Guru Puja, You Have To Become Humble And Obedient

Cabella Ligure, Nirmal Temple (Itália)


Send Feedback
Share

Guru Puja, 12 de julho de 1998 Cabella Ligure, Itália

Hoje, nós nos reunimos aqui para fazer o Guru Puja.

A palavra “guru” vem de… “aquele que é magnético,” “a pessoa que é magnética,” aquele que atrai a atenção dos buscadores… é o guru. Também significa… o “peso”, ou você pode dizer, uma pessoa que é muito firme. que é muito profunda, que tem o conhecimento, e que pode atuar como a Mãe Terra. Pelo poder do magnetismo na Mãe Terra, também é chamado de “magnético”, mas em Sânscrito é “Gurutwa karshan”, significa “a atração do peso da Mãe Terra.” Mas na verdade, ele é… um poder da Mãe Terra que faz com que fiquemos em pé… apropriadamente em nossas pernas quando Ela está rodando… com uma velocidade muito grande, caso contrário, todos nós teríamos sido jogados para fora. Com essa velocidade que Ela está se movendo, nós ainda ficamos presos ou ficamos unificados em nosso equilíbrio, isso acontece somente porque Ela tem gravidade. Essa gravidade tem de existir em um guru. Gravidade significa… um tipo de compreensão séria de si mesmo… e das próprias responsabilidades. Assim, um guru tem de ser muito firme. Nestes tempos modernos, as pessoas são muito inconstantes, o tempo todo agitadas, o tempo todo ficando perturbadas. Com pequenas coisas acontecendo aqui e ali, elas ficam perturbadas.

Elas encontram pessoas que não são de nenhuma qualidade, então elas ficam perturbadas. Essas qualidades perturbadoras… vêm da deficiência em nossa gravidade. Uma pessoa que tem gravidade não fica deprimida, nem fica agitada, nem fica excessivamente entusiasmada, nem é muito triste ou infeliz. Então ela fica no centro, ela fica no centro de seu ser. Mas, como nos tornamos o guru? Isso é muito importante para os Sahaja Yogis entenderem. Muitos acharam que eles eram gurus, eles tentaram se comportar de uma maneira estranha, e perderam a posição deles de guru. A coisa mais importante para os Sahaja Yogis… é que é importante que eles façam introspecção, eles devem observar a si mesmos. Se uma pessoa anda de um lado para o outro… mudando porque uma moda surgiu, porque as pessoas a reprimiram, ou lhes foi pedido… para agradar somente pessoas de valores medíocres, se uma pessoa muda, então ela não pode ser um guru. A pessoa tem de se posicionar… apropriadamente nos valores da Sahaja Yoga.

Sem introspecção, você não saberá, você nunca se lembrará do que você fez de errado, nem pensará no que você tem de fazer certo. Mas isso somente é possível, se você continuar se aprimorando. A coisa mais importante é: todos os grandes santos louvaram o guru deles. Por exemplo, nós temos um grande santo, Gyaneshwara, na Índia. Ele escreveu um capítulo completo sobre o guru. Em inglês, eles traduziram como “mentor”, guru é o mentor, e o que Ele fez foi uma coisa grandiosa. Ele diz que você não deve desafiar o guru, senão você nunca poderá se tornar um guru, no nome, você pode ser, mas você não é. Em segundo lugar, você nunca pode se comportar mal. você nunca pode ser rude, arrogante, e você não pode mostrar sua raiva para um guru. Se for assim, isso significa que você não é um guru, você ainda está em um nível muito baixo de personalidade. Está muito claramento dito… que se você tentar falar contra outros gurus, que são gurus verdadeiros, que são de um calibre muito alto, então você não é um guru.

Mas Eu diria que todos vocês agora obtiveram vibrações, todos vocês obtiveram a consciência vibratória. Quando você tem a consciência vibratória, você é capaz de saber sobre todo mundo. Agora, você não precisa falar… sobre a sua própria compreensão de uma pessoa, mas tente encarar essa pessoa diretamente, e falar para essa pessoa: “Este é o problema”, e lhe pedir para mudar. Mas na Sahaja Yoga, nós temos algo mais do que os outros gurus tinham. Outros gurus eram muito, muito severos. Eles costumavam carregar um cajado em suas mãos, um grande cajado, o qual eles usavam para caminhar e para bater em seus discípulos. Eles batiam em seus discípulos de uma maneira tão perversa… que os discípulos ficavam literalmente com medo do guru. Eu lhes darei um exemplo de um guru com quem Eu Me encontrei. Um sujeito que estava lá na Índia… foi a uma das senhoras que era uma Sahaja Yogini, e ele disse: “Meu guru me avisou…” “que a Adi Shakti virá e ficará com você. Isso é verdade?” Ela disse: “Sim, Ela vai ficar comigo.

