Raksha Bandhan e Shri Ganesha Puja

Dr. Vinod Worlikar’s House, Cerritos (United States)

Feedback
Share

Raksha Bandhan Puja Los Angeles, EUA, 07.08.1990

É simplesmente uma oportunidade que hoje Eu esteja aqui… e nós estamos tendo este dia do Raksha Bandhan.

Esse dia é muito importante do ponto de vista da Sahaja Yoga. O que é isso? Assim, esse é um princípio muito importante na vida Sahaja. Eu já lhes disse em muitas outras palestras, como Alexandre veio para a Índia e foi salvo pelo Raksha Bandhan. Também Eu contei sobre… como Krishna, que era o irmão de … Tudo bem? O que está acontecendo? Peça-os para entrar, porque eles podem estar atrasados. Todos eles devem juntar-se a nós. Algumas pessoas poderiam sentar-se nas escadas, assim elas podem Me ver claramente. Assim, este dia é extremamente importante… de certa maneira para os Sahaja Yogis observarem.

E Eu estou feliz por estar aqui, porque é muito importante também para a América. Como Eu lhes disse, Eu já falei para vocês como a guerra entre… Alexandre e Porus terminou por causa de uma intervenção da irmã. E também como Shri Krishna, cuja irmã era Draupadi, Vishnumaya… nasceu como Draupadi – e como Ele veio para salvar… a castidade Dela, apressando-Se por todo o caminho de Dwarika. Assim nós podemos ver isso quando ascendemos… na consciência coletiva e nós temos vida coletiva, encontro coletivo. No Vishuddhi Chakra, Shri Krishna estabeleceu isso… ou Ele manifestou esse puro relacionamento com uma irmã. Na vida coletiva que temos, no ashram onde moramos, para onde nos mudamos com os Sahaja Yogis, se nós não temos esse princípio básico dentro de nós, haverá um caos, um caos completo. Uma vez que esta pureza do relacionamento é estabelecida: “Exceto a minha esposa, todas as outras são minhas irmãs ou mães”. Essa não pode ser uma sociedade correta. E o caos do sistema social da América ocorre porque… eles não têm nenhum senso de relacionamentos puros. Uma vez que você chame alguém de irmã, ela é uma irmã.

E uma vez que você chame alguém de irmão, ele é um irmão. Não é apenas que vocês devem nascer dos mesmos pais, não é necessário. Mas esse é um princípio muito importante para ter… uma sociedade muito pura, onde todos possam viver pacificamente. É uma coisa comum, que Eu tenho visto no Ocidente, que uma senhora chegue na casa como uma amiga da esposa, então ela está lá e é uma irmã do marido. tem de ser. Mas, ao contrário, a próxima coisa que você descobrirá é que esse homem… começa a ter olhares maliciosos em relação a essa mulher. Porque a partir da tenra infância, se você não fixou sua atenção em sua irmã com toda essa pureza, você não pode ter esses sentimentos puros por outra mulher. O ponto de partida é sua própria irmã. O filho nasce e depois a filha nasce…. ou primeiro a filha nasce e o filho nasce depois. A partir daquela tenra idade, quando eles são inocentes, essa é uma dimensão do puro relacionamento de irmandade que… é desenvolvida, mesmo quando a sociedade é tão corrupta e má.

Mas, numa idade muito jovem, digamos aos 18 anos de idade, por causa das relações sociais daqui e das ideias sociais, a segunda parte, que é um dever do irmão em relação à irmã, é respeitar a castidade da irmã e protegê-la. E também é um dever da irmã manter o irmão moralmente bem. Assim, uma vez que se tornem livres depois dos 18 anos, depois dos 18 anos de idade, então a irmã sai com qualquer homem, vive com qualquer homem e o irmão não deve dizer nada. Ou se o irmão sai e fica com alguém, a irmã não pode dizer nada, ela não pode interferir. Ao contrário, como em qualquer lugar na Índia ou, como Me contaram, também na China, no Egito, até mesmo nos países islâmicos, se eles descobrem que sua irmã está saindo com outro homem, eles irão atirar naquele homem, nos países islâmicos. Na Índia eles talvez não atirem, mas eles irão se certificar de que a irmã seja corrigida. O mesmo com o irmão na Índia, Eu posso dizer, na China também, se o irmão é imoral, ele está indo no caminho errado, então a irmã tenta ao máximo… para trazê-lo de volta para a moralidade normal. É muito comum que, se um homem está fazendo algo errado, então a esposa vai até a irmã… e a irmã fica muito aflita e muito aborrecida com isso. Ela faz de tudo para corrigir o seu irmão. E esta compreensão inata existe dentro de nós, em cada pessoa, quer você tenha nascido na América ou em qualquer lugar: se o irmão está fazendo coisa errada, se ele está fumando, se ele está fazendo coisas erradas, mais do que a mãe, a irmã sente isso.

