Adi Shakti Puja

Cabella Ligure (Nirmal Temple)


Feedback
Share

Adi Shakti Puja. Cabella Ligure (Italy), 9 June 1996.

Hoje nós iremos venerar a Adi Shakti… e o reflexo da Adi Shakti dentro de vocês é a Kundalini.

Nós podemos dizer que esta é a veneração… da Adi Shakti e da Adi Kundalini, se você compreende que tudo isso, tudo que é criado neste universo, e em muitos universos, é o trabalho da Adi Shakti. Agora, muitas pessoas acreditam que há um único Deus. É verdade, há um único Deus, Deus Todo-Poderoso, mas Ele tem Seus próprios poderes os quais Ele pode… corporificar em alguém e pode ter Sua própria manifestação expressada. Então, antes de tudo, Ele de fato tinha de criar o poder da Adi Shakti. Quando esse Poder foi criado, então houve um som, o som que chamamos de AUM, logos ou qualquer coisa que você o chamem, pelo som primordial, e esses três poderes surgiram desse som, que é o “A”, “U” e “M”, AUM. A Adi Shakti é Aquela… que corporifica o desejo de Deus Todo-Poderoso. O desejo de Deus Todo-Poderoso surgiu de Sua compaixão… e para Sua própria expressão, para Sua própria manifestação, para Seu próprio reflexo. Eu diria que Ele devia estar cansado da solidão, então Ele deve ter pensado em criar uma companheira… que manifestaria Seus desejos. Assim, o Poder de Deus Todo-Poderoso se separou Dele… e formou uma corporificação de Sua compaixão, de Seu desejo de criar. Eles dizem em Sânscrito, eles usam uma palavra: “chitvilas”.

É a alegria, a satisfação da Adi Shakti. “Chit” é, como vocês sabem, é “chitta”, é “atenção”. A atenção tem sua própria alegria… e para manifestar essa alegria da atenção Dela, Ela criou todos os universos; Ela criou esta Mãe Terra; Ela criou toda essa natureza; Ela criou todos os animais; Ela criou todos os seres humanos… e Ela criou todos os Sahaja Yogis. Foi desse modo que toda a criação aconteceu. Nessa conjuntura, alguém pode perguntar: por que Ela não criou diretamente os seres humanos? Essa foi a ideia de Deus Todo-Poderoso, apenas criar os seres humanos sem lhes falar nada, animais melhores do que o resto dos animais. Mas a Adi Shakti sendo a Mãe, Ela tinha Sua própria forma de expressão, Ela pensou que Ela devia criar os espelhos… para Deus Todo-Poderoso ver a face Dele, para ver a imagem Dele, para ver o caráter Dele, e foi desse modo que o longo percurso da evolução aconteceu. Essa evolução tinha de acontecer dessa maneira, porque eles tinham de saber de onde eles vieram. Nós devemos saber que viemos da natureza. Mesmo a natureza deve saber que ela veio da Mãe Terra, e a Mãe Terra tem Sua própria Kundalini.

E Ela também não é simplesmente uma terra morta, mas Ela sabe, Ela pensa, Ela entende e Ela regula. Você pode ver na natureza como cada árvore tem suas próprias limitações, como cada fruto é produzido em uma determinada árvore, como isso acontece? O que realiza esse tipo de regulação? Se esta Mãe Terra estive se movendo com uma velocidade maior do que… a de hoje, nós não teríamos nem mesmo nascido. Se fosse uma velocidade menor, isso não teria dado certo. Veja o plano todo que foi feito. É um belo plano que a Mãe Terra tenha de se mover em volta do sol… de tal maneira que diferentes estações são criadas. É por isso que o Poder, o Paramachaitanya, que é o Poder da Adi Shakti, é também chamado de Ritambara Pragya. Esse é o Poder que faz todo o trabalho vivo, toda a organização, toda a criação. Em nosso ego humano, nós começamos a achar que… fazemos alguma coisa, que nós podemos criar.

Não podemos. Nós não podemos nem mesmo criar uma partícula de poeira, sem falar nas outras coisas. Tudo que é criado a partir disso, nós podemos combinar, nós podemos juntar e criar algo, mas se você observar, essa coisa toda está além de… qualquer poder nosso. Nós não podemos criar nada. Mas o que nós criamos são os nossos mitos, Eu devo dizer. Por exemplo, algo é feito de ouro. Ele ainda é ouro. Agora, algo é feito de madeira, tudo que é feito disso, é madeira. O princípio é o mesmo em tudo. Assim, seja qual for o seu nascimento, seja qual for o país onde você nasceu, seja qual for sua cultura, vocês são seres humanos, basicamente todos vocês são iguais.

