Um Novo Salto deve ser dado, Véspera do Puja de Páscoa

Eastbourne (England)

Feedback
Share

Um Novo Salto Tem de Ser Dado, Véspera Puja de Páscoa, Inglaterra, 21.04.1990

Muito bom ver todos vocês aqui para o Puja de Páscoa. Muito bom. Que prazer, tamanha alegria. Como se Eu sentisse a ressurreição atuando rápido. O ano de 1990 chegou agora… como um ano especial para todos nós. A Sahaja Yoga irá se expandir muito rápido, sem dúvida, em todos os lugares, em todo o mundo, Eu sei que ela tem de de expandir. E também Eu lhes disse que um novo salto tem de ser feito… por todos os Sahaja Yogis. Para explicar isso, nós diremos que a Sahaja Yoga está se expandindo de forma horizontal. O plano é horizontal e vocês são os responsáveis por esse trabalho. Vocês estão realizando isso, sem dúvida. Por causa de vocês, ela se expandiu.

Alguns de vocês fizeram o máximo para realizar isso, difundi-la pelas aldeias, pelos arredores, pelos diferentes países. Também os eventos, eventos mundiais, nos ajudaram muito… e a Sahaja Yoga tem trabalhado de uma forma muito ampla. Talvez seja difícil para nós realmente equilibrarmos isso. Mas quando nos movemos horizontalmente, nós também devemos saber que temos de nos mover verticalmente. Caso contrário, o que acontecerá é que nós perderemos em qualidade. Talvez bastante em quantidade, mas teremos falta de qualidade. E se a qualidade cair, então vocês verão que muito será desperdiçado. Portanto, nós temos de cuidar da nossa ascensão vertical, que é muito importante. Se Eu lhes contar algumas das coisas que aconteceram… neste curto período depois que Eu deixei a Índia, Eu mesma estou surpresa ao ver que… em proporções geométricas, a Sahaja Yoga está se elevando muito intensamente. Mas isso não deve ser uma satisfação completa.

Individualmente também, nós temos de nos elevar. E cada um de vocês tem de se elevar. A ascensão vertical tem de ser alcançada por todos vocês. Alguns podem ter perdido um pouco, alguns poderiam ter estado um pouco… distante de si mesmos. A atenção talvez tenha sido desperdiçada bastante, mas nós temos de saber por que nós estamos aqui… e então isso é muito fácil. Nós estamos aqui para sermos partes integrantes… de uma revolução muito boa, muito grande. Vocês conseguem imaginar que nós estamos transformando seres humanos? Isso nunca foi possível. A transformação em massa irá acontecer, é desse modo que este mundo irá mudar… e vocês são partes integrantes disso. Mas quando você se torna parte integrante disso, você simplesmente esquece às vezes… que nós temos muitas coisas que estão tentando nos puxar para baixo.

Então nós estamos felizes em ver a propagação da Sahaja Yoga, mas nós não vemos verticalmente o que estamos perdendo… e isso Eu acho que é uma perda maior, não importa se há duas pessoas a menos ou mais. O que é importante é que devemos ter Sahaja Yogis muito profundos, caso contrário, a Sahaja Yoga será desperdiçada. Muitos eventos irão acontecer e nós estamos no palco… e nós temos de cooperar, coordenar e entender. Vejam agora, por exemplo, para vir para cá, David teve um problema. Ele disse: “Mãe,” “é exatamente como uma tempestade, é horrível,” Eu estava lá há uma semana e ele estava muito chateado com isso. Todo mundo Me falou sobre este lugar, Eu disse: “Tudo bem, vamos ver.” E ontem também Me disseram que estava chovendo, mas em Cambridge foi terrível… e Eu disse: “O vento irá começar e o vento soprará as nuvens”, todas as nuvens foram sopradas e havia céu claro. Então o vento começou de certa forma e vocês podem ver isso. Mas você devem ter seus pés no chão… e isto é o que Eu acho que vocês não percebem às vezes: que trabalho importante vocês estão fazendo. Quero dizer, em que posição importante vocês estão… e que conquista… vocês terão para si mesmos e, e que grande bênção vocês irão conceder aos seres humanos.

