Guru Puja, Mature and Achieve the State of A Guru

Cabella Ligure, Nirmal Temple (Itália)


Send Feedback
Share

Guru Puja. Cabella Ligure (Italy), 24 July 1994.

Hoje todos vocês se reuniram aqui… para Me venerar como seu Guru.

Eu devo dizer que falta em Mim muitas qualidades… que um guru deve ter, no sentido de que Eu não consigo ser severa com vocês, Eu não consigo ser rígida com vocês, e Eu realmente não sei como puni-los por fazerem coisas erradas. Talvez seja porque normalmente Eu acho que… os gurus têm problemas com seus discípulos, que na maioria das vezes não são almas realizadas. Como eles não são almas realizadas, os gurus acham difícil se comunicar… ou falar com eles… sobre os problemas sutis que eles têm. Eu conheço muitos gurus que, mesmo nos tempos modernos, têm sido realmente muito, muito severos. E eles também Me contaram… que eles alcançaram a Realização… trabalhando duro… e sofrendo sob o rigor dos gurus. Algumas vezes Eu ficava realmente… cheia de grande compaixão por esses discípulos… que ainda não receberam a Realização. Eles tinham gurus que realmente eram almas realizadas… e eles nunca tiveram a Realização, e o guru era extremamente severo com eles. Houve um senhor que Eu encontrei em Kolhapur, e ele obteve a Realização em um minuto. Então ele Me disse que o guru dele “tinha me dito…” “para jejuar todo mês pelo menos por oito dias.” Tudo bem.

“Depois ele me pediu…” “para construir um templo a Dattatreya na vila dele.” E todo dia ele devia ir e venerar Dattatreya… de manhã e ao anoitecer. Ele gastou muito dinheiro… e ainda assim não recebeu a Realização. “E enquanto a Senhora mal gastou…” “dois minutos para me dar a Realização, Mãe.” “O que é isso?” “Como a Senhora tem sido tão bondosa comigo?” Então Eu não sabia o que lhe responder, Eu não queria falar contra o guru dele… porque Eu sei que ele é uma alma realizada. Na verdade, a maioria desses gurus… e encarnações… foram incapazes com os seres humanos. Talvez eles não tiveram discípulos tão belos como Eu tenho. Talvez nesta época, todas as pessoas boas… que estavam buscando a Divindade nasceram… e elas estão aqui como Sahaja Yogis.

Eu nunca tive de trabalhar duro com elas. É claro, de vez em quando você de fato tem uma pessoa… que tenta nos perturbar ou tenta criar problemas. Mas os tempos modernos são tão especiais, Eu acho, pois é muito fácil dar a Realização às pessoas. Na época de Moisés, Ele tinha feito leis… por causa da sociedade decadente dos judeus naquela época. E aquela época era muito difícil, muito, muito difícil, o que nós conhecemos hoje como “shariat”, foi assumido pelos muçulmanos. E mesmo agora, as punições de acordo com o assim chamado Alcorão… são tão severas que você não consegue acreditar nisso. E a maior parte das pressões de todas… as leis dhármicas deles são sobre as mulheres. Seja o que for, mesmo na Bíblia, se você ler, Cristo, Ele disse que… todos estes Dez Mandamentos não são nada, você tem de ir além deles. E Ele diz que se um olho é malicioso, está cometendo pecado, arranque-o. De que adianta o corpo inteiro ficar contaminado por isso?

Ou se um braço está fazendo algo errado, é melhor removê-lo. Por causa de um braço, o corpo inteiro sofrerá. Ele disse isso, é dito que você não deve ser adúltero. Mas Eu diria que você não deve ter olhos… nos quais você tem desejo por qualquer mulher, você cometeu o grande pecado, e todos vocês irão para o inferno, todas as pessoas que fizerem isso. Assim, você não deve ter olhos adúlteros. Uma outra coisa que Ele disse… é que se alguém lhe dá um tapa no rosto, você deve virar a outra face para essa pessoa. Quando Eu soube de todas essas leis, Eu disse: “Como você pode ter pessoas assim neste mundo?” É uma coisa muito sutil. E a última que era muito, muito boa era… que você deve ser correto, mais correto do que todos os escribas e todos os fariseus – quer dizer o padre e tudo aquilo com o – você tem de ser muito mais correto do que eles. Quando Eu li isso na juventude, Eu pensei: onde você consegue achar pessoas assim… que podem ser consideradas próximas à descrição de Cristo?

Isso era inconcebível naquela época. Como Eu lhes disse, a Índia é um lugar onde… as pessoas são dhármicas por seus próprios, nós podemos dizer, em seus próprios genes, você pode considerá-los, ou você pode dizer que eles são extremamente dhármicos… por causa das tradições, são educados desse jeito. Na Minha época, no sul da Índia e no Maharashtra, Eu acho que éramos uma família muito dhármica, e era um ambiente muito dhármico. Ainda assim, essas coisas que Cristo descreveu não estavam lá. Por exemplo, a raiva era considerada como uma grande qualidade. As pessoas costumavam se gabar: “Estou muito zangado com esta pessoa.” Eles costumavam dizer. Era muito comum. É claro, Eu não acho que na Índia alguma pessoa consiga dizer: “eu odeio você”, porque é considerado algo pecaminoso e estúpido, porque odiar alguém é ser adhármico. Mas é claro, eles de fato diziam muitas coisas… que não eram de forma alguma permissíveis pelas leis de Cristo.

E depois veio Profeta Maomé, que simplesmente achou que nada funciona. Então Eu acho que eles adotaram o shariat, mas não o Profeta Maomé, mas eles já tinham adotado o shariat. Ele aceitou isso. Ele disse: “Tudo bem, este shariat pode ser colocado em prática.” Mas isso é tão desumano e não tem nenhum equilíbrio, porque somente as mulheres têm de sofrer; não, nada para os homens. Se uma mulher cometeu adultério, então ela era punida, mas não o homem. Até mesmo – Eu não sei qual é a lei aqui, mas na Índia, se uma mulher que é casada comete adultério, esse homem com quem ela cometeu tem de ser punido, mas se o homem casado comete adultério, não há nenhuma punição. Todas essas coisas, Eu sei que não podem ser forçadas em ninguém. Seja o que for que Cristo tenha dito, Ele deve ter dito em Seu próprio estado meditativo. Ele estava cercado por pessoas… que tentaram matá-Lo, e no final eles O mataram.

E o tipo de pessoas que eles eram, especialmente na época dos romanos, extremamente cruéis. Então, como Ele pode dizer isto: se alguém lhe der um tapa… numa face, vire a outra face para aquela pessoa? Pessoas muito iradas, irascíveis existiam lá. É claro, Krishna disse isto muito claramente: “krodhat bhijayati sammoha”, krodh é a pior coisa, a raiva é o pior pecado de acordo com Ele, somente a partir da raiva, tudo surge. Mas Ele não disse como a raiva surge. Ele não falou sobre isto, que a fonte da raiva estava no fígado de vocês, e também na educação de vocês. Essas duas coisas lhe causam uma raiva horrível. A menos e até que você testemunhe a si mesmo, a sua Realização não tem nenhum sentido. Você deve se separar de si mesmo, e ver por si mesmo o que realmente está errado com você. Agora, vamos supor que alguém seja um indivíduo muito raivoso, ao invés de sentir orgulho nisso… ou usar essa raiva para controlar os outros, ele deveria tentar se controlar.

