Sahastrara Puja, Blessing of Divine Pours Only If Sahastrara is Open Complete

Nirmal Temple, Cabella Ligure (Italy)


Send Feedback
Share

Sahastrara Puja, Blessing of Divine Pours Only If Sahastrara is Open Complete

Hoje é um grande dia, porque o Dia do Sahastrara e o Dia das Mães aconteceram juntos.

Isso é um acontecimento muito Sahaja, Eu acho. E isto é o que nós temos que compreender, como o Sahastrara e a maternidade caminham juntos. O Sahastrara foi definitivamente aberto e a Mãe tinha que fazer isso, porque, antigamente, aquelas pessoas que vieram a esta Terra tentaram ensinar às pessoas sobre o Dharma, trazê-las para o caminho do centro, para o caminho direto da ascensão. Eles tentaram tudo, qualquer que fosse a forma que pensaram era boa para uma determinada comunidade, uma determinada região, um determinado país. Eles falaram sobre isso e muitos livros foram publicados. Mas ao invés de todos esses livros criarem pessoas religiosas, espirituais e de natureza harmoniosa, criaram pessoas que estavam todas umas contra as outras. Absurdo, isso é uma coisa absurda, mas aconteceu. Assim, todos esses livros que foram escritos, todo esse conhecimento que foi dado, foi tudo desvirtuado pelos seres humanos somente para obterem o seu próprio poder, Eu devo dizer. Porque tudo era um jogo orientado para o poder e para o dinheiro acontecendo. Quando observamos o resultado de todas essas religiões, sentimos que é tudo vazio.

Eles falam de amor, eles falam de compaixão, mas tudo é para um propósito. Alguma vezes, é tudo um jogo político, porque eles ainda sentem que devem ter poder, não o poder espiritual, mas o poder mundano, de modo que eles possam dominar o mundo inteiro. Assim, essa dominação começou a atuar tanto na mente humana, que nós tivemos muitas guerras, matanças, todos os tipos de coisas. E quando isso diminuiu, Eu senti que agora, talvez, abrindo o Sahastrara poderia ajudar as pessoas a verem a Verdade. No nível do Sahastrara, vocês conhecem a Verdade. Assim, todos os tipos de ilusões, todos os tipos de mal-entendidos, todo o tipo de ignorância auto-imposta, tudo tem que desaparecer, porque o que você conhece é a Verdade. A Verdade não é ríspida, não é cruel, não é algo difícil de se assimilar. As pessoas achavam que a Verdade deveria ser algo que fosse apenas muito prejudicial ou poderia ser algo muito cruel, poderia criar problemas entre os seres humanos, que não deveriam tê-la, não deveriam tê-la, não era para ser assim. Mas sempre que falavam sobre a Verdade, as pessoas a usavam para um propósito errado. É algo específico dos seres humanos, eles começarem a usar as coisas para uma atitude errada, uma mensagem errada, e tentar usar a Verdade para os seus próprios propósitos.

É algo tão comum nos seres humanos que eles queiram ter poder sobre outros homens. Agora, Eu tenho visto isso em Meu próprio país, quando as pessoas queriam ter nações separadas. Aquelas pessoas que queriam ter nações separadas realmente fizeram isso, não para alcançar algo grandioso, mas somente porque elas poderiam se tornar, aquelas pessoas que queriam, para poucas delas, elas se tornariam importantes, ilustres em seu próprio país. Assim, elas nunca quiseram estar em um país onde elas não pudessem se elevar a essa altura. Então elas separaram esses países e, com a separação, Eu tenho visto que todos esses países estão sofrendo, sofrendo muito. Não há nenhum crescimento, há problemas financeiros, todos os tipos de problemas estão presentes. E o país principal também está sofrendo, porque agora eles desenvolveram inimizade e tudo isso está funcionando contra o país principal. Portanto, ter uma idéia separatista por si mesma é contra a Sahaja. Digamos, por exemplo, uma flor crescendo em uma árvore, parece muito bela, ela se desenvolve lá (na árvore), lá ela amadurece e produz sementes também. Mas, vamos supor que você corte a flor e a leve, então o que acontece?

A árvore perde a flor, sem dúvida, mas o principal é a perda, o dano da flor. Agora, eles fizeram isso, todos eles. E quando eles fizeram isso, vocês vêem qual é o resultado. Aquelas pessoas que tentaram ter o seu próprio país, o seu próprio domínio, foram mortas, assassinadas, maltratadas e algumas delas estão na prisão. Assim a atitude (separatista), mesmo fora da Sahaja Yoga, tem demonstrado que não ajuda. Portanto, nós temos que aprender a ser Um. Se após a Sahaja Yoga, após a Realização, se você não compreende esta mensagem que todos nós temos que ser Um, uma única unidade, um único corpo, se nós não conseguimos ser, se você está identificado com outras coisas, então de maneira alguma você tem crescido, você não tem amadurecido. Um ponto muito importante no dia do Sahastrara tem que ser entendido: todos os sete chakras têm os seus pitas no Sahastrara. Todos os sete chakras. Eles estão belamente instalados no meio do seu cérebro.

E eles atuam através dessa área, onde quer que estejam, nos chakras e os fazem funcionar. Agora, todos estes sete chakras se tornam um, Eu diria, ou se encaminham para uma harmonia. A completa integração ocorre nestes centros, porque estes centros são governados por estes sete chakras principais, podemos chamá-los, vocês podem chamá-los por qualquer nome. E eles governam todos os outros chakras e porque eles estão em harmonia, completamente integrados, é por isso que todos os seus chakras estão integrados. Os pitas que estão iluminados, Eu devo dizer, pela Kundalini, e também abençoados pelo Poder Divino, imediatamente se tornam integrados. Eles dizem que são como pérolas em um único fio. É ainda mais do que isso, é mais do que isso. Todos estes pitas dentro de vocês tornam-se integrados de tal forma como se não existisse nenhuma diferença na manifestação deles. Vamos supor que você tenha um chakra que não esteja bem, que algo esteja errado fisicamente, mentalmente, emocionalmente, o que quer que seja. Os outros chakras tentam ajudar este chakra doente e tentam desenvolver a personalidade de um Sahaja Yogi de forma que ele fique integrado.