Vocês riem do mesmo modo, vocês sorriem do mesmo modo, vocês também choram do mesmo modo. Eu não tenho visto ninguém chorando com suas mãos, com lágrimas caindo de seus dedos, eles choram assim? E é desse modo que temos de nos dar conta… de que todos nós somos ligados por algum princípio comum da vida. E o princípio comum da vida que nos liga… através da Adi Shakti é que todos nós temos a Kundalini dentro de nós. Todos os seres humanos têm a Kundalini dentro deles. Ela não está, não está nos animais também, mas não é tão desenvolvida. Ela ainda não está, no que vocês chamam, na forma completa da Kundalini que pode ser despertada. Mas somente na forma humana, Ela evoluiu como uma conexão, como Aquela que é a Energia Divina dentro de nós. que é o reflexo da Adi Kundalini, que é tão facilmente despertada nesta Kali Yuga. Este é o princípio comum que todos nós temos.

Assim, nós temos de respeitar todas as pessoas, todos os seres humanos, seja qual for a nação da qual eles venham, seja qual for o país ao qual eles pertençam, seja qual for cor que eles tenham, porque todos eles têm sua Kundalini. Então há pessoas, assim como vocês são, que são pessoas despertadas, que são pessoas iluminadas, que obtiveram a Realização. Assim, quando você compreende que essa é a… alegria da atenção da Adi Ma, da Mãe Primordial, isso é apenas a peça teatral e a alegria. Então quando vocês alcançaram… o seu completo crescimento na espiritualidade, o que deveria lhes acontecer? O que deveríamos sentir? Como vivemos então? Essa é a pergunta que muitas vezes vocês fizeram. Agora, quando você faz perguntas, isso por si só mostra… que você não está lá, porque uma vez que você esteja lá, você não faz perguntas. Em segundo lugar, o que lhe acontece… é que você se torna somente a existência. Apenas a existência.

E nessa existência que você se torna, você começa a refletir o caráter da Divindade. Esse caráter divino é expressado não somente hoje em dia, mas também muito antes. Em cada religião, nós tivemos pessoas… que tinham esse caráter divino muito bem desenvolvido. Por exemplo, até mesmo você pode dizer, as pessoas que viveram há três mil, quatro mil anos atrás na Colômbia, Eu descobri que em suas estátuas, eles tinham a Kundalini… e uma khumba também, geralmente, em tudo que descobrimos, eles tinham uma Kundalini expressada em três espirais e meia. Essa Kundalini que temos dentro de nós mesmos… está agora provada para vocês. Vocês sabem que há esse poder dentro de nós. Vocês também vieram a saber o que acontece quando desviamos… do caminho do meio de nossa ascensão. Aqui também, a mesma Kundalini, que é a expressão da Mãe Primordial, mostra nas pontas de seus dedos o que está errado com você, o que está faltando em você, qual é o seu problema. Assim, agora, quando nós somos pessoas iluminadas, nós nos tornamos santos e estamos acima de todos os outros, o que devemos fazer é compreender completamente bem, não somente mentalmente, mas de coração, que agora você tem essas vibrações divinas… e essas vibrações divinas podem lhe dizer onde você está, o que você é, onde está o problema. Também lhe dirá seja onde for que você vá, por exemplo, Eu falei para algumas pessoas que foram a Jerusalém e elas disseram: “Mãe, o lugar todo só ficava vibrando com vibrações espirituais.” Eles foram a Chindwara, alguém foi, e ele disse: “Eu acharei o lugar onde a Mãe nasceu, o que há lá,” “afinal, isso não é dífícil.