Como? Primeiro é krodha (a raiva). Qualquer um que queira ser um santo deve saber… que essa raiva, esse krodha, não deve ter lugar. E como você faz isso? Antes de tudo, testemunhe como você se comporta. Por exemplo, Eu diria, artificialmente fique zangado, artificialmente, e fique diante do espelho. Veja seu rosto, como você parece. Você ficará surpreso, parece com o rosto de um macaco ou de um tigre, ou Eu não sei que animal você deve ter sido na vida passada. E então você fica surpreso ao ver que… você ainda está carregando esses traços dessa vida anterior… em que você era seja qual for o animal. Depois a segunda coisa seria: remova de si mesmo a raiva.

Como por exemplo o que nós temos na Sahaja Yoga, nós escrevemos nossos próprios nomes e batemos nele. Mas isso é – deveria ser como se você ficasse zangado consigo mesmo, então você verá… que venceu sua raiva. Porque as pessoas com raiva torturam somente os outros, elas não torturam a si mesmas. É claro, algumas vezes elas se sentem mal, mais tarde, elas sentem: “Eu não deveria ter feito isso”, elas desenvolvem um Vishuddhi Esquerdo. Mas principalmente, se você começa a ficar com raiva de si mesmo: “Por que eu deveria ter feito aquilo? Por que eu fiz aquilo?” “Por que fui induzido àquilo?” Você ficará surpreso, a sua raiva diminuirá. E também fisicamente, você deve ver que tem um problema de fígado. Com isso, você simplesmente se encara… e diz: “Eu me livrarei deste problema de fígado.”

“Como isso ousa tornar-se meu inimigo…” “e deter minha ascensão na espiritualidade?” Então primeiro: o estado de testemunha tem de ser desenvolvido. Para um Sahaja Yogi é muito importante… desenvolver um estado de testemunha. Mas normalmente o que acontece… é que os Sahaja Yogis desenvolvem… um estado de testemunha para os outros. Agora, vocês sabem que na Sahaja Yoga a porta está aberta a todos. E algumas pessoas loucas também entram, algumas pessoas estranhas também entram, algumas pessoas de caráter muito ruim também entram, todos os tipos de coisas acontecem. Então agora você deve observar: com o que você está preocupado? Você está preocupado com pessoas que têm problemas? Que são inúteis? Em relação a quem você não pode dizer que eles serão Sahaja Yogis?

Ou você está regozijando as pessoas que assimilaram a Sahaja Yoga? Esse temperamento algumas vezes tornou as pessoas realmente loucas, Eu lhes digo, pode penetrar em sua cabeça e pode torná-lo louco. E nós temos algumas pessoas loucas na Sahaja Yoga, ainda temos. Mas elas se tornaram tão loucas que agora não são mais raivosas, elas não são mais problemáticas, são apenas loucas, só isso. Com pessoas assim, você não deve se preocupar. Não há nenhuma necessidade de testemunhar os outros, testemunhe a si mesmo. E Eu algumas vezes acho… que essa raiva vem através de muita austeridade, também muito de uma natureza extremada. Alguns Sahaja Yogis são extremamente austeros, austeros em relação a tudo. É de enlouquecer. Na Sahaja Yoga, tudo é sahaja, é espontâneo.

Você não deve ser austero. Você não deve ser minucioso. Agora, Eu disse: “Não é melhor…” “não vestir um sari preto?” ou algo assim, se Eu falar assim, então isso não se torna uma sentença de Brahma. Vamos supor então que alguém esteja vestindo um sari preto… e esteja vindo todos vocês fugirão dessa pessoa, ou de roupas pretas. Não é isso. Vocês mesmos são gurus. Por que você deveria sentir medo de qualquer tipo de pessoa que… se aproxima de você quer esteja de preto, de branco ou qualquer tipo? Por que você deveria ter qualquer medo? O outro lado da raiva é o medo.

Um homem que é irascível sempre tem medo… porque ele vê a si mesmo nos outros. Ele vê: “A outra pessoa também deve ter o mesmo tipo de temperamento…” “e ela me atacará.” Então ele está sempre em guarda. Na maneira sahaja, o que fazemos é viver sem medo. É dito que a recompensa do pecado é o medo, mas Eu diria “a recompensa da raiva”. Digamos por exemplo, esses povos que eram muito agressivos… desenvolvem medos, todos os tipos de medos. Esses países que invadiram outros países… e governaram outros países, e tiveram a experiência do ego deles, da raiva deles, se tornaram povos extremamente amedrontados. Especialmente os soldados… que vão para a guerra, matam muitas pessoas e retornam, eles ficam amedrontados. Eu perguntei a um deles nos Estados Unidos, Eu disse: “Do que você tem medo?” Ele disse: “Eu acho que matei muitas pessoas,” “agora muitos me matarão.”

Mas Eu disse: “Por que você pensa assim?” “Por que alguém o mataria?” Ele disse: “Porque – por que eu matei os outros?” “Por que eu matei os outros? Porque eu matei os outros,” “então qualquer um pode me matar, não é? Sem nenhuma razão.” Logicamente Eu concordei. Mas o medo dele era tanto… que quando ele veio a Minha presença, ele estava simplesmente tremendo, o corpo inteiro estava tremendo de medo. Assim, seja qual for a agressão que façamos retorna para nós, e nós nos tornamos muito amedrontados em relação a tudo. Na Sahaja, você testemunha a si mesmo como uma identidade separada.

Todo o seu passado acabou, desapareceu, você não fica preocupado, e você se mantém em um estado que é sem medo. Esse estado tem de ser alcançado através da Sahaja Yoga. É muito fácil, uma vez que você saiba que… está protegido, você não terá nenhum medo, e como você não terá nenhum medo, você também não terá raiva. Isso funciona em ambos os sentidos às vezes. É uma coisa muito comum, Eu tenho visto, uma pessoa muito agressiva será descrita por um psicólogo… como um homem com insegurança. É bom dizer isso, mas não é verdade. Ele torna todo mundo inseguro, então como ele pode ser inseguro? Se uma outra pessoa se sente insegura com esse indivíduo, isso significa que esse indivíduo não é inseguro, mas ele é super seguro. Se você lhe disser isso, somente então ele melhorará. Mas se você disser: “Você tem insegurança”, então ele pensará: “Sim, minha condição é digna de pena.”

“Mesmo que eu mate alguém, está tudo bem,” “porque minha condição é digna de pena.” Argumentos assim trabalham… de tal maneira que você se torna convencido sobre si mesmo. Mas se você observar como uma testemunha, você verá: “O que eu fiz até agora?” “Eu tenho sido capaz de conquistar a mim mesmo?” A Sahaja Yoga não é para conquistar os outros ou controlar os outros, mas sim para conquistar a si mesmo. Se você não tem feito isso, você pode ter se autoatestado: “Oh, eu tenho sido um Sahaja Yogi, tenho sido tão grandioso,” “tenho sido isso, eu sou…”, isso não faz nenhuma diferença. Você se transformou completamente? Se modificou? E agora em sua presença, as pessoas de fato se sentem seguras? Se elas se sentem inseguras, então algo está errado com você.

