Diwali Puja, Alegria e Felicidade

Cabella Ligure, Nirmal Temple (Itália)


Feedback
Share

 Diwali Puja, Alegria e Felicidade

1991-11-10

Sinto muito, Eu tinha de dizer algo antes de entrar, mas foi bom que isso tenha acontecido, porque agora Eu tenho de lhes falar algumas coisas importantes na vida… e é especialmente para as mulheres que Eu tenho de falar isso.

Eu notei – é claro, Eu também sou uma mulher – notei que as mulheres têm certos poderes de chorar da água, de lamentar e achar que elas são muito infelizes… e tornar todo mundo infeliz. Esse é o poder delas. Eu notei isso. Essa música é a pior música… que vocês poderiam cantar em qualquer dia, seja qual for, mas ela entrou na cabeça de alguém, é muito negativa e não somente isso, mas ela mostra uma pessoa que nunca pode ser feliz… e não quer que ninguém seja feliz. Assim, dentro de cada mulher, há maternidade, há grandes capacidades, sacrifício, tudo está lá. Com isso, elas também deveriam saber que elas são canal esquerdo. E nossa alegria sobre a qual nós falamos… dentro de nosso coração… tem de se manifestar externamente. As pessoas devem ver que nós somos alegres, que nós somos pessoas felizes, que não somos como os outros que começam a chorar por pequenas coisas. Como quando Meu pai morreu, Eu fiquei surpresa, de repente Eu fiquei sem pensamentos, totalmente sem pensamentos. Por cerca de três dias, Eu fiquei sem pensamentos.

Nem o pensamento de dor… ou o pensamento de infelicidade ou qualquer coisa assim surgiu, mas apenas sem pensamentos. E todo mundo ficou surpreso, porque Eu cuidava dele e, quero dizer, ele era muito apegado a Mim, gostava muito de Mim, tudo estava presente. Eles ficaram supresos ao ver como facilmente Eu fiquei de repente… sem pensamentos. Portanto, se você é uma Sahaja Yogini, então no momento de crise, você deve ficar sem pensamentos, esse é um dos sinais. Eu tenho observado em Mim mesma, se há qualquer crise na família, Eu simplesmente fico sem pensamentos. Isso significa o quê? Que Deus simplesmente acolhe você em seus problemas. Ele coloca Sua mão, Ele coloca Sua proteção… e Ele tira você disso… e faz você ficar totalmente sem pensamentos. E nessa consciência sem pensamentos, você descobre o que é certo, o que é errado. Então mesmo na crise, essa consciência sem pensamentos… está o tempo todo extremamente alerta.

Ela se torna muito mais alerta do que o normal. Esse é o sinal de um Sahaja Yogi e o sinal de uma Sahaja Yogini. Mas Eu notei isto, muito surpreendente, especialmente com as francesas, as indianas que vieram para cá. Eu fiquei chocada ao ver que elas eram muito canal esquerdo, do tipo choronas, insensatas… e ouvir essa música novamente, Eu fiquei surpresa: “Como elas puderam cantar essa música da França?” Na realidade, na França, o problema é que eles bebem muito. Eu sinto muito, hoje os franceses fizeram esta bela coisa, mas é melhor Eu falar. Agora, quando eles bebem, eles acham que eles estão muito felizes, que eles estão muito alegres, mas você sabe quanto tempo isso dura? Simplesmente acaba e eles sofrem. Como resultado da bebida, eles se tornam muito canal esquerdo… e se você vir um francês, ele está sempre infeliz. Mesmo dizer que ele é feliz, ele se sente constrangido, porque acharão que ele é ignorante.

Então ele deveria ser uma pessoa infeliz, “Les Misérables”. Se ele não for, então ele não é francês. Nós não somos, nós estamos no Reino de Deus. De forma alguma, nós somos infelizes, de forma alguma. Afinal de contas, algumas coisas acontecem na vida. A vida é assim. Alguém tem de morrer. Todo mundo não morre junto. Imaginem se todo mundo morresse. O que acontecerá às pessoas?