Através das vibrações, eu acharei.” Então ele disse: “Assim que toquei a plataforma, eu comecei a pular.” Eu disse: “Agora o que fazer? Aonde ir?” “a partir daqui há somente vibrações,” “como chegarei ao lugar onde a Mãe nasceu?” Então, depois ele se sentou e começou a se perguntar: “Agora como acharei o lugar onde a Mãe nasceu?” Ele estava sentado e então ele viu a estrela, que era Vênus. Ele seguiu a estrela Vênus e depois foi e perguntou… e foi desse modo que ele encontrou o lugar. Assim, o plano todo, a coisa toda, não é feita ao acaso, de forma alguma. Se você observar uma árvore, cada árvore têm folhas… e a cada folha é dada a oportunidade de receber os raios do sol. Na natureza, se você observar, isso é tão hamonioso, tão belo. Nós somos os que estragam a natureza, porque não compreendemos que viemos da natureza… e que nós temos de respeitá-la. Eu já lhes falei muitas vezes… sobre como os seres humanos foram formados… pelos diferentes elementos químicos que também surgiram, o carbono veio da Mãe Terra. Tudo isso nos leva a compreender… que nós temos uma responsabilidade muito grande. O trabalho todo levou milhares e milhares e milhares de anos.

E agora, todos vocês alcançaram um estado… onde vocês se tornaram o seu Si. Vocês conhecem o seu Si. Este é um salto muito grande, Eu devo dizer, um salto muito grande no processo evolutivo. O processo evolutivo começou há muito, muito tempo atrás. Assim, Eu acho que é muito importante para vocês… venerarem a Adi Shakti e a Adi Kundalini. É totalmente fora de compreensão, totalmente, você não pode compreender… como você se tornou um santo, quando você sabe dentro de você mesmo que você tem todos esses centros. E esses centros têm de ser despertados… através do despertar da Kundalini, e esta Kundalini Se expressa através da ponta de seus dedos. A menos e até que… você se identifique completamente com esse conhecimento, sempre haverá uma possibilidade de você se desviar… do caminho de sua perfeição. Muitas pessoas que vêm para a Sahaja Yoga, Eu tenho visto, elas encontram alguns Sahaja Yogis que estão maldesenvolvidos… e porque elas são mentais, elas começam a argumentar: “Com é que isto é dessa maneira? Como isso é desse jeito?” “Como é que ele é um Sahaja Yogi e ele se comporta assim?” Há muitas maneiras das pessoas se relacionarem… com o Poder do Divino.

Eu lhes falei no começo que Deus se sentiu só… é foi por isso que Ele criou esta Adi Shakti… e através Dela, o universo inteiro foi criado. Mas também é verdade que assim como vocês estão procurando, o Divino também os está procurando. A sua busca também é totalmente recompensada, se vocês compreenderem uma coisa simples sobre o Divino: Ele é Aquele que lhes deu inteligência; Ele é Aquele que lhes deu sabedoria; Ele é Aquele que lhes deu… tudo que vocês têm, do mesmo modo que vocês estavam cantando: “Tudo que temos foi dado por Você.” Se este for o caso, que tudo que vocês têm… foi dado por sua Kundalini, por este Poder Materno de sua Kundalini, então é muito importante entender o que é necessário… para mantê-La feliz e manter a satisfação Dela. Vocês devem tentar ver o que A faz feliz. Como Eu disse, há um relacionamento… entre as almas realizadas e o Divino. O Divino fica feliz quando você está feliz. Ou podemos dizer, quando o Divino o faz feliz… e você fica feliz, então o Divino fica feliz. É um tamanho relacionamento. E é tão próximo, é tão próximo, nós podemos dizer que é do mesmo modo que o sol tem os seus raios, ou a lua tem a sua própria luz do luar. É tão próximo, tão arraigado, tão integrado, e deve ser dado a você o controle total sobre si mesmo… e sobre seu desenvolvimento.

Eles descrevem isso de várias maneiras, que você deve se entregar. Agora, a pessoa se entrega, é claro, com medo. Se alguém vem com uma espada e diz: “Tudo bem, entregue-se”, talvez você se entregue. Mas assim que essa pessoa desaparecer, você pegará outra espada e cortará a garganta dela. Essa entrega não tem nenhum sentido. Essa entrega é uma entrega que é simplesmente forçada sobre você. Todas as entregas assim têm criado problemas, porque isso tem uma reação. Mas a sua entrega ao Divino proporciona muita alegria. Como o sal que se dissolve no mar automaticamente, na água automaticamente, essa natureza solúvel é realmente doadora de alegria. Se você puder apenas sentir isso dentro de você mesmo, sentir que você está unificado com o Divino, você está dissolvido no oceano do Divino.