Mais do que a mãe, a irmã quer que isso seja corrigido. E ela faz de tudo para combater e resolver isso. A mãe pode começar a chorar, lamentar, desistir, mas a irmã continuará brigando com seu irmão. Em todos os seus esforços, ela se certificará de que o irmão volte a si. Também outras coisas como, se o irmão está fazendo algo ilegal, algo errado, algo que é prejudicial à sociedade, é a irmã que tem o direito, o direito divino de ir e corrigir isso. Numa sociedade onde esse relacionamento é muito puro… e nas sociedades que são bastante estabelecidas, a questão nao surge, na maioria dos casos, da irmã cometer erro. Mas vamos supor que uma irmã faça algo assim, supondo que a irmã saia da família, que ela tente abandonar a família por causa de uma outra pessoa… ou que ela tente dominar seu marido… ou tente fazer alguma coisa errada na família, então o irmão irá e a repreenderá… e dirá o que pensa dela e tentará corrigi-la. Assim, esse direito de corrigir, entre irmão e irmã de fato existe, não porque é algum tipo de coisa externa, mas de forma inata a partir de dentro de nós mesmos. Esse é o Princípio de Ganesha que age no Vishuddhi Chakra, onde quaisquer que sejam as comunicações que nós tenhamos, nós temos um relacionamento com a irmã… e um relacionamento com a mãe. Krishna também teve uma mãe adotiva, como vocês sabem, e o relacionamento com Ele… era exatamente como se fosse o Seu próprio filho.

Assim, se você chama alguém de mãe, tem de ser relacionamentos completamente puro. Assim, há três tipos de relacionamentos com as mulheres: um é com uma mãe, outro com uma irmã ou uma filha… e outro é com uma esposa. A filha não pode corrigir o pai. A filha não tem o direito de corrigir o pai e ela não irá corrigi-lo. Ao contrário, mesmo que ele cometa erros, ela irá apoiá-lo. Ela fica do lado dele sempre. Ela ficará até mesmo contra a mãe, para apoiar o pai. É a natureza, é natural. Mas o filho irá corrigir o pai se ele estiver fazendo algo contra a mãe. É algo natural.

É uma força masculina dando suporte a uma força feminina ou… a força feminina corrigindo a força masculina, de tal maneira que… a sociedade é mantida pura e há um crescimento apropriado. Somente entre os povos bárbaros, de acordo com os shastras, somente os rakshasas são condescendentes com… tais relacionamentos impuros o tempo todo. Porque não há nenhuma pureza na sociedade, isso se infiltra sorrateiramente na nossa mente e mentalmente… nós aceitamos essas coisas como normas. Do contrário, não há nenhuma necessidade de olhar para… cada mulher com luxúria e cobiça, para cada homem com luxúria. Essa depravação começou basicamente quando – como Freud também disse – quando o relacionamento com a mãe, o relacionamento com o pai, o relacionamento com o irmão e as irmãs são fundamentalmente… arruinados na infância, devido ao ambiente, devido a tantas coisas, seja o que for. E uma vez que esteja arruinado, o Princípio de Ganesha esteja… arruinado em nosso Vishuddhi Chakra, é muito, muito difícil manter tais pessoas na Sahaja Yoga. Agora, nós temos problemas desse tipo nos ashrams, que vocês sabem, em que eles estão vivendo no ashram e se comportando mal. Existem mulheres casadas também, nós tivemos experiência… disso, quero dizer, isso foi uma coisa tão horrível, tendo relações da maneira mais impura. Mesmo os não casados podem agir assim. Eu tive uma experiência muito ruim uma vez na Áustria, uma vez aqui também.

