Being Bandhamukta – A free personality and Evening Program

Ganapatipule (India)

EN




Send Feedback
Share

Palestra para os Sahaja Yogis Ganapatipule, Índia, 05.01.1988

A partir do programa de ontem… e de todos esses dias, nós devemos ter compreendido… que para ter sua Kundalini trabalhando, para ter o avanço Dela em direção ao Sahasrara… e para alargar o seu Sushumna Nadi, não é necessário que você se sente de três a cinco horas para meditar.

É claro, você deve meditar por um tempo curto, porque isso acontece em um ponto… onde você está sozinho unificado com seu Deus. Mas por outro lado, no coletivo, quando você se funde dentro dele, então a Kundalini se eleva da mesma forma. É uma forma muito discreta de compreender o que acontece. Quando vocês estão no coletivo, vocês contrabalaçam uns aos outros, enaltecem uns aos outros… e o lado mais sutil do cosmos começa a se manifestar em vocês. Então se você puder realmente emergir, há uma palavra “emergir” em Sânscrito ou em Marathi, que é muito boa, é “ramamaana”. Eu não acho que seja “fundir com a alegria”, mas não há nenhum “com”, vejam, fundir dentro da alegria. Então se você puder se fundir dentro da alegria… de qualquer coisa que seja sahaja, você pode se tornar… uma personalidade meditativa. Você pode alcançar esse estado meditativo dentro de você mesmo. Com esse estado, com essa força, novas dimensões mais sutis começam a irromper dentro de você. Seus diferentes tipos de condicionamentos, que são como algemas amarrando você para baixo, simplesmente se abrem… e você se torna uma pessoa livre, “bandhamukta”.

Com essa força, tudo se quebra, seu ego se quebra, seus condicionamentos se quebram e você se torna unificado com… a alegria da vida, a vida divina. Isso você pode experienciar, mas para reter isso dentro de você… só é possível se você fizer suas práticas na Sahaja Yoga. Para controlar sua atenção, para manter sua atenção em valores mais elevados, em coisas mais elevadas. Vamos ver qual é… o baixo sistema de valores em que estamos envolvidos, que é considerado como algo muito importante também. O primeiro nos tempos modernos é a consciência do tempo. “Que horas são agora? Que horas nós temos de chegar?” “Oh Deus, que horas vamos começar isso?” “Que horas nós vamos dormir?” Agora, nós experienciamos isso ontem, fomos para casa por volta… das 6:00hs e dormimos às 6:00hs, se é que nós dormimos.

Vocês estavam muito cansados até às 2:00hs, Eu acho, então esse negócio de “gondarl” começou (bhajan amhi gondarli)… e vocês novamente reviveram a sequência toda… com uma grande animação, Eu devo dizer. Então, nesse momento, essas pessoas que tentam manter a dignidade… e tentam se manter fora disso… ainda estão reprimindo seus condicionamentos. Vamos supor que exista um homem que é um governador, por exemplo, muito saudável, jovem, que pode dançar. Pessoas idosas não precisam fazer tudo isso, mas elas podem… pelo menos romper muito bem as barreiras dos condicionamentos, mas uma pessoa assim começa a pensar: “O que é isto que está acontecendo”, e “Oh, isso é insensatez, como posso tomar parte disso?” Isso parece muito rústico, às vezes parece algo não muito apropriado, honroso, parece uma valsa, mas… é extremamente natural e infantil, inocente. Você pode distinguir as pessoas que ainda estão na barreira. Elas até mesmo acham difícil dizer “Jai Mataji!”. Pessoas assim ainda estão amarradas pelas algemas… da vida mundana. Então elas ficam o tempo todo vendo as horas: “Que horas são?” E novamente tendo uma dor de cabeça.

Em tais momentos, você nunca deve ver as horas, porque você terá uma dor de cabeça… se você vir as horas. Percebendo que está muito tarde, e você diz: “Oh Deus, são 4:00hs, nós ainda estamos aqui.” Assim, é importante para todos nós não termos nenhum relógio… e mesmo se tivermos, não olhá-los, ou mesmo se vocês os olharem, eles devem ser parados. Então você vai além do tempo. Você vai além do tempo. Você não sente o tempo. Você não sente o cansaço do tempo… e você simplesmemente esquece de si mesmo, que está amarrado pelo tempo o tempo todo. Agora, então a segunda coisa é que nós falamos muito. “Não devemos ter nenhuma religião, nenhum jati (casta), nenhum pati”, todos nós falamos deste jeito: “Você não deve ter nenhum sistema de casta”. Os indianos especialmente, o sistema de casta é a maldição.