E depois, o que assume sua forma não é nada além de supremo amor, compaixão e, como resultado, suprema alegria. Muitas pessoas Me dizem: “Mãe, é muito dífícil perdoar alguém.” Mas Eu acho que é horrível não perdoar alguém. Existe uma grande alegria em perdoar, uma alegria muito grande em perdoar. E assim que você perdoa, o Divino assume e o Divino cuidará de você. Ninguém pode perturbá-lo. Mas primeiro você deve se entregar ao Divino, isso é o que é o perdão. Simplesmente não se incomode em punir alguém… ou fazer algo contra alguém. O Divino assume o controle para você e faz tudo que é necessário, e de uma maneira tão bela que vale à pena ver como isso funciona. O Poder da Adi Shakti, esse Divino, está descrito em toda religião, por exemplo, no Islã é chamado de Ruh; na Bíblia é chamado de Poder Onipresente; é chamado de “Allak”, “aquilo que não pode ser visto”; Niranjana, Aquela que está além de qualquer apego, algo assim. Todas essas palavras são usadas para esse Poder Divino.

As pessoas têm ouvido sobre isso, as pessoas têm cantado sobre isso; mas infelizmente muito poucas pessoas o sentiram, e quando elas o sentiram, elas não souberam como dar isso aos outros, como fazer os outros sentirem isso. Assim, tudo que eles falaram tornou-se um tipo de história… ou algo insensato. Ninguém podia acreditar que eles sentiram qualquer coisa assim… ou podiam imaginar que havia um tamanho Poder realmente existindo. Agora, felizmente, isso se tornou um fato universal para todos vocês, pois vocês sabem que existe esse Poder. Vocês têm certeza sobre esse Poder, porque vocês podem senti-Lo dentro de si mesmos. E quando vocês O sentem, vocês se sentem muito felizes. Vocês podem distinguir se alguém está falando a verdade ou não, porque vocês podem ver isto pelas vibrações, neste – Eu devo dizer, o Poder da Adi Shakti. Ela lhes diz a verdade. Se alguém prejudicou você, por exemplo, você pode dizer: “Mãe, se eu perdoar essa pessoa,” “então isso não será verdadeiro,” “porque ela definitivamente prejudicou,” “e se eu perdoar, isso significa que aceitei que ela não me prejudicou,” Esse tipo de argumento é possível. Agora, você verá, você ficará surpreso, perdoe essa pessoa, porque a verdade é que quer você perdoe ou não, você não faz nada.

Essa é a verdade. Assim, se a partir da compaixão, você perdoar alguém, a compaixão se torna a verdade. É a compaixão que lhe mostra a verdade. Assim, toda a verdade absoluta que você conhece é… através da compaixão do Poder Divino. Talvez, algumas vezes, as pessoas digam: “Nós verificamos as vibrações, Mãe,” “e percebemos desta maneira e ainda assim isso aconteceu.” Isso não faz nenhum diferença. Seja o que for que aconteceu, aconteceu, não importa. Você sentiu as vibrações, e você perguntou às vibrações… e você agiu pelas vibrações, só isso. Quer isso tenha resultado ser desse jeito ou não, é diferente. Porque tinha de ser o oposto. Algum drama está acontecendo.

É o “chitvilas”, é a alegria do chitta do Divino. Então é uma peça teatral acontecendo. Se você consegue observar essa peça, então você não fica perturbado, é uma peça. Como ela trabalha, como ela é organizada, não é sua dor de cabeça. Você só tem de observar a peça do Divino, como ela acontece. Nós vimos agora, todos vocês, o que vocês chamam de milagres têm acontecido. “Mãe, esse milagre aconteceu, aquele milagre aconteceu…” “e eu sei que tudo é o milagre do Divino.” Apesar disso, nossa fé no Divino não é uma fé tão iluminada. Quando você tem a fé iluminada, você não se preocupa com coisas que são muito importantes na vida. Se der certo, tudo bem; se não der certo, tudo bem. Não se deve presumir que uma vez que você seja uma alma realizada, o mundo inteiro pode cair aos seus pés.