Agora, a integração dentro de vocês mesmos é muito importante. A menos e até que vocês estejam integrados internamente, vocês não podem estar integrados externamente. E a integração dentro de vocês mesmos é uma bênção tão grande da Sahaja Yoga, que uma pessoa que obtém essa Realização se torna uma personalidade que está acima da personalidade normal. Não está apegada a todas as forças negativas, às forças destrutivas. Ela simplesmente renuncia a tantas coisas que, normalmente, são muito difíceis de largar. Todos esses sete chakras que nós temos dentro de nós mesmos são, então, guiados por esses pitas em harmonia. Apenas a ajuda que vem dessa harmonia auxilia todos os chakras a ficarem completamente integrados. Do jeito que está, nós não estamos integrados, porque a nossa mente segue para um lado, o nosso corpo segue para outro lado, o nosso coração segue para outro lado, nossas emoções são diferentes. Nós não sabemos qual é a coisa certa a fazer, qual é a melhor coisa a fazer. Mas, depois da Realização, na luz do Espírito, você alcança a Verdade e você sabe o que deve ser feito.

Por exemplo, depois da Realização do Si, vocês podem julgar as pessoas pelas vibrações delas. Vocês não têm que usar o seu cérebro para isso. Apenas pelas suas vibrações, imediatamente você sabe o que está errado com você mesmo e com os outros. Assim, aqui há uma dupla correção: uma é que você vê o seu próprio ser, o seu próprio Si, o autoconhecimento vem a você e, em segundo lugar, você também pode decifrar a outra pessoa, que tipo de coisa ela tem feito. Se alguém não é Sahaja e afirma ser Sahaja, você pode facilmente descobrir que ele não é Sahaja, o seu comportamento não é Sahaja. Assim, a melhor coisa para todos nós é alcançar essa integração funcionando totalmente dentro de nós mesmos. Nós não devemos evitar isso, mas devemos aceitar que quaisquer defeitos que tivemos, qualquer erro que tenhamos cometido, qualquer pensamento errado que tivemos, qualquer coisa destrutiva que adotamos, tudo isso tem que desaparecer, porque vocês são Sahaja Yogis. Os Sahaja Yogis têm um trabalho especial a ser feito. Eles não são como as outras pessoas que estão apenas trabalhando por dinheiro, trabalhando por poder, trabalhando por dominação. Vocês não estão.

Vocês estão trabalhando na Sahaja Yoga para a emancipação da humanidade. Então a coisa toda é que este Sahastrara é um campo global no qual nós entramos. Nós entramos no campo global e quando estamos lá, nós simplesmente nos tornamos uma personalidade global. Assim, todas estas coisas sem importância como sua raça, seu país, sua religião e tudo isso, que são barreiras artificiais entre os seres humanos, simplesmente são retiradas e você se torna uma alma realizada e você sabe o que é a humanidade, você entende a humanidade. Isso tem que acontecer a todos os Sahaja Yogis, quando eles estão juntos. Eles devem entender que nós não somos mais seres humanos comuns. Nós somos pessoas especiais escolhidas para um trabalho muito especial que é a coisa mais importante atualmente. Agora, como vocês sabem, o que está acontecendo na Kali Yuga, Eu não preciso descrever tudo aquilo para vocês. Mas o que é a luz do Espírito que irá mostrar-lhes o que vocês podem fazer para remover os males da Kali Yuga? Começando exatamente por você mesmo, você simplesmente vê por si mesmo, com grande deleite, que o que você esteve fazendo era tudo estúpido.

Você não devia ter feito aquilo, mas você tem feito, então, tudo bem, você pode perdoar os outros que estão fazendo isso. E você irá entender que aqueles que têm feito isso, têm feito por ignorância. Mas agora vocês têm o seu Sahastrara aberto. No Sahastrara aberto, vocês estão recebendo ou o Divino está derramando a Sua graça o tempo todo. Com esse ato de receber, com isso, nós deveríamos dizer, a nutrição do seu Sahastrara, o que acontece é algo realmente grandioso. Uma coisa que acontece é que você se torna desapegado de si mesmo. Você pode observar a si mesmo, você pode observar o seu passado, você pode compreender a si mesmo, que você esteve fazendo tantas coisas erradas e compreendendo mal as pessoas. Isso algumas vezes o leva para bem distante de si mesmo. Mas uma vez que essa luz chega e o Sahastrara é nutrido, nessa luz, você vê claramente o que de errado você tem feito a si mesmo. Então, como uma pessoa, você pode ver suas falhas, mas também você pode ver as falhas da sociedade na qual você vive.

Eu tenho visto que imediatamente após as pessoas receberem a Realização, elas começam a Me dizer : “Mãe, eu era um cristão, mas veja, isto é o Cristianismo.” Alguém dirá: “Eu era muito patriota,” “mas agora eu vejo o que é o patriotismo”. Por exemplo, todos começam a ver a sua própria experiência, os próprios estilos nos quais eles têm vivido e simplesmente livram-se disso. E uma vez que você está fora disso, isso não está mais identificado com você. E é um acontecimento tão espontâneo. A única coisa é que você tem que aprender a ser espontâneo. E o que Eu constato é que na Sahaja Yoga as pessoas ainda, embora estejam fora dessa ilusão, desse oceano de ilusão, algumas vezes uma perna ainda está nesse oceano e elas ainda estão tirando-a para fora e empurrando-a de volta. Não deveria ser assim. É assim apenas porque as pessoas não meditam. Agora, dizer que vocês devem meditar, as pessoas pensam que é um tipo de ritual ou talvez um tipo de estilo da Sahaja Yoga. Não.

