Shri Krishna Puja, Shri Krishna and the Paradoxes of Modern Times & Anand Murdeshwar Concert & short talk in Marathi

Nirmal Temple, Cabella Ligure (Italy)


Send Feedback
Share

Shri Krishna Puja. Cabella Ligure (Italy), 28 August 1994.

Hoje, nós estamos aqui para venerar Shri Krishna.

Como vocês sabem, Shri Krishna é Encarnação de Vishnu. E Vishnu é Aquele que é o Preservador deste Universo. Quando este mundo foi criado, era necessário criar um preservador também, porque senão este mundo teria sido destruído… e completamente, se ele fosse deixado sozinho sem um preservador. Então do jeito que os seres humanos são, eles poderiam ter feito qualquer coisa a este mundo. Assim, Vishnu é o Preservador. Ele é o Preservador e Ele é o único que realmente encarna. É claro, algumas vezes Brahmadeva também encarnou, mas Ele é o único que toma formas. Em nosso processo evolutivo, Ele assumiu diferentes formas. Ele veio a esta Terra em diferentes formas. Mas ainda assim, Ele teve, como vocês dizem, doze, até o décimo segundo foi Shri Rama e até o décimo, Ele estava presente.

Então, Ele também criou um ambiente de vários grandes profetas em torno Dele, de modo que Eles pudessem preservar o Dharma deste Universo. Portanto, a base da preservação era o Dharma, que tornou-se, como vocês sabem, a fundação básica mais importante para a vida espiritual. Neste Dharma, seja o que for que devesse ser estabilizado, devia ser estabilizado o equilíbrio. Era um hábito das pessoas irem aos extremos em qualquer coisa. Assim, Ele criou um equilíbrio dentro de nós. O primeiro princípio do Dharma era criar o equilíbrio. Se uma pessoa não tiver equilíbrio, então ela não pode alcançar a sua ascensão. É simples assim. Se você não tem equilíbrio em seu avião, ele não pode se elevar. Se você não tiver um equilíbrio, digamos, em um navio, ele não se moverá.

Da mesma maneira, primeiro os seres humanos tinham que alcançar o equilíbrio. Mas eles nascem com diferentes capacidades, com diferentes habilidades. Como foi dito: “Ya Devi sarva bhuteshu Jhati rupena samstita”, significa que as aptidões são diferentes. Eles nascem com diferentes aptidões, com rostos diferentes, com cores diferentes, porque a variedade tinha que ser criada. Se todos parecessem iguais, vejam, eles pareceriam como alguns robôs ou algo assim. Assim, todos foram criados de diferentes formas, de acordo com o país, de acordo com os pais. Tudo isso foi organizado pelo Princípio de Shri Vishnu, em que Ele criou este mundo com diferentes variedades. Ele proporcionou a variedade e Shri Krisnha é o mestre disso. Na época em que Shri Krishna veio, as pessoas eram extremamente sérias e tinham se tornado muito ritualísticas. A razão era que Rama veio e Ele falou das maryadas.

E essas maryadas tornaram as pessoas extremamente, extremamente austeras. Nessa austeridade, as pessoas perderam o senso de alegria, o senso de beleza, o senso de variedade. Então a encarnação de Shri Krishna veio como nós a chamamos de Sampurna. Ela é completa porque Ele tem 16 pétalas. Assim como a Lua tem 16 kalas, Ele também tinha 16 pétalas, então Ele é Sampurna e Ele é o que chamamos de Purnima, a Lua cheia. Com essa plenitude de Sua encarnação, da encarnação de Vishnu, desde Vishnu a muitas outras encarnações, Ele veio como a Encarnação completa. A plenitude de Shri Vishnu foi manifestada. Assim, seja o que for que estava faltando na encarnação de Rama, Ele trouxe à existência. Como vocês sabem, no centro, no coração direito, vocês têm doze pétalas. Com isso, Ele mostrou tantas coisas as quais as pessoas perderam completamente, porque, infelizmente, o Gita foi escrito.

Quando o Gita foi escrito, as pessoas começaram a seguir o livro palavra por palavra, não compreendendo. E no Gita, a Sua mensagem nunca foi para a paz. Ele não disse que você deveria ser pacífico. Foi algo semelhante à Jihad. Ele disse isto para Arjuna: “Você tem que lutar.” “Neste momento, você tem que lutar pelo Dharma,” “pela verdade e você tem que lutar.” Então Arjuna disse: “Eu não posso matar meus tios” “e eu não posso matar meu avô e eu não posso matar meus parentes.” Ele disse: “Quem? Quem você está matando? Eles já estão mortos.” Porque eles não têm nenhum Dharma. Se você não tem nenhum Dharma, então você já está morto. Então o que há para matar ou não matar?

E isso é o que hoje nós vemos nos tempos modernos, especialmente nos Estados Unidos que é o país do Vishuddhi. Eles não têm nenhum Dharma, então eles já estão mortos sob as drogas ou o que quer que vocês possam chamar isso, sob o medo de todos os tipos de doenças. “Eles já estão mortos e quem você irá matar?” E essa mensagem que estava no Kurukshetra, Ele deu para Arjuna. Mas depois Arjuna disse: “O Senhor me pediu para matar estas pessoas” “porque eu tenho Dharma em mim. Eu as estou matando, tudo bem,” “mas o que está além disso?” O que está além disso? Então Ele descreveu a Sahaja Yoga. Além disso estava a Sahaja Yoga. Primeiro Ele descreveu no segundo capítulo quem é o Stitha Pragya: é o homem que é equilibrado. Então Ele disse que tal homem nunca fica zangado.

Ele não fica zangado. Internamente, ele está absolutamente em paz. Assim, o que Ele descreveu mais tarde é realmente os tempos modernos ou, podemos dizer, a nossa Sahaja Yoga, na qual Ele disse como uma pessoa deveria vir a ser. Ele não escreveu ou Ele não disse como se tornar assim, mas a descrição é exatamente como Cristo, Eu acho, onde Ele diz que se alguém lhe der um tapa em uma face, dê a outra face. Tudo isso é, na verdade, a descrição dos Sahaja Yogis do futuro. Não naquela época quando os Kauravas estavam lutando contra os Pandavas. Não era naquela época. Durante a luta, Ele disse a Arjuna: “Se você se tornar Stitha Pragya, então você pode transcender” “todos esses problemas,” “todos esses entendimentos que você tem,” “e ficar completamente em paz consigo mesmo.” Assim, por um lado Ele disse que você deve lutar. Agora, nos tempos modernos, não temos que lutar contra os Kauravas, não há nenhum Kaurava. Os cinco Pandavas têm que lutar contra os Kauravas.

Assim agora, o que são esses cinco Pandavas? Eles são os nossos sentidos ou, podemos chamar, eles são o cosmos dividido em vários elementos. Por um lado, eles têm que lutar, eles têm que lutar contra os Kauravas que estão dentro de nós. Agora, há centenas de Kauravas, não um. Isto é, se você estender isso, então nós podemos dizer que a natureza tem que lutar contra algo que é contra a natureza. Agora, as pessoas dirão que a raiva é natural, ficar aborrecido é natural, ser agressivo é natural. Não é. A raiva e todas essas coisas podem ter sido naturais, mas agora, nós devemos saber que temos a capacidade natural de ascender. É natural elevar-se. É natural ser Stitha Pragya.

