Shri Vishnu Puja: A Base do Dharma

Paris (France)

Feedback
Share

Shri Vishnu Puja Paris, França, 13.07.1994

É um dia tão grandioso hoje, pois os franceses obtiveram sua libertação neste dia. Mas para que é essa libertação? Eu não sei. Em nenhum país onde eles tiveram a liberdade e a libertação, Eu tenho visto, isso não resultou muito em algo que era esperado. O mesmo na França. Então a libertação através da raiva, quando ela surge, o ódio… é a base dessas revoluções e dessas… assim chamadas libertações alcançadas. Se a libertação acontece dentro de você mesmo, de modo que você não é nunca mais escravo de nenhuma dessas… horríveis forças destrutivas e forças negativas, então é uma libertação verdadeira. A segunda coisa que aconteceu na França, pela primeira vez na Europa, foi reconhecido como dharma. É uma coisa muito importante e palmas para isso. É reconhecido que a Sahaja Yoga é dharma. Ela é, mas hoje isso foi reconhecido.

Isso é uma coisa muito importante. Eu devo dizer que o crédito vai para seu líder… e para todos os Sahaja Yogis da França… que trabalharam tão duro para obter essa sanção, esse tipo de posição. É uma coisa muito importante. Assim, hoje, Eu estava pensando que teremos o Puja de Shri Vishnu, que foi a base do dharma. Até agora, nós nunca veneramos alguém… que foi a base, exceto Shiva. Nós somente veneramos as Encarnações, porque Eles se tornaram Encarnação. Ganesha veio como Encarnação, a Deusa veio como Encarnações, Rama, Shri Krishna, Gurus, Cristo, Buddha, todos Eles vieram como Encarnações nesta Terra. E nós veneramos as Encarnações que vieram na Terra, especialmente. Mas hoje, como a Sahaja Yoga está estabelecida como dharma, nós temos de saber sobre Shri Vishnu que é a base do dharma. Mais tarde Ele veio nesta Terra… como Shri Rama, depois como Shri Krishna… e por último como Kalki.

É uma bela evolução… de Shri Vishnu. Portanto temos de entender o que é a base do dharma. Se vocês sabem, na matéria, há oito valências. Elas são negativa, positiva e neutra. Mas nos seres humanos, há dez valências, e essas dez valências são criadas… por Shri Visnhu, dentro de nós. Elas são protegidas, cuidadas e nutridas por Shri Vishnu. E seja quando for que Ele perceba os seres humanos… decaindo no dharma deles, Ele nasce nesta Terra. O último estágio é o Virata. Nesse estágio, esse Princípio de Vishnu divide-se em dois: um vai para o Virata, o outro para Viratangana. Mas o terceiro princípio é… o que vocês chamam de Mahavishnu, que se encarnou como Senhor Jesus Cristo.

Assim, todos esses três princípios atuam… neste momento, no Sahasrara principalmente. Portanto, o Virata é o princípio no qual vocês podem ver que… a mensagem do dharma interno está se espalhando pelo mundo inteiro. Não somente isso, é dito nos tempos modernos: “Não faça isso, não faça aquilo, não, não faça aquilo, não.” Nenhum Dez Mandamentos. Estes Dez Mandamentos… têm de se tornar a sua própria natureza. Você deve estar identificado completamente como essa natureza. Assim, no processo evolutivo, se você observar… bem, foi trabalho do Guru estabelecer esses dharmas em você… e através desses estabelecimentos, você foi tornado uma pessoa que era dhármica. Mas se você observar, no mundo, seja o que for que seja falado, escrito, explicado verbalmente, se torna da boca para fora. É por isso que nós vemos todas as religiões… que pregavam as mesmas coisas… e todas elas foram em linhas diferentes. Algumas são orientadas ao dinheiro, algumas são orientadas ao poder, algumas são violentas, e algumas são totalmente falsas.

Então quando você vê isso, você fica impressionado ao ver como… esse princípio do dharma tem sido arruinado… pelos seres humanos. Por que eles não puderam aceitar o dharma? Eu tenho de dizer que há dois genes dentro de nós, cujo propósito é nos proteger de cometer pecados contra a Mãe… e cometer pecados contra o Pai. Esses dois genes entram em mutação… e então as pessoas começam a fazer tudo que elas querem, não há nenhum controle sobre elas. E isso é o que aconteceu durante nossa evolução. Eu diria que na Índia, tradicionalmente as pessoas são dhármicas, muito dhármicas. A razão é que nos tempos antigos, nós falamos de dharma, nós tivemos santos, e então havia um tipo de tradição formada por milhares de anos. Naquela época, nós tivemos também os egípcios conosco. Mas no Egito e também na Grécia, algo deu errado com eles. Pegaremos o caso da Grécia, onde eles fizeram todos os deuses parecerem com os seres humanos.