Quem vai nos enterrar? Pensem nisto: se todos vocês nascessem juntos, quem faria o nosso parto? Portanto todo mundo que nasce tem de morrer, mas o modo como eles fizeram da morte um tipo de… parte importante da vida. Ela é apenas um momento, apenas um momento que você passa… e você vai e muda e retorna novamente. Mas nesta vida, se você tem de fazer algo, é regozijar. Então para isso, a filosofia deles é que você deve ir a bares, porque “só Deus sabe, quando morrermos o que acontecerá”. Então eles usam isso ao contrário. Esse é o inglês, não estou falando do francês. Mas na Índia, quando alguém morre, eles têm bandas e todos os tipos de músicas… e eles ficam tocando em frente ao corpo sem vida. E por que eles tocam?

Porque se houver bhoots ou qualquer coisa assim, todos eles fugirão. Também você não deveria se sentir triste. Aceite o que Deus fez para você, é para o seu bem. E depois eles têm um grande jantar, um dia após o décimo ou décimo-terceiro dia, um jantar muito grande tem de ser dado. É muito surpreendente… que um país que é tão pobre, é um problema. Se o pai morre, então a família inteira fica como um órfão, um orfanato. Apesar de tudo isso, eles não vestem nenhuma roupa preta, ao contrário, Eu tenho visto aqui as pessoas vestindo roupas pretas. E uma mulher estava muito aborrecida, ela disse: “O banco vai abrir às 10:00 e tenho de ir ao funeral…” “e minhas joias estão no banco.” Mas Eu disse: “Mas você não usa joias para um funeral, usa?” “Não, não, eu tenho as minhas joias especiais,” “eu tenho joias escuras muito boas, pretas.”

Eu disse – e a melhor parte disso, no dia que eles morrem, eles devem tomar champanhe. Quando a pessoa morre: champanhe. Quando eles voltam para casa, eles devem ter almoço e uma grande festa. Assim, é uma vida tão contraditória… que temos vivido, porque na religião cristã, eles não disseram muito sobre a morte. Cristo, se eles tivessem permitido que Ele vivesse, Ele teria falado sobre isso. Mas Ele disse que o Espírito é eterno. Ele falou da reencarnação, sem dúvida, mas essas pessoas não falaram sobre isso. Então a morte agora significa que esse homem está perdido para sempre… ou essa vida está perdida para sempre. Então ficamos suspensos no limbo ou em algum outro lugar. Nós nunca voltamos.

Isso está totalmente errado, não é assim. Assim, o que você tem de alcançar nessa vida, a coisa mais elevada é sua ascensão… e sua posição no Reino de Deus. Especialmente para as mulheres, Eu tenho de lhes falar, porque lendo todas essas coisas trágicas por toda parte, muitas tragédias trazidas à tona, essa tragédia grega, essa tragédia, aquela tragédia. Isso simplesmente começa a atuar nos nervos das mulheres, se alguém disser a menor coisa, isso se transforma em uma bomba. Elas simplesmente começam a se comportar como se: “Oh meu Deus, o que aconteceu?” “Ele não deveria ter dito isso para mim.” Mas o que fazemos para nós mesmas, nós deveríamos ver primeiro. Que dano nós fazemos a nós mesmas, nós nunca choramos por isso. Vocês têm visto como no ocidente as mulheres têm se arruinado. Elas nunca choram por causa disso, nunca, nunca.

Mas elas choram se alguém diz até mesmo uma palavrinha para elas. É claro, na Índia também. Mas há mulheres muito sensatas, também, Eu tenho visto no oriente e no ocidente… que têm um grande senso de conduta, uma atitude majestosa em relação à vida. Como por exemplo, um elefante está andando… e os cachorros estão latindo, então que importância tem isso? Essa majestade surge quando internamente você tem essa alegria. “Ninguém pode me fazer infeliz.” Este deveria ser o princípio: “Nada pode me fazer infeliz.” Senão você começa a se mover para o canal esquerdo. Quando uma mulher começa a chorar e um homem começa a ir para… o canal esquerdo, de repente você descobre dez bhoots sentados nele. Como ele adquire isso?