Meditação é para você ir fundo em si mesmo, para alcançar tudo que o seu Sahastrara quer dar a você. Alcançar este nível de desapego, de compreensão, acontece somente através da meditação. Assim, o que acontece na meditação é que a sua consciência atravessa o Agnya, vai acima e fica agora situada no Sahastrara, em consciência sem pensamentos. Então, a realidade do Sahastrara, a beleza do Sahastrara começa a derramar em seu próprio caráter, em seu próprio temperamento. A menos e até que você medite…, não meditar somente para sentir-se bem ou somente sentir que: “eu devo meditar”, mas a meditação é muito importante para todos vocês, para que desenvolvam seu Sahastrara de tal forma que vocês absorvam a beleza do seu Sahastrara. Se você não usar o seu Sahastrara dessa forma, após algum tempo, você descobrirá que o Sahastrara irá se fechar, você não terá nenhuma vibração e não terá nenhuma compreensão de si mesmo. Portanto, uma coisa muito, muito importante é meditar. Eu posso imediatamente distinguir uma pessoa que tem meditado e aquela que não tem meditado. Porque uma pessoa que não medita, ainda pensa: “Oh, está tudo bem, eu estou fazendo isso, eu estou fazendo aquilo.” A meditação é a única forma pela qual você pode enriquecer a si mesmo com a beleza da realidade. Não existe nenhuma outra forma.

Eu não posso descobrir nenhuma outra forma, exceto a meditação, pela qual você se eleva ao reino da divindade. Por exemplo, Eu diria que tudo que Eu Mesma fiz foi isto: Eu fui capaz de descobrir um método de dar a Realização do Si em massa. Mas isso não significa que se Eu dou a Realização em massa, eles são todos Sahaja Yogis, não. Vocês devem ter visto que sempre que vocês têm os seus programas, as pessoas obtêm a Realização quando Eu estou lá. E elas vêm aos programas por algum tempo e depois se retiram. A razão é: elas não têm meditado. Se elas tivessem meditado, elas teriam sabido quais são as suas qualidades, o que elas são. Sem a meditação, vocês não compreendem o que é melhor para vocês. Assim, hoje é o dia em que vocês têm que Me prometer que meditarão toda noite, ao anoitecer, talvez de manhã também. Sempre que for possível, se vocês puderem entrar em estado meditativo, vocês estarão em contato com este Poder Divino.

Então, tudo que for bom para vocês, tudo que for bom para a sua sociedade, para o seu país, tudo é feito por este Poder Divino. Vocês não têm que dominar o Poder Divino, vocês não têm que ordenar, vocês não têm que pedir. Simplesmente se vocês meditarem, vocês serão unos com este Poder Onipresente, que é uma outra grande bênção para nós. A menos e até que o seu Sahastrara esteja aberto, as bênçãos do Poder Divino não podem chegar a vocês, não podem. Talvez você possa ganhar algum dinheiro, você possa conseguir alguns empregos, você possa conseguir isso e aquilo. Mas o seu desenvolvimento pessoal só é possível quando você meditar e o seu Sahastrara estiver completamente aberto, e aberto para a Verdade. Agora, a Verdade é que este Poder Divino é compaixão, é amor. Essa é a Verdade. Eles dizem: Deus é Amor e Deus é a Verdade, portanto a equação deve ser feita: Verdade é Amor e Amor é a Verdade. Mas não é uma verdade como a que vocês têm em relação aos seus próprios filhos, vocês têm em relação à sua família, apegado.

Amor apegado não é verdadeiro. Se você é apegado a alguém, então você nunca verá os pontos ruins daquela pessoa. Se você está zangado com alguém, então você nunca verá os pontos bons daquela pessoa. Mas é um amor completamente desapegado e esse amor é extremamente poderoso, porque sempre que você projetar esse amor em alguém, você ficará surpreso, os problemas daquela pessoa serão resolvidos, a personalidade dela irá melhorar, tudo funcionará de uma forma grandiosa e a vida daquela pessoa será mudada. Mas, se você for apegado a qualquer coisa, seja o que for, o próprio apego causa problemas e não permite que a Sahaja cresça. Esse apego pode ser de qualquer tipo. Por exemplo, você pode ser apegado ao seu país, apegado à sua sociedade, apegado à sua família, pode ser de qualquer tipo. Mas quando o Sahastrara é aberto, você aprende uma coisa: o desapego. Simplesmente acontece que você fica desapegado, embora, quero dizer, você não esteja fugindo. Do jeito que é na Sahaja Yoga, nós não acreditamos em pessoas que fogem da sociedade e vão para os Himalaias.

Tudo isso Eu chamo de escapismo, essa não é a questão. O que acontece é que você está presente, você vê todas as pessoas, você observa a todos, você conhece todos, você está próximo a todos, mas você é uma pessoa desapegada. É um estado da mente que você alcança quando o Sahastrara está aberto. Então, nesse estado, você está lidando com as pessoas, você está lidando com os problemas, você está lidando com as situações, mas você não está envolvido, não há nenhum envolvimento. E esse envolvimento que você tinha antes nunca pode dar uma completa percepção do que está acontecendo, o que é a verdade em relação a qualquer situação. Portanto, esse desapego ajuda. A coisa mais importante do desapego é que você não é afetado. Não adianta dizer: “Oh, se a pessoa não é afetada,” “Mãe, então como ela pode sentir pena de uma outra pessoa?” “Como ela pode sentir compaixão por outra pessoa?” “Porque se ela sentir pena de outra pessoa,” “então somente assim ela pode resolver o problema.” Mas, esse sentimento que você tem é, novamente, um tipo de apego.