Eles rebaixaram o nível dos deuses do dharma para o adharma. E no Egito, por causa dos reis daqueles países, que estavam muito interessados na morte, em seus, do que vocês chamam, túmulos, em construir pirâmides, todas essas coisas, não construindo dentro do dharma. Essa é a razão pela qual no Egito também o dharma decaiu muito… e por fim, agora, o Islã se estabeleceu lá. O Islã surgiu porque as pessoas eram adhármicas. Também na Grécia, eles aceitaram a Igreja Ortodoxa, porque as pessoas tinham se tornado adhármicas. Mas essas religiões, elas próprias eram adhármicas. Eles não conseguiram incutir o dharma dentro deles mesmos, então como eles poderiam incutir o dharma naquelas pessoas? E isso aconteceu muito nesses países, e o Avatar de Vishnu, como eles dizem, como um Narasimha… veio muito próximo, muito próximo da Grécia… e muito próximo do Egito, isto é, em Peshawar. Em Peshawar, essas coisas aconteceram, então isso foi muito próximo também do Egito e da Grécia. Mas eles se tornaram muito contra Vishnu, porque eles pensaram que o rei deles foi morto por eles e tudo mais.

Então todos esses rakshasas entraram na região… do Afeganistão e depois eles vieram para o Egito e para Grécia, e tentaram trazer todos os deuses e deusas ao nível baixo. Há muito tempo atrás, deve ser há pelo menos 10.000 anos atrás, quando Prahalada introduziu a encarnação de Shri Vishnu. Esses rakshasas entraram em seus… eram chamados de asuras, asyrians, eles chamavam, mas eles eram asuras. E se você for ao Egito, você encontrará a esfinge lá. Exatamente o oposto do que Narasimha era. O homem está na parte superior e o leão na parte inferior. Mas Narasimha é exatamente o oposto. Narasimha é leão na parte superior e humano na parte inferior. Então eles criaram esse tipo de imagem… que era exatamente o oposto de Vishnu. Porque apenas para mostrar: “Nós temos…” [Hindi/Marathi] “nós temos um outro tipo de grande encarnação”, “que é exatamente o oposto e pode lutar contra Vishnu muito bem.”

Com esses rakshasas entrando naquelas pessoas, eles desenvolveram uma natureza muito agressiva. Natureza belicosa, natureza agressiva, eles desenvolveram muito seus músculos na Grécia, e toda a história da Grécia, se você ler, é realmente enlouquecedora. Um lutando contra o outro, outro lutando contra outro, eles ficavam matando uns aos outros, eles eram, quero dizer, não há fim para isso. Até Alexandre vir para a Índia e ele viu uma cultura… que era dhármica, e ele ficou muito surpreso. Como aquelas pessoas viviam com símbolos e tudo mais. Ele disse: “Tudo bem, eu tive o suficiente disso.” Ele retornou. Mas no Egito também, eles não conseguiam entender o dharma de forma alguma, porque eles acreditavam nos mortos, em todos os tipos de magia negra e tudo mais. Então quando o Islã veio, eles aceitaram o Islã. Então aqui veio o Cristianismo e lá veio o Islã.

Eles dizem na Rússia… que o Czar quis ter uma religião. Então essas… dentre essas, ele pediu aos cristãos, primeiro ele pediu aos católicos… para vir e torná-los, todos eles, religiosos, porque ele queria ter uma religião. A essência é Vishnu, mas esses swarupas pervertidos de Visnhu estavam lá. Eles foram para Rússia, um por um. Então primeiro vieram os católicos, e os católicos disseram: “Você não pode ter muitas esposas,” “você só pode ter uma esposa.” Então eles disseram: “Isso não nos servirá.” Vishnu tinha somente uma esposa, Ekapatnivrat, uma esposa. Mesmo na vida de Rama, a mesma coisa. Depois eles convidaram os muçulmanos. Então os muçulmanos disseram: “Tudo bem, você pode ter muitas esposas,” “mas nenhuma bebida, nenhuma vodka.”