“Eu nunca estive em um cemitério,” “eu nunca estive em nenhum lugar assim, Mãe,” “eu nunca vi ninguém morrendo.” “Então como você ficou com bhoots?” “Eu nunca fui a nenhum guru.” Observe a esposa. A esposa é uma boneca chorona. Ela chora por tudo. Se você não faz isso, chora. Esse é um outro tipo de expressão do ego, Eu lhes digo, esse negócio de ficar chorando. Assim, hoje Eu quero ter uma promessa de todas vocês: vocês não vão chorar de forma alguma. Ao invés de flores, apenas Me deem esta “flor de promessa”.

Eu nunca choro. É claro, às vezes Sandra Karuna, uma lágrima ou duas podem sair de Mim, afinal Eu sou uma Mãe. Mas não deste jeito: sentada chorando, chorando, ficando histéricas. Vocês devem ter sua dignidade, todas vocês são Sahaja Yoginis. Não leiam nenhum livro que fala de choro, mas sim livros que sejam profundos, que também façam com que você se sinta muito comovida. Você sente vontade de chorar, tudo bem. No cinema, elas veem uma mulher torturando seu marido, então elas chorarão. Em casa, elas irão e torturarão o marido, de que adianta? Eu tenho visto muitas assim, No cinema, elas ficarão chorando. Quando é alguma outra pessoa, elas sentem a dor.

Quando é com elas mesmas, elas nunca veem o que elas estão fazendo. Assim, Minha única demanda hoje é: vocês não devem chorar. Agora vocês estão no Reino de Deus… e no Reino de Deus vocês não choram. Agora nós tivemos o Dia de Todos os Santos, tivemos isso, aquilo. Eles costumavam fazer tudo na Índia também, eles tem insensatez como essa. Tudo bem, deem a eles o que eles têm direito. mas não celebrem chorando. Esse é um sinal de que você é realmente feliz. Quero dizer, que música para se ouvir e Eu fiquei chocada. Quem sugeriu a música?

Eu posso perguntar pelo culpado? Eu sei que deve ter sido uma indiana, tem de ser. [Hindi] Olhem para essas belas coisas que elas criaram. Se não houvesse nenhuma beleza dentro delas, elas teriam ficado sentadas e chorando. O que mais? É claro, essas pessoas são belas, elas nunca choram. Talvez lágrimas de crocodilos, às vezes, apenas para se exibir, mas internamente, elas não choram, porque elas são tão confiantes. Elas desfrutam a beleza delas, elas desfrutam sua glória. Elas se divertem. Por que deveriam chorar?

Qual é a necessidade? E essas lágrimas desperdiçadas são inúteis. Assim, hoje nós estamos aqui para desfrutar nossa alegria, nossa Atmananda, Nirananda e Paramananda. Nós estamos aqui para desfrutar tudo isso… que é de valor eterno. Vocês têm de entender isto: agora acreditem que vocês estão no Reino de Deus… e todas as belezas sutis de seu Ser… vão ser abertas para vocês. Você mesmo vai ver toda a beleza. Mas aqui, se seus olhos já estão fechados, se seu coração já está fechado e você não quer ver algo que é tão belo, como Eu posso dizer: que coisa bela que elas fizeram? Uma coisa muito importante na vida… é ter uma atitude muito positiva. Para a Sahaja Yoga também. Na Sahaja Yoga, nós temos de nos desenvolver internamente.