É uma experiência tão horrível para Mim. Eu não sei o que fazer com eles, porque Eu sei que eles são Sahaja Yogis, eles são buscadores, mas esse tipo de fraqueza, nós não podemos ter na coletividade. É realmente como uma maçã podre que irá arruinar todos os outros. Assim, mesmo um único exemplo como esse não pode ser tolerado, não porque é tão venenoso, mas porque esse tipo de relacionamento… arruinará nossa coletividade. Na Índia nos tínhamos um sistema chamado gotra, que significava… que seja qual for a universidade onde você estudou, ela era a sua gotra. Por exemplo, Meus antepassados, os antepassados dos Meus antepassados, todos eles estudaram em uma universidade que foi fundada… por Shandilya Muni. Assim, todos eles foram para esse ashram em diferentes lugares… e realizaram seus estudos e todas aquelas coisas juntos. Mas, em uma gotra, você não pode se casar. Agora, tantos anos se passaram, porque nós pertencemos a Shandilya gotra, nós não podemos nos casar com ninguém dessa gotra. Assim, isso vai até esse ponto.

E quando isso vai até esse ponto em nossa mente, nós não pensamos o contrário e isso não vem a nossa mente desse jeito. Nós temos sociedades como o Islã, essas sociedades muçulmanas também. Na sociedade muçulmana, por causa do sistema parda, eles estão sempre suspeitando e eles nunca podem confiar que… uma mulher está tendo uma boa relação com os irmãos ou não, porque eles não têm nenhum sistema gotra de forma alguma. Eles são tão desconfiados, porque não há nenhuma liberdade para conversar… e Eu tenho visto na Índia, onde nós também podemos ver isso, que há uma idéia de um relacionamento bem puro entre… os muçulmanos, mas os muçulmanos têm esse problema. As mulheres são desconfiadas, os homens são desconfiados… e tudo é feito secretamente, de uma maneira estranha. Assim, uma outra coisa é que nós devemos ser livres em um ashram. Mas não deve haver um interesse particular em uma pessoa. Se alguém fica com um interesse particular em uma pessoa, então isso é errado. Mas, em geral, nós devemos ser livres como irmãos e irmãs. E devemos ser muito livres.

A desconfiança não deve surgir nessa ocasião. A desconfiança só pode surgir quando uma pessoa está… interessada somente em uma pessoa. E é nesse momento que devemos corrigir isso, é muito importante. Porque, tudo bem, vamos supor que alguém seja um líder. Você está cuidando do líder, tudo bem. Se alguém é o seu irmão rakhi, tudo bem, você está cuidando do seu irmão rakhi. Mas se você vai além de um certo limite, então é melhor corrigir-se. Isso é errado. E então, se você realmente quiser enganar a si mesmo e dizer: “Não, não, nada está errado”, então saiba que essa não é a maneira, você tem de vir para a Sahaja Yoga, renunciando a todas essas… coisas absurdas para elevar-se. E agora isso está novamente se infiltrando em você.

Assim, os relacionamentos devem ser do mesmo tipo com todos. Agora, qual é a diferença numa sociedade que deveria ser elite, onde as pessoas flertam uns com os outros? Eles são livres e flertam livremente. Eles flertam com essa pessoa, com aquela pessoa, aquela outra, dessa forma. Não estão interessados em ninguém, esse tipo de coisa. Mas quando eles falam e quando eles têm qualquer contato, o que está por trás disso? Porque nós temos de fazer um exame de consciência, nós temos de descobrir em nós mesmos. Isso é muito importante, a autorreflexão é muito importante para observar: “Por que eu sou tão amigável, simpático com tal e tal pessoa?” Se você acha que você é amigável, simpático com tal e tal pessoa… por algum outro propósito, como por exemplo alguém pode dizer: “Oh, eu estou bem porque eu estou trabalhando com ela”, ou algo assim. Mas por que está interessado?

Porque o exame de consciência é muito importante, especialmente nestes países, porque aqui não há regras sobre… como você deve se comportar com outras mulheres. Assim, nós temos de ser completamente livres, como Eu disse, uns com os outros, no mesmo sentido que os irmãos e irmãs são. E sejam quais forem as limitações de uma mulher devem ser observadas. Como por exemplo, digamos: “Se meu irmão está sentado comigo,” “eu não posso ver um filme romântico, não posso.” “Se minhas filhas estão lá,” “meu marido não se sentará lá para ver um filme romântico.” É muito sutil. Com o irmão, normalmente, nós não discutimos algumas coisas, digamos, sobre sexo ou sobre coisas desse tipo. Porque é algo tão privado que você só pode ter isso com o seu marido. Assim, se ele é um irmão e se você percebe que você está tentando… atrair a pessoa de uma maneira que você não deveria, então você tem de se colocar contra si mesma… e perceber por si mesma: “Por que eu estou fazendo isso?” “Isso é uma coisa tão frívola e absurda.