Então eles disseram: “Como vamos viver sem vodka?” Em todas essas religiões, há uma pequena parte do dharma. Na primeira, somente uma esposa; na segunda, o Islã, nenhuma bebida. Eles disseram: “Não, não, não, nós não podemos viver com esse tipo de religião.” Então eles mandaram buscar os cristãos ortodoxos. Ortodoxo, ortodoxo é a palavra,. E os ortodoxos disseram: “Você pode ter quantas esposas quiser,” “e você pode beber o tanto que quiser.” Eles disseram: “Isso se encaixa com nosso dharma.” E eles aceitaram. Assim, qualquer tipo de restrição que você coloca nos seres humanos, qualquer tipo, sem a Realização, eles farão exatamente o que é destrutivo.

Eu tenho observado os muçulmanos agora, por exemplo. Uma vez Eu estava vindo de Riyadh, indo para Londres, Eu adormeci. Quando Eu acordei, Eu vi mulheres muito na moda… com o corpo todo exposto e homens muito na moda, com gravatas e tudo mais. Eu disse: “O que aconteceu?” Então Eu perguntei à aeromoça: “Onde nós paramos?” Ela disse: “Em nenhum lugar.” Eu disse: “De onde estas pessoas vieram?” Ela disse: “Elas são as mesmas pessoas.” In Riyadh, elas cobririam seus rostos; elas se cobririam com isto. Meu genro Me disse: “Eu não posso dizer que estou viajando,” “que estou indo com a Senhora que é minha Sogra,” “eu serei preso.”

Mesmo com a sogra, você não pode ir. Ela só deve ser sua mãe. Graças a Deus nossos sobrenomes eram os mesmos. Então ninguém nos prendeu. Coisas tão estúpidas. Mantendo as mulheres afastadas, os homens afastados, depois falando para as mulheres: “Vocês não podem fazer isso,” “não podem fazer aquilo.” E os homens fazendo todos os tipos de coisas. Tudo isso resulta em uma hipocrisia muito ruim. O mesmo com os cristãos. Se você ler Cristo, o que Ele disse é tão formidável… que para tudo Ele disse, por exemplo, Ele disse, eles dizem que não deve haver nenhum adultério, mas Ele disse: “Você não deve ter nem mesmo olhos adúlteros…” “e isso não deve nem mesmo entrar em sua mente.”

Vocês podem imaginar o que Ele disse? Agora, fale-Me sobre as nações cristãs, onde as mulheres estão ficando nuas, despidas, os homens ficam… olhando para elas e há uma insensatez acontecendo em todo lugar. Vocês podem acreditar que esses são cristãos? E depois, no domingo, colocam seu chapéu e vão para a igreja. Como você pode chamá-los de cristãos? Não há nenhum dharma de forma alguma. Ir à igreja é uma outra hipocrisia. E a quantidade de licenciosidade que surgiu nos países ocidentais… é o limite que se pode alcançar. Eles fazem isso de tal maneira que nem mesmo os animais farão. Todo o estilo de vida é assim: “Como encontrar a nossa destruição.”

Eles querem se destruir. Por que isso não acontece tanto na Índia? Porque eles sabem que isso é pecado, eles sabem que é pecado. Mas então vocês têm estas coisas aqui: um padre está abusando de crianças. Como podem? É um padre, tenha alguma vergonha. Mesmo na Índia há padres assim, mas não a esse ponto. Nas faculdades e escolas, você descobre… o que as mais altas autoridades da Igreja Católica estão fazendo. Olhem para essa Igreja Católica. Que tipo de Igreja Católica ela é?

“Católico” significa… “sanatan”, é “do antigo”, vindo do antigo. Sanatan, está vindo o primeiro. Onde está isso? Como eles podem se chamar de “católicos”? Eles são as mais modernas sarjetas, isso é o que eles são. Qual coisa boa eles estão fazendo? Quando Eu leio sobre essa Igreja Católica, Eu acho que essas pessoas deveriam desaparecer no oceano árabe. Porque eles estão matando pessoas, tudo bem, então eles estão ganhando dinheiro, então eles são um só com a máfia, eles estão concedendo prêmios ao líder da máfia. É isso a Igreja Católica? É isso que Cristo queria?

