Birthday Puja, Sincerity

Sydney (Australia)

Feedback
Share

Puja for the 67° Birthday, Sydney (Australia), 21 March 1990.

Que entusiasmo no mundo inteiro.

Toda Sidney, acho, tem todas as suas flores desabrochadas. E coisas tão belas para se dizer, os cartões e as cartas e os belos poemas, as crianças cantando belamente. Faltam palavras para expressar os sentimentos de júbilo e esse sincero sentimento de felicidade. Vocês precisavam de uma Mãe para tomar conta de vocês, para cuidar de vocês e que fosse capaz de transformá-los com muita sabedoria. Assim, a cada aniversário, Eu percebo que os Sahaja Yogis estão também expandindo seus corações e compreendendo que não são mais gotas, mas que eles são parte integrante do oceano. E que o próprio oceano irá fortalecê-los e cuidar deles. É o oceano que irá nutri-los. E o mesmo oceano irá guiá-los. Assim, a conexão entre uma gota e o oceano tem que ser plenamente estabelecida. Assim, as limitações de uma gota têm que ser completamente dissolvidas na grandeza do oceano.

Com cuidado e com coisas boas para dizer, nós podemos melhorar a profundidade da coletividade e com o sincero desejo de sermos coletivos. O desejo de ser coletivo tem que ser muito sincero. Assim, essa expansão do seu ser começará. A primeira coisa necessária é a sinceridade consigo mesmo. Naturalmente, porque nós estamos vindo de um status de gota, de uma gota, de uma gota limitada, dessa fase, então nós ficamos mergulhados muitas vezes nessas limitações. Mas, nós devemos ter a nossa própria visão: o que você será no futuro, o que você quer ser no futuro. Deste modo, a própria sinceridade à idéia de que você quer ser coletivo, por si mesma, quebrará todas as barreiras. Se você é sincero a qualquer propósito, a qualquer coisa, então você esquece o tempo, esquece o trabalho, você esquece tudo você quer alcançar isso, mesmo nas pequenas coisas. Agora, essa sinceridade vem de onde? Há duas coisas que trabalham a sinceridade.

Primeiramente, você deve ver por si mesmo o que é a Sahaja Yoga, o que ela tem lhe dado. Ela lhe deu a Realização, ela lhe deu essa visão mais ampla, ela lhe deu a consciência coletiva, ela lhe deu a consciência sem pensamentos e a consciência sem dúvidas. Ela moldou uma nova personalidade a partir de você, como um ovo tornando-se um pássaro. E agora, você é um pássaro e você não pode voltar à casca novamente. Uma vez que você compreenda o que a Sahaja Yoga tem feito por você e também compreenda o que você tem alcançado nisso, isto é, você tem alcançado o conhecimento, o conhecimento da Kundalini, que era um conhecimento secreto durante todos esses anos, um conhecimento totalmente secreto. Ninguém sabia sobre isso, era tudo oculto. Todo o conhecimento sobre a Kundalini que você tem, muito claramente, sem ir a nenhuma faculdade, escola, universidade, a nenhum lugar. Sem ir a nenhum laboratório, você tem feito experiência com isso, você tem descoberto o que é a Kundalini. Você tem visto com seus próprios olhos, você tem visto a elevação da Kundalini, você tem dado a Realização às pessoas. Você já experienciou não somente a brisa fresca do Espírito Santo, mas também, você experienciou os seus próprios poderes.

Você também viu que realmente se tornou muito diferente do que você era em seu conhecimento de como entender as coisas. Então, se o seu conhecimento está muito (introjetado) em você, desse modo, você está habilitado a elevar a Kundalini dos outros, o que não foi feito antes por nenhum grande santo, por nenhum grande profeta, Maharshis, todas essas pessoas grandiosas que viveram. Somente muito poucas pessoas tinham essa capacidade de elevar a Kundalini, em todos aqueles anos, e vocês obtiveram isso. Vocês entendem o que são os chakras e vocês podem diagnosticá-los, até mesmo as crianças podem fazê-lo. O que nós não percebemos que é algo tão grandioso. No nível humano, nós não sabemos uma palavra sobre isso. Nós nunca sequer tínhamos ouvido a palavra Kundalini. E em tão pouco tempo, vocês se tornaram grandes conhecedores. Essa é a bênção da Sahaja Yoga. Assim, quando vocês vêem que têm tanto conhecimento e como a luz de sua atenção funciona, então vocês vêem tantas bênçãos que acontecem e, automaticamente, simplesmente sem fazer nada, você alcança os resultados.