É natural ser um Sahaja Yogi. Isso é também algo formado dentro de nós, dentro de nós. Por exemplo uma semente é uma semente. Quando é uma semente, nós a chamamos de semente. Tudo bem, naturalmente é para ser uma semente, mas depois ela brota e se torna uma árvore. Assim é natural em uma semente que todo aquele futuro, todas as milhares de árvores que estão para vir, estão também nessa semente. E agora, como vocês sabem, eles estão fazendo experiências em que a partir de uma semente, você pode obter milhares, no mínimo milhares de pequenos, pequenos brotos em uma única semente e as quais todas podem se transformar em árvores ou plantas. Isso é uma coisa nova que surgiu. Assim, quando Ele disse que vocês têm que se tornar um Stitha Pragya, o que Ele estava tentando dizer é que vocês devem alcançar o seu equilíbrio. Agora, Ele falou isso, havia uma guerra acontecendo.

Quando eles estavam guerreando, tudo bem, vocês têm que fazer isso. Se vocês têm que estar em guerra com as pessoas, se vocês têm que matá-los, tudo bem. Mas depois, quando isso acabar, então o que vocês têm que fazer é desenvolver o seu senso espiritual. Agora, o desenvolvimento do senso espiritual é nosso trabalho e é isso que temos que fazer. Não somente o Dharma. Muitos Sahaja Yogis acham que se eles estão seguindo o Dharma, então eles estão bem. Eles estão trabalhando no Dharma, eles estão vivendo uma vida dhármica. Eles estão. Eu estou surpresa e feliz que eles estejam fazendo isso. Mas isso não é o final.

Esta é a parte do equilíbrio onde vocês estão equilibrando a si mesmos. Agora, o que vocês têm que fazer é ir em frente e construir o seu ser espiritual e expandi-lo. Esse é o trabalho de Shri Krishna também, porque Ele é Aquele que se comunica por toda parte. Como vocês sabem, a América está se comunicando em todos os lugares, de uma forma errada, mas está. Obtiveram computadores, obtiveram isso, todas as coisas para comunicação, eles têm feito, porque está incorporado de forma inata neles se comunicar. Mas porque eles não acreditam em Shri Krishna, nem no Dharma, então a própria base está errada. E com essa base errada, eles começaram a propagação. Com essa base muito, muito errada, eles começaram a propagação de todos os tipos de imundície e sujeira e Eu não sei como chamar isso, que é contra os seres humanos, que é contra a nossa ascensão, que é contra Deus. E eles estão fazendo tudo isso. Por que?

Por que eles estão fazendo isso que não se espera que eles façam? Eu acho que é o intelecto. O intelecto deles que é também, Eu devo dizer, o cérebro, a sede do Virata. Vocês podem imaginar? É a sede do Virata. E com o intelecto deles, o que eles fazem? Eles dizem que é natural. É natural ser adhármico. É natural ser agressivo. É natural ser orientado para o dinheiro.

Tudo que eles têm é tudo natural, porque de acordo com eles, com seu intelecto, eles têm, de uma forma ou de outra, dado um jeito de convencer, por meio de sua racionalidade, que isso é a coisa correta a fazer, que sem isso, você não pode existir. Quero dizer, supõe-se ser essa a cultura deles agora. Agora, se essa é a cultura por toda a parte, não é somente por toda a América, esse tipo de cultura insensata é aceito por causa do intelecto. Eles são muito mais inteligentes. Vejam um indivíduo que sempre pensa em dinheiro, isso, aquilo, naturalmente ele se torna muito inteligente no sentido de que ele se torna astuto. Ele se torna esperto. Ele se torna esperto de uma certa forma, algo como se ele soubesse de tudo. Ele começa a pensar que sabe tudo; o que quer que ele esteja fazendo, ele está correto; qualquer que seja a forma como ele esteja se comportando, ele está correto. Assim, esses Pandavas que ele obteve dentro dele, esses elementos que ele obteve, ele os usa para um propósito que é destrutivo, absolutamente destrutivo, anti-Deus. E ele não está consciente, porque sua inteligência sempre justifica.

O que quer que ele esteja fazendo é justificado. E ele tem dado também tanta inteligência a esses intelectuais que eles também tentam ir contra o Dharma. Por exemplo, até mesmo a vida de Shri Krishna, eles tentam retratar dizendo que o próprio Shri Krishna tinha cinco esposas e Ele teve 16 esposas mais tarde. Na verdade, esses eram os Seus poderes. Mas sem entender o que Shri Krishna era, porque o intelecto é uma insensatez tão grosseira que não os leva ao pensamento correto, sempre ao pensamento errado. Isso o motiva porque você quer justificar tudo e essa justificativa faz você viver consigo mesmo. De outra forma, normalmente, você não consegue viver consigo mesmo. É muito difícil viver com uma vida que é adhármica; que é agressiva; que é, você pode chamar, do tipo que fomenta a guerra. Mas eles vivem. Assim, tudo que é esperado de um ser humano, exatamente o oposto disso, a justaposição disso está sendo feita em todas essas culturas ocidentais.

Você pode ver claramente como eles justificam. A imoralidade, eles conseguem justificar. Um Sr. Freud veio, ele substituiu até mesmo Cristo. É claro, quero dizer, ele tinha que fazer isso, porque Cristo era ainda mais estrito do que Maomé, que disse que se alguém fizer qualquer coisa com um olho, com os olhos, ele deveria arrancar um olho. E qualquer um cuja mão o está corrompendo, ele deveria cortar a sua mão. Quero dizer, a maioria do europeus e americanos deveriam estar sem uma mão, Eu acho, de acordo com Cristo. Graças a Deus, eles não O seguiram até esse ponto. E Maomé também pensou: “Cristo tinha feito muito para os homens,” “por que nós não fazemos algo para as mulheres também?” Então Ele fez algo para as mulheres. Ambos são demais para os seres humanos. As pessoas não se deram conta disso.

Quem irá arrancar um olho por isto? Eles têm o intelecto. Agora, se eles estão olhando para muitas mulheres, há uma justificativa: é natural. Vocês têm visto algum animal se comportando desse jeito, se os animais são seres naturais? Nós somos piores do que os animais. E que confusão nós temos criado com esse tipo de entendimento devido a esses intelectuais que estão tentando nos dizer algo, e nós aceitamos. Assim, este é um dos problemas: se há um homem inteligente, ele domina. Agora por exemplo, alguma moda começa. Nós todos a aceitamos. É uma moda.

Mas por que vocês a estão aceitando? É uma moda. Assim, o intelecto de um empresário pode realmente fazê-los de tolo completamente. Mas não com as pessoas que são sábias. Elas dirão: “Suma daqui, nós já tivemos tudo isso.” Isso é relativo à moralidade. Esta é a pior praticada no Ocidente e pior que os animais, Eu devo dizer. E é deste modo que eles estão sofrendo hoje. Eles estão sofrendo com tantas doenças, tantos problemas, isso, aquilo. A segunda coisa que nós sempre justificamos é a violência. Agora não há nenhuma guerra acontecendo em Kurukshetra, mas você vê a violência em todo lugar.

Nos Estados Unidos é terrível. Quando minha filha foi lá, ela tirou todos os seus ornamentos, deixou comigo. Ela disse: “Mamãe, eu não posso carregar isso.” Nada foi dado à menina. Todas as coisas artificiais foram dadas, porque você pode ser morto por isso. Eu não estou dizendo que é somente na América, é em todo lugar. Porque o guru de todo mundo é a América. Começa da América, o gurudom e as pessoas simplesmente seguem cegamente. Assim, a violência está agora sendo introduzida em nossos filmes, nos filmes indianos também, mas agora eles têm feito alguma objeção. Talvez seja demais para nós. Mas esse tipo de coisa em que você pode matar qualquer um, assim, se você segue desse jeito, vejam, se esse for o critério de grandeza, então o povo de Ruanda deveria ser colocado como o mais elevado no processo evolutivo.