Ou se você se sente inseguro, também há algo errado com você. Agora, essa é a desculpa que se dá: “Mãe, eu sou inseguro”, então você não é um Sahaja Yogi, é simples assim. Dar explicações como essa mostra que você não é nem mesmo um Sahaja Yogi. Assim, agora, para se tornar o guru, em primeiro lugar, você deve ter um grande senso de perdão. Tanto quanto Buddha tem. Uma vez Buddha estava dando uma palestra em uma vila… e de repente alguém chegou e começou a insultá-Lo, dizendo todos os tipos de coisas e tudo mais. Então alguém disse para essa pessoa: “O que você está fazendo?” “Ele é Buddha, o Iluminado. Ele está tentando nos ajudar…” “a nos tornarmos bons, e você veio e gritou com Ele?” Então ele ficou arrependido.

Ele foi ver Buddha, mas Buddha tinha ido para outra vila. Então ele foi para a outra vila no segundo dia, e ele foi e caiu aos Pés do Senhor Buddha. Senhor Buddha disse: “Qual é o problema?” “Por que você caiu aos Meus Pés?” Ele disse: “Senhor, eu devo dizer que fui…” “realmente eu não sabia que o Senhor era o Iluminado.” “Eu simplesmente gritei com o Senhor, disse coisas, eu não sei… o que aconteceu comigo. Então por favor, me perdoe.” Buddha disse: “Quando você disse isso para Mim?” “Ontem.” “Onde?”

“Em tal lugar.” Buddha disse: “Ontem está acabado agora, o que há para perdoar?” Agora, ele foi implorar pelo perdão Dele, arrependido. Imediatamente Buddha disse: “Ontem acabou.” Essa é uma das maiores qualidades que os Sahaja Yogis devem ter. Para chamar a si mesmo de guru, você deve também ter maturidade. E a parte relativa à maturidade é algumas vezes muito – como ontem na peça. Eu fiquei surpresa quando o – levou algum tempo, algumas pessoas entraram, foram. Elas estavam dando risadinhas exatamente como crianças. Isso mostra nenhuma maturidade, nenhum respeito.

Há algo engraçado lá, é claro que a pessoa pode rir, ou há alguma diversão lá, mas mostra tamanha criancice. Eles estão interpretando uma peça e as pessoas ficam zombando deles. É muito comum com os Sahaja Yogis, Eu tenho visto, especialmente as mulheres. Elas riem de coisas das quais nunca deveriam rir. Eu estou sentada lá… e vocês estão assistindo a alguma coisa, o que há para rir? Mostra total imaturidade. Uma outra coisa que Eu tenho visto é que em pequeninas coisas, especialmente em matéria de dinheiro, isso é muito estranho. Eu tenho de lhes dizer… que os turcos, nossos Sahaja Yogis não têm nenhum dinheiro, tudo foi tirado deles. Então Eu disse: “Tudo bem, enviem algumas camisas para cá…” “e nós as venderemos, e o dinheiro extra vocês podem pegá-lo”, porque eles não aceitariam dinheiro de Mim. Então quando eles enviaram as camisas para cá, eles disseram: “Mãe, não entendemos de comércio”, eles disseram: “Mãe, o preço deve ser 21 ou 22 dólares.”

Muitas pessoas disseram que era muito caro. Então Eu disse: “Tudo bem, coletem dinheiro de todos,” “22 dólares de cada um sem dar nenhuma camisa,” “acabou-se, isso é para a Turquia.” Mas um falso guru toma dinheiro de você, você não se importa. A Sahaja Yoga é gratuita, é claro, sem dúvida. A Sahaja Yoga é gratuita. Mas você tem de contribuir. Como iremos administrar a Sahaja Yoga? Não há nenhum senso de doação em você, de forma alguma. Para um guru, a pessoa deve saber como doar. Eu fico surpresa às vezes, não há nenhum senso de doação.

Nós recebemos algo, digamos, terracota da Índia para ajudar essas pessoas, e Eu fiquei surpresa ao ver que essas belgas são tão estranhas… que elas estavam falando para todo mundo que aquilo era caro. Se elas não querem comprar, não precisam comprar. Outros estavam querendo comprar, mas elas, aquelas mulheres estavam dizendo que essas coisas estavam caras. Em que você contribui para a Sahaja Yoga? Agora, nós tínhamos de ter essa tenda. Nós tínhamos de ter todos os tipos de coisas. Com o que você contribui? Esse apego ao dinheiro nunca pode ser bom para um guru. Eu não tenho nenhum apego de forma alguma. Se você perguntar a qualquer um, eles lhe falarão, até mesmo Meu marido falará isto, que interiormente, Eu sou totalmente desapegada.

Eu também não sei, Eu não sei sobre transações bancárias, Eu não sei como manter contas, alguém mantém as contas, alguém faz isso. Mas esse apego ao dinheiro na Sahaja Yoga, Eu não falarei como Cristo que todos vocês irão para o inferno, mas vocês não se elevarão mais alto. Vocês vieram para a sua ascensão espiritual. Eu não digo: “Vão para os Himalaias, fiquem no frio,” “fiquem de cabeça para baixo”, nada desse tipo. Mas um outro defeito que eles dizem que Eu tenho é… que Eu nunca lhes digo: “Vocês devem contribuir.” Isso é para ser feito com prazer, com alegria… de que você pode contribuir com alguma coisa para a Sahaja Yoga. De qualquer maneira, quer vocês doem ou não, Eu terei de contribuir para a Turquia, sem dúvida. Eu farei isso. Agora, este tipo de coisa como um comércio, “é muito caro, isso é barato, isso, aquilo”, isso é apenas uma desculpa porque Eu sei que vocês nunca… podem contribuir nem mesmo com 20 dólares para nada. Então Eu trouxe as roupas deles, tudo bem.

Eles costuraram as camisas, enviaram para cá, e agora, Eu estou surpresa. Mas se presentes são dados, isso é muito bem-vindo, e ninguém vê o quanto é caro. Assim agora, Eu diria que em questão de dinheiro, um guru tem de ser totalmente desapegado… e uma pessoa que doa, e que é generosa. Você desfrutará sua generosidade, mas o problema é… que você não é generoso de forma alguma. Você acha que a Sahaja Yoga é um outro mercado onde você vem. Assim, a parte relativa a generosidade está faltando muito, e isso é surpreendente. Eles Me perguntaram: “Mãe, por favor,” “precisamos de umas saias e blusas de chiffon para este verão.” Vocês as costuraram para eles, trouxeram pelo caminho todo, ninguém quer comprar, está tudo encostado lá. Não há nenhum shopping aqui. Assim, Eu lhes direi que… enquanto essas coisas não estiverem esgotadas, Eu não pedirei a nenhum país para enviar nada para cá para vender.