Mas isso não é assim. As pessoas dirão: “Minha mãe está doente,” “meu pai está doente, meu irmão está doente, meu isto,” “aquele está doente.” Primeiro, a primeira coisa é isso. Às vezes Eu pensava: “Eu terei… apenas de abrir um hospital ao invés de um ashram.” Depois a segunda coisa é “meu marido é assim,” “meus filhos são assim, essa minha coisa é assim.” Esse “meu, meu, meu” não é você. O que é você? Você é um Sahaja Yogi… e na Sahaja, você tem de saber que você tem todas as provas, tudo diante de você para saber que você é um Sahaja Yogi. Se Eu sei que Eu sou a Adi Shakti, supondo. Se Eu sei que sou a Adi Shakti, então Eu sei, então Eu não tenho de pedir nenhuma ajuda de ninguém.

Afinal, Eu sou a Adi Shakti. Presume-se que eu faça tudo. Esse é o Meu trabalho, porque Eu tenho esse poder… e Eu tenho esse poder, apenas sahaja, Eu tenho esse poder Comigo, então Eu tenho de fazer isso. Agora, também posso dizer que sou uma mulher. Eu deveria sentar e chorar. Não, não tenho nenhum direito. Eu não posso fazer isso, mesmo se Eu quiser. Meu trabalho é encorajá-los, falar-lhes… sobre suas sutilezas interiores, sua beleza. Agora, você sabe que criatura linda você é? Vamos falar sobre nossa beleza interior.

O que nós somos? Nós todos somos essas pessoas loucas? Nós todos somos essas pessoas que estão o tempo todo infelizes? Ou nós todos somos essas pessoas que estão sempre brigando, aqueles que ficam desejando ardentemente as coisas, a quem essa matéria domina? Não, nós somos o Espírito. Nós somos o Espírito, nós somos o reflexo de Deus Todo-Poderoso, que é a Pureza, que é a Verdade, que é o Conhecimento. Nós somos isso. Nós não somos como as pessoas comuns. Como podemos viver nesse nivel? Somente se você estiver possuído, se você tiver um guru ruim… ou algo assim, talvez você fosse como um ioiô, indo para cima e para baixo, para cima e para baixo, para cima e para baixo, mas aqueles que cruzaram todos esses limites, que alcançaram esse estado, devem valorizar que eles são o Espírito.

Tantos Espíritos aqui, sentados, refletindo Deus Todo-Poderoso. Eu sou uma Mãe tão orgulhosa… e todos vocês são capazes de iluminar muitas pessoas neste mundo. Mas a beleza dentro de vocês é que vocês são… totalmente independentes de qualquer outra pessoa. Você depende somente de si mesmo, da fonte de seu Espírito, da alegria de seu Espírito. Você não espera que os outros lhe deem alegria. Vamos supor que alguém venha amanhã e Me maltrate, Eu direi: “Tudo bem, não importa.” Isso nunca Me afeta, porque Eu estou Comigo mesma. Ele fica dizendo essas coisas, se ele vai sofrer ou não, esse não é Meu departamento. Quando você começa a depender somente de si mesmo, apenas imagine uma casa que está sustentada sobre rochas. Você é assim.

Tente sentir isso, sinta a rocha dentro de você, tente entender. Você não vai se comportar como outras pessoas. Tudo bem, as pessoas que construíram suas casas na areia… têm de se preocupar, não nós. Nós construímos sobre as rochas. Portanto nós temos de ser muito corajosos. Vocês têm de ser muito ousados. Ao mesmo tempo, extremamente humildes. Quando a árvore está carregada com frutos, ela se curva. Assim, nós veneramos a Mãe Terra, nós veneramos o sol, veneramos a lua, nós veneramos tudo a nossa volta que têm nos ajudado. Nós veneramos nossos pais, todo mundo.