Não é um sentimento verdadeiro porque não ajuda. A pessoa está chorando, você também está chorando. A pessoa está com problema, você também está com problema. E isso não ajuda aquela pessoa e nem o ajudará. Assim, ter desapego de maneira alguma significa que você não sinta a outra pessoa. Você de fato sente. Você sente a agonia daquela pessoa, o problema daquela pessoa, de toda a sociedade algumas vezes e de todo o país. Mas o seu sentimento é tão desapegado que o Poder Onipresente assume o controle. Primeiro nós devemos ter plena fé na capacidade desse Poder Onipresente. Assim que você estiver desapegado, você diz: “Faça isso”, acabou-se.

Uma vez que você diga: “Você (Poder Onipresente) fará isso,” “é Você que fará isso”, a coisa toda muda completamente, porque você transfere todas as suas responsabilidades, todos os seus problemas para este Poder Divino que é tão poderoso, que é tão competente, que pode resolver qualquer coisa. Assim, toda vez que você pensar que você irá resolver este problema, que você é aquele que fará isso, então: “Tudo bem”, o Poder Divino diz: “Tudo bem, tente sua sorte”. Mas se você realmente coloca esse problema para o Poder Divino, Ele o resolverá. Nós temos todos os tipos de problemas na Sahaja Yoga, especialmente quando nós notamos que as pessoas não são tão atraídas para a Sahaja Yoga, elas são poucas em número, então vocês se sentem muito tristes a respeito disso. Mas você tentou meditar sobre este ponto e tentou colocar esse problema para o Poder Divino? Por que nós deveríamos nos preocupar? Quando nós temos o Poder Divino disponível através do nosso Sahastrara, por que nós deveríamos nos preocupar? Por que nós deveríamos pensar sobre isso? Apenas deixe isso para o Poder Divino. Se isso é possível, se você pode atingir isso, o que é muito difícil para os seres humanos porque eles vivem com seu ego, eles vivem com seus condicionamentos.

Mas se esse apego a todas essas coisas desaparecer, então o que você faz é simplesmente confiar as coisas a este Poder. Krishna disse em Seu Gita: “Sarva dharmanam parityajya mamekam sharanam vraja” “Esqueça todos os seus Dharmas.” Dharmas significam, Ele quis dizer, significando que nós temos um Dharma de uma esposa, de um marido, de um membro da sociedade, todos eles têm o seu próprio Dharma. Mas Ele disse: “Deixe-os. E deixe-os para Mim e Eu controlarei.” Isto é o que temos que aprender, é dizer: “É este Poder Divino que resolverá todos os nossos problemas.” Como seres humanos, é um estado muito difícil. E esse estado só pode ser alcançado através da meditação. Mas, Eu não estou dizendo que você fique meditando durante horas, não é necessário. Mas com a completa fé em vocês mesmos e no Poder Divino, se você fizer isso, Eu tenho certeza que não será difícil elevar-se a esse estado de consciência. Isso é o que nós temos que alcançar. É possível para os homens assim como para as mulheres. Eles não têm que pensar: “Como nós podemos, Mãe, fazer isso, afinal?” Vejam, todas essas pessoas são inúteis para a Sahaja Yoga.

Aqueles que têm falta de confiança em si mesmos não podem fazer nada. Mas aqueles que são entregues e que pensam que podem fazê-lo, podem lidar com essa transferência do seu poder para o Poder Divino. Apenas coloquem isso para o Poder Divino. Agora, vamos supor que Eu tenha um carro que pode Me levar. Portanto, se Eu tenho um carro, então Eu não coloco bois nele. Eu não empurro Meu carro, Eu somente sento dentro dele e o uso. Da mesma maneira, se você tem este grande Poder em torno de você, se o seu Sahastrara estiver totalmente, completamente submerso Nele, então você ficará impressionado como as coisas funcionarão para você. Eu lhes darei um exemplo de um Sahaja Yogi, ele não está mais agora. Ele era um pescador, um pescador comum, mas ele também era instruído, assim ele estava trabalhando em um banco. Um dia, ele estava indo fazer um trabalho para a Sahaja Yoga e ele teve que ir de barco.

Então, quando ele voltou, ele viu que toda a região estava nublada e estava prestes a irromper uma grande devastação. Então, ele ficou muito preocupado em relação a isso: “O que é isto?” O seu Sahastrara estava tão aberto e tão bem, que imediatamente ele disse: “Agora, eu deixo isso para que este Poder Divino” “cesse todas estas coisas que estão acontecendo.” “Eu não quero que chova e não quero ter qualquer problema” “até que eu volte para casa e adormeça.” E foi surpreendente, as pessoas Me disseram: “Mãe, as nuvens e tudo estava lá” “em toda parte, mas não choveu, nada aconteceu” “e não houve nenhum caos de qualquer tipo.” Ele foi a uma outra ilha aonde ele tinha que ir, fez o trabalho da Sahaja Yoga e voltou. E depois, quando ele foi dormir, somente então começou a chover torrencialmente. Assim, a natureza, tudo, cada folha, cada flor, tudo, é realizado por meio do Poder Divino. Portanto, nós não devemos ter nosso ego: “Nós mesmos podemos fazer as coisas,” “nós mesmos podemos controlar.” Quando você tem esse tipo de coisa, você ainda não está tão amadurecido, você não está tão desenvolvido na Sahaja Yoga. Mas crescer na Sahaja Yoga não deve ser difícil para você, porque você tem diretrizes. Essas pessoas que obtiveram a Realização, muito poucas delas, como Sufis e tivemos alguns santos na Índia, todos eles, o quanto eles devem ter se esforçado. Sem ninguém para guiá-los, ninguém para ajudá-los, ninguém para lhes dizer sobre o que eles poderiam alcançar. E apesar disso, eles eram pessoas muito satisfeitas, pessoas muito felizes e eles realizaram isso tão bem.