Acreditar que vocês são Sahaja Yogis, vocês estão lamentavelmente errados. A atenção de vocês é tão – vocês irão a cabeleireiros, vocês farão todos os tipos de coisas, mas para a Sahaja Yoga, vocês não têm nenhum dinheiro. Hoje, como todo mundo disse: “Mãe, a Senhora deveria ser um pouco mais severa, a Senhora deve falar”, Eu estou lhes falando isso. O seu progresso será muito lento. Em segundo lugar, vocês têm de fazer introspecção para descobrir: o que vocês têm feito pela Sahaja Yoga? A quantas pessoas vocês têm dado a Realização? Vocês têm poderes. Esses gurus nunca tiveram poderes, embora eles fossem almas realizadas. Vocês têm poderes de dar a Realização, quantos de vocês têm feito isso? E uma vez que vocês comecem a fazer isso, que vocês consigam cerca de 10 pessoas, 20 pessoas de algum lugar, vocês se tornam grandes mestres… e começam a falar sobre a grande maestria de vocês… e que vocês sabem tudo, que vocês são o guru, vocês são a Adi Shakti.

Isso está no nível do Agnya. Assim que vocês alcancem o nível do Agnya, vocês ficam com isso na cabeça de vocês. É claro, muitos têm feito muito pela Sahaja Yoga, senão não teria sido possível ver isso hoje. Para todos aqueles que não têm feito nada, Eu devo lhes dizer que vocês apenas estão se mantendo nos mesmos degraus. A Kundalini de vocês se elevou, mas vocês não têm feito nada, nada para dar isso aos outros. A menos e até que vocês deem isso, vocês não podem crescer. Há muitos que Eu sei que não querem dar isso… porque eles pensam: “Nós ficaremos bloqueados”. Não querem cuidar dos outros porque eles acham que ficarão com ego. Essa não é a forma de estar na Sahaja Yoga. Vocês têm de fazer algo que é muito importante: expandir a Sahaja Yoga.

Nós estamos falando de paz global, de transformação global, e o que estamos fazendo por isso? Primeiro aprimore sua qualidade. E esse aprimoramento só pode acontecer… através da introspecção sincera e honesta, e também testemunhar a si mesmo a cada momento, como você se comporta. Eu devo lhes falar sobre Mim mesma, desde a Minha infância, Eu era como uma avó. Eu não tolerava nada insensato, nenhuma piada estúpida, nada disso, como uma avó. E agora Eu sou uma avó também. E essa maturidade tem de surgir em vocês. Falar de forma vulgar está bem… para algumas pessoas que têm esse hábito, eles não são Sahaja Yogis. Mas aqueles que os seguem e falam desse jeito, mostram que eles não têm nenhuma maturidade. Se eles fossem maduros, eles mudariam todas essas pessoas.

Sempre que há pessoas maduras, elas certamente transformam os outros. E o próprio comportamento delas, as pessoas ficam admiradas como elas são. Isso pode ser excepcional, talvez muito poucos sejam assim. Mas o único motivo por que Eu estou ressaltando isso para vocês, é que quando vocês encontrarem alguém daquele jeito, então por favor tentem não dar ouvidos a essa pessoa, tentem não seguir essa pessoa. Mas uma pessoa assim é do tipo extremamente prepotente… e todo mundo se torna de certa forma um seguidor… de um Sahaja Yogi tão inútil, de um assim chamado Sahaja Yogi. Portanto nós temos de amadurecer. Agora, como nós amadurecemos? Muitos Me fazem essa pergunta. Nós amadurecemos através da meditação, através de nirvicharita. Vocês têm de estar em consciência sem pensamentos para crescer, senão vocês não podem crescer.

Agora, vocês devem praticar essa consciência sem pensamentos também. Digamos que você esteja andando na estrada, de repente você vê uma bela árvore, você deve ficar em consciência sem pensamentos. “A criação do Divino,” “como ela é bela!” Você deve ficar sem pensamentos. Em consciência sem pensamentos, a Sahaja funciona, do contrário ela não funciona. Você planeja tudo, você faz tudo, isso não funcionará. Se você deixar isso para a Sahaja, ela funcionará. Mas isso jamais significa que você deva ser preguiçoso a respeito disso… ou também não sistemático, não. Você tem de estar alerta, extremamente alerta, porque se você não estiver alerta, você não verá como a Sahaja está te ajudando. Eu darei um exemplo.

Vamos supor que você queira encontrar alguém. Essa pessoa disse: “Eu me encontrarei com você às 11h”, por exemplo. Você tem de estar alerta. Ele disse que se encontrará como você às 11h. Por um acaso, você está atrasado, vamos supor. Você deve ficar alerta, pois você está atrasado… para o encontro com o cavalheiro. Nesse momento, você deve dar um bandhan ou elevar sua Kundalini, fazer alguma coisa, de modo que você se encontre… com essa pessoa de qualquer forma, quer você esteja atrasado ou não. Mas normalmente, você não deve estar atrasado. Se você der uma bandhan e disser: “Eu devo estar lá às 11h”, você estará lá. A Sahaja o ajudará.

Mas vocês esquecem até mesmo de dar bandhans, vocês esquecem até mesmo de elevar sua Kundalini, vocês esquecem até mesmo de dar vibrações. Portanto para amadurecer, antes de tudo, vocês devem saber que agora vocês são Sahaja Yogis, e que vocês podem controlar toda a situação… se vocês estão unificados como este Poder Onipresente. É muito simples. Estava muito quente, todo mundo estava… dizendo que estava muito quente, tudo bem. Eu levantei, Eu disse: “Eu conseguirei”, em 15 minutos, Eu fiz ficar frio. Eu digo: “Eu consegui”, “Eu”, mas não foi “Eu”, Minha conexão com este Poder Onipresente fez o trabalho. Mas a conexão tem de ser sincera, forte, honesta, e o tempo todo em sua mente, você deve saber… que você está conectado. Essa situação é muito simples de alcançar, este estado onde você o tempo todo sente: “Eu estou unificado com o Divino.” Por você não estar alerta, você não quer ver os milagres deste grande Poder… com o qual você está em conexão. Você está ocupado com outras coisas, sua atenção está em algum outro lugar, você está olhando para outras coisas.

E então de repente você diz: “Mãe, como é que eu sendo um Sahaja Yogi,” “eu não pude fazer isso e aquilo?” O que está acontecendo lá? Mesmo quando Eu estou falando, Eu vejo que… as pessoas estão ocupadas com alguma outra coisa. Então o que vocês dizem… é para amadurecer através de sua meditação em nirvicharita, em consciência sem pensamentos. A menos e até que você amplie o estado de consciência sem pensamentos, você não pode amadurecer, porque somente… no presente você pode amadurecer, e o presente é a consciência sem pensamentos. E Eu tenho visto o que está acontecendo, que as pessoas só ficam esperando… todos os tipos de milagres da Sahaja Yoga, todos os tipos de ajuda da Sahaja Yoga, mas elas nunca pensam: “Qual ajuda nós estamos dando?” “O que estamos alcançando?” “Onde nós estamos?” Então, no Agnya novamente, vocês têm de ser extremamente, extremamente cuidadosos. Agora, isto é para os homens: se você não atravessou seu Agnya… e você começa a expandir a Sahaja Yoga, então você pode realmente se tornar uma pessoa estranha, não um Sahaja Yogi.