Você fica impressionado e não consegue entender como isso tem acontecido, como tem funcionado. “De repente, eu estava lá e isso aconteceu.” “De repente, eu estava lá e aquilo aconteceu.” Como? Esse oceano está a cada momento, em todos os detalhes, realizando coisas. Todos esses acontecimentos devem abrir seus olhos ao fato de que você não é mais como um ser humano comum, que vocês são sábios agora, que vocês são santos. Portanto, nossa atitude tem que ser mudada. Muitos seres humanos ainda são animais. Vocês podem ver o modo como eles estão matando, o modo como estão se comportando, eles não são sequer seres humanos. Nós vivemos com eles, nós os vemos todos os dias.

Eles são criminosos e não somente isso, mas eles têm um nível muito baixo de cultura. Nós podemos facilmente chamá-los de animais. Então, nós temos alguns seres humanos que são meio animais e meio seres humanos. Depois, nós temos alguns seres humanos que são realmente seres humanos, que são buscadores. E esse entendimento do que vocês alcançaram na Sahaja Yoga deve, imediatamente, fazê-los compreender o que vocês são. E quando tudo isso nos têm acontecido, automaticamente, vocês devem ser muito sinceros em relação a isso. Vocês devem sentir que realmente alcançaram algo, que há algo tão grandioso, então nós temos que ser sinceros. Mentalmente também, vocês devem sentir dessa maneira. Assim, esta é a primeira coisa: vocês, de fato, devem perceber mentalmente, perceber mentalmente que isso é muito importante, que é tão, tão importante, que é tão valioso. Vocês se tornam muito sinceros em relação a isso.

Mas a segunda parte é diferente, onde você vê algo, você sabe algo e você começa a abrir o seu coração em relação a isso. Na segunda parte, você tem que abrir seu coração. Assim, a sinceridade vem de um coração aberto. Se o seu coração não está aberto, você não pode ser sincero. Agora, o que isto significa, seu coração não estar aberto? Vamos ver. Vocês nasceram novamente, vocês obtiveram a sua Realização. Também é o seu aniversário, de uma certa maneira. Mas no crescimento do seu conhecimento e entendimento, você não ficou em paz com seu coração. Mas, qual é a razão para isso?

O que é isso que deixa o seu coração assim? Você pode descobrir muito facilmente que seu coração rege seu corpo, rege seu cérebro, tudo. Porque se seu coração pára, tudo pára. Mas se seu cérebro pára, o coração não irá parar. Portanto, o coração é a coisa mais importante e ele governa todo o ser dentro de você. Agora, esse instrumento especial, que é muito delicado, que também circula, está como uma pedra, como ele irá pulsar? Assim, quando dizemos “expanda seu coração”, isso significa que a dureza do seu coração tem que derreter. Mas como ele se torna petrificado? Nós temos que ir às raízes disso. Ele se torna como uma pedra porque o coração controla o cérebro.

Assim como existem sete auras em seu cérebro, do mesmo modo, há sete auras em seu coração. E todas essas auras são aquelas que controlam as auras do cérebro. Agora, no cérebro, como vocês sabem, há duas instituições: o ego e os condicionamentos, que começam a pressionar muito o cérebro. Como resultado, todas essas auras ficam pressionadas. Então, as auras que estão ao redor do coração também ficam pressionadas. Mas o cérebro pode pensar: “Sim, isto é muito bom,” “eu sei como elevar a Kundalini,” “eu sei como fazer isso, eu sei tudo”, essa parte fala. Ele não se torna petrificado desse modo, ele pode pensar. Qualquer um que é uma pessoa com coração de pedra pode pensar. Como Hitler. Então, o cérebro não é afetado pelo condicionamento ou pelo ego a tal ponto que se torne como uma pedra, ele não pode pensar.

Se o ego está demasiado… Se é um ego, então um indivíduo pode se tornar estúpido, mas ele pensa, ele pensa que está tudo bem. Ele realmente se torna estúpido. Qualquer um que é um egoísta, cujo Agnya está bloqueado, torna-se um sujeito estúpido, não há dúvida sobre isso. Você vê em seu comportamento, toda vez que ele fala, o modo como ele está tentando fazer qualquer coisa, ele é um exibido e torna-se um sujeito estúpido. Qualquer pessoa sábia pode ver isto, que ele é um homem muito estúpido. Então, o que nós percebemos é que a mente está coberta com o superego, mas ele não faz a pessoa ficar com o cérebro petrificado. Pelo contrário, ele torna a pessoa estúpida, não um “cabeça de pedra”. E esse homem estúpido pode continuar falando todo o tipo de coisas. E você pode imediatamente reconhecer esse homem estúpido, não é difícil.