E daí?” Ele disse: “Meu guru falou comigo: Vá e peça para Ela,” “se Ela poderia vir ao nosso ashram.” Ela disse: “Perguntarei a Mataji, eu não sei.” Esse sujeito veio ao programa e ele Me viu, uma dona de casa. Ele disse: “Ela não pode ser esse Guru.” Mas quando Eu entrei, ele viu, e quando Eu dei a Realização do Si, que a Kundalini de todo mundo foi despertada, ele ficou muito surpreso e ele se prostou diante de Mim. Agora, o guru dele estava morando em Amarnath, é um lugar religioso muito famoso nos Himalaias. E esse sujeito morou em um lugar chamado Ambarnath. Então ele Me perguntou: “Mãe, a Senhora viria ao meu ashram?” Eu disse: “Por que não?” Porque esses gurus na antiguidade… nunca deixavam o lugar deles, eles chamam de “takia”, significa “o travesseiro”, eles nunca deixavam a takia deles. Eu disse: “Tudo bem, Eu não Me importo, Eu irei com você…” “ao seu ashram.” Então ele ficou simplesmente quieto o tempo todo. Então Eu fui lá, esse guru caiu aos Meus Pés, e ele era muito, muito respeitoso, e depois nós voltamos para casa. Então esse sujeito começou a falar Comigo: “Se a Senhora não falar para meu guru,” “eu gostaria de Lhe dizer que eu tenho um Agnya muito ruim.” “A Senhora pode curar, Mãe?” Eu disse: “Por que não? Eu curarei.” Então Eu voltei a esse guru novamente, e Eu disse: “Por que você não curou o Agnya dele?” Ele disse: “Por quê? Por que eu deveria curar?

Quem curou meu Agnya?” “Eu mesmo me trabalhei, eu tive de fazer introspecção, descobrir,” “e curei o meu próprio Agnya, e por que eu deveria curar o Agnya dele?” “Deixe-o se esforçar, deixe-o trabalhar, deixe-o alcançar isso.” “Senão ele será um homem mimado.” Eu fiquei muito surpresa. E ele disse: “A Senhora faz isso porque a Senhora é uma Mãe. A Senhora é somente amor,” “e é por isso que a Senhora está fazendo tudo isso pelos outros.” “Mas eu não! Nenhum guru abrirá o Agnya de seus discípulos.” Eu disse: “Então por que você é um guru?” Ele disse: “Porque nós temos de guiá-los.” “E se eles tiverem o Agnya deles cortado seriamente,” “se a atenção deles não estiver bem, eu não estou preocupado com isso.” “É dever deles fazer introspecção e descobrir,” “e subir a escada que eu coloquei diante deles.” “Assim, eu sou um guru, eu só posso lhes dar a escada para subirem.” “São eles que devem trabalhar muito arduamente,” “são eles que devem fazer introspecção,” “são eles que devem se corrigir.” “Por que eu deveria ajudá-los a tal ponto…” “de abrir o Agnya deles?” Eu disse: “Tudo bem, permita-Me abrir o Agnya dele,” “se você não se importa.” Ele disse: “A Senhora é uma Mãe, faça o que a Senhora quiser,” “não tenho nada a dizer. Se a Senhora que fazer isso,” “a Senhora irá mimá-lo, a Senhora irá mimá-lo.” “Deixe-o fazer isso por conta própria,” “senão a Senhora estará estragando-o com mimos.” Eu disse: “Do mesmo jeito que você também está estragando,” “pois você não abre o Agnya de ninguém, não é?” Mas seja qual for a posição que Eu alcancei é uma posição permanente. Então Eu abri o Agnya dele. Depois esse sujeito, de sua maneira, Me contou que… o guru dele voltou “e me pendurou em um poço.” “E ele o tempo todo abaixava a corda,” “então eu entrava na água. Ele fez isso dez vezes.” Mas Eu disse: “Por que ele fez uma coisa tão cruel?” Ele disse: “Porque ele me pegou fumando um cigarro.” Meu Deus! Então Eu perguntei ao guru dele, Eu disse: “Por que você faz coisas tão horríveis com seus discípulos?” Ele disse: “De outra forma, se você não faz assim,” “eles nunca se elevarão, eles nunca crescerão.” “Você continua perdoando-os e quanto mais você perdoa,” “pior eles se tornam, e não mostrarão nenhuma ascensão, de forma alguma.” “Então você tem de ser muito severo com eles.” “Por favor não os mime o tempo todo.” Eu estava realmente surpresa. Como ele podia falar assim?