Esse negócio de liderança é um mito, e esse mito deve ser visto como um mito. Quer você seja líder ou não, não faz nenhuma diferença. Mas a maturidade tem de surgir. Agora, Eu estou lhes dizendo tudo isso, porque Eu decidi não punir ninguém nesta vida. De modo que você veja por você mesmo, você mesmo compreenda, você mesmo perceba. Eu os conheço muito bem, todos vocês, de algum modo. Mas Eu quero que vocês mesmos percebam: “O que estamos fazendo de errado? Onde estamos agindo certo?” E não julguem a Sahaja Yoga sobre quais benefícios vocês obtiveram dela. Se você não está obtendo benefícios, há alguma coisa errada com você.

Se você puder realmente entender isso, então você se tornará cada vez mais sutil… e todos os seus apegos grosseiros se tornarão totalmente insignificantes. Você pode ter preocupação zelosa, mas você não terá apego. Esse desapego completo tem de vir de dentro. E isso pode surgir, como Eu lhes disse, livrando-se de sua raiva primeiro. Em segundo lugar, livrando-se dos apegos às coisas materiais… através da generosidade. É bom dar alguma coisa a alguém, você desfruta sua generosidade, você realmente desfruta. A generosidade deve ser desfrutada. E uma vez que você comece a desfrutar sua generosidade, então você percebe que… você, o seu amor, a sua compaixão… começaram agora a fluir para os outros. Pequeninas coisas estão presentes. Eu tenho visto que todos vocês Me amam e vocês realmente sempre… querem Me dar presentes, presentes, resentes, presentes, tudo bem.

Mas esse amor tem de expandir-se para todas as outras pessoas. Você deve saber sobre os outros também, o que eles precisam e o que você tem de fazer. Se alguém precisa de alguma coisa, você pode conseguir isso para essa pessoa? Você pode amar essa pessoa? Você pode dar algo que você tem para os filhos… de outras pessoas? Se essa generosidade pudesse apenas existir, talvez, Eu não sei, porque Eu não tenho de Me forçar para ser generosa. Todo mundo diz: “Mãe, a Senhora é generosa demais”. Em minha família, todo mundo acha que Eu sou muito generosa… e um caso perdido, mas Eu não tenho de gerá-la. Mas talvez através da introspecção, vocês definitivamente se tornarão generosos, e essa generosidade começará a fluir. Eu conheci pessoas que têm muito dinheiro, muitas coisas, mas eles não darão um único centavo para a Sahaja Yoga, nem mesmo um único centavo.

Esse senso de generosidade surge… quando você compreende qual é o seu propósito de vida, por que você está aqui. Apenas para se realizar com a Sahaja Yoga… ou ser capaz de fazer algo em relação a ela… sem sentir que você fez alguma coisa. Cristo disse muito bem sobre isto, quero dizer, Ele disse isto, mas onde você encontra isto? Que sua mão esquerda não deve saber o que sua mão direita deu, nunca deve proclamar: “eu, eu, eu, eu, eu”. O que Cristo disse foi que para alcançar isso… você tinha de ter a Realização, sem dúvida. Mas Eu diria para vocês lerem o quinto capítulo de Mateus. Ele fez coisas assim tão sutis que você ficará surpreso ao ver… como essa religião em nome de Cristo foi para o outro lado. Agora as pessoas querem ser gurus… porque elas acham que você tem poderes, que você pode dominar os outros, você pode dizer o que que quer que você queira aos outros, você pode torturar qualquer um que você sentir vontade. Isso aconteceu antes, Eu sei. Os gurus têm sido muito, muito, muito, muito cruéis com seus discípulos também, Eu sei disso.

Uma vez Eu fui a Ambarnath, e um senhor veio Me ver, o nome dele era Swami Jagannath, e ele disse: “Meu guru me disse: “a Adi Shakti está vindo para Ambarnath,” “e eu tentarei vir nessa época.” Eu disse: “Quem é seu guru?” Então ele Me disse o nome. Ele era uma alma realizada, sem dúvida. Então ele veio. Ele disse: “Mãe, ele deve vir à Senhora ou a Senhora irá a ele?” Eu disse: “Veja, Eu sou uma Mãe, Eu não sou um Guru.” Os gurus não deixam seus lugares, vocês podem imaginar? Eles chamam isso de takhya. O guru não deve deixar seu lugar, deve sentar lá e tudo mundo deve vir a ele.

Eu disse: “Eu sou a Mãe, Eu irei e Me encontrarei com ele.” Então Eu o encontrei… e o sujeito que tinha vindo, esse sujeito de Jagannath – Eu disse: “Qual é o problema com você?” “Por que você não abre o Agnya dele? Ele está sofrendo muito.” Ele disse: “Quem abriu meu Agnya? Por que eu deveria abrir o Agnya dele?” Eu disse: “Você é o guru, você é o mestre.” “E daí? Meu guru nunca abriu meu Agnya.” “Eu tive de lutar contra meu ego o tempo todo…” “e foi desse modo que consegui que tudo ficasse bem.”

Então Eu disse: “É tão fácil abrir o Agnya. Por que você não pode abrir?” Então Eu girei o Agnya dele e o abri, ele ficou muito feliz. Ele disse: “A Senhora é uma Mãe, a Senhora faz o que a Senhora quiser.” “Nós não faremos isso.” “Se você não os faz trabalhar duro pela Realização deles,” “se você não os faz trabalhar duro pelo desenvolvimento deles,” “eles nunca ficarão bem. Esses seres humanos são assim.” Eu disse: “Não para Mim.” Ele disse: “Tudo bem, a Senhora é uma Mãe, a Senhora os perdoa,” “a Senhora faz o que a Senhora quiser,” “a Senhora tenta transformá-los, ajudá-los, mas eu não.” Eu disse: “Tudo bem.”

Mas ele se curvou aos Meus Pés e tudo mais, e ele disse: “Vocês devem louvar.” “Ela é a Adi Shakti. Você devem louvá-La agora.” Ele ficou lá por pouco tempo. Depois nós estávamos indo para casa, então esse baba Jagannath Me disse: “Mãe, graças a Deus a Senhora abriu meu Agnya.” Então Eu disse: “O que aconteceu?” “Meu guru, quando eu cheguei, ele me deu dois tapas no rosto.” “Eu estava administrando o ashram dele, presumia-se ser o guru.” “Dois tapas, e me colocou de cabeça para baixo no poço.” “E o tempo todo, meus pés ficavam amarrados na corda…” “que ele usava para me abaixar e novamente me levantar.”

