Coloquem-Me em seu coração

Chelsham Road Ashram, London (England)

Feedback
Share

Coloque-Me em seu coração Chelsham Road, Inglaterra, 10.10.1984

As palavras de Warren realmente comoveram Meu coração, e se a Inglaterra é Meu coração, a Inglaterra também deveria se sentir comovida.

Esse é o espírito de Shri Ganesha. E Eu devo dizer que Eu tenho visto… tantas coisas em Warren, as quais são muito reconfortantes. Todas as vezes que Me senti desesperada sobre as coisas, observando-o, Eu senti que deveria fazer algo mais, porque ele realmente Me ama muito, Eu tenho visto isso. Com completa dedicação altruísta. Mas dedicação é uma palavra que não possui essa… beleza do amor. Quero dizer, se Eu estiver sentada, ele imediatamente se preocupa se Eu tenho chá… ou se Eu preciso de um pouco de calor… ou pequenas coisas aqui e ali. E Eu observo, fico surpresa. Como qualquer outro Sahaja Yogi, ele ficará pulando aqui e ali procurando coisas para ajeitar. E mesmo se Eu realmente uma vez disser “talvez”, ele simplesmente não o faz, simplesmente não o faz. Ele fala: “É isto, está decidido”.

Eu nunca o vi Me pedindo para lhe dar algum tempo para Me encontrar. Nunca. Nem mesmo uma única vez ele disse: “Mãe eu devo vir e vê-La”, nada, nunca. Eu não soube quanto dinheiro ele gastou durante toda a sua viagem. Eu realmente não sei. E Eu estava esperando alguém dizer: “Mãe, nós devemos pagar pela viagem dele”, porque ele realmente gastou todo seu dinheiro. E Eu fiquei feliz por David ter trazido esse ponto para Mim, Eu fiquei muito feliz. Uma coisa Eu sinto é que você não pode pedir por amor, é algo que você não pode fazer. É algo muito difícil, pedir alguém para amar. Mas esse, Eu acho, é o ponto que devemos observar.

Quando você pensa em Shri Ganesha, você só tem de saber que Ele ama tanto a Mãe… que até mesmo com a menor dica, Ele sabe o que Eu quero, Ele sabe. Ele Me conhece tão bem. Ele não é de forma alguma… tão compassivo quanto Eu, porque Ele não pode perdoar… aqueles que tentam Me insultar, Ele não pode. Aqueles que tentam Me enganar, aqueles que tentam ser arrogantes ou egoístas. Ele não perdoa, Ele não acredita nisso. Ele não pode. Ele quer punir. Ele está pronto para punir, muito ansioso para punir pessoas assim. Mas se Eu digo: “Não, poupe-o”, Ele Me ouve. Esta é a Sua qualidade: Ele não consegue suportar qualquer coisa contra Mim, Ele não consegue suportar.

E deixando para Ele, Eu acho, Eu não sei quantos Sahaja Yogis estariam lá. Até mesmo dizer: “Não, Mãe!”, por si só, Ele o corta nesse ponto. Mas Eu não quero que isso aconteça, porque Ele não sabe que você ainda está… precisando de ajuda, atenção e enorme compaixão. Mas você só pode conhecer Sua Mãe através da Shraddha, através da fé. E o que ele diz é verdade. E por que essa fé? Quero dizer, vocês veem milagres todo dia, não apenas hoje. Tantos jogos, tantas peças, tantas coisas acontecendo; como Eu tenho sido capaz de Me expressar lentamente. Eu não quero lhes dar nenhum choque. Portanto, de uma maneira muito bela, Eu tenho tentado trazer o jogo do Divino.

Mas Eu sinto que, mesmo agora, as pessoas argumentam, se Eu digo: “Não, isso não vai dar certo”, “Isto não está bom”. Eu tenho de gastar pelo menos quatro, cinco horas… dando voltas e voltas e trazendo o ponto principal para as cabeças das pessoas: “Não, isso não está bom, não vai lhe ajudar”. Uma vez Eu lhe perguntei: “Como é isso? Você é tão obediente.” O que quer que Eu lhe diga, ele simplesmente pega a dica, ele concordará. Ele disse: “Mãe, uma vez eu aprendi uma lição,” “que foi o meu próprio casamento.” “E a Senhora não disse ‘não’, mas de fato a Senhora me disse:” “‘Se isso o faz feliz’, a Senhora não disse: ‘Isso o fará alegre’.” “E eu aprendi uma lição disso”. Mas nós não aprendemos nossas lições, esse é o ponto. Nós não aprendemos nossas lições, nós argumentamos.

Isso vem do ego. Se nós temos superego, nós tornamos os outros loucos. Como alguém que veio dos EUA e… ele estava simplesmente louco, que ele devia vir e Me ver. E Eu sou tão ocupada, não tenho tempo, vocês sabem disso. Eu tenho de corrigir esse livro, tenho de corrigir aquele livro. Agora nós temos de fazer esse Advento, e aquilo deve ser feito. Eu tenho de cuidar da Minha casa e isso e aquilo. Eu sou tão ocupada. Mas o sujeito realmente os enlouqueceu, que ele devia Me ver. Agora, se você veio dos EUA, isso não quer dizer que você deve Me ver, porque você nunca gastou tempo Comigo.

Eu estou ocupada aqui agora. Quando Eu fui para os EUA, tudo bem. O que é verdade. E nós não nos damos conta de que o que estamos fazendo é que… nós não amamos A Mãe, nós não A amamos. Nós pensamos em nossas necessidades, nossas impressões, nossa fala. É um fato. Como alguém a quem Eu disse: “Certo, fale, você é um bom orador.” tudo bem. A pessoa começa a falar e ela se torna egoísta. Como pode ser?

Se apenas você começar a dar uma boa palestra, você se torna egoísta. Alguém tirou boas fotografias e Eu disse: “Essas são boas fotografias”, ele se tornou egoísta. Você não pode elogiar ninguém nesse país, é a pior coisa. Ele diz: “O Agnya está limpo”. Não sei que tipo de Agnya está limpo aqui. Você não pode elogiar. Quero dizer, Eu tentei ser gentil. Eu disse: “Oh, suas fotografias estão muito boas”. Imediatamente, a pessoa se torna egoísta. Você dá algum trabalho para alguém: “Tudo bem, faça este trabalho, panfletagem”.

Alguém está fazendo isso. Seu ego sobe. O que é isso? Como um balão, não há nenhuma profundidade. Não há nenhuma gravidade. Agora, por quê? Essa é a questão. Ele me perguntou muitas vezes: “Por que isso acontece, Mãe?” A razão é, Eu lhes disse outro dia, Eu acho que eles têm uma fita, vocês podem verificar isso. Mas uma coisa simples é que nós temos vivido uma vida superficial aqui.

Nós somos pessoas superficiais, porque a sociedade é assim, essas máquinas nos fizeram assim, nós temos lido livros, nós temos egos mimados. Nossos antepassados foram e lutaram… em outros países pensando que não havia limite para eles mesmos. Então, tivemos essa guerra. Com a guerra nós também nos tornamos… insensatos ou agressivos ou ficamos com superego. Nós temos bhoots. Nós temos condicionamentos. Todas essas coisas estão presentes. Nós não somos nosso Si genuíno, é o ponto. Portanto, Eu acho que o ser que vai ser iluminado… pelo seu Espírito está coberto com ego. E no topo disso está um brilho desse ser superficial que vocês são.

Então, a Mãe diz, “Tudo bem”, a Mãe fez isso, “Tudo bem”. Eu sinto que nada vai para dentro. Não há nenhum amor. Se você ama alguém, mesmo se a pessoa estiver nas proximidades, em qualquer lugar, você sabe que a Mãe está em Londres. Apenas pense: “A Mãe está em Londres”, apenas pensem. Se vocês Me amam, apenas pensem. Que pensamento feliz é esse. “Ela está na Inglaterra”. É um pensamento feliz. Pensem nessas linhas.

Mas isso não funciona, porque essa coisa genuína, a coisa genuína que está dentro… está coberta com ego ou com superego. Seus bhoots estão no meio. Então o que acontece é que você vive nessa insensatez superficial. Nada vai para dentro. Fica tudo naquele nível. Você pergunta a qualquer um, eles dirão: “Eu estou bem, estou assim”. Por quê? Nada vai para dentro, por quê? Porque o Si genuíno está perdido. O que o vai iluminar você não é sua coisa artificial.

Vocês conhecem a fibra artificial. Se vocês têm fibra artificial, ela não penetra nada. Ela pode penetrar em tudo, mas nada pode penetrá-la. É desse modo que essa coisa artificial está em nós, e nós vivemos com isso o tempo todo. Agora, por que ele falou sobre Maharashtra? Porque as pessoas do Maharashtra não estão expostas à superficialidade. Eles não sabem o que é à artificialidade. As pessoas pensam que… eles são estúpidos, tolos, que eles não servem para negócios, que eles não são bons para isso, que eles não são bons para aquilo. Mas a coisa principal é que o ser genuíno deles… não está coberto com nenhuma insensatez. “Eu sou importante.”

Eu nunca vi Warren se sentir dessa maneira e isso é algo surpreendente. Eu nunca o vi se sentindo que ele é importante, que ele deveria estar próximo a Mim, que ele deveria estar em Minha companhia. Nunca. Nunca nem mesmo Eu o ouvi em algum lugar próximo. Eu tenho de chamá-lo. A menos e até que Eu o chame, ele nunca virá perante a Mim. Ele quer ver se Eu preciso dele, caso contrário, ele não se incomoda. Ele apenas sente que Eu estou próxima. “A Mãe está em algum lugar”. A menos e até, mas se Eu lhe digo: “Warrem, Eu quero…”, onde quer que ele esteja ele correrá e virá.

É um ótimo exemplo para vocês. Estou feliz que exista alguns exemplos desse tipo. Há muitos outros, não estou dizendo que é só o Warren. E depois, se você assumir qualquer responsabilidade na Sahaja Yoga, então você começa a pensar que você é importante, você é um grande Sahaja Yogi. Você fez isso, você pôs a postagem, fez aquilo. Isso mostra o calibre, mostra o calibre. Pessoas em condições absolutamente mórbidas se elevaram tão alto, enquanto pessoas de condições bem normais… estão apenas lá, estão apenas lá. Por quê? O calibre. Agora, todos têm esse calibre.

O que Eu estou tentando dizer é que todos temos esse calibre. Mas não está evidente em todos… devido à quantidade de cobertura que eles têm. Todo mundo tem capacidade para amar, todos têm capacidade. Mas se você se cobriu completamente com artificialidade, você não pode amar. Agora, se você Me perguntar: “Mãe, como amar?”. Quem sou Eu para lhes dizer? Eu os amo, sem dúvida. Eu amo todos vocês. Eu os amo muito. Eu estou preocupada com vocês.

Mas o que Eu percebo é que quando Eu Me preocupo com alguém, essa pessoa começa a tirar vantagens. Eu não Me importo que tirem vantagens. Mas ao tirar vantagem, essa pessoa decai completamente. Se Eu estou preocupada com algo, então alguém pensa: eles imdiateamente começam a pensar que são muito importantes. “A Mãe está tão preocupada comigo”. Agora, tentem entender que esse é o país que é Meu coração. É o Meu próprio coração. E o Sahasrara não é nada além do coração. Vocês notaram como isso já está bem organizado? Que se a Kundalini tem de passar, Ela tem de passar através do Chakra do Coração?

Se seu coração não estiver bem, você não consegue atravessar a Kundalini no Sahasrara. Vocês perceberam isso? Que o Brahmarandhra, a última abertura é no Chakra do Coração? Eu conheço todos muito bem. Há pessoas conosco que são médiuns, Eu sei disso. Mas elas não sabem que irão para o inferno. É uma época muito perigosa que vocês estão. Tomem cuidado. E isso Me faz Me sentir ainda pior quando Eu penso que eles não sabem… em que tempos horríveis seus pés estão balançando. Então não enganem.

Eu sei que a língua inglesa tem seu próprio estilo e coisas. O maneirismo inglês tem seus próprios caminhos, métodos. Esqueçam que vocês são ingleses. Essa é a melhor maneira. Ingleses pensam: “Somos pessoas diferentes, estamos no coração, pessoas maravilhosas.” Na Itália, eu disse a uma jornalista que tinha vindo, uma senhora muito boa. Ela disse: “Mãe, não gostei de uma coisa na frase em que a Senhora disse:” “‘A Inglaterra é o coração’, Agh!” “Como pode ser isso? Horrível”. Ela não conseguia acreditar.

Ela falou: “Somente porque foi a Senhora disse, eu tolerei.” “Mas qualquer outra pessoa dizendo isso, eu não toleraria”. Portanto, até que ponto nós decaímos como ingleses. Vocês devem ver a reputação dos ingleses no exterior. E o avanço que fizemos foi ter alcançado o status de roqueiros punks. Então, quando há uma situação assim em um país, o quão sérios devemos ser sobre isso. Porque esse país vai salvar o mundo… ou vai marcar o mundo porque ele está no Sahasrara. Onde a Mãe deve ser aceita. Onde a Mãe deve ser estabelecida, venerada e adorada. Mas nós temos essa seriedade de entender que nascemos… em uma época onde a responsabilidade é muito maior sobre nós?

Nós não nos damos conta de que nascermos no coração significa… que nossa responsabilidade é muito, muito maior do que de outras pessoas. Pelo contrário: “Nascemos no coração, então somos grandes pessoas”, acabou-se. Há certas coisas que vocês seguem, coisas simples que vão lhes ajudar. Outro dia Eu encontrei alguém que tinha… algo insensato como um Hamsa bloqueado. Eu disse: “Hamsa bloqueado, como você pode ter?” “Você está pondo óleo diariamente? Você está pondo ghee diariamente?” Ele disse: “Não”. Eu disse: “Por quê?” “Uma coisa tão simples como essa, por que você não faz diariamente?” “A Mãe está aqui, Ela cuidará de nós”.

A responsabilidade não é sentida, porque não há nenhuma seriedade em relação a isso, vocês não sabem. O trabalho é grandioso. Vocês podem fazê-lo, vocês têm o calibre. Encarem-se, cada um de vocês. Não é encarar os outros, encarem-se. E Eu percebo, realmente, Eu devo dizer, os italianos, realmente Eu devo dizer, o que o Warren disse é verdade, é verdade. Nós temos Antonio conosco na casa, Eu vejo. Ele é muito diferente de todos os outros ingleses. Ele é muito diferente, ele é tão equilibrado, ele está tão presente. Então, há algumas pessoas, pessoas esquisitas.

Eu tenho visto, elas têm estado conosco até agora. Elas irão e farão esse curso, vão fazer isso, aquilo. É insensatez acontecendo o tempo todo. E uma pessoa assim pode estragar todos eles. Nós temos tantas pessoas estúpidas na periferia… na Sahaja Yoga na Inglaterra. Nós não temos tantos números em nenhum outro lugar na periferia. Nós temos pessoas maravilhosas, assim como… algumas pessoas que são realmente horríveis. Eu estava tentando fazer uma lista negra, em todos os lugares e tivemos o número máximo na Inglaterra. Número máximo na Inglaterra. Agora, quando Eu estou indo e deixando vocês aqui, Meu coração realmente aperta às vezes, porque Eu sei que vocês… ainda não estão maduros o suficiente.

Mas por que não estão maduros? Porque não há nenhuma seriedade em relação a isso. Então eles virão: “Nós precisamos de um líder, de alguém”. Por quê? Por que vocês querem alguém que bata em suas cabeças… o tempo todo para lhes dizer coisas como essa? Com sua própria dignidade, por que não se elevar? Agora que Eu estou indo, todos vocês têm de trabalhar isso. Então, quando vocês vão para Índia, até mesmo os indianos dizem… que os ingleses são os piores. Existe o certificado. E vocês tem de ser as melhores pessoas, melhores até mesmo que os australianos.

Eles são tão simples. Porque agora estamos no Sahasrara, trabalhando no Sahasrara. Vocês percebem? Por que Eu tenho de dizer todas essas coisas? Porque vocês nasceram, vocês nasceram nesse país. Vocês são as pessoas. Mas o que quer que Eu diga é: “A Mãe fala muito bem.” “Vamos fazer uma fita. Ótimo. Muito bom de ouvir.”

“É um ótimo entretenimento, sabem? A Mãe está falando.” “Ela fala muito bem.” Nada vai para dentro. Não vai, é como um plástico por cima. Uma cobertura completa de plástico. Então, temos de aprender certas coisas. Algumas coisas são como o Vishuddhi Chakra. Agora, os ingleses não falam, mas eles movem muito a cabeça. Se eles falam sim, eles ficam dizendo: “Sim, sim, sim, sim, sim.”

O tempo todo seus pescoços estão se movendo. Quero dizer, eles têm pescoços longos, e devem ficar movendo seus pescoços o tempo todo. Não há nenhuma necessidade. Por que dobrar tanto o pescoço? Mesmo que eles digam algo: “Sim, sim, sim, sim”. Por exemplo eles dirão: “O programa de hoje foi muito bom.” “Sim, sim sim”. Eles mesmos se certificando. Mas eles não veem porque eles não querem ver, esse Vishuddhi Chakra. Vocês não falam porque quando falam, coisas horríveis saem.

Então, vocês ficam com tanto medo de falar que simplesmente não falam. Mas falem com vocês mesmos no espelho, falem com vocês mesmos. Vejam como vocês podem respeitar, como podem ser gentis, como vocês podem ser bons. Mas não. A prática é mais de sarcasmo, mais de falar coisas rudes, coisas horríveis. E é isso. Deveria ter, Eu sei que é um talento, deveria ter uma coisa bela, não deveria ser um sermão sério, não. Mas digam algo doce e gentil. É tão evidente quando Eu digo algo gentil. Como outro dia, nós estávamos na… França e Eu disse a Guido: “É melhor você falar em italiano e alguém deve traduzi-lo”.

No caminho, Eu só fiquei pensando: “Quem traduzirá Guido?” “Porque alguém que saiba francês e italiano bem. Quem fará isso?” E quando Eu entrei no hall Eu vi Ruth, parada ali com seu microfone. Eu não a tinha visto, não sabia que ela estava lá. Ela tinha vindo todo o caminho. E todo o caminho, ela correu de lá… e agora estava segurando em sua mão o microfone, e ela está segurando forte. Meu coração ficou tão grande. E Eu realmente senti vontade de abraçá-la. E os olhos falaram o que Eu senti.

A maneira como ela veio, ela estava lá. Eu estava preocupada com quem iria traduzir e lá estava ela. Entendem? Eu também recebo ajuda assim. Quando as pessoas Me amam, Eu sei que Eu recebo ajuda. Mas se elas não Me amam, há obstruções, problemas, isso, aquilo. Você fica tão farto que não quer vê-los, às vezes isso acontece. Mas se há amor, toda a comunicação funciona através do amor, desse amor sutil. Todo o éter tem esse amor sutil, toda matéria tem esse amor sutil, tudo tem. E a coisa toda vai em ondas e você apenas recebe a mensagem.

Mas se vocês não estão nesse ponto de recepção… ou se não estão presentes, nada funciona, nem vocês, nem Eu. É algo mútuo, Eu os ajudo, mas vocês Me ajudam também. O que sou Eu é você. Mas vocês não estão nesse nível, porque vocês estão na superficialidade. E também por causa dessa superficialidade, vocês não são coletivos. Mas o senso de coletividade é muito, muito enganoso, também temos de entender. Algumas pessoas começam a formar grupos… e acham que estão sendo coletivas. Formar um grupo é um sinal do comportamento mais não coletivo. Mas eles pensam: “Temos sido muito coletivos, temos sido muito bons”. “Pessoas muito felizes”.

Então, o que Eu tenho de lhes dizer é: entendam a sua responsabilidade. Vocês estão no escritório central. No escritório central. E as pessoas que não estão no escritório central estão se saindo… muito, muito melhores do que vocês. Então, todo o escritório tem de entrar em colapso. De repente há notícias de que alguém está brigando com alguém. Novamente ele volta para seu si normal. Só na Inglaterra. Ele é possuído novamente, novamente ele é liberado, novamente é possuído, novamente ele fica limpo, novamente ele é possuído. Porque não há seriedade em relação a isso.

A fé, que é séria, lhes dá reverência. Dá-lhes um sentimento de felicidade, mas há reverência. Você ama essa referência, você desfruta essa reverência. “A Mãe está por perto.” “O que estamos fazendo? Onde estamos?” E este é o primeiro sinal, é o primeiro sinal… de que você está se dando conta de quem é sua Mãe. Primeiro sinal. É muito fácil apenas pular dentro disso, exatamente como seu despertar da Kundalini, Eu posso lhes dizer. E os americanos, vocês sabem, são pessoas rápidas.

Eu soube que se eles começarem, eles têm apenas de começar, este é o ponto. Eu sei disso. Os americanos apenas têm de começar e eles dispararão. E eles disparam muito rápido, eles têm velocidade. Se eles tomarem velocidade, vocês devem saber… do que eles são capazes. Existe outro que está indo muito bem, o qual Eu devo lhes dizer, é Munique. Eu não queria ir lá. Havia uma mulher polonesa estúpida, ela Me contou tudo de errado… sobre as pessoas de Munique. Então Eu pensei: “Se essa é a amostra é melhor Eu não ir”. Então, Eu senti as vibrações.

Tremendas vibrações. E a seriedade com a qual eles estavam Me ouvindo, a intensidade. Como se houvesse uma aula de matemática… ou algum tipo de aula de ciência em que Eu estivesse falando. Com completa atenção, nem mesmo piscando. Absorção absoluta de cada palavra que Eu estava falando. Eu fiquei impressionada com aquelas pessoas. E assim que os alemães entrarem na Sahaja Yoga, Deus salve todos vocês. Eu posso lhes garantir, vocês não podem chegar ao nível deles, porque eles se construíram assim, são pessoas fortalecidas, são pessoas disciplinadas. E quando eles vierem para a Sahaja Yoga, vocês verão o que irá acontecer. Portanto, todo esse negócio de “amor meloso” e esse tipo de, o que vocês chamam, isso, Eu não sei a palavra em inglês, do que vocês chamam.

Insipidez é diferente. O que Eu estou dizendo é uma pessoa que não está nem aqui nem ali, o tempo todo oscilando deste jeito. Lecha-pecha como chamamos em hindi. E também Me dizendo: “Eu estou assim”. Toda essa insensatez. Quantos serão deixados de fora? Eu não sei. Então, se Eu disser alguma coisa, apenas saibam que Eu sei o que é. Eu sei o que irá acontecer. Mas vocês não aprenderão suas lições. Eu sei.

Se Eu disser para alguém: “Não retorne”, ou “Fique atrás”. Aquela pessoa aprende, no final: “Esta era a coisa certa, a Mãe disse isso”. Mas quantas vezes? Esse é o ponto agora. Portanto, agora Eu estou indo embora. Eu quero lhes dizer que todos nós temos de ser pessoas sérias. Qualquer erro que tenham cometido, esqueçam. Sejam pessoas sérias. Aqueles que são egoístas, que estão tentando formar grupos, são médiuns, que falam como pessoas estúpidas, tentando organizar programas… de uma maneira estúpida, dando grandes palestras, devem voltar ao normal agora, nada mais a fazer. Sejam sérios.

Nós temos de estar alertas. Aqueles que dormirem agora irão perder, completamente. Eu devo lhes advertir. É importante. O tempo é curto. Vocês são pessoas importantes, não há dúvida sobre isso. Mas se vocês são inúteis, estarão perdendo suas posições completamente. No dia em que Eu estou pensando em ir à Índia, para uma Mãe, Ela está mais preocupada com pessoas que ainda não estão lá. Ela está sempre preocupada. Como um barco que está indo, têm muitas pessoas no barco bem acomodadas, mesmo da Inglaterra.

Mas têm muitos ainda metade submersos indo para cima e para baixo. Você não está preocupada com as pessoas que estão no barco, mas está preocupada com as pessoas que ainda estão no meio do caminho. E essa preocupação está em Minha cabeça. Eu sou séria. O clima é sério. O tempo é sério. Como choveu e choveu e choveu hoje. Toda a natureza está preocupada. Não pensem que apenas por serem instruídos, não instruídos, terem vindo desse tipo de vida ou daquele, não há nada importante, o Espírito está acima de todas essas coisas. Mas para fazer o Espírito brilhar, para trabalhar em seus nervos, esse resplendor tem de ir embora, caso contrário nunca irá funcionar.

O que quer que façam, devem Me agradar, é um dos caminhos. Devem Me agradar. Esse é um dos sinais. Então, como fazemos isso? Coloquem-Me em seu coração. Apenas tentem Me colocar em seu coração, é muito simples. Eu estou diante de vocês agora. Eu estou em pessoa. Hoje Eu estava tentando dar a realização para um de Meus parentes. E Eu disse: “Não feche seus olhos”.

Ele disse: “Não, eu não vou olhar para Sua face, porque quando eu A vejo,” “eu sinto que a Senhora é minha Tia.” “Mas eu estou apenas olhando para Seus Pés,” “de modo que eu não sinta mais que a Senhora é minha Tia.” “A Senhora é grandiosa e a Sua face me coloca em ilusões.” Ele podia ver que é uma Mahamaya. Ele disse: “Apenas para Seus Pés eu olho.” “E através de Seus Pés somente,” “eu posso superar essa barreira, esse sentimento.” Da mesma forma, quando Eu sou Mahamaya, Eu sei que sou, Eu tinha de ser. Mas vocês têm de colocar Meus Pés em seu coração. Apenas Meus Pés em seu coração. Porque foto, face, tudo pode ser uma ilusão.

Pode ser que ao verem Minha Face, vocês não superem suas barreiras. Dizer: “Eu devo ver a Mãe, eu devo fazer isso.” “A Mãe deve vir para minha casa, Ela deve comer em minha casa.” “Ela deve visitar minha casa”, tudo isso é tão estúpido, Eu não consigo entender qual o problema dessas pessoas. “Mãe por favor venha ao meu coração.” “Deixe-me limpar meu coração de modo que a Senhora esteja lá.” “Coloque Seus Pés em meu coração.” “Permita que Seus Pés sejam venerados em meu coração.” “Não me deixe estar em ilusões.” “Tire-me das ilusões.”

“Mantenha-me na realidade.” “Retire o brilho da superficialidade.” “Permita-me desfrutar Seus Pés em meu coração.” “Permita-me ver Seus Pés em meu coração.” Somente pessoas assim. Até mesmo Brahma, Vishnu, Mahesha fizeram isso. Então vocês não acham que vocês têm de fazê-lo? Então, tornem-se humildes. Tornem-se humildes em seus corações. Tornem-se humildes em seus corações, desfrutem sua humildade, desfrutem suas virtudes.

A maior virtude de um Sahaja Yogi é a sua humildade. Agora, muitas coisas vocês viram para lhes convencer. Mas de forma alguma isso pode significar qualquer tipo de sujeição, porque qual sujeição vocês podem Me dar? Pensem nisso. Quando toda sujeição é uma bênção, que sujeição vocês estão dando? Cada sentimento no coração é uma bênção. Agora mesmo vocês sentem e sentem a alegria, em seu coração. Então, qual é a sua sujeição? Sobre o quê? Eu posso entender pessoas que são novatas, que são inúteis, mas vocês não estão na periferia.

Mas alguns deles de fato vão para a periferia muito rapidamente. Você lhes dá algum trabalho, acabou-se. Se Eu sou gentil com alguém, acabou-se. Se Eu vejo alguém, acabou-se. Quero dizer, isso é demais. Eu não posso nem mesmo ser gentil com vocês. Se vocês cometem algum erro ou qualquer coisa assim, então vocês bloqueiam seu Vishuddhi Esquerdo. Você cometeu seu erro, tudo bem, acabou-se. Você Me ama. Talvez haja algo de errado com o amor… ou talvez alguma coisa aconteceu, não importa.

“Agora,” “eu serei cuidadoso, não cometerei nenhum erro.” “Como pude cometer esse erro? Porque eu não estava amando completamente.” “Se eu amasse, eu não teria cometido esse erro.” Tudo bem, então desenvolva seu amor. Não. Você fará: “Eu me sinto culpado porque fiz tal coisa.” Então você perde isso e aquilo, ambos. Então seu erro se torna uma barreira novamente. Não se sintam culpados sobre isso, nós temos de progredir ainda mais.

Esqueçam o passado, esqueçam o passado, esqueçam o passado. Nós temos de ir mais adiante, nós temos de ser pessoas sérias. Quando falamos, nós devemos falar com essa dignidade dessa reverência. Isso é muito importante. E uma vez que vocês desenvolvam essa reverência, seu Ekadesha desaparecerá. O Ekadesha desaparecerá, apenas pensem na reverência. Vejam o silêncio, a alegria e alegria da reverência, é profunda, muito profunda, como um oceano. O oceano em um nível superficial é muito turbulento, mas no interior é silencioso, absolutamente silencioso. Sintam essa profundidade. Sem reverência, você não pode mergulhar.

Eu às vezes até falei um pouco alto, algumas coisas para Warren, Eu sei, nunca, nunca é sentido. Mas com algumas pessoas Eu nunca disse, porque… Eu sei que a pessoa não vai aceitar isso vindo de Mim. Mas ele nunca sente que Eu falei algo errado… ou para feri-lo de alguma forma. Este é o sinal de completa reverência. E é apenas um pouquinho de penetração, um pouquinho de penetração. Esqueça a autoimportância. Esqueça a grandeza que você pensa de si mesmo. Quando você se torna o zero, então você se torna Nirmala. Enquanto você for como um copo, você é pequeno. Quando os limites do copo são quebrados, então não existe mais um copo.

E é isso que Eu devo lhes dizer hoje. Hoje é o décimo primeiro dia. E dez dias, dos quais nove foram períodos de lutas. O décimo dia é o período da vitória. Agora, o décimo primeiro dia é o de alegria. Mas como as pessoas que não têm esta reverência podem desfrutar? Eu não consigo entender. Porque o Ekadesha forma a barreira. E vocês sabem qual é a barreira do Ekadesha. Sinta a reverência e você mergulhará profundamente em seu coração.

Profundamente em seu coração. Porque vocês estão em um ponto, onde vocês apenas devem ter a gravidade para mergulhar. Trabalhando, tentem manter isso. Lentamente e lentamente, todos vocês chegaram até um ponto, a única coisa agora é desenvolverem sua profundidade. Mergulhem profundamente. Eu sei que existem pessoas frívolas, elas sairão rapidamente. Não se preocupem com elas. Eu sei o que as pessoas estão fazendo, como estão se comportando. Eu conheço todos vocês, muito bem. Cada um de vocês.

Portanto, respeitem seus corpos, respeitem a si mesmos, mantenham seu Hamsa bem, pelo menos. E Eu tenho certeza, se vocês se tornarem sérios em relação a isso. Vocês precisam de um entendimento sério sobre a coisa toda. Isso é o que está faltando, porque se você ama alguém, a coisa inteira se torna uma inteira possessão, algo do tipo. O ser inteiro está tão seriamente envolvido nisso… que você não pode se permitir perder nada. E é isso que vai ajudá-los. Mas seriedade nunca significa que você não está desfrutando. A alegria é tão profunda, está derramando no coração. Eu brinco com vocês. Eu sempre tento dizer coisas que irão agradá-los.

E deveria agradá-los muito mais o que Eu disse hoje, que é como alcançar sua profundidade. Alcançar essa gravidade que irá torná-los os gurus. Hoje eu tive de falar com vocês como um Guru, porque Eu sinto que agora chegou a hora para todos vocês… se tornarem gurus do tipo certo. Não com egos ou se vangloriando… e criando um grande, um tipo de show a partir de vocês. Mas uma profundidade definitiva dentro de vocês, de modo que as pessoas vejam que “aqui está um grande farol da Mãe”. E é tão fantástico. A coisa toda é tão fantástica, ser isso. Isso é o que os gurus costumavam fazer antes de mais nada. Limpar as pessoas, purificá-las, remover suas barreiras, fazê-las retirar seus egos pendurando-as, colocando-as no topo de um poço, descendo-as cinco, seis vezes, mergulhando-as. Eles faziam tudo isso para quê?

Mas agora vocês podem fazer isso porque Eu estou diante de vocês. Porque Eu vim. Essa é a razão. Entendam o que Warren tão corretamente falou. Vocês podem dizer: “A Mãe estava trabalhando através dele”, talvez. Mas Eu sempre trabalho através de vocês se vocês estão unos Comigo. Mesmo quando Eu estou falando, vocês estão falando. E quando vocês estão falando, Eu estou falando. Vocês sabem disso. Mas com tudo isso, essa reverência é muito importante.

E isso lhes dá o amor que pensa. Completa integração entre seu coração e seu cérebro. O amor que pensa é ponderado, o amor que pensa. E então, a terceira integração: o amor que age. Mas primeiro, essa integração deve ser trazida. O amor que pensa, que entende, que sente. E então, o amor que age. Mas o básico é o amor. Ele começa do coração. É o amor.

Eu acho que é melhor vocês pegarem Minha fita hoje e ouvi-la, meditar. Meditem nisso. Eu quero ver Meus filhos na Inglaterra desenvolverem a profundidade. Na linguagem, na palestra, nos sentimentos, na expressão, na personalidade. É somente a reverência que fará isso. Mas a reverência que não é assustadora, mas sim a reverência que é doadora de alegria. Essa é a integração disso. Reverência que é doadora de alegria, não é assustadora. Abram seus corações. Não significa que você deva ser frívolo.

Com todo o cuidado. Vocês viram o lótus se abrindo? O quão belamente ele se abre. Lentamente, cada pétala, tão cuidadosamente para não se baterem. Lentamente ele se abre. E então a fragrância começa a verter, da forma mais digna. Uma flor assim somente pode ser oferecida… aos Pés de Lótus da Adi Shakti, não é?

Que Deus os abençoe. Que Deus os abençoe.