Puja de Páscoa

Shudy Camps Park, Shudy Camps (England)

Feedback
Share

Puja de Páscoa, Shudy Camps, Inglaterra, 03.04.1988

Hoje nós estamos aqui para celebrar a Ressurreição de Cristo. A Ressurreição de Cristo… tem o maior significado para todos os Sahaja Yogis. E nós temos de entender que Ele ressuscitou… de modo que nós pudéssemos ter a ressurreição. A mensagem de Sua vida é a Sua Ressurreição e não a Sua cruz. Ele carregou a cruz para nós e não temos de carregar a cruz nunca mais. Eu vejo muitas pessoas tendo este drama acontecendo: elas estão carregando a cruz… para mostrar como se: “Nós iremos fazer o trabalho para Cristo.” Como se Ele tivesse deixado algum trabalho para ser feito… por essas pessoas que interpretam um drama. Mas todo esse drama é para enganar você e enganar os outros. Não há nenhum sentindo em interpretar coisas tão inúteis… para mostrar como Cristo sofreu. Cristo não sofreu para fazê-los lamentar e fazê-los chorar. Ele sofreu para que vocês desfrutassem, para que vocês ficassem felizes, para que vocês levassem uma vida… de completa bem-aventurança e gratidão… ao Todo-Poderoso que os criou.

Ele nunca gostaria que vocês fossem infelizes. Qual pai gostaria que seu filho fosse infeliz? Assim, nós temos de entender a mensagem de Sua vida, por que Ele veio nesta Terra… para fazer o mais importante trabalho que é esse da ressurreição. Se Ele não tivesse ressuscitado, Eu não poderia ter feito a Sahaja Yoga dar certo. Portanto, nós temos de ser eternamente gratos a Sua vida… e a Ele, pelo modo como Ele fez… todas essas tarefas difíceis, assumindo para Si mesmo. Isso nós não podemos fazer, nós seres humanos não podemos fazê-lo. É somente Ele, sendo o Divino, Ele sendo o Om, Ele sendo o Logos, Ele sendo o Brahma, que poderia fazê-lo. Mas agora, todos vocês ascenderam. Eu posso ver em suas faces, Cristo escrito em letras grandes em suas faces. Está belamente brilhando em seus olhos e cintilando.

Ele está presente dentro de nós, em nossos corações, em nossos olhos, e Ele ressuscitou… e Ele ressuscitou vocês também. Mas agora, é para vocês darem a ressurreição às outras pessoas. Vocês podem dar a ressurreição às outras pessoas, esse é o poder que vocês obtiveram através Dele, talvez, ou através da Kundalini de vocês. Mas vocês têm esse poder de dar a ressurreição às outras pessoas, mas a coisa mais importante: você tem de ser forte como Cristo, como Ele obedeceu Sua Mãe e como Ele obedeceu… todas as demandas de Sua vida. Como Ele estava comprometido… e como Ele Se dedicou a essa única tarefa. Ele não se preocupou quanto a desenvolver Seu lado monetário… ou se tornar algum tipo de funcionário importante… ou se tornar um outro grande cavaleiro ou um nadador… ou escalar os Alpes, algum tipo de coisa assim. Ele não tentou todos esses truques e não tentou… correr atrás de todas essas coisas que… às vezes nos tornam totalmente loucos. O que Ele fez foi estabelecer Sua identidade… como o próprio Brahma, como as vibrações Divinas, as quais Ele estabeleceu. E o que vocês têm de fazer é se estabelecerem… como pessoas que tiveram a ressurreição, como almas realizadas, como Sahaja Yogis. E isso vai ser muito fácil.

Agora, tudo é tornado fácil para você: sua Realização, depois seus poderes, tudo… belamente estabelecido dentro de você. Isso tem dado certo tão belamente, lentamente e firmemente. Eu não acho que Eu já tentei forçá-los a fazer alguma coisa… ou os compeli a fazer algo. Mas através de sua própria ascensão, você pode ver… o que está errado em você ou nas pessoas… sobre as quais estamos falando. E então você também pode saber através de todos esses poderes… tudo que deve ser conhecido. Tudo que é desconhecido pode ser seu, tudo. Mas a atenção deve estar em direção a sua ascensão, ao estado. Agora, a ascensão não é algum tipo de processo físico. Não é que você suba algumas escadarias. Ela é um estado, é um estado de sua personalidade.