Não necessariamente. É uma peça. É uma bela diversão da atenção da Adi Shakti. Assim, se você conseguir se tornar a testemunha, se você conseguir realmente se tornar a testemunha da coisa toda, então o que acontece é que você cresce espiritualmente muito mais. Eu devo dizer que você se dissolve no Poder Divino. Essa dissolução tem de acontecer. É por isso que o puja de hoje é muito importante para vocês, porque se não fosse a Adi Shakti que tivesse se encarnado, esse trabalho não poderia ter sido feito. Isso não poderia ter acontecido. Porque tinha de ser algo… que abrangesse todas as angularidades desta vida humana, todos os aspectos desta vida humana. Tinha de ser uma Encarnação assim… que pudesse, sem dúvida, ver o ser humano como um todo, não somente seu ser físico, o ser mental, o ser emocional… ou suas ideologias particulares, ou seu domínio particular, não, como um todo, como um ser humano.

E o ser humano, como Eu lhes disse, em tudo interiormente, todos eles são exatamente iguais. Alguns são mais sensíveis e estão buscando genuinamente, alguns não estão buscando genuinamente, e alguns não estão buscando de forma alguma. Mas a busca também é lhes dada pela Adi Shakti. Agora, acontece que no processo evolutivo, um peixe surgiu da mãe. Desse mar, que era como uma mãe para o mar, ele surgiu. E depois, cerca de 10 ou 12 peixes surgiram. Então depois de algum tempo, cardumes de peixes surgiram. Da mesma maneira, a sua evolução se realizou. Na realidade, nós achamos que temos uma grande quantidade, e nós ultrapassamos o número que (…) tinha dito, ou podemos dizer, o que São João disse, nós já tínhamos ultrapassado isso, não importa. Isso não importa.

Vejam, parece que é uma área muito fértil, uma época muito fértil, esta Kali Yuga, onde há muitas pessoas… que estão devotando-se à Divindade. É o momento certo para fazer isso. Ontem, quando Eu vi a peça de vocês, Eu mesma vi tudo aquilo… e Eu Me perguntava: “O que irá acontecer a essas pessoas,” “como elas irão aceitar a Sahaja Yoga?” Elas têm, elas têm se dedicado, elas têm se dedicado à espiritualidade. Todas essas diversas coisas que vocês veem nestes tempos modernos… não devem perturbá-los muito, porque isso tem de ser desse jeito. É um drama, é uma peça, e nesse drama, você deve saber que isso funcionará… de uma maneira tão bela que após algum tempo… você perceberá somente o Divino dissolvendo… todas as coisas inúteis que nós temos, como nosso condicionamento e nosso ego. Nós teremos muitas pessoas na Sahaja Yoga. Quando chegar o ano 2.000, nós teremos… muitos, muitos Sahaja Yogis no mundo inteiro. Uma vez que tenhamos muitas pessoas, muitos saltarão para dentro… da Sahaja Yoga. Essa é também a natureza humana. Eles não se entregarão a isso até termos muitas pessoas, e quando tivermos uma multidão, eles entrarão na Sahaja Yoga.

Algumas pessoas estão sempre preocupadas: “Mãe, e quanto aos outros? Nós agora estamos no paraíso,” “estamos regozijando a vida, e quanto aos outros?” Tudo dará certo. Tudo dará certo, mas sua atenção deve ser: “Como eu posso dissolver os outros dentro desse oceano de alegria,” “de compaixão?” Agora, vocês ficarão surpresos ao ver que… é somente sua própria compaixão que irá lhes dar força. Essa compaixão dentro de vocês, quando vocês virem que as pessoas estão ficando completamente afogadas, completamente destruídas, sua compaixão em si mesma os tornará poderosos… e vocês farão tudo que é necessário. Vocês abandonarão todas as atividades insensatas… e vocês realmente se dedicarão a emancipar outras pessoas. E surpreendentemente, a medida que vocês fizerem isso. o seu próprio nível de espiritualidade se elevará. Como vocês veem, Eu diria… que quando você dissolve, digamos, um pouco de sal na água, a água se eleva. Da mesma maneira, quando mais pessoas vierem para a Sahaja Yoga, o Poder Divino se manifestará muito mais. Ele já está se manifestando, mas quanto mais pessoas houver, haverá muito mais manifestação, porque será como muitos canais que estarão trabalhando.