Isso é uma triste busca.” “Então, por que eu deveria fazer isso?” Uma vez que você compreenda a importância de que… na Sahaja Yoga você só alcança sua ascensão através da pureza. Não há nenhuma outra saída. Qualquer coisa que esteja presa a você, o manterá em nível baixo. E aonde quer que você vá, comece a abandonar, quer seja o ego, superego, qualquer coisa. Mas a coisa mais elevada de todas é a pureza da sua mente… no que diz respeito ao sexo. “Eu darei a isso a maior prioridade.” Isso é o que chamamos de inocência. Essa é a única coisa que o levará adiante.

E portanto todos nós devemos tentar fazer um exame de consciência. Agora, há homens e mulheres que desconfiam uns dos outros… o tempo todo. E seguem desconfiando uns dos outros, mas essa é uma outra triste busca. Nós devemos observar nós mesmos e não os outros. Ao desconfiar dos outros, nós arruinamos as nossas vidas… e a vida dos outros. Mas é o dever da esposa e do marido corrigirem-se um ao outro, se eles descobrem alguma coisa errada no relacionamento. Agora, tem de haver esse discernimento. Na maioria dos casos Eu tenho visto que, se eles são loucos, eles ficam desconfiando de todo mundo. É um tipo de possessão. Se eles estão desconfiando de sua esposa, eles irão persegui-la.

Se elas estão desconfiando do marido, elas o perseguirão. Isso novamente arruína a sua coletividade. Tais pessoas não podem ser coletivas e não podem ser Sahaja. E Eu diria que pessoas assim devem ser expulsas da Sahaja Yoga. Ou então elas devem ser separadas. Porque esse é um tipo muito sutil de agressão que pode ocorrer… ou um tipo sutil de tortura pode ocorrer. E um tipo muito ruim de relacionamento pode… se desenvolver entre os Sahaja Yogis. Eu vi um caso na Austrália que foi muito, muito sério para Mim. Havia uma garota indiana e… ela perseguiu o marido por causa dessas coisas. E ela feriu tantas pessoas e tantas pessoas deixaram a Sahaja Yoga.

E ninguém conseguia descobrir porque as pessoas estavam saindo, porque ela costumava agir muito sutilmente. Isso se manifestou, por causa de um complexo de inferioridade… ou seja o que for. E quando ela veio para a Índia, seu marido a deixou. Quando Eu falei com ela, a pessoa de quem ela estava suspeitando era uma das pessoas… mais especiais que Eu conheço. Eu estava chocada, como ela podia pensar daquela forma? Agora Eu descobri que a mãe dela também era assim. Assim temos de saber que tem de haver a pureza da mente. A mente tem de estar muito limpa e aberta. Mas nessa abertura, você deve observar a pureza da mente. Se você não é puro em sua mente… e você cisma e pensa incessantemente, então saiba que isso não é correto.

Hoje Eu estou tocando nesses assuntos porque nós temos tido… problemas como esse na América e também a América é um lugar… que está fervilhando com esse absurdo. Eu não sei quando eles vão parar com isso. Não há fim para isso. Mas para vocês estabelecerem uma coletividade apropriada, é extremamente importante entender que… vocês devem fazer uma autorreflexão a respeito disso. Vocês têm de compreender isso através de suas vibrações, através do seu próprio entendimento, porque Eu não posso dizer: “Você está errado, você está errado”. Você tem de descobrir se há algo errado com você… para estabelecer esse relacionamento puro. Se vocês realmente se esforçarem muito para fazer isso… e realmente orarem, Eu lhes digo que metade dos problemas deste país… serão resolvidos. Resolvidos para sempre. As pessoas estão sofrendo dessa doença, daquela doença. Eu lhes pergunto: “Por que você faz isso?”

Ele disse: “Porque as mulheres não são dignas de confiança.” “Você vai para casa, elas desaparecem com outro homem.” “É melhor ficar com um homem do que ficar com uma mulher.” Eles fazem coisas absurdas, não naturais, sem sentido. O mesmo com as mulheres. Agora, se há fidelidade entre o marido e a esposa, no sentido real da palavra, novamente nós nos aproximamos… da realidade, do sentido real da palavra, então homens e as mulheres devem se tornar livres como pássaros. Eles sabem. Assim, é o relacionamento entre irmão e irmã na infância, Eu diria, com todos os demais na infância, quaisquer relações que você tenha. A criança vai até um tio, a um outro tio, para ela todos são um tio, a outra tia, isso, aquilo. Assim ela desenvolve todas as suas dimensões de pureza na infância.