E nisso, onde Eu sempre digo – com licença, eu acho que… O Sol está mostrando seus resultados. Vejam como o Sol Me ouve. Você pode Me ajudar um pouco a tirar as coisas? Obrigada. Está muito quente para Mim, Eu não sei quanto a vocês. Ele está apenas Me repreendendo. Eu esqueci de lhes falar sobre o Sol, então Ele só está Me incomodando, então é melhor falar. Eles estiveram falando durante o último ano, nós estávamos pensando em vir para cá para este puja. E Eu estava muito desejosa para termos o Puja de Páscoa aqui, mas as datas não eram muito adequadas, porque naqueles dias, a lua estaria minguante. Então Eu pensei: “Como Eu farei isso sem a lua?”

“Nós temos de ter a lua presente, é importante.” Então Eu pensei: “Nós o faremos em algum momento mais tarde.” E de repente aconteceu de Eu ter de vir para cá, felizmente Eu estava aqui. E então na televisão, durante a semana passada, eles ficaram falando que iria chover pesadamente, que iria estar muito nublado… e a temperatura iria ficar muito ruim… e iria haver chuvas muito, muito pesadas. E repetidas vezes, toda noite, o tempo todo eles anunciaram… que o tempo estava parecendo ainda pior, o tempo todo. Então Eu pensei: “Agora, o que fazer?” Se você pedir para as nuvens saírem, você tem de ter… uma brisa colossal e isso pode estragar a tenda de vocês. Então de um modo ou de outro, Eu apenas falei para as nuvens: “É melhor moverem-se para Newfoundland,” “lentamente, firmemente, não em grande velocidade.” E elas fizeram isso. E então o Sol, que estava muito brilhante, saiu.

De manhã cedo, Eu o vi, vermelho como Meu sari, Ele estava tão bonito. E todos vocês estavam dormindo, mas Eu estava acordada muito cedo. E Eu estava assistindo a forma como Ele se elevou, exatamente como Meu bindi, Ele se elevou. Eu O vi e disse: “Olhem para o Sol.” “Como é obediente, como é dedicado, como é belo.” “Seja o que for, hoje é o Puja da Mãe,” “você tem de ter luz apropriada,” “você tem de ter temperatura apropriada.” “Então olhem para o céu, olhem para tudo.” E então gradualmente, Ele ficou rosa como suas faces. É lindo. Ele ficou rosa, belamente rosa e então agora Ele está brilhando.

Sinto muito, Eu deveria ter dado… todo o tributo ao Sol, pelo modo como Ele agiu. Então é por isso que Ele está Me incomodando um pouco, para Me lembrar. Assim, como vocês sabem, o Sol é o Agnya Chakra. Cristo reside no Sol. E no corpo, no ser, Ele é o Espírito. Quando Ele é o Espírito, Ele é a lua. E quando Ele atua no Agnya, Ele é o Sol. Agora, nós temos visto em Sua vida… que Ele era totalmente, perfeitamente imaculado. Ele não tinha nenhum defeito. Ele era uma personalidade perfeita.

“Então, por que Ele quis ressuscitar? “, alguém pode perguntar. O que aconteceu em Sua época foi a Ressurreição. A Ressurreição Dele é como construir o caminho… através do Agnya Chakra para todos vocês o atravessarem. Ele era como o portão, ou devemos dizer, Ele era Aquele que abriu o portão para todos vocês. Porque Ele era tão perfeito, Ele não tinha nenhum problema como nós temos… em nossos chakras, nossa Kundalini. Ele não tinha nenhum problema, mas Ele era… a completa compaixão na natureza das vibrações, as vibrações se tornaram completa compaixão. A tal ponto que mesmo quando Ele ressuscitou… e mesmo antes, quando Ele foi crucificado, Ele disse: “Oh Deus, Pai, por favor perdoe essas pessoas,” “porque elas não sabem o que estão fazendo.” Tamanho perdão, tamanha compaixão. E a Mãe teve de assistir tudo aquilo, ficando em silêncio, porque aquilo era o jogo, era a tarefa que alguém tinha de fazer.