“Então ele me colocou repetidamente na água sete vezes,” “depois ele me puxou para fora.” Eu disse: “Baba, por que ele fez isso?” Ele disse: “Eu preciso dizer à Senhora que…” “eu estive fumando algumas vezes, foi por causa disso.” Mas Eu disse: “Ele nunca lhe deu a Realização?” “Você estaria fumando de qualquer forma, é isso.” “Ele quer que eu abandone todos esses maus hábitos com meu Agnya ativo.” “Agora a Senhora abriu meu Agnya, eu estou bem.” Então Eu percebi que o comportamento desse guru foi surpreendente. Ele disse: “Ele nos bate,” “ele sempre nos bate por qualquer coisa e nós temos de trabalhar duro.” Eu também sei que alguns gurus da música também fazem isso, e Eu encontrei muitas dessas pessoas que estiveram com grandes gurus… e a forma que Eu recebi o relato foi tão chocante para Mim, por que eles não lhes falam diretamente: “Isto está errado com você e é desse modo que você deve ser”?

Mas os gurus dizem que se você lhes falar desse jeito, eles nunca escutarão. “Eles só conhecem a surra.” Eu disse: “O que você disse?” “Eles só conhecem as surras?” “Sim.” Assim, toda a atitude em relação ao discípulo… não é de compaixão, de fato. Há é claro outros gurus também… que aplicam um teste terrível aos seus discípulos. Por exemplo como Shri Ramdasa. Isso não é nada comparado ao que Raja Janaka fez. Eles testarão a pessoa e somente depois darão a Realização, e dentre milhares, darão somente para um.

É desse modo que tivemos muitos falsos gurus também, porque todos eles foram descartados por essas almas realizadas. Nesse momento, nós temos pessoas que têm tido a Realização, enquanto os verdadeiros guru são desse jeito. Eu encontrei um outro, ele Me perguntou: “Por que a Senhora está dando a Realização a todas essas pessoas inúteis?” Eu disse: “Por quê?” E havia alguns Sahaja Yogis, ele disse: “Quantos podem dar a vida por Shri Mataji?” Eu disse: “Por que você quer pedir a vida deles? Não quero a vida deles.” Ele disse: “Essa é a primeira questão”, ele disse: “Eu tenho muitos que darão a vida por mim.” E ele não deu a Realização para eles. Assim, agora, nessa conjuntura, quando nós temos pessoas… que estão buscando, que estão indo a esses gurus – é claro, esqueçam os falsos gurus, mas mesmo os gurus verdadeiros – eles não obtêm a Realização deles.

Agora, vocês são capazes de dar-lhes a Realização, imaginem só. Eles têm ashrams enormes e coisas assim, eles não podem dar a Realização. Enquanto vocês podem, todos vocês podem dar. Agora, é deste jeito: como se você colocasse uma pequena luz em uma lanterna… e ela só está fornecendo luz para si mesma, nada mais, vamos supor. Agora, vocês têm de dar luz aos outros. Vocês têm poderes, vocês podem fazer isso. Vocês podem realmente mudar as pessoas, vocês podem curá-las, mas vocês não farão. Vocês trarão todas essas pessoas doentes para Mim: “Mãe, cure.” Até mesmo para dar a Realização, Eu tenho visto, eles trazem as pessoas para Mim. Qual é a necessidade?

Todos vocês sabem como dar a Realização, como curar uma pessoa. Todos você sabem. Agora, por que é que vocês não podem fazer isso? Primeiramente, talvez você não seja maduro suficiente. Mas mesmo se você for maduro, você não está assumindo seus próprios poderes, você não acredita nisso. Ter humildade, tudo bem, mas você deve saber qual é o poder. Vamos supor que alguém seja um rei, e você o coloque no trono. Agora, se as pessoas estão vindo e ao invés deles tocarem os pés dele, ele vai e toca os pés de todo mundo, isso não é humildade. Isso é insensatez. Seja qual for a posição que você tenha, você deve tentar fazer com humildade, significa através da compaixão.

Maturidade é isto: você deve saber que você tem esses poderes, você deve saber como preservar esses poderes, você deve saber como crescer em paz, e então quando você encontrar as pessoas, você deve assumir, interiormente. Eu posso ser uma dona de casa cozinhando para Meus netos, fazendo isso, fazendo aquilo. Mas uma vez que Eu estou sentada na cadeira, Eu sei o que Eu sou. Você pode ser qualquer coisa, você pode ser um balconista, um lavador de pratos, você pode ser qualquer coisa, isso não faz nenhum diferença. Mas uma vez que você seja um Sahaja Yogi, você é um Sahaja Yogi. Então você deve mostrar sua dignidade… e não se desenvolver em suas fraquezas. Você é muito melhor do que todas essas almas realizadas… que alcançaram a Realização em milhares de anos, porque você tem muitos poderes. Mas a autoconfiança deles… e a atitude deles de assumir não está em você. Algumas pessoas dizem: “Nós temos medo do ego”. Como você pode ter ego?

Ele acabou. Mesmo que você cometa alguns erros, não importa. “Mãe, eu toquei meu pé esquerdo, toquei meu pé direito”, não faz nenhuma diferença. Por não ter nenhuma autoconfiança, você se torna austero na Sahaja Yoga. Se você é autoconfiante, então por que você deveria ser austero? Tudo isso anda junto. Primeiro você deve amadurecer, com isso, você deve ter autoconfiança, e sem medo, você deve expandir a Sahaja Yoga. Alguns têm medo em relação a eles mesmos… e alguns têm medo em relação aos outros. Isso também vem dos seus condicionamentos, de sua educação. Assim, o Guru Puja de hoje é de certa maneira muito importante, porque todo mundo disse: “Mãe, a Senhora deveria ser severa,” “a Senhora deve lhes falar e a Senhora deve…” Eu disse: “Tudo bem, Eu falarei com eles.”

Mas de forma alguma para rebaixá-los, de forma alguma, mas para lhes dizer o que vocês podem alcançar. Dizer-lhes até que ponto vocês podem ir. Muitos de vocês são mais do que o suficiente… para transformar pelo menos dez planetas, dez mundos, mais do que o suficiente. Mas você ainda está envolvido consigo mesmo, preocupado consigo mesmo, somente seus filhos, seu marido, isso, aquilo, isso não funciona. O tanto que você quiser crescer, esse poder pode lhe dar o poder para isso. Mas o problema que existe em nós é que… nós não nos conhecemos, e não queremos nos conhecer. O Guru Puja de hoje deveria lhe dar o estado de guru. Se você quiser, isso pode dar certo. O Poder Onipresente do Amor Divino está sem dúvida realizando isso. Mais do que vocês, o Divino quer que este mundo mude, quer transformar o universo inteiro.