Mas acima de tudo, nós nos veneramos, porque nós somos merecedores de veneração. Agora, todos vocês se tornaram santos. Isso não significa que vocês tenham barbas… e tenham todas as roupas esquisitas e tudo mais, nada desse tipo. Vocês são santos porque dentro de vocês… há a fragrância da bela fragrância… de seu lótus. Esse é o Espírito. Este é um lótus que vocês fizeram para Mim aqui. Um lótus tão belo, Eu estou sentada em um belo lótus. Da mesma maneira, está refletido em seu coração como um belo lótus. Sintam esse lótus, o quão belo, o quão delicado ele é. Ele é rosa porque rosa é o lótus que… convida todo mundo, sinal de generosidade, de convite. A cor rosa atrai todos os tipos de insetos, todos.

Então o lótus é rosa… e ele convida tudo, abre-se a tudo, não fica com medo de nada. Mas ele brota da lama. brota de lagos totalmente horríveis. Há muitos vermes circulando-o, tudo bem. Mas ele emite a fragrância… e torna o lago inteiro tão belo. Isso é o que você é. Onde quer que você esteja, você pode criar essa beleza. Você pode fluir essa beleza. Você pode fazer com que as pessoas vejam… o que uma pessoa espiritual é. Vocês são os refletores da Sahaja Yoga, não Eu. Vocês têm de refletir a Sahaja Yoga. Pessoas assim estão sempre em alegria… e sabedoria.

Shri Ganesha é o Doador de Sabedoria, sabedoria, como se comportar em qual momento, como falar em qual momento, até onde ir em tudo. Ela simplesmente deveria se tornar inata, sahaja. Você não tem de trabalhá-la, mas deve saber: “Agora eu sou uma Sahaja Yogini.” Toda manhã você deveria dizer a si mesma: “Eu sou uma Sahaja Yogini.” “Então até onde eu deveria ir?” “Como eu deveria me comportar?” “Qual deveria ser minha atitude?” Tudo isso pode ser facilmente compreendido se… você desenvolver esse lótus da sabedoria. Como um lótus brota? Há uma semente que germina.

É desse modo que a sabedoria – já existe a semente dentro de vocês. Todos vocês a obtiveram e agora ela começou a se abrir… porque vocês são almas realizadas. Permitam sua sabedoria assumir o controle. Então como você faz isso? Há uma maneira, Eu diria. “Vamos supor que a Mãe tivesse esse problema, o que Ela teria feito?” Uma ideia muito boa. “Como Ela teria lidado com isso?” Você pode novamente dizer: “Nós não entendemos o estilo da Mãe.” “Ela é cheia de truques.”

Correto, Eu sou. Mas há uma maneira muito simples de fazer isso. Você pode entregar isso à Minha sabedoria… e a própria sabedoria que está em você é ativa, ela atuará. Este ponto também você deve entender: a sabedoria dentro de você é ativa. Havia um senhor trabalhando no aeroporto de Londres. Ele é um Sahaja Yogi, mas ele não vem ao coletivo, ele não tem tempo. Então alguém disse algo rude para ele. Ele foi para casa e disse: “Não foi bom o que ele disse para mim, afinal eu sou um Sahaja Yogi.” E no dia seguinte ele teve notícias que o sujeito caiu de sua bicicleta. O homem não deve ter entendido que porque… ele disse todas aquelas coisas: “É por isso que isso me aconteceu.”

Mas ele sabia, porque as Divindades estão com você. Então, na sabedoria, você compreende que todas as Divindades… simplesmente estão com você… e seja o que for que lhe aconteça, Elas estão diante de você. Ninguém pode feri-lo, ninguém pode atingi-lo. Você é tão protegido. As flores de lótus não são protegidas. Você é tão protegido que qualquer um que tenta feri-lo, imediatamente há proteção. Também sua própria proteção existe, como Eu disse, de modo que você salta para a consciência sem pensamentos. Nós nos ferimos às vezes mais do que qualquer outra pessoa possa ferir. Uma amiga minha, Eu sabia que ela era desde a infância deste jeito, sempre chorando por causa de tudo. Ela sempre chorava por nada, porque ela era uma criança tão mimada… que ela sempre chorava.