Matar alguém não é permitido. “Não matarás”. Muçulmanos estão matando. Todo mundo está matando todo mundo. Outro dia, eles mataram um homem muito bom na Índia por nada. Essa idéia de agressividade por fim os leva à matança. Vocês não podem criar nem mesmo uma formiga. Como vocês podem matar seres humanos assim? Claro, esse negócio de matar é levado ao limite mais elevado, como Hitler que acreditava que estava no topo do mundo. Isto é o mesmo: você simplesmente esquece o que você é e começa a assumir através de seu ego que você é muito grandioso.

Também na Sahaja Yoga, Eu descobri recentemente que há algumas pessoas que estão dizendo que elas são deuses, que elas são divindades, tudo. Assim, esse negócio de ego está, na verdade, tomando energia de sua inteligência. E o grande inimigo dos seres humanos é sua inteligência, Eu acho, porque ela é tão limitada, ela tão condicionada e é tão arrogante e é tão cega. A sabedoria é algo diferente. Sabedoria você não obtém nas faculdades, escolas, universidades, em nenhum lugar. Onde você a obtém, a sabedoria? Você a obtém através de seu Espírito, que lhes dá uma idéia completa do que é correto e do que é errado. O que quer que seja errado será aceito pelo intelecto, sempre. O intelecto não é a sabedoria, devemos entender isso. São duas coisas, sabedoria e intelecto.

Agora, Krishna foi conhecido por ser o Diplomata. Ele tinha a Diplomacia Divina. Isso significa o quê? Ele era muito inteligente, sem dúvida. Sem isso, você não pode agir. Eu encontrei algumas pessoas que são muito bem posicionadas, que não têm nem mesmo muita inteligência, mas Eu tenho visto agora que esse intelecto é algo perigoso. Assim, Shri Krishna, Ele usou o Seu intelecto. Ele é Todo-Poderoso. Nada pode dominá-Lo. Mesmo o Seu intelecto não pode dominá-Lo.

Ele usou o Seu intelecto. A diferença entre os dois, você deve observar. Você deve ser capaz de usar o seu intelecto e não ser dominado pelo seu intelecto. Ele usou o Seu intelecto, através do qual Ele resolveu muitos problemas. Toda a Sua diplomacia era usar o Seu intelecto e usá-lo para o propósito Divino Todo o tempo, o Divino Nele estava ajudando-O a usar o Seu intelecto. Assim, a diferença é que nós somos escravos de nosso intelecto e Ele é o mestre de Seu intelecto; não somente disso, de tudo. Dos Seus condicionamentos, Ele é o mestre; de Suas emoções, Ele é o mestre; de Seu corpo, Ele é o mestre. Ele é o mestre de tudo. E quando você tem maestria sobre isso, você vê seu intelecto muito claramente: “Oh! Isso é o que ele está sugerindo,” “não é isso.” Esse intelecto pode dar-lhes as assim chamadas idéias positivas de que você é o senhor do mundo inteiro.

Presume-se que seja positivo. Ou o mesmo intelecto pode lhe dar idéias de que você não é nada. Esse intelecto atua em cima de você. Agora, vocês não devem ser guiados pelo seu intelecto, mas pela sua sabedoria, visto que vocês são Sahaja Yogis. Então, vocês têm um instrumento muito bom para perceber isso, através de suas vibrações, vocês podem distinguir o que é bom e o que é ruim. E vocês também podem ver algumas vezes como seres humanos que há alguns efeitos intelectuais também surgindo. Mas com a Sahaja Yoga, você pode julgar, o que esse intelecto está falando para você. Porque o intelecto que você tem, surgiu a partir do quê? Essa é a coisa principal. Devemos ir ao ponto sutil de como esse intelecto surgiu em nós.

Esse intelecto surgiu em nós porque nosso cérebro tornou-se ativo muito cedo. Eu tenho visto algumas crianças extremamente inteligentes, mas elas não têm nenhuma sabedoria. Se o seu… Somente o cérebro desenvolve muito, pode ser uma mãe que é uma mulher muito inteligente e o pai deve ser muito inteligente, a herança seria grande, então elas obtêm isso. Ou talvez as circunstâncias, como por exemplo, se você nasceu em um determinado país, você, de repente, torna-se muito inteligente. Eu tenho observado os americanos, eles lêem o tempo todo. Todo o tempo você os vê lendo. Mesmo os ingleses, eles lêem. Mas qual é o resultado de toda essa leitura, Eu não sei. Eles lerão todos os livros. Se você perguntar-lhes o que é um computador, eles conhecem os computadores, essa coisa, aquela coisa, aquela coisa, tudo.

Eu não sei nem mesmo como desligar Minha televisão. Se você perguntar-lhes sobre televisão, eles saberão, eles saberão… Qualquer coisa que queira saber sobre coisas mecânicas, eles saberão. Qualquer coisa relativa à política, eles saberão. De quem foi aquele pai e eles lhes dirão: “Não, não, não, não, isso é assim, isso é assim.” Tudo isso é avydia; não é conhecimento. É não-conhecimento. Assim, eles pensam que são muito inteligentes porque sabem tudo, a respeito de tudo. Agora, com esse intelecto, na medida que essa consciência surge, eles começam a criar idéias muito intelectuais. Especialmente nos Estados Unidos, Eu tenho visto que eles têm adquirido para as crianças todos os tipos de coisas estranhas apenas para tirar dinheiro. Por exemplo, há uma boneca grotesca ou alguma coisa, para a qual fazem aniversário. Vocês podem imaginar?

Há um aniversário e, algumas vezes, você até mesmo vê as pessoas fazendo grandes festas para isso. Então eles começam: “vamos ter aniversário de cachorros”, então eles estão fazendo aniversários de cachorros. Qualquer um põe idéias neles. Então há organizações onde eles dizem: “tudo bem, quando você for morrer,” “fale-nos qual terno você deseja vestir,” “qual gravata você deseja vestir, quais sapatos, quais roupas,” “depois em qual” “tipo de caixão você deseja partir, de plástico” “ou de madeira, ou isso e aquilo.” Quero dizer… Assim, deve ser prescrito a tal ponto que algumas pessoas dizem: “nos coloque no gelo, assim nós ficaremos lá.” A pior coisa, Eu acho, especialmente na Europa, é que eles fizeram publicidade e comercializaram muito bem o negócio de viajar nas férias. Assim, na Itália, supondo que uma pessoa não viaje nas férias, ela dirá: “Há uma crise na minha vida.” “O que?” “Eu não pude viajar de férias.” Então eles dizem que você deve ir naquele lugar, bronzear o seu rosto, ficar lá em hotéis, assim muitos hotéis têm surgido. Todo mundo tem que passear. Particularmente, Eu fiquei surpresa que toda Milão fica fechada por um mês. Você não consegue achar ninguém lá. Vejam, Eu acho que se todos eles fossem e vivessem nas florestas, seria uma idéia melhor. Eles irão aprender muito mais do que desperdiçar o tempo deles em uma praia.