Agora, vocês são os instrumentos, e se vocês tentam enganar a si mesmos, quem pode impedir isso? Apenas desfrutar a música, ou desfrutar a companhia, ou pertencer a algum clube, ou sentir que é um seminário bom, ou quando muito vocês procuram… a segurança de seus filhos e da família e tudo mais, isso não satisfaz. Isso nunca os satisfará. Isso somente os satisfará quando vocês se tornarem as luzes… para dar isso aos outros, trabalhar para os outros. E você tem esses poderes, o que Eu estou tentando dizer repetidas vezes… é que você tem esses poderes através… dos quais você pode fazer introspecção, você pode testemunhar a si mesmo, e você pode se entregar. Porque mentalmente, agora você está convencido sobre a Sahaja Yoga. Emocionalmente você está convencido… que a Sahaja Yoga lhe deu um grande senso de amor e compaixão. Fisicamente você está convencido que a Sahaja Yoga lhe deu boa saúde… e confiança em relação a sua saúde. Agora, espiritualmente vocês devem estar convencidos, espiritualmente, que vocês são realmente pessoas espirituais escolhidas pelo Divino, que suas vidas passadas foram de uma grande busca, é por isso que vocês nasceram agora e estão recebendo todas essas bênçãos. Portanto assumam.

O ato de assumir sua personalidade é importante. Você deve meditar, você deve entrar em consciência sem pensamentos, e o tempo todo manter sua atenção alerta. Isso é muito importante. Qual é a necessidade, quando algo surgir, como nós temos de reagir, todas essas coisas vêm a você quando você está alerta… e consciente deste Poder Onipresente o tempo todo, a cada momento. Eu não Me preocupo de forma alguma, nunca. Tudo mundo fica admirado Comigo. Eu não Me preocupo. Por quê? Minha preocupação fica sob controle. As pessoas dizem: “A Senhora viaja, viaja.”

Eu nunca viajo. Eu estou sentada aqui ou estou sentada lá, o que é isso? Para onde Eu estou viajando? Então você não pensa nesses termos. Portanto, a consciência sem pensamentos é o primeiro belo estado… que você tem de alcançar. Isso lhe dará paz… e um estado de testemunha para regozijar o teatro da vida, regozijar as diferentes variedades de pessoas, enquanto você estará crescendo dentro de você mesmo. Para um Sahaja Yogi, é importante não ver os defeitos dos outros, mas sim seus próprios defeitos, e corrigi-los. Eu recebo muitas cartas referentes a alguma mulher… ou a algum líder ou a alguém deste jeito: “Mãe, esse líder está me perturbando,” “aquele líder está me perturbando, isso, aquilo.” Eu fico surpresa. Eu mudarei o líder assim que Eu achar alguma coisa errada, Eu sempre tenho feito isso, quem não é adequado, quem está com problema, isso é sempre feito.

Mas o modo como você coloca sua atenção no líder, talvez seja inveja. Se o líder diz que há alguma coisa errada com você, você deve agradecê-lo. Quem está lá para lhe dizer? Eu estou muito orgulhosa de vocês, Eu estou muito feliz, pois nunca existiram discípulos assim para nenhum guru. Se Eu sou um Guru, Eu devo dizer, Eu devo dizer isso agora, pronto, acabou-se – muita alegria. Mas quando Eu vejo que vocês não se dão conta do que vocês alcançaram, e vocês não querem desenvolver isso, então Eu lembro da parábola de Cristo… que algumas sementes caíram na pedra. Todo o seu afeto, todo o seu amor, Eu sei que é impossível expressar o que Eu sinto em relação a isso. Mas vocês não sabem por que receberam a Realização, por que vocês estão aqui, qual é a sua qualidade especial, o que vocês têm de conseguir. Vocês não sabem disso. E é isso que vocês têm de saber.

Eu não falo como Cristo: arranquem um olho… ou arranquem um – cortem sua mão, nada desse tipo. Vocês ficarão intactos, o corpo de vocês… deve ficar intacto, nada deve ser arrancado. Nós precisamos deste corpo. Mas… de uma maneira sutil, o que Ele estava dizendo… é que seja qual for a parte do corpo de vocês que esteja agindo mal, vocês devem tentar repelir isso, de uma maneira sutil. Da mesma maneira na Sahaja Yoga também, se existe inveja, tente descobrir por que você é um invejoso, por que você está contra o líder? O líder diz uma palavra para alguém, eles imediatamente escrevem para Mim. Por que ele é o líder se ele não deve falar nada? Hoje Eu acho que pela primeira vez, Eu fui capaz de… falar algo para vocês que Eu estava sempre hesitando: “Deixa pra lá, agora eles ainda são bebezinhos, tudo bem.” Mas agora, depois disso vocês têm de crescer, crescer sob todos os aspectos. Eu simplesmente não entendo.

Aqueles que tiveram a Realização sem o poder de elevar a Kundalini… estão trabalhando muito. Enquanto todos vocês têm esse poder de elevar a Kundalini, de curar as pessoas, e também de falar sobre a Sahaja Yoga, vocês são tão sensatos. Ainda assim, aonde está sua atenção, Eu não entendo. A palestra de hoje não deve realmente, de forma alguma, magoá-los, porque Eu não quero magoá-los de forma alguma. Seja qual for a situação, Eu aceito. Mas se vocês não querem aceitar essa situação, o que vocês devem fazer, Eu lhes falei. Isso definitivamente elevará de repente… seu nível espiritual, definitivamente. Não há dúvida sobre isso. É muito importante ver por si mesmo o que está errado. Afinal de contas, todos vocês são buscadores da verdade por eras, e agora vocês vieram, vocês encontraram a verdade.

Então tente se identificar com a verdade, só isso. E com a realidade. Se você se identificar com a verdade e com a realidade, o seu Sahastrara ficará totalmente aberto. Não há nenhum problema. A verdade está em seu Sahastrara. E quando a verdade entra em ação, você fica surpreso ao ver… que a verdade é o amor e o amor é a verdade, o puro amor. Isso proporciona muita alegria, e todas as niranandas que você quiser ter, você pode ter, se você entender essa equação simples… que a verdade absoluta é o amor absoluto. Eu não tenho nenhuma expectativa. Eu devo lhes dizer que Eu estou muito satisfeita. No que se refere a Mim, Eu acho que fiz o Meu trabalho.

Mas agora, o controle disso tem de ser assumido, vocês devem ser responsáveis. Vocês têm de fazer isso dar certo. Eu fiquei tão feliz, desta vez… em todo lugar que Eu fui, todos os lideres disseram: “Mãe,” “a Senhora não precisa viajar, agora nós assumiremos a responsabilidade.” “Nós realizaremos isso.” Mas todos vocês devem apoiar seus lideres e fazer algo em relação a isso. Algumas vezes os lideres realmente – eles não conseguem entender… por que as pessoas estão tendo suas próprias ideias em relação a tudo. Vocês devem fazer o máximo. Por exemplo, em nosso país, quando nós quisemos eliminar a escravidão, todos se juntaram para alcançar isso. Enquanto existem pessoas que estão tentando derrubar os lideres, humilhá-los, zombar deles, formar grupos. É dessa maneira que iremos fazer isso dar certo?

Todos vocês devem apoiar seu líder. Vocês devem fazer o máximo para fazer o que o líder está lhes dizendo. Se alguma coisa está errada com o líder, Eu falarei com ele, então Eu o corrigirei, Eu lhes prometo. Mas não tentem achar defeitos. De qualquer maneira, todos os lideres Me perguntam antes de fazer alguma coisa. Portanto apenas tentem seguir os lideres, seja o que for que o líder… estiver dizendo, coloquem totalmente todo o esforço de vocês. Porque as reclamações são que vocês não os ouvem, Eu fico realmente surpresa. Ontem vocês viram que ele estava tocando sitar. Vocês deveriam ter-lhe perguntado: “E quanto ao guru dele?” O pai dele era o seu guru e costumava bater nele, e depois o avô dele também.