Assim, nessa conjuntura em que todos nós sabemos que… existe o Poder Divino, que todos vocês obtiveram sua Realização… e que todos vocês agora são pessoas santas, então nós devemos cuidar das pessoas que eram como vocês. Por exemplo, nós tivemos os Sufis, depois tivemos os Nath Panthies, tivemos os Gnósticos, todos os tipos de pessoas em cada religião. O que eles fizeram? Eles fizeram o máximo… para despertar outras pessoas para o fato de que existe o Poder Divino. Eles não puderam dar a Realização, eles não podiam provar isso, mas eles trabalharam isso, falaram sobre isso, cantaram sobre isso. Isto é o que temos de entender: nada deve impedir sua compaixão de ser expressada. Quando você sabe que as pessoas estão se afogando, elas estão num caos terrível, esse é um tipo enorme, Eu diria, de ataque violento do mal sobre os seres humanos. E se você tem essa compaixão dentro de você, você fará o máximo para salvá-los. Esse é que é o trabalho desse chitvilas, dessa alegria de sua atenção. Sua própria atenção regozijará quando você começar… a trazer mais pessoas para dentro do Poder de Deus.

Sem Deus, não há nenhuma salvação para os seres humanos, isso todo mundo admite, todo mundo fala assim, mas eles não tem nenhuma ideia em relação ao que é Divindade, qual é o caminho para atingir isso. Enquanto todos vocês têm isso. Vocês têm o poder de despertar a Kundalini. Vocês sabem tudo sobre os chakras, conhecem todos os defeitos dos chakras. vocês podem descobrir a partir das vibrações a verdade sobre tudo. Quanto mais você usa esse poder, melhor será. Então você tem de ir a regiões onde até agora você não foi. Nós não conseguimos muitas pessoas da raça negra, Eu acho, da África. Então estou pensando em ir à África no próximo ano para trabalhar isso. Nós também temos muitas outras áreas… onde Eu acho que temos de trabalhar isso, se essa compaixão estiver dentro de você, então ela o compelirá também… a fazer um trabalho que trará consolo às pessoas… que não estão nem mesmo buscando.

Eu já estou ocupada formando algumas ONGs, que realmente criarão instituições muito belas… para as pessoas que não têm nada. Elas estão passando fome, elas estão em difículdades, elas estão sob grande provação. Somente vocês podem fazer isso, porque ao virem para a Sahaja Yoga, vocês abandonaram sua ganância, vocês abandonaram sua luxúria. Acabou-se. Agora vocês são tão livres e tão independentes. Com isso, a compaixão não pode tomar nenhuma outra forma, porque muitas pessoas viram que elas começam esse tipo de trabalho… e depois elas começam a se tornar líderes, ou elas começam a se tornar ricas ou a saquear os outros. Isso vocês não farão. Vocês são, realmente, o que Cristo disse: o sal, o sal que é completamente dissolvido na Divindade… e esse sal irá dissolver muitas pessoas, uma vez que comecemos a expandir desse jeito. Eu não estou dizendo que vocês devem ser como missionários ou algo assim, convertendo pessoas para a Sahaja Yoga à força, não. Nós temos de cuidar do que está faltando neles primeiramente.

Na verdade, há muito poucas pessoas neste mundo que são honestas, que não têm ganância. Eu conheci pessoas que nunca tiveram nenhuma ganância, mas assim que elas obtiveram alguns poderes, começaram a mostrar… uma ganância tão grande que, surpreendentemente, quando você conhece essa pessoa, que nunca tinha feito uma coisa assim, e de repente, você descobre que ela se tornou tão gananciosa, você não consegue acreditar nisso. Mas não os Sahaja Yogis. Os Sahaja Yogis não farão isso. Eles desfrutarão sua compaixão, nada mais. Não a sua luxúria, não a sua ganância… e também os assim chamados desvios… como tomar drogas e beber e outras coisas insensataz. Porque eles sabem o que de fato eles regozijam, onde está a alegria deles. Uma vez vocês saibam onde está a alegria, vocês tentarão ter mais dela… e ter mais alegria é tão fácil agora para vocês conseguirem. Eu diria que assim como os homens estão trabalhando isso, as mulheres devem trabalhar, porque as mulheres têm mais sentimento de compaixão, mais sentimento de compaixão e perdão. As mulheres normais, não estou falando sobre as anormais, Eu estou falando sobre as normais.