Eles estão estragando todas as praias. Eles não têm nenhum respeito pelo mar, que é o Pai deles. Eles não têm nenhum respeito uns pelos outros. As mulheres tentam emagrecer e parecer muito bonitas, de modo que elas possam ficar nuas lá. A indústria inteira é tão ruim. Quero dizer, se alguém diz: “A Senhora gostaria de vir para a praia?”, Eu não iria, Eu odiaria ir a um lugar para ver tantas mulheres estúpidas no sol ocupadas tentando se bronzear. Essa idéia estúpida, como você pode aceitá-la se você for inteligente? Há tantas idéias predominantes hoje, a maioria vinda dos Estados Unidos, Eu devo dizer, que vocês seguem. Como Eu disse, a América é o guru de todo o Oriente, de todos os nossos europeus e ingleses e todas essas pessoas. Agora, depois uma outra coisa acontece.

Vocês vêem o ambiente no qual vocês vivem. Especialmente na Inglaterra, Eu notei isso. Eles podem não ser nada, vocês sabem. Havia um lixeiro que veio a nossa casa e estava conosco naquele momento, um presidente da Alta Corte de Haia, imaginem, a alta corte mundial. Então, Eu disse ao lixeiro: “você precisa limpar todas estas coisas.” “É muito!” Como de costume, você vê que eles são muito, Eu não sei o que dizer, mas estupidamente orgulhosos de si mesmos. “Você não entende.” Eu disse: “Quanto você quer?” Eu lhe dei 10 libras. Naqueles dias, 10 libras era uma grande coisa. Ele disse: “Você não entende as leis, “veja, vocês são todos indianos, negros, isso, aquilo.” Depois, esse cavalheiro que estava em nossa casa veio e perguntou ao lixeiro: “Por que você está gritando aqui?” O lixeiro disse: “Você, negro, não entende nenhuma lei.” Ele é o presidente da alta corte mundial e aquele inglês estúpido falando daquele jeito. Os ingleses são realmente, de uma certa maneira, eles são realmente pessoas estúpidas, porque a inteligência deles nunca lhes fala: “Vocês não são nada.” “Do que vocês são orgulhosos?” Eles são pessoas tão estúpidas.

Eu não sei, isso deve ter ficado congelado com o frio ou qualquer coisa, mas eles acham que eles são muito inteligentes. A escolaridade deles estava bem, mas Eu fiquei surpresa que no começo da formação escolar que eles tiveram, eles diziam que as pessoas negras são como bestas. Há tantos livros escritos sobre isso, e eles aceitaram que as pessoas negras são como bestas, enquanto essas pessoas estavam vivendo como, Eu não sei o que, na época em que os negros eram muito mais avançados. Assim, esse tipo de idéia, quando eles têm, Eu a vejo aqui também. Eu posso ver isto que os ingleses têm: eles acham que não há limites para eles. Mas eles não entendem que eles não sabem nada. Eles não têm nenhuma sabedoria. Eles viveram na Índia por 300 anos. Eles nunca aprenderam nada da Índia. Vocês podem imaginar a sabedoria deles?

Com a erudição deles, de alguns deles, mas ainda assim ambígua. Por exemplo, Bernard Shaw, Eu acho que era muito ambíguo. Eu o coloco como um grande escritor, mas ambíguo. E depois vem a França, Deus salve. Agora, como eles têm negado Shri Krishna, vocês podem ver claramente nos franceses. Os franceses quiseram se tornar os mais elevados na diplomacia. Eles são desprovidos de diplomacia completamente. Pessoas inúteis. Eles fizeram os nossos telefones na Índia, a forma como eles estragaram isso. Assim, eles começaram um culto da bebida.

Agora, vocês podem imaginar Shri Krishna bebendo todas essas coisas? Eles têm um dicionário de bebida, tudo. Há livros e mais livros escritos. Quero dizer, imaginem como poderia qualquer pessoa evoluída aceitar esse tipo de cultura insensata em que você deve saber o que beber, o que comprar, o que ingerir, qual tipo de copo a ser colocado? São todos copos, nada além de copos, Eu acho. Como eles podem aceitar tal coisa que é tão estúpida? É uma aceitação social. A prostituição é uma outra aceitação social. Do ponto de vista da moralidade, eles têm realmente negado completamente o princípio de Shri Krishna. A forma como eles têm arruinado o seu povo e o pior de tudo é o racismo.

Você consegue conceber que por causa da pele você discrimina as pessoas? Pelo contrário, Eu diria que os negros, especialmente na Índia, eles são muito mais evoluídos que todos os brancos colocados juntos, porque eles têm sabedoria. Eles são um povo mais sábio. Mas, esses brancos, eles irão…, quero dizer, como eles tomaram a América também? Eles dominaram tanto, eles a conquistaram, eles se estabeleceram lá. Vocês viram ontem, em Sierra Nevada, vocês viram como as pessoas acreditavam na sabedoria e como elas viviam. Eles tomaram todas as suas terras. Todo mundo, vejam, é agora o proprietário da América. Como? Vocês são os invasores.

Vocês vieram de um outro país, mataram milhares e milhares de pessoas sem sentir culpa em relação a isso. Isso significa que eles não são nem mesmo seres humanos. E se estabeleceram como americanos. Eu não sei como esta palavra “América” surgiu, mas se ela significa “amar”, eles não são. Significa “a mericas”, eles não são. Ambas as formas, Eu não sei como essa palavra surgiu e algum tipo de significado que eles vinculam a isso, mas o intelecto deles cresceu muito mais. Por que? Novamente por causa da orientação ao dinheiro. Eu não entendo de economia e a forma que eles têm feito essa economia a partir de suas histórias fantásticas que saíram de suas cabeças, levaram todos os países à recessão, a todos os tipos de fraudes e também à Máfia. Esse é o resultado dessa assim chamada economia que eles têm.

A economia sahaja é muito diferente. Nós não estamos ligados a todas essas idéias insensatas que são predominantes na economia. Não é nada mais do que exploração. É marketing. É como impressionar as pessoas, como vender coisas, como fazer isso, como fazer aquilo. Tudo isso não é nada mais do que, Eu diria, agressividade financeira. E quanto a Shri Krishna? Ele era o rei e Ele viveu como um rei. Mas também, Ele viveu em uma residência muito humilde em Gokul. Ele não era apegado.

Assim, o principal é a forma como eles são apegados ao dinheiro, qualquer justificativa para ganhar dinheiro está correta. Uma vez nós fomos para um hotel na Índia. Então, nós tínhamos alguns amigos americanos e, como de costume, quero dizer, você não consegue comer como os americanos comem, vocês sabem, os indianos não podem competir. Eles conseguem comer muito. Assim, eles estavam comendo, comendo, comendo, mas não conseguíamos competir com eles, realmente, sendo muito franca, quero dizer, não éramos bons nisso. Após algum tempo, eles disseram: “Vocês terminaram?” Eu disse: “Sim.” ““Tudo bem…” Eles chamaram o garçom: “Embrulhe isso.” Eu disse: “O quê?” “Vocês querem embrulhar isso para que?” “Nós pagamos por isso.” “Você pagaram por isso, mas, quero dizer, na Índia,” “ninguém come a comida que alguém comeu.” “Não, embrulhe isso.” E eles não têm nenhuma vergonha em relação a isso. Tão sem vergonha. Eu disse: “Nós não fazemos isso na Índia.” Eles disseram: “Por que não?” Eu disse: “Isso é falta de educação.” “Mas nós pagamos por isso.” “Quando você paga por isso, então não há falta de educação.” Eu disse: “Ah, nós não queremos embrulhar isso.” “Nós comeremos isso.