Mas com grande desejo de aprender alguma coisa, de ser algo, eles não se importavam com nada, “Me bata, faça o que você quiser, coloque-me na prisão,” “mas torne-me um bom artista.” Do mesmo modo é a Sahaja Yoga. Porque se há – você pode chamar isso de um defeito – a Sahaja Yoga não é uma coisa militar, é simplesmente não complicada, simples, é o Amor da Mãe. E é claro, toda mãe quer que seu filho seja excelente, tenha todos os poderes dela, ela quer isso, sem dúvida. Como Ela faz isso, como Ela põe isso em prática… é problema Dela. Mas como você assume isso e como você usa isso é problema seu. Eu sempre Me inclino a vocês que obtiveram a Realização, porque Eu acho que nunca tantos santos estiveram nesta Terra. Mas a santidade tem de ser completa. Sem isso, você não pode ajudar nem mesmo sua família, não pode interferir em seu país e o mundo inteiro está fora de questão. Assim, o que é necessário agora é fortalecer o seu despertar, elevar sua espiritualidade, entrar em um reino de completo apoio e entrega… ao movimento deste movimento espontâneo da Sahaja Yoga.

Que Deus abençoe todos vocês. Resumidamente, vocês devem venerar o seu Si, resumidamente. Tudo bem. Hinos a Guru Dakshinamurti por Shri Adi Shankaracharya – por favor não tirem fotos agora e meditem – Saudações a Sakshat Guru Dakshinamurti, Sakshat Shri Mataji Nirmala Devi, que concede a Realização do Si e a iluminação, que é o Espírito… que está em todo lugar. E o universo interior, como o reflexo de uma cidade estaria em um espelho, mas que aparece externamente… como um sonho visto no sono. Saudações a Sakshat Guru Dakshinamurti, Sakshat Shri Mataji Nirmala Devi, que como um mandarin ou um mahayogi cria através de Sua maya… em Seu próprio livre arbítrio este universo… que estava dentro Dela como uma árvore está dentro da semente. Saudações a Sakshat Guru Dakshinamurti, Sakshat Shri Mataji Nirmala Devi, cuja presença é sentida como a pulsação em todo lugar… neste universo ilusório, que dá a iluminação… de “Vós sois aquilo” para aqueles que se entregam… e cuja Realização removeria repetidos nascimentos… no oceano de ilusão. Saudações a Sakshat Guru Dakshinamurti, Sakshat Shri Mataji Nirmala Devi, cujo conhecimento pulsa de seus próprios seres… como a luz de uma lâmpada sendo colocada dentro de um jarro… com inúmeros buracos e através disso revela a verdadeira natureza… de tudo que existe no universo. Saudações a Sakshat Guru Dakshinamurti, Sakshat Shri Mataji Nirmala Devi, que por Sua Graça remove o oceano de ilusão… que entrou em existência… devido à imaginação e ao jogo da maya… e por causa disso, as pessoas entram no estado de branthi… e esquecem o Espírito delas. Saudações a Sakshat Guru Dakshinamurti, Sakshat Shri Mataji Nirmala Devi, através de Sua Graça a pessoa recebe a Realização do Espírito… que até então está obscurecido pela maya… como a lua é ofuscada pelo planeta Rahu.

Saudações a Sakshat Guru Dakshinamurti, Sakshat Shri Mataji Nirmala Devi, cujas manifestações são os cinco elementos, o sol, a lua e o Espírito, e cuja presença é sentida em todos os lugares… no universo pela almas iluminadas. Saudações, Sakshat Guru Dakshinamurti, Sakshat Shri Mataji Nirmala Devi, o Guru e Senhor dos três lokas, que está alerta para remover as dores do nascimento e da morte, que está sentada no solo na base… da figueira da Índia, que é a árvore da vida… e está iluminando todos os santos e sábios. O guru é silencioso, é silencioso, mas os discípulos do guru se tornam sem dúvidas. O guru parece jovem e os discípulos idosos. Saudações novamente e novamente a Sakshat Guru Dakshinamurti, Sakshat Shri Mataji Nirmala Devi, que Se manifesta diante de Seus devotos em bandra mudra, a postura que confere benevolência… e os ilumina com a Realização do Espírito deles, pulsando através do ser deles, em todos os três estados da infância, da juventude e da velhice, no estado de vigília, nos sonhos e no sono profundo. Sakshat Shri Adi Shakti Mataji, Shri Nirmala Devi Namoh Namaha. O presente internacional para este Puja. Stephen Taylor da Austrália está pedindo para Shri Mataji abençoar os cartazes… que serão distribuídos para cada país aqui presente. Esta foto foi tirada no Puja de Páscoa na Austrália. Agora, este é também o fim de semana no qual… o maior fragmento do cometa atingiu Júpiter, e Júpiter absorveu essa agressão nele mesmo, simbolizando a saúde do Dharma.

Assim, em nome da África, eu gostaria de pedir nossa irmã Alga… para dar a Shri Mataji um presente… que simboliza a saúde de Júpiter, a saúde do Dharma. Esta é uma coleção de fotos milagrosas, que é um presente dos Sahaja Yogis italianos para todos… que participaram deste Puja e será distribuída depois. E agora, este é um presente para comemorar este dia muito auspicioso… que os Sahaja Yogis italianos… estão dando para Sir C.P.Shrivastava. E todos os países que têm um sari para Shri Mataji… devem juntar-se no final neste palco… e eles presentearão o sari para Shri Mataji. Todos os países pequenos que não tiveram uma oportunidade… de oferecer um sari a Shri Mataji antes. Taiwan também, por favor, peguem de volta o seu sari e o presenteiem novamente agora. Taiwan. O próximo presente é de Camarões. O próximo é da Rússia e da Ucrânia juntos. Dr. Voronov está dando o presente da Rússia.

Professor Voronov é o diretor da Academia de Artes e Ciências… de São Petersburgo. Grandiosíssima Senhora do nosso planeta, Shri Mataji Nirmala Devi… , a Senhora tem um bom satélite Sputnik… em Sir Srivastava. Figura proeminente do governo, um dos melhores filhos da Índia. Venho em nome de minha família e de meus amigos, com o coração aberto e boa vontade, uma comenda da Rússia para você, a grande pátria de todos nós. É a comenda… da segunda guerra mundial. Com profunda gratidão e enviada da Rússia para você, eu lhe dou Sir Srivastava, esta comenda da segunda guerra mundial… que foi dada para meu tio na guerra. Eu espero que este tipo de comenda… não seja dada novamente por causa da guerra, nunca. Então professor Voronov presenteou Sir C.P. Shrivastava… com uma condecoração que estava em sua família, que foi uma horaria dada na guerra, com o desejo de que nunca haja guerra novamente.