O outro lado disso são os condicionamentos na mente. Isso é pior ainda, muito furtivo. Devido ao fato de alguém ter condicionamentos, ele não se mostra. Ele não se exibe, mas ele é furtivo e seu cérebro está coberto com essas idéias que são asahaj. Por exemplo, alguém Me viu num Puja lavando Minhas mãos e oferecendo aquela água. Ele disse: “Porque você bebe a água que foi usada” “para lavar as mãos da Mãe?” Então, uma outra pessoa disse: “A Mãe tem tantas vibrações maravilhosas em Suas mãos,” “que quando nós as lavamos,” “as vibrações são transmitidas.” Oh, ele não podia acreditar nisso, porque os condicionamentos são assim: sempre que você lava suas mãos, somente sai a sujeira. Assim, eles não conseguem pensar em vibrações. Todos esses condicionamentos existem na mente das pessoas.

Por causa desses condicionamentos, elas não conseguem levar isso a sério. Mas o que acontece é que elas pensam sobre isso de uma maneira muito furtiva, dizem mentiras, falam coisas absurdas e tentam convencê-los de que elas estão certas. Elas não são estúpidas, mas elas são idiotas. Elas falam como idiotas. E vocês aceitam essas coisas idiotas. Não há nenhuma sabedoria nisso. Assim, um sujeito é estúpido, o outro é um idiota. Entre os dois situa-se o Sahaja Yogi. Assim, esse condicionamento torna o cérebro pervertido, mas ele não torna o cérebro uma pedra. A única coisa que o torna uma pedra é se a pessoa nascer com algum tipo de transtorno mental, em que ela não pode pensar, fora isso, o cérebro segue pensando.

Quer seja com os condicionamentos ou com o ego, ele continua pensando. Um cérebro assim não deve afetar o coração, porque o coração afeta o cérebro. Mas as auras que se manifestam a partir do coração começam a se tornar sem brilho ou a desaparecer. Portanto, as auras em torno do coração são muito sensíveis e elas sentem: “Não adianta lançar luz no cérebro.” Elas começam a se tornar cada vez menores e é desse modo que o coração torna-se pequeno. Porque elas não têm nenhum propósito na vida ali, então elas começam a se tornar cada vez menores. Como resultado, o coração se torna pequeno. Vocês chamam alguém de um sujeito de coração pequeno, um sujeito covarde ou nós sempre dizemos: tal homem é um pessoa com coração de pedra. Tudo isso acontece por causa dos condicionamentos e do ego da mente humana e o resultado é sentido na medida em que o coração torna-se uma pedra, porque o coração é algo sensível O cérebro não é sensível assim. Se você colocar algo macio na água, ele se torna duro, mas se colocar uma pedra na água e fervê-la, ela não ficará.

Assim, o coração sendo muito sensível e delicado torna-se como uma pedra, como se você o tivesse fervido no calor das ondas cerebrais. E ele se torna uma pedra muito dura. Ele não sabe como dizer nem mesmo uma única palavra que seja gentil. Ele segue ferindo as pessoas o tempo todo, dizendo coisas que não deveria ter dito. O tempo todo pensando: “O que nós devemos dizer para ferir uma outra pessoa?” “Como eu devo tentar realmente desencaminhar uma outra pessoa?” Porque é uma atitude furtiva. A parte do ego é que o coração começa novamente a congelar com o ego e depois o coração pensa – não pensa, mas o coração não consegue emitir nenhuma aura para o cérebro. O cérebro começa a pensar: “Agora, a área do coração está liquidada.” “O coração não pode nos controlar nunca mais.”

Então o coração começa a pensar: “Eu mesmo farei todo o trabalho.” Quero dizer, a cabeça começa a dizer isso. E o coração se torna pequeno, petrificado. Ele não age. Então agora, o cérebro assume o controle. O cérebro assume o controle e depois o cérebro começa, o cérebro começa ele próprio a agir de uma maneira que nós não conseguimos compreender. Eles se comportam como animais, eles se comportam como pessoas satânicas, eles se tornam muito cruéis e não sabem como realmente dizer algo bom aos outros. Há um tipo de orgulho muito falso neles e tais pessoas continuam ferindo os outros, insultando os outros, até elas encontrarem alguém como elas e então ambas sucumbem. Esse é o único empecilho em toda a coisa, do contrário, vocês teriam sido liquidados na mesma hora. Mas, porque duas pessoas com ego não podem ficar juntas, elas neutralizam uma a outra Assim, graças a Deus, nós ficamos a salvo delas.