“Veja”, ele disse, “Mãe, se a Senhora lhes der tudo de graça,” “lhes der tudo tão fácilmente,” “eles nunca irão valorizar o autorrespeito deles,” “eles nunca irão valorizar a Realização do Si.” Eu disse: “Não é assim. Você tem de lhes dar uma chance.” “Você tem de permitir que eles se elevem,” “e permitir que eles se tornem algo.” “Como a Mãe Terra, o que Ela faz?” “Ela germina as sementes, depois as árvores crescem.” “Depois disso Ela lhes dá os frutos,” “e Ela Se certifica de que os frutos fiquem maduros, “tudo Ela de fato faz.” Mas ele disse: “Mas eles não são árvores, eles são seres humanos,” “e eles têm liberdade para se tornarem demônios também.” Eu disse: “Tudo bem, se há demônios, Eu posso lidar com eles.” “Apenas veja como Eu posso lidar com eles. E se eles são demônios,” “eles se manterão demônios, você não pode mudá-los.” Então ele argumentou Comigo, e quando ele encontrou os Sahaja Yogis, ele lhes perguntou: “Quantos de vocês desejam dar a vida por Shri Mataji?” “Vocês sabem o que Ela lhes deu?” Eles disseram: “Sim, sabemos.” Então eles vieram a Mim e falaram: “Mãe,” “ele quis que déssemos a vida pela Senhora.” Eu disse: “Não há nenhuma necessidade, isso não é necessário,” “porque talvez ele costumava perguntar isso aos seus discípulos.” E então Eu encontrei muitos como ele que eram gurus muito severos, era necessária completa obediência; completa humildade, era necessária a completa entrega. Uma palavra contra o guru não era tolerada, mas você não podia nem mesmo responder, você não podia mostrar nenhuma irritação para um guru. Agora, Eu encontrei pessoas que são assim às vezes, então Eu parei de falar com elas, pronto. Se elas querem melhorar, elas podem melhorar. Elas não querem melhorar; você não pode forçá-las a melhorar. Mas de acordo com esses gurus, deve haver um grande medo na mente dos discípulos, eles devem ficar muito amedrontados, eles devem se comportar. Agora, nós esperamos muito do guru, que ele seja seu pai, mãe, ele é um amigo, é tudo para você. Ele é uma pessoa pura que só quer a ascensão de vocês.

Ele quer cuidar de vocês, ele quer guiá-los, quer protegê-los, e levá-los para a vida de espiritualidade; e essa é a forma como um guru tem de trabalhar. Mas o que é esperado dos discípulos é ainda muito pior. O discípulo tem de ser uma pessoa totalmente pura; ele deve ter um puro desejo de se tornar uma pessoa espiritual. Se ele não tem esse puro desejo, ele tem alguns outros desejos então, totalmente inúteis. Como algumas pessoas que vêm para a Sahaja Yoga, Eu tenho visto isso, elas querem ficar famosas, elas se tornam grandes mestres de tudo, elas querem dominar tudo. Isso não é, isso não é importante. Há algumas pessoas que tentam ganhar dinheiro na Sahaja Yoga, uma forma de ganhar dinheiro. Isso também é totalmente errado; e não somente isso, mas é de um nível muito baixo… você querer ganhar dinheiro com a Sahaja Yoga. Depois há pessoas que só vem aqui para fazer política. Elas continuam dizendo coisas aqui e ali.

Todas essas coisas não lhe darão nenhuma ascensão, seja qual for. Vocês vieram para cá somente para alcançar uma… grande vida de espiritualidade, tornando-se um guru. Agora, também, esse negócio de política acontece bastante, pessoas tentam desfrutar a posição de um líder, então elas tentam manter essa posição de um modo muito especial. Não há nenhuma necessidade. Se você é um líder porque você é um grande mestre, você se manterá. Ninguém pode desafiá-lo, ninguém pode destroná-lo, e a pessoa não deve ficar perturbada… com nenhum desses medos. A Sahaja Yoga é uma yoga na qual o medo não desempenha nenhum papel, para você, não há nenhum medo. A única coisa para sua ascensão é que é necessário… que você faça introspecção. Tente descobrir, o que você tem feito? Você é uma pessoa totalmente humilde?

Você faz tudo que lhe é falado? Vamos supor que Eu fale para alguém simplesmente ir, digamos, para algum lugar, talvez ele não vá. Ele virá e Me dirá: “Mãe, a Senhora sabe, isso aconteceu, aquilo aconteceu”, alguma desculpa, ele talvez não vá. Mas isso não é ser bom. Se lhe foi falado para ir para aquele lugar, deve haver algum propósito e você tem de ir. Você tem de obedecer. Se você não é obediente, então você não pode se tornar um guru, porque se você não consegue obedecer, como os outros podem obedecê-lo? Essa obediência não é para nenhum ganho pessoal do guru, de forma alguma, mas é somente para o seu ganho, para sua educação, para sua ascensão. Portanto, se esse modo de ver for assimilado, então o que acontece… é que você começa a adquirir todas as qualidades de um guru. Primeiramente, um guru não pode ser um homem nervoso, é a coisa mais importante.