Então, quando saímos da vida familiar, por exemplo, nós viemos para a Sahaja Yoga abrindo mão de todas essas coisas, abrindo mão de todas essas coisas mundanas, roupas, isso, aquilo, casa, carro, depois a vida familiar, relacionamentos, tudo. Nós viemos aqui para buscar a verdade e ser um só com Deus. Não que você tenha de começar a praticar uma sanyasa, mas abrir mão significa você ser desapegado… e você estar apegado a um princípio que você tem de alcançar… a religiosidade dentro de você. Mas quando você vem para a Sahaja Yoga, Eu tenho visto a beleza da Sahaja Yoga, então novamente você quer retornar… a essas coisas inúteis. Depois você não consegue explicar por que isso acontece desse jeito. Por exemplo, se alguém se casa, ele se perde com a sua esposa. Ele adquire uma casa, se perde com a casa. Ele adquire um carro, se perde com o carro. Ele consegue um emprego, ele se perde com o trabalho. Ele adquire uma fábrica, ganha dinheiro, se perde.

Então, do que você abriu mão? O desapego não existe. Mesmo quando você sabe que não há alegria agora em todas essas coisas, é por isso que você veio para a Sahaja Yoga, A alegria está em uma coisa: é estar conectado ao Poder Divino. Não a todas essas coisas, elas não são importantes. Ou você não veio aqui por hipocrisia… ou você não veio aqui para nenhum ganho de qualidade inferior. Você veio por uma coisa muito preciosa, algo de valor supremo; abandonar tudo que é tão inútil. Vocês estão entre eles, vocês estão lá, mas se vocês ficam apegados a isso novamente, então vocês perdem muito de sua energia e Minha também. Então o desapego que vocês tinham desenvolvido antes de vir… para a Sahaja Yoga deve estar lá. Mas o que Eu percebo é que uma vez que eles entrem para a Sahaja Yoga, eles conseguem um emprego: “Agora estou ocupado com meu trabalho,” “não posso fazer mais nada.” Um outro dirá: “Eu tenho uma escola para frequentar”.

“Eu tenho meus filhos”. Alguém dirá: “É minha esposa”. Então alguns se tornam muito românticos, eles se apaixonam. Eles fazem todos os tipos de insensatez. Quando você entrou no barco, como você pode saltar de volta? Então é muito importante entender que nós somos Sahaja Yogis. Nada pode nos atrair, nada pode nos deter, nada pode tirar nossa atenção, mas uma coisa é que nós estamos aqui para a emancipação dos seres humanos… e nosso próprio caráter, nosso próprio estilo, nossa própria personalidade irá mudar isso. Eu darei um exemplo disso. Quando Eu estava indo para a Rússia pela segunda vez, na família, eles disseram: “Você já esteve lá, por que Você quer…” “ir novamente, afinal, Você esteve lá antes…” “e novamente você quer ir por dois, três dias. Uma yoga,” “um seminário pode ser cuidado por outras pessoas que estão lá”.

Eu disse: “Não, Eu tenho de ir”. Mas eles insistiram e então Eu disse: “Eu tenho um plano que se Eu for lá,” “haverá muitas pessoas de todos esses países…” “que são chamados de Bloco Oriental…” “e Eu acho que posso realizar um grande progresso através dos Sahaja Yogis,” “se eles obtiverem a Realização.” Eu só estava dizendo que deveríamos ter realmente… algumas pessoas extraordinárias para ir. E eles deram apenas 45 minutos para falar com eles. Eu falei por cerca de 35 minutos, Eu devo dizer, ou 32 minutos… e então Eu dei a eles a Realização. Pessoas formidáveis, personalidades formidáveis, Eu estive em contato. Quando saí, todos eles Me acompanharam, ninguém ficou lá no auditório… para ouvir qualquer outra pessoa. O seminário todo acabou. E eles Me deram o endereço deles, eles Me deram o número de telefone deles, tudo. E eles ficaram atrás de Mim… e Eu não tinha papel, lápis; alguém estava anotando.