Eu fiquei surpresa ao ver que ela ficou cega muito jovem. Eu disse: “Por que você ficou tão cega?” Ela tinha de usar um óculos com lentes muito grossas e tudo mais. Ela disse: “Eu chorava demais, Você se lembra?” Eu disse: “Isso Eu Me lembro, mas você chorava mesmo depois da escola?” “Sim, eu sempre ficava chorando daquele jeito.” Assim, é um tipo de personalidade que você desenvolve: “Eu sou assim, eu só choro.” Mas por que não desenvolver uma personalidade: “eu sempre estou feliz”? Com qualquer coisa que Eu veja, Eu Me sinto feliz. Qualquer coisa que Eu ouça, Eu sinto alegria.

Então esse lótus de sua fragrância se aprimorará… e então a atividade de sua sabedoria será… que você captará tudo que é muito belo… facilmente. Você obterá tudo que é muito gratificante, que causa muita alegria. É um tipo de atividade dessa sabedoria dentro de você… que simplesmente o leva às pessoas que são extremamente boas, a situações que são muito belas, onde você descobre coisas boas. Ou o leva a criações tão belas… que você nunca esperaria ver. É muito, muito importante compreender isto: você Me dizem, “Mãe esse milagre aconteceu, aquele milagre aconteceu”, isso não é nada além de sua própria sabedoria, seu Espírito que está realizando isso. Você não tem de fazer nada. A única coisa é que você tem de se lembrar que você é uma Sahaja Yogini, e o seu caráter deve ser de uma Sahaja Yogini, que suas ideias devem ser de uma Sahaja Yogini. A mesma coisa com os Sahaja Yogis. Os Sahaja Yogis, sendo homens, eles não mostram muito, mas há certas formas de mostrar seu mau gênio. Eles ficam com raiva e às vezes a raiva é tanta que… você simplesmente começa a olhar: “Qual é o problema com a pessoa?”

Um lado a raiva, outro lado o choro. No meio, o que sobra? Eu não sei. Ambas as coisas são totalmente desnecessárias. Você tem de corrigir as pessoas, dizer coisas. Agora há pouco, Eu tive de dizer algo, Eu disse, acabou-se. Mas não é raiva. É apenas Eu ter de agir. A diferença é assim: Eu não fico envolvida com isso. Mesmo se Eu chorar, Eu não fico envolvida, Eu só estou chorando.

Mesmo se Eu estou zangada, Eu não estou realmente zangada. Só estou tentando ficar zangada em uma atuação. Isso é o que acontece. Você não fica envolvido nisso. Mas se você fica envolvido com sua raiva, então a alegria está arruinada, completamente arruinada. Algumas pessoas pensam também que… se você é alegre, você tem de ser muito sério. De forma alguma. O que há para ficar sério? O que é tão sério neste mundo? Tudo é estupidez.

Eu não acho nada sério neste mundo. E Eu não consigo ficar séria por mais de três minutos. Às vezes as pessoas tiram vantagem disso, mas o que Eu posso fazer? Essa é Minha natureza. O que é tão sério? Você não tem de criar o sol. Você não tem de criar a lua, você não tem de criar a Mãe Terra. O que é tão sério? Que grandes trabalhos você tem de fazer? Tudo está lá para você, apenas desfrute.

O que há para ficar tão sério? Algumas pessoas tentam impressionar também através de sua seriedade. Uma vez Eu vi uma mulher em pé, pensando muito seriamente. Eu disse: “Qual é o problema?” “Eu não sei como varrer esta coisa, não tenho uma vassoura.” Eu disse: “Que tamanho problema é este, como se o céu estivesse caindo.” “Nao importa, não faça isso hoje.” “Você pode fazê-lo amanhã. O que é tão importante?” “Se você não tem alguma coisa, tudo bem.”

