salário etc. Eles veem isso. Agora todos eles querem ir para a Austrália com presentes.

Na hora do casamento, eles fizeram estupidez. Da mesma forma: “Nós somos brâmanes e casamos apenas com brâmanes.” E se amanhã esse brâmane a jogar para fora de casa, o que vocês farão? Depois vocês virão a Mim: “Mataji, por favor, faça alguma coisa sobre nosso genro.” O que Eu devo fazer? Você mesmo encontrou um genro brâmane assim, então tenha isso! Por que Eu deveria intervir nisso? Como estas, muitos coisas grandes nós estamos desperdiçando cegamente… e todos esses problemas se colocaram na nossa frente, porque nós não elevamos nosso objetivo. Nós somos yogis, por dentro, nos tornamos ascetas. Embora por fora sejamos livres dos problemas mundanos, nos tornamos ascetas.

Vocês deveriam estar orgulhosos disso, vocês se tornaram ascetas e vocês deveriam estar felizes com isso. Caso contrário, vocês não progredirão, nunca progredirão. Seja o que for que façam, vocês não progredirão… até que vocês tornem sua mente grandiosa. E nós temos muitos mal-entendidos em nós, esses deveriam desaparecer. Ninguém será chamado de yogi verdadeiro, a menos que todas essas ideias falsas desapareçam. Assim, ninguém deve manter todos esses tipos de coisas estranhas, peculiares neles. Vocês ficarão surpresos sobre o que Eu digo. Antes disso, neste Maharashtra, sejam quais forem os muitos grandes santos, sábios que nasceram, santos muito grandiosos, esses santos e sábios disseram a mesma coisa que o sistema de castas, o fanatismo religioso são coisas muito ruins. Pegue qualquer pedra e pegue qualquer pedra e coloque shendur ou kumkum nela. É dito que Nrusimha Saraswati (lutador pela liberdade) cuspia nela.

Se ele visse algo assim, cuspia nisso. Ele ergueu suas armas contra eles muitas vezes. Mas ele estava sozinho e então as pessoas o perturbavam. Gnyaneshwara também sofreu muito. Ele foi torturado porque ele era filho de um sanyasi. Embora ele fosse filho de um sanyasi, ele era mais elevado do que todos os brâmanes. De tal maneira que muitas coisas aconteceram, aconteceram em nosso país. Então nós devemos aprender a partir dessa história… e agora nós nos tornamos yogis. Portanto, em situações assim, devemos… nos comportar bem para que fiquemos sustentados em nossos princípios básicos. Nós alcançamos tudo, então nós não pertencemos àquelas coisas.

Nós somos apenas yogis e essas coisas não são apropriadas aos yogis. Dessa forma todas as ideias falsas… ou seja qual for a forma que vocês as tiveram até hoje devem ser abandonadas… e devemos colocar Deus em nossos corações. Sem ser obstinados, todas essas coisas devem ser abandonadas, abandonadas completamente. Chokha Mela também foi um santo. E da mesma forma, Ramdas Swami também foi um santo. Mas os seguidores de Ramdas Swami e os seguidores de Chokha Mela… estão lutando uns com os outros. É impressionante. Se ambos são santos, por que deveria haver qualquer luta entre eles? Mas haverá. Porque não há nenhuma visão, então essas coisas acontecem.

Por essa razão, Eu quero lhes dizer que… nós temos de sair deste sistema de casta e de estupidez. Nos muçulmanos, no Cristianismo, isso é a mesma coisa em todos os lugares. Apesar de seguirem essas religiões, digam-Me uma coisa: vocês já viram em… algum lugar que o homem não pode cometer pecado por causa de alguma religião? Pronto para todos os tipos de pecados, embora seja muçulmano, hindu ou cristão. Eu não vi nenhum que não cometerá algum pecado. Mas os yogis não podem cometer nenhum pecado. Se eles cometerem, então as vibrações irão embora das mãos. Os santos nunca cometeram pecados. Ninguém tinha de dizer a eles. Automaticamente, eles se tornaram assim.

Nós devemos nos tornar assim… e alcançar essa estabilidade para sempre. A Sahaja Yoga é uma porta de salvação (Moksha). Então vocês devem se sentir grandiosos, pois vocês vieram para a Sahaja Yoga. Vocês devem respeitar a si mesmos e devem crescer nesse respeito. Na verdade, nós não temos de sacrificar qualquer coisa na Sahaja Yoga. Sim, mas se vocês abandonam sua sabedoria, então não podemos fazer nada. Mas nós não precisamos de pessoas que se sacrificam. Pelo contrário, há apenas benefícios. Todos são beneficiados, mas também há uma ilusão. A pessoa não deve se perder nisso.

Há muitos benefícios. Vocês obterão a bênção de Lakshmi, obterão boa saúde, talvez obtenham vários benefícios. Mas isso é uma ilusão. Além disso está o Espírito, que devemos alcançar e devemos estar habitando nele. Eu estou dizendo isso muito claramente e todos devem abandonar… todas as coisas das religiões e fanatismo das religiões. Da mesma forma, os ateus também devem abrir seus olhos e ver se existe Deus ou não. Eles não têm nenhuma autoridade para negar Deus, a existência de Deus. Quem são eles para dizer essas coisas? E se eles dizem isso, então eles estão errados, porque eles ainda não viram se Deus existe ou não. Assim, deve haver pureza.

Devemos nos tornar totalmente puros. E nessa pureza, nós devemos entender, conhecer Deus. De outra forma, isso não será compreendido. Não haverá união, unidade e todos os benefícios jamais. Desnecessariamente, nós não devemos vir aqui como nós viajamos… para fazer peregrinação a Pandhari. Eu peço a todos vocês isso, vocês devem alcançar algo. Um pedido muito sincero. Eu vejo isso aqui em Maharashtra, além de muito trabalho duro, por que a Sahaja Yoga não foi profundamente estabelecida? Porque só fazendo Meu Puja, nada acontecerá. De que adianta?

Vocês estão fazendo Meu puja de qualquer maneira em todos os templos. Fazer apenas Puja é inútil aqui. Hoje deve ser decidido e determinado… que nós estamos fazendo o Puja de Shri Mataji mantendo todo esse fanatismo longe. Nós estamos fazendo o Puja de Shri Mataji nos mantendo puros. Somente então haverá benefício. Caso contrário, Eu fico sofrendo com o Puja. Isto é uma grande autoridade. E embora Eu tenha lhes dado, vocês devem adquirir esse merecimento. E Eu abençoo todos vocês. Muitas bençãos.

Por favor, atenção em si mesmos. Conheçam a sua importância. Conheçam a sua grandeza. Hoje, qual tarefa vocês assumiram? Eu comecei esse grande trabalho de evolução do Universo. Vocês estão sustentados lá e vocês devem estar preparados para isso. Todos devem estar fortes e prontos. Hoje é o primeiro dia. Por essa razão, Eu digo explicitamente que vocês estão… organizando seja o que for que deva ser feito. Mas Eu não estou fazendo isso.

“A Mãe está fazendo”, se vocês pensam dessa maneira e depois: “Então seja o que for que estejamos fazendo nisso,” “deixemos apenas o trabalho Divino se manifestar”, se vocês desejam isso, então tudo ficará bem. Tudo ficará bem. Seja o que for, Eu abençoo todos vocês.

Que Deus abençoe a todos.