Shri Mahakali Puja: Dentro de nós, Ela cria desejos.

Paris (France)

Feedback
Share

Shri Mahakali Puja Paris, França, 11.07.1993

Hoje nós decidimos ter o Puja da Devi. Desta vez, nós não estamos falando sobre a Adi Shakti, sobre Kundalini ou sobre Saraswati, Mahalakshmi. Nós estamos falando sobre Mahakali. Essa é a Deusa que é a primeira, que vem primeiro… e estabelece Shri Ganesha, na forma de Gauri. Ela é a forma completa de Mahasaraswati e Mahalakshmi. A partir Dela somente, essas energias são emitidas. Então Ela é aquela que é o Poder do Desejo de Deus. Dentro de nós também, Ela cria desejos. Esses desejos dentro de nós começam a serem emitidos externamente… e nós desenvolvemos uma espécie de reação a todos os nossos desejos. O primeiro e mais importante desejo, como vocês sabem muito, o mais primitivo é alimentar-se. E isso é dado a nós pela Deusa.

Ela nos dá o desejo de nos alimentar. Agora, se não nos alimentarmos, então não podemos sobreviver. Nós temos de comer. É muito importante que nos alimentemos… suficientemente o bastante para sobreviver nesta Terra. E nós também temos visto que… quando esse tipo de desejo cresce muito mais do que o normal, então vocês se tornam escravos desse desejo… e qualquer quantidade de comida não pode satisfazê-lo. O tempo todo você pensa somente em comida. Eu lhes disse muitas vezes que os franceses… são muito meticulosos quanto ao que eles devem comer. Eles levam pelo menos 45 minutos em uma mesa de jantar… para decidir o que eles comerão. No final, é exatamente a mesma coisa. Quero dizer, Eu não entendo, como você pode precisar de 45 minutos para decidir o que quer comer?

Mas esse desejo começa a atuar através do seu ego. Então isso o satisfaz. E também essas pessoas que estão fabricando alimentos… ou que estão fornecendo comida em hotéis e tudo mais… sabem como satisfazer seus desejos. Então elas trazem a comida de uma maneira, mostram-na em volta… e depois a colocam diante de você, para que você a aprove… e quando você a aprova, então eles servem. Eles sabem como enganá-lo e você se sente muito feliz: “Oh, isso é muito bom.” Até o vinho é dado para ser testado antes de tudo… e quer você goste ou não, você tem de dizer que é muito bom… e é melhor mostrar que gosta. Então esse desejo fica completamente controlado pelo seu ego… e quando se torna um tipo de desejo coletivo… e uma expressão coletiva do ego, então nos tornamos como glutões. Eu diria sofisticado. Eles são sofisticados, mas nós somos glutões. Agora, com isso, as pessoas querem ter outras coisas também, como um tipo adequado de toalha de mesa de linho, isso, aquilo.

É claro, se o ego não estiver presente, então as pessoas gostariam de cuidar para agradar os outros alimentando-os. Esse desejo reage. E então o novo desejo entra em ação… através das bênçãos do Mahakali, de modo que você gosta de ver os outros comendo. Você gosta quando os outros comem a comida feita por você, servida por você, dada por você. Apenas quer assistir. Isso lhe dá satisfação. Mas você pode ir a qualquer extensão com a comida, você nunca ficará satisfeito. Hoje você pedirá isso, amanhã pedirá aquilo, isso, aquilo. Agora, na vida ocidental de hoje, tornou-se muito importante… perguntar a uma criança todos os dias: “O que você vai comer?” Antigamente, a comida era feita para toda a família.

Todos comiam a mesma comida. Mas agora você deve perguntar à criança: “O que você vai comer?” Então a criança tem de dizer: “Eu comerei isso.” Agora, supondo que você não tenha isso na sua geladeira, você está acabado. De manhã cedo não haverá nenhuma loja aberta, nada. Como você agradará aquele garoto em seu ego… porque ele quer uma determinada coisa? Então, gradualmente, nós construímos até mesmo o ego de nossos filhos. Nós temos de dizer: “Essa é a comida, é bom e coma.” É dever dos pais não permitir que os filhos… cresçam o ego deles pelo que eles querem. Vocês devem saber o que eles têm de comer.

Então isso começa a crescer e crescer e crescer… até que eles se tornem bastante crescidos, mas muito primitivos. Então, na verdade, a bênção da Devi nesse ponto é que… Ela lhe dá um desejo de que você deve servir aos outros. Também você se preocupa com as pessoas que estão passando fome, quer descobrir por que elas estão passando fome. O outro extremo disso poderia ser que algumas pessoas pensem: “Nós não devemos comer tanto”, uma espécie de insensatez sacrificante. Seja o que for que alguém tenha de comer, deve-se comer. Então elas dizem: “Por que devemos comer tanto, Mãe?” “Afinal, há pessoas que estão passando fome.” Comendo menos ou mais, você não pode salvar aqueles que estão passando fome, pode? Então não há sabedoria nesse tipo de austeridade. E quando as pessoas entram nesse tipo de austeridade, então elas têm sofrimentos e problemas, e essas pessoas se tornam extremamente, Eu devo dizer, ascéticas… e irascíveis e você nunca deve chegar perto de uma pessoa… que seja desse tipo sem um mastro de barco.

Só Deus sabe quando ela pulará em cima de você. Assim, uma pessoa que está faminta é… tão ruim quanto uma pessoa que está superalimentada. Eu acho que faminto é pior. Agora, se você olhar para si mesmo, o segundo desejo… que surge em você é que todo mundo deve amá-lo. Isso surge porque isso faz de você uma pessoa boa. Você sabe que todo mundo gosta de bondade. Então as pessoas tentam ser boas com os outros, gentis com os outros, dizem centenas de vezes “obrigado”, fazem todos os tipos de coisas para agradar os outros. Ao agradar os outros, eles pensam: “Os outros gostarão muito de nós.” Mas depois isso se desenvolve novamente fora dos limites… e então o tempo todo você tenta agradar os outros, de modo que você se torna totalmente escravizado. Você se torna tão artificial que as pessoas podem distinguir: “Isso não é nada natural neste senhor.”

“Ele só está tentando nos agradar.” Agora, com isso, por trás do agrado… existe algum tipo de vantagem a partir disso. Se você agradar o outro com uma mente desapegada, não esperando nada, isso deveria ser feito por você… ou poderia ser alcançado através desse agrado. isso é um agrado muito puro e muito bom. Isso torna você realmente correto e bom. Mas supondo que você tente agradar os outros… apenas para tirar vantagem dessa pessoa, então você desenvolve hipocrisia, hipocrisia do pior tipo. E você se perde. As pessoas zombam de você, riem de você, elas nunca estão satisfeitas, elas sabem que você é um hipócrita e você está fazendo isso… por causa de algum tipo de vantagem ou exploração. Você não está fazendo isso porque você quer ser bom realmente, ser gentil. Um indivíduo que é bom, automaticamente agrada os outros.

Mas ele não tenta agradar. Ele é justo, sua natureza é tal, seu temperamento é tal… que ele simplesmente agrada as pessoas. Quando é tomado o controle novamente pelo Sr. Ego, então realmente você não consegue vencê-lo. Então eles se tornam diplomatas, poderiam ser políticos, eles se tornam todas essas classes condenadas… e eles não conseguem se livrar disso. Eles se acostumam tanto com isso que não conseguem se livrar disso. Agora, o que a Devi faz? Ela traz a verdade diante deles. Ela mostra que o que você tem feito… por uma determinada exploração não dá certo. Depois de um ponto, isso age. Ela os expõe.

A exposição começa e com essa exposição, eles ficam surpresos: “Como eu estou exposto? Como eu fui pego? Como as pessoas sabem?” Este é o trabalho do Poder de Mahakali. Ela expõe tudo que está errado, tudo o que é falsidade, que é inverdade, Ela expõe. Então o terceiro desejo que as pessoas têm é possuir coisas materiais, a partir do qual o materialismo surgiu. Mas não há fim para isso. O fim nunca pode chegar porque… eles não têm nenhuma satisfação em conseguir uma coisa. Supondo que hoje Eu queira ter este tapete. Tudo bem, irei adquirir este.

Depois quero ter outro. Depois quero ter outro. Depois quero ter um carro… e depois quero ter um helicóptero, depois um avião. Não sei o que quero ter depois. Então, isso continua sem parar… até chegar a um momento em que as pessoas começam a pensar: “Qual é o problema com ele?” E você não pode desfrutar nada que você recebe. Essa é também uma falha humana… e essa falha humana cria a economia, vocês sabem disso. A economia é criada porque os desejos, em geral, não são saciáveis. Eles não são saciáveis. Então, o que acontece?

Nós continuamos pulando de um desejo… para outro para outro para outro e outro. Então vocês se tornam escravos dos empresários… a tal ponto que vocês perdem sua individualidade completamente. Por exemplo, um empresário produz um tipo estranho de roupa, um ano. Então todo mundo quer usar a mesma roupa… sem pensar se é necessário ou não. Depois ele introduz um outro modelo. No ano seguinte, tudo é abandonado, compram um outro. No terceiro ano, outro. Então, uma pilha de todas essas roupas está lá… e tranquilamente o fabricante tornou-se um grande estilista… com seus modelos muito bons, como enganar os seres humanos. Ele se tornou um homem rico e você se tornou pobre… com todo esse tipo de roupas que não tem mais nenhum sentido para você. Sobre a mesma coisa, sobre tudo, algo está na moda.

Isso significa que você não tem individualidade. Nós falamos de individualidade, mas nós queremos fazer coisas que todo mundo está fazendo. Quero dizer, vocês sabem que as pessoas fizeram todos os tipos de coisas absurdas… em nome da moda… e especialmente as pessoas que não são tradicionalmente limitadas, que não tiveram nenhuma tradição, como os americanos, Eu diria. Eles continuam mudando a cada seis meses. Todo ano que você vai, você encontra um novo tipo de pessoas lá, um novo tipo de roupas. É muito surpreendente o modo como eles mudam tão rápido… sem nem mesmo pensar se isso me servirá ou não. Alguém diz para usar roupas apertadas, eles sairão com roupas apertadas. Então eles têm varizes, então eles usam roupas com buracos. Então eles desenvolvem algum outro problema, depois eles usam outro tipo de roupa. Ninguém quer pensar: “Por que eu deveria mudar minha roupa?”

Por exemplo, digamos, na Índia nós usamos saris, acabou-se. Não há nada lá, nenhum problema com o alfaiate, nada. Seja qual for o sari que quisermos, nós compraremos. E surgiu um sari chamado de mini sari na Índia, que ficava até aqui talvez, Eu não sei, nem 15 centímetros, mas pelo menos até o joelho. Ele ficou por cerca de, Eu acho, oito, sete dias em Mumbai… e voltou. As pessoas disseram: “Deem o fora, nós não queremos isso.” Assim, essa dor de cabeça de o tempo todo se envolvendo em uma moda… como cavalo sem nenhum juízo na cabeça… tem de ser devidamente compreendida. Por que as pessoas fazem isso? Porque elas não têm cérebro. Elas são pessoas sem cérebro.

Elas não são inteligentes para ver: “Nós somos enganados todos os anos.” Mas, para Sahaja Yogis, o poder de Mahakali atua… e Ela os ensina ensina: “Tudo bem, esta roupa fica bem em você, tenha-a.” E é o melhor para você. De uma vez por todas, seu problema ao longo da vida está resolvido. Com este tipo de blusa, Eu comecei a usar desde o início, talvez, e Eu a tenho usado e agora Eu acho que todo mundo usa o mesmo estilo. Por que desperdiçar sua energia em mudar todos os dias esta blusa… começando daqui para aqui, para aqui e voltando novamente assim? É um tamanho desperdício de energia, um tamanho desperdício de roupa. E nós nos tornamos tão vulgares correndo essa corrida… de reduzir as mangas, reduzir isso, reduzir aquilo, tudo encarecendo. É tudo um desejo de impressionar as pessoas: “Nós estamos muito na moda.” Quem quer saber?

Quem quer ficar sabendo que você está na moda ou não? E nós não temos coragem de manter nossa própria roupa que compramos. Por que gastar tanto dinheiro? Nós nem mesmo pensamos, continuamos mudando, mudando, mudando por nada. Assim, este é o desejo que existe para impressionar os outros… com nossas coisas externas. Existem muitas coisas como roupas, com as quais nós tentamos impressionar. Agora, o penteado. Eu li um artigo. Eles disseram que… esses penteados são responsáveis por muitos divórcios. Eu fiquei Me perguntando: “Como os penteados podem ser…” “responsáveis pelos divórcios?”

Porque eles tinham feito uma pesquisa. Um homem tinha gostado de um penteado de sua noiva… e então ela mudou seu penteado, ele se divorciou dela. E o contrário. Quando isso é uma maneira tão vulgar de fazer o que quiser com… um relacionamento tão profundo de marido e mulher. Agora, certos fatos começam. Eu também vi um documentário sobre uma senhora… que tinha dito que estava em uma das propagandas… algo, um tipo de coisa lançada no mercado de que suas pernas deveriam ser… dessa forma e o que você deveria fazer. Então a coitada gastou muito tempo, energia, correu para cima e para baixo para modelar as pernas. Qual é a importância dessas pernas, exceto para andar? Então ela foi moldar a forma daquele jeito. Ela costumava medi-la, estava sempre algo faltando aqui e ali.

Então muitas pessoas se reuniram. Elas tinham uma aula para isso. E um grupo se reuniu para modelar as pernas daquele jeito. E, finalmente, elas descobriram que aquela perna era feita de madeira. E elas gastaram muito dinheiro, muita energia… para modelar as pernas daquele jeito. Para quê? Qual é o propósito? Se alguém diz: “Corra assim”, eles começam a correr. Eles dizem: “Pule assim”, eles começam a pular. Mas por quê?

Todos nós ficamos loucos… que devemos aceitar tudo que alguém diz? Nós começamos a fazer isso. Qual é o propósito? Então esse tipo de estupidez vem em nossas cabeças… quando começamos a usar nosso ego. Com o ego, um indivíduo se torna totalmente estúpido. Porque ele dirá: “O que há de errado?” “O que há de errado se eu…” “se eu tiver apenas um pouco de cabelo aqui? O que há de errado?” “Se eu tentar usar um vestido muito curto aqui, o que há de errado?” O errado é: por que você está usando?

Por que você não questiona? Por que você está usando? Se você fizer uma pergunta para si mesmo, “Por que eu tenho esse tipo de penteado?” “Por que eu faço isso?” É realmente difícil dizer às pessoas para fazer as coisas certas, mas coisas erradas, as pessoas adotam rapidamente. Por exemplo, Eu disse a todos: “Coloquem óleo, se não todos os dias,” “pouco antes do banho, coloquem muito óleo no cabelo e lavem.” Agora Eu percebo muitas pessoas ficando carecas. Mas eles não colocaram o óleo. O que Eu posso fazer em relação a isso? Mas uma coisa tão simples, eles não farão.

Uma coisa tão simples, eles não acreditariam… que você precisa de algo para sua nutrição. Mas eles farão algo que é absurdo, insensato sem nem mesmo pensar: “O que irá nos prejudicar.” Aqui, Mahakali, o que Ela faz? Ela o castiga. Seu corpo é punido. Se você usar roupas muito apertadas, você desenvolve problemas em suas pernas. Se você usa calças furadas, então você tem cãibras. Qualquer coisa que você fizer de anormal, você tem de pagar por isso. Primeiro você tem de pagar por fazer isso… e depois você tem de pagar por isso fisicamente. Muitas coisas podem ser evitadas se apenas tivermos uma vida simples, decidir de uma vez por todas: “Eu terei esse tipo de roupa pelo resto da vida, acabou-se.”

Mudar todo dia, por si só, é uma dor de cabeça. Mas isso satisfez o ego, não o seu Si. Assim, o Princípio de Mahalakshmi em nós se eleva cada vez mais. Apesar disso, nós somos puxados para baixo. Então esta Mahakali, Ela se apresenta… e mostra quais erros nós cometemos, como nós cometemos erros, como perdemos o ponto essencial. Em vez de pensar no que está errado, Ela lhe ensina: “É errado.” Então outra coisa Ela faz, que é uma coisa muito boa que Ela faz, Eu acho, às vezes, Ela cria uma ilusão… para testar sua inteligência, para testar sua sensibilidade. Ela cria uma ilusão. bhranti rupena Samstita. Ela cria um bhranti na sua cabeça.

Ilusão. Então você se torna ilusório… ou os outros se tornam ilusórios ou uma situação se torna ilusória. E você fica perdido nisso. Então você realmente entende que “é algo errado que eu fiz”. Existe uma história muito bela sobre Narada. Narada tinha uma impressão sobre si mesmo… e, no final, ele se tornou orientado para o ego e ele começou a dizer: “Oh, olhem para mim. Eu nunca sou tentado por nenhuma mulher.” “Até Shiva foi tentado pelo Cupido, eu nunca sou tentado.” “Eu sou o mais elevado do mais elevado, Brahmachari.” Então Vishnu enviou dois gandharvas para tentá-lo.

Então eles o encontraram em uma floresta e lhe disseram: “Oh, Narada, você é um homem tão bonito,” “um homem tão belo e toda sua beleza é desperdiçada.” “Você deve testar sua beleza, você deve ver o quanto você é bonito.” “Você é tão bonito.” Ele disse: “Verdade?”. “Sim. Há uma maneira muito simples de testá-lo.” “Como?” Eles disseram: “Há um…” “casamento de uma mulher muito bonita se aproximando.” “Ela é a princesa da cidade da beleza, chamada de Roop Nagar,” “e você deve ir lá e ver como ela o apreciará.” Então ele, em seu ego, tornou-se tão estúpido que ele foi lá.

E ele estava sentado e muitas pessoas estavam chegando, grandes marajás, rajas, todos eles estavam se sentando… e ele ficou pensando: “Oh, eu sou o melhor entre todos eles. Quem são esses?” “A princesa simplesmente colocará uma guirlanda em mim, não há dúvida sobre isso.” E aqueles dois ficaram colocando essa ilusão na cabeça dele, bhranti. Com o Agnya, você fica com bhranti. Essa princesa apareceu, ela olhou para ele e riu bem alto. Ela não conseguia se controlar e saiu dando risadinhas. Ele não conseguia entender por que ela riu dele. Ela não colocou uma guirlanda nele ou nada, mas ela apenas riu. Então ele não conseguia entender: “Eu sou um homem tão bonito”, essa coisa.

Então esses dois gandharvas lhe disseram: “Oh, não importa.” “Ela não entende, ela voltará”, isso, aquilo. Então eles saíram e perto de um lago, ele se sentou… para lavar o rosto e olhou seu reflexo na água, ele parecia um macaco. Ele olhou para aqueles dois e os amaldiçoou. Ele disse: “Eu pareço um macaco.” Disseram: “Para nós, você parece muito bonito.” “Mas eu realmente pareço um macaco.” Então esse bhranti, essa ilusão foi criada na mente dele pelo seu ego. Mas esse Poder, ele próprio, o Poder de Mahakali, Ela corrige esse ego criando ilusão, bhranti. E isso é responsável por muitas ilusões que corremos atrás.

É uma miragem, ficar correndo atrás disso, correndo atrás disso. Uma vez que estamos satisfeitos dentro de nós mesmos, então nós não corremos atrás de miragens. Essa ilusão, se não fosse criada, as pessoas seriam tão egoístas que o mundo inteiro seria liquidado. Então este é o grande trabalho do Poder de Mahakali dentro de nós: Ela cria ilusões. Muitas pessoas falam de maya. “Esta é maya da Mãe.” “Isto é maya, aquilo é maya.” É obra de Mahakali. Ela quer testá-lo. Ela quer testá-lo, mas na Sahaja Yoga isso não é tão forte.

Por exemplo, você sabe que Abraão tinha um filho. Um filho que Ele teve depois de muito tempo. E Deus pediu-lhe que sacrificasse Seu filho. Sua esposa disse também que estava se sentindo terrível, porque Ele tem de sacrificar Seu filho. Então Ele foi até o lugar onde a criança devia ser sacrificada. Ele fez uma fogueira, tudo e estava prestes a colocar a criança… naquela pira de fogo quando a voz veio. Esta é Mahakali: “Você não tem de sacrificar Seu filho.” Nós temos muitas histórias assim na mitologia indiana também… onde eles foram testados. Então, para testar Sahaja Yogis também, essa Mahakali os ajuda. Havia um senhor que era muito egoísta, então Eu lhe disse para vir para Delhi, porque Eu não sabia como fazer isso aqui.

Ele veio para Delhi e disse a todos: “Vejam,” “a Mãe me disse para vir aqui só para curá-La.” Eu disse: “Tudo bem”. Ele veio. Eu disse: “O que há de errado Comigo?” Ele disse: “Mãe, Seu Nabhi está muito ruim.” Eu disse: “Verdade?” “Acha, faça um bandhan em si mesmo e agora veja por si mesmo.” “Oh meu Deus, o que está acontecendo comigo aqui?” Eu disse: “Este é o Meu Nabhi.” Então é desse modo que a ilusão o corrige.

Se não houver ilusão, você nunca seria corrigido diretamente. Supondo que Eu diga: “Não faça isso.” Você talvez não goste. É claro, a maioria de vocês gostam, mas às vezes vocês não gostam. E então a ilusão atua e depois você percebe: “Onde eu estava e onde eu estou agora? Eu não deveria ter feito isso.” “Como é que eu caí nesse problema?” “O que me fez tão estúpido?” Assim, isso é algo que Ela faz. A outra é que Ela é Aquela que relaxa você completamente.

Quando você está cansado e farto, quando você não sabe o que fazer, então Ela o faz dormir. Ela é Aquela que lhe dá o sono. Todo o trabalho diário que você faz, no final, o poder de Mahakali age sobre você como sono. Ela o faz dormir, dormir como uma criança. Nesse momento, todo esse erro que cometemos a nós mesmos… e aos outros são perdoados. No colo Dela, nós dormimos bem, tranquilamente e todos os nossos problemas são resolvidos. Quando você está nesses sonhos, Ela traz soluções para você. Eu sei de muitas pessoas que Me disseram: “Mãe, a Senhora veio no meu sonho…” “e me disse: ‘Este é o remédio que você deve tomar’.” “A Senhora veio no meu sonho e me disse que…” “esse tipo particular de vida se adequará a você.” Eles Me veem claramente chegando, mas Eu não estou inteira lá, mas Eu acho que o Poder Mahakali atua… em um sono muito profundo que você está, ele é chamado de Sushupti.

Lá Ela aparece. Uma senhora veio a Mim e disse: “Mãe, a Senhora veio no sonho e disse:” “’Eu estou aqui em Mumbai’, ninguém me disse.” Tantas coisas acontecem assim. No sonho, Ela o guia e lhe fala. Agora o que acontece às vezes… é que as pessoas Me dizem: “Eu tive tal e tal sonho,” que é tudo falsidade, Eu sei. Elas nunca sonharam assim, elas nunca viram assim. Mas, só para Me impressionar, elas Me dizem: “Oh, eu tive um sonho”, isso, aquilo. Eu apenas mostro completa ignorância. Eu digo: “Deve ser.” Então elas são colocadas em bhranti novamente, significa ilusão.

Gradualmente, elas percebem que… foi errado contar mentiras para a Mãe. Então a parte relativa à correção ocorre, mas a melhor coisa que Ela faz… é lhes dar o senso de castidade e segurança. Quando as crianças nascem, elas têm senso de castidade, vergonha, decência, comportamento decoroso. Mas gradualmente, quando elas começam os outros mal comportamentos, elas começam a se comportar mal. Para elas, a decência se torna uma escravidão. Mas, naturalmente, Ela está lá para lhes dizer: “Isso é indecente, você não deveria fazer isso, está errado.” “Isso não é a coisa apropriada a se fazer.” Mas gradualmente, você cresce e amadurece, então você diz: “O que há de errado?” Vocês começam a desrespeitar sua castidade… e vocês começam a se tornar como pessoas imaturas e estúpidas. Tudo isso, se for compreendido através da meditação, Mahakali o ajuda muito.

Na meditação, Ela o ajuda muito, porque Ela é Aquela que cria… a passagem adequada para a Kundalini se elevar. Mahakali é o mesmo que a Kundalini, porque Ela é a energia residual do Poder de Mahakali, está cheio dele lá. Mas a função é diferente. A função de Mahakali é protegê-lo, é guiá-lo, dar-lhe sabedoria. E a função da Kundalini é purificar você, limpá-lo, não para brincar com você, mas para perdoá-lo e ajudá-lo a crescer apropriadamente. Agora, na vida de vocês, como Sahaja Yogis, vocês verão… como Mahakali os ajuda sob todos os aspectos. É tão interessante ver o trabalho Dela, como Ela traz todos os tipos de satisfações para você. A ganância desaparece, as tentações desaparecem, a raiva desaparece, todas essas coisas desaparecem. A coisa mais útil que Ela faz… é que você se livra de seus maus hábitos, totalmente. Automaticamente, na luz do Poder de Mahakali, você simplesmente não quer que nada destrutivo seja praticado.

Se você tem praticado algo destrutivo, você tenta se livrar disso. Simplesmente para com isso: “Eu não quero ter isso.” Eu nunca lhe digo: “Não faça isso, não faça aquilo.” É o Poder de Mahakali dentro de você que está despertado… faz todas essas coisas. E Ela o fez tão belo, tão angelical. Ela, através de Suas correções e de Suas ilusões, Ela o fez assim. Então você não se apega tanto ao dinheiro, à ganância, à luxúria, a todas essas coisas que são responsáveis por colocá-lo para baixo. Também a possessividade com os filhos, a possessividade com o marido, a possessividade da matéria. Você simplesmente começa a compreender que a alegria está em compartilhar. Você quer compartilhar tudo com os outros e esse compartilhamento começa… quando esses Poderes de Mahakali começam a lhes dar bênçãos… de alegria, de compartilhar, de ser coletivo, de ser puro.

Essas bênçãos chegam a você do Poder Mahalakshmi, do Poder de Mahakali. Então hoje nós iremos venerar esse Poder de Mahakali. Que Deus os abençoe.