Tanta justaposição. Cristo está aqui e isso está em justaposição, é uma coisa totalmente diferente. Seja qual fosse o dharma, não está lá, de forma alguma. Então aonde vamos? Se você acha que se tornando um Buddha, um budista, você está bem, sem dúvida, você não sabe como os budistas são. Eles são os maiores mendigos… e as pessoas mais gananciosas, muito orientados ao dinheiro. Eu sei quantas pessoas perderam todas as suas propriedades… por causa desse Dalai Lama. Então agora, onde está o dharma? O dharma está dentro, e é por isso que esse Princípio de Vishnu… deve ser despertado dentro de você mesmo. E esse princípio depois se expande de muitas maneiras, porque Vishnu é Aquele que é O que cura.

Nós O chamamos de Dhanvantari, significa um médico. Ele é Aquele que cura porque Ele é o nosso preservador; Ele é o preservador dos seres humanos. Assim, se Ele preserva o dharma de vocês, então vocês não ficam doentes. E se você fica doente, é Vishnu que preservará, que curará você. Assim, Ele é Aquele que é, podemos chamar, Dhanvantari, é um médico. Ele também é Yama. Yama significa Aquele que é responsável pela nossa morte. É claro, Shiva, nós podemos chamar, o princípio da existência, o Espírito tem de ir primeiro… e depois Yama vem para encarregar-se do corpo. É Ele quem decide: aonde você deve ir? Você deve ficar suspenso no limbo?

Ou devemos enviar para o inferno? Ou se você pode ir para o céu. Toda decisão é tomada por Ele, com a ajuda de Mahavishnu, que é Cristo. Portanto, o trabalho Dele é vir quando há um corpo sem vida, para levar embora o Espírito e julgar o Espírito… e colocá-lo em seu lugar apropriado. Agora, uma pessoa que é um adharmi, supondo, tal pessoa, Ele a tira e a coloca no inferno. Mas antes disso ser feito, às vezes, essas pessoas da magia negra chegam, levam embora o crânio do corpo sem vida, porque quando você é queimado, o crânio ainda permanece, ou os ossos e tentam controlar o Espírito, antes de Yama entrar em cena. Deste modo, eles utilizam essa pessoa, o Espírito dela, e o manipula e o usa para prejudicar os outros… ou para seduzir os outros, eles os controlam. Assim, esse é o maior adharma. Esta é a pior coisa que alguém pode fazer: levar embora o Espírito… e usá-lo para hipnotismo ou sedução. Mas na morte de uma pessoa assim, de um trantrika assim, Yama lhe dá a mais… horrível morte no sentido de que o Espírito não sai facilmente.

E essa pessoa sofre, sofre e deseja a liberação, mas não consegue a liberação, e é uma provação muito grande para essa pessoa morrer. É uma punição por ser um tantrika tão horrível, pois torturou muitas vidas. Portanto a ideia de pecado vem através do dharma e adharma. Nós temos uma ideia de pecado que é muito superficial às vezes. Por exemplo, quando Arjuna estava lutando na guerra, ele disse: “Como eu posso matar essas pessoas?” “Eles são meus irmãos, eles são meus…,” “meus parentes, tios, como eu posso matá-los?” Shri Krishna disse: “Eles já estão mortos,” “você não vai matar.” Assim, como eles estão mortos? Porque eles estão no lado do adharma, então eles já estão mortos. Mas você está no lado do dharma e se você luta pelo dharma, então mesmo se você morrer, você será salvo.

Agora, isso se estende longe demais em muitas escrituras também, o que é muito absurdo. Como dizer que se você morrer… e se enterrar – eles não falam de nenhuma alma – enterrar seu corpo, então a partir do corpo, depois de 500 anos, seu corpo sairá e você será salvo. Depois de 500 anos, o que restará do corpo? Ideias tão absurdas existem nestas três religiões: dos cristãos, judeus e muçulmanos. É por isso que eles enterram as pessoas. Agora, enterrar pessoas significa que você está ocupando a terra… e também mantendo os bhoots lá. Como em… Eu fiquei surpresa. Quando Eu vim pela primeira vez a Paris, no centro de Paris, eles têm um cemitério muito grande. Naturalmente, as pessoas bebem aqui, porque a maioria dos bêbados estão sentados lá dentro dos túmulos… e eles ficam incitando-os a beber. É muito surpreendente que no ocidente, eles tenham ideias tão absurdas assim, que quando você for enterrado, então você será ressuscitado como Cristo.