Mas se você mantém a criança o tempo todo: “Não, não, não esse é meu filho,” “não pode se aproximar desta e daquela pessoa”, então a criança desenvolve essas arestas. Assim, quando a criança é exposta mais tarde gradualmente, você não tem de dar quaisquer noções, ela não fará coisas imorais automaticamente. Você não têm de ensiná-las sobre sexo, não tem de fazer nada. porque afinal na Índia nós não dizemos nada às crianças, não conversamos com elas sobre nada, elas simplesmente sabem. Deixem-nas em paz em qualquer lugar, não questionem. Agora, digamos, Eu tenho duas filhas, agora elas têm seus maridos. Eles podem brigar um com a outro, algumas vezes, o que quer que seja. Mas quando estão sozinhas, Eu não posso pensar que… seja possível que algum outro homem possa atrair… a atenção delas da maneira errada. Elas serão livres com qualquer um, conversam com todos, elas não podem. Mas Eu nunca disse uma palavra sobre sexo.

Eu me sentiria… envergonhada se Eu tiver que dizer até mesmo essa palavra para elas. E como elas têm isso formado de maneira inata dentro delas? Porque a sociedade, indiana é de tal forma… que os relacionamentos entre irmãos e irmãs são belos. Na Grécia, que é um país muito antigo, também. Mas agora eles estão ficando modernos. Stamatis está lá, como vocês sabem, ele é uma pessoa muito interessante. Ele é um advogado e ele está em Atenas. Ele Me contou uma piada, ele disse: “Mãe, quando nos tornamos jovens…” ele ainda é jovem, mas para ele, ele se tornou jovem muito mais cedo. “quando nós nos tornamos jovens, todos nós, os garotos, decidimos:” “vamos nos divertir com algumas garotas para sermos modernos”. “Mas imediatamente todos eles começaram a dizer: não com…” “minha irmã, poupem minha irmã, não toquem em minha irmã”.

Então Eu disse: “Qual é a moça que não tem nenhum irmão?” Todas as moças tinham irmãos. Eu disse: “isso não vai funcionar. Na Grécia isso não vai funcionar”. Vejam, exatamente, eles deram a entender que nenhum irmão… gosta que suas irmãs sejam exploradas por nenhum homem. E este é o princípio: “Como você agrada o seu irmão mantendo-se casta?” e… “Como você agrada a sua irmã mantendo-se casto?” Assim, há um poder de controle mútuo, que é inato, novamente Eu digo, é inato, não é imposto pela sociedade, inato. Mas numa sociedade que é tão artificial, onde o tempo todo, as idéias são colocadas em suas cabeças, há uma lavagem cerebral acontecendo. Você simplesmente começa a pensar: “Há algo errado, isso não é apropriado, tem sido algo absurdo” Mas mesmo entre os animais, Eu tenho visto que… isso funciona ocasionalmente.

Então, e quanto aos seres humanos? Todas essas qualidades que nós temos dentro de nós, que são inatas, são belas. As sociedades que estão deterioradas, arruinadas… ou nós vemos essas sociedades decadentes, como nós as chamamos, são as sociedades que incorporaram… um sistema muito bem feito de lavagem cerebral. Mesmo por volta de, digamos, cem anos atrás neste país, a sociedade não era assim, mesmo há 50 anos atrás, ela não era assim. Se virem os filmes, saberão que o sistema de valores inato era o mesmo, mas agora as pessoas sofreram uma lavagem cerebral tão grande… que todas as suas qualidades inatas foram destruídas… e há todas as qualidades artificiais. Agora, A Sahaja Yoga é a religião inata dentro de nós… e uma religião inata, ou podemos dizer, uma das qualidades religiosas inatas é que nós entendemos… a pureza e a beleza das relações entre irmãos e irmãs. Como por exemplo, digamos que “A” é uma irmã de “B”. Agora, “B” tem um amigo. Esse amigo chega na casa… e “A” começa a se ter amizade com ele. Considerem assim.