Eles viram o mundo inteiro por um outro ângulo, como vocês também podem ver, mas eles não ficavam aflitos e tinham uma enorme autoconfiança. Eles tinham grande conhecimento deles próprios, que alcançaram através do processo meditativo deles. E a forma como eles escreveram livros, alguns deles eram tão grandiosos. É muito surpreendente como conseguiram fazer esses grandes versos, tão cheios de conhecimento. Não se consegue entender que eles não tivessem nenhuma orientação, ninguém teve que falar-lhes. Mas uma coisa importante neles era que eles sempre tentaram cuidar de seus Sahastrara chakras. Agora, uma coisa que está presente obstruindo o Sahastrara, é o movimento do seu Agnya em pensamentos. Essa é a única coisa, essa é a única coisa que impede a sua entrada na Sahaja Yoga. Pensamentos estão vindo todo o tempo, porque é inato a um ser humano reagir a tudo. Reage a isso e reage àquilo, e os pensamentos vindo e os pensamentos indo.

Existe uma grande quantidade de pensamentos. Por causa disso, a sua atenção não pode atravessar o Agnya e residir no Sahastrara. Assim, antes de tudo, devemos ver que tipos de pensamentos estão vindo. Vocês têm que repreender a si mesmos algumas vezes. Vocês têm que dizer: “Que insensatez! O que eu estive fazendo?” “Qual é o problema comigo? Como eu pude fazer tudo isso?” Quando começarem a fazer isso, esses pensamentos começarão a desaparecer. Esses pensamentos estão vindo de dois ângulos, um proveniente do ego e um outro dos seus condicionamentos. E essas coisas estão tão consolidadas dentro de vocês, que elas não conseguem permitir que seu Agnya seja atravessado.

É por isso que temos dois Bija mantras, Ham e Ksham. O primeiro é quando ocorre um condicionamento em que você está com este tipo de medo: “eu não devo fazer isso, eu não devo fazer aquilo,” “isso não é permitido, aquilo não é permitido.” Essa é a parte do condicionamento. Condicionamentos podem ser de muitos tipos. Mas, a parte do ego é: “eu devo dominar todos, eu devo ter isso,” “eu devo ser capaz de mandar em todos.” Essas duas coisas estão na mente, as quais estão passando por ela o tempo todo. Portanto, é importante que você entre em consciência sem pensamentos. E essa consciência sem pensamentos é o verdadeiro caminho pelo qual o seu Sahastrara pode ser nutrido pela Kundalini. Porque senão a Kundalini não consegue passar, Ela não consegue atravessar. E para isso, como Eu disse, há dois Bija mantras, um é Ham, o outro é Ksham. Portanto, se você está condicionado, então você está assustado, você está com medo e você tinha conceitos sobre si mesmo. Nestes dias, a forma como as pessoas estão se descrevendo, elas dirão: “eu sou extrovertido.” Alguém dirá: “eu sou introvertido.” Alguém dirá: “eu sou hippie, eu sou isto, eu sou aquilo.” Todos os tipos de coisas, eles podem ter atribuído a si mesmos.

Mas essas idéias estão vindo todas do exterior, elas não vêm do interior. Para alcançar o lado interno de si mesmo, o lado mais sutil de seu ser, você deve permitir que a Kundalini passe pelo Agnya. E cruzar o Agnya é um coisa muito importante nos tempos modernos. E para isso, você tem que meditar. Se você puder meditar com completa fé em si mesmo, este Agnya pode ser aberto com a entrega ao Divino. Você tem que se entregar ao Divino. E quando este Agnya abre, você ficará surpreso. O seu Sahastrara está apenas esperando para transferir, para dar a todos vocês a ajuda que precisam por meio do Poder Onipresente. A sua conexão do Sahastrara com o Poder Onipresente é estabelecida. E através disso, você ficará surpreso como todos estes sete chakras trabalham para você, como eles o ajudam, como eles tentam lhes dar tudo que for conhecimento verdadeiro sobre todas as coisas.

Este conhecimento verdadeiro que você obtém dá muita alegria. Você pode ver este conhecimento verdadeiro em tudo. Você não tem que começar a ler nenhum livro sobre isso. Em cada situação e em cada pessoa, em cada flor, em cada acontecimento natural, você vê claramente a Mão do Divino. Quando você vê a Mão do Divino, o seu ego começa a desaparecer. Uma vez que você diga: “É o Senhor. O Senhor faz tudo.” Kabira disse algo grandioso sobre isso. Ele disse que quando o cabrito está vivo, ele fica berrando: “eu sou – mée, mée – eu sou, eu sou.” Mas quando ele é abatido e são feitos fios de seus intestinos que são usados para limpar o algodão, então ele diz: “tuhi, tuhi – você é, você é.” Vejam, nesta forma simbólica, eles sugeriram que vocês têm que ser tornar dissolvidos neste Poder Divino: “É o Poder Divino que faz tudo. O que eu sou?” “Eu era apenas uma gota e eu caí no oceano de consciência” “do Poder Divino.

E Ele está assumindo o controle e realizando isso.” Isso o ajudará muito a ser um grande Sahaja Yogi. Você desenvolve poderes curadores, mas ainda assim, não fica orgulhoso disso. Você desenvolveu, é claro, poderes de despertar, não fica orgulhoso disso. Você desenvolve tantos poderes criativos e você não fica orgulhoso disso. Você se tornou realmente muito, muito criativo, extremamente criativo. Mas a coisa mais importante que aconteceu a você é que você se tornou uma personalidade global. Então, você começa a ver o problema de cada país, de todas as outras nações, onde elas têm problemas. Mas, quando você vê esses problemas, você não vê como as outras pessoas. Porque os outros podem querer utilizar isso para seus próprios propósitos, talvez para a mídia, talvez para algo. Mas o que você quer ver é que esses problemas sejam resolvidos.