Imaginem só, Cristo foi ressuscitado no intervalo de três dias. Ele morreu na sexta-feira, ressuscitou domingo de manhã, nem mesmo três dias. Mas se você mantém um corpo por 500 anos, que não é nem mesmo Cristo, se é o corpo de Cristo, é diferente, o que surgirá disso? E então eles estão enterrando pessoas. Somente almas realizadas deveriam ser enterradas, não toda pessoa comum. Porque eles ainda têm seus desejos, seus… eles ainda querem algumas coisas, suas almas talvez fiquem… perambulando por lá, aquele corpo. Então por que você deveria manter o corpo em um lugar por vários anos? Então depois de algum tempo, eles cavarão e farão casas lá. E todos os bhoots devem vir na casa. Portanto, para entender o dharma, nós devemos também entender… como nós vamos lidar com a morte das pessoas comuns… e a morte dos Sahaja Yogis.

Se você for somente dhármico, isso não é o suficiente. Há muitas pessoas que não fazem nada errado, elas são do tipo austero, algo assim, mas elas não estão em equilíbrio, normalmente. Elas são muito irascíveis. Se elas não são irascíveis, elas são totalmente reclusas, sentadas nos Himalaias, desse jeito. Mas essas pessoas que são dhármicas, no sentido verdadeiro da palavra, uma vez que elas ascendam ao estado do Virata, somente então elas são as pessoas que deveriam ser preservadas, o corpo delas deveria ser preservado. Porque o dharma vai do Nabhi para o seu cérebro, e o cérebro supre todos os nervos com a energia do Espírito. Portanto o corpo inteiro de uma alma realizada… é cheio de consciência vibratória. Se um corpo assim é enterrado, você pode ter até mesmo fragrância. E de uma distância, você saberá que há algum santo sendo enterrado aqui. Se vocês se lembram, há sete fotografias Minhas… onde a luz está caindo sobre Mim.

Isso foi em um vilarejo chamado Mian ki takli. Eles Me disseram depois: “Mianh, um santo sufi…” “morreu neste lugar, então ele foi enterrado aqui.” Imediatamente Eu senti as vibrações. E quando Eu estava sentada no palco, Eu o vi na forma de luz… e ele começou a lançar luz em Mim. E Eu fiquei muito feliz, mas quando Eu parei, ele parou. Ele não se tornou um bhoot. Não, ele não se tornou. Ele se tornou a luz. E em todo lugar que era necessário, ele mostrava sua presença. Assim, nós estamos seguindo alguns dharmas.

Na Sahaja Yoga, espera-se que vocês sigam o Princípio de Vishnu. Vocês devem seguir o Princípio de Vishnu. Vocês não podem dizer: “Mãe, nós não conseguimos fazer isso.” Por exemplo, Vishnu não gosta do ato de fumar. Tabaco, Ele não gosta de tabaco. Ele não gosta de álcool. Ele não gosta dessas drogas, Ele odeia drogas. Ele não gosta de muitos remédios que os seres humanos estão produzindo. Por exemplo esses antibióticos, se um Sahaja Yogi tomar, ele vomitará, se ele for um verdadeiro Sahaja Yogi. Seja qual for a quantidade, seja qual for a qualidade, muitos remédios, ele não consegue tomar.

Então automaticamente, você se tornará como um brâmane que evita: “Não, não, este não.” Então você não irá e comerá em um lugar… onde há pessoas que são contra a Sahaja Yoga… ou que não são dhármicas de forma alguma, você não gostará disso. Eu não tenho de lhe falar: “Não olhe para as mulheres”, você não olhará, você não olhará automaticamente. Seus olhos, a partir do dharma, se tornarão firmes, nem Eu terei de falar às mulheres que não devem correr atrás dos homens. Muito poucas são assim que ainda estão lutando. Mas a maioria de vocês simplesmente abandonaram todos esses maus hábitos, e chegaram a um estado onde… vocês simplesmente se tornam dhármicos automaticamente. Porque quando a Kundalini se eleva… e ocupa seu cérebro, então você compreende o que é certo, o que é errado. Através de suas vibrações, você não aceitará algo que não é bom. Comida, você verá que as vibrações não são boas, você não comerá. Qualquer coisa que não seja apropriada, você apenas dirá: “Não”.

Eu não tenho de lhe falar: “Não faça isso, não faça aquilo.” Você nunca matará alguém; você nunca cometerá nenhum pecado, automaticamente. Eu não tenho de lhe falar: “Não faça isso,” “não cometa esse pecado, não cometa aquele pecado.” É claro, se você ainda não é um Sahaja Yogi maduro, então talvez você cometa. Mas com maturidade, Eu não acho que você adotará coisas erradas. E você desfrutará suas virtudes. As coisas que são chamadas de virtudes são princípios de Vishnu. Você dizer: “Este homem é virtuoso”, é muito limitado. Na linguagem mundana “ele é virtuoso” pode ser que… ele seja bom em desenhos ou algo assim, nada mais do que isso. Mas se você diz: “Virtuoso”, significa que ele é um Sahaja Yogi.