Deveria ser assim, porque elas são mães, elas têm filhos, elas souberam o que é o amor pelos seus filhos. A mãe não espera nada. Ela só quer que seu filho esteja bem e feliz. Ela gosta de seu filho, só isso. Se você é uma mulher, essa compaixão existe inerente dentro de você. Eu tenho visto moças jovens. Elas também, se elas veem um bebezinho, todas elas correrão até ele. Elas gostariam de pegar o bebezinho, elas têm bonecas… e cuidam das bonecas exatamente como se fossem seus próprios filhos. Assim, para as mulheres, deveria ser muito mais fácil mostrar compaixão… e expressar e manifestar, deveria ser. E como todas vocês são casadas também, seus maridos se sentirão muito fortes… pela própria natureza de vocês da Divindade.

O que vocês sacrificam? Alguns dizem: “Eu sacrifico isso por Deus, sacrifico aquilo por Deus,” O que há para sacrificar para Deus? Do que Deus precisa? Ele não precisa de nada. O que há para sacrificar? Vocês só têm sacrificado seus cérebros, só isso, Eu posso dizer, nenhuma sabedoria está presente. Nada para sacrificar. E se algo… tem de ser feito, tem de ser feito. Eu tenho visto também algumas mulheres vindo a Mim dizendo: “Mãe, nós temos de cozinhar, depois nós temos de cuidar das crianças…” “e das tarefas de casa e disso e daquilo”. O que é isso?

Senão, o que vocês farão? O que vocês farão o dia inteiro? Assim como os morcegos se penduram o dia inteiro, vocês vão se pendurar? Vocês têm de fazer alguma coisa. Enquanto fazer isso não é nada grandioso, vocês sabem. E depois sacrificar, Eu não sei o que você irá sacrificar. Na verdade, o que você está sacrificando é a sua alegria, é sua felicidade. Se você alcançar esse estado de regozijar o seu próprio Si, então você nunca ficará cansada. Você nunca resmungará. Vocês sempre dirão: “Mãe, nós estamos regozijando tudo.” Isto é um ponto muito importante que devemos compreender: se alguém é uma mulher ou um homem, eles têm a mesma coisa que chamamos de Kundalini.

Mas uma mulher, na realidade, como vocês sabem, é na maioria dos casos canal esquerdo. Ela tem mais poder de compaixão. Da mesma maneira, o homem tem mais poder de ação. Portanto a compaixão tem de se tornar ativa. Nessa combinação, tudo dará certo de uma maneira muito bela. Mas se esse equilíbrio não estiver presente, será dífícil. Eu tenho visto que a maioria dos casamentos que temos tido… têm sido bem sucedidos, mas alguns deles não foram, porque Eu acho que algumas das mulheres têm sido homens… e alguns dos homens têm sido mulheres. E Eu fico às vezes realmente muito infeliz, Eu fico com dor ao ver que desnecessariamente… eles estão criando problemas. Ambos são Sahaja Yogis. Se eles não fossem Sahaja Yogis, Eu poderia entender.

Se um Sahaja Yogi está casado com uma pessoa não Sahaja Yogi, Eu posso entender, mas ambos são Sahaja Yogis. Agora, aqui, vocês devem entender o relacionamento… entre Deus Todo-Poderoso e a Adi Shakti. É completa harmonia, completa compreensão. Deus Todo-Poderoso é o Espectador. Ele fica assistindo o trabalho da Adi Shakti. Ela é a compaixão, é claro. Ela não diz que algo deve ser destruído… ou que algo deve ser morto, tudo bem, Ela é a compaixão. Mas Ele é Aquele que assume o controle. Se alguém tenta fazer algo contra a Adi Shakti, é Ele quem assume o controle e muda todo o cenário… de tal maneira que você não compreende como isso aconteceu, como isso foi resolvido. O que você tem de fazer é regozijar a peça.

Da mesma maneira, os Sahaja Yogis devem ter uma harmonia, devem ter compreensão, alegria entre vocês mesmos. Se um Sahaja Yogi não consegue regozijar, quem irá regozijar a vida? Eu não consigo entender… aquele que tem a sua Kundalini completamente despertada, que sentiu o Poder Onipresente do Amor, que sabe o que é a verdade, que está se sustentando na união completa com o Divino, como pode uma pessoa assim de algum modo ter qualquer tipo de problema? É para compreender… que você está sentado no Reino de Deus Todo-Poderoso. Você entrou em Seu Reino… e você está sob a atenção, a compaixão da Adi Shakti. Mas é deste jeito, se você faz com que um mendigo, que esteve mendigando por toda sua vida, sente-se em um trono, ele ainda fica mendigando sentado nesse trono. Assim, essa é às vezes a situação dos Sahaja Yogis. Eu recebo algumas cartas estranhas às vezes e Eu começo a Me perguntar se esse sujeito ainda está no estado do limbo, não é ainda um Sahaja Yogi nem um ser humano, está no meio, em algum lugar pendurado. Assim, pelo menos esse estado deve ser superado por todos vocês, porque isso causa uma impressão muito ruim… também para as outras pessoas e para sua própria vida. Para sua própria vida, é muito importante… que você cresça plenamente na compreensão… dos poderes que você obteve e o amor que sua Mãe tem.