“Não, não, não, eu devo fazê-lo, sou muito orgulhosa com a casa.” Eu disse: “Esse é o problema principal que é sério.” Então porque você sofre com alguns estúpidos problemas sérios, é por isso que você se torna sério. E tornando-se sério, se você pensa… que seus problemas serão resolvidos, eles não serão. Ao mesmo tempo, Eu devo lhes dizer que nós não devemos ser frívolos. Nós não devemos ser vulgares e frívolos. Isso não é – vejam essas flores. Olhem para elas. Elas estão tremendo como Minhas vibrações. Mas olhem para elas, em sua própria dignidade.

Elas vão morrer amanhã, elas não estão preocupadas… enquanto elas estiverem bem em seus próprios lugares, dando a vocês prazer e felicidade, acabou-se. Para que serve uma luz? Vamos ver, como uma luz que nós somos. Propiciar luz. Portanto nós estamos aqui para dar alegria, felicidade a todo mundo, tornar todo mundo feliz. Há tantas maneiras de tornar os outros felizes. E para isso, nós temos de aprender também. Muitas coisas nós temos de aprender, como fazer os outros felizes. E então, quando você os torna felizes, então você sente esta alegria dentro de você mesmo: “Oh, eles estão tão felizes.” Veja a felicidade deles, somente então esse lótus se abre muito mais.

Como uma onda que se move e se move… até o final das praias… e depois ela retorna da praia. Da mesma maneira, quando sua alegria alcança a alegria dos outros, então as ondas que surgem criam um belo padrão em sua vida. Apenas pense em situações assim, onde você fez algo bom para os outros, sendo muito bom com os outros… e então você descobriu a alegria nessa pessoa… e como essa alegria retorna para você. Pense nesse padrão que você sentiu… tão sutilmente em sua vida, como ele está incorporado. Seja quando for que você pense nesse momento ou naquele momento… ou nessa área, o quadro inteiro surge para você. E você pensa: “Que momento!” Mas esse momento está eternamente dentro de você, o tempo todo e é por isso que o Diwali é tão importante. Todos vocês são, como Eu disse, vocês são Minha luz. E a luz está presente, que é uma luz eterna. Estas luzes serão apagadas.

Nós teremos de acendê-las todo ano, não vocês. Vocês têm a luz eterna e essa luz vai espalhar a alegria. Qual é o problema deste mundo? O problema todo, pense nisso. Não há nenhuma alegria. Simples assim, não há nenhuma alegria. Se eles tivessem alegria, eles não teriam feito todas essas coisas insensatas. Não há nenhuma alegria. Quando você tem alegria, você não quer brigar, você não quer fazer nada que seja danoso. Você não quer dizer nada rude a ninguém, não somente isso, mas você não quer ter… algo que estragará esta Mãe Terra… ou que trará problema ecológico.

Não, você simplesmente não quer isso, não quer fazer nada assim, porque isso fere os outros. As pessoas se sentem infelizes com isso, quer seja aqui, na Índia, em qualquer lugar. Você apenas sente: “Por que eu deveria fazer tal coisa…” “que não é tão agradável aos outros?” Quero dizer, que não é doadora de alegria. Então quando você tem alegria, você tem de ser doador de alegria… e se você não é doador de alegria, significa há algo faltando em sua Sahaja Yoga… e é por isso que nós temos de nos elevar agora. Nós temos de nos tornar Sahaja Yoginis e Sahaja Yogis. Essa é a sociedade doadora de alegria. Nós podemos mudar nosso nome, se vocês quiserem. Se Sahaja Yoga não é bom – “Associação Doadora de Alegria”. Agora, nós também temos de descobrir o que mata a alegria.

Isto é importante: o que mata a alegria? Primeiro Eu disse que vocês devem ter sabedoria. Sabedoria significa que ela lhes dá desapego, desapego de tudo que é egoísmo, egocentrismo, obsessão por si mesmo, ego. Tudo conectado com o Si. Você pode imaginar? Egoísta (selfish), o Si (Self) significa o Espírito. Egoísmo (selfishness) é o quê? É aquele que obscurece completamente o Si, porque você pensa em si mesmo, seus filhos, sua família, só isso, no máximo, mesmo que de vez em quando. Às vezes é só em si mesmo. E quando você começa a pensar assim… e quando você começa… a se tornar cada vez menor, o lótus colapsa.