E Eu fiquei muito satisfeita. Eu pude ver claramente em sua personalidade… que eles são pessoas muito profundas. Assim que eles voltaram, o Paramchaitanya ativou aquilo.. e vocês sabem o que aconteceu com o Bloco Oriental. Há pessoa maravilhosas, são pessoas maravilhosas. Os russos são maravilhosos e essas pessoas são maravilhosas. Buscadores de qualidade muito alta. O mesmo sobre a Hungria. Todo mundo estava dizendo: “E quanto a Hungria, Mãe?” antes disso. Eu disse: “Deixem um vir de lá”.

E realmente veio um muito doente, uma pessoa magra, doente. Ele teve a Realização e aqui está, a Hungria está livre. O mesmo com a Romênia. Então, qual é a diferença de qualidade entre nós que supõe-se… que nos tornemos pessoas de países livres… e aqueles que estavam nas algemas do comunismo? Não sei, mas talvez… eles devam ter sido grandes pessoas para nascerem lá, talvez. Porque Lenin falou de estado sem estado e coisas assim, mas Eu não sei o que dizer. Mas uma coisa é certa, eles não tinham tempo para desperdiçar a atenção deles aqui e ali. Sem os absurdos da religião, sem os absurdos do condicionamento, sem os absurdos de todos os tipos de teorias, sem os absurdos de se tornarem hippies… e sem os absurdos de se tornarem esses punks, e isso e aquilo e todos os tipos de absurdo. Nada. É claro, Eu não digo que quando fui lá, Eu encontrei pessoas – pelo menos 25% eram os que estavam pedindo jeans americanos, mas isso é diferente, apenas 25%.

O resto deles, apenas como pratos limpos, pratos totalmente limpos. Os cabelos muito bem penteados, com óleo e tudo mais, pessoas muito inteligentes. Sem inibições de Me perguntar sobre eles mesmos… e nada do tipo. Nenhuma hipocrisia, nada. Nenhuma moda. Nenhuma moda. Pessoas francas, simples, educadas e dignas. Ninguém andando com gestos estranhos ou algo assim, muito dignos. Presume-se que eles eram pessoas nas algemas do comunismo. E uma pessoa escreveu o cálculo matemático do Shri Chakra, e ele muito humildemente veio a Mim, sentou-se para saber tudo sobre isso.

A humildade deles era, Eu não consigo lhes explicar. Até mesmo para tocar o palco, eles vieram com tanta humildade e disciplina. Seja o que for, seja o que for que o regime deva ter sido para eles…. ou seja o que for, eles não são pessoas depravadas. É um tipo de disciplina adequada da mente deles. A mente é tão receptiva, tão humilde. Nessa assim chamada liberdade, nós perdemos muito de nós mesmos, Eu acho. Primeiramente, nós mesmos experimentando… todos os tipos de absurdos; falando sobre coisas que não deveríamos falar, vendo coisas em nome da liberdade… que nunca deveríamos ver como seres humanos. Qualquer coisa as pessoas podem fazer em um país livre. Eu acho que a menos e até que vocês tenham a Realização, a liberdade não tem nenhum sentido, porque eles ficam depravados. Eles abandonam completamente todas as qualidades deles, todos os seus sistemas de valores, tudo.

Então chegamos a um ponto para entender que nós nos ferimos, nós prejudicamos a nossa atenção. Primeiro, uma coisa é que no sistema familiar, os pais costumavam ser cruéis e estranhos e isso e aquilo. Agora vocês se tornaram Sahaja Yogis, então agora, vocês estão muito apegados aos seus filhos, isso também não é bom. “Este é meu filho, esta é minha esposa, esta é a minha casa.” Como pode ser isso agora? Agora você se tornou um pássaro livre. Assim, hoje é o dia de Páscoa conforme estamos celebrando hoje. E na Páscoa, nós temos de nos lembrar que… agora nós somos livres. Não somos mais ovos dentro da casca. Agora nós somos pássaros.

Não precisamos carregar a gema do ovo na nossa cabeça… para se gabar sobre isso. Acabou-se agora, está feito. Não há mais nada lá. Então por que deveríamos ir e tentar nos tornar ovos novamente? Qual é a sabedoria? E depois outra coisa chocante que Eu tenho visto é isto: nós saímos de um sentido de – nós saímos do sentido de dominação dos outros, intimidando os outros, zombando dos outros, odiando os outros, todas essas coisas ruins que tínhamos liberdade para fazer, falar rudemente com os outros, nós temos liberdade, liberdade para ferir. Quando abandonamos tudo isso, então Eu percebo que como Sahaja Yogis, as pessoas ainda estão fazendo isso. Esse papel acabou. Por exemplo agora, você era um policial, mas agora você se tornou um padre. Eu não deveria dizer padre, mas o que Eu devo dizer então?