No estilo americano, Eu não sei até que ponto eles vão, Isso incomoda o irmão, ele não gosta disso. Isso incomoda a irmã também, porque ela não sabe como se posicionar, ela fica nervosa. Ela não está segura sobre até onde ir com isso. Assim, todas as relações ficam confusas. E eles não sabem como lidar uns com os outros, como se expressarem, como se comportarem de uma maneira… que o relacionamento entre os três seja normal novamente. E a maior parte da sociedade, das sociedades que são tão depravadas, se você for e realmente analisar essas pessoas, você ficará surpreso… ao ver que elas são extremamente nervosas. Dizem que se você tiver que distinguir um americano entre… milhares é muito fácil, ele terá um tique nervoso no nariz, seus olhos… estarão se movendo assim, suas mãos estarão se movendo assim. É claro, não os Sahaja Yogis. É muito fácil distinguir os americanos. A razão é que o americano está o tempo todo em alerta, ele não sabe o que sua irmã está fazendo, o que sua mãe está fazendo, o que sua esposa está fazendo.

Ou por outro lado, também para uma mulher. É por isso que o maior número de casos de câncer de mama… ocorre na América. Com todo esse progresso, se você vir as estatísticas, o maior número de pacientes está aqui. Salvo o ego e o superego, a pior coisa que tem acontecido a essas sociedades modernas é… que elas perderam sua compreensão inata da pureza. Vocês obtiveram agora essa inata compreensão na Sahaja Yoga, então tentem desenvolvê-la e fazê-la florescer, assim a fragrância da inocência uns aos outros muito felizes. E é uma tamanha segurança. A pessoa seente tão segura e é por isso que é um Raksha Bandhan, que é a proteção de um irmão e a proteção de uma irmã. O tempo todo você sabe: “Meu irmão está lá, afinal,” “Minha irmã está lá”. Um tipo de sentimento muito puro, belo como: “Eu tenho alguém para me proteger”. E se esse belo sentimento é criado, cuidado de uma forma mais ampla na Sahaja Yoga, então você se sente completamente, completamente seguro.

Como uma senhora que foi para a Sicília, ela era uma Sahaja Yogini. E havia uma outra, de outro lugar que também foi para a Sicília. Elas estavam sentadas separadas uma da outra num restaurante. Elas apenas olharam para a outra e… elas simplesmente sentiram que ambas eram almas realizadas. Então ela apenas se aproximou e disse: “a propósito, você já ouviu… “falar sobre Shri Mataji Nirmala Devi?” Ela disse: “Você é uma Sahaja Yogini?” “Eu sou!” “Eu também sou uma Sahaja Yogini!” Elas se abraçaram e se beijaram. Normalmente, se isso é feito… com uma mulher aqui, eles irão chamá-la de alguma outra coisa.

Mas elas descreveram: “Mãe, nós começamos a chorar!” “Nós duas estávamos nos sentindo muito sozinhas lá.” “Nós começamos a chorar!” Que bela relação! Mas se, se qualquer coisa assim… Eu fiquei surpresa, quando algumas pessoas foram para Delhi, disseram: “Oh, meu Deus! Aqui todas as garotas ficam de mãos dadas.” Eu disse: “Por quê? Com quem elas deveriam ficar de mãos dadas?” No início, Eu não conseguia entender. Eles estavam surpresos: “como elas ficam de mãos dadas umas com as outras?”

Portanto, todo mundo é um alvo, todo mundo é considerado como se fosse uma pessoa indecente, quer seja um homem ou uma mulher, quer seja um relacionamento entre homens ou entre mulheres. Isso é depravação. Isso é obscenidade! Assim, nós temos de nos livrar disso. E para nos livrarmos disso, nós temos de entender que… os relacionamentos somente são desfrutados se eles forem puros. E também, digamos que a seiva da árvore está subindo. A seiva tem de dar algo para as folhas. Ao invés de dar isso para as folhas ela começa a fornecer… clorofila verde, digamos, para a flor. A flor ficará verde e, Eu não sei se as folhas também sobreviveriam… a esse tipo de fornecimento errado. Assim, qualquer relacionamento que você tiver que manter com… alguém tem de ser puro e meticuloso em relação a isso.

Qual é o relacionamento que você tem de manter. Por exemplo, Eu sou o seu Guru, assim o relacionamento entre vocês Comigo é preciso. Então, vamos supor que você diga: “Qual é o problema?” “Eu posso ir e sentar no colo da Mãe”. Você não pode. Você não pode fazer isso, embora Eu esteja com vocês… e esse seja um relacionamento puro, ainda assim você não pode. Ou, “eu posso colocar os meus pés em direção à minha Mãe.” “Não, eu não posso”. Porque todas essas relações precisam ser compreendidas… nessas formas puras. Até mesmo na eletricidade, vamos supor que haja um… ventilador funcionando ali e você pegou um plugue.