Mas pensar nos outros é tão grandioso. Em Meu caso é diferente. Se Eu penso em Mim mesma realmente, Eu lhes digo, Eu Me sinto muito feliz, bem, alegre, Eu devo lhes dizer, Eu devo confessar. Mas com algumas pessoas sobre as quais Eu penso, imediatamente… Meus chakras começam a bloquear… e Eu penso: “Oh Deus, por que Eu pensei em tal pessoa?” Os chakras começam a se mover rápido para essa pessoa, porque este corpo é tão generoso… que você não pode imaginar, mesmo se Eu vir alguém, de repente os chakras começam a trabalhar para isso, como se Eu fosse responsável pelos chakras de tudo mundo que desandou, o que Eu sou, de certa forma, mas a esse ponto. Mas ainda assim Eu penso nas pessoas que estão em dificuldades, em cada um de vocês. Por quê? Por que Eu penso? Porque Eu sei que… se Eu posso melhorar seus chakras, vocês ficarão felizes. Eu não tenho logicamente de ir a esse ponto, mas Meu corpo simplesmente sabe, ele trabalha.

Ele trabalha e se sente muito feliz. Quando Eu vejo alguém recebendo a Realização, é uma alegria… tão grande para Mim. Quando Eu vejo alguém sendo aliviado… do problema, é uma tamanha alegria para Mim, porque dar alegria é o caráter, a natureza do Espírito. Se você não permite que seu Espírito cumpra sua própria natureza… e seu próprio caráter, o Espírito não vai se manifestar. Portanto você é o veículo. Você é a lâmpada, você pode dizer, no que se refere ao corpo, à mente. Mas essa luz do Espírito, se ela tem de se manifestar, então ela tem de ser de um tipo muito único… que emite toda sua luz externamente. Ela propicia luz aos outros. E essa qualidade de propiciar luz, você tem de aperfeiçoar. Gradualmente você ficará surpreso ao ver que… somente se você tentar em sua vida, em seus relacionamentos, em suas empreitadas… propiciar luz aos outros, tornar a vida deles melhor, não para se exibir, não para ser egoísta, mas de uma forma muito amorosa, bela, você realmente compreenderá que você é o Espírito, porque o Espírito ama.

Ele ama. E no amor você é misericordioso, muito misericordioso. Às vezes os líderes ficam zangados Comigo porque Eu sou muito… misericordiosa. O que Eu posso fazer? Essa é Minha natureza. Eu não posso evitar isso. Porque Eu amo, entendem? Se você ama uma pessoa, você de fato perdoa. Você não se sente mal. Não perdoar é difícil, mas perdoar é o melhor.

Pelo menos quando você perdoa, não há nenhuma dor de cabeça para você. Assim, esse amor, que é alegria, na verdade Eu acho que… quando esse amor se derrete e flui como um rio… e dá nutrição a todas as árvores em volta, nas margens, esse é o momento, é a completude da individualidade ou de uma personalidade… desse amor e esse é o momento que ele se sente preenchido. Não é apenas você ter uma luz na esquina, mas ela tem de fluir. Ela tem de se mover. Ela tem de nutrir. O amor não é algo morto, como uma pedra. Quando ele se derrete, ele abrange tudo… e tudo se torna muito belo com isso. Portanto você tem de primeiro entender que… a vida é para dar alegria aos outros, porque vocês agora são santos e sua luz tem de dar alegria. Um pouco vocês têm de suportar. Vocês têm poderes para suportar.

Vocês têm todos os poderes e então Eu lhes desejo… boa sorte no próximo ano e grande prosperidade. Que Deus os abençoe.