Eles são igualmente ruins. Eu devo dizer, agora você se tornou uma Alma Realizada. Então, agora, quando você se tornou a Alma Realizada, você é o pássaro, você é o verdadeiro pássaro livre, que tem asas, que tem olhos, que pode voar, que não tem essas qualidades que vocês tinham como ovos. Está completamente transformado, acabou-se. É mítico. Você não pode se tornar isso agora. Se um pássaro quer se tornar um ovo, ele vai sufocar e morrer. Essa direção inversa não é possível. Mas por quê? Por que estar na direção inversa?

Vocês deveriam se perguntar. Nós temos de nos elevar. Portanto, na ressurreição, nós temos de aprender o desapego. É só mental. Quero dizer, Eu não sei como um pássaro pode ficar apegado a um ovo. Ele poderia ser apegado a um ovo pensando: “Oh, como era aconchegante,” “eu não tinha de voar”. Ou poderia ser algo assim. Quero dizer, só há coisas ruins em ser um ovo… e pensar em um ovo. Mas Eu não sei como… ele pode estar apegado ou, pelo contrário, ele abominaria essa vida: “Oh baba, o que eu era? Onde eu estava?”

Da mesma forma, nós também devemos sentir… que nós somos um tipo de glória. Mas não há vaidade nisso, é um orgulho. É uma assunção, é uma aceitação. Você está sentado em um trono. Agora você não pode gostar da lama, pode? Então, quando invertemos, quando nossa mente vai em uma direção inversa, vocês têm de entender que estamos escorregando para fora. Isso é muito importante. Minha experiência na Austrália foi bastante triste porque… Eu descobri que escorregaram para fora completamente, todos eles. Escorregaram para fora completamente. Os líderes eram como carcereiros… e a maneira como eles se comportaram e alguns deles se juntaram a eles… e era como um regime e são coisas horríveis, coisas de Hitler.

Então Eu tive de puxá-los de volta para o barco. Eu tive de trabalhar muito duro, muito, muito duro com eles. Essa é a assim chamada liberdade que nós temos que os arruinou. Outro milagre aconteceu que Eu fui a um lugar chamado Cairns, que é um lugar muito longínquo, próximo ao Equador, na ponta da Austrália. E eles Me disseram: “A Grande Barreira de Corais é muito perto daqui…” “e há peixes chamados de espinho da coroa.” Do que nós os chamamos? Espinho da coroa. Que peixes? Estrelas-do-mar, estrelas-do-mar. “E eles estão comendo todos aqueles pequenos animais… que formam esses belos corais lá.”

E foi quando a regeneração parou há 10 anos. Só Deus sabe de onde eles vieram, cardumes e mais cardumes deles. Eu disse: “Eu gostaria de ir e ver esta Grande Barreira de Corais, vamos ver.” Então nós fomos, havia um barco que estava prestes a afundar… no meio do caminho, no meio do caminho, nós ficamos sentados lá e assistindo tudo. Eles disseram: “A Senhora verá esses peixes lá.” Eu vi tartarugas enormes e Eu vi belos peixes, muito belos… de tantas variedades, tantas cores, muito delicadamente passando. Mas nem um único peixe que fosse uma estrela-do-mar, nem um único. Eu disse: “Vamos ver, vamos ver”. Então, nós demos voltas e mais voltas. Eu queria ver um, pelo menos, que tipo de coisa era aquilo.