“Eu quero esta casa, eu quero esta coisa;” “eu não consigo gostar disso, eu não consigo gostar daquilo.” Se uma pessoa não sabe… como ficar desapegada de todos esses hábitos, ela não pode ser um guru. Como ela pode ascender? É claro, você tem de tentar… de modo que você se livre de todos esse hábitos. Esses são hábitos estranhos que os tornam infelizes, não tornam os outros infelizes do mesmo modo que os tornam infelizes. Nenhum hábito deve grudar em um guru. O mais importante é que ele tem de estar além do tempo. Ele não deve se preocupar com o tempo. Muitas vezes Eu tenho observado as pessoas, se elas têm de ir para um aeroporto, por exemplo, algo entra no corpo delas, elas se tornam apressadas de repente, todo mundo. Mesmo se Eu tiver de ir, Eu estiver indo, então todas elas ficarão apressadas, todo mundo começa a correr desordenadamente. Por quê?

Eu estou indo, vocês não estão indo, mas isso acontece. Desse jeito, se você fala com alguém que você tem de ir a uma festa ou… a alguma congratulação, as pessoas começam a pular pra lá e pra cá, e essa é uma doença bem recente, não acontecia antes. Então eles começam a ver que estamos atrasados, e ficam aborrecidos. Mas se você continua se preocupando assim, você não vai além do tempo. E quando você vai além do tempo, você controla o tempo, o tempo está com você o tempo todo. Toda vez que você vai, isso acontece. Eu darei um exemplo disso. Nós tínhamos uma garotinha em Cabella que caiu… e ela quebrou sua mão, muito seriamente. Eu estava a ponto de partir para os Estados Unidos, Eu estava… na verdade, Eu tinha saído de Meu quarto. Quando Eu vi a criança, Eu disse: “Tudo bem, não importa.

Eu curarei esta criança primeiro.” Eles disseram: “Não, Mãe, mas e o seu avião?” Eu disse: “Está tudo bem, esqueçam isso.” Então Eu peguei a criança, tratei dela, e ela ficou bem. E depois, Eu acho, de meia hora, Eu saí, saí para o aeroporto. E vocês ficarão surpresos ao ouvir… que aquele avião estava com defeito, o que estava indo para Nova York. Então havia esse avião que estava com defeito. Então eles disseram: “Tudo bem, a Senhora pode ir em outro avião que vai para Washington…” “com a mesma passagem.” Eu disse: “Muito boa ideia,” “dê-Me essa passagem”, e Eu fui naquele avião. De forma que Eu cheguei em Washington, que é um aeroporto muito, muito bom para se chegar, porque não há nenhum problema de alfândega, não há multidão, nada disso. Todas as pessoas vão para Nova York, Eu não sei porquê. Elas deveriam ir para Washington, é surpreendente. Eu descobri por Mim mesma, que Eu desejei não ter ido… naquele avião horrível para Nova York. Desse jeito, tudo dá certo.

E o momento chega, o que é bom para vocês. São tantas experiências Minhas que Eu posso lhes contar, de que preocupar-se com o tempo por si só é uma dor de cabeça. Se você deixa isso para o Poder Divino e acredita Nele, então tudo trabalha para o seu bem. E se não for, você deve saber que é o seu destino, você deve aceitar, você deve aprender a aceitar. Porque seja o que for que você mesmo estabeleceu… como algo muito grandioso, não é. Assim, qual é a coisa mais grandiosa que você tem de alcançar? O seu desapego. Então você se torna gunateet, quer dizer, como vocês sabem, nós temos três gunas dentro de nós. Uma é a que eles chamam de sattwa guna, é a melhor. Mas há duas outras gunas que são, como vocês sabem, o canal esquerdo e o canal direito. Ou você é uma pessoa de canal direito ou uma pessoa de canal esquerdo.

Estas duas gunas dentro de nós não têm nenhuma importância. Vamos supor que você seja uma pessoa de canal direito, então o que lhe acontece? Você se torna hiperativo. A hiperatividade lhes causa fatiga, lhes causa todos os tipos de doenças que vocês têm visto, e você tem de curar o canal direito. Um sujeito assim é extremamente apressado, ele não consegue sentar-se em um lugar por dois minutos, o tempo todo pulando, e ele cria problemas para ele mesmo e para sua família. Então a pessoa que é canal esquerdo, a qual chamamos de tamo guna, a pessoa de canal direito é rajo guna, e a de canal esquerdo… é aquela que é tamo guna, “tamo” significa “escuridão”, um homem assim tem medo da escuridão, escuridão, ele tem medo de tudo. Mas ele se torna uma pessoa que faz muita intriga, muito desonesta. Ele sempre tenta incomodar as pessoas de uma maneira muito desonesta, não abertamente, enquanto o homem de canal direito é abertamente um Hitler. Mas este segundo, o que é chamado de tamo guni, é o que tenta incomodar muito os outros. O rajo guni tem sua opinião própria sobre tudo.