Nós comeremos isso à noite.” “Nós comeremos isso ao anoitecer.” Eu fiquei surpresa que essas pessoas avarentas estejam dizendo que são muito ricas e achem que não há limites para elas. Extremamente avarentas. Os americanos são superficialmente refinados, Eu devo lhes dizer. Em Minha experiência, eles não são como os ingleses que olham com ares de superioridade para todo mundo. Não, você não se sente desse modo com eles. Mas eles são muito superficiais. Vocês lhes dão dez presentes, eles não lhes darão nem mesmo um. Eles não têm nenhum bom senso, nenhuma vergonha em relação a isso. Por que?

Porque tudo é: “Nós pagamos por isso.” Quero dizer, você vai a qualquer lugar, a qualquer restaurante lá ou qualquer coisa, você ficará surpreso. Eles embrulham as coisas para você se algo sobra na América. Eles fazem isso. Eles podem ir a tal ponto em sua avareza sem sentir nenhuma vergonha em relação a isso. E a avareza está fora da Sahaja Yoga. Você não pode ser avarento. Você tem que ser generoso. Você tem que ser uma pessoa que doa. Você tem que sentir pena dos outros. Essa é a única forma pela qual nós podemos nos expressar.

Toda essa generosidade não é para criar um grande tipo de herói a partir de você. Mas o pior e o pior e o pior é Hollywood. É a indústria de filmes. Sob o nome de indústria, você pode fazer qualquer coisa. Agora, essa Hollywood está criando filmes tão horríveis, mas o pior é que eles recebem prêmios por esses piores filmes. Há um filme que eles exibiram, Eu não vi, Eu não posso vê-lo. Eles Me contaram que um homem é um canibal e ele fica comendo a carne de seres humanos. E eles o exibiram, mas eles gostam. Muito, muito famoso. Além disso, não somente famoso, mas eles ganharam prêmios de melhor filme, melhor ator, melhor… Você tem que pegar um diretor de lá e fazê-lo comer carne humana.

É a única maneira, Eu acho, essa coisa horrível… Depois, eles estão produzindo outros filmes. Eu vi um outro por um tempo curto, onde eles mostram todos os corpos mortos pendurados, vejam. Horrível. Por que essas pessoas gostam de ver coisas tão horríveis? Qual é o caráter delas? Onde elas têm chegado? Por que elas gostam de coisas que nenhum ser humano que é um ser humano gostaria? E depois isso vai mais longe. O halloween deles, Eu vi um filme, Eu disse: “Meu Deus.” Isso é um inferno no qual eles acharam que era como a ira de Shri Krishna. Assim, era a consciência de Krishna, Eu acho, que estava atuando lá.

Há mil e uma coisas que podem chocá-lo na América, e também na Inglaterra, também na Europa. Eu achei que a Áustria era melhor, mas na Áustria, quando você caminha na rua à noite após o programa, você deve aturar o darshan de muitas mulheres horríveis no caminho. Quero dizer, isso não ocorre em parte alguma…, vocês sabem, eles são…, nós somos forçados a isso. E eles não podem fazer nada em relação a isso, como se isso fosse uma questão de direito, o que vocês chamam de direitos humanos, ver essas mulheres e o direito humano dessas mulheres de estarem na rua. Todas as coisas horríveis estão acontecendo por aí, portanto os Sahaja Yogis têm que se equipar muito mais com o princípio de Shri Krishna. O primeiro princípio é a comunicação. O primeiro principio é como você se comunica com os outros. Comecem isso em casa com seus filhos, com sua esposa, com seu marido. Como você se comunica? Você é gentil?

Você é amável? Você é dominador? É agressivo? Apenas tente descobrir. Essa agressividade pode ir a qualquer limite, ou das mulheres ou dos homens. Aqui, mais as mulheres, Eu devo dizer, sinto dizer isso. Mas em Minha experiência, tenho visto que as mulheres estão muito dominadoras. Na Índia, os homens são extremamente dominadores, mas aqui, Eu acho que as mulheres são. Agora, o básico como seres humanos deve ser as boas maneiras. Eu não percebo as boas maneiras, exceto quando eles vestem boas roupas, talvez o… Eles podem estar vestindo esses tipos especiais de roupas e tudo mais.

As boas maneiras estão nas roupas, mas quando há pessoas juntas, elas não falam nada além de escândalos. Quero dizer, é insuportável, elas discutem sobre escândalos horríveis. Isto é algo que temos que entender: Shri Krishna nunca falou de escândalos. Como pode isto, o país de Shri Krishna e todos estes países europeus estarem simplesmente bem equipados com todos os escândalos do mundo? Eu simplesmente não posso compreender qual é o interesse que as pessoas têm nos escândalos. Então, para coroar tudo isso, está a mídia que é totalmente anti-Shri Krishna, porque eles têm que ganhar dinheiro. É um negócio tão intimamente relacionado: as pessoas gostam de ouvir toda essa insensatez, então eles têm escândalos no jornal. Há pelo menos trinta anos atrás, você jamais podia ouvir tal coisa e todos esses livros eram completamente banidos. E agora, de repente, a coisa toda tem florescido tão bem que qualquer revista, qualquer coisa que você pegue, você não consegue entender o que eles estão pregando. Eles estão pregando o culto da destruição, completamente.

E as pessoas aceitam isso e gostam disso e põem isso em prática. Eles estão usando as mulheres para os seus próprios propósitos e, estupidamente, as mulheres aceitam isso. É claro, eles dominam. Por um lado, elas se sentem muito felizes que eles estejam dominando. Havia uma mulher, que estava se vangloriando em uma revista, que teve 400 homens em sua vida. Vocês podem imaginar? Agora, não há lugar nem mesmo no inferno para tal mulher. Onde você irá colocar tal mulher lá? Agora, Eu não sei, esse é um outro problema. Assim, esse movimento é totalmente contra o Princípio do Dharma e da comunicação.

Agora, como você deve se comunicar? Decentemente. Com muita delicadeza e com modos muito belos, você deve falar com outra pessoa, falar com outros Sahaja Yogis, falar com qualquer um. Você deve falar de uma maneira muito doce. Eu não quero dizer no estilo francês, vejam, curvando seu corpo e todas as coisas artificiais. Não desse jeito. Eu estou dizendo que se você está falando naturalmente com alguém, você deve falar com linguagem decente, com decência, com humildade e não precisa ficar tagarelando todo o tempo e falando demais. Não há nenhuma necessidade. Mas, o contrário disso, era o estilo que era de Shri Krishna. Em resumo, o Seu poder era madhurya, é a doçura, como o mel.

Quando você está venerando Shri Krishna, você tem que saber que você deve falar de uma maneira que irá agradar a outra pessoa. Assim, enquanto fala com alguém, você pode falar muito docemente, muito gentilmente e de uma maneira que irá agradar aquela pessoa, não provocar, não dizer coisas que são rudes. Mas algumas pessoas têm o hábito de dizer o tempo todo alguma coisa que é muito provocativa, que não é, de maneira nenhuma, boa. Mas algumas pessoas, quando é uma questão de seu interesse, são muito doces, mas quando diz respeito a uma outra coisa, elas são muito ríspidas. Nós temos uma comunidade jainista na Índia. Nós temos visto muitos jainistas. Quando eles estão defendendo seus negócios, eles são os mais doces que você poderia conhecer, mas quando diz respeito a alguma outra coisa como, por exemplo, doar algum dinheiro ou alguma coisa, eles são extremamente rudes. Eles só irão doar para coisas estúpidas, mas não para algo sensato. Eles irão trabalhar para algo extremamente estúpido, mas nunca para algo sensato. Nós temos outra comunidade chamada de Sindhis.