Então, esses dois condicionamentos, que na realidade estão no cérebro, esses dois condicionamentos congelam o coração e também tornam o domínio do coração nulo. E então o cérebro começa a afirmar a si próprio. É desse modo que nós não sabemos como ser amáveis com os outros, como ser bons, como ser prestativos, como ser gentis e como ser tranqüilizadores, protegendo os outros. Tudo isso, nós já herdamos. Nós já tivemos um coração de pedra quando nós viemos para a Sahaja Yoga e nós temos um cérebro ou cheio de ego ou de superego. Assim agora, com a elevação da sua Kundalini, você pode limpar sua cabeça, antes de mais nada. Então, a sinceridade virá quando a Kundalini mover-se e tocar o seu Brahmarandra, que é o assento do seu coração e irá expandi-lo. Então, o coração simplesmente retorna como um rei, retorna e começa a dominar o cérebro. E quando o coração retorna, você imediatamente nota que aquelas pessoas com as quais nós estávamos zangados, com as quais nós não conversávamos, com as quais não nos relacionávamos, de repente, nós nos tornamos cordiais com elas. Não há nenhum problema.

De muitas maneiras, as pessoas têm ofendido vocês. Toda essa ofensa e tudo mais simplesmente desaparece. E você começa a se tornar tão bom e belo. O que aconteceu é que a Kundalini tocou o seu Brahmarandra, onde fica o assento do coração. E logo que isso se abre, o seu coração também se abre e desperta. Ele pensa: “Oh, o quê? Eu permiti que este cérebro me governasse?” “Como ele ousa me governar!” Ele simplesmente salta sobre isso. E nós temos visto pessoas que de repente estão tão transformadas, que é notável.

Havia um senhor nos Estados Unidos que disse: “Mãe, depois da Realização, eu estava tão mudado” “que me tornei uma pessoa muito amável” “e eu nunca queria (encontrar) meu tio ou ninguém.” Então, ele o encontrou em algum tipo de festa e então ele disse: “Oi, tio!” O tio começou a olhar para ele: “Você está bem?” Ele nunca disse isso. Então ele perguntou: “Você está bem, tio? Você tem passado bem?” “Eu posso fazer alguma coisa por você?” Ele disse coisas muito gentis. O tio disse: “O que você tem feito? Você está bêbado ou o quê?”

“Como você fala de forma tão amável comigo? Eu não posso acreditar nisso.” Isso é o que acontece. E é por isso que nós temos que entender que todas essas coisas podem ser facilmente abandonadas, porque nós as adquirimos. Elas podem ser eliminadas porque nós as adquirimos. Elas não precisam estar em nossas vidas, em nossos relacionamentos. Portanto, o ego e o superego, ambos podem ser explodidos quando seu coração é despertado. Assim, quando nós estamos lidando com pessoas, nós temos que quebrar o gelo também pela comunicação com os outros de uma maneira muito decente. Por exemplo, dizendo a si mesmo: “Não, eu não acredito que este homem seja tão mau.” “Deixe-me cuidar dele, ele pode ficar bem.”

“Vejam, eu não acho que ele seja tão mau.” Assim, reconhecer alguém como mau é muito fácil para os seres humanos e logo que eles comecem a aceitar tal coisa, então eles constroem um tipo de fortaleza, na qual eles vivem e pensam que são as melhores pessoas e ninguém mais é bom. E desse modo, toda a comunidade, toda a sociedade, toda a humanidade é corroída por essas idéias. E a Sahaja Yoga é o único meio que irá curar isso. A Sahaja Yoga é o único meio que irá acabar com isso. E esse papel tem que ser desempenhado por vocês, entender que a sinceridade só pode surgir se vocês elevarem a sua Kundalini muitas vezes e abrir seu Brahmarandra. Então, seu coração irá se levantar. Ele se tornará uma personalidade desperta e ele assumirá a direção de seu cérebro, que está o tempo todo pensando, pensando, pensando, como um louco. E uma vez que isso aconteça, então você compreenderá que agora você saltou dentro da consciência sem dúvidas. Assim, o relacionamento entre os dois tem que ser totalmente compreendido.