Quando ele está dizendo muito sua própria opinião, ele continua forçando-a sobre as outras pessoas. Mas se você observar a vida dele, ele está na completa penúria. Ele não consegue continuar com as pessoas, não consegue falar com as pessoas, e há uma lacuna muito grande entre ele próprio, seu Espírito e seu ser. O segundo tipo, os tamo gunis, são aqueles… que acabam tendo todos os tipos de doenças. Mesmo as pessoas de canal direito têm muitas doenças. Mas as de canal esquerdo contraem doenças psicossomáticas. As doenças psicosomáticas são muito perigosas… e não são curáveis pelos médicos humanos. Então você tem de adotar a Sahaja Yoga. Mas novamente você vai para o canal direito ou para o canal esquerdo, novamente do direito para o esquerdo. Essa não é uma atitude muito boa, Eu acho, em relação à vida de modo que você fica preso… por uma dessas gunas, ou você fica o tempo todo como um pêndulo… Movendo-se da esquerda para a direita, da direita para a esquerda.

Portanto, você tem de ser uma pessoa firme. Para isso, todos vocês têm de meditar. Eu reconheço imediatamente uma pessoa que medita, e reconheço quem não medita. Você mesmo reconhecerá uma pessoa que medita. É uma questão de dez, quinze minutos, mas isso você deve fazer toda noite e toda manhã, cerca de cinco minutos de meditação, então você desenvolve seu equilíbrio, você desenvolve sua tenacidade, você desenvolve seu próprio corpo… de tal maneira que ele pode suportar muita insensatez, ele pode suportar muitas coisas. Não lhe restam desejos, qual comida você deve comer, quando você deve comer, a quem você deve agradar, nada desse tipo. Você mesmo se torna uma pessoa tão doce… que todo mundo fica satisfeito e compreende que… as pessoas têm de ser como você. As pessoas o observam e você se torna como um modelo. As pessoas começam a segui-lo; isso significa que você se tornou um guru. Dessa maneira, você se livra desses dois hábitos que você tem, de canal esquerdo e direito.

Agora, os sattwa gunis são as pessoas… que acreditam na retidão, mas quando eles são corretos, eles têm desprezo pelos outros que não são corretos. Eles continuam dizendo coisas para essas pessoas, então eles podem desenvolver um tipo de temperamento, então eles se tornam distantes. Eles podem ir para os Himalaias, sentam-se lá e não se encontram com ninguém; fogem da sociedade, fogem de todos os seus parentes, de todo mundo, e simplesmente se estabelecem como um grande guru em algum lugar. Esse tipo também de uma outra geração existe, que é inútil. Eu encontrei alguns deles quando Eu estava em Hardwar. E Eu lhes disse: “O que vocês estão fazendo aqui nos Himalaias?” Eles disseram: “Nós não queremos encarar os seres humanos.” “Eles são pessoas inúteis, eles são imprestáveis.” “Você faz qualquer coisa para eles, eles continuam perturbando você.” “Não queremos estar lá.” Então Eu disse: “Por que você se tornou um guru?” “Se você não consegue lidar com eles, se você não consegue…” “livrar-se dos problemas que eles estão lhe dando…” “e livrar-se de todas essas coisas, e permanecer em sua paz,” “então de que adianta se tornar isso?” Ele disse: “Nós tivemos bastante disso.” Alguns deles tinham mais de 100 anos de idade e tudo mais, mas Eu disse: “De que adianta? Sua vida é inútil,” “você está ficando aqui sozinho em algum lugar nas florestas.” Ele disse: “Os tigres, as cobras, todos eles nos conhecem,” “que nós somos grandiosos, eles não nos perturbam.” “Mas esses seres humanos ficam perturbando.” “Se nós descermos, eles nos perturbarão e nos torturarão.” “Nós não gostamos de ir lá, porque eles são muito ambiciosos,” “ou eles são muito negativos. Algo está errado com os seres humanos,” “nenhum deles alcançou um estado perfeito.” De modo que com tudo isso, Eu fiquei surpresa ao ver… como eles não desejavam de forma alguma descer e ficar conosco, e ser parte integrante de nós. Então eles disseram: “Tudo bem, Mãe, a Senhora veio, a Senhora é uma Mãe,” “A Senhora consegue tolerar tudo isso e pode trabalhar isso, mas eu não.” “Nós estamos fora disso, não queremos voltar.” Eles têm muitos poderes. Eles podem controlar a natureza, podem fazer muitas coisas.