Agora, Cristo foi tão longe que se alguém esbofeteia você… em sua face esquerda, você vira a face direita para essa pessoa. Agora, pensem nisto: o quanto Ele foi sutil… em paciência e tolerância. Agora, pensem nas nações cristãs, que foram pelo mundo todo e saquearam. Os espanhóis foram à América, mataram todas aquelas pessoas lá; os Ingleses vieram para Índia, mataram muitas pessoas lá. Depois alguns franceses também foram para vários… países africanos e os aniquilaram. Considera-se que esses sejam cristãos? De que modo eles são cristãos? Não somente que você não deva agredir, esse não é o único ponto. Se alguém agride você, então vire sua outra face a essa pessoa. Isso foi dito por Cristo.

Cada dez… cada mandamento, Ele tentou trazer para o nível dos Sahaja Yogis. Como a beleza da Sahaja Yoga brilhará através de vocês. E como você expressará seu Espírito. Isso está em Mateus, Eu acho que no segundo capítulo. Onde “benditos sejam” está escrito conforme isso. Está claramente escrito o que você deveria ser. O quão tolerante, o quão paciente, o quão compassivo, o quão amoroso. É impressionante como uma Encarnação tão grandiosa… do Senhor Jesus Cristo foi trazida a um nível tão baixo pelos cristãos. Eles não têm nenhum direito de se chamarem cristãos. Eles são os maiores pagãos que Eu poderia imaginar.

O modo como eles arruinaram a cultura deles, tudo. E quanto ao Islã? O Islã, assim como na Bíblia, Paulo fez toda a perversidade, Eu não sei, ele deve ser um outro rakshasa. O Islã, o Alcorão também foi escrito por um sujeito muito horrível. O Profeta Maomé nunca soube ler e escrever. E havia um sujeito… chamado de Mohayya. Ele era um sujeito tão horrível, ele legitimou a Bíblia, exatamente como Paulo. Nela, ele colocou esse Shariat. Agora, Shariat estava destinado para… para Irmaia, o que vocês dizem em inglês? Jeremias.

Em Jeremias. Jeremias escreveu que quando Moisés veio, o Adi Guru, Ele veio… com a mensagem dos Dez Mandamentos… do monte Tur, Ele encontrou esses judeus… entrando numa completa sociedade decadente, que vemos hoje em nossa volta. E Ele ficou tão zangado… que Ele disse: “Para vocês, estas são as punições.” Mas isso foi Moisés que deu aos judeus naquela época. Não para hoje. Mas os muçulmanos estão usando isso fortemente entre eles mesmos. E eles se tornaram tão belicosos… que eles estão lutando entre eles mesmos, e Eu acho que eles matarão uns aos outros e se liquidarão. Não há nenhum dharma do amor; não há nenhum dharma da compaixão. Aquele que não é muçulmano deve ser morto de algum modo, e aquele que é muçulmano é também morto, porque nenhum muçulmano pode mudar sua religião, ele não pode. Se ele é um muçulmano, ele é um muçulmano, ele tem de morrer… como um muçulmano.

se ele tentar fazer qualquer outra coisa, ele será morto. Se ele fugir do Islã, ele será morto. É uma prisão. É uma prisão e nessa prisão, a pessoa tem de viver. Você não deve questionar nada, você não deve perguntar nada. Outro dia, Eu estava assistindo o Hajj, e havia um sujeito do Sudão. Ele era realmente como Hitler, falando como Hitler, e Eu pedi para alguém traduzir aquilo do árabe. E ele estava somente derramando veneno. Ele estava chamando todo mundo de pagão: “Eles não têm nenhum verdade com eles, nós temos a verdade.” Que tipo de verdade você tem?

O que você é? Que bem você está fazendo em qualquer lugar? Qual verdade você obteve? E ele disse todas estas coisas insensatas: “Nós devemos matar…’ “todos aqueles que não têm a verdade”, isso, aquilo. E Eu fiquei olhando para aquilo. E uma pergunta veio a Mim: ele estava dizendo todas essas coisas em Minha presença, Eu não sei o que vai acontecer a todas essas pessoas. E no segundo dia, ouve um pânico em massa de 30.000 pessoas… que tinham ido para o Hajj. Assim, essas pessoas estúpidas no comando da religião… irão matar todos os muçulmanos desse modo, liquidá-los e pensam: “Nós alcançamos muito.” Então, sobre os judeus. Os judeus têm esperado por um Salvador e tudo mais.