Demos a volta pela coisa toda, nem uma única coisa. E isso aconteceu no dia 10, Eu estava lá. No dia 17, nós estávamos viajando, no aviõa, eles anunciaram que um milagre aconteceu, que todos aqueles peixes desapareceram e… alguns que estavam lá estavam morrendo. Vocês podem imaginar? Então o que Eu estou tentando lhes dizer é que vocês têm esses olhos, vocês têm essa personalidade que pode ativar todas essas coisas. Se dois ou três Sahaja Yogis da Alemanha Oriental que tiveram a Realização… pudessem ir e pôr em ação, o Muro de Berlim pode cair, então com todos estes Sahaja Yogis, Eu não sei o que deve acontecer. Isso vocês têm, esse poder vocês têm. É por isso que Eu digo que o aprimoramento vertical tem de estar lá. E então deixem esse poder agir e ativar. Todos vocês podem ativá-lo individualmente e coletivamente, mas o programa vertical é menor, a compreensão vertical é menor.

Qualquer número de Sahaja Yogis que possamos ter, mas se eles não conseguem ativar, então de que adianta? Portanto, Meu pedido é que… nós temos de agora prestar atenção em nosso movimento vertical… e em nossa atenção. O mesmo sobre os casamentos. Quero dizer, às vezes eu sinto que… Eu não sei por que Eu os casei, mas eles se perdem. Imaginem, Eu não consigo entender. Vocês se casam na Sahaja Yoga, vocês se casam para a Sahaja Yoga, vocês querem ter filhos que são Sahaja Yogis, vocês querem ter Almas Realizadas, vocês querem apoiar a Sahaja Yoga, e é por isso que vocês se casam e vocês se perdem nos casamentos. Alguém vem e Me pergunta: “Mãe, há um trabalho muito bom que eu posso conseguir.” “Tudo bem, que Deus o abençoe”. As bênçãos de Deus são perdidas para a Sahaja Yoga apesar disso. Então essas tentações existem porque nós não somos desapegados.

Assim, neste grande dia, Eu tenho de lhes dizer: agora nos tornamos pássaros… e não queremos ser ovos novamente, de forma alguma. Nós não iremos voltar para esse estado… e nós temos de ativar muitas coisas. Todos vocês vieram para a Inglaterra, toda a Inglaterra deve ser ativada. Há uma outra boa notícia que Eu devo lhes dar. Eu fui a Jaipur. Somente um senhor de Delhi foi a Jaipur para organizar… e o pessoal de Jaipur disse: “É muito difícil aqui”, isso e aquilo. Ele disse: “Não, eu terei o programa em Govindji’s mandir (Templo de Govinda),” “onde ninguém pode ter programas, eu me encontrarei com maharani (rainha)”. Então, maharani não iria encontrar-se com ele, ele ficou insistindo, ficou sentado lá, esperando por ela, finalmente ele teve uma chance. Ele foi e falou com ela, ele mostrou a ela Minha foto. Imediatamente ela se afeiçoou a Mim, ela perguntou sobre a Sahaja Yoga, “O que é a Sahaja Yoga?”

Então ela disse: “Dá-me a Realização.” Ela teve a Realização, maharaja teve a Realização. Eles disseram: “Sim, podemos ter o programa aqui”. Ela disse: “Eu irei ao programa”. Ela mesma foi. Ela caiu aos Meus Pés em público, ficou sentada lá o tempo todo, o marido dela ficou sentado lá… e alguém lhes ofereceu um pouco de água para beber. Eles disseram, “Como posso? Ela é a Deusa,” “eu não posso beber diante Dela”, ela se sentou lá. Imaginem, ela acabou de ter a Realização. Que profundidade.

Mas isso não é o bastante. Eles têm um festival chamado Gangaur. Isso é um evento onde eles veneram Gauri. Esse é o maior festival onde a rainha, maharani, tem de venerar Gangauri. É uma estátua que dá a volta por… todo o estado de Jaipur e todo mundo celebra isso. É considerado o maior festival. Então, ela de manhã, veio e tocou Meus Pés e disse: “Mãe, eu posso venerar a Senhora?”. Eu disse: “Por quê?” “Porque a Senhora é minha Gangaur, na verdade, aquilo é apenas uma estátua.” Ela Me fez ficar do mesmo jeito, ela fez tudo, ela Me fez comer betel.