Mas eles disseram: “É mais fácil controlar até mesmo uma cobra…” “do que controlar um ser humano.” “Hoje talvez eles se comportem de uma determinada maneira,” “de repente eles se tornarão horríveis.” “Você não conhece esses seres humanos, o quanto eles são incertos,” “que quantidade incerta eles são.” Eu disse: “Há uma forma de corrigi-los.” “Primeiro lhes dê a Realização. Na luz do Espírito deles,” “eles podem ver como eles estão fazendo coisas erradas.” “99% das pessoas saberão o que está errado com elas,” “onde elas não estão percebendo o sentido exato.” “Elas começarão a ver por si mesmas.” “O Espírito é como um espelho, onde você vê a si mesmo claramente,” “e você começa a mudar a si mesmo.” “Na verdade, não há nenhuma introspecção necessária depois,” “quando você tem o seu Espírito despertado. Você pode se observar,” “você pode ver por você mesmo claramente,” “assim que você se torna um Sahaja Yogi desenvolvido ou evoluído.” E esse é um ponto que a pessoa deve ver. Se isso lhe aconteceu, se você consegue ver algo errado em você, se você consegue descobrir quais tipos de defeitos você tem, se você consegue se desapegar desses defeitos, e se você consegue entender… que todos esses apegos e defeitos e hábitos estão… puxando você para baixo, somente então você consegue abandoná-los. Mas isso só acontece quando você tem… esse espelho de seu Espírito brilhando. Quando essa luz chega em você, você vê por você mesmo… o que está errado com você, qual é o caminho errado que você está pegando. Da noite para o dia, vocês têm visto pessoas abandonarem muitas coisas. Elas abandonam muitas coisas grosseiras, mais ainda assim há muitas, Eu devo dizer, coisas sutis que ficam grudadas nelas. A primeira coisa que lhe acontece é que você começa a perceber… o que está errado com seu próprio povo de sua própria nação. Eu fico impressionada, quando os ingleses tiveram a Realização, eles começaram a Me falar sobre os ingleses.

Quando os italianos tiveram a Realização, eles começaram a Me falar sobre os italianos. Se você fala com os italianos: “Veja, esse sujeito italiano fez isso desse jeito”, ele diz: “Os italianos, Mãe, afinal o que eles farão?” “Eles são exatamente assim.” Ele próprio é um italiano, mas imediatamente ele dirá. O mesmo com os russos, Eu tenho visto, é surpreendente que eles comecem a lhe falar… sobre o que está errado com os russos ou com os ucranianos, todos eles são muito semelhantes. Mesmo os indianos, eles dirão: “Afinal ele é indiano. Você conhece o povo indiano, como eles são,” “Mãe, eles estão fazendo assim.” Eu fiquei muito surpresa ao ver que… eles próprios sendo indianos, como eles imediatamente ficam falando para Mim sobre os indianos? E muitas coisas Eu vim saber sobre esses países… através do – na verdade, somente através dos Sahaja Yogis. Quando os Sahaja Yogis Me falam, Eu fico surpresa ao ver… que eles não estão identificados com o país deles, eles não estão identificados com ninguém, mesmo com sua própria família, eles não estão identificados. Se eles percebem algo errado, eles Me contarão: “Mãe, meu pai é assim, minha mãe é assim.” É deste modo que você fica desapegado, quando você começa a ver e não se identificar. Se você não está identificado com todas essas coisas, então você se torna uma pessoa livre, você tem a liberdade. Você se torna uma pessoa que não está apegada a ninguém, porque ele é o seu pai ou ela é sua mãe, ou uma irmã ou qualquer pessoa.

Esse apego é um apego muito perigoso também. Com o apego à família, nós temos perdido muitos Sahaja Yogis. Porque a família deles era estranha, eles se perderam, eles não conseguiram se livrar disso. Não falamos para você se desapegar da família ou se livrar dela, mas de uma forma sutil, você deve entender do que eles são capazes, e o que eles estão fazendo. Todas essas compreensões sutis… sobre todo mundo não lhe dá também nenhum direito de criticá-los. Você deve ver por você mesmo o que está errado com você. Você conhece todas essas sutilezas, você critica: “Tal pessoa é assim, tal pessoa é assim”, mas você também tem os mesmos problemas com você. É por isso que você somente fica desapegado, possivelmente… por meio dessa introspecção através do espelho de seu Espírito. Assim a vida espiritual é muito mais importante para uma pessoa… do que qualquer outra coisa nesta Terra, porque uma pessoa assim tem estado buscando, ela tem estado buscando a verdade, ela tem estado buscando a realidade. E uma vez que você conheça a realidade, você não quer apegar-se… a algo que não seja a realidade.

Você quer ser uma pessoa que está acima de todas essas coisas, que pode ver todas essas coisas. E é desse modo que você pode salvar os outros… que estão se afogando no oceano de escuridão, no oceano de identificação errada, somente quando você está acima dessas coisas. Mas na maioria dos casos o que acontece é isto: você está identificado, você está identificado. “Como posso fazer isso? Como eu posso falar?” Os países onde a Sahaja Yoga se expandiu bem, é onde houve pessoas que não estão identificadas com esses países, e acham que elas têm de ajudar… todos esses compatriotas a se elevarem, a se juntarem a eles. Para isso, uma enorme paciência e amor são necessários. Como vocês sabem, este poder cósmico, como eles o chamam, o qual eles dizem que Eu sou a Fonte, na verdade, ele é o Poder do Amor, do Amor Divino, do Puro Amor. E um amor assim não exige nada, não quer nada, mas ele atua, ele trabalha. Por exemplo, se você ama alguém, você não gostaria de fazer… algo para desagradar essa pessoa. É claro, há alguns Sahaja Yogis… que fazem coisas que Eu realmente não gosto, mas Eu nunca mostro, Eu simplesmente fico quieta.