A princípio, a dominação do coração ou, podemos dizer, a realeza do coração é ameaçada, é rebaixada, é anulada. E então, esse cérebro torna-se o rei e começa a nos governar. “Eu penso…”, “eu acho…”, quer dizer, o cérebro, o ego. Se você puder abandonar esse: “eu penso…”, “eu quero…”, tudo ficará bem. Eu diria, “eu quero…”, não é a questão. Este corpo quer isso. Separe-se. Gradualmente, você começa a se separar de todas essas situações por nunca dizer: “eu quero…”. Você deve dizer: “este corpo…”, “esta mão…”, “esta cabeça…” Você começa a se separar. E uma vez que você se separa, todas essas barreiras do ego e do superego desaparecerão.

Mas, de qualquer forma, é muito fácil livrar-se desses dois. É muito fácil livrar-se desses dois. Simplesmente levantando a sua Kundalini e rompendo o seu Brahmarandra. Esta é a maior conquista que vocês obtiveram: vocês podem romper o seu Brahmarandra, fazer com que sua Kundalini fique conectada com o Poder Onipresente. É por isso que Eu sempre digo que vocês devem meditar e devem ficar em consciência sem pensamentos, então isso funciona. Não prestem tanta atenção nas coisas externas. Naturalmente, você é, de uma certa maneira, responsável pela Sahaja Yoga, porque você é sincero em relação a ela. Você não pode se forçar. Então, repetidas vezes, Eu digo: pese a sua sinceridade. “Quão sincero eu sou em relação à Sahaja Yoga?”

E algumas pessoas simplesmente levam isso de uma maneira frívola, dizendo: “Mãe, eu era um tolo, eu estava confuso.” Você não pode dizer isso! Você não pode dizer porque você deve essas coisas à Sahaja Yoga. Tudo você deve à Sahaja Yoga agora. É uma nova vida para você. Então você não pode dizer: “eu estava confuso” ou “eu era tolo, eu era estúpido, eu fiz isso.” Diga a si mesmo que você não pode fazer isso. A Mãe tem realmente trabalhado muito arduamente com total sinceridade e nós não podemos ser insinceros em relação a isso. Nós não queremos ser hipócritas. Isso é hipocrisia, total hipocrisia.

Você diz algo e faz algo. Se você tiver algum senso de gratidão e auto-respeito, então você nunca deve dizer: “Por engano, eu fiz isso, Mãe” ou “eu estava confuso, eu era tolo, eu era estúpido.” Isso mostra que você é uma pessoa muito medíocre e que você não tem nenhum senso de gratidão em relação à Sahaja Yoga, nem em relação a você mesmo. Mas a melhor parte disso é que Eu não preciso da Sahaja Yoga e a Sahaja Yoga não precisa de vocês. Vocês precisam da Sahaja Yoga. Em si mesma, a Sahaja Yoga é completa. Ela não precisa de vocês. Ela é completa, permanecerá assim, sem dúvida. Ela terá sua própria posição, seu próprio status, sua própria dignidade, tudo intacto. Mas, se você tiver que extrair algo dela, você tem que colocá-la em prática.

Por exemplo, se você tiver que buscar água do rio Ganges, você tem que ter jarras adequadas, que sejam profundas o suficiente para receber a água. Mas, se você levar uma pedra, o que você pode trazer nela? Mas o Ganges flui. Ele é o que ele é. Ele tem suas próprias capacidades. Ele não muda porque vocês levaram pedras. Assim, agora você têm que entender isto: eleve a sua Kundalini tantas vezes quanto você puder. Tente colocar a atenção na sua Kundalini o tempo todo. Veja onde está o problema. Remova-o, remova totalmente. Descubra onde está o problema e eleve sua Kundalini várias vezes e certifique-se de que está fluindo bem em sua área óssea da fontanela, de modo que o seu coração se expanda.

É um processo mecânico de certo modo, vocês podem dizer. Mas nem mesmo isso, vocês fazem. Se vocês tivessem feito isso, o seu coração teria aumentado. E vocês mesmos dirão: “Mãe, meu coração se tornou grande como a Ásia.” E então, vocês vêem o milagre do coração, como ele emite vibrações pelas quais vocês se tornam tão compassivos, tão dinâmicos, pessoas belas e tão sinceros com a Sahaja Yoga. Eu pediria a vocês para abrirem o seu coração hoje para este Puja. Vocês têm sido muito jubilosos e alegres. E o seu coração deve ser aberto, porque Eu tenho visto que os Sahaja Yogis têm um grande coração por Mim, mas para eles mesmos, eles não têm. Eles farão tudo por Mim, mas nada por eles mesmos. Eles trabalharão de manhã até a noite para decorar o salão, para fazer tudo.