Vejam, seus poderes são tão grandes que com esse tipo de mente, Eu diria, que está completamente dominada pelo Poder Divino, o que quer que perturbe você, imediatamente Ele assume o controle e começa a resolver. Muitos, muitos problemas têm sido resolvidos pela Sahaja Yoga. E eles também podem ser resolvidos em um nível universal, se você for uma pessoa global. Se você for uma pessoa global, então o que acontece é que você se torna um tipo de veículo ou você se torna como um canal para este Poder Divino atuar, porque você é puramente uma personalidade global, não apegada a isso, não apegada àquilo, uma pura personalidade Sahaja que pode ser usada por este Poder Divino muito facilmente. Para isso, como Eu lhes disse também de tarde, nós temos que ser muito cuidadosos em relação a algumas coisas que temos. Primeiro a raiva. A raiva é a pior coisa que nós temos. Raiva para quê? Há pessoas que falam assim: “eu estou muito zangado”, como se fossem orgulhosas de sua raiva. Raiva é um sinal de completa estupidez, total estupidez.

E não há nenhuma necessidade de ficar com raiva de alguém, porque através da raiva, você não resolve o problema. Com a raiva, você estraga a si mesmo. Com a raiva, você arruína a sua própria natureza. Com a raiva, você realmente estraga toda a situação. Portanto, é inútil, é inútil ter raiva em relação a qualquer coisa. Mas, se algo acontece que lhe causa raiva, você deve se acalmar e ver por si mesmo: por que isso está errado, por que isso o está perturbando? A sua observação, por si mesma, ajudará a resolver esse problema. Em primeiro lugar, você deve compreender que você é uma personalidade especial, que o seu Sahastrara foi aberto através desse Poder Divino, como se você tivesse entrado no reino da divindade. Vocês são os grandes convidados nesta grandiosa corte do domínio Divino. Você não é uma pessoa comum.

E portanto, uma vez que você entenda a razão pela qual você tem a Sahaja Yoga e você obteve a Realização, é que há algo especial em você. Mas isso não deve lhes dar nenhum ego. Não é para o ego que você tem que ter isso, mas é para a compreensão de que você tem que ser instrumento do jogo Divino. Esse jogo é algo que Eu poderia explicar assim: se você for, vamos supor, um artista, então na mão do artista está o pincel e o pincel nunca pensa que está fazendo qualquer coisa. É o artista que está fazendo tudo. Da mesma maneira, quando você é uno com o Poder Divino, você apenas sente: “eu não estou fazendo nada.” “É o Artista que está fazendo isso.” “É o Artista que está conduzindo.” E quem é o Artista? É este Poder Divino que ama você, que se importa com você, que cuida de você, que está completamente identificado com você. Vocês ficarão surpresos, Tenho recebido muitas cartas de pessoas sobre como a Sahaja as têm ajudado, como no momento certo, elas obtiveram ajuda, como foram salvas no momento da completa destruição.

Tantas pessoas têm escrito para Mim. Mas Eu não fico surpresa, porque se você é uno com o Divino, Ele cuida de você. Ele tem todos os poderes, todos os poderes. Somente um poder Ele não tem: controlar você. Se você quiser se arruinar, Ele lhe dá liberdade, a completa liberdade. Se você quer arruinar-se, arruíne-se. Se você não quer aceitar o Poder Divino, tudo bem, não aceite. É uma liberdade completa para fazer o que você quiser consigo mesmo. Essa é uma coisa que Ele deu. E é por isso que você deve conter essa liberdade e respeitar o Poder Divino.

Hoje é…, Eu gosto desse dia quando é o Dia das Mães, Eu diria, é também o Dia das Mães, porque Eu penso que somente a Mãe pode realizar isso dessa forma. Temos que ter muita paciência com as pessoas. O que Eu tenho visto em relação a todas essas grandes Encarnações que vieram, é que Elas simplesmente desapareceram. Elas viveram por um tempo muito curto. Uma Encarnação foi crucificada aos 33 anos de idade, outra atingiu o samadhi aos 23 anos de idade, porque Eu acho que não puderam agüentar o modo como as pessoas eram estúpidas. Eles não conseguiram ver o objetivo, que Eles poderiam fazer algo pelos seres humanos. Eles perderam a Sua confiança, Eu acho, ou talvez Eles pensaram que era inútil trabalhar para essas pessoas. Desse modo, Eles adotaram uma posição em que era melhor desaparecer. Mas, o modo de pensar da Mãe é diferente. Ela continuará se esforçando e lutando pelo Seu filho.

Ela lutará até o fim para se certificar que o filho obtenha todos os benefícios. E essa paciência e esse amor e esse perdão estão incorporados de forma inata em uma mãe. Veja, porque a atitude dela é muito diferente. Nenhuma proeza, nenhum grande nome ou, o que vocês chamam, um tipo de prêmio ou qualquer coisa assim. Ela simplesmente faz isso porque ela é uma mãe. E isso é o sinal de qualquer mãe, se ela for uma verdadeira mãe. Pelo menos por seus próprios filhos, ela fará o máximo, ela irá realizar tudo diariamente e tentará salvar o filho do desastre. Mas a Sahaja Yoga é uma família muito maior e por isso você tinha que ser trabalhado através do Princípio da Mãe. Você não pode adotar nenhum outro princípio. Por exemplo, houve guerreiros muito grandiosos e eles fizeram um grande trabalho também e eles trabalharam como guerreiros.