Mas normalmente, se uma pessoa tem amor por alguém, ela não faria nada para desagradar… ou perturbar essa pessoa, ou de algum modo ferir. Sem esse desenvolvimento dentro de você, você não pode se tornar coletivo. Na coletividade, o que acontece é que você sente pena dos outros, você compreende os outros. Você pode não se mostrar, mas você de fato, dentro de você mesmo, você sabe. Vamos supor que alguém fez muitas coisas estranhas com você, não importa. Mas gradualmente, você verá que ela irá mudar, gradualmente ela se tornará melhor, porque ela perceberá que… seja o que for que ela tem feito não foi uma coisa correta de se fazer. Ela não somente se sentirá culpada, essa não é a forma, mas ela dirá: “Eu devo corrigir. Por que eu fiz desse jeito? Não deveria ter feito.” Gradualmente ela melhorará, mas para isso, você deve ter… um grande sentimento de perdão, um grande senso de compreensão. Sob as circunstâncias, as pessoas também se comportam mal.

Porque elas não tiveram nenhuma educação de como estar bem, de como ser humilde, elas se comportam mal. Porque talvez na cultura delas, não exista nada além de raiva, e a arrogância seja considerada como algo grandioso, elas também se comportam mal. Às vezes elas veem dessas famílias… onde somente a arrogância é ensinada, então você não consegue evitar isso. Pessoas assim devem ser perdoadas novamente e novamente, e ver que elas mudam. Porque Eu tenho fé que todos os seres humanos… podem ser transformados em belas flores de fragrância, todos os seres humanos. Mas Eu sei que há alguns dificeis. Por quê? Porque eles não querem. Se eles não querem, se eles não têm o puro desejo, vocês não podem forçá-lo neles. Então esqueça isso, eles são pessoas dificeis, esqueça-os.

Mas aqueles que querem, aqueles que têm um grande desejo, que é sem dúvida, o puro desejo, não por dinheiro, não por posição, não por nada mais, mas para alcançar um grande estado de espiritualidade, pessoas assim devem ser ajudadas a todo custo. Eu sei que alguns deles foram a gurus muito errados e eles sofreram; eles têm um Agnya ruim, eles têm todos os tipos de coisas. Não importa, vocês devem tentar ajudá-los. Se eles puderem ouvi-los, se eles puderem compreender… o que vocês estão lhes dizendo, Eu tenho certeza de que isso dará certo. Isso deu muito certo, como vocês podem ver agora… nos países estrangeiros onde Eu era apenas uma indiana, o modo como as pessoas assimilaram isso, o modo como Me compreenderam, e o modo como eles se tornaram Sahaja Yogis… de valor e nível tão grandioso. Nós nunca tivemos tantos santos no passado, nunca. Somente nasceria um santo e ele seria torturado. Não havia muitos para ajudar uns aos outros… e para proteger uns aos outros. Assim, a coletividade deve ser aprendida muito bem: como ser coletivo; como ser bom uns com os outros, porque mais tarde, quando você se tornar o guru, quando você tiver de guiar as pessoas, você saberá quais são os problemas da coletividade. Você também saberá como superá-los, como tornar a coletividade perfeita.

E uma vez que você aprenda isso, você ficará surpreso ao ver… que você dominou a fundo a arte de ser um guru. Eu gostaria de ver muitos de vocês se tornando um guru verdadeiro, mestres verdadeiros, não somente em seus trabalhos, em seus talentos, mas em sua própria vida. As pessoas devem dizer que tal e tal pessoa é um guru verdadeiro. Para isso, como Eu disse, você deve aprender a obediência, a completa obediência. Não deve questionar o guru. Seja o que for que Eu lhes fale, vocês devem fazer, embora na Sahaja Yoga Eu não diga isso. Hoje é a primeira vez que Eu estou dizendo isso, porque Eu percebo que muitos de vocês… falham um pouco para se tornarem perfeitos. Vocês não têm de sacrificar nada, Eu lhes disse, vocês não têm de abandonar nada. Vocês não têm de abandonar suas famílias ou qualquer coisa, e fazer coisas esquisitas só para mostrar que você é perfeito. Mas é algo, um estado dentro de você… que tem de se estabeceler, onde você se torna extremamente humilde.