Eles devem ter enviado todas estas flores para Mim, Eu não sei de onde. Mas, se Eu lhes disser: “Meditem para vocês mesmos”, isso eles não farão. Ou “alcancem isso para vocês mesmos”, isso eles não farão. Essa é a situação. Então, ao invés de desperdiçar toda a sua energia na decoração de todas essas coisas, vocês devem decorar-se dentro de si mesmos. Com sinceridade, com bons pensamentos em relação a si mesmos, de que vocês são capazes, pessoas totalmente capazes e vocês podem usar sua imaginação, sua inteligência, racionalidade, o que quer que vocês acham que têm, para encontrar o meio, para encontrar o meio, novamente Eu digo, de manter seu coração amplo. E essa é a mensagem para o aniversário de hoje, pelo mundo inteiro, porque Eu senti que o mundo inteiro estava hoje como um grande coração pulsando. Eu recebi o último telefonema e vim aqui. Por toda parte, os telefonemas chegando, estão chovendo flores, as coisas belas que eles estão dizendo. Tudo está lá.

Quando Eu fico simplesmente embebida nisso, simplesmente embebida, é demais para Mim. Tão doce, coisas tão doces para as crianças, das crianças, essas coisas das mulheres, algumas coisas muito, muito boas dos homens e foi surpreendente como essas pessoas estão radiantes de alegria por hoje ser Meu aniversário. Da mesma forma, por favor, considerem que todo dia é seu aniversário, que vocês têm que elevar sua Kundalini o tempo todo e manter o padrão de sua Kundalini cada vez mais elevado. Quanto mais vocês se abrem, mais fios da Kundalini irão se elevar e quanto mais seu coração se abrir e despertar, ele se tornará mais poderoso. E com um coração aberto e grande e com um coração poderoso, vocês podem dominar o seu cérebro, que está lhes dando todas essas idéias estranhas. Eu espero que isso aconteça este ano aqui e que as pessoas tentem fazer questão de terem um grande coração. Um grande coração não significa estupidez, não significa isso. Um grande coração significa o coração no qual vocês podem Me colocar dentro. Eu mesma sou uma pessoa realmente grande, então vocês têm que ter um coração muito grande, de modo que Eu possa residir em seu coração. Esse é o grande coração e isso é o que todos vocês devem ter.

Se isso acontecer, então tudo irá funcionar muito bem. Assim, a parte da entrega é: vocês devem saber como se entregar e devem saber como manter o que quer que não seja entregue, porque vocês se entregam de tal maneira que expandem o seu coração totalmente. Coloquem-Me lá e depois mantenham suas flores com vocês, para serem oferecidas a Mim no momento em que vocês estiverem em completo controle de si mesmos. Assim, vocês têm suas emoções, seus sentimentos como flores que vocês têm que guardar para si mesmos, as quais são partes do mesmo oceano de seu coração. E, uma vez que você esteja pronto, se tudo é feito, se a casa inteira está pronta, agora tragam as flores, as emoções, as coisas boas, as coisas belas e nutram-nas. Devemos aprender. Eu acho que deve haver alguns livros sobre como dizer coisas boas, gentis aos outros. Nós devemos tentar encontrar alguns livros como esses ou devemos escrever alguns livros sobre como coisas gentis podem ser ditas, como nós podemos cuidar dos outros, como nós podemos fazer o outro sentir o nosso amor, a expressão do amor. E isso funciona, um livro assim realmente ajudará as pessoas a compreenderem que isso é bom para se dizer. E uma vez que você diga algo gentil para o outro, essa gentileza retorna, como Eu lhes disse, assim como as ondas que tocam as praias retornam e então você se sente muito feliz.

Continuar dizendo coisas que são gentis, que são agradáveis, será muito apreciado. Mas, se você disser isso com sinceridade, não apenas para mexer com alguém ou dizer algo simplesmente para ser superficialmente bom, como: “obrigado, obrigado, obrigado”, mas algo que venha do seu coração, como eles dizem, então você ficará surpreso ao ver que o coração da outra pessoa se abrirá e, daquele coração, fluirão essas belas flores das emoções em direção a você. Assim, por um lado, você tem que expandir o seu coração e, por outro lado, você tem que conservar ou preservar todos os sentimentos belos, bons, delicados dentro de você mesmo, absorvidos de todos os lugares e depois derramá-los no ponto certo. Essa é a arte. Como essas flores que estavam no jardim primeiramente, preservadas, preservadas. No momento certo, elas foram trazidas para dentro. Então, elas se sentem mais glorificadas por elas serem usadas no momento certo. Essa é a maneira que nós temos que ser conosco em nosso coração, porque os serem humanos são criaturas muito delicadas, muito belas e para embelezá-los, você tem dizer coisas belas. Esta língua não é para dizer coisas ásperas, para zombar dos outros, para provocar os outros, mas é para dizer alguma coisa, uma coisa muito bela, de modo que a outra pessoa também absorva essa beleza. Eu tenho visto algumas coisas gentis que as pessoas têm dito e isso perdura em Minha mente.