Eu não como tudo aquilo, mas ela disse: “A Senhora tem de comer, a Senhora é Gangaur, então eu tenho de alimentá-La.” E ela Me venerou e todo o seu ritual, ela fez o por cerca de 45 minutos e depois ela disse: “Agora eu irei venerar aquela estátua.” Não é permitido ninguém ir lá. Ela Me levou lá, ela Me fez sentar em um lugar muito agradável, deste jeito, decorado. O quanto ela Me respeitou. Ela é, entre todos maharajas de Jaipur, o mais elevado… e essa maharani é a mais elevada dama. E eles tinham muitos problemas também. Eles tinham muitos problemas, agora como isso aconteceu? Esse senhor teve sua Realização em Delhi, acho que há três, quatro anos. Ele vem de Jaipur.

Ele disse: “Mãe, nós devemos ter algo em Jaipur.” Eu disse: “Vá desta vez e tente”. Uma pessoa muito poderosa. E ele foi e se encontrou com ela. Ele deu a ela a Realização, ele deu a Realização ao maharaja, e eles tiveram um caso judicial de bilhões e bilhões… de rúpias no tribunal, que não foi decidido, e eles estavam à beira de perdê-lo. Mas quando ela teve a Realização, dentro de oito dias, esse caso foi decidido a favor deles… e isso ela entendeu que é um presságio muito bom. Mas simplesmente a partir da Realização, ela ficou completamente… mergulhada na Sahaja Yoga. Mas ela despertou. Então, quando algumas pessoas dizem: “Mãe, eu ainda tenho esse problema”, então isso significa que você não o está ativando. Você não deve ter nenhum problema.

Se você tem algum problema, então há algo de errado com você… que deve ser corrigido. Não somente você irá resolver o seu problema, mas você irá ativar de tal forma que… você irá resolver o problema de todas as pessoas, de todo o mundo. Nós ainda temos um grande problema de fundamentalismo. Nós não temos de falar sobre isso, dizer nada, apenas vá e fique diante deles e isso dará certo, depende. Vocês têm de fazer isso. Se Eu pudesse fazer tudo, Eu não teria lhes pedido para virem para a Sahaja Yoga. Mas vocês vieram por conta própria, vocês alcançaram por conta própria… e agora é para se sustentarem por conta própria. Então Eu sinto que nossa ascensão vertical ainda é muito lenta… e nós ainda estamos perdidos na teia da maia de cair em… um padrão um pouco mais sutil de nossas vidas anteriores. Agora nós estamos mortos para essa vida, nós somos uma nova pessoa. Esqueçam isso.

Há tantas coisas que Eu posso lhes dizer sobre milagres, por exemplo, nós curamos a Aids agora, nós temos curado a Aids, sem dúvida. A Aids pode ser curada através da Sahaja Yoga. Quero dizer, Eu curei isso, é claro. Eu não sei se vocês conseguem curar isso, você podem. Vocês podem, se vocês puderem ativar isso. Mas para vocês, outras coisas são mais importantes do que a Sahaja Yoga… e se desenvolverem na Sahaja Yoga, então vocês não conseguem. Havia um rapaz que veio em Karnal, de 32 anos, ele nunca conseguiu nem sequer falar uma palavra. Ele não podia ouvir, ele não podia falar, nenhum som vindo dele. A caixa de som dele estava morta. E Eu recitei dois mantras em seus ouvidos, ele começou a falar bem.

Está tudo nos jornais. Se Eu pude fazer isso, por que não vocês? Apenas tentem. Eu lhes dei todos os Meus poderes. Eles estão à sua disposição. Mas há uma coisa: vocês têm de ser desapegados como Eu. Vocês têm de se preocupar uns com os outros. Desapego completo. Deixem que sua atenção seja levada a nós. Vocês ainda estão preocupados com isso e aquilo, vamos esquecer isso.

Vocês são grandiosos, sem dúvida, mas vocês ainda estão carregando as limitações com vocês, é melhor abandoná-las. Eu espero que neste momento a atmosfera seja tão boa. Eu estou muito feliz que isso esteja acontecendo e Eles querem… que vocês realmente tenham a ressurreição. Ter a ressurreição em relação ao sentido de tempo, ao sentimento de agressividade, ao senso de coisas mundanas. Elas são lixo inútil mundano. E voar no céu aberto. Que Deus abençoe a todos. Quando todos vocês jantarem… e depois nós iremos ter um programa de música. Amanhã é o Puja. Eu espero que este Puja ative muitas coisas.

Eu espero que sim.

Que Deus os abençoe.