Eu acho que eles estão sob a influência do Ocidente. O mesmo com os ocidentais. Se você mostrar que tem algum negócio com eles, de repente, vocês sabem, eles mudam. Subitamente eles mudam. Você não consegue entender o que aconteceu a este homem. Ou, se eles descobrem que você é uma pessoa importante na vida, eles mudam. Shri Krishna era exatamente o oposto. Em Sua vida, Ele sempre foi um hóspede de Vidhura que era o filho de uma dhasi, uma criada. O filho da criada era Vidhura, mas ele era uma Alma Realizada. Então Shri Krishna costumava ir à casa dele, ficar em sua casa, uma residência muito humilde, a de Vidhura, e comer lá, uma comida muito simples.

Ele não ia ao palácio de Duryodhana. Ao contrário, quero dizer, (se) alguém pensa que você tem um palácio, eles serão extremamente gentis com você, muito amáveis, vocês sabem. Mas (se) eles dizem que ele vive numa cabana, então ele não é nada. É uma tal orientação ao dinheiro numa forma sutil. Shri Krishna nunca, nunca importou-se com dinheiro e nunca preocupou-se com isso. Você pode observar o caso Dele, no qual Ele mostrou completo desapego ao Seu trono ou ao Seu reino ou a parte do dinheiro. Uma vez que você seja apegado, você tem todas as aflições do dinheiro. Naturalmente, se você estiver segurando uma cobra, você sempre terá as aflições, as dores agudas da cobra, não terá? Mas vamos supor que você seja desapegado. Então, o mesmo dinheiro, você pode usá-lo.

Uma vez que você se torne escravo daquele dinheiro, aquele dinheiro senta-se na sua cabeça. Agora, vocês sabem muito bem que ter dinheiro também é perigoso, atualmente. A completa reação está se desenvolvendo e é neste ponto que todos os elementos estão reagindo contra vocês. Vocês têm visto a sabedoria dessas pessoas de Sierra Nevada e o que elas disseram é verdade, que quando nós tentamos adquirir mais dinheiro, continuamos adquirindo, continuamos adquirindo e tendo uma idéia em nossa cabeça, então há saqueadores que aparecem. Eu acho que o pior são aqueles que adquiriram renome como empresários. Por exemplo, eles dizem: “Agora,” “se você tem um relógio de um estilista”, então todo mundo sai a procura de relógios de estilistas. Outro dia Eu fui para a Itália, não, para Istambul e descobri que as camisetas são feitas lá e vendidas na França como se elas fossem francesas. Elas não são. Elas são de A a Z feitas lá, em Istambul, e o nome que está nelas é Lacoste, isso, aquilo e tudo isso. As pessoas pagam qualquer quantia, mas não na Turquia.

Qualquer excedente que sobrar nós podemos adquiri-lo por sete libras. Agora a estupidez é esta, que eles podem fazê-lo de tolo. Pierre Cardin, depois há um outro, Eu não sei, Armani – este é só na Itália, mas nos Estados Unidos há vários. Até mesmo, quero dizer, eles vêm a você, à sua casa. A Inglaterra é muito pior. Eles são tão rudes, eles vêm à sua casa para jantar e eles viram o prato para ver onde ele é feito. Verdade. Abertamente. E eles irão discutir de onde os talheres vieram. Então, embora eles pensem que são muito ricos, estupidamente eles estão sendo explorados por esse tipo de insensatez de que você tem esse relógio, você tem essa coisa.

Agora, na Inglaterra, nós temos algo chamado Saville Row, de modo que eles colocam esse nome para fora, vocês sabem, para fora do paletó – Saville Row. Vocês podem imaginar? Etiquetado. Vejam, tudo é transformado num grande alvoroço. Portanto, por um lado eles são muito inteligentes para entender que este é o negócio, esta é a moda, tudo isso. Por outro lado, eles não sabem que eles são tolos, sendo enganados o tempo todo ao dizerem que esta é uma coisa especial, que é algo especial e que tem um nome famoso e que tem, o que vocês chamam, uma grande organização por trás. Os Sahaja Yogis devem entender que tudo isso é uma coisa enganosa e estúpida e eles usam, todos eles irão usar aquilo somente para se exibir. O que é isso? Por que isso deveria impressionar alguém? Pensem nisso.

Agora, inteligentemente pensem por que isso deveria impressioná-los, essas coisas enganadoras que estão acontecendo? Nada especial. Elas são exatamente idênticas. Eles Me disseram em Istambul que eles fazem coisas comuns e depois eles colocam sobre elas a marca e as coisas comuns custam, digamos, seis dólares, então com isso saem por sete dólares. Não há nada especial, exceto essa trapaça especial, Eu acho que está vindo da Inglaterra e da América especialmente, mas os franceses são, vocês sabem, esquisitos. Agora eles têm algo, Eu lhes mostrei hoje, uma coisa feita tão estupidamente, que custa quinhentas libras, mas as pessoas aceitam porque elas não têm nenhuma sabedoria. Agora, vejam a diferença entre a inteligência e a sabedoria. Por que se exibir, antes de mais nada, e exibir algo que não tem nenhum sentido? Custa somente um dólar na Turquia para vestir aquilo e, estupidamente, as pessoas a estão exibindo. É que nós temos inteligência, mas a qual não tem nenhum poder divino.

Qualquer um pode enganá-lo ao fazer o que você gosta. Agora, começou a moda de saia de quinze centímetros. Tudo bem, quinze centímetros por toda parte. Você não conseguiria nem mesmo adquirir uma com dezessete centímetros. Isso não está na moda. Isso não está na…, quer dizer, na moda dentro do hospício? Agora, apenas examine o estilo de Shri Krishna. Tão sábio, testemunhando tudo, como Ele brinca e como Ele tem êxito. Agora, vamos supor que Ele fosse apegado. Ele não poderia ter feito isso.

Portanto, para superar isso, em primeiro lugar, desapegue-se dessa cultura anti-Shri Krishna. É muito importante. Isso é moda, aquilo é moda. E todas essas modas são extremamente, extremamente destrutivas. Agora, não colocar óleo nos cabelos e acabar ficando careca. Tudo bem. Então há especialistas, vejam, novamente os estilistas que fazem perucas, estilistas de perucas. Você usa uma peruca em sua cabeça e escreve nela “de tal estilista”. Minha intenção é ver quão estúpidos os seres humanos podem se tornar com o seu intelecto. Hoje, Eu não quero descrever as qualidades de Shri Krishna, porque vocês as conhecem.

Mas o modo como vocês têm se afastado, no Ocidente, dos estilos de Shri Krishna, de Seus métodos. Seja o que for que Ele fez, foi para destruir o mal, para destruir a negatividade e fazer brotar a alegria, que é Ras, Ele iniciou isso. Ras, Ra é energia. Ras é a energia que vocês têm e é desse modo que vocês jogam Ras, com essa energia e se divertem. Ele tornou isso sagrado. É claro que agora, “sagrado” pode ser qualquer coisa. Mas o sagrado muito sábio, Ele trouxe apenas para expressar a sua alegria de forma jovial, divertida, porque isso estava faltando na vida de Shri Rama. Assim, Ele disse: apenas se permita divertir, mas isso era somente para Sahaja Yogis. Não para os outros. Os outros, vocês sabem que eles vão para os bares e o que acontece.