As pessoas falarão desse jeito e quando se trata… dos casamentos de suas filhas, eles não irão além de suas castas. “O sistema de casta é ruim, sua religião é ruim,” “isso é ruim, aquilo é ruim”, mas quando se trata da verdadeira compreensão da religião, você pode facilmente arranhá-los superficialmente e descobrir… de onde eles vêm. O pior de todos os condicionamentos é das assim chamadas religiões. E isso tem de ser rompido completamente, porque todas elas são falsas. Baseado em algo sólido, vamos supor que você tenha… uma fundação muito sólida, sobre ela você coloca uma… casa de, digamos, um baralho de cartas, como eles dizem. Quanto tempo ela vai durar? Se você vai às fundações, você descobrirá que todas as fundações… são exatamente a mesma coisa, mas os baralhos de cartas são diferentes. E elas são as maiores ilusões para os seres humanos… que estamos vendo todo dia em cada religião, em cada país, em cada casta. Mas nós ainda estamos amedrontados com algo insensato, algo histórico ou Eu não sei o quê. Nós não queremos abandonar isso.

Essa é uma outra força muito grande que amarra… a uma vida de nível muito baixo. Digamos que duas pessoas de uma casta se encontrem, pessoas iguais, como elas falam? “Oh, então você é da mesma casta?” Ele diz: “Sim, eu sou.” “Então você deve conhecer esse homem.” “Sim, sim, ele é o irmão de meu pai, isso, aquilo.” Em marathi, ele dirão “sakhaa”. “Satyakla sakhaa”. “Manje kai?” (“O quê?”).

Deste jeito: “Oh, então você é o primo da irmã,” “isso, aquilo, o marido verdadeiro.” E conversas tão terríveis. Eu não sei, eles continuam por horas seguidas. E então Eu não sei qual é a satisfação a partir disso. Então no final, eles fizeram isso, isso, eles, eles descobrem às vezes ou na maioria das vezes, que ambos estão relacionados a um dacoit (ladrão armado)… ou a um criminoso ou a algum tipo de falido… ou a algum tipo de homem horrível e então eles recuam. Então eles não querem mostrar nenhum relacionamento. Então acontece esse tipo de conversa insensata, por exemplo, se as mulheres se encontrarem, “Oh”, elas dirão: “Onde você comprou este sari?” “Eu o comprei lá.” “Oh, eu fui lá. Quanto você pagou?”

Ela diz: “Esse tanto.” Tamanho desperdício de tempo acontece sem parar. A vida inteira é desperdiçada… em tão baixo nível de compreensão do valor da vida. Então eles também falarão mal, farão isso, quero dizer, você pode criar sobre isso toda a sujeira. É algo como o fungo crescendo. A partir da morte, com um pouco de calor, o fungo começa a crescer, a mutação acontece e o fungo se torna agressivo, pode se tornar canceroso, isso, aquilo. Da mesma maneira, toda essa vida de nível baixo começa. Então essa vida de nível baixo pode se estender em cada camada social, como os políticos, os economistas, em todo lugar, porque isso é como plástico. Plástico também pode penetrar na roupa, pode penetrar nas árvores, pode penetrar em tudo. Da mesma maneira, esse horrível negócio de baixo nível… penetra nessas várias coisas… e a pessoa não pode se elevar… acima dessas limitações plásticas intrínsecas que nós temos.

Nesse momento, quando temos esses tipos de programas, tudo se quebra… e você realmente se dissolve no Amor de Deus. Há muitas outras coisas mundanas se você observar como as pessoas falam, como elas contam piadas e tudo mais. Você achará que é tudo imundície acontecendo em sua volta. Lentamente, você gradualmente se retirará disso. É desse modo que você se prepara… para reter essa alegria dentro de você mesmo. Agora nós estamos chegando ao final de nosso tour… e quando vocês estiverem indo para seus países, vocês devem ver por vocês mesmos o que está acontecendo em volta… e apenas rir e livrar-se disso. Vocês têm de se lembrar desses belos dias em Ganapatipule… e vocês têm de entrar nesse estado… e saber que vocês pertencem ao Reino de Deus. Eu sei que tivemos muito pouco tempo para conversar, mas a música estava melhor ainda. Eu pude Me comunicar melhor… com vocês através da música. Eu estou trabalhando em vocês o tempo todo, mais ainda há algumas pessoas que estão bloqueadas.

Eu lhes pediria, a todos os líderes que descubram… se há pessoas bloqueadas em seus grupos, por favor não as chamem para os pujas. Elas devem ser mantidas afastadas se vocês acharem que elas não estão bem. E elas também não devem se sentir mal, porque elas serão ajudadas muito mais se não vierem ao puja. Assim, amanhã vai ser o grande dia de nosso puja. Eu espero que seja conveniente para todos vocês virem… e ficarem sentados aqui. Eu acho que amanhã, antes de vir ao puja, não falem muito… e não discutam muito. Eu acho que vocês devem ter tido discussões suficientes hoje… e chegaram a algumas conclusões. Eu gostaria de saber se algumas perguntas não foram respondidas. Se houver alguma, Eu gostaria de respondê-las agora… e depois disso, começaremos nosso programa. Por cerca de cinco minutos, é o suficiente para responder.

Todas as perguntas foram respondidas? Há alguma pergunta que não foi respondida? Por favor, se levantem, Eu não consigo ver se há alguém. Oh, isso é Sahaja. Pessoas sahaja não têm nenhuma pergunta, elas só têm de responder.