Agora vamos supor que você coloque esse plugue em seu nariz. Ele vai funcionar? Parece absurdo, mas é assim que é. Todas essas idéias modernas são assim, como se você estivesse colocando o plugue no nariz… e ao invés de colocar o lenço no nariz você o coloca nesse plugue. É tão absurdo. E é tão inútil e isso mostra como as pessoas se tornaram idiotas. Assim, nós devemos saber qual é o relacionamento que temos e… uns com os outros e qual o relacionamento que temos no coletivo. “Como nós nos comportamos?” É claro, coletivamente, as meninas sempre irão caçoar dos meninos… e os meninos irão caçoar das meninas, está bem. E podem continuar entre eles mesmos também, tudo bem. Mas enquanto houver pureza, ninguém irá se importar.

Todos irão desfrutar. Mas assim que isso se torne pervertido, então os problemas começam. E, na Sahaja Yoga, esses problemas inúteis têm tomado… tanto da Minha energia, que agora Eu estou farta disso, realmente farta. Alguém escreve para Mim: “Mãe, de repente eu me apaixonei por alguém”. Agora, recentemente, havia um rapaz da Inglaterra, ele era casado com uma garota… Eu não sei de onde era a garota com a qual ele era casado…, uma garota da Índia. E havia uma senhora que era casada, “senhora”, Eu não sei como Eu poderia chamá-la. Ela não é mais uma senhora, casada com um francês. Ela foi para a França, morou com ele e voltou. Ele é um rapaz inglês. Antes do casamento eles eram apenas amigos e tudo bem.

E depois que eles se casaram, ambos começaram a viver juntos. Eu não consigo entender. Antes do casamento isso nunca passou… pela cabeça deles. Depois do casamento, por que isso passou pela cabeça deles? Mas, nós não sabemos o que fazer. Aquele rapaz francês está farto. Ele disse: “eu não tenho nada a fazer”. “O que Eu vou fazer com essa garota indiana? O que Eu vou dizer a ela? Porque, para ela, ele é o seu marido.

Porque as indianas não são desse tipo que põem o plugue no nariz. Assim, ela não consegue entender e ela não sabe o que dizer. E Eu não sei o que dizer a ela, como resolver esse problema. É um problema tão estranho. Esse rapaz francês desmascarou-a e rapidamente, a deixou. Mas, agora, é uma dor de cabeça tão grande. Esse rapaz inglês veio Me ver… e discutiu Comigo até duas e meia da madrugada e, então, Derek Lee disse: “se você não for embora eu vou bater em você”, ele saiu correndo. Derek Lee entrou e disse: “Agora são 2:30 da madrugada,” “por favor saia daqui.” E o que ele estava Me dizendo era: “Eu sei, eu sei que isso é errado”; “”eu sei que eu estou colocando o plugue no meu nariz, tudo bem” , “mas eu tenho lutado comigo mesmo por seis meses,” “eu não sei o que fazer comigo mesmo”. Eu disse: “Mas, você está possuído?”

Ele disse: “Não,” “mas eu sei.” Eles acham que, nessas sociedades ocidentais, uma vez que eu diga: “Eu sei que o que eu estou fazendo é errado”, então acabou-se. Você se confessou para Deus, você confessou para todo mundo: “Eu sei que isso é errado”. “Então, por que você está fazendo isso?” Até as 2:30hs ele estava apenas dizendo isso para Mim. Eu disse: “Mas, qual é a solução?” “Eu sei que não há solução, eu sei”. “E seja o que for que eu fiz, eu compreendo, eu sei.” “O que você compreende? Agora, dê-Me a solução.”

“Eu não sei!” Então Eu lhe disse: “Realmente Eu estou tão farta de você que…” “Eu decidi que Eu não farei mais nenhum casamento,” “porque vocês não têm juízo para o casamento.” “Até você ter se casado com a moça indiana, vocês estavam bem,” “você era gentil com ela, você escreveu uma carta para ela e,” “de repente, agora, como você e a outra acabaram juntos?” Ele disse: “Foi espontâneo”. “Como espontâneo?” “Essa garota veio para o lugar onde eu estava trabalhando…” “e eu a conheci” “Acabou? Isso é tudo?” Ele conhecia essa garota antes, eles ficavam juntos, tudo estava lá, nada aconteceu. De repente, o que aconteceu? Agora o que Eu conclui é que… a sociedade ocidental é construída contra os casamentos, contra as famílias.