Nós temos um certificado aqui de que nós somos muito pacíficos, pessoas muito boas, isso e aquilo. Isto é o que Shri Krishna disse e tem feito: nós temos que nos regozijar com tudo, mas de uma forma dhármica. Nós não devemos ser adhármicos. O Dharma deve dar-lhes a Felicidade. Senão, se você for dhármico, você sabe o que acontece, você se torna uma pessoa totalmente austera, uma pessoa infeliz e, algumas vezes, cínico, porque você acha que os outros são adhármicos e isso e aquilo. Mas os meios de Shri Krishna eram que você deve ser jovial, que você deve ser alegre e essa alegria irá comunicar-se com os outros. Sem essa natureza alegre, você não pode ser comunicador. Mas, como vocês sabem, quando Eu fui à França, eles Me disseram: “Mãe, a Senhora parece tão feliz,” “a Senhora devia dizer que é infeliz.” Eu disse: “Mas, Eu não sou.” “Se a Senhora não lhes disser, eles não acreditarão na Senhora.” Eu disse: “Por que?” ““Porque eles são todos miseráveis” “e eles acham que são pessoas muito infelizes.” Então Eu comecei a Minha palestra com “Les Miserables” (Os Miseráveis) e Eu lhes disse que a cada quatro postes de luz, você encontra uma prostituta e a cada dez, um bar. E Eu vi muitas pessoas sentadas na calçada, então Eu lhes perguntei: “Por que eles estão sentados aqui?” Disseram: “Eles estão esperando que o mundo inteiro seja destruído.” Eu disse: “Verdade?” Após beber, estas idéias surgem: “deixem que o mundo inteiro seja destruído”, porque talvez eles não tenham mais nenhum dinheiro para ir aos bares. Eu não sei por que.

Agora, imaginem o nível deles, apenas imaginem o nível deles. Onde eles estão, comparados a vocês todos? Assim, Ele é Aquele, como Virata, que coloca luz em seu cérebro. Nessa luz, você vê o que é estúpido, o que não é inteligente. Essa é a bênção de Shri Krishna. E Ele lhes dá a nirananda, porque se você não tiver a luz, você não pode desfrutar da felicidade de sua mente ou da felicidade de seu cérebro. Você não pode. E é através de Sua luz que vemos a nós mesmos como alguém cheio de alegria e nós não sabemos o que fazer com isso e como fazer isso; como expressar a nossa alegria; como expressar os nossos sentimentos. Porque é demasiado. Esta é outra moda dizer: “é demasiado.” Qualquer coisa que vocês lhes fale: “Mãe, isso é demasiado.” Porque o cérebro está cheio de insensatez, então você lhes fala qualquer coisa, nada pode entrar em suas cabeças.

“É demasiado.” Assim, a pessoa sábia, como Shri Krishna é, o mais sábio dos sábios, Ele é a fonte da sabedoria, tem que ser Stitha Pragya. Quer dizer, essa pessoa tem que estar em equilíbrio, tem que estar no Dharma e, acima disso, tem que estar em regozijo. Agora, você não está somente em regozijo, mas você conhece a Verdade. Você conhece a Verdade Absoluta. E essa Verdade Absoluta é aquela que faz você compreender o que é correto, o que é errado e você desenvolve a sua sabedoria, não tanto o seu intelecto. Então, você vê o seu intelecto se comportando mal algumas vezes, dizendo-lhe idéias negativas, algumas vezes muitas idéias agressivas. Você se torna uma testemunha, sakshi, e é por isso que Shri Krishna disse: “Eu sou a Sakshi do mundo inteiro,” “a Testemunha do mundo inteiro.” Vejam, você pode continuar falando sobre Ele, mas o que nós temos que observar é: onde estamos nos desencaminhando e como Shri Krishna pode nos salvar? Não cantando “Hari Rama, Hari Krishna”, desse jeito, mas tornando-se dia após dia uma pessoa mais sábia. A sabedoria lhe dá as idéias claras de como vocês têm que ser. Se ainda existe esta coisa acontecendo, veja, no modo ocidental, eles se apresentam deste jeito, pergunte a eles: “Como você está?” “Eu estou deste jeito.” Significa o quê?

“Deste jeito.” Se isso ainda está presente, então Shri Krishna não está despertado. Mas se for de tal maneira que você sabe o que é isso, você terá o mesmo sorriso que Shri Krishna tinha. Eu sei, Eu sei disso. Agora, nós temos que compreender que nosso Vishuddhi tem que estar bem. Eu fiquei com o Vishuddhi assim, porque Eu sei o que é isso. É a América, que deve estar bem, senão Meu Vishuddhi nunca estará bem, Eu acho. Mas para o Vishuddhi, há tantas coisas que temos na Sahaja Yoga que muito poucas pessoas fazem. Se pelo menos vocês, Sahaja Yogis, mantivessem o seu Vishuddhi bem, Eu estaria em situação bem melhor. Mas vocês nunca tentam manter o seu Vishuddhi bem. Continuam com isso, continuam com isso.

Até mesmo o presidente dos Estados Unidos tem o pior Vishuddhi que Eu já vi, então vocês podem imaginar que bem ele irá fazer. Que sabedoria que ele terá? Agora, vocês são uma nova raça, abençoada pelo Divino, e vocês têm Shri Krishna despertado dentro de vocês. Em Sua própria glória, em Sua própria luz, vocês devem saber o que tem que ser feito. Devem comunicar. Isso vocês têm que fazer, mas o que Eu tenho visto é que as pessoas nem mesmo meditam. Mesmo se eles meditarem, eles não querem comunicar. E algumas vezes, quando eles comunicam, eles acham que se tornaram Deuses. É muito difícil. Seres humanos são um produto muito difícil de lidar.

Vocês têm que se comunicar com completa humildade, da maneira que Shri Krishna fazia. Em Seu ras, Ele espalhava a energia de Radha em todas aquelas pessoas através das mãos dadas. Então, Sua infância, quando Ele matou tantas pessoas e fez tudo aquilo, termina. Então, mesmo sua maioridade, quando Ele teve que matar Seu próprio tio, também termina. Então, Ele se torna o rei. Quando Ele se torna o rei, então o que Ele faz? Ele se comunica. A maioria das expressões de Suas qualidades são vistas após Ele se tornar o rei. Antes disso, Ele estava ocupado matando, uma após a outra, todas aquelas pessoas horríveis. Depois disso, Ele construiu, desenvolveu as pessoas.

Ele construiu Dwarika e tentou se comunicar com as pessoas. Agora o dever de vocês é se desenvolverem e comunicarem-se com os outros com toda a doçura, madhurya, de Shri Krishna, toda a beleza de Shri Krishna, com a plena compreensão em relação a que coisas estúpidas andam fazendo por aí. Uma vez que entendam isso, vocês não aceitarão isso, porque se tornarão sábios o suficiente para não adotar todas essas coisas insensatas que estão acontecendo. E isso é tanto, quero dizer, Eu, nesta palestra, Eu não posso lhes dizer, mas agora, se vocês se tornarem a testemunha de tudo, vocês verão o que está acontecendo. Agora, nós temos que impedi-los de ir para o inferno. E nós temos que realmente desenvolver uma personalidade muito, muito boa de um Sahaja Yogi. Todos vocês. Agora, há muitos casamentos que se realizaram, depois, de repente, eles decidem se divorciar. O divórcio é permitido na Sahaja Yoga, mas esse estilo americano de insensatez, Eu não quero ter. As mulheres podem ser muito dominadoras.