obediente, e você estará brilhando com essa luz, Eu tenho certeza. Uma vez que você entenda a importância, então… você se dedicará para se tornar… uma personalidade de uma qualidade verdadeira. É muito dífícil, como as pessoas dizem, mas Eu acho a coisa mais fácil ser, porque essa é a forma mais confortável de viver na vida, não adianta lutar, não adianta discutir, ninguém tentando se mostrar e tudo mais. O cuidado de cada um, a sugestão de cuidar é muito mais satisfatório para os outros. Um pequeno cuidado aqui e ali, as pessoas gostam disso. E isso somente vem de uma alma muito nobre… que se preocupa com pequenas, pequenas coisas, com tudo que os outros precisam. Não é para o seu próprio progresso, não é para sua própria líderança, seja o que você que você chame, ou para suas próprias posições, então você está falhando, mas é para sua própria ascensão, para sua vida mais elevada que você abandona… todas essas ideias de líderança e isso e aquilo. É absurda a forma como às vezes Eu percebo que alguns Sahaja Yogis estão tão ansiosos para se afirmarem como líderes, isso não é correto. Muitas vezes Eu lhes expliquei… que o seu próprio desenvolvimento, sua própria correção, sua própria posição na Sahaja Yoga dirá o que você é. Seja o que for que os outros digam, não importa. O que você diz sobre si mesmo… honestamente, sinceramente, é a realidade, e você deve se encarar o tempo todo.

Eu diria, especialmente para as mulheres, que Eu sou uma mulher e tenho… trabalhado muito arduamente todos esses anos, e como uma mulher, Eu devo lhes dizer que todas as mulheres devem tentar, porque ela sempre dizem: “Nós somos as shaktis”, mas na vida delas, Eu não vejo que há algum trabalho feito como shaktis, somente um tipo de dependência delas o tempo todo na Sahaja Yoga. Elas têm de se sustentar em sua própria liberdade, elas têm de ser independentes, e elas devem ter ideias corretas sobre tudo, Eu tenho certeza que se as mulheres se elevarem dessa maneira, a Sahaja Yoga se expandirá muito. Os homens estão trabalhando muito mais para a Sahaja Yoga do que as mulheres. Eu posso entender… porque elas têm famílias, elas têm filhos, essas coisas. Mas a coisa mais importante é que… uma vez que você se dedique a ser ativa na Sahaja Yoga, então seus filhos também se elevarão bem, a família também é cuidada. Afinal, existe este Poder Divino que cuida de todos vocês. Você deve acreditar que este Puro Poder Divino pensa, compreende, Ele organiza, acima de tudo, Ele ama vocês. Tem de ser entendido que este Poder Divino… é seu agora e que você está no reino deste Poder Divino, onde você não terá nenhum problema, seja qual for. Se você deixar as coisas para o Poder Divino, tudo dará certo. Como vocês sabem sobre esse cientista que informou-se sobre Mim.

Eu tenho apenas de dizer que ele Me perguntou: “Como é que tantos corações estão formados aqui?” Eu disse: “São as pessoas que estão cantando a música…” “Sentada no Coração do Universo”. “Então muitos corações surgiram.” Mas Ele disse: “Ainda assim, este Poder ouve?” Eu disse: “Não, é somente Eu, Eu posso ouvir.” “Eu estava ouvindo a música, e então o Poder organiza tudo.” É algo para ser compreendido muito bem… que este poder dentro de vocês, que vocês têm, entende, e entende vocês também. É uma forma de poder que é o seu próprio poder, mas você não pode controlá-lo. Ele sabe sobre você. Seja onde for que você esteja falhando, quando você está agindo errado, o mesmo poder que o protege… e o ama como uma mãe, o corrigirá e o trará para o caminho correto. Eu acho que agora um novo século está começando… e muitas coisas têm de acontecer, e todos vocês devem decidir que vocês farão isso ou aquilo. Seja qual for sua compreensão é sobre expandir a Sahaja Yoga, vocês devem tentar, todos vocês devem colocar sua mente nisso. Se as mulheres não podem sair, elas podem descrever algo, elas podem escrever sobre a ascensão espiritual delas… ou sobre quais forem as experiência delas. Assim, em todo caso, todos aqueles que conseguiram também… fotos milagrosas, eles devem enviá-las para cá. É muito importante, porque esse senhor está vindo aqui em setembro, e ele irá analisar todas elas.

Assim, seria muito bom de vocês, se você puderem enviar isso. Também escrevam sobre suas diferentes experiências… que tiveram na Sahaja Yoga, isso também seria uma boa ideia. Ele Me disse que gostaria de publicar um livro assim, e agora chegou o momento para nós publicarmos… nossos milagres que aconteceram. Todos vocês tiveram alguma experiência milagrosa. Assim, Eu tenho de lhes pedir para enviarem assim que for possível, escrevam bem em inglês ou hindi ou marathi, porque Eu não entendo outros idiomas. E por favor, não Me enviem em outros idiomas, nós teremos de designar alguém para traduzir em 14 idiomas, é uma coisa dífícil. Então Eu pediria para enviar isso. Tenho certeza de que com a palestra de hoje, vocês novamente a lerão… do começo ao fim e a compreenderão, e farão isso dar certo. Que Deus os abençoe.