Quando você diz que você deve se entregar à sua Mãe, significa o quê? O que você tem de entregar? Apenas pense nisso. O que você está entregando é o que está pervertido, tudo que é destrutivo, tudo que o desencaminha, tudo que é seu ego e seu condicionamento. Isso é tudo que você está entregando, apenas para se purificar, para regozijar a si mesmo e conhecer Deus Todo-Poderoso. Se você não conhece a si mesmo, como você conhecerá Deus também? Impossível. Assim, para conhecer a si mesmo, você tem de evoluir. Eu sei que há alguns Sahaja Yogis muito grandiosos, algumas Sahaja Yoginis também. Há muitos, mas ainda assim Eu diria que há muitas outras áreas… onde todos esses Sahaja Yogis altamente evoluídos… têm de entrar e trabalhar.

Vocês podem fazê-lo. Eu fiquei surpresa ao ver que neste lugar… quando Eu vim pela primeira vez a Roma, nós fizemos propaganda, e não havia nem mesmo uma única pessoa no salão. Então Eu disse: “Baba, o que vai acontecer neste país?” Agora, nós temos muitos Sahaja Yogis, inacreditável, mas assim como ela está crescendo para os lados, ela também deveria crescer para cima. Assim como ela está crescendo em quantidade, ela deveria também crescer mais em qualidade, e conforme vocês crescem em qualidade, mais e mais pessoas virão. Porque Eu sei o tempo todo… que vocês são tão coletivos que o tempo todo vocês sentem: “Mãe, meu tio ainda não é um Sahaja Yogi.” “Mãe, meu irmão ainda não é um Sahaja Yogi.” Eu sei que vocês têm este sentimento: “Meu pai ainda não é um Sahaja Yogi.” Então esqueça-os. Mas aqueles que estão buscando, se aproximem deles. Eles são os seus verdadeiros parentes. Então depois, quando todas essas pessoas ingressarem, seu pai, mãe, irmãos, irmãs, filhos, todos eles entrarão. Eles são desse tipo. Eles esperarão e esperarão e esperarão.

Eles não são buscadores. Mas aqueles que são buscadores, vocês devem buscá-los. Vocês devem descobrir onde eles estão. Minha atenção, é claro, está com vocês… e toda vez que vocês pensarem em Mim, Eu estarei à disposição de vocês completamente. Seja o que for que quiserem, Eu estarei lá para ajudá-los de toda maneira que for possível. Qualquer coisa que você ache muito dífícil, não é. Porque você toma isso sob sua responsabilidade. Mas se você deixa isso para este Poder Onipresente do Amor Divino, para este Poder da Adi Shakti, Paramachaitanya, nada é dífícil, nada é tão ruim que você não possa administrar. Eu não sei se Eu tenho de lhes falar sobre esta Adi Shakti, isso tomará pelo menos dez horas, no mínimo. Então Eu acho que é melhor pararmos agora e devemos guardar algo… para o próximo Adi Shakti Puja. Alguém Me perguntou: “É necessário ter este puja?” Eu acho que se há um puja que devemos fazer, é este aqui, é o da Adi Shakti.

É muito importante que este puja seja feito, porque é desse modo que você cresce, esse reflexo melhora… e você cresce cada vez mais dentro de você mesmo… através o Poder da Adi Shakti ou através o Poder da Kundalini. Como vocês sabem, esta Adi Shakti tem Sua própria Kundalini, que é a Adi Kundalini e o reflexo Dela… dentro de você é a Kundalini. Portanto, vocês têm de venerar… e é a melhor maneira de agradar sua própria Kundalini, sua própria Mãe que lhe deu este nascimento. Que Deus os abençoe.