E Eu disse: “Quando Eu terei a oportunidade de dizer estas coisas aos outros?” Então, pense sobre isto: “Agora, esta é uma frase muito gentil.” “Esta foi uma coisa muito doce que eles disseram.” “Tudo bem. Então agora, onde eu deveria usar isso?” Quando Eu vou fazer compras, Eu vejo algo: “Ah, isto é bom.” “Isto será bom para uma determinada pessoa. Vamos comprar isto.” Da mesma maneira, se você encontrar esses belos sentimentos e belas emoções e coisas belas ditas, então, o que você faz? Vocês as coleta, todas essas coisas, você as mantêm e você as usa no momento certo, no lugar certo.

Isto é o que é a sabedoria de Shri Ganesha. As pessoas inocentes são as mais sinceras, as pessoas inocentes. Aqueles que são espertos e astutos não podem ser sinceros, porque eles gostam da sua astúcia, eles gostam de sua assim chamada “inteligência brilhante”. Eles nunca podem ser. Aquelas pessoas que são simples, que são amorosas, que se importam com o amor mais do que qualquer outra coisa, podem dizer somente coisas muito belas sinceramente. Hoje, Eu queria dizer muitas coisas para vocês, como Eu Me sinto sobre este aniversário na Austrália, mas Eu lhes disse, faltam palavras. Porque, vejam, a Austrália é um país tão distante. Vir aqui, com tantas pessoas reunidas e cantando Agata Swagata. É inacreditável, inacreditável, porque Eu não lhes dei nenhum dinheiro, vocês não Me deram nenhum dinheiro, vocês não são obrigados a dizer nada assim. Mas não somente vocês estão fazendo isso, mas também estão regozijando isso.

É algo grandioso. Vocês estão regozijando isso e isto é o que acontece: quando o seu coração é grande, então seja o que for que você faça pelos outros, você regozija. Você regozija fazer coisas boas. Você regozija dizer coisas gentis. Assim, nós devemos ter as mais seletas flores de belas frases, nós devemos ter as mais seletas emoções que devemos ser capazes de expressar uns aos outros. Agora, comecem isso a partir de hoje, Eu tenho que dizer que comecem isto: “a partir de 1990, nós vamos o tempo todo dizer” “algo belo uns aos outros, o tempo todo.” E simplesmente mantenham seus ouvidos abertos, mantenham seus olhos abertos, e onde quer que vocês tenham uma oportunidade, onde quer que ouçam algo assim, mantenham isso em sua mente e usem de volta. Hoje, Eu estou tão encantada e é muito para Mim, realmente, acreditar até mesmo que há tantos Sahaja Yogis na Austrália, a qual é tão distante. Agora, é sua responsabilidade. É sua responsabilidade ser sincero em relação à Sahaja Yoga e se você fizer tudo com toda sinceridade, você nunca pensará nessas argumentações estranhas que Eu ouvi antes.

Você simplesmente pensará: “Nós amamos a Mãe e nós temos que estar juntos” “e temos que amar uns aos outros” “e, o tempo todo, nós temos que dizer coisas gentis uns aos outros,” “de modo que o amor cresça.” Qualquer outra coisa, qualquer um que tentar dizer coisas ou quebrar as coisas ou partir o coração de alguém, está fazendo coisas pecaminosas, há pecado. Partir o coração de um santo é o maior pecado e eles serão punidos por isso. Assim, agora todos vocês são santos e sábios, vocês têm que respeitar uns aos outros. Não somente isso, mas vocês têm que regozijar sua sinceridade. Este é o caminho, Eu estou tentando dizer, regozijem sua sinceridade. E todos esses pensamentos estúpidos que entram em sua cabeça, jogue-os fora. Porque Eu ouvi tantas argumentações aqui e ali e Eu pensei: “O que é isto? Eles são Sahaja Yogis” “ou eles são pessoas comuns da rua?” Isso está acontecendo e depois as crianças, isso está acontecendo, aquilo.