Um sujeito fugiu para a Rússia. Eles não têm nenhuma idéia sobre casamento. Eles não sabem como fazê-lo dar certo. Toda a doçura do casamento está acabada. Se o marido é dominador, a esposa é dominadora, isso acontece, então vocês se divorciam. Qual é a realização? Assim, nós temos que trabalhar tudo dentro de nós, porque nós somos condicionados, nós estamos em um ambiente. Eu pediria a todos vocês que tentassem entender essas sutilezas da personalidade de Shri Krishna. Tentem tornar-se deste jeito: extremamente pacíficos, extremamente gentis, ternos, prestativos. E na humildade, Ele não tinha nenhuma consciência do dinheiro.

Nada. E também, como vocês sabem, Ele era uma pessoa de cor escura, por alguma razão, mas o modo como Ele levou Sua vida deveria ser um exemplo para nós. Eu tenho certeza, agora, de que quando voltarem para os seus países, vocês perceberão toda essa insensatez. Por favor, anotem isso. Relatem isso, o que essas pessoas insensatas estão fazendo e enviem para Mim. É assim que é. Assim, hoje é o puja de Shri Krishna. Eu não preciso dizer-lhes quantas qualidades Ele tinha, como lhes falei, mas a maior qualidade que Ele tem é que Ele é o Doutor dos doutores. Agora, em Seu nome vocês saberão como quantas qualidades Ele tem e vocês compreenderão. Tentem entender que nós temos que ter essas qualidades dentro de nós também. Sejam quais forem as qualidades descritas ou ditas, tentem ver quantas nós temos.

É desse modo que a introspecção irá começar. Uma vez que você comece a fazer introspecção e compreender a si mesmo, a sabedoria irá se desenvolver – não por ver falhas nos outros, colocar a responsabilidade nos outros, mas em si mesmo. É desse modo que as coisas irão dar certo. Embora Krishna não tivesse que fazer isso, porque Ele era Sampurna, Ele era completo. Mas nós temos que fazer tudo isso para nos assegurar de que também nos tornemos completos. Muito obrigada. Que Deus abençoe todos vocês. Que Deus os abençoe. Há um outro ponto que Eu gostaria de mencionar sobre os Sahja Yogis, que nós introduzimos a música clássica indiana para vocês, porque Eu acho que ela ajuda nas vibrações. Mas, como é a natureza dos ocidentais, qualquer coisa que eles adotem, eles têm que ir ao limite máximo, até que eles estejam completamente perdidos.

Então, o que Eu noto agora é que todos eles estão comprando fitas. Algumas fitas… Agora, alguns deles estão comprando fitas, Eu fiquei surpresa, de pessoas muito desconhecidas, simplesmente loucas. Uma vez Eu estava viajando com uma senhora nos Estados Unidos que era discípula de Muktanand. Ela disse: “Eu tenho uma fita muito boa” e ela colocou a palestra de Muktanand. Os seguidores de Rajneesh irão colocar a fita da palestra de Rajneesh. Mas aqui, agora, todos eles foram para um lado, então este, aquele, todos os tipos de música eles têm adquirido. Amanhã, nós começaremos a lhes dizer que vocês devem entender a dança Indiana, então todos os Meus vídeos serão substituídos pela dança indiana de A a Z. Vocês são Sahaja Yogis. Tudo bem, Eu também gosto muito de música, mas essa não é a forma. Qual é a coisa principal na sua vida? E Eu fiquei surpresa como as pessoas se perdem na música.

Quero dizer, deveria haver uma ocasião. Eles todos já estão em outro mundo com a música. Não façam essas coisas. Vocês vão aos extremos de tudo. Isso não é apropriado, até mesmo os pujas, qualquer coisa, vocês vão aos extremos. Ao ir aos extremos, vocês não ficam no centro. Vocês não estarão no lugar de Shri Krishna, onde vocês têm que estar. Ao contrário, vocês estarão simplesmente em um mundo imaginário. Assim, por uma questão de hábito, nós criamos um mundo como este: alguém tem o mundo da música, alguém tem o mundo da dança, um outro tem o mundo… Eu tenho visto Sahaja Yogis que pensam que não há limite para eles mesmos. “Nós temos um relacionamento especial com Shri Mataji”.

É uma coisa muito comum. Mas Eu não posso ter nenhum relacionamento especial. Sinto muito, ninguém tem qualquer relacionamento especial Comigo. Isso Eu gostaria de lhes dizer muito claramente, ae vocês não deveriam afirmar isso e depois tornarem-se como algumas pessoas que dizem: “nós somos divindades”. Quero dizer, isso é algo horrível. Eu falarei por dois minutos em Marathi, se vocês não se importarem. Agora Eu quero falar com as moças do Maharastra. Vocês têm se casado aqui e têm arranjado maridos ricos. Mas assim que vocês chegaram aqui, vocês começaram a mandar dinheiro para os seus pais. Isso acontece na Índia?

Vocês podem mandar dinheiro para os seus pais da casa dos parentes do seu marido? Em segundo lugar, estão os ornamentos. Vocês começaram a ganhar muitos ornamentos. Eu perguntei a um marido Sahaja Yogi: “Por que você não compra uma camisa para você?” Ele disse: “O que eu posso fazer,” “minha esposa está gastando todo o dinheiro em ornamentos”. Essa ganância por ornamentos não convém a um Sahaja Yogi. Isso é um assunto muito sério. Recentemente, Eu fiquei sabendo que todas as senhoras indianas têm ganhado ornamentos depois do casamento. Dessa forma, não sobra nenhum dinheiro com o marido. Esses maridos que costumavam ajudar financeiramente a Sahaja Yoga antes estão incapazes de fazê-lo após o casamento. Não sobra nenhum dinheiro com eles.

O que aconteceu a vocês? Vocês vieram aqui da terra dos santos. Shivaji Maharaj tinha um grande respeito por Shri Saint Tukaram e ele levou alguns ornamentos para sua esposa. Sua esposa deve ser alguém como vocês, visto que ela imediatamente aceitou os ornamentos. Por que alguém deveria gostar tanto de ornamentos? Mesmo sendo uma Deusa, Eu não gosto muito de ornamentos, então por que você deveria gostar tanto deles? Visto que eles compulsoriamente Me oferecem ornamentos, é por isso que Eu os aceito. Assim, mesmo quando ela aceitou os ornamentos, Saint Tukaram disse: “Qual é a necessidade de ter ornamentos para santos como nós?” Então ele devolveu todos os ornamentos. Saibam que vocês vieram aqui da terra dos santos e essa atitude de vocês é um sinal de miséria. Vocês têm enviado dinheiro para seus pais e Eu não consigo explicar-lhes até que ponto isso foi.

Vocês não vieram aqui para se comportar mal assim. Vocês vieram aqui para ajudar a Sahaja Yoga e não para ganhar ornamentos. Se você fizer isso de vez em quando, tudo bem, mas se você colocar toda a atenção em ornamentos, você pode perder o seu marido e ele pode deixar a Sahaja Yoga. Esse será o bom karma que estarão criando. De agora em diante, ninguém deve ganhar nenhum ornamento sem Minha permissão. Teremos o Puja agora.