Depois, nós tivemos alguns que se sacrificaram muito. Houve todos os tipos de pessoas. Eles trabalharam muito duro para estabelecer o Dharma nas pessoas, mas eles não conseguiram. Eu pensei em uma coisa: não adianta estabelecer o Dharma; antes de mais nada, dê-lhes a Realização. Quando na luz do Espírito, eles vêem o que está errado, eles se tornam dhármicos automaticamente. A melhor forma é fazer isso, não forçar o Dharma neles. Porque se você forçar o Dharma neles, eles não saberão como suportá-lo, eles não conseguirão assimilar. Portanto, esta será a melhor forma, simplesmente torná-los conscientes do seu Espírito. Uma vez que a luz do Espírito surja, na luz, eles vêem tudo claramente, Então não haverá nenhum problema. E é por isso que esta qualidade da Mãe é muito útil.

Quero dizer, em cada país tem havido uma manifestação do Princípio da Mãe, em cada país. E isso tem sido retratado e dito. Mas mais tarde, o controle disso foi assumido por pessoas que não queriam falar sobre a Mãe, porque elas não conseguiam justificar para si mesmas o modo como elas estavam se comportando. Então elas disseram: “é melhor não falar da Mãe.” Também aqueles que eram pessoas muito avançadas, muito desenvolvidas, que eram Encarnações verdadeiras, de fato falaram sobre a Mãe o tempo todo, mas ainda assim, era só fala. Agora, isso tem que ser realizado como uma mãe realiza. Assim, em seu próprio modo, quando você está fazendo Sahaja Yoga, ali também você tem que ser uma mãe. Ter mais qualidade materna do que qualidade paterna, de modo que não há nenhuma ambição, não há nenhuma competição, não há nenhum ciúme, nada, simplesmente você quer que seus filhos progridam e cresçam em sua espiritualidade. Se essa for a única atitude que você tiver, então você ficará surpreso como você se sentirá satisfeito, porque algo que proporciona muita, muita alegria é ver as pessoas crescendo na espiritualidade. Não somente falando sobre isso, não somente lendo sobre isso, mas realmente acontecendo, se concretizando dentro de nós. Portanto, essa qualidade é muito útil e realmente ajuda cada Sahaja Yogi a ser paciente, a ser gentil, a ser humilde.

Mas você tem que corrigir também. Mas há uma forma de correção de uma outra pessoa, de pessoas que não estão vindo do mundo Divino, mas do mundo normal. Então é uma tarefa difícil corrigi-las. Algumas pessoas são tão irascíveis que elas não conseguem suportar isso. Não importa, vocês têm que perdoá-las. Mas é melhor concentrar-se nas pessoas que são simples, que são amorosas, que são afetuosas, então, gradualmente, todas essas pessoas complicadas também se juntarão a nós. A sua forma de lidar com os outros tem que ser maternal. O relacionamento maternal tem que estar presente. Agora, Eu fiquei surpresa que, na literatura ocidental, Eu não encontrei nenhuma descrição do relacionamento do filho com a mãe, é muito surpreendente. Não há nenhuma, nenhuma descrição, de forma alguma.

Como a mãe vê o filho, como ele anda, como ele cai, depois como ele se levanta e como ele fala, todos os tipos de coisas belas foram descritas, mas não nos países ocidentais. Eu não sei, eles nunca observaram esse ponto, Eu acho, que é muito importante descrever a atenção da mãe: como ela é amorosa, como ela é gentil, como ela tolera tanta insensatez e como ela não deixa o filho sair de casa, como um tipo de coisa misericordiosa, não apenas para usar isso contra o filho ou para perturbar. Algumas vezes, você tem que corrigir, você tem que falar. Mas no momento certo, no lugar certo, se você falar com eles, o filho também entenderá a questão, seja qual for. A primeira e mais importante coisa é o afeto e o amor da Mãe. Ela continua perdoando e dando esta segurança: “Eu tenho uma Mãe. Nada pode acontecer comigo.” E essa segurança trabalha muito bem. Mas a mesma segurança, vocês têm que dar aos outros Sahaja Yogis que estão recebendo a Realização de vocês. Deixem-nos sentir que vocês não estão irritados com eles. Eles são estúpidos, Eu sei.

Eles são algumas vezes violentos. Eu tive experiências com todos os tipos de pessoas. Mas a única coisa que tem funcionado é o puro amor. O puro amor não tem nenhum atributo de expectativa em relação a algo. Você simplesmente dá amor e tenta melhorar essa pessoa, com plena atenção. Mas no trabalho Divino, você não tem que ficar apegado àquela pessoa. Vamos supor que alguém que não esteja à altura desse objetivo, também é problemático, fica com raiva de você, aborrecido, o insulta e tudo, então esqueça! Há muitos outros. Não há nenhuma necessidade de correr atrás da pessoa, ficar apegado a ela ou assustá-la. Agora, o principal é que Eu sinto que todos os Sahaja Yogis sempre sentem que Eu sou deles, o que é um fato.

Quer Eu fale com vocês, quer Eu Me encontre com vocês ou seja o que for, vocês têm que saber que Eu sou sua Mãe e qualquer problema que vocês tiverem vocês sempre podem Me contar. Mas, algumas vezes, o modo como as pessoas Me contam os problemas também, Eu percebo como elas são baixas, como a mentalidade delas é tão baixa. O que eles estão Me pedindo? Vamos supor que você vá a um rei e lhe peça, digamos, meio dólar, então o que o rei dirá: “Qual é o problema com esta pessoa?” “Ela não sabe o que ela deve pedir.” Da mesma forma, percebe-se que a forma como você está pedindo algo à sua Mãe, deve ser de certo valor, de um grande valor. Deve ter o valor da completa satisfação. Quando você pede algo, isso deve lhe dar a completa satisfação. Mas, Eu tenho visto pessoas pedindo essa coisa, aquela coisa. Quero dizer, chega a tal ponto que Eu algumas vezes sinto: “Oh! Deus, como Eu estou tendo todas estas pessoas em volta de Mim” “que estão desejando algo muito baixo, muito mesquinho, muito insípido?” Mas, se você for uno com o Sahastrara, então o próprio Sahastrara atua.