Ser casado, de acordo com eles, é um pecado. E uma vez que você seja casado, para sair do pecado, você precisa fazer algo desse tipo. Porque eles vivem juntos, por alguns dias, e quando eles se casam, imediatamente eles pensam no divórcio. Porque agora o casamento está tão relacionado à propriedade, ao dinheiro, a isso, àquilo, um absurdo, que a coisa toda se tornou muito grosseira e… depois do casamento não há nenhuma questão de amor, por causa de quanto dinheiro e que parte da casa cada um vai ficar, “quantas coisas são minhas”, A coisa toda se tornou tão materialista. Tais casamentos nunca podem ser bem sucedidos. Mas, na Sahaja Yoga, nós nos casamos para a nossa ascensão… e nós temos de respeitar nossos casamentos, temos de respeitar… a nossa castidade com nossos irmãos e irmãs. Aquelas pessoas que tentarem, de uma forma ou de outra, arruinar a pureza da coletividade, Eu lhes asseguro, estarão em grande dificuldade daqui em diante. Eu acho que todo tipo de punição Divina vem após cada período. E agora, Eu comecei a sentir, com a Minha experiência, que qualquer manifestação absurda de impureza desse tipo, Eu não preciso dizer nada sobre isso. Há uma punição Divina e de uma natureza muito terrível.

Agora, Eu peguei três casos para experiências e… Eu acho que essa punição já começou. É muito bom que nesse dia de hoje Eu possa lhes falar sobre isso. Eu não posso evitar isso. Eu acho que periodicamente algumas… novas idéias de punições têm começado desse Poder Divino. E para pessoas que se comportam dessa maneira, Eu tenho visto que há coisas terríveis. Portanto, façam uma profunda autorreflexão. Descubram se há algum sentimento impuro, tentem jogá-los fora. E tenham certeza de que não estão possuídos por tais idéias estranhas. Se vocês começarem a desenvolver uma compreensão mais profunda… então vocês não serão atraídos por coisas superficiais. E não serão desviados do seu caminho.

Havia uma garota na Índia, ela era muito morena. Eu não poderia dizer, de modo algum, que ela era bonita. Ela é alta, mas muito morena. E havia alguém adequado para a idade dela. Então Eu lhe disse: “Ela não é adequada para você, mas você pode vê-la”. Ele a viu e disse: “Mãe, eu quero me casar com ela.” “Eu me sinto tão tranqüilo na companhia dela,” “as vibrações são tão belas.” Assim, uma vez que você desenvolva o seu lado mais profundo, então você não vê todas essas coisas superficiais, mas você vê as vibrações da pessoa. E uma vez que você comece a ver as vibrações, você ficará surpreso, se esses relacionamentos não forem corretos, suas vibrações irão cessar. Você não sentirá as vibrações.

Você deve saber que Chaitanya… é uma energia viva que pensa, que sabe, que entende tudo. Assim, se você está tendo idéias erradas a respeito de alguém… e tentar ver as vibrações, elas ficarão quentes, automaticamente. É um computador que pensa. A informação que está dentro desse computador se reabastece. Que computador você é! Assim que você começar a sentir as vibrações dessa pessoa, imediatamente você sentirá que não há vibrações ou há calor. Mas vamos supor que você esteja desnecessariamente desconfiado, e desnecessariamente você esteja tentando aborrecer-se, então a mesma coisa também irá acontecer. Você teve, é claro, a Realização. Você obteve grandes qualidades, mas não está ainda consciente do que você obteve tão facilmente. Você obteve o conhecimento também tão facilmente.

Você não teve que ir para nenhuma faculdade, nada disso. E você é capaz de tantas coisas. Mas lembre-se que o poder que está dentro de você… é mais inteligente do que você. E qualquer coisa que você tente fazer que não for correta, que não for íntegra, que não for pura, esse poder tentará corrigi-lo. Portanto, tente ser uma pessoa mais profunda, tente entender o que está por trás dessa pessoa, qual é a qualidade espiritual dessa pessoa, e somente então, você saberá que… os relacionamentos puros são tão perfumados e tão belos. Eu realmente Me regozijo com vocês porque vocês têm esses… relacionamentos puros entre vocês e tamanho entendimento. Que Deus os abençoe.