Ele teve de interpretar o Seu jogo e Ele o interpretou tão bem. Então agora, quando falamos sobre Cristo, nós temos de lembrar de uma coisa: Ele fez tudo aquilo por nós, agora, o que vamos fazer por Ele? Ele é o padrão que temos de seguir. Vamos supor, se este é o padrão que nós temos de seguir, então não é que carreguemos a cruz em nosso ombro. Esse não é o padrão que você tem de seguir. Muitas pessoas pensam que porque Ele carregou a cruz, nós podemos carregar a cruz. Qualquer um pode carregar a cruz. Na Índia, se você der cinco rupias a um carregador, ele pode carregar uma cruz. O que há de tão grandioso em relação a isso? O que há de tão grandioso em carregar uma cruz em seu ombro?

Não é nada grandioso. Qualquer pugilista pode fazê-lo, qualquer um pode fazê-lo. Esse não é o ponto. O ponto é: nós temos de carregar o trabalho de Cristo, da ressurreição. É disso que temos de estar conscientes. Nós temos de entender… a importância de nosso ser, de nossas vidas, como Cristo compreendeu que Ele veio para esse grande trabalho aqui. E embora Ele tenha vindo como um ser humano, embora Ele tenha vindo como um filho normal de uma carpinteiro comum, embora nesta Terra, Ele tivesse um corpo… e Ele tenha vivido como os outros seres humanos, ainda assim Ele sabia o que Ele tinha de fazer. Ele sabia o que Ele tinha de alcançar e Ele o alcançou. Eu acho que a tarefa Dele era a mais difícil, a qual Ele alcançou e Ele a proveu tão bem… que hoje nós estamos tendo todos os benefícios disso. Agora, vamos ver se temos feito algo pela Sahaja Yoga ou não.

Todos nós devemos nos examinar: o que temos feito pela Sahaja Yoga? Não quero dizer carregar a cruz. Algumas pessoas pensam que quando elas viajam na Índia… e se elas carregam a bagagem das pessoas, elas estão carregando a cruz de Cristo. Essa não é a maneira. É algo muito, muito sério que temos de pensar sobre. E esta seriedade é: até que ponto alcançamos esse estado? Para isso, o que temos feito? E uma coisa simples Eu tenho pedido a todos vocês: vocês têm de meditar todo dia, todos vocês têm de meditar todo dia. Mas de um modo ou de outro, ninguém tem tempo para meditar. Nós temos esses relógios apenas para saber que… nós temos de meditar, para nada mais.

Nossas vidas são para a meditação. Você não precisa gastar todas as suas 24 horas, mas você tem de meditar. Todo dia você deve meditar. Se você meditar, seus filhos meditarão. E a meditação é uma coisa tão simples para você, tornada tão fácil que todos os elementos, você pode ver, trabalham isso. Todos os seus chakras são feitos de diferentes elementos… e quando você limpa com diferentes métodos, quero dizer, você conhece todos os métodos e técnicas da Sahaja Yoga, com isso, quando você limpa esses chakras, quando você os limpa, você fica totalmente livre, totalmente nesse estágio onde você tem de estar. Mas se você não faz nem mesmo esse tanto, que é meditar, vai ser muito, muito difícil para Mim… e para você alcançar aquilo para o qual você veio nesta Terra. É uma tarefa enorme que Eu assumi, Eu sei disso, mas Eu sei como fazê-lo, e você também sabe como fazê-lo. Mas o problema é que você fica emaranhado… em seus diferentes condicionamentos. Agora, a esta altura, vocês devem ter percebido que todas essas… assim chamadas religiões em nome de alguém, quer seja em nome do Islã, em nome do Cristianismo, em nome do Hinduísmo, em nome do Sikhismo, tudo isso é falsidade, Não há nenhuma verdade nisso.