Ele o levará a entrar em contato com as pessoas, em contato com tais pessoas que vocês ficarão surpresos como o Sahastrara atua. Eu fui à Turquia e Minha experiência da Turquia provou isso além de qualquer dúvida. Eu nunca esperei, mas os turcos, dentre todas as pessoas do mundo, têm adotado a Sahaja Yoga exatamente como algo caído do céu. Eu não posso entender como eles têm Me aceitado. E havia pelo menos duas mil pessoas no follow-up. E as pessoas estavam achando impossível tê-las em volta e falar-lhes. E quando tiveram reuniões muito próximas, eles também tiveram muitas pessoas e elas continuaram a estar presentes. Agora, talvez esse seja um país muito tumultuado, com o fundamentalismo atuando muito. Mas, em todo lugar, cada país tem problemas e tem, Eu diria, um tipo de imagem muito destrutiva, cada país tem. Mas em alguns países, Eu não sei como, isso reluz e uma vez que eles se tornem Sahaja Yogis, não há problemas.

Não há nenhum problema em relação a nada, quer dizer, eles são Sahaja Yogis. Vejam, vocês não têm que lhes dizer, eles próprios resolvem isso, eles compreendem o que é isso. Por exemplo, nós temos países que têm problemas, que têm pessoas que não são de um nível muito elevado, que não são grandes buscadores. Talvez em alguns países, Eu percebo, aqueles que eram grandes buscadores estão perdidos. Como na Inglaterra, Eu sinto que todos os buscadores estão perdidos pelas drogas, pelo movimento hippie, por toda insensatez. Os EUA são o pior país de todos, que está tão perdido em buscas erradas. E é difícil encontrar pessoas lá que tenham a busca correta. Gradualmente, está dando certo, mas ainda assim, Eu devo dizer que não devemos pensar sobre nenhum país em particular onde a Sahaja Yoga não esteja funcionando tão bem ou sobre alguns lugares onde está funcionando bem. O que nós temos que pensar é que globalmente a Sahaja Yoga está crescendo e vocês são parte integrante desta sociedade que é a Sahaja Yoga. É uma sociedade muito rara que eles nunca tiveram.

Eles tiveram um ou dois Sufis aqui e ali, uma ou duas almas realizadas aqui e ali, que apenas sofreram. Durante toda a vida delas, elas foram torturadas, ninguém as considerou. Eu tive grandes esperanças em relação ao Maharashtra, mas estou tão desapontada, porque eles torturaram todos esses grandes santos por toda parte, tão gravemente, de uma maneira tão vil que Eu acho que eles ainda estão pagando por isso. E apesar do fato de Eu ter trabalhado muito lá, o que Eu sinto é que os karmas deles não são bons, porque eles ainda…, Eu diria, é uma região deteriorada, tornou-se tão podre. Vocês podem ver que o modo como as pessoas estão se comportando é tão ruim, embora a Sahaja Yoga esteja lá, sem dúvida, mas Eu não diria que ela é daquele nível que é no norte, no norte da Índia. É muito surpreendente, os indianos do norte nunca souberam nada sobre a Sahaja Yoga. Eles também não eram pessoas tão religiosas. Mas como as pessoas do norte tem aderido à Sahaja Yoga é muito surpreendente. Então, você não pode dizer onde a luz irá aparecer, simplesmente não pode dizer. E onde quer que ela apareça, nós devemos aceitar.

Onde quer que ela não apareça, nós não devemos nos sentir mal em relação a isso. O que vocês podem fazer? Vocês não podem fazer algo do tipo quebrar a cabeça delas para abrir o Sahastrara. O Sahastrara delas tem que ser aberto. E com o seu amor maternal, com a sua compreensão maternal, Eu tenho certeza que vocês podem fazer isso. Pode não ser até ao mesmo ponto em cada país. Mas Eu tenho certeza, assim como Eu sinto que, talvez, as punyas desses grandes santos atuarão e, talvez, seja qual for o lugar em que Eu fiquei um pouco desapontada, Eu sinto que todos esses lugares irão dar certo e a Sahaja Yoga irá crescer. Mas primeiramente vem o seu Sahastrara. Somente seu Sahastrara pode refletir a luz do Divino. Portanto, o seu Sahastrara é extremamente importante.

Você deve meditar para aprimorar o seu Sahastrara, para curá-lo, para torná-lo completamente nutrido pela Kundalini. Não há nenhuma necessidade de fazer muitos rituais, exceto a meditação. E também, um pouco, dar bandhan mesmo atualmente é necessário, Eu acho, quando você sai, porque a Kali Yuga ainda está produzindo seus próprios sofrimentos e a Satya Yuga está tentando emergir. Nós somos aqueles que vão sustentar, cuidar da Satya Yuga. E é por isso que a abertura do Sahastrara é muito, muito importante, é muito importante. E aqueles que querem crescer devem meditar todos os dias, seja qual for a hora que vocês cheguem em casa. Talvez pela manhã, talvez à noite, a qualquer hora. Mas vocês saberão que estão meditando quando conseguirem entrar em consciência sem pensamentos, então vocês saberão. Sua reação será nula. Olhe para algo, você simplesmente verá aquilo.

Você não reagirá, porque você está sem pensamentos. Você não reagirá. Quando essa reação não estiver presente, então, você ficará surpreso, tudo é Divino, porque a reação é um problema do seu Agnya. Uma vez que você fique completamente em consciência sem pensamentos, você está unificado com o Divino, a tal ponto que o Divino assume controle de cada atividade, de cada momento de sua vida e cuida de você. E você se sente completamente seguro, unificado com o Divino e desfruta as bênçãos do Divino. Possa Deus abençoá-los. Agora, nós temos muitas crianças. Eu não sei o que fazer com todas estas crianças aqui. Elas podem subir no palco e podem cantar a canção de Shri Ganesha.