Agora, em relação às crianças também, Eu tenho lhes falado: mandem suas crianças para a Índia. De qualquer forma, vocês têm sido egoístas em relação a elas. Vocês sabem que elas não estão se desenvolvendo bem. Então mandem as crianças para a Índia. Com isso, vocês abrem o seu coração, porque o mundo inteiro é seu parente, o mundo inteiro é sua família. Em qualquer lugar do mundo que vocês forem, vocês encontrarão pessoas que os amarão, que cuidarão de vocês, que farão tudo por vocês. Quero dizer, saber que em cada lugar existe alguém sentado simplesmente esperando encontrá-lo como seu próprio parente! Agora mesmo, Eu estava pensando: “Estes músicos irão para Singapura.” “O que acontecerá? Onde eles ficarão?”

Um grande problema, tentando isso e aquilo. De repente, Eu dei um bandhan, e recebi um telefonema de Bala. Bala Me disse: “Não, está tudo perfeitamente bem.” “Eu falarei com minha mãe, ela cuidará deles.” Problema resolvido. Então, quaisquer desses problemas, seus problemas podem ser resolvidos porque vocês são sinceros, mas se vocês não forem sinceros, vocês encontrarão somente pessoas não sinceras e então vocês decairão, decairão em sua própria avaliação e na avaliação dos outros. E vocês não terão nenhum lugar na Sahaja Yoga. Não há lugar para pessoas não sinceras na Sahaja Yoga, portanto tentem desenvolver sua sinceridade. Elevem sua Kundalini tantas vezes quanto puderem. Mantenham-Na lá.

Mantenham-Na no Sahasrara e certifiquem-se de que seu coração se abra. Essa é a melhor maneira. Todos eles têm Me perguntado: “Como abrir nosso coração?” Eu disse: “Tomem a chave.” Agora, Eu não sei como dizer-lhes. Abrir seu coração significa simplesmente elevar sua Kundalini, mantê-La no Brahmarandra e certificar-se de que o Brahmarandra se abra. Não somente isso, mas vejam como expandindo seu coração, sendo gentis com os outros, como vocês se sentem. Há algumas pessoas que não falam muito, que não se encontram com as outras, que tem reservas. Elas vivem como se estivessem vivendo no ar. Este tipo de pessoas precisam saber que deve haver alguns badhas, alguns bhoots sentando-se em suas cabeças.

Do contrário, esse é um comportamento não natural para um Sahaja Yogi. Eu lhes disse tantas coisas hoje, porque Eu acho que o cuidado, o amor, a afeição, a sabedoria e a paciência devem ser assimiladas. Se Eu sou o seu Guru, se Eu sou a sua Mãe, vocês têm que assimilar essas qualidades. Eu Me preocupo com tudo. Se alguém está em apuros, Eu fico preocupada. Eu tentarei resolver os problemas dessa pessoa. Qualquer um que tenha um problema, Eu simplesmente… aquilo fica grudado em Mim até que Eu tenha resolvido o problema. E Eu falo francamente também sobre, digamos, seus filhos. Eu falo sobre sua esposa, sobre seu marido que isso não está bem, que isso precisa ser corrigido. Porque Eu Me importo com vocês.

Essa é que deve ser sua atitude em relação aos Sahaja Yogis, à Sahaja Yoga. E isso irá fortalecê-los muito, porque vocês se importam. É por isso que os outros se importam. Vocês podem imaginar para uma mulher indiana como Eu, ter tantas pessoas que se importam Comigo? Porque vocês deveriam se importar Comigo, afinal? Tudo bem, vocês são Sahaja Yogis, mas há pessoas que não são Sahaja Yogis, Eu lhes digo, que Eu… eles não são Sahaja Yogis, que Eu conheci na Minha infância, que Eu conheço, meus parentes. Todos eles se importam Comigo! Apenas uma coisa: porque Eu Me importo com eles, Eu fico preocupada com eles. Qualquer pessoa que Me conta um problema, isso fica na Minha cabeça, gruda lá como um selo. Até que Eu tenha resolvido o problema, Eu ficarei atenta ao modo de resolver esse problema.

E Eu não tenho nenhum problema pessoal. Do mesmo modo, vocês não devem ter nenhum problema pessoal. Somente então, vocês podem resolver isso. Tudo bem agora? Então, que Deus os abençoe. No próximo ano, Eu espero que todos vocês estejam lá para o Meu aniversário na Índia. Nós iremos organizar o programa do tour assim, talvez funcione. Nós temos também que ver se vocês podem fazer algo mais barato lá para baixar o custo. Nós temos que ver muitas coisas. Nós podemos realizar isso.