E eles não gostam de Cristo. Mas eles não mataram Cristo, Eu devo dizer. Eles não mataram, foi ideia de Paulo colocar isso. Mas os judeus nunca compreenderam o que o dharma é. Porque Moisés apenas lhes deu um Shariat tão horrível, eles nunca compreenderam. Então eles fecharam o Shariat: “Tudo bem, nada feito, não poderíamos.” E eles se tornaram extremamente orientados ao dinheiro. Miseravelmente orientados ao dinheiro. Eles emprestam dinheiro a alguém, esse sujeito continua pagando juros, juros, juros. Então ele não consegue pagar, eles confiscarão sua casa, a venderão. Eles se tornaram pessoas muito, muito, muito, muito cruéis, e também libertinos, muito cruéis.

Então um rakshasa, chamado Freud, nasceu na sociedade deles. Freud era judeu. E as pessoas… vejam, ele entendeu qual é a fraqueza dos seres humanos, e ele foi aceito nessa América estúpida, muito. Tanto que eles perderam todo o senso de dharma. Quando ele disse todas essas coisas insensatas sobre a mãe, como poderia haver algum dharma? Agora eles estão escrevendo: “A decadência do império freudiano,” “Freud fraudulento”, e agora há muito livros surgindo. Como resultado disso, o que aconteceu é: porque vocês não são limitados tradicionalmente, e esses tipos de religiões estúpidas surgiram no ocidente… através dessas pessoas destrutivas, vocês perderam a fé, perderam a completa fé: “Tudo bem, ir para igreja, voltar para casa, o que há nisso?” Falando desse jeito. Os padres, os mullahs e todos esses levando uma vida tão horrível. As pessoas perderam a fé completamente.

E quando eles perderam a fé, eles perderam a sua personalidade. Eles perderam a personalidade e Eu fico surpresa… ao ver como as pessoas seguem modas, como Eu disse outro dia. Eles seguiram modas. Qualquer um diz: “Vocês devem ter cabeças raspadas”, eles cortarão o cabelo deles. Amanhá alguém diz: “Cortem seu nariz”, todos eles cortarão o nariz deles. “Vistam-se deste jeito”, eles se vestirão desse jeito. Disseram: “Roupas rasgadas”, tudo bem, roupas rasgadas. Uma pessoa começa isso, isto é, o empresário, e todo mundo segue. Tradicionalmente se você tinha descoberto que essa roupa lhe convém, você deveria tê-la mantido. Mas esses empresários, seja o que for que eles lhes falem, vocês adotam.

É como se vocês não tivessem nenhum cérebro. É como se vocês não tivessem nenhuma capacidade de entender. Mas para um sujeito dhármico, ele dirá: “Suma.” Ele não, ele não mudará: “Por que eu deveria desperdiçar meu dinheiro?” “Acumular todas essas coisas insensatas?” Então quando Eu comecei a Sahaja Yoga, Eu fiquei relutante, mas Eu falei para todo mundo… que é melhor colocar um pouco de óleo em sua cabeça. Você pode lavá-la no dia seguinte, mas à noite, coloque um pouco de óleo. Senão depois de algum tempo, Eu verei todos os homens carecas e as mulheres usando perucas. Eu sou uma Mãe, então Eu vou lhes dizer a verdade. Com grande dificuldade, os Sahaja Yogis concordaram.

Eu disse: “Você pode lavar no dia seguinte.” É necessário para vocês terem isso, é uma coisa simples assim, porque o cabelo cresce no óleo. É uma coisa muito simples, Eu lhes disse: “Façam desse jeito.” E eles não concordavam, eles não mudavam isso. Mas graças a Deus, agora algum bom senso surgiu. E eles estão fazendo poucas coisas, muito poucas coisas têm de ser feitas para os Sahaja Yogis… ficarem bem em sua saúde e também em sua riqueza. Eles não têm de fazer muito, porque eles estão sustentados no dharma. E eles estão no Reino de Deus. Eles estão sob a proteção do Virata. Mas ainda assim, há certas coisas que vocês têm de fazer, certas coisas.

Eu não disse: “Não fumem.” Você mesmo simplesmente abandonou. O álcool, todas essas coisas, você mesmo abandonou, porque você tem a luz. E apesar do fato… de vocês virem de uma cultura onde não há nenhuma personalidade, as pessoas são como ovelhas, agora vocês não são. Agora vocês são independentes. Ser um indivíduo é impossível no ocidente, porque você deve se vestir da forma que todo mundo se veste. Se eles são punks, todos vocês se moverão como punks; se uma mulher tem esse tipo de cabelo, você faz o mesmo estilo. Especialmente o cabelo, Eu não sei por quê. Talvez seja o poder do Virata, Ele age na maioria das vezes no cabelo. Depois as roupas e tudo mais, vocês compreenderam… que a castidade é uma parte do dharma.

Não é somente as mulheres. Não é a castidade das mulheres, mas sim a castidade dos homens e das mulheres, é o poder deles, é o poder de Ganesha. Esse é o dharma que vocês aceitaram. Eu nunca lhes falei nada, mas vocês aceitaram. E você assimilaram… e estão desfrutando-o. Agora se eles nos aceitam como dharma, o que é tão especial? Nós somos o único dharma. O resto são todos adharmis. Eles chamam a si mesmos de dhármicos, eles não têm nenhum dharma neles. A menos e até que você tenha dharma através do qual… você consiga um equilíbrio, sabedoria, você não pode ascender.

Mas se você ascende mesmo sem dharma, a Sahaja Yoga é tão grandiosa, Eu tenho visto, pessoas que eram muito adhármicas… e tudo mais simplesmente obtiveram a Realização. Se você ascende, então o dharma verte, eles se tornam dhármicos. Tantos tentaram Me escrever sobre o passado deles, simplesmente rasgo, acabou-se. Agora vocês se tornaram flores de lótus, por que estão… Me contando sobre algo que não estou interessada? Portanto, uma vez que você obtenha a sua Realização, essa é a melhor maneira e Eu simplesmente pensei sobre isso. Especialmente quando Eu vi a situação… no mundo que estava entrando nesta Kali Yuga, Eu pensei neste caos: “A menos e até que…” “Você eleve a Kundalini deles, o dharma não pode ser estabelecido.” Se Eu não fiz nada, Eu fiz isto: achar o método em massa… de dar a Realização e o problema será resolvido. Você não tem de lhes falar nada: “Não façam, não façam”, nada. Eles simplesmente o farão. Isso foi bem sucedido, Eu devo dizer, muito bem sucedido.

Entre vocês, Eu percebo Minha visão sendo estabelecida. Seja qual for a apreensão que Eu tinha, seja qual for a preocupação… que Eu tinha sobre Paris acabou agora, acabou-se. Eu costumava vir três vezes ao ano. E todo mundo dizia: “Mãe, o que é isto? Por que a Senhora os favorece tanto?” Então Eu disse: “Este é o portão do inferno, deixem-Me ir.” E agora este se tornou o portão do céu. Portanto, para nós, não é difícil… estabelecer o Princípio de Vishnu dentro de nós. Mas é para reconhecer que nós o temos. De repente Eu percebo os Sahaja Yogis se tornando extremamente humildes.

E eles não querem saber o que eles têm. Você pode curar pessoas, você é um Dhanvantari. Você pode dar a Realização às pessoas. Todos os princípios de Vishnu estão agora despertados dentro de você… e você deve utilizar isso. Eu desejo que tenhamos Vishnu… [Marathi] Se eles tiverem o Vishnu Sahastranama (Os mil Nomes de Shri Vishnu). Há mil nomes, que Eu não gostaria que vocês recitassem, mas pelo menos alguns nomes de Vishnu, se vocês puderem recitar, vocês entenderão como… esse Princípio de Vishnu está despertado em vocês. A tal ponto… que alguém disse: “Mãe, não, eu não quero trabalhar em público.” Eu disse: “Por quê?” “Eu não quero ter este ego de volta em mim.” Eles são tão doces, eles estão com medo de que o ego deles venha.

Não, não, não, não. Ele não voltará agora, porque aqui está sentado… o Vishnu como Virata. Ele cuidará de você… e você tem esse Vishnupad em você mesmo. Muito poderia ser dito sobre isso, mas Eu acho que vocês deveriam ler até mesmo os mil nomes de Vishnu… e vocês saberão quantas qualidades vocês podem ter.

Que Deus os abençoe.