Todos eles tentaram usar isso para seus próprios propósitos. Há somente uma verdade e é esta: todos esses grandes profetas e todas essas grandes encarnações… vieram a esta Terra para a ascensão de vocês e não para estabelecer… essas religiões que só estão interessadas em dinheiro. Nessas religiões também, você perceberá que há pessoas… que são ou canal esquerdo ou canal direito. Há algumas religiões que pregam: “Você deve ser muito, muito estrito, você não deve fazer isso,” “não deve fazer aquilo, não deve beber,” “não deve fumar.” Há algumas que dizem: “Você não deve casar, você não deve olhar para as mulheres,” “você não deve olhar para os homens”, todos os tipos de restrições. Mesmo no Hinduiísmo, você ficará surpreso, há muitas restrições. Se você vir a quantidade de superstições que existe… e que são criadas pelos brâmanes na Índia, você ficará chocado. Para tudo, há uma superstição: se você andar com a mão esquerda para frente, significa isso; se você andar com a mão direita, então significa isso; se você se sentar assim, significa isso. Tudo. Eles transformaram o ser humano em uma máquina… e não há nenhuma espontaneidade em relação a isso.

Todos os tipos de absurdos existem no Islã também. Mas quando os encontramos em um lugar livre… como a Inglaterra, onde há completo canal esquerdo, onde você pode fazer o que você gosta, mas ainda assim você é um cristão. Se você bebe, tudo bem; se você tem dez esposas, tudo bem; se você tem 15 amantes, tudo bem. Qualquer coisa que você faça está certo contanto que você vá a igreja… e dê dinheiro. Então não há nada, especialmente para os protestantes, que é a religião em que nasci, onde tudo é permitido. Agora, quando chegamos a esse tipo de coisa, o que é a religião cristã, então chegamos a isto: se você lhes perguntar pelo trajeto, eles lhe dirão qual caminho seguir, isso é o Cristianismo, está chegando a esse limite. Agora, todas essas religiões ou são condescendentes… com o canal direito ou com o canal esquerdo. Algumas pessoas gostam do canal esquerdo… e algumas pessoas gostam do canal direito. Eu lhes contarei a história de um padre, Eu fui vê-lo na Rússia. Eu acho que já contei isso a algumas pessoas antes.

Eu fui à Rússia e os russos me perguntaram: “O que a Senhora gostaria de ver?” Então Eu lhes disse: “Eu gostaria de ir e ver algumas igrejas.” Então eles disseram: “Tudo bem, muito bom, nós A levaremos a uma igreja.” Então eles Me levaram a uma igreja e ela estava nos arredores… dessa Igreja Ortodoxa Grega, e uma Ordem Negra, que supõe-se ser a mais elevada. Eu não sei como eles a chamam. Então nós entramos e o padre disse: “Tudo bem, sinto muito, hoje não podemos Lhe oferecer carne,” “porque estamos de jejum, mas nós almoçaremos.” Então nós tivemos um almoço suntuoso e tudo mais. Mas o padre só ficava ocupado bebendo, porque era jejum, então beber é permitido, de acordo com eles. Então ele ficou bebendo e bebendo e bebendo. Ele bebeu tanto que esqueceu que estávamos lá.

Nós éramos considerados VIPs, ele simplesmente se perdeu na bebida. Então nós pensamos: “É melhor termos agora uma retirada honrosa.” Então nos levantamos e saímos daquele lugar e aquele sujeito… nem mesmo veio se despedir de nós. E aqueles funcionários, os funcionários russos não beberam e não fizeram nada, e eles ficaram rindo e rindo. Ele disse: “Vejam, isso é o Cristianismo. É por isso…” “que não quisemos adotar o Cristianismo.” Então Eu disse: “Mas vejam, isso não é Cristo.” Eles disseram: “Isso é verdade,” “mas o que essas pessoas estão dizendo, isso é Cristianismo?” Eu disse: “Não é.” Agora, aquele senhor supunha-se ser… a pessoa mais elevada na espiritualidade vivendo na Rússia.

Então eles Me contaram uma história sobre os czares. Os czares queriam ter uma religião, porque eles pensaram: “Todo mundo tem uma religião,” “não temos nenhuma religião, devemos ter uma religião.” Então eles mandaram buscar algumas pessoas… e as pessoas que se apresentaram eram católicas, primeiramente. Então os católicos disseram: “Tudo bem,” “você pode beber na religião católica.” Eu não sei como eles tiveram essa ideia, mas tudo bem. “Na religião católica, você pode beber, mas você não pode ter…” “mais do que uma esposa.” O czar disse: “Não, isso não é possível.” “Nós temos de ter muitas czarinas para diferentes propósitos.” “Então não podemos ter essa religião.” Então eles a cancelaram.

Então depois o Islã, naquela época Eu acho que não havia… nenhum hindu disponível, graças a Deus. Eles receberam o Islã, os muçulmanos foram e disseram: “Não, tudo bem,” “você pode ter cinco esposas, tudo bem, mas você não pode beber.” Eles disseram: “Isso é impossível.” “Como podemos seguir o Islã? Isso não é possível. Então a cancelem.” Então esses ortodoxos – ortodoxo, a palavra “ortodoxo”, lembrem-se disso – eles vieram. Eles disseram: “Não, nós estamos exatamente no centro.” “Não nos importamos de você beber,” “não nos importamos se você tiver muitas esposas, não nos importamos.” “A única coisa é que você tem de nos pagar bem.”

Os czares disseram: “Tudo bem, está é boa, vamos ter essa religião.” E é desse modo que eles têm essa religião lá. Assim, essa é a situação da religião hoje. Todas essas religiões se tornaram meio que… estátuas deformadas, inúteis. Assim, agora, a religião interior dentro de nós é o Dharma Sahaja, que tem de ser seguida totalmente. Agora, Eu falei na Índia que agora todos vocês se tornaram Sahajas. A história é assim: havia um aldeão que se tornou cristão. Então ele foi para Allahabad para se tornar cristão. Então ele lhes falou: “Vocês têm de me dar um nome importante,” “porque agora eu sou saheb, me tornei um inglês, então é melhor…” “me darem um nome importante.” Eles disseram: “Qual nome você quer?”

Ele disse: “Deem-me o nome de Alexandre, o Grande.” Então eles o chamaram de Alexandre. Mas o nome dele era Blondie. Seu verdadeiro nome indiano era Bhoora, então eles o chamaram… de Alexandre Bhoora. Então o Sr. Alexandre Bhoora foi a Allahabad… e foi ao Rio Ganges para tomar seu banho. Então o padre disse, o pastor, ele disse: “Você não pode fazer isso.” Ele disse: “Por quê? Por que não posso fazer isso?” Ele disse: “Não, você não pode ir e tomar banho no Rio Ganges,” “porque a cristandade desaparecerá.” Se ele for e tomar um banho no Rio Ganges.

Ele disse: “Isso, você não pode fazer.” Então Alexandre Bhoora disse: “Se eu me tornei saheb, eu me tornei inglês,” “isso não significa que abandonei minha religião.” Vejam. Isso é exatamente o que está nos acontecendo… quando tentamos seguir qualquer religião, seja qual for. Agora nós todos estamos identificados com as nossas… assim chamadas religiões nas quais nós nascemos. Por exemplo, se Eu falar aos indianos: “Não vão aos templos.” “Vocês não devem ir a nenhum templo, mesmo que seja…” “um templo swayambhu. A menos e até que Me falem,” “não vão a um templo swayambhu custe o que custar.” “Há muitas igrejas também lá, há…” “muitas estátuas boas, nós podemos dizer, ou tinham algo…” “que são realmente swayambhus, mas eles são muito poucos.” “Então Me digam e depois vão.”

Mas eles não Me escutaram, eles não escutarão e quando eles vão lá, eles bloqueiam o Agnya deles. Uma vez Eu fui ver um templo… que, é claro, era um templo swayambhu, sem dúvida, então alguns Sahaja Yogis decidiram ir lá. Mas Eu não lhes pedi, eles não Me disseram. Quando eles voltaram, assim que eles Me viram, todos eles desmaiaram. Eu disse: “O que aconteceu? Onde vocês foram?” “Oh, nós fomos a esse templo.” Eu disse: “Por quê?” “Vocês nunca Me falaram. E o que vocês têm aqui?”

“O brâmane colocou teeka (bindi) e pronto.” Então eles levaram um mês para se limparem. Agora eles não vão, eles tiveram o suficiente disso. O mesmo com os cristãos. Agora, outro dia, Eu ouvi sobre o episódio de Paris, onde as pessoas quiseram ter casamentos na igreja, em Paris. Então eles precisam ter roupas especiais. Então alguém veio para cá para comprar algumas roupas especiais de – qual loja é aquela? Eu esqueci o nome, alguma loja famosa. Então as roupas especiais devem ser… usadas porque eles têm de ir à igreja. E quando eles saíram da igreja… com aquelas roupas, eles se tornaram bhoots.

Eu fiquei surpresa, o que aconteceu com 25 deles? O que aconteceu é que na igreja… há muitos cadáveres enterrados e todos eles ficaram bloqueados. Então quando você for também… ver as belas arquiteturas, vá com uma mente desapegada. Não pense que você pertence a essa igreja. Você não pertence a nenhuma igreja, você não pertence a nenhum templo, não pertence a nenhuma dessas formas, somente então você ascenderá. E Eu tenho de lhes dizer hoje que Cristo… não pertenceu a nenhuma religião. Ele não seguiu nenhuma religião. Ele seguiu Sua própria religião espiritual. Quando Ele foi a uma igreja onde havia pessoas… que estavam discutindo, quero dizer, eles eram judeus, Ele foi lá e ficou falando com eles. Outro dia, Eu vi uma bela pintura… que eles tinham mostrado no jornal, uma pintura famosa muito bela… onde Cristo está falando com os médicos e Ele está segurando Seu – está esfregando Seu Swadishthana Esquerdo, muito tranquilamente, e todos os médicos – um deles está escutando-O, um deles está olhando para Ele, zombando Dele, um outro estava prestando um pouco a atenção Nele.

Ele estava simplesmente esfregando Seu Swadishthana esquerdo. Está claramente, você pode ver isso tão claramente. E então agora, como essas novas conquistas, vocês devem se elevar acima de todas essas coisas e devem entender… que nós temos de estar de uma forma muito independente nos observando. Nós não pertencemos mais a nenhuma religião. Nós pertencemos à religião de Deus que é Sahaja. E Sahaja é a religião, ela expandirá… somente quando vocês realmente se tornarem nada além de Sahaja. Mas isso é algo que não entendo, isso não acontece. Eu encontro alguém de, Eu esqueço isso, havia alguém, digamos, chamado Hamaty ou algo assim, que supunha-se ser uma encarnação ou algo assim. Seus discípulos, sem dúvida, Eu devo dizer que… eles se comportam de tal maneira que você não consegue acreditar, como ardentemente eles acreditam nesse homem. Seja o que for que ele diga, seja o que for que ele faça, o modo como eles acreditam nele, é muito surpreendente.

Você encontra qualquer um que esteja seguindo algum guru, qualquer um, você ficará surpreso ao ver o modo como eles são fanáticos… em relação a esse sujeito e eles não ouvirão nada contra. Não interfiram nisso, mas se ele diz: “Fique de cabeça para baixo a noite inteira”, eles farão isso. Eu não sei o que acontece, quando se trata de falsidade, nós tentamos segui-la, e quando sabemos a verdade, essa é a verdade, então nós tiramos proveito e tentamos fazer concessões. Nós achamos que a verdade não fará nada em relação a isso. Não que a verdade os punirá, ela não punirá, porque vocês são almas realizadas, ela não punirá. Ela não os punirá até um ponto. Mas lembrem-se que Ekadesha está sem dúvida trabalhando ao mesmo tempo. Se fizermos qualquer coisa errada, como essas pessoas que foram para a igreja, todas elas ficaram bloqueadas. Agora, talvez eles digam: “Mãe, por que ficaríamos bloqueados?” “Nós somos Sahaja Yogis.”

Porque vocês são vulneráveis, vocês são vulneráveis. Vocês ainda não alcançaram esse estágio. Se alcançarem esse estágio, então quando vocês forem lá, todas as pessoas da igreja sairão… da igreja e fugirão. Eles começarão a tremer diante de vocês. Eles não saberão o que aconteceu. Eu tenho visto que quando Eu dentro… em qualquer igreja, todas as velas começam… chuk, chuk, chuk, chuk, chuk, chuk, e as pessoas começam a se perguntar o que aconteceu. Mesmo quando eles estão jantando ou qualquer coisa… e há um jantar com velas, Eu fico surpresa ao ver o modo… que cada vela começa a tremular e as pessoas começam a olhar. Porque os bhoots estão sentados diante deles, então as velas imediatamente mostram: “Estes são bhoots que estão sentados aqui.” Com todo esse conhecimento que você tem, a luz que você tem dentro de você mesmo, através da qual você é iluminado, se você ainda está indo… a essas coisas de canal esquerdo e de canal direito, isso é muito, muito perigoso. Nós vemos isso também hoje, Eu devo lhes falar sobre… a parte relativa à política.

Na política também, essas pessoas desenvolveram dois tipos de teorias: uma é de canal esquerdo, a outra de canal direito. As teorias de canal esquerdo são democráticas, onde você pode ser condescendente com qualquer coisa que você quiser. É o indivíduo que é importante. O indivíduo é condescendente com tudo… e você não deve impedi-lo de fazer tudo que ele quiser, ele é um indivíduo, então ele tem o direito de cortar o nariz dele, tem o direito de cortar os olhos dele, de fazer o que ele quiser. A um indivíduo é permitido fazer o que ele quiser… fazer e então o que acontece? Nós descobrimos que essa democracia… se torna uma “demoniocracia”, todo mundo é um demônio. Todo mundo está ocupado cortando gargantas, cortando todas as bases… e as raízes da vida, porque todo mundo é Brahma, torna-se uma grande personalidade, porque o indivíduo é tão importante… e o coletivo é perdido, completamente perdido. Mas no outro lado, onde existe mais disciplina, mais agressividade, mais controles… e tudo com canal direito, nós podemos chamar de comunismo, onde as pessoas são controladas o tempo todo. Agora, por quê? Porque para o coletivo, o indivíduo deve sacrificar.

Nesse caso, os indivíduos se tornam fracos… e se os indivíduos são fracos, então o coletivo não pode ser forte, ele não pode ser forte. Os indivíduos têm de ser fortes. Por exemplo, você verá que as pessoas que vêm dos países comunistas, elas bebem mais do que as pessoas que bebem aqui. Ou os que vem, digamos, de países islâmicos, onde eles não tocam em nada, podem beber mais do que sardarjees. Assim, você pode imaginar qual é a situação dos seres humanos… que a partir do medo, se você tenta controlá-lo, ele vai para o canal direito. Mas ele não é de forma alguma aperfeiçoado, ele não é transformado, ele não aceita a situação, ele não se torna isso, ele não tem esse poder de se controlar. Ele não supera suas tendências pecaminosas, ele ainda está lá. Assim que ele tiver uma chance, ele cai nisso. Então isso falha. Portanto os indivíduos são fracos nesse caso.

E onde há depravação completa, fazer o que você quiser, viver do modo que você quiser, condescendências, todos os tipos de coisas, então você descobre, quero dizer, todo dia você vê e diz: “Oh Deus, esta é uma sociedade decadente, isso está acontecendo.” A decadência acontece porque um indivíduo a quem você deu… todos esses poderes não tem nenhum poder para sustentá-los. Um indivíduo não consegue arcar com o dinheiro, ele não consegue sustentar o poder de nenhum tipo, ele não consegue sustentar o amor, ele não consegue sustentar a gentileza, ele não consegue compreender a paz, porque ele ainda é um indivíduo. Mas quando um indivíduo se torna o coletivo, essa é a ascensão através do canal central, quando ele se torna o coletivo, em sua força, ele fortalece o coletivo. E também o coletivo cuida, protege e guia o indivíduo. Isso é o que é a Sahaja Yoga. Assim, a política da Sahaja Yoga é: você tem de se tornar a personalidade coletiva. E lá onde nós sentimos que ainda somos algo importante, que nós somos diferentes, que somos indianos ou somos da Inglaterra… ou da França, se você ainda está identificado, então você não é coletivo. No senso coletivo, todos nós somos um, partes integrantes de um único ser. então você realmente está agindo como um ser coletivo… e você é um com o Divino.

Onde o Sol está cuidando de você, a lua está cuidando de você, os ventos estão cuidando de você. toda a Mãe Terra e todos esses elementos estão trabalhando. O éter, tudo está trabalhando para você e você é tão bem protegido… e abençoado pela qualidade especial de desfrutar a alegria. Então você realmente se torna sensível a essa alegria… quando você é um só com o todo. Por exemplo, supondo, se este dedo ou este dedo… não é um só com o todo, fica dormente, como acontece na hanseníase, o que acontece? Este dedo se torna dormente. Mesmo que um rato o devore, nós não sabemos, porque não há nenhuma conexão, nenhum nervo atuando, ele é insensível. Da mesma maneira, se você não é coletivo… e não se importa com o coletivo, você vai ser retirado. Você não vai estar lá… para desfrutar as belezas de sua própria glória e do coletivo. Então temos de entender que nós mesmos temos de ser fortes, nós temos de ascender e temos de ser coletivos.

É muito fácil achar falhas nos outros. Muito fácil achar falhas nos líderes. Muito fácil também achar falhas na Sahaja Yoga, às vezes em Mim. É melhor achar falhas em você mesmo. O resto Eu cuidarei. Primeiro apenas ache falhas… em você mesmo e tente compreender os outros… e amar os outros e desfrutar a companhia dos outros. Nisso, uma vez que vocês decidam que nós temos de desfrutar, Eu lhes digo, isso é tão espontâneo. Apenas esta decisão, esta fé, dentro de você: “Eu vou desfrutar agora o meu Espírito.” “Eu vou desfrutar o coletivo dentro de mim”, isso é o Espírito. Apenas essa decisão por si só lhe dará o poder de desfrutar.

Mas a decisão deve ser firme, nenhuma hipocrisia, nenhum jogo, nenhum ego, nenhum condicionamento, nada, apenas o puro desejo dentro de nós de que nós temos de ser o Espírito. E o Espírito que é o ser coletivo dentro de nós. Eu espero hoje, neste dia de ressurreição, que nós sejamos muito gratos a Cristo… por nos mostrar o caminho e também nós temos de estar… muito preocupados e alertas em relação a nós mesmos. “Onde nós estamos? Onde nós nos sustentamos? Do que somos capazes?” “O que estamos fazendo? Qual é a nossa responsabilidade?” “O que é esperado de nós? Por que todas essas bênçãos nos são dadas?”

Não há nenhum sacrifício na Sahaja Yoga, nenhum sacrifício. Ninguém quer que você se comprometa a nada ou faça… ou se torne membro ou qualquer coisa assim. Eu acho que é Meu compromisso. Como Eu disse, Deus tem o compromisso, mas você também tem… um compromisso: seu desejo deve ser puro. Esta é a única coisa: “Deixe meu desejo ser puro.” “Nenhuma impureza de nenhum tipo deve acontecer.” Assim como Cristo tinha Seu desejo tão puro e isso é o que Ele alcançou. Eu tenho certeza que vocês podem alcançar muito em sua vida. Hoje é Meu 65o aniversário. Agora imaginem, Eu tenho 65 anos de idade e nesta idade, a maioria da mulheres apenas, Eu não sei o que elas fazem.

Então agora, você deve se elevar e trabalhar tudo… na medida do possível, pensando: “Todos nós temos de nos erguer.” Agora as crianças estão vindo, elas também vão se erguer. Todos vocês parecem cada vez mais jovens para Mim. Todo dia Eu os vejo, vocês parecem mais jovens. Às vezes Eu nem mesmo… os reconheço, pelo modo como vocês parecem mais jovens… e Eu penso: “Ele é o filho ou é o pai?” A situação é tal que todos vocês são abençoados, vocês conseguiram empregos, conseguiram tudo. E todos Me dizem: “Mãe, isso é o que aconteceu, aquilo aconteceu”, tudo. Agora, e daí? Essas são tentações, tomem cuidado. Isso não é o que você queria.

O que você queria é o estado dessa fé completa… dentro de você mesmo, onde você não tem de pedir, nada, tudo dará certo, tudo dará certo. Funciona. Esse é o ponto. Assim, Eu espero que na próxima vez quando nos encontrarmos, Eu veja pessoas ainda mais jovens do que Eu vejo hoje… e Eu serei capaz de reconhecê-los. Cristo morreu muito, muito jovem, muito jovem. Ele era muito jovem, Eu devo dizer, mas… o quanto Ele fez pela humanidade. Ninguém poderia ter alcançado esse tanto nessa pouca idade, do modo como Ele o fez. É notável. É realmente notável. Isto é o que Eu espero de vocês: seguir os passos Dele… em fazer coisas notáveis.

E deixem-Me ver todos vocês, cada um de vocês tem de fazer algo grandioso. E hoje é o dia de certas promessas. Que Deus os abençoe por isso. E muito obrigada por este Meu Aniversário.