Seminar Day 1, Introspection and Meditation

(England)



Send Feedback
Share

Advice, “Introspection and Meditation”. Shudy Camps (UK), 18 June 1988.

Este ano, nós não teremos, Eu acho, programas públicos na Inglaterra, porque também há certas circunstâncias.

Mas toda vez que há uma circunstância… que de um modo ou de outro… mude nossos programas, nós devemos imediatamente saber… que há um propósito por trás de toda essa mudança, e nós devemos imediatamente aceitá-la com um coração aberto, que o Divino quer que mudemos. Vamos supor que Eu esteja indo numa estrada e as pessoas digam: “A Senhora se perdeu Mãe.” Está tudo bem. Eu nunca Me perco, porque Eu estou Comigo mesma. Eu tinha de ir por essa estrada em particular, esse é o ponto. Eu tinha de fazê-lo, e é por isso que era esperado que Eu não estivesse naquela estrada… e Eu Me perdi. Se você tem esse tipo de compreensão, e se você tem essa satisfação em seu coração, então você descobrirá que a vida vale muito mais do que você acha que vale… Agora, na realidade, qual foi a razão, Eu pensei, de nós decidirmos ter programas públicos… definitivamente este ano, e não pudemos ter programas públicos? A razão é que nós temos de consolidar. No crescimento de uma árvore, que é uma árvore viva, acontece que ela se move em uma determinada direção até um ponto, até que ela tem de mudar, porque não há nenhum sol vindo daquele lado, talvez não haja nenhum curso d’água chegando, então elas começam a mudar. Da mesma maneira, temos de entender que estamos nas mãos do Divino, e se alguns planos são mudados, isso está refletindo de volta em nós, e nós temos de ver porquê.

E o porque disso é que nós temos de consolidar. A consolidação dos Sahaja Yogis é muito importante. A primeira coisa para consolidar a si mesmo… é que você deve fazer introspecção. você deve fazer introspecção, é para refletir a luz dentro… e ver por você mesmo: o que você fez até agora na Sahaja Yoga? Onde você estava? Até que ponto você foi? E até que ponto você tem de ir? O que está faltando em você? Você ficará surpreso ao ver que quando você começa a se observar, de uma forma muito imparcial, não se justificando, não culpando nenhum bhoot, ou não precisar culpar nenhum badha dentro de você, ou alguma outra pessoa. Se você começa a se observar, o que está errado com você é que você não pôde… consolidar-se apropriadamente, você ficará surpreso ao ver que tem havido problemas… que ainda estão persistindo que devem ser corrigidos.

Agora, esses problemas você pode ver muito claramente. Na luz do Espírito, você pode vê-los muito claramente: “Isso deu errado comigo”. Uma das coisas mais interessantes que Eu notei é que… a Sahaja Yoga é o tempo todo coberta com algum tipo de maya. E essa maya é a ignorância, às vezes a completa ignorância, às vezes parcialmente. Agora, quando você entra na Sahaja Yoga, você é abençoado. Você é abençoado, talvez sua família seja abençoada, seus filhos sejam abençoados. Você recebe um tipo de bênção para o seu ser físico. Também na parte financeira, você consegue empregos, você ganha dinheiro, você consegue algo excepcional, o que é realmente milagroso. Agora, as pessoas ficam muito perdidas com essas conquistas… e começam a se deixar levar, pensando: “Esta é a bênção que recebemos, agora não temos de fazer mais nada”, que você está sendo recompensado suficientemente… por seja o que for que fez até agora. Não é assim.

É apenas um tipo de suporte que chega a você, de modo que sua fé seja totalmente estabelecida na Sahaja Yoga. E especialmente, você deve Me reconhecer, o que Eu sou. Mas se você ainda continua se deixando levar, então talvez algumas dessas bênçãos possam tornar-se maldições, e talvez você sinta: “Que maldição caiu sobre nós…” “e como isso terminou da maneira errada.” Para algumas pessoas, leva tempo para sentir, para alcançar a percepção das bênçãos. Por exemplo, na maioria dos casos, de acordo com as ideias modernas, nós achamos que ganhar mais dinheiro é a maior bênção. Muitos alcançam isso também. Mas na verdade, não é. Alcançar a paz interior, alcançar o seu estado de testemunha, e sentir suas vibrações bem, e ficar no centro, o tempo todo ascendendo, é a verdadeira bênção. Porque com isso, você consegue tudo mais. A plenitude somente é possível quando você tem… a alegria completa borbulhando dentro de você mesmo. Afinal, tudo é somente um meio para alcançar a alegria, sentir a alegria.

Aquilo não é o fim. Se fosse, essas pessoas que têm dinheiro, essas pessoas que têm boa saúde, essas pessoas que têm todo o assim chamado sucesso, elas deveriam ser felizes e estar em paz, Mas elas não estão, elas estão sofrendo, estão sofrendo muito, e elas estão, de uma certa maneira, se destruindo, dia após dia porque elas odeiam suas vidas, não conseguem suportá-la. Elas não conseguem entender porque elas estão nesta Terra. Assim, todas essas bênçãos que chegam a você, todas essas mudanças que acontecem com você, todas esses novos espaços que se abrem para você, devemos saber que isso é para sua benevolência, tudo é para sua benevolência, e sua benevolência é sua ascensão, nada mais a não ser sua ascensão. O resto disso é tudo inútil e infrutífero. Uma vez que você entenda que isso é… o que você tem de alcançar na vida, que isso é o que você tem de desfrutar, então dará certo. Mas na Sahaja Yoga, como vocês veem, é a compaixão e o amor. Ela não é tantas restrições. Você é deixado para você mesmo se desenvolver. É o seu Espírito que tem de guiá-lo.

Não há nenhuma persuasão ou correção acontecendo o tempo todo. Mas é deixado para você compreender a si mesmo, ver por si mesmo, e trabalhar isso. Mas um dos critérios deve ser: “O que eu tenho feito pela Sahaja Yoga?” “O que eu tenho feito pela Mãe?” Essas duas coisas são muito importantes entender. Seja qual for a pequena coisa que eu possa fazer pela Sahaja Yoga… é importante porque se você é inteligente, você consegue ver que esta é a coisa mais importante… que você tem de fazer: trabalhar para Deus. Esta é a coisa mais importante a qual… os seres humanos se entregaram até agora. é o mais elevado tipo de tarefa desafiante… ao qual os seres humanos nunca tiveram uma change… de se entregar, e que chance é essa também! Vocês podem dizer: “Mãe, nós somos medíocres, nós somos inúteis, ” “somos imprestáveis”, mas vocês são os escolhidos. Você são os escolhidos, então deve haver… algo especial em relação a vocês.

Talvez você não tenha visto essa parte dentro de si mesmo, que vai realizar esse grande trabalho de Deus. Assim, você tem de estabelecer e descobrir: “Por que eu fui selecionado para a Sahaja Yoga?” “O que eu posso fazer na Sahaja Yoga?” “O que eu posso trabalhar na Sahaja Yoga?” Este deve ser um lembrete constante para você: “Eu fui escolhido para a Sahaja Yoga.” “Eu quero tirar total proveito da Sahaja Yoga.” Vamos supor que alguém não tenha dinheiro, ele espera que a Sahaja Yoga dê dinheiro, ela deve dar empregos, deve dar isso, deve dar aquilo, deve ter crianças, deve dar boa saúde, tudo isso. Expectativas, tudo bem. “Mas o que eu tenho feito pela Sahaja Yoga?” Esse é um outro ponto de introspecção.

É muito importante certificar-se de que… nós temos de fazer algo pela Sahaja Yoga. Não é dinheiro, não é trabalho, não é pensamento, não é nenhum tipo de suporte. Mas uma delas, a coisa mais importante é: a quantas pessoas você deu a Realização? Você tem de contar… a quantas pessoas você tem sido capaz de dar a Realização, com quantas pessoas você falou sobre a Sahaja Yoga. Você pode achar que você dá a realização a algumas pessoas, elas vêm, desaparecem, não importa. Elas no final virão a você. Hoje você tenta com alguns, eles se perderão. Novamente amanhã. Você tem de trabalhar incansavelmente para isso. Como vocês sabem, Eu tenho trabalhado muito duro na Inglaterra.

Minha própria vinda para a Inglaterra foi totalmente predeterminada. Havia uma necessidade de Eu vir aqui, fazer o coração trabalhar melhor. Mas o coração está letárgico, vocês sabem disso, e o coração letárgico contrai todos os tipos de problemas. Mas todos esses anos Eu tenho trabalhado, todo ano, seja qual for o tempo que Eu pude dedicar para os Sahaja Yogis, para os problemas deles, para a Sahaja Yoga, para os problemas insignificantes deles, para qualquer tipo de ajuda que eles precisavam, todo tipo, Eu tentei trabalhar. Diretamente, indiretamente, todos vocês são abençoados. Ainda assim, e quanto a vocês que são agora yogis? Vocês são santos. Vocês devem ver uma fotografia que Eu tenho, uma fotografia muito interessante, onde todos vocês são santos certificados. Vocês viram essa fotografia? Ainda não?

É melhor vocês a verem, vamos pegá-la. A fotografia está em Minha caixa, Eu acho, sim. Todos vocês são santos certificados pelo Divino, não por qualquer cardeal ou papa. Então o que todos esses santos estão fazendo? Um santo que é certificado pelo papa, que é artificialmente certificado, é uma coisa tão importante. E quanto a vocês, que foram certificados por Deus Todo-Poderoso? Vocês ainda estão ocupados com seu trabalho, vocês ainda estão ocupados com suas pequenas coisas, vocês ainda estão ocupados com suas vidas miúdas, limitadas… e famílias pequenas. Para um santo, é dito em Sânscrito: “Udara charitanam vasudhaiva kutumbakam,” “para uma pessoa que é de uma natureza generosa,” quer dizer uma pessoa que é um santo, “o mundo inteiro é sua própria família.” Você ainda está preocupado somente com sua própria família? Então você ainda não está consciente da sua santidade.

E um santo não se preocupa somente com sua própria esposa, com seu próprio filho, com sua própria casa, ele se preocupa com o mundo inteiro. Agora, como Sahaja Yogis, vocês são entidades poderosas. Vocês são pessoas muito poderosas. Nós temos problemas no mundo inteiro. Vocês sabem disso muito bem. Não é necessário vocês serem grandes intelectuais, ou serem pessoas que são… algum tipo de políticos, ou algo assim. Mas vocês devem estar vigilantes, atentos aos problemas que estão… perturbando este mundo. Vocês têm de estar. Você não pode viver em seu próprio mundo, em que você é um santo: “Agora, eu estou em Niranand”, isso não é possível. Você não pode simplesmente estar em Niranand.

Você tem de saber que você tem de viver neste mundo, e você tem de conhecer todos os problemas deste mundo. E você tem de pensar sobre eles, não somente seus problemas: “Mãe, como serei capaz de fazer isso e como serei capaz de fazer aquilo?” Mas você tem de se preocupar com o mundo inteiro. Você tem de pensar no que está acontecendo no mundo quais são os problemas do mundo. Vocês são responsáveis por isso. Não somente isso, mas vocês têm de orar. Em suas orações, vocês têm de dizer: “Mãe, resolve este problema.” Coletivamente, individualmente, você tem de tirar sua atenção de si mesmo, de sua vida pequena, menor, para algo muito mais amplo – então você é um santo. E você tem de pensar que é seu dever pedir ajuda Divina, de modo que todos esses problemas sejam resolvidos. Esse é o seu trabalho para o qual você foi selecionado.

O seu pedido vai se realizar, porque como vocês sabem, Eu sou sem desejo. Você tem de desejar isso. Seja o que for que você deseje, se realizará. A proteção, a afeição, a compaixão da Mãe está com você. Mas vocês têm de cuidar deste mundo… e mostrar a preocupação que vocês têm, não viver em uma área muito limitada, e com hábitos muito limitados. Por exemplo, agora os ingleses pensam, os ingleses estão aqui, “Tudo bem, os problemas da Inglaterra são nossos problemas.” Não. Seus problemas se extendem a todos os lugares, onde quer que haja Sahaja Yoga. E vocês têm de se preocupar com todos eles. Agora, nós estamos tendo, digamos, problemas na Austrália.

E há alguém que é muito problemático. Então você tem de tomar conta disso – obrigada – você tem de tomar conta disso, de modo que você “shoebeat” essa pessoa e corrija isso. O seu líder tem de lhe dizer quem você deve “shoebeatar”. E resolver isso, quer seja na Austrália, que seja nos Estados Unidos, quer seja na Índia, em qualquer lugar que vocês vejam que há um problema na Sahaja Yoga, há uma agressão à Sahaja Yoga, todos vocês devem colocar a atenção e resolver isso. Depois há problemas gerais, como vocês veem. Nós vemos que os Estados Unidos estão agora se tornando idiotas, ou seja o que for que vocês digam, então vocês têm de colocar sua atenção nos Estados Unidos. Vocês têm de estender sua atenção externamente, não internamente, apenas preocupado consigo mesmo, com sua família, com sua casa, com seus filhos. Assim que vocês expandirem sua atenção externamente, seus problemas em casa serão resolvidos, nos círculos menores eles serão resolvidos. Vocês têm de prestar atenção externamente. Atualmente há televisões, onde primeiro nós tínhamos dito: “Não vejam nenhuma televisão.

“, porque era inútil ver televisão pelos Sahaja Yogis. Quando eles viam televisão, eles só ficavam bloqueados. Mas agora há coisas importantes que estão acontecendo… as quais você pode ver por si mesmo. Você pode examinar, mapear… quais são os problemas do mundo, e você pode ver por si mesmo… onde você tem de colocar sua atenção. Você deve se tornar consciente de sua personalidade, não é uma personalidade que pode ficar… completamente envolvida em uma área muito pequena. Sua personalidade é tal que deve ficar envolvida com… todos os problemas do universo, todos os problemas que existem. E você ficará surpreso ao ver que tudo pode se resolver… de uma maneira muito coletiva. E quando você está nesse estágio, você pode ver por você mesmo agora que todos os Sahaja Yogis… têm vibrações no topo da cabeça deles. Vocês gostariam de dar uma olhada? Todos vocês?

Apenas vejam. Todos vocês sentados em Ganapatipule. Assim, espalhem suas vibrações, estendam sua atenção. E você ficará surpreso ao ver que todos os outros… problemas estúpidos que você tem acabarão. Agora, deem uma olhada. Deixem as crianças verem primeiro. Apenas vejam. Todos vocês têm vibrações no topo de sua cabeça. Por favor, pegue a criança que está chorando, apenas… Qual é o problema? Ela está cansada, Eu acho.

Tudo bem, sentem-se. Sentem-se, sentem-se, venham, sentem-se. Virem-se. Olá, Sunnya. Por favor, vire seu rosto para este lado, olá. Sentem-se. Sentem-se, todos vocês. Sejam sensatos. Deixem-nos crescerem, Eu lhes digo, Eu só estou esperando… que eles cresçam. Assim, a atitude em relação a nós mesmos deve ser… estarmos conscientes de nossa própria glória, de nossa própria posição, sabermos que somos santos, que alcançamos um estágio… onde nós estamos no mais elevado estágio, e que agora nos tornamos a luz… e temos de transmitir a luz aos outros.

Se você observar na Bíblia, Cristo disse algo… que é muito importante: não coloque a luz sob a mesa. Isso é o que é. Você tem de por a luz em um pedestal. E isto é o que é: você tem de colocar sua luz na fortaleza, no ponto mais elevado para transmitir luz aos outros. E isso está trabalhando de ambas as formas, se você começar a compreender o que você é, do que você tem de estar consciente, qual é a sua situação, quais são os seus poderes, o que você alcançou na Sahaja Yoga, qual é o débito que você tem com a Sahaja Yoga, e o que você tem de dar para a Sahaja Yoga. O modo como a Sahaja Yoga o tornou tão capaz, tão virtuoso, tão bom. Você é correto o suficiente? Você está se comportando apropriadamente? Você está fazendo todas as coisas corretas que são necessárias? Porque é somente você quem pode fazê-lo. Vocês são as pessoas com energias muito, muito especiais… e contatos especiais com a vida espiritual, e se você começa a se comportar… como todas as outras pessoas insensataz, mundanas, limitando-se a sua família, a seus filhos, a suas vidas anteriores insensatas, você estará perdido.

Perdido para si mesmo e perdido para todo mundo. Os problemas são muito mais do que vocês sabem. Esta é a compreensão que vocês têm de alcançar: “A Mãe nos tornou Sahaja Yogis, nós somos santos.” “E nós temos de mostrar ao mundo o caminho correto.” “Ela nos disse que somos a luz…” “e nós temos de mostrar às pessoas qual o caminho seguir,” “como ir além.” Ao invés disso, todo mundo parece ser um problema, parece estar em um redemoinho bem pequeno, dando voltas e voltas e voltas. Como pode ser isso? Eu lhes disse muitas vezes, vejam esses falsos gurus. Eles não têm nenhuma vibração, não sabem nada sobre a Kundalini, nada sobre a Sahaja Yoga, mas o quanto que eles estão fazendo. Enquanto o que nós estamos fazendo?

Nós ainda estamos lutando conosco… e com nossos problemas, com nossas próprias ideias, com nossa mesquinharia e covardia. Agora, é para você compreender, é para você decidir sobre você mesmo. É o seu próprio desejo, é a sua própria grandeza, sua própria magnanimidade que tem de se mostrar. Ver por você mesmo do que você é capaz, o que você pode fazer. É muito fácil para as pessoas dizerem: “Oh, Mãe, isso é demais. Não posso fazer nada em relação a isso.” Ou alguém diz: “Mãe, eu estou ocupado com minha família.” Ou alguém diz: “Eu estou ocupado com meus filhos.” Você veio para a Sahaja Yoga para isso? Eu lhe dei a Realização para isso?

Todas essas bênçãos vieram a você para isso? Assim, a consolidação que você tem de fazer é muito importante. Você pode ver isso claramente, é por isso… que não pudemos ter nenhum programa público, porque nós realmente precisamos consolidação na Inglaterra. Embora Eu tenha vivido na Inglaterra por muitos anos, as pessoas não Me dão o devido valor aqui. Porque Eu estou aqui, porque estou ficando aqui, eles acham: “Se formos para o aeroporto, pronto!” “Fizemos toda a haj (peregrinação), tudo.” “Nós estivemos ao aeroporto, vimos a Mãe, pronto!” De que adianta Me ver? O que Eu lhe dei? A sua luz está se espalhando?

Quantas pessoas obtiveram a Realização a partir de vocês? Apenas descubram, quantas pessoas aprenderam com vocês a Sahaja Yoga. ou a partir da vida de vocês, ou de sua sabedoria, ou de seu comportamento. Essa é a forma, esse é o critério. Não é: “Tudo bem, enviei à Mãe o dinheiro para viagem Dela.” Isso não é o suficiente. Na Minha idade, se você ver qualquer senhora da Índia na Minha idade, ela caminha com uma bengala, ela não consegue subir um único degrau. As indianas não podem, por causa do calor que sofreram. Mas Eu estou viajando, vocês sabem o quanto estou viajando, o quanto estou fazendo. E quanto a Minha família?

Eu os privo de Minha companhia, Eu privo Meu marido de minha companhia, todo mundo simplesmente está sem Mim. Eu estou viajando, viajando todo dia, vocês sabem disso muito bem, e estou trabalhando muito duro. Às vezes Eu durmo às 2:00hs da madrugada, às vezes às 3:00hs. Dessa vez, Harsh estava Comigo, e Eu o vi, ele estava esgotado. Então Eu estava lhes dizendo: façam somente corrida de revezamento. Eu estou na Austrália, tudo bem, os australianos estão trabalhando. Depois Eu estou na Áustria, então os austríacos estão trabalhando, eles estão passando por bons momentos lá. Eu estou na Inglaterra, tudo bem, pouquinho trabalho na Inglaterra, pouco trabalho feito. Então todos eles se sentam agradavelmente, desfrutam. E quanto a Mim?

Eu estou fazendo uma maratona. Da mesma maneira, você tem de sentir, afinal qual é o Meu ganho nisso? O que Eu ganho com isso? Eu ganho algo, Eu trouxe Meus filhos de volta às condições normais, Eu os levei ao Reino de Deus. Vocês têm de fazer o mesmo. Vocês têm de levá-los para o Reino de Deus. Mas se você, você mesmo está envolvido em suas próprias mayas, você ficará todo dia decaindo e decaindo e decaindo e decaindo. Posso gritar, posso dizer qualquer coisa, não entrará em suas cabeças, isso nunca será compreendido por vocês. Todos vocês ficarão encalhados seja onde for que estiverem, porque vocês não querem ver. Para isso, Eu diria, vocês têm uma vantagem, especialmente na Inglaterra.

Todos vocês são pessoas muito inteligentes. Vocês têm inteligência, sem dúvida, vocês não são idiotas como os americanos. Vocês são inteligentes. Essa inteligência se tornou astúcia em certa época, e agora vocês estão cansados de sua astúcia. Os indianos aprenderam a astúcia com vocês, eles se tornaram realmente muito astuciosos. Mas vocês estão cansados de sua astúcia, então agora estão cansados, fartos, esgotados, e letárgicos. Mas com sua inteligência, vocês podem entender que… este é um trabalho tão importante que nossa Mãe está fazendo. Vocês serão imortalizados na história. Cada palavra que disserem, cada coisa que disserem, cada forma como vocês se comportarem, tudo será imortalizado na história. Não quantos filhos vocês geraram, ou qual tipo de esposa você tem, mas o que você fez pela Sahaja Yoga.

Lembrem-se disso. A história irá registrar tudo, tudo que você fez e tudo que você alcançou na Sahaja Yoga. Não é exibicionismo. Não é só uma demonstração. Não é vangloriar-se. Não é nada desse tipo. É na verdade, realmente, totalmente o que vocês alcançaram… é o ponto, será registrado. Pelo menos Deus conhece a hipocrisia, e Deus conhece temperamento pomposo. É Deus quem sabe onde você está, e do que você é capaz. Você não pode enganar Deus, essa é uma coisa você tem de se dar conta.

Mas quando você está enganando Deus, você está enganando a si mesmo, seu Espírito, sua Realização, sua própria ascensão. Então nós temos de tomar cuidado. Como uma Mãe, Eu diria, tentem fazer introspecção muito cuidadosamente: “O que fizemos pela Sahaja Yoga?” “O que fizemos…” “pelas outras pessoas que estão sendo levadas pelas circunstâncias?” “Qual tem sido nosso comportamento em relação aos outros Sahaja Yogis?” “Quanta paz e amor e compaixão nós temos dado aos outros?” “Quanta compreensão e tolerância nós temos mostrado aos outros?” Se alguém aqui ganha um pouco mais de dinheiro, ele se torna tão pomposo, se torna tão agressivo, se torna tão rude. Eu não consigo acreditar nisso. Como o dinheiro pode seduzi-los para esses vícios?

Vocês não são pessoas comuns, vocês são os santos… cujos pés foram lavados pelo Rio Ganges. Tentem compreender sua glóra. Tentem compreender seus próprios poderes, sua posição como pessoas santas, Sahaja Yogis, que estão acima de todos os santos porque vocês sabem… como dar a Realização, sabem tudo sobre a Kundalini, vocês sabem tudo sobre a Realização. Quantas pessoas sabiam disso? Senão Eu começarei a pensar que Eu dei todo esse conhecimento… a um bando de tolos que não sabem qual é o valor disso. Como Cristo disse: “Não jogue pérolas aos porcos.” Mas Eu não acho que cometi esse erro. Eu não posso acreditar que cometi este erro, que Eu joguei pérolas… aos porcos, Eu não fiz isso. Mas é para você decidir onde se posiciona, em qual categoria. É tão óbvio que esta é uma época muito instável, perigosa… que nós estamos passando.

É muito importante que lutemos até o fim. É muito mais do que qualquer guerra que já lutamos. É muito mais do que qualquer luta que os seres humanos já tiveram. É um mundo tão horrível que está sendo criado, e nós temos de transformá-lo. É uma tarefa imensa. Para isso você tem de trabalhar… de uma maneira muito sincera e inata. E Eu tenho certeza que chegará um dia que na história deste mundo… os Sahaja Yogis terão seus nomes escritos com letras douradas. Eu tenho certeza que isso dará certo. Eu tenho certeza que isso tem de dar certo, e que todos vocês têm de alcançar isso, coletivamente, com uma única mente, com um único coração. “O que devo sacrificar?

O que devo fazer?” “Como devo ajudar? Qual é a minha contribuição?” Eu desejo poder ver esses dias em Minha vida. Assim, hoje é o dia que temos de fazer introspecção. Então devemos entrar em meditação, todos nós? Por favor, fechem seus olhos. Todos vocês, fechem seus olhos. Agora, todos nós faremos a meditação da forma que temos feito… nós auditórios, onde quer que tivemos programas públicos. Assim, primeiro vocês têm de colocar sua mão em seu coração.

Nós trabalharemos no canal esquerdo, e a mão esquerda em direção a Mim. Agora, primeiramente, coloquem sua mão no coração. No coração, Shiva reside, é o Espírito. Assim, você tem de agradecer… seu Espírito, por Ele ter trazido luz para sua atenção, porque você é um santo… e a luz que veio em seu coração tem de iluminar o mundo inteiro. Assim, por favor, agora em seu coração, orem: “Que esta luz do meu amor, do Divino se espalhe pelo mundo inteiro.” Com toda sinceridade e compreensão de que você está conectado com o Divino, e seja o que for que você deseje se realizará, com total confiança em si mesmo. Agora, coloquem sua mão direita… na parte superior de seu abdômen, no lado esquerdo, na parte superior de seu estômago, no lado esquerdo. E agora aqui está o centro de seu dharma. Aqui, vocês têm de orar: “Que a Vishwa Nirmala Dharma se espalhe pelo mundo inteiro,” “que as pessoas vejam a luz através de nossa vida dhármica,” “através de nossa retidão, que as pessoas as vejam e aceitem…” “a Vishwa Nirmala Dharma através da qual elas obterão a iluminação…” “e uma vida benevolente mais elevada,” “e um desejo de ascender.” Agora, levem sua mão direita na parte inferior de seu abdômen, de seu estômago, no lado esquerdo.

Pressionem. Agora, este é o centro do puro conhecimento. Aqui vocês têm de dizer como Sahaja Yogis: “Nossa Mãe nos deu…” “a ideia completa de como o Divino trabalha,” “Ela nos deu todos os mantras…” “e todo o puro conhecimento que poderíamos suportar e compreender.” “Que eu seja completamente um profundo conhecedor disso,” “que todos nós sejamos.” Eu tenho visto que se um homem é um líder, a esposa não sabe nada sobre a Sahaja Yoga. Se a mulher sabe sobre a Sahaja Yoga, o marido não sabe nada sobre ela. “Que eu seja competente e um perito neste conhecimento.” “De modo que eu possa dar a Realização às pessoas,” “fazê-las compreender o que é a Lei Divina,” “o que é a Kundalini, e o que são os chakras.” “Que minha atenção esteja mais na Sahaja Yoga…” “do que em todas essas coisas mundanas.” Agora, coloquem sua mão direita na parte superior do seu abdômen.

Fechem seus olhos. Agora, aqui, no lado esquerdo, pressionem. Agora, aqui: “A Mãe me deu o Espírito,” “e eu tenho o meu próprio guru que é o Espírito.” “Eu sou o meu próprio mestre.” “Que não haja nenhum desenfreamento.” “Que haja dignidade em meu caráter.” “Que haja generosidade em meu comportamento.” “Que haja compaixão e amor pelos outros Sahaja Yogis.” “Que eu não me exiba,” “mas tenha um profundo, um profundo conhecimento sobre o Amor de Deus…” “e Seus feitos.” “De modo que quando as pessoas vierem a mim,” “eu seja capaz de lhes falar sobre a Sahaja Yoga…” “e lhes dar esse grande conhecimento com humildade e amor.”

Agora, elevem sua mão direita ao seu coração. Aqui você tem de agradecer a Deus… por você ter sentido o oceano de alegria… e ter sentido o oceano de perdão… e a capacidade de perdoar do mesmo modo que nossa Mãe perdoa, a qual temos visto que é imensa. “Que meu coração se expanda…” “e abarque o universo inteiro.” “E meu amor ressoe o nome de Deus.” O coração, em cada momento, deve expressar a beleza do Amor de Deus. Leve agora a sua mão direita ao Vishuddhi, isto é, no Vishuddhi Esquerdo, no encontro entre o pescoço e o ombro. “Eu não me entregarei à falsidade da culpa,” “porque eu sei que é falsidade.” “Eu não fugirei de meus erros, mas os enfrentarei e os erradicarei.” “Eu não tentarei achar falhas nos outros,” “mas com meu próprio conhecimento da Sahaja Yoga,” “que eu remova as falhas deles.” Nós temos tantas maneiras… pelas quais secretamente podemos remover as falhas dos outros.

“Que minha coletividade…” “se torne tão grande que toda a raça Sahaja…” “seja minha própria família,” “meus próprios filhos, meu lar, tudo para mim.” “Que eu tenha esse sentimento completamente,” “inatamente formado dentro de mim mesmo…” “de modo que eu seja parte integrante do todo,” “porque todos nós temos a mesma Mãe.” “E que minha preocupação vá para o mundo inteiro…” “para eu saber quais são os problemas deles…” “e saber, através de meu verdadeiro poder do desejo, como resolvê-los.” “Que eu sinta os problemas do mundo em meu coração,” “e remova todos eles inatamente…” “das bases nas quais eles estão,” “das bases nas quais eles são gerados.” “Que eu vá às causas primárias de todos esses problemas…” “e tente removê-los através de meus poderes da Sahaja Yoga,” “através de meus poderes santificados.” Agora, coloquem sua mão direita em sua testa. Agora, aqui, vocês têm de dizer, antes de tudo: “Eu tenho de perdoar todos aqueles que não vieram para a Sahaja Yoga,” “todos que estão na periferia, que vêm e vão,” “que entram e saem.” “Mas, antes de tudo, e principalmente,” “eu tenho de perdoar todos os Sahaja Yogis,” “porque todos eles são melhores do que eu.” “Eu sou aquele que tenta achar falhas neles,” “mas eu estou numa situação ruim. E eu tenho de perdoá-los…” “porque eu devo saber que ainda tenho de ir muito mais longe.”

“Eu ainda sou inferior, eu tenho de me aprimorar.” Essa humildade tem de surgir dentro de nós. então vocês têm de dizer aqui: “Que a humildade em meu coração, no sentido verdadeiro, não hipócrita,” “trabalhe esse sentimento de perdão,” “de modo que eu me incline à realidade, a Deus,” “e à Sahaja Yoga.” Agora, vocês têm de colocar sua mão na parte detrás da cabeça. E empurrem para trás sua cabeça, aqui. E vocês têm de dizer aqui: “Ó Mãe,” “seja qual for o erro que cometemos contra a Senhora até agora,” “e seja qual for o erro que venha em nossas mentes,” “e seja qual for a pequenez que tenhamos mostrado para Senhora,” “seja qual for a forma que A tenhamos perturbado e A desafiado,” “por favor, nos perdoe.” Vocês têm de pedir perdão. Em sua inteligência, vocês devem saber quem Eu sou. Eu não tenho de lhes dizer repetidas vezes. Agora, no Sahastrara, vocês têm de Me agradecer.

Coloquem sua mão no Sahastrara, movam-na sete vezes, e Me agradeçam sete vezes: “Mãe, muito obrigado pela Realização.” “E Mãe, muito obrigado por nos fazer…” “entender o quanto grandiosos nós somos.” “E muito obrigado por trazer todas as bênçãos do Divino.” “E muito obrigado por nos elevar mais alto,” “muito mais alto do que onde nós estávamos.” “E também, muito obrigado por nos sustentar…” “e por nos ajudar a nos aprimorar e a nos corrigir.” “E muito obrigado, por fim, Mãe,” “pela Senhora ter vindo a esta Terra, por ter nascido,” “e por trabalhar tão duro por nós, por todos nós.” Pressionem com força. E movam com força. Abaixem. Abaixem.

Agora, abaixem suas mãos. Todas as cabeças estão muito quentes. Então, agora, vamos nos dar um bhandan. No bandhan da Mãe, vamos mover da esquerda para a direita. Um. Compreendendo quem você é, quais são suas auras, agora novamente, o segundo. Agora, o terceiro. Agora, o quarto. Agora, o quinto. Agora, o sexto E agora, o sétimo.

Agora, elevem sua Kundalini. Elevem sua Kundalini vagarosamente, muito vagarosamente. Elevem-Na a primeira vez, vocês têm de fazer isso muito vagarosamente. Agora, empurrem a cabeça para trás e deem um nó, um nó, a segunda vez, vamos fazer isso, muito vagarosamente, e sabendo quem vocês são, vocês são santos, façam isso apropriadamente. Apropriadamente, façam isso apropriadamente, não com pressa. Levem até sua cabeça, empurrem para trás e deem… dois nós lá, um e dois. Agora, vamos fazer o outro, novamente, o terceiro, temos de dar três nós, muito vagarosamente, façam isso, muito vagarosamente. Agora, façam isso apropriadamente, Agora, empurrem sua cabeça para trás, agora deem o terceiro, três vezes. Agora, vejam suas vibrações. Vejam suas vibrações.

Deste jeito. Todas as crianças, vejam suas vibrações deste jeito, coloquem suas mãos. Tudo bem? Bom. Maravilhoso! Eu estou recebendo vibrações de vocês. Que Deus os abençoe. Muito obrigada. Agora, você poderia circular essa fotografia… para as pessoas verem como elas são santas. Onde está a fotografia?

Quem pegou as fotografias? Sim, mostre-a, deixe as pessoas verem… como todos vocês são yogis certificados. Assim, agora, Eu acho que vocês devem jantar… e depois do jantar, nós teremos um programa musical. Tudo